Home Etc A escolha por um sedã médio

 A escolha por um sedã médio




Algum tempo atrás escrevi ao NA quando comprei minha Megane Grand Tour. Paguei algumas parcelas da “bixona”, peguei algumas estradas, etc, até que um belo dia um irresponsável decidiu que poderia beber e depois dirigir, conclusão, acertou a frente do meu carro em cheio, air bags inflam, uns machucados aqui, outros ali, mas ninguém seriamente ferido. Eis que ao conseguir sair do carro (de maca) eu vejo que já era, deu PT. Dito e feito.

Com a força da pancada, acertei meu joelho no volante, partindo a rotula em duas. Meus dramas a parte, decido que era hora de tocar a vida e comprar um novo carro, o seguro fez a “gentileza” de pagar a FIPE para o meu carro, aproveitei para pagar o que faltava das prestações. Infelizmente vendi minha moto, então vejo quanto dinheiro tenho pra comprar um carro… dessa vez me vem na cabeça: “Nada de financiamentos!!”. Após pensar e calcular, vejo que tenho cerca de 82.000 para comprar o carro. Ótimo.

Decidi por comprar um sedã médio. Eu havia apreciado bastante o espaço da minha Grand Tour, mas o fato de ter “apenas” dois air bags me fez pensar em pegar um carro mais seguro, nessa ocasião eu estava sozinho, mas imagino o que poderia ter acontecido a outras pessoas, no banco de trás por exemplo.

Como eu sempre dei preferencia à moto ser meu veiculo mais caro e agora passarei um bom tempo sem poder pilotar uma, decidi que optaria por um sedã com alguns mimos, assim por dizer, segurança em primeiro lugar, após isso, ter GPS seria um diferencial, como eu costumava viajar bastante de moto, apenas mudei o meu veiculo, irei de carro!

Bancos de couro, teto solar, comandos do som a mão, um bom acabamento, as horas a mais que eu terei que passar no transito me fazem preferir isso, um carro bem acabado e confortável, no lugar de um carro com muitos pocotós. Minhas prioridades definidas, fui à busca pelo carro.

Preferi começar por onde os carros me agradavam menos, resolvi ver todos que me apareciam na cabeça, vai que vira amor. Não estou ligando muito se pra valor de depreciação ou desvalorização, eu sei claramente que, ao menos no meu caso, carro não é investimento e eu vou perder dinheiro com isso, então prefiro pegar o que mais me agrade, melhor perder um pouco de dinheiro que perder horas no trânsito me frustrando olhando pela janela e pensando que poderia ter pego esse ou aquele carro.

Minhas primeiras idas: Peugeot, Mitsubishi e Ford.

Peugeot 408

O primeiro carro que eu resolvi ir ver foi o 408. Antes disso, fui olhar no site da Peugeot, minha alegria cresce, o THP custa o que eu estava disposto a pagar, ou ao menos deveria… pelo site da Peugeot, custaria 81.490, se não fosse esse o valor do carro sem pintura. A Peugeot tem a cara de pau de colocar o valor do carro e agregar a todos os tons de cor 1.100 reais, de qualquer forma, 82.590 me pareciam razoáveis, cheguei na concessionária e sou atendido, peço para ver o 408 THP, todas as unidades se encontravam no canto da loja, a prioridade de venda daquela loja era claramente o novo 308, de qualquer forma, não desviei meus olhares.

O Peugeot 408 THP tem bom pacote de segurança, tem 6 air bags, controle de estabilidade e tração, freios ABS, tem o diferencial de ter faróis xênon, o que pra quem viaja, é muito bom, inclui o que eu queria teto solar, GPS, mas não conta com controle de tração. Agora com sinceridade, não sei por que diabos o velocímetro marca as velocidades impares, isso acaba dificultando um bocado até você se acostumar.

O acabamento interno é bom, mas acho que pra um carro que planeja ser esportivo, poderia ter algo que remetesse a isso, o volante tem boa empunhadura e é bem firme, pois bem foi o que deu pra saber, nada de estabilidade, nada de desempenho, não havia unidade para teste drive. Enfim, o carro me agradou, na hora de ver valores, a vendedora me informa a bagatela de 92 mil reais.

Ok ok, 10 mil de ágio é absurdo, comentei o valor do site e ela fez cara feia, foi conversar com o gerente e conseguiu abaixar o preço para módicos 89 mil, descartei, sou contra pagar ágio no carro, e ainda mais, acho falta de respeito vendedores dizerem que cobram o que o mercado paga, fosse isso, não teriam THP’s encalhados na loja, como a própria vendedora disse. Passo.

O Peugeot 408 automático não me agrada, já tive a oportunidade de andar em um antes, acho que o câmbio de 4 marchas atrapalha o funcionamento do carro, ele dá alguns trancos, de qualquer forma, mesmo com câmbio 4 marchas, ainda é um bom carro, muito bem equipado.

Mitsubishi Lancer

mitsubishi lancer 2.0 2012 11 A escolha por um sedã médio

Me dirigi até a Mitsubishi então, fui ver o Lancer, pelo que eu me dispus a pagar poderia levar a versão CVT para casa. A versão GT sem xênon já custa mais de 86 mil pelo site da Mitsubishi, a versão CVT oferece apenas dois air bags, bancos em tecido, não oferece teto e o GPS eu teria que pegar como opcional de concessionária, e não seria igual o da versão GT, mas sim uma central multimídia, a qual a vendedora não soube informar a marca.

O CVT não possui controles de tração nem de estabilidade, o carro em si parece agradável, bom acabamento, mas é bem simples, bancos macios e confortáveis, mas é bem capado pra um carro que custa quase 80 mil, não cheguei a fazer o teste drive, não dispunham da unidade para teste, mas curiosamente havia a Sportback, enfim, preferi não ver os preços com banco de couro ou a central, agradeci e fui embora.

Ford Focus

ford focus titanium avaliacao completa 8 A escolha por um sedã médio

Me dirigi então a Ford, não optei por ver o Fusion por este ser um sedã grande, não cabendo na minha garagem. O Focus possui um motor bacana, mas um antiquado câmbio de 4 marchas, a impressão que ele passa é que falta câmbio pra tanto motor, achei ele um pouco violento também, dando muitos trancos.

A traseira é definitivamente feia, a suspensão se mostrou bem confortável, me pareceu um carro justo, acabamento bom, teto solar, não oferece GPS nem como opcional, te alguns mimos como sensor de chuva e crepuscular, mas peca principalmente em oferecer apenas dois air bags, definitivamente não, embora me fosse oferecido por um preço abaixo do de tabela, coisa de 72 mil na versão Titanium.

Acredito que embora o preço esteja bom, se eu posso pagar mais, por que não o faria? O Focus é um bom carro, mas por melhor que ele seja, sei que não ficaria muito satisfeito com ele. Se fosse fechar o carro apenas nessas opções, o 408 seria o escolhido, embora não seja o melhor sedã que eu testei, dos três é o mais equilibrado, embora o fosse levar a contragostos.

Toyota Corolla

toyota corolla xrs 2013 4 A escolha por um sedã médio

Passei na Toyota e em seguida na Hyundai, esses dois foram breves as visitas na concessionária. O Corolla a versão que cabe no meu bolso é o XRS, ele tem um bom motor, mas o câmbio de 4 marchas me incomoda, o painel agrada e os controles no volante são bons, de todos até agora, foi o que eu achei que tinha o pior som, ele também não oferece muito em relação aos concorrentes, não tem controles de estabilidade e de tração, 4 air bags e só, tem poucos mimos e também foi o que mais tive dificuldades de achar uma boa posição de dirigir.

Já faz tempo que eu acho que o Corolla deveria ter uma nova geração, embora seja um bom carro, é um tanto antiquado, acho um dinheiro mal gasto, principalmente depois que o Vovorolla fez plástica e agora parece uma tiazona toda cheia de botóx querendo agradar garotões em crise de meia idade. Eu realmente não gostei dele.

Não mencionei o teto ou GPS simplesmente por não serem ofertados, a vendedora inclusive foi irônica, disse que teto eu precisaria só se eu tivesse chifres pra precisar de um buraco no teto, e GPS eu poderia comprar um por 150 reais e pendurar no vidro, que era a primeira vez que via alguém deixar de comprar um Corolla por não ter esses itens.

Hyundai Elantra

Hyundai Elantra2 A escolha por um sedã médio

Em seguida fui tentar dar mais uma chance a Hyundai, que sempre se mostrou fraca de atendimento, algo como “somos bons demais pra tentar lhe vender carros, se você quiser, que corra atrás de ter nossos carros”, dessa vez não foi diferente, eu ainda estou mancando e com algumas dificuldades para andar, não queria que me fosse servido champanhe nem nada disso, mas o vendedor sequer me convidou para sentar!

Deixemos isso de lado, decidi naquele momento que poderia dar uma chance ao carro e talvez sofrer um pouco com o péssimo atendimento da concessionária. No Elantra o negócio começa a ficar em outro nível, foi me oferecido por 83 mil, um pouco fora do meu orçamento, mas dava pra apertar, o carro é bonito e bem acabado, os freios, embora a tambor, se mostraram bons.

Fiquei desapontado com o desempenho e consumo, até hoje não sei como é feito a conversão entre cavalos vapor e cavalos Caoa, mas definitivamente esses 160 cv declarados estão mais pra pôneis, achei o desempenho geral parecido com o do Jetta, o que me assustou foi o consumo, marcando sempre abaixo de 6km/l no computador de bordo, e eu sempre aliviando o pé.

A versão que me foi oferecida foi a que eles chamam como Top, na cor preta, trazia 6 air bags (8 na contagem da Caoa), não tem controle de tração, mas tem mimos como regulagem elétricas dos bancos e sensores crepuscular e elétricos. Meu maior medo ao comprar um Elantra é ele ficar velho antes do tempo, o visual é bonito hoje, mas exótico, não sei como ficaria com o passar do tempo, não sei enjoaria.

A minha versão viria com o teto solar e com central multimídia, mas o vendedor não soube informar se ela era de fabrica ou se viria a ser instalada na loja, ele disse que depende do lote, assim como as cores do interior, que poderia ser preto, creme ou cinza, dependendo do lote. Me senti comprando coisas naquelas revistas-catálogos onde vem escrito “Imagens meramente ilustrativas. Cores Sortidas”.

Honda Civic

honda civic 2012 auto press impressoes 2 A escolha por um sedã médio

Nesse momento eu observei um New New Civic passando (acho ridículo essa forma da Honda de tratar o carro como New, é um Civic e pronto, vem no documento Civic e ele será um Civic, é taxativo e tosco esse “merchan” de New isso, New aquilo), achei que ele evoluiu pouco em relação a geração anterior, a frente é igual e a traseira deu uma crescida.

Antes de conversar com o vendedor algo que realmente me incomodou muito foi a falta de simetria do painel, sem falar no estilo meio nave espacial, não sei se me acostumaria com isso. Fui conversar com o vendedor sobre os valores: 78 mil na LXL automática, novamente acima do preço de tabela, parece ser um mal geral das concessionárias daqui.

O Civic conta apenas com air bag duplo e ABS nessa versão, e é bem fraquinho de conteúdo, GPS nem como opcional, ar condicionado simples e no teste drive eu achei fraco, o câmbio mostrou-se suave, mas acho que o giro deva ficar um pouco acima dos concorrentes com câmbio de 6 marchas quando em velocidade de cruzeiro.

Achei interessante a tecla Econ, muda completamente a proposta do carro. Acho que se fosse em meados de 2006 e eu pudesse dirigir naquela época e tão pouco tivesse dinheiro, levaria um Civic, acho aquele o modelo mais bonito, hoje em dia, se não fosse o H estampado na frente do carro e a imagem que ele já criou, acho que seria apenas um coadjuvante no mercado, não que ele não tenha qualidades, tem sim, e muitas, apenas há outros que tem mais que ele.

Volkswagen Jetta

avaliacao volkswagen jetta highline auto press 2 A escolha por um sedã médio

Por fim, testei Jetta, Fluence e Cruze, que eram justamente os que eu tinha em mente, e nesse momento, a dúvida entre os carros ficou maior, ao conhecer melhor Elantra e 408, estes se tornaram possíveis compras, embora o 408 apenas em ultimo caso.

O Jetta foi pro final da lista, passei cerca de 2 meses com um, alugado, até me decidir qual carro quisesse comprar, o Jetta tem o pior acabamento de todos eles, é honesto, mas é simples não parece ser do mesmo segmento dos outros. O motor, mesmo com apenas 120cv empurra bem o carro, ótimo trabalho para o cambio, que nesse caso infelizmente não é o DSG, ele é confortável, um dos mais confortáveis que eu testei.

E também o com o preço mais oscilante, a falta de uma versão intermediária entre a Comfortline e a Highline, faz com que o preço da Comfortline varia de cerca de 65 mil na manual a quase 85 mil na automática completa. Por falar em completa, o carro que me ofereceram na concessionária, custava 78 mil, e vinha do jeito que eu queria, teto, bancos em couro, GPS, não precisaria por nada a mais nele.

O sistema de auxilio ao estacionamento é muito bom e útil, sobretudo o dianteiro, que apita numa lombada ou rampa mais íngreme, impedindo de você raspar o spoiler dianteiro do carro, o estilo geral do Jetta me agrada bastante, e a opção de interior creme quebra o paradigma de interior preto ou cinza implantado pelo gosto brasileiro, e isso me agradou muito.

Outro fato que eu gostei muito no Jetta foi a tela central concentrar todas as informações relevantes do carro, sistema de estacionamento, ar condicionado, computador de bordo, som, tudo em um só lugar, de forma fácil e intuitiva, sem falar que o som do Jetta é disparado o melhor entre os sedãs testados, embora não ofereça sub, é o mais equilibrado. Só acho que a tela poderia ser um pouco maior, a versão com GPS tem uma tela um pouco pequena.

Ele não é um exemplo de desempenho, mas tem um rodar muito suave, e a suspensão até oferece certa esportividade, falta mesmo é motor pra isso. Continua na lista.

Nissan Sentra

nissan sentra 2012 1 A escolha por um sedã médio

Nesse momento pensei no por que não testar um Sentra, e explico, o Sentra é um carro de “outra” categoria, é sedã médio, tem motor de sedã médio, tem conforto e equipamentos de sedã médio, mas por conta da estratégia da Nissan em função do mercado, o posicionou ligeiramente abaixo dos sedãs médios, como uma alternativa maior a sedãs compactos premium ou alternativa mais equipada as versões de entrada de sedãs médios.

Como eu busco um sedã médio um pouco mais equipado, o Sentra foge do que planejo.

Renault Fluence

Renault Fluence Privil%C3%A8ge1 A escolha por um sedã médio

Passei na concessionário Renault, sendo atendido pelo mesmo vendedor que me vendeu a GT, ao contrário do me muitos dizem, a Renault sempre me deu um ótimo atendimento. O Fluence que me ofertado foi um Privilege, com Teto e Xenon, é um carro muitíssimo equipado e confortável, oferece um rodar extremamente macio, dois pontos que me incomodaram mas logo se acostuma é o marcador de velocidade em unidades impares, mas talvez o que gera um estranhamento inicial é o câmbio CVT, a linearidade da aceleração e o câmbio sempre colocar o giro em uma determinada rotação chega a causar estranheza em quem está acostumado com um automático comum.

O Fluence tem 6 air bags também, controle de tração e estabilidade, cheio de mimos. O Fluence é disparado o mais confortável de todos os sedãs que testei. Partida por botão pra mim, é algo magnifico, bem como o alarme travar quando você se distância do carro.

Eu sempre enfio as chaves no bolso e sempre perco alguns segundinhos pra achar a chave, mais alguns pra conseguir ligar o carro, depois perco mais um pouco quando for sair do carro pra pegar a chaves, mas afora essa banalidade, o travamento é o principal, eu sempre esqueço o carro aberto, isso é muito útil. O GPS é disparado o melhor de todos, embora eu tenha o incomodo de ele só ser ativado e manuseado por controle remoto. Saí tendendo a comprar outro Renault.

Chevrolet Cruze

chevrolet cruze avaliacao externo 1 A escolha por um sedã médio

Por fim, passei na Chevrolet, inclusive tive que ir em duas concessionárias, uma delas sequer tinha o Cruze a pronta entrega, disse que tinha sido um mês muito bom e o carro tinha saído a rodo, venderam inclusive a unidade de test drive. Me dirigi a outra concessionária, esse tinha apenas uma unidade da LTZ, bege.

O Cruze oferece bom acabamento interno, mas eu estranhei bastante a textura do painel da unidade testada(uma LT com bancos de tecido). A vendedora me garantiu que não é assim na LTZ, que tem acabamento liso. O Cruze é um carro na média, com seus requintes e seus contras, o acabamento não é ruim, mas também não é bom. O carro vibra um bocado e eu o achei barulhento, o que me decepcionou profundamente foi a unidade de teste ter algumas falhas de acabamento, e estar com o teto e bancos manchados.

Curiosamente, consegui fazer o carro morrer, ao parar no semáforo, o carro não desceu marcha começou a tremer e morreu, fiquei confusíssimo, foi a primeira vez que eu vi um carro automático morrer, a vendedora ficou vermelhíssima na hora, foi claramente um defeito do câmbio, mas fiquei com medo de ser também na minha unidade. Embora achasse o Cruze um bom carro, já foi suficiente pra eu ficar com um pé atrás, isto é, se o carro de test drive está dando defeitos, imagine o que pode acontecer com o meu.

Conclusão

Enfim, terminado os testes e como bom leitor do NA que sou, não fechei com nenhuma concessionária, pelo contrário, tirei uma tarde de folga, e liguei em praticamente todas as concessionárias de Brasília, pedindo preços e dizendo que ia fechar naquela tarde, que iria fechar pelo menor preço e que o preço final já teria que ser dado pelo telefone.

Muitas concessionárias cobram ágios absurdos, mas em geral eu consegui valor abaixo de tabela pra pagamento à vista, exceto para o 408 THP, que somente a concessionária que eu fui tinha unidades dele, cobrando o preço abusivo que eu citei. Com as versões e opcionais que eu queria consegui os seguintes valores:

Peugeot 408 Griffe 2.0– 75.900
Mitsubishi Lancer CVT – 74.990
Ford Focus Sedan Titanium – 67.000
Toyota Corolla XRS – 76.990
Hyundai Elantra Top (sem central multimídia)– 81.900
Honda Civic LXL – 75.900
Volkswagen Jetta Comfortline – 75.690
Renault Fluence Privilege com Pack Pramium – 73.900
Chevrolet Cruze LTZ – 77.990

Com os preços, eu realmente precisaria fechar o carro naquela tarde (29/04) ou correria o risco de não conseguir mais esses preços, naquele momento eu decidi que iria fazer por exclusão, anotando o que realmente me faria deixar de comprar o carro.

O Elantra foi o primeiro que rodou, não acho que ele seja superior aos demais pra custar tão mais caro, muito pelo contrário, do que eu disse que precisava, ele não oferecia o GPS, riscado. O segundo da lista a ser cortado foi o Lancer, péssimo custo-benefício, não tinha GPS ou teto, e contava só com 2 air bags, sem contar que não dispunha de controle de estabilidade e de tração, e tem poucos itens de série relevantes, fora.

O Corolla foi o próximo a ser cortado, o visual cansado e a próxima geração não demorando muito, ia fazer com que eu ficasse com um carro defasado, decidi cortá-lo por causa disso. Honda Civic foi embora pelo custo benefício ruim também, a falta de mais air bags me fez cortar ele da minha lista.

Cortei o Focus simplesmente pelo fato de ver que eu não me sentiria realizado ao comprar um, embora seja um bom carro, sei que eu não conseguiria estar plenamente satisfeito com um. Sobraram então 408, Jetta, Cruze e Fluence. Talvez algum leitor mais atento dos comentários já saiba qual modelo eu comprei, mas acho importante destacar o por que eu ter escolhido o carro que eu escolhi.

O próximo a ser colocado de lado foi o Jetta, na minha opinião é um dos que tem desenho mais harmônico, além de ser um dos mais confortáveis, mas o motor é antigo e eu tive a oportunidade de ficar 2 meses com um Jetta, creio que por conta dos materiais do acabamento interno, fica a impressão de ser carro de categoria inferior.

Com os meus três finalistas, a escolha foi passional, nesse ponto eu comprei o que me agradou mais, o Cruze eu realmente fiquei com medo de comprar, além desse problema da unidade de test drive e do já conhecido problema nos freios, muitos lugares eu vejo muitas pessoas reclamando de muitos defeitos do Cruze, lógico que Peugeot e Renault também tem reclamações e muitas, mas não vi poucas ou nenhumas com problemas graves como no Cruze.

Sobrando Peugeot e Renault, comprei o Fluence, os dois são igualmente equipados e tem basicamente o mesmo nível de acabamento, mas meu coração bateu mais forte pelo Fluence, e embora eu esteja amando o carro eu recomendo e não recomendo o carro, tudo vai depender do que você espera do seu carro, se você quer um sedã que chame atenção, que tenha esportividade o Fluence não é o seu carro, mas se você quer um carro completo, com rodar macio, que não chame tanta atenção e você não liga para ele desvalorizar mais que os japoneses, então o Fluence pode lhe servir muito bem.

Por Mario Souza


  • gabrielthw

    Bela escolha. Compraria o Fluence também, visto que, inviabilizaram o 408THP jogando o preço nas alturas com o ágio…

    • metal_sm

      Vi um Fluence branco muito lindo esses dias. Se tiver uma durabilidade mediana eu escolheria de olhos fechados

    • Debraido

      Fica a dica: Estou fechando um peugeot 408 THP pela PJ, a peugeot esta praticando desconto de 13% sobre o valor da tabela, na css eles não divulgam essa informação. Entrem no site da marca e procurem as css que fazem venda direta e tratem preferencialmente por telefone.
      o carro saiu R$ 71.853,00.

      • Pedro_Rocha

        Nesse preço o C x B está imbatível. Parabéns pela aquisição.

      • silvio_Brito

        Muito bom o desconto!
        Vc chegou a cotar o 308 no PJ?

      • thales_sr

        Caramba, preço bom demais! Parabéns pelo carro.

      • Sergin162

        Show de bola. Ia comentar que eu andei pela Peugeot esses dias com um amigo meu que quer trocar o New Civic dele e eles nao cobraram ágio, era algo em torno de 81 o THP "normal" e 82 o THP com banco elétrico, mas disseram que a venda direta nao tinha desconto !

        • nightwishjp

          72 mil num THP? MEU AMIGOOO, ganhou na sena!

      • Edson Roberto

        Debraido em qual estado mora? pode indicar a CSS que lhe ofertou o 408 thp???

        • Debraido

          Sou de SP, não vou fazer propaganda de CSS, mas segue o link da Fabrica com as CSS participantes. http://carros.peugeot.com.br/concessionarias-part
          Abraço

          • Fungo

            O que é necessário para comprar por PJ? Simplesmente o CNPJ ou tem que ter numero minimo de carros na frota da empresa?

            • Debraido

              Só CNPJ.

              • Fungo

                valeu pela informação.

  • Adriano_Silva

    Visita na Chevrolet, Cruze teve um mês muito bom e o carro tinha saído a rodo, venderam inclusive a unidade de teste drive. Imagino a alegria do dono ao descobrir essa informação rsrsrsrsrsrsrs.

    O Renault Fluence realmente é a melhor escolha, é incrível o conforto desse carro.

    • AutoIng

      O Cruze realmente tem saído com muitos defeitos, fora o câmbio que tem decepcionado bastante. Não entendo como após tanto tempo sem lançar um bom carro, a GM tenha regredido em tantos aspectos no Cruze (um carro mais barulhento que o Vectra, dá pra acreditar?). Na outra ponta o Fluence é um carro que muita gente nem vai olhar por puro preconceito, e tem um conjunto excelente, só pecando mesmo no visual simplório do painel. Mas como nada é perfeito, acho um preço baixo a se pagar em vista das demais qualidades do carro e do ótimo custo x benefício.

      • AventadorMan

        Realmente a GM era pra ser a lider o cruze ficou mt bem acertado, se nao fosse a m… do barulho, andei no carro gostei de td, mas achei meio seco e barulhento, acho que isso teria como resolver masssssss hehehe

      • Adriano_Silva

        Comentário perfeito em relação ao Cruze, não sei como a GM fala em tanta tecnologia nesse carro e realmente ele é mas barulhento que o Vectra e bebe quase o mesmo, sem falar dos defeitos e do banco traseiro duro.

      • O_Corsario

        Falou uma grande verdade, o interior do fluence para mim realmente deixou a desejar em materiais. E pq insistir na escala em números ímpars e nos instrumentos deitados?

        • Tripa-Seca

          hehe…Na verdade, 30, 50, 70…São números pares!! heheh

          • O_Corsario

            hehehe disfarça…
            Mas deu para entender, marcar dessa forma acaba sendo chato!

            • AutoIng

              Há cidades em que os limites de velocidade são em dezenas ímpares, inclusive com as placas das ruas todas padronizadas assim (30, 50, 70 km/h). Aí depende de onde o sujeito mora.

              • luta4ever

                Quase nenhum lugar é assim!

                • BBMP_

                  Na minha cidade (Salvador) tem limites marcados de 30, 40, 50, 60, 70, 80 e 100.

              • Carlos_brown

                Eu acho que é padrão em carros franceses esse tipo de marcação, se não me engano todos eles são assim.

            • HenriqueHJ

              e o mais engraçado é que no Chile que tem o fluence fabricado na mesma fabrica na argentina, tem os numeros em decimais em pares.

  • Carlosmed9

    Tbm acho que foi uma boa escolha, belo carro.
    Se nao fosse pelo agio dito, optaria pelo 408THP (que é de 6 marchas). 2.0 é o que tem o A/T 4.
    Parabens pelo carro!

    • Tejolo

      O duro do THP é o seguro. Se o 408 comum já é caro, o turbo então nem se fala..

      • Felix_S

        Não é não. Eu fiz algumas simulações antes de comprar o carro (pra não levar susto) e o preço é normal. Mesmo o Jetta TSI não é classificado como esportivo. Caro é o seguro das SUVs.

    • sergiopsy

      Eu não sei porque quando a gente vi em uma concerssionaria não podemos chamar os vendedores de loucos por quererem um absurdo no valor dos carros. Não tenho o melhor carro do mundo não, mas deixei de comprar um punto e adquirir um polo a quase tres anos atrás por que se comprasse os opcionais do polo oferecidos que poderiam igualar o punto este iria ficar mais caro do que o polo sedan em questão.

  • Arthur_r

    pena que o brasileiro nao ve isso.. e prefere levar pra ksa um corolla com cambio de 4 marchas e air bag duplo… No momento o Fluence é o melhor sedan medio do mercado,.

    • Alex_JW

      Isso pode estar mudando lentamente.

      Meu sogro e um amigo vão pegar o Fluence tbm após pesquisa, e até um tempo atrás nem olhavam pra carros da Renault.

    • pedro_bh

      Excelente post, mas penso diferente.

      Eu já tive vectra (vectra mesmo 2.2) e Focus…. excelentes carros…

      mas depois q tive o new civic…. meu proximo sedan tinha que ser japones. sei que nao tem metade dos mimos que os franceses tem…

      mas aguentam o tranco.

      fiz 2 tds no Civic novo e 2 tds no Corolla.

      optei pelo xei 2.0 4 at mesmo…. com 4 airbags em bluetooth. estou supersatisfeito.

      é isso que importa. comprar o carro que vc gosta!

      • Edson Roberto

        Pedro, mas é um erro dizer que os franceses não aguentam o tranco. Tenho um frances há 4 anos… portanto longe de ser ruim.

    • Pedro_Rocha

      Tenho um colega decidido a comprar um Corolla GLI, sendo que a visão positiva que ele tem do veículo é a economia de combustível (comprovo pois tenho um que fez 14,4Km/l na estrada a 100Km/h) e a durabilidade dos usados que ele vê na rua. Meu primo comprou um Corolla 2001 e não tem reclamações, façanha que a Chevrolet não está conseguindo nem com o Cruze 0Km.

  • victormeneses

    Parabens pela compra, o Fluence é um carro exemplar e com esse preço se destacou frente aos concorrentes pelo que oferece…

    PS: agio de 10mil num pug… isso sim é um agio respeitado… por isso nao vende

  • Valter_Jr

    "O Peugeot 408 THP TEM bom pacote de segurança, tem 6 air bags, CONTROLE DE ESTABILIDADE E TRAÇÃO, freios ABS, tem o diferencial de ter faróis xênon, o que pra quem viaja, é muito bom, inclui o que eu queria teto solar, GPS, mas NÃO CONTA COM CONTROLE DE TRAÇÃO".
    Não entendi. O controle de tração é opcional?
    Fora isso, muito bom review.

    • msouza91

      o vendedor havia me dito que não tinha controle de tração, ai quando eu fui revisar o texto, vi que tinha sim, e corrigi mas ainda ficou o erro

      • giodoesitbetter

        Mario, por favor, me esclareça duas dúvidas:

        - O Fluence não tem opção de couro creme?
        -Quando entrei em um numa concessionária, minha cabeça raspava no teto, sendo que tenho 'apenas' 1,85m. Não sei se era coisa de ajuste, mas diga, você teve esse problema? Qual a sua altura?

        • msouza91

          Couro apenas cinza, e eu não tenho esse problema não, o teto fica a uma boa distância, ams eu uso a regulagem do banco baixa, tenho 1,78m

          • eduardogege

            Mario, como é o som do Fluence se comparado ao do Jetta? E aos outros sedans?

            • Tejolo

              Posso responder por ele por possuir um Fluece Privilege também: O sistema 3D Arkamis é fantástico, achei muito melhor em qualidade e até em potência que o do Jetta. Porém o do Fluence Dynamique é bem inferior.

            • Edson Roberto

              Faço coro ao Mario, realmente o som do Fluence me parece inferior ao do Jetta COM TOUCH. Se for o Comfortline sem o som com touch, esse é horrivel também. Mas vale o detalhe que atualmente, desconheço algum Jetta que não seja "promoção" dar o som com touch.

          • JonathanAbud

            Cara, depois de ler esse excelente texto, pode ter certeza que você ganhou mais um seguidor. PARABÉNS!

        • Edson Roberto

          Giodo, estranho… eu com meus 1,87m sentei e com folga tanto de espaço para as pernas como de cabeça. Talvez tenha sido ajuste sim.

          A Renault é uma FDP em relação ao interior. Na dynamique é interior preto e na privilege cinza. Nada mais que isso. Para mim, sinceramente, o GPS me parece feito por um personalizador, pois apesar de se enxergar perfeitamente, a estrutura é bem simples. O do 408 nesse caso é bem elegante.

          Abraços!

  • viniciusnunesl

    Sem duvidas, escolha mais racional Renault Fluence. Se tivesse um usado quando fui comprar o meu carro, pagaria até um pouco a mais para pegar ele.

    Confesso que fiquei um pouco triste do meu Kia Cerato não estar entre umas das escolhas hahaha =/

    • Pedro_Rocha

      Se isso serve de consolo, o Linea também não foi cogitado, além dos chineses.

      • TDRamos

        O Linea esta para mudar ou sair de linha logo aqui no Brasil, sem falar que ele não olhou o Sentra devido a interpretação dele à proposta da Nissan de coloca-lo pouca coisa abaixo dos médios, sendo que este tem tudo que os 'médios', segundo ele, tem, o Linea então que é derivado do Punto para ele não é realmente um médio

        o que dira o J5 que tem um motor 1.5

        Então não achei tão surpresa a não avaliação dele destes carros, até pq ele tinha até 80 mil para gastar sem problemas

    • danielalexandre

      Fluence se torna uma escolha ainda mais racional se a pessoal puder comprar pela empresa. Descontos variam de 8% e em alguns casos chegando até a 15%.
      O duro é esperar meses para entrega, mas com certeza vale a pena, o BOLSO agradece.

      • Edson Roberto

        Como praticamente o pessoal costuma dar um carro na troca, esse ficaria até a entrega do modelo. Mas casos como do Mario, acho que seria realmente um problema.

  • mmcinza

    Excelente texto. Gostei da forma como descreveu os detalhes.
    De fato, a compra racional cai para o Fluence, talvez na mesma situação tenderia a essa mesma decisão.

  • AMLAJD

    Caraca, vai ter saco assim lá na China!!! Brincadeira…mas não tenho essa paciência.

    • ocduarte

      Perca uns dias testando e negociando para não perder um ano, dois ou três com um carro que depois não lhe agrade.

    • sergiopsy

      Ele foi muito paciente e soube pesar muito bem os prós e contras de cada modelo, paciencia mesmo, muita.

    • thales_sr

      Realmente, teve bastante paciência, mas é garantia de passar uns bons anos muito satisfeito com a escolha.
      Parabéns pro Mario.

    • Edson Roberto

      E eu que fiquei 2 ANOS testando carros e no final comprei um usado?…..

  • Fungo

    Simplesmente um dos melhores comentários que já vi no site. Excelente matéria. Penso exatamente igual a você quanto a desvalorização. JAMAIS eu compraria um carro que nao me agrada simplesmente por dizerem q desvaloriza mais que outro modelo.

    • giodoesitbetter

      Concordo. Bem que o amigo aí poderia fazer uma review dessa para cada categoria de carro, virando editor do NA.

      • Fungo

        verdade… apesar dele ja ter carro da renault, foi uma das poucas matérias completamente imparciais onde quem escreve, buscava o melhor carro dentre o objetivo escolhido… e o melhor, mostrou pontos bons e ruins de cada modelo. e o melhor de tudo, nao veio com a chatice da DESVALORIZAÇÃO… nao aguento ver gente falando q tal carro é pior pq desvaloriza…

    • aledalloglio

      Pessoas que compram carro pensando na desvalorização que acabam estragando nosso mercado..
      Tenho um megane 2.0 6 marchas faz mais de 5 anos, 115 mil km, nenhum problema sério, firme e forte. Minha escolha hoje pra trocar certamente seria um Fluence CVT.
      O texto dele foi muito bom, ele poderia certamente trabalhar aqui no NA hehehe

      • Fungo

        Concordo perfeitamente. Aqui em casa temos um clio 1.6 16v 2006, com 187mil km… Nunca me deixou na mao, nem fiz nada alem de manutenção preventiva básica. Não entendo o que reclamam da renault… Temos também um logan 1.0 2011 que já está com 37mil km e nunca fizemos nada alem das revisões e achamos o carro ótimo pelo que cobram, pois o carro nao faz um barulho sequer. Pode ser simples, mas nao é barulhento e nem tem falhas grotescas de acabamento. Nosso proximo carro com certeza será um fluence, não pelo nosso historico com a marca, mas sim pelo que oferece em relação ao preço.

        Tem fluence 2012/2013 na boca em SP, a versão de entrada por 55mil. Carro com 6 air bags, abs, ar dual zone, chave cartao… e indiscutível o melhor do segmento.

  • Educhs

    Boa escolha. Mas eu fuçaria em umas 5 concessionárias Peugeot até conseguir R$ 80mil no THP apesar de nas revendas Peugeot eles não serem muito adeptos da conversa por negociação. Mas tentaria mesmo assim, ainda mais que neste teu caso, você não estava entrando com carro na negociação.

    No mais a Hyundai é isso mesmo, não fazem questão de te atender. A Ford e a Chevrolet, sempre que visitei, fui bem atendido.

    • msouza91

      eu liguei em todas as css Peugeot de Brasilia, e só uma tinha o THP, as outras informaram que não tinha unidades do THP

      • TDRamos

        Não teria nenhuma cidade perto o bastante pra você ir com Concessonaria PUG?

      • Eugenio C.

        Mesmo em SP o THP leva ágio… Não dá para achar por menos de 90 mil.

        • Edson Roberto

          Eugenio, discordo.

          Na Peugeot da Ricardo Jafet, tem algumas cores a pronta entrega e eles seguem a risca o preço do site. Te falo por ter pesquisado e conversado mto a respeito do 408 THP com o vendedor. (mas que acabei por pegar um carro usado e deixar de lado o financiamento).

      • granrs78

        Mário, não entendi o porque do Sentra vc falar que a Nissan não o vende como um autentico sedan médio, pois vc leva vantagem de comprar um Sentra SL top com 6 airbags, teto solar e central multimidea por menos de 70.000,00. Mas concordo com sua escolha pelo Fluence, pois vc pegou o Top pelo preço dos concorrentes intermediarios. Parabéns pela escolha.

        • rogeriulima

          Também acho que o Sentra SL valeria pelo menos uma visita.

        • Edson Roberto

          Gran, algo que ele queria no carro é o ESP. E isso nem o Sentra top tem.

          E convenhamos…. por R$73000 ele pegou Xenon, ESP, Rodas aro 17" e ar condciionado bi zone, itens que o Sentra não possui. Sem se esquecer do espaço interno que do Fluence é bem maior.

          E ao contrário do Nissan, o Fluence é macio. Acho que um item que fez a diferença para o Mario.

      • LucaassFerreira

        amigo, tentou em Goiania?

  • FellipeZ

    Eu sabia que voce comprou o Fluence na hora que eu vi você comentando do carro. E eu acho que foi a compra certa.
    Abraço

  • Marolao

    A m… de brasília é as concessionárias peugeot terem o mesmo dono…. Eles acabam mandando no mercado…

  • rafaelclassenet

    Muito bom o texto! Bela escolha.

  • sulzbach1990

    ótima avaliação, e principalmente, ótima escolha.

    iria de fluence tambem

  • Lucca_635

    Também optaria pelo Fluence…… disparado a melhor compra do segmento.

  • AlexBHzonte

    Eu também escolheria o Fluence. Gosto desse carro, é bem equipado, custa menos que os outros. Estou pensando em trocar de carro até ano que vem, de repente acho um Fluence seminovo.

  • icsn

    Mario, muito boa escolha!

    Tenho um Fluence comprado em janeiro, sendo que dynamique com banco de couro e CVT. Foi o melhor carro que ja comprei.
    Comparei diversos carros, mas o dynamique realmente está superior em nivel de equipamentos, sendo um dos poucos (ou único) que dispõe de 6 air bags, ar digital, bluetooth, sensor de chuva e crepuscular, etc.. partindo dos 59 mil. Levei o meu por 67, pois vem cm automatico e couro, n me arrependo jamais, não há carro com o mesmo nivel de equipamentos e preço.

  • mangueboy94

    Fluence uma ótima escolha aqui em casa tem um e é um carro muito bom além de ter o preço justo

  • fschulz84

    A análise mais racional que já vi para determinar uma escolha… Comprou aquilo que te atendia e te satisfez e não simplesmente porque marca "x" ou "y" desvaloriza menos, ou o design não chama a atenção e etc….

    Parabéns pela aquisição e mais ainda, parabéns pela análise que pode ajudar muitos que estão tentando decidir uma compra no mesmo segmento que você!!!

  • BlueGopher

    Poucos são os que fazem uma escolha com tanto cuidado e bom senso, parabéns pelo exemplo.
    Claro que outro comprador poderá avaliar estes mesmos modelos de outra forma e chegar a outras conclusões, mas a maioria das pessoas compra seu veículo com base em fatores bem mais superficiais, não faz uma análise detalhada como esta.

  • rodrigorsr

    Já que estava disposto a gastar 80 e poucos mil, devia ter pego uma Jetta Variant, assim continuava no segmento de peruas e teria um caro melhor do que todos esses outros.

    • giodoesitbetter

      Sem dúvida. Eu pegaria uma Jetta Variant com couro creme fácil por 80 e poucos mil. Mas o amigo aí não pegou pois o falta espaço na garagem, acho. Mesmo problema aqui :/

      • Landrutt

        Mas se na garagem dele cabe um Fluence COM CERTEZA caberia uma Jetta Variant. Inclusive, a perua da VW mede 4,55m e o Fluence 4,62. Se ele já tinha uma perua, supostamente gostava desse tipo de carro e queria um carro realmente seguro e muitíssimo bem construído e equipado essa era a escolha certa. De quebra ainda levava o bom motor 2.5.

        • msouza91

          o problema é que pra Variant oferecer o que eu procurava, como teto, xenon, etc, chegaria nos 100 mil facilmente, sendo que a Variant parte de 85 mil, e a versão pelada dela sequer tem volante multifuncional

  • Pedro_Rocha

    Um colega de trabalho também ficou nessa dúvida; como a prioridade para ele era motor, acabou se apertando financeiramente mas comprou um Jetta TSI. Para ele é só alegria, embora reconheça que ele está aquém da concorrência em acabamento e itens de conforto interno.

    • O_Corsario

      É isso aí. Andei num TSI e o desempenho é fabuloso, a central multimídia é bacana e só. O acabamento é bem simples.
      Enfim, para quem gosta de dirigir e SÓ de dirigir e está pouco se lixando para o resto, ótima escolha. Mas eu pensaria em outras opções antes.

      • Cristiano_RJ

        Também não é assim. De fato também me decepcionei com o acabamento interno do Jetta, mas ele é bem equipado sim. Vem além da central multimídia com tela touch, bluetooh, som premium, vem com teto solar, ar de duas zonas e saída traseira, sensores de chuva e crepuscular, sensores de obstáculos traseiro e dianteiro, etc. Não deve em equipamentos para a concorrência, exceto pelos faróis de xenon, que não são nem opcionais. Enfim, além do prazer em dirigir inigualável na categoria, o Jetta é capaz de dar todo o conforto que quem pagou cerca de R$ 90 mil merece, mas peca pela cabine excessivamente simples.

  • alfredo_araujo

    Interessante ele ter incluido o Sentra no texto e não ter incluido o C4 Pallas…
    Acho q para quem quer conforto, equipamentos e não liga para desvalorização, o C4 Pallas Exclusive é um bom candidato… Ainda mais q pela sua longevidade de mercado, deve ser vendido por um preço mais em conta…

    • giodoesitbetter

      Estou cotando, cheguei em 62500 numa unidade cinza.

    • danielalexandre

      Citroen é a marca que mais tem desvalorização, uma manutenção caríssima, e o Pallas BEBE DEMAIS. Sem contar que a Citroen é uma das marcas mais atradas aqui no BR, tem um portfolio de carros muito fraco.

      Eu amigo meu tem um Pallas, manual, gasolina. Faz média de 5km/l na cidade, e no máximo 7-8km/l na estrada.

      Acho que tem um V8 debaixo desse capô.

      • MM_

        O Pallas do seu amigo tem algum defeito. Eu tinha um C4 hatch automático que fazia 8 na cidade de SP.

      • Bruno Cerquiare

        Tenho um c4 hatch que faz 9… nunca tive um gasto com manutenção, até mesmo o espelho que fica no quebra-sol me trocaram na garantia.

    • Fungo

      O Pallas Exclusive realmente está bem em conta pelo que oferece, mas já está ha mais de 5 anos no mercado, na europa a geração nova do C4 ja tem mais de 2 anos, ou seja, uma nova gerãção deve estar muito perto, ou simplesmente a propria marca esqueceu do carro, pois de todos os sedans médios é o que vende menos e em 5 anos nao sofreu nem mesmo um face lift… Mas como ele mesmo disse, ele nao estava ligando para preço, queria o carro que mais o agrada-se e que custasse perto de 82mil

    • Gregori_Costa

      acho que ele queria carros mais atuais, que não iriam mudar tão cedo, e o sentra foi citado apenas porque é o queridinho do C/B do pessoal aqui, tanto que me pareceu que ele nem foi em consessionária ve-lo.

      • msouza91

        não fui e só citei o Sentra por que ia ter mil e uma pessoas falando do Sentra, citando ele no texto, me sobraram apenas 500 dizendo que eu deveria ter levado ele em consideração

        • Rocky1900

          Ainda bem que voce citou o Sentra, senao as viuvas do Sentra iam te matar..hehehehe

          • AutoIng

            De qualquer forma sinto que rolou um preconceito da parte dele. O carro já tem alguns anos de mercado sim, mas o Vovorolla também. A impressão que me dá é que muita gente acredita que o fato do Sentra ser mais barato tira o "status da compra". Sinceramente, não vejo como o Sentra não possa competir com os demais (até porque o próprio Fluence compartilha muita coisa com ele e foi o grande eleito).

            • thales_sr

              Acho que foi mais pela questão dos itens de conforto e conveniência que o Sentra saiu da jogada, não?

              • Tripa-Seca

                Mas as versões top do Sentra são mais equipadas que alguns citados.

                • Edson Roberto

                  Entretanto, menos equipadas que o Fluence.

                  O preço comum do Sentra SL é de R$65000 já com os valores menores jogados. Pagar em um Fluence R$73000 com pack xenon (que ele citou como premium) é um preço otimo. Esse foi um dos preços de CNPJ que eu recebi no começo do ano (indicado por vc).

                  Creio que outros itens como o fator passional do proprio Mario, que foi o amor a primeira vista pelo carro. Ele queria um carro macio e não duro (tal item do Sentra), ai não teve jeito.

                  Infelizmente o Jetta TSI tem um preço acima do normal para ter os mesmos itens esperados pelo Mario, pois é possível achar até R$85000 com GPS e teto (mas perde outros itens para o proprio Fluence).

            • BBMP_

              O rodar do Sentra, para mim, esta mais para um carro compacto que para um medio. Um Focus roda muito mais "no chao" que o Sentra. Para mim, o Sentra tambem nao estaria como candidato.

    • DouglasPSa

      Realmente faltou o C4 Pallas e a FIAT ficou de fora por não ter nada nessa categoria. O linea é fraco comparado com esses.

      • Edson Roberto

        Douglas, vou lhe responder aqui pois o meu browser não está direcionando a sua mensagem respondida a mim. O que eu quis dizer sobre um Uno, é que o pessoal adora colocar que um Mercedes (como outros alemães) são os unicos carros inteiros depois de 10 anos. E eu discordo disso, dizendo que meu Uno estava tão bom quanto novo.

        Tanto que quem comprou foi um senhor que mora em fazenda para justamente levar a filha com doença mental para os locais de tratamento. E digo com certeza, pegou um carro inteiro que só precisava de trocar o oleo, pois o resto tinha sido feito manutenção em menos de um ano, quando tive oportunidade de pegar um carro mais novo.

        Com certeza uma Mercedes é muito mais carro que um Uno, mas não acredito que alguma pessoa poderia optar por uma Mercedes de R$10000 (que foi o valor de venda do meu Uno 1995), andando no dia-a-dia e mante-lo. Estamos fazendo de CARROS e não onibus. Pois se for assim, eu até hoje ando em diversos Mercedes (mesmo possuindo 2 carros).

        Abraços

    • Edson Roberto

      Ele explicou nessa materia que um ponto de atenção são os cambios. E se o mesmo recusou o 408 de 4 marchas automatico 2.0, automaticamente já excluiu da opção o Pallas que é um modelo irmão porém mais antigo que o 408 (sem contar que o Pallas nem oferece GPS, item que era requisito do Mario).

  • GetAtMeBro

    Boa escolha, entre todos fiquei com o Fluence também, conforto sem igual, desempenho e itens de conforto. Tive alguns problemas com ele mas nada de grave, adoro o carro.

  • O_Corsario

    hahaha me senti escolhendo um sedã médio tbm, penso como vc e compartilho a maior parte das opiniões.
    Parabéns, vale a pena fazer esta "Peregrinação" para ver qual carro vai lhe servir melhor.
    Só um detalhe: TODO mundo sabe que o Jetta tem um ótimo acabamento e motor para ser o que é nos EUA, um carro de entrada. Agora, no Brasil, onde é médio, o acabamento de ambas as versões é fraco mesmo, e o motor 120cv seria ótimo num voyage ou no polo sedan, mas no Jetta é fogo. Falta opção e sobra preço para o carro deslanchar mais.

    • Euzi0

      Como seria perfeito se TODO mundo fizesse o mesmo que o cidadão a cima: PESQUISAR E PESQUISAR…

      Tem gente que compra carro por causa do simbolo na frente do carro…

    • Leandro1978

      Poderia até ter este 2.0 120cv, mas apenas em uma versão de entrada sendo vendida a menos de R$ 60.000. Poderia ter mais uma ou duas versões de acabamento antes de chegar à top e com um motor mais condizente com sua categoria. Talvez o 1.8 TSI (160cv), cotado antes do lançamento, fosse uma boa opção, ou mesmo o próprio 2.0 TSI, mas mais "amansado", desenvolvendo algo em torno dos 160 ou 170cv. Enfim, a VW possui bastantes motores "interessantes" para equipá-lo. Quanto ao acabamento,penso que poderia deixar como está nesta versão de entrada que cito e melhor acabamento nas demais versões.

      • Edson Roberto

        Isso é uma verdade. Se a VW tivesse colocado inclusive um motor realmente pouco superior ao 2.0 flex, eu seria dono de um Jetta atualmente. Assim como o Mario, eu gostei mto da disposição e dos itens a mão. Destaque para o som do carro….

        A suspensão multilink do TSI também é um destaque… lembra bem o do Focus só que um parametro VW que deixa para uma condução esportiva (mas privilegia mto bem o conforto). Porém é uma pena que a VW não ouça o mercado e sim suas clinicas que ao meu ver, parecem bem deturpadas perante o atual mercado. (ela poderia facilmente ser a lider dos sedans também, mas deslizes bestas que fizeram dela como esta hoje).

      • O_Corsario

        Pois é, ela tem várias opções na prateleira… Mas insiste em manter apenas duas versões. Resultado, vende menos do que poderia.

    • Eugenio C.

      Não é só o Jetta que é carro de entrada nos "Estêites". Uns tais de Rônda Sívique e Tuióta Curóla também. Enquanto isso, no Brasil…

      • O_Corsario

        Sim, mas me parece que o Honda e o Toyota capricham um pouco mais nos materiais do acabamento, enquanto este jetta empobreceu bastante, principalmente em comparação com o jetta anterior. Mas enfim, não sou grande conhecedor de civic nem corolla então sou suspeito para dizer.

  • GusZanetti

    Daqui uns meses vou trocar o meu, procuro um hatch "premium" ou médio. Espero ter a mesma paciência e critério que você teve!
    Parabéns!

  • CarlosGrossi

    Eu ri da má educação da vendedora da Toyota… "Corno é sacanagem hein…"
    hahahaha

    Cabissurdo!

    • Acport

      Essa vendedora da Toyota é o exemplo de como não tratar bem um cliente. Essa do corno merecia uma resposta…

      • Tripa-Seca

        Eu falaria que não compraria um carro automático porque só tem dois pedais e mesmo que eu freasse com o esquerdo e acelerasse com o direito, ficaria com uma perna sobrando…

        Ou perguntava se ela não tinha pena que usassem pele das amigas dela para fazer os bancos de couro…

        • Edson Roberto

          Ou como aconteceu comigo em 3 (TRES!) concessionarias toyota onde não pude andar no Corolla (mas já conheço porque meu tio já teve, além de amigos proximos), a falta dos itens era motivo para a "confiabilidade da marca" e "produto robusto", como se os concorrentes como o proprio Civic, tão comparado nas CCS, não fosse tão bom quanto… e atualmente optaria por um Civic no lugar od Corolla (se fosse apenas pelos dois).

    • http://jalopnik.com.br/ Fábio Vicente

      Se fosse comigo, iriamos ter um papo eu, ela e o gerente da concessionária. E se eu fosse gerente dessa imbecil e ficasse sabendo disso, seria demissão sumária.

    • DouglasPSa

      Realmente, chamar de corno foi f…!

      Depois dessa merecia uma reclamação com o gerente pra largar mão de ser besta…

    • O_Corsario

      Pra vc ver, se fosse outro com cabeça mais fraca ia ficar impressionado, aliás é bom lembrar que foi isso que matou o fusca conversível por aqui, gente invejosa chamando de "cornowagen".

      • Edson Roberto

        Fraca? Bem… pagar R$80000 para ter cabeça fraca…. é o cumulo…rs

        Ai não sei o que é pior… se é o vendedor ou o consumidor…rsrs

        Fora isso, se ela me falasse isso, ela já tomaria uma na cara… pois possuo 2 carros com teto solar… me dizer isso seria no minimo, uma desavença para uma demissão imediata. Alias não gosto do Corolla, mesmo sabendo que é um otimo carro.

        • O_Corsario

          Pior que é viu, tem gente que se deixa convencer por cada idiotice. Já vi gente desistir de comprar mégane GT pq falaram que é "carro de funerária"… Ai ai ai… Complicado né?

      • CharlesAle

        É verdade,curioso é que hoje quem tem um desses original, está com uma fortuna na mão!!!!vai entender!!

    • BBMP_

      Eh por isso que ela continua sendo uma vendedora… Nunca conseguiria assumir cargo maior… Na verdade deveria ser rebaixada.

    • CharlesAle

      E se de repente,ela está conversando com uma vitima de traição traumatizado!!!!!depois é só o Datena falando:Cliente de CSS esgana vendedora ate a morte!!!poe na tela!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    • msouza91

      Só pra constar, isso não ficou barato não, eu falei com o gerente na hora e estou movendo uma ação contra a vendedora pelo constrangimento.

      • Ricardo_Lopes

        Ótimo ter falado com o gerente!!! Sobre a ação, como vai provar o que ela disse? Ela não vai arregar e alegar que "não foi bem assim, é um mal entendido" ou coisa parecida?

        • msouza91

          pode, mas a questão é que antes de ir ao tribunal de pequenas causas e conversar com meu advogado, eu prestei queixa na DP, então eu tenho o BO e tudo mais, e tenho meu irmão como testemunha, que me acompanhou em todo o processo

          • Ricardo_Lopes

            Muito bem pensado… e o que o gerente disse ou fez depois que vc explicou o acontecido?

  • Herumor_

    ótima escola! espero que não tenha comprado um Fluence prata ¬¬ fica tão sem graça…
    vi um preto do lado de um prata e realmente a frente parece ser outra, o vermelho ou branco então deve dar um destaque perto do prata sem sal..

    • msouza91

      O meu é branco!

      • vitimsl

        O mais belo. Parabens pela compra.

  • abussade

    Não tive problemas com a concessionária Hyundai. Mas, pelo que leio, esta é a exceção.

    Por curiosidade fui ver os carros da Hyundai vendidos nos EUA e se já estava a venda a nova Santa Fé (ainda consta a atual).

    A Santa Fé nos EUA tem essa configuração de motor: 276 hp 3.5L V6 DOHC 16-valve engine CVVT.
    No site Hyundai Brasil é: Novo motor Lambda II 3.5 V6 Dual CVVT 285CV.

    Li que a diferença entre CV e HP é mínima, mesmo convertendo não chegaria aos 285 CV anunciados.
    Pq o nosso é mais "potente"?

    • msouza91

      curiosamente todos os carros da Hyundai tem mais potência no Brasil que no resto do mundo, possivelmente estratégia da Caoa, na conversão 276hp dá um pouco mais que 279 cv

    • Fungo

      Porque no Brasil a Hyundai usa um novo padrão de medida, definido por CavaloCaoa… ou para os mais íntimos CC ao inves de CV

      • Eugenio C.

        Exemplos: Veloster 1.6 140CC (128cv), Elantra 1.8 160CC (148cv), Azera 3.0 265CC (250cv)…

    • fgss77

      O vendedor da Hyunday teve a coragem de me dizer que o Elantra tinha 175 CV de potência!! Fiquei decepcionado com o acabamento interno de plástico duro do Elantra , assim como o do Jetta.O Acabamento do Fluence é melhor , mas o design não me agrada.Apesar do acabamento o Jetta TSI enfeitiça , seria minha escolha.

  • temperonovo

    Tenho um Fluence Dynamiq CVT e banco de couro há pouco mais de um ano e com 20 mil rodados. Excelente carro e os poucos problemas que apresentou foram corrigidos de maneira exemplar pela Renault. Com 7 mil km o revestimento do voltante começou a descascar. Levei na css e eles nem discutiram: tiraram umas fotos, fizeram o pedido à fabrica na garantia e combinei de trocar o voltante na revisão dos 10 mil. Na hora da revisão, tudo certo, voltante novo. Com uns 15 mil km rodados o volante voltou a descascar. Novamente trocaram na garantia sem discutir. Aqui vai um adendo: moro em PALMAS onde as temperaturas ultrapassam facilmente os 40°C e minha casa não tinha garagem coberta. Como mudei recentemente e agora o carro fica coberto, espero que resolva o problema, pois a sensação era de que o revestimento simplesmente derretia nas emendas. O carro apresentou mal funcionamento no pisca traseiro esquerdo recentemente, era um defeito no chicote que foi trocado tb sem custos. Na semana passada um susto: uma peça do sistema de alimentação (nao sei exatamente qual) simplesmente caiu e ficou arrastando no chão. na css descobri que o cara que fez a revisão tirou a peça pra checar e não colocou de forma correta. Como era uma sexta a tarde e a peça tinha sido danificada na queda, só ia pegar o carro na segunda. a garantia da Renault pagou um carro da mesma motorização na locadora. Resumo da ópera: em 20 mil km o carro nunca apresentou um defeito grave (fora descascar a direção) e os problemas que surgiram foram resolvidos sem ressalvas pela Renault. Recomendo a compra demais, pq o carro é excelente.

    • Leandro1978

      Você não colocava nada no vidro dianteiro ou mesmo uma toalhinha no volante para proteger do sol?

      • nightwishjp

        Pois é, tu com um excelente carro, tratando mal ele ;/

    • Edson Roberto

      Duvida, nesse caso, não seria interessante mandar colocar costuras em couro no volante? Assim vc não teria o volante descascado. O carro que comprei usado está com esse "mal" e vou mandar fazer em couro para resolver o problema.

    • Ricardo_Lopes

      Excelente ccs, isso sim!!!

  • zemarreta

    Fico impressionado com a tosquidão de alguns vendedores. Esse comentário da vendedora tosca da Toyota é impagável!!!

    • Leandro1978

      Eu já não me impressiono mais. Depois do vendedor da Peugeot falar que o antigo 206 era carro de mulher, de uma vendedora da VW falar que não aceitaria meu carro na negociação por ser velho demais, sendo que ele não entraria na negociação, e da própria Ford não aceitar seu próprio modelo na negociação, eu simplesmente dou as costas e vou embora, geralmente vou a alguma concorrente.

  • Tripa-Seca

    Não compensava as versões mais equipadas do Sentra?
    Ah, parabéns pela análise INTELIGENTE…Caras como você enriquecem o blog!!

    • bmabr

      tambem acho que a versão SL do Sentra bate de frente com esses outros carros

    • jazzman06

      Sem dúvidas. A versão SL do Sentra tem transmissão CVT, igual a do Fluence (que usa conjunto motor/transmissão do Sentra), Multimídia, teto elétrico, sistema de som com 8 alto-falantes da RockfordFosgate, 6 air-bags, couro….a análise do Sentra foi muito limitada….

      • nightwishjp

        Vi um sentra SL semana passada. Um 11 por 55mil e tinha 6mil km rodados. Carro tem quase tudo, mas não tem ar digital, controle de estabilidade e de tração, e pelo que o autor do texto falou, isso era importante…

        • Edson Roberto

          Só um detalhe… ele não é ar digital, mas é automatico. Mas é bem verdade o que vc disse e sinceramente? Eu mesmo pagaria a mais para ter o Fluence.

          • nightwishjp

            tenho essa dúvida. qual a diferença de ar automático pra digital?

            • Edson Roberto

              Depois de ficar quase 30 minutos procurando sua mensagem….. vamos lá:

              Carros como:
              - Sentra
              - Marea
              - Xsara Hatch

              Possuem ar condicionado automatico. Qual a diferença entre o ar digital automatico e o ar automatico? Enquanto os modelos com ar condicionado digital automatico, vc seleciona a temperatura geralmente optando por uma tecla que sobe a temperatura e baixa a temperatura (e um visor digital demonstra qual a temperatura ajustada), o ar automatico tem um seletor como de carros de ar manual, ou seja, é um seletor de temperatura, mas assim como os digitais, controlam a temperatura.

              Curiosamente, o Jetta e o anterior, possuem ar bizone porém não é digital. É através de seletor também. Para mim, não há muita diferença, mas há quem queira o visor digital por estetica.

              Abraços!

              • Euzi0

                Muito boa tua explicação Edson, parabéns

              • nightwishjp

                Hunnnn! Valeu demais, Edson! Também andei dando uma olhada na internet, e com certeza o ar automático é 500x mais importante que o digital.

                Mas no caso dele ser só digital, por exemplo. Você seleciona a temperatura e ele irá ter que regular, não? Ou seja, pra ser digital, tem de ser automático antes…

    • Jorge_Armado

      O comprador procurava um carro com ESP, coisa que o Sentra não tem, além de possuir freio traseiro a tambor.

  • zemarreta

    Mario, aqui em BSB tem 3 ccs da Peugeot, vc chegou a cotar o preço do 408 THP nelas? Em Goiânia?

    Eu sou suspeito pra falar porque tenho o 3008, mas eu tentaria achar um pouco mais o 408 por um preço razoável.

    • msouza91

      sim, liguei nas duas Champion, na Saga e na Olympique, mas só havia na Olympique o THP, cotei também em alguns lugares pela webmotors, mas sempre acima de 87 mil

      • Eugenio C.

        Em SP não tem por menos de 90 mil…

  • PauloEFS

    Parabéns pela racionalidade e sensatez! Talvez, se muitos outros consumidores fizessem metade da análise que você fez, não teríamos “algumas marcas líderes” do segmento estuprando seus consumidores.
    Desculpem a palavra mais forte no final, mas foi para enfatizar o pensamento.

  • bmabr

    Não entendi porque cortou o Nissan Sentra, a versão SL possui:

    - airbags frontais, laterais e de cortina
    - motor de 143cv e cambio CVT
    - teto solar elétrico
    - ótimo sistema de som Rockford Fosgate
    - camera traseira

    e muitos outros mimos e custa: R$70490 ou 68490 a vista

    • MM_

      Eu cortaria o Sentra (como cortei o Elantra) pelo freio a tambor.

      • Eugenio C.

        Cá entre nós, não adianta o carro ter freios a disco nas 4 rodas e ter uma frenagem ruim; se o freio a tambor propiciar uma frenagem segura e eficiente, não é motivo para deixar um carro de lado. Ou alguém prefere um dos sedãs Brilliance reprovados nos EuroNCap equipado com vários air-bags ao invés de outro sedã mais seguro mesmo sem o equipamento?

        Outra coisa: o Sentra SL CVT está sendo vendido por 67.990 completo, modelo 2013.

        • MM_

          Concordo "quase" plenamente com vc. rs. Obviamente que o mais importante é o resultado final, ou seja, melhor ter tambor e frear bem do que ter disco e frear mal. Isso sem dúvida alguma. O problema (admito) é que sou bem chato para algumas coisas. Acho alguns cortes de custos inaceitáveis dependendo da categoria do carro e por mais que o resultado prático seja o mesmo, não conseguiria comprar um carro que tivesse algum "detalhe" que me incomodasse tanto como freios a tambor.

          Vou dar até outro exemplo de corte que me incomoda e por mais imbecil que possa parecer, não compraria um Sandero devido a falta do acabamento dos retrovisores externos. Obviamente que sei que isso não influencia em absolutamente nada, mas não concordaria em pagar 40 mil em um carro que caparam um plástico de 5,00. É como eu disse em outro post, compra de veículos envolvem muitos fatores emocionais e subjetivos.

          • Edson Roberto

            Isso porque foi "amigo". Pois o Sandero é o exemplo dos modelos de entrada de outras montadoras… para ter a versão "completa" a diferença no interior e nos itens agregados não passam uma superioridade, algo de melhor perante o simples…. acho que isso conta também.

            Falo isso por ter um primo que possui o Sandero CARECA e meu tio o Stepway (sem os itens de segurança). Entre eles internamente, só muda a padronagem de tecido e nas portas há um apoio de abertura que é de cor prata. Fora isso eles são identicos.

            Para mim, acho que o fator de ter disco nas 4 rodas, é importante se por algum momento o seu ABS venha a falhar. E nesse caso, pode ter certeza, o carro com discos nas 4 rodas, vai ter uma frenagem bem superior a um que tenha apenas nas rodas dianteiras.

    • nightwishjp

      Mas ele n tem ar digital, controle de estabilidade e de tração, e pelo que o autor do texto falou, isso era importante…

    • Jorge_Armado

      penso que é porque o Sentra não tem ESP e usa freio a tambor.

  • Heindiabrado

    Como deve ser bom ter bala na agulha pra ter essa dúvida.
    Parabéns pela compra, dentre os sedãns seria minha escolha também, mas se EU tivesse essa grana gastaria num hatch!

  • Tripa-Seca

    E parabéns também por outro ponto, importantíssimo: Não aceitar pagar mais em um carro sem equipamentos alegando uma "superioridade construtiva", que na prática não deve ser melhor que um Ford, Toyota, Honda…
    Curioso que quando é Gol, Corolla, são carros pelados…Quando é o Lancer, aí se paga mais pela "superioridade mecânica". "Quero carro, não mimos"…A questão é que pelo que é pago no carro, ele tinha obrigação de vir completo…E aceitar menos é jogar dinheiro fora…

    • O_Corsario

      Pensei o mesmo, quando lançaram o Lancer o pessoal nem entrou no carro e já botou no céu… Deve ser coisa de quem joga muito video-game né? rs

    • Leandro1978

      E olha que não tem ESP em versão alguma…

  • Dmuf

    escreveu tudo isso so pra dozer 'Eu recomendo e não recomendo o carro' ???

    cara acho que o seu ultimo paragrafo foi o mais aproveitador.

    • Tripa-Seca

      Não, escreveu "tudo isso" (Sinceramente, para quem lê livro, esse não é um texto grande), para explicar os pontos que ele achou sobre as escolhas do mercado, ajudando muita gente aqui que pode estar na mesma dúvida…

      Francamente, viu…

      • Edson Roberto

        Pior de tudo, ao começar a ler, parece que ele tinha copiado minhas palavras… já que fiz exatamente o mesmo tipo de busca que ele fez…. só que no meu caso as coisas não deram certo e ai eu fui radical…rs

    • abussade

      Putz…
      Demorou para aparecer um "crítico"…

    • O_Corsario

      Ele "recomenda e não recomanda o carro" porque pode ser bom para ele, mas nem por isso será bom para todos.
      Teve humildade de reconhecer que não existe um "melhor", que isso varia pra cada um.

      • Eugenio C.

        Assim como o colega que comprou um Agile, lembram? Comprou, está satisfeito, mas não recomendaria porque sua compra se deu por razões específicas…

    • Leandro1978

      Cara, eu também "recomendo e não recomendo" meu carro. Isso vai depender das necessidades da pessoa com a qual estou falando.

  • Geanmatheus

    Excelente texto parabéns.
    Lendo o texto fica claro que os carros tem muuuuito ainda a melhorar.
    Fica uma sensação de que nunca estaremos totalmente satisfeitos com o carro.
    Vamos esperar então um dia que a Fiat decidir lançar o Viaggiio aqui, esse sim um carro bonito, bem acabado, com bom conjunto mecânioco e plataforma.

    • Pedro_Rocha

      Para ficar satisfeito com sedã no Brasil, a conversa só fica séria de médio-grande TOP para cima. Os outros sempre ficam devendo alguma coisa, embora no conjunto da obra o 408 THP se destaca por ter de tudo um pouco: bons powertrain e itens de conforto interno.

  • Eugenio C.

    Gostei do texto, mas o que julguei de longe a atitude mais racional que alguém poderia tomar foi a decisão de NÃO entrar em um financiamento! Muita gente, na situação do Mario, teria dado os 70 mil de entrada e levado um carro de 120 mil… Com o valor das parcelas, poder-se-ia fazer "algumas" boas viagens, caprichar na manutenção, enfim desfrutar bastante do carro novo.

    • DouglasPSa

      Olha, só se fosse pra pegar um mercedes Classe C, ai sim é carro pra 10 anos fácil!

      Ta ligado que os taxis em Portugal são tudo mercedes né? A grande maioria com motores que já viraram 1 milhão de quilometros e estão lá trabalhando redondinho…

      • ocduarte

        Movidos a diesel.

      • Eugenio C.

        Mesmo sendo Mercedes, seria preciso fazer manutenção, trocar peças que se desgastam com o uso… e nos Mercedes, aqui no Brasil, isso não custa o mesmo que em um Fluence ou Corolla… é "um pouco" mais caro (vide alta desvalorização do Classe A, por exemplo). E se a pessoa estivesse amarrada em parcelas razoavelmente pesadas, a manutenção seria um complicador.

        O que eu quis dizer foi isso: sem a amarra das parcelas de um financiamento, sobra mais dinheiro para fazer uma manutenção correta (preventiva) tranquilamente. Vejo muita, mas muita gente que compra carro zero financiado (e não me refiro a populares…) e fica sem dinheiro para trocar peças danificadas.

        • DouglasPSa

          Eu concordo, aliás sou o primeiro a dizer pra ninguém financiar carros, apenas falei do mercedes por que é um sonho de consumo meu, rs

          Mas sou muito pão duro, não daria mais que R$ 45 mil num carro zero mesmo podendo comprar algo melhor.

      • Edson Roberto

        Eu tive um Uno e ele ficou na familia 14 anos… portanto, não é só Mercedes que dura tudo isso não….

        • DouglasPSa

          Pensando assim, tem um monte de fuscas com mais de 30 anos rodando por ai… rs

          Um FIAT Uno seja zero ou com 14 anos sempre será uma carroça.

          Um Mercedes zero é o carro! Um mercedes com 10 anos mesmo depois de sair de linha vai continuar sendo o carro!

          Agora você pega ai certos carros do mercado, passa o tempo e ninguém mais quer e o carro da tanto problema que vira sucata na mão de gente que não tem dinheiro pra mandar consertar. Até hoje não ví nenhum pobre que não esteja andando de coletivo, dentro de um mercedes, por que simplesmente não tem condições de manter.

          Já cansei de ver rodando na cidade mercedes antigo em excelente estado de conservação, primeiro por que o dono cuida e segundo por que o carro é excelente.

    • expresso222

      Como não financiou o Fluence é dele mesmo. Pode vender ou fazer o que quiser com ele pois não tem reserva de domínio. Muita gente compra carro financiado em vários anos e pensa que é dele. Se fosse assim não veríamos pessoas passando carros financiados sem receber nada em troca, querendo apenas se livrar da dívida.

    • thales_sr

      Pois é, não entrou em financiamento (roubada), portanto, carro já pago, nenhum peso a mais no orçamento além dos básicos: Seguro, IPVA, emplacamento, combustível e manutenção.
      Aí sim pode-se dizer que o cara vai curtir despreocupado a nova aquisição.
      Comprar carro financiado pra depois virar escravo das parcelas é dose…

  • rogeriulima

    Meus parabéns, nunca ví um processo de escolha tão racional e inteligente, começando com quanto estava disposto a gastar, passando pela categoria que lhe interessava e terminando nos requisitos que vc buscava.
    Parabéns pelo carro, pode não ser a melhor escolha nessa faixa de valor, mas concerteza foi uma boa compra.

    P.S: Também torço pelo Fluence e esse seu relato me surpreendeu por que sempre o considerei uma compra racional, mas pelo visto pode ser emocional também

  • Gregori_Costa

    Isso que aconteceu na hyundai, do interior ser sortido aconteceu comigo a cerca de 2 anos atás. Fui numa ccs da KIA aqui em brasília, queria um cerato branco com interior bege, ai o vendedor me disse q num era assim, que chega o carro no porto, a ccs compra e trás p/ loja, se eu desse sorte achava o interior que queria, era na pura sorte mesmo…. na hora fui embora. Isso desestimula qualquer um, não ter essa escolha, depender de outros fatores.

    • lbonventi

      Isso é rídículo para qualquer modelo, usarei o exemplo do Sonata: Você paga quase 100k em um carro que você não pode nem escolher como vai ser????? Não tem sentido isto,e pior é que deve ser isto que acontece mesmo pois foi o que a vendedora da Hyundai da Av. Europa me disse também. Além disso, no caso do Sonata, tem também a central multimedia que dizem ser a original mas pelo visto é da CASKA, e ainda cobram aquele preço…

      Gosto dos carros coreanos, especialmente da Hyundai, porém ela faz certas coisas em nosso país que são inaceitáveis, uma pena.

      • Gregori_Costa

        Pois é, por isso que não rolou de comprar ele. E depois eles me ligaram em casa perguntando o motivo de eu não ter fechado negocio e o que poderia ser feito para fecharmos o negocio, informei que o problema era que o interior do carro era na sorte, e que se eu num podesse escolher, e ter certeza que receberia o que queria não iria ter negocia, e acabou que não teve, simplesmente decepcionante.
        Isso da central multimidia so mostra o carater da CAOA, faz as coisas sem nenhuma clareza, demonstrando que é uma marca sem confiança.

    • Eugenio C.

      Hyundai. INESPERADO.

      :D

  • JPaulo10

    Estou pensando num Cruze. Quanto ao barulho do motor, não me importo muito, e o Eber aqui o demonstrou no teste.
    Mas não ouvi falar nada sobre o freio. Que há de errado nele?

    • recgouveia

      Comprei um Cruze LT R7D 2012 (couro e AT) que saiu mais barato que o Sentra SL.
      O carro ronca demais sim, mas apenas em altas rotações, se vc anda sem pressa e mantem o carro abaixo dos 4 mil giros não vai ter problema com ele.
      Até onde sei o problema nos freios apareceram apenas no modelo 2011, comprei um 2012 e não tenho nenhuma reclamação.
      Fiz test drive do Sentra, Fluence, Cruze, Lancer e 408, visitei tbm o Civic e o C4 Pallas, mas tenho que admitir que fiquei apaixonado pelo interior estilo cockpit do Cruze, achei belíssimo.
      Descartei o Fluence pq achei o interior estranhíssimo e simplório demais, acho que não iria me acostumar.
      Além disso o custo benefício do Cruze foi excelente, vários itens de segurança, tais como AB4, ABS com EBD, controle de tração e por aí vai…

  • Eugenio C.

    Só uma coisa: o autor disse que o Sentra ficou de fora por ser "menos equipado". Todavia, o Sentra SL 2013 2.0 com câmbio CVT custa R$ 67.990 à vista e vem com 6 air-bags, teto solar elétrico, bancos em couro, sistema keyless como o do Fluence, controles de som no volante… só não vem com controle de tração e GPS, pelo que pude ver – e isso por 6 mil a menos que o Fluence…

    • bmabr

      Também não entendi porque o Sentra ficou de fora

    • felipevielmo

      tem que ver que o tempo de mercado que o sentra tem, o fluence não será substituido tão logo quanto o niponico

      • AutoIng

        Mas ele foi ver o Corolla, que está em fim de vida também. Deu a impressão de um certo preconceito com o Sentra por ele ser mais barato, sei lá.

        • felipevielmo

          tem que ver que o corolla tá de líder do mercado, não dá pra ignorar o líder, mesmo ele sendo na minha opinião o pior

    • MM_

      Talvez pelo freio a tambor?

      • Eugenio C.

        Se ele chegou a pesquisar um Elantra, muito mais caro que o Sentra, e que também tem freio a tambor…

        Lembrando que o Sentra recebeu notas mais altas até que a do Honda Civic nos testes de segurança americanos…

  • projetoscol

    Muito paciente parabéns, escolheu direitinho conforme suas necessidades… apesa que que eu ficaria com o Jetta

  • luanvasc

    Parabens pela escolha. Acho o Fluence o melhor em sua categoria.
    Otimo texto também.
    Acho que eu e os outros leitores estamos aguardando o texto com as suas impressões com o Fluence kkkkk

  • Acport

    Com o valor mencionado, eu também optaria pelo Fluence, que continua com um custoxbenefício muito bom no segmento.
    Só discordo de não ter sequer olhado para o Sentra. Ele é um Sedan médio, sendo inclusive mais espaçoso que o Corolla, mas com preço de Honda City. A versão SL, tem 6 airbags, teto solar e vários outros mimos, além do som Rockford fosgate, um dos melhores sons originais de fábrica, por 66 mil reais.
    De qualquer forma, pelo valor estabelecido, o Fluence é a melhor opção.

  • jvjv

    Muito bom! A descrição da sua peregrinação, a avaliação feita de cada modelo e o estilo de escrita estão muito bons. parabéns!

  • msouza91

    talvez o maior erro tenha sido não incluir o Sentra, pode até ser interessante para muitas pessoas, mas mesmo o testando, eu o descartaria por sentir que eu não me sentiria satisfeito com um Sentra, quanto aos outros dois, o Cerato é 1.6 e embora não quisesse um desempenho monstruoso, o Cerato tem menos de 16kgfm de torque, e eu gosto de carro com bom torque, e o Linea não é automático, e eu acho o Dualogic trancudo, quebra um galho enorme em comparação com manual, mas ainda deve em muito a um automático

    • Id_Moreira

      Tem o mesmo motor do Fluence (aliás, o Fluence tem o motor do Sentra), é um excelente carro; tem opções com seis air bags, top em segurança; mas é um projeto mais antigo que o Fluence (que tornou melhor o já ótimo cvt do sentra); pra quem pode pagar, portanto, o Fluence é mesmo uma das melhores opções do mercado; tenho um Sentra, estou satisfeitíssimo, não vou trocar tão cedo de carro, mas, se tivesse de escolher um sedã médio hoje, e pudesse pagar mais, iria de Fluence ou de Civic, pra mim as duas melhores opções do mercado.

    • pedro_bh

      discordo…. o cara escolhe os carros que quer…

      eu por ex só comparei honda com toyota ao trocar de carro.

      o Cruze eu nao fui ver pq GM nao tem mais essa tradição….

      e os franceses desvalorizam absurdamente aqui em BH.,

      hyundai nao tem fabrica aqui.

  • SonataRio

    Cruz credo, depois do que eu passei com e que passo com meu Sandero jamais vou continuar na Renault. Fora que sinceramente, acho um carro extremamente sem graça. Pelo preço que ele pagou, 82mil, sem dúvida eu levaria o Elantra top ou o Cruze LTZ. Se podesse pagar um pouquinho mais levaria o Civic LXS ou o Jetta TSI. Já andei em todos e só esses me atenderiam hoje. Nos testes de velocidades e consumo, o Fluence perdeu para todos esses (empatou com o Cruze).

    • msouza91

      bom, eu poderia ter gasto até 82 mil, não que eu quisesse gastar tudo isso, praticamente todos os carros cairam pra menos de 75 mil quando eu falei que ia fechar o negócio no dinheiro, o Elantra não vale o que pedem, e possivel encontrar sedãs tão equipados quanto ele por menos, e um fato que me fez deixar de comprar o Cruze é por que eu não gostei dos materiais, a falha no carro de test drive e os diversos relatos de falha dele pela internet.

    • Acport

      Mas ele pagou 73900 no Fluence. Bem menos do que o valor cotado para todos os outros.

    • Eugenio C.

      Sandero e Fluence são carros "um pouco" diferentes. Não sei se você compraria um Etios (na Índia há muitas queixas sobre a baixa qualidade desse carro) só pela fama do Corolla… Ou se levaria um Golf brasileiro por causa da qualidade do Jetta ou do Passat, por exemplo. Agile e Cruze zero km colecionam diversos relatos de problemas, mas isso não ocorreu com Meriva e Astra, por exemplo… Rejeitar um Fluence por causa de um Sandero não tem lógica – a menos que você esteja se queixando do atendimento de uma única concessionária num raio de 100km, rs.

      • SonataRio

        Não falei da qualidade do carro. Mas do problema em geral de não haver peças, ou simplismente parecerem amadores no conserto. E outra, vários Fluences já apresentaram problema, inclusive vídeos dele enguiçado.

        • AutoIng

          Mas você citou o Cruze, que hoje é o sedã que tem dado mais problemas por aí.

          • MM_

            Você tem estatísticas disso ou está chutando?

        • MaverickV81974

          Tenho um Megane 2.0 16v 6 machas com 107.000km 2008 e o carro é uma "nave", nunca deu problema algum, apenas revisões normais. E ainda faço 9km/l em Curitiba, e 12km/l na estrada lotado e com ar direto. 1- O Fluence deve ser sem dúvida o melhor sedã do mercado. 2 – NUNCA tive problemas de falta de peças. 3 – Ele pagou 73.900,00 no Fluence. 4 – Se o Sandero é sem graça, essa é a sua opinião, pois, o carro têm um excelente espaço e estabilidade é ótima. (Já tive um Sandero 1.6 16v) 5 – Os testes de revistas "especializadas" são todos comprados pelas marcas. 6 – Você deve ser fanboy de alguma outra marca, rsrs. abraços.

        • Eugenio C.

          Esses problemas – não haver peças e amadorismo no pós-venda – não é nem um pouco exclusivo da Renault…

    • AndreSS

      Eu também iria de cruze, defeitos qlqr carro corre o risco de ter e como aqui no blog tem muitos que falam de determinadas montadoras tem a mesma coisa no boca a boca… entao o cara tem q ter um pouco de sorte….. tem pessoas que acabam com o carro com mau uso e colocam a culpa no carro…

    • Landrutt

      Eu também JAMAIS teria um Fluence ou qualquer outro Renault, simplesmente porque tivemos um Clio Sedan Privillege em 2006 que era um péssimo carro, viva dando panes elétricas porque veio cortando corrente de fábrica, já que nunca foi instalado nada nele, destravava as portas sozinho, os vidros abriam sozinhos e emperravam, tudo que dependia do sistema elétrico dele tinha vida própria e funcionava quando queria, era um inferno. E a concessionária Renault daqui da minha cidade – a outra mais próxima fica no interior a 285km de distância – nunca conseguiu fazer nada que prestasse nele.

      • Eugenio C.

        Você devia ter exigido a troca do veículo ou a devolução do valor pago, se necessário recorrendo à Justiça. Simplesmente aceitar e ficar com esse problema não é a melhor alternativa. E também não significa que todos os Renault tenham esse problema. Se você tiver o azar de pegar um carro de outra marca que venha com problemas de fábrica no seu exemplar específico (já vi casos isolados de problemas crônicos nas mais diversas fabricantes, até mesmo em BMW), vai evitar todos os modelos daquela marca?

        Se tivesse exigido a troca, poderia talvez ter ficado muito satisfeito com o novo exemplar.

        • Landrutt

          Sim, poderia ter feito isso. Mas estaria com um processo se arrastando até hoje, provavelmente, e ainda obrigado a abrigar dentro da garagem aquela porcaria que não servia nem pra moradia de ratos. O carro em questão foi comprado pelo meu pai, como alternativa a sua Hilux, pra ser usado no dia a dia. Preferimos vendê-lo com menos de 6 meses de uso. Quanto a ter problemas com Renault, claro que não necessariamente comprando outro eu iria tê-los novamente, mas sabendo como é a única concessionária da cidade e seu trabalho, considero que é melhor não arriscar.

        • MM_

          Aí que tá o problema, Eugenio. Eu tive inumeros problemas com um Tiida. Não passo nem na porta de uma CCS Nissan. Comprei 0km, fiquei com o carro por 10 meses, rodei 8.000 km e o carro ficou um total de 93 dias parado. "Exigi" a troca e deram risada na minha cara. Moro meio no Brasil, meio nos Estados Unidos. Não posso me dar "ao luxo" de ficar levando carro na CCS para problemas não programados. No final das contas ficou mais barato comprar outro carro do que entrar com uma acão contra a Nissan.

          Concordo que qualquer produto está sujeito a defeitos, mas a postura da Nissan foi a pior poss[ivel e por isso não teria outro.

    • pedro37

      Em velocidade nao perde pra nenhum. O unico que acompanha é o Vovorolla 2.0 que custa muito mais. Acho q vc nao testou nenhum Fluence, senao nao falaria isso. Minha irma tem um Sandero Pirvilege completaço e ta super feliz com o carro.

  • Xico Pires

    Caraca, alguém não escolher o Fluence pois "não chama atenção"? Sério, eu quando vejo um na rua dá vontade de ir atrás, sempre. Acho lindo demais!! E olha que não gosto de sedãs!! Mas o Fluence tem uma imponência, me amarro nas lanternas traseiras, tudo. Podia ter uma versão sedã, né?! De resto, ótimo artigo, ótima escolha, show!!

  • wrlopes

    Por incrível que pareça eu fiz a mesma via sacra, só eliminei Elantra, Corolla e Lancer sem ir ver porque sinceramente não valem o que pedem.
    Cheguei a mesma conclusão, Fluence mas com o 408 na cola de pertinho.
    Com o cenário de vendas atual vou esperar mais um ou dois meses para ver se as condições melhoram ainda mais.
    Porém ainda estou com uma pontinha de dúvida porque estou achando tudo muito caro, são bons carros mas quando penso o que custam fora do Brasil penso duas vezes antes de enfiar meu suado dinheiro.

    • msouza91

      bom, infelizmente os preços não vão cair muito, e se formos deixar de comprar por que é melhor na gringa, só há duas opções, ou andamos de ônibus, ou nos mudamos pro exterior

      • wrlopes

        Eu comparo com o exterior pois morei 7 anos na Europa. Comprei um Focus 100% financiado em 48 vezes pagando 12% de juros nos 4 anos, pra quem já teve este gostinho comprar carro aqui não é fácil não.

    • Eugenio C.

      Às vezes pode compensar levar um carro de segunda mão, bem conservado, mas já bastante desvalorizado, com uns 2 anos de uso, por exemplo, mais equipado e mais barato, e investir o dinheiro para a manutenção… Pode-se encontrar carros muito mais completos que os sedãs médios por um valor igual ou menor, e ainda com garantia de fábrica. É possível encontrar Fusion 3.0, Azera antigo, Passat TFSi, nova Jetta Variant 170cv, Citroen C5 etc com até 2 anos de uso, ao redor de 20 mil km rodados, por cerca de R$ 72 mil… super equipados… até mesmo alguns SUVs como CRV, Outlander, RAV4.

      • wrlopes

        Já tive pensando nisso também, mas aí tem que se fazer uma pesquisa ainda mais detalhada, não pelo modelo mas pela procedência, anda cheio de picaretas por aí.

  • fse

    Se todos que procuram qualquel tipo de veiculo fossem criteriosos, e buscassem realmente conhecer os produtos, certamente não veriamos tantos carros ruins nas ruas. Bom relato o seu e parabens pela escolha.

  • c3lio

    acabou fechando com o mais barato, sei que tem o focus mais em conta, mas nem se compara focus com fluence.

  • fkas

    Excelente post. E me faz lembrar que terei um problema um pouco mais complicado que o teu em pouco tempo. Vou trocar de carro e minha lista de exigências é mais ou menos como a sua, com algumas alterações (o GPS, por exemplo, só me serve se tiver alerta de radar, algo que quem vive em Brasília entende bem o porque… então eu não levaria muito em conta). Por pura lógica eu compraria o Fluence (o Privilege branco é realmente lindo), ou até mesmo o atual modelo do Fusion pegando um bom desconto (vai mudar, eu sei, mas pelo preço correto ele ainda vale à pena e muito!), mas minha mulher "empomba" com sedãs por achar eles grandes demais (ela adora "andar" neles, mas não suporta dirigir carros muito grandes). E hoje não existe justificativa para ter dois carros…
    Pensei em um hacth médio mas com o mesmo nível de exigência, e ai a situação fica MUITO pior!!! Os únicos carros "mais ou menos" atuais são o Peugeot 308 (que ainda assim foi lançado na Europa a muito tempo), mas com um com um câmbio automático ridículo, e o Cruze hatch, que por uma série de razões passa longe de minha lista. O resto é jurássico e/ou está para mudar, e provavelmente as novas versões só estarão disponíveis no final do ano ou em 2013 (não incluo o Bravo porque ele não tem um câmbio automático de verdade…). E ai???
    Dizem que vem o Kia C´eed (tenho uma experiência fantástica com a Kia), mas deve chegar só com um 1.6 (e não GDI), e eu quero algo mais "forte"… O novo I30 é lindo, mas vai ser vendido pela CAOA e isso já é uma péssima coisa para acontecer com um carro. Falam no 308 THP, mas sabe-se lá para quando e quanto vai custar, a julgar pelo ágio que você disse encontrar nas revendas daqui de Brasília… Complicado!
    No fim acho que vou desapontar minha mulher, dizer que eu tenho direito porque será meu presente de 50 anos e ficar entre o Fluence e o Fusion (ele cabe na minha garagem!).

    • Eugenio C.

      Não pensou em um SUV?
      Ah, e se o problema da patroa for baliza, mostre para ela uma coisinha chamada "câmera de ré", rsrs.

      • fkas

        Rsss. O problema é o tamanho geral, não é só baliza…. Coisa de mulher. Mas SUV com conteúdo similar ao de um bom sedã médio está na faixa de 100K, fora de cogitação. SUVs são caros demais para o que oferecem…

    • Rafa_el

      Cara, tbm passo por esse dilema.

      Sou casado e tenho 24 anos e tbm sou adepto de ter um carro apenas. Hoje temos um Fit e quando for trocar quero pegar um Hatch médio, mas minha patroa é doida num aventureiro urbano.

      Ela acredita que um carro deve ser pequeno e bom de trilha, aí acha que Crosfox's da vida encaram uma lama.

      Meu negócio é asfalto. Direção precisa, baixa rolagem nas curvas e suspensão calibrada.

      Tenho verdadeira ojeriza a esses carros de caixa de cereais. Minha paixão são os hatchs manuais.

      Penso em ficar bastante tempo com o Fit que é fantástico e depois sei lá meu, sentar na mesa e começar a escolher os modelos. Partir para outra odisseia como foi com a escolha do Fit.

      Abraços.

      Essa conciliação às vezes não é fácil.

      • fkas

        Só como curiosidade: você já deu uma olhada num Suzuki SX4? Não me atendeu porque o automático só tem 4 marchas e ele só tem 2 airbags, mas o preço é interessante na versão manual, o bicho tem uma suspensão muito resistente, é um tesão para dirigir (achei bem estável para uso normal), tem tração 4×4, motor 2.0, ABS… Foi a única coisa que eu vi que não atendeu minhas expectativas mas me deixou balançado…

  • AlexandreCE

    Excelente texto. Imparcial, claro e objetivo!

    Vou até guardar como cópia para impressão porque esse relato serve de parâmetro para toda e qualquer pessoa analisar uma futura aquisição. Você mencionou pontos importantes de cada carro e não se ateve à depreciação.

    PARABÉNS!

  • Tejolo

    Os donos de Cruze pensam isso. Acham que o Cruze é o melhor sedã médio…. do mundo.

    • recgouveia

      Sou dono de Cruze e não acho isso, o exterior do Fluence é sim muito bem acabado e chama muito a atenção, em especial a belíssima traseira.

      • felipevielmo

        verdade, outra vez que eu falei isso aqui teve uns mané que me chamaram de louco, que a traseira não ~harmonizava~ com a dianteira e blablabla, eu acho que ele tem um desenho um tanto quanto exótico e que a grade dianteira que a renault introduziu nele é mais bem acabada que a versão samsung. o unico problema que eu vejo é que as rodas de 16 polegadas ficam um pouco diminutas em relação a vastidão de entreeixos desse carro.

        • msouza91

          o seu é Dynamique, o meu é Privilege, já vem com aro 17, quanto ao design, eu acho ele discreto, mas harmônico, a traseira fala com a frente, o unico porém são as lanternas, que poderiam ser de LED, mas isso eu já tô vendo se resolvo

          • felipevielmo

            realmente o meu é 16, vi umas lanternas de LED no ebay parece ficar bem bonito

    • Leandro1978

      Não, não. O melhor sedan do médio do mundo… do mundo! é o Elantra. Toma cuidado que a Hyundai pode processá-lo… rs…

    • MM_

      Vc conhece todos os donos de Cruze para assumir que possuem um pensamento único?

      • Edson Roberto

        Provavelmente viu em um forum e falou isso…

        Eu te digo isso porque no clube do Cruze, um BESTA questionou a respeito do 408 THP e a opinião foi unanime: Cruze. Por qual motivo? "Anda mais"…

        E bem como vc sabe MM_, sempre pesquisei e sei (de acordo com minhas preferencias)os prós e contras… mas foi um exagero…rs Enfim, há sim uma questão de preferencia ou até mesmo de necessidade dependendo do local onde se mora, acho que só precisamos filtrar menos tais pensamentos que não ajudam também.

        Abraços!

        • MM_

          Pois é, mas eu tenho um Cruze e não tenho nada a ver com a GM, Clube do Cruze ou qqr coisa que o valha. É meu 1o GM pq foi o carro que mais gostei daqueles que eu estava disposto a comprar.
          Antes dele tive um C4.
          Antes um Tiida,
          Antes um Civic.
          Antes uma Palio Adventure.
          Tenho também um Acura.
          Minha esposa tem uma Megane GT.
          Antes tinha um 307.

          São 8 carros de 8 marcas diferentes.

          Por isso eu digo, que se comprar um carro "x", "y"ou "z" transforma alguém em integrante de um grupo que pensa de uma maneira única e se identifica com outras pessoas só'pq compraram o mesmo carro, essa pessoa realmente tem algum distúrbio psicológico.

  • gui_sp

    Parabéns pelo post e pela aquisição. (Por sinal muito boa)
    Muito boas as suas considerações no momento da compra (desde os equipamentos, até o tratamento que recebeu nas css).
    Estou nessa corrida de encontrar um sedã médio também, porém estou pendendo mais para o lado do Cruze.
    Apesar do Fluence ser mais barato, no momento da venda terei com certeza um desfalque maior do que com o cruze (uma vez que ando muito com o carro e a KM fica muito alta com pouco tempo de uso). Outro ponto que me faz pender para o lado do cruze é o interior que me passa a sensação de ser melhor acabado (apesar de ter mais plástico), e o console central ser mais bonito do que o do Fluence.
    Sobre o defeito que teve no Test com o carro da GM, não tive esse problema. Fui muito bem atendido tanto na GM como na Renault.
    Procurei em um site de reclamações informações dos sedãs médios que estou interessado e ao contrário do que foi dito, encontrei mais problemas com o carro da Renault do que com o da Chevrolet.
    Sobre o Fluence e o Cruze, acredito que os dois se equivalem em muitos sentidos (Pena que o nome GM pesa mais no bolso no momento da compra).
    Independente de qualquer coisa o importante é ter a sensação de que comprou o produto que mais lhe agradou.
    Felicidades com o carro e boa sorte.

    • epicentro01

      Pois é, também não encontrei ainda os "tantos problemas" do Cruze. Peguei o meu LTZ no dia 11 de Abril, hoje (15/05) ele está com 8.200Km e até agora nada para reclamar, sem trancos no câmbio, sem barulhos no freio, sem ruídos internos, nada mesmo. Espero que continue assim….rsrsr

    • ocduarte

      O Fluence é vendido há mais tempo, então é normal que hajam mais reclamações.

      • gui_sp

        Pegue o mês de Abril de 2012 por exemplo e verá que o Fluence tem mais reclamações. Em outros meses deste ano verá a diferença também (pequena diferença, mas existe).Realmente não seria justo com o Fluence comparar as reclamações desde o início sem ter uma data base.
        Por menor que seja a diferença no número de reclamações, o que eu quis deixar claro é que as pessoas vejam que as reclamações dos donos existem para todos os carros, independente da montadora.
        Não defendo nem a GM, nem a Renault, nem nenhuma marca, afinal não ganho nada com isso, mas como eu disse no post os dois são excelentes carros, cada um com seus defeitos e qualidades.

  • selmoar

    excelente escolha, se considerando o valor maximo de 82,000 mil ….. mas como bom leitor como vc diz ser do NA, não passou pela sua cabeça pegar um carro usado com apenas 1 anos de uso e pouco rodado? poderia ter feito uma compra melhor ainda !!!

    • msouza91

      até passou, mas como a patroa também opina, e como ela ficou chateada de não poder mais andar de moto, quase se desfazendo da dela, resolvi levar em consideração, mas normalmente quem tem um sedã médio ou outro carro desse nível, costuma tratar bem, sendo que o semi novo é sim boa opção

  • Renan21

    Não acredito que voce teve a capacidade de escrever um ótimo texto como esse, comparando o carros de um em um, detalhes por detalhes.
    Mas deixou de ver o sentra pq ele era um sedã médio, mas com cara de sedã compacto premium.
    Intao vc compra carro por categoria é?
    Vc deixaria de comprar um carro pq ele nao é da categoria que vc quer? (Sendo tudo sedan, grande, médio, compacto)
    Eu sei que voce deixou de ver um fusion pq nao cabe em sua garagem.
    Mas pq n viu o sentra? ou até o cerato?

    • YoOdEx

      Você entendeu mal o que ele disse. Ele disse que abriu mão do Sentra porque queria um carro mais equipado do que o Sentra oferece.

      • Renan21

        Pelo o que ele pede, o sentra só nao tem gps. Porem é bem mais barato que os outros. Pela diferença dava pra ele comprar um gps e ainda sobrava uma boa grana.

        • MM_

          Ele queria GPS integrado, não GPS de pendurar no vidro.

          • Renan21

            Desde quando só existe gps de pendurar no vidro?

  • Rud

    Nossa cara se fosse eu que tivesse batido de frente e com essa grana toda eu comprava um Camionete sem pensar 2x.

    Agora quanto a sua esolha eu não compraria não não fui com a cara dele.

    • ocduarte

      A escolha dele foi racional, inteligente e madura. Sem essa de não ir com a cara do carro. Como diz o ditado, "quem vê cara não vê coração". E não se iluda de que estaria melhor em uma caminhotete.

      • AutoIng

        Em caso de capotamento está provado que pick-ups são mais inseguras, amassando o teto bem mais facilmente. Outra coisa é que não caberia na garagem dele, pois ele descartou o Fusion por este motivo. E por fim, nenhuma pick-up nessa faixa de preço é tão equipada quanto um bom sedã. Levar uma caçamba gigante por aí, com um consumo tenebroso, só se for a trabalho mesmo.

  • Acport

    Respeito a sua opinião em relação a achar o Fluence feio, afinal, gosto é algo muito subjetivo. Mas falar que o câmbio é horroroso é forçar a barra. O câmbio CVT está entre os melhores da atualidade. Talvez você não goste da sensação que ele passa, para alguns igual a um elevador, porém isso não faz do câmbio ruim, pelo contrário.

    • Orissonmed

      Acport, minha critica é em relação ao câmbio / alavanca horrorosa no qual é selecionada as marchas. Com relação a caixa de marchas do tipo CVT – continuamente variável, que inclusive é a do Nissan Sentra, acho simplesmente fantástica.

  • afonso200

    caros amigos, vendo essa lista me deparei, o preço dos carros no brasil, é um absurdo, vejam no final da materia, e pensem realmente, é um absurdo

  • afonso200

    gostei do comentario …. os freios, embora a tambor, se mostraram bons.(elantra) …. nos eua é carro popularissimo

    • Orissonmed

      Não desmereço o freio a tambor e o eixo de torção Afonso200. A questão é pagar um preço acima de 80 mil em freio a tambor e eixo de torção é dose. Quanto a isso acho o Honda Civic bem honesto.

    • MM_

      Sim, mas nos Estados Unidos o freio traseira é disco, não tambor.

  • Alan_Brito

    Depois dessa análise eu acho que o controle de tração deve ser o principal item a se verificar num sedan medio rsrs

    Brincadeiras a parte, eu gostei mto do que li no artigo.

  • PabloRJ

    Excelente texto. O Fluence também seria a minha escolha.

  • YoOdEx

    Bem legal o depoimento! Bem mais real e coerente com a realidade. Não são como a maioria que compra um Uno 1.4 (por exemplo), e fala que o carro é excelente, que anda muito e é um foguete…

    Tá difícil comprar carro no Brasil. Acho que se o Jetta tivesse um motor moderno e mais atual em vez do 2.0 Flex, seria uma bela escolha também. Porém, com esse motor de 116 cavalos (não uso alcool) não dá

  • RALSILVA

    "As horas a mais que eu terei que passar no transito me fazem preferir isso, um carro bem acabado e confortável, no lugar de um carro com muitos pocotós. Minhas prioridades definidas, fui à busca pelo carro."

    "Ao menos no meu caso, carro não é investimento e eu vou perder dinheiro com isso, então prefiro pegar o que mais me agrade, melhor perder um pouco de dinheiro que perder horas no trânsito me frustrando olhando pela janela e pensando que poderia ter pego esse ou aquele carro."

    Gostei dessas passagens que fizeram parte de seu critério de decisão e elas nos fazem pensar. Some-se a isso a certeza de querer 6 airbags, o que acho fundamental hoje e não pode ser cobrado como luxo (andam fazendo isso por aí).

    Na sua condição de recém-acidentado, entendi que você já tinha escolhido o carro quando disse isso: "O Fluence é disparado o mais confortável de todos os sedãs que testei."

    Boa escolha no momento atual, sem arrependimentos. Como ainda tenho mais alguns meses para sonhar, viso o Fluence Sport 2.0 Turbo, o Fusion 2013 e o Jetta TSI.

  • epicentro01

    Parabéns pela compra, excelente carro. Agora, o que eu acho engraçado é que todo mundo fala "eu iria de Fluence também", mas poucos realmente "vão". Se formos pegar a média dos comentários, o Fluence deveria ser o sedã médio mais vendido. Ou seja, é fácil falar, mas quando chega a hora, poucos "arriscam" a comprar o carro com medo da desvalorização, demora das peças e coisa e tal.
    Eu não peguei o Fluence por causa das m… que tive com o Megane e pela ineficiência da CSS Renault da minha cidade (demora para entrega de peças). Mas cada caso é um caso.
    Por isso, mais uma vez, parabéns.

    • Acport

      Os leitores do NA e, principalmente os que opinam por aqui, são minoria absoluta em relação ao mercado de automóveis no Brasil. A maioria, aliás, iria concordar com o argumento da "vendedora" da Toyota, que disse que teto solar é para corno.
      Tá aí, não tinha pensado nisso. Talvez esse seja o motivo pelo qual o Corolla vende muito. Não é carro de corno….kkkkkkkkkkkkkk

    • MM_

      Como o ACPort disse, leitores do NA são minoria. Até pq muitos balizam os comentários baseados no custo benefício e sabemos que a compra de veículos também tem um fator emocional muito forte.

      Se não fosse assim, os líderes de mercado seriam Fluence, Sentra, Versa e 500. O único problema que ninguém leva em consideração é que se esses carros fossem líderes, seriam vendidos por preço maior do que os outros.

      Além de tudo, existe o "programado" e o mundo real. Eu decidi que compraria um Fluence. Comprei um Cruze. Por fatores como cor (Fluence só tinha preto e prata), além de outros detalhes, acabei mudando de idéia.

  • rharruda

    Excelente artigo. Parabéns pela compra também. Para mim hoje o que mais pesa é o pós-vendas e é raridade uma CC mais ou menos. Quanto ao ágio é como a vendedora disse e complemento: eles não querem saber o que você está pensando, eles querem a venda e o máximo de lucro, então, o que as pessoas se proporem a pagar, eles cobram. Por isso o mercado automotivo é tão especulativo. Você foi firme na compra, eu acabo deixando a emoção interferir e sobressair à razão. Muitos KM com seu renault.

  • JPaulo10

    O Mario Souza fez um texto muito bom e detalhado, mas esqueceu-se de uma coisa: o pós-venda.
    O grupo Renault-Nissan não tem problemas sérios de falta de peças e revisões caras?

    • msouza91

      não, eu tive problemas com a minha Grand Tour, que foram facilmente sanados, não fiquei muito tempo sem o carro, dado a gravidade do problema (entrou um monte de folhas dentro do duto do ar condicionado, que entupiu e ficou vazando, a css pegou o carro no meu trabalho, e fiquei três dias sem o carro, mas por que a concessionária achou que seria melhor trocar o carpete do carro inteiro, pois alguns pontos descolaram e poderiam ficar mofados com o tempo por conta do ar, sem falar que eles aproveitaram que iriam desmontar o painel todo e me ofereceram pra colocar espuma termica por dentro do painel inteiro, pra evitar algum possível grilo que poderia aparecer, enfim, pelo menos a css que eu comprei tem se mostrado bem solicita quando tenho algum problema)

    • Eugenio C.

      Digitei "carro parado por falta de peças" no Google e apareceram: Nissan, Kia, Ford, Fiat, Hyundai, Volkswagen… isso porque nem li as matérias, só os nomes das montadoras nos links da primeira página. Falta de peças: você ainda vai ter uma, não importa se seu carro é um luxuoso Volkswagen Sedan 1500 ano 1973 ou um Mercedes-Benz SLS Gullwing.

      • Tripa-Seca

        Opa..Mercedes não falta peça…Use outro exemplo… heheh

        • Eugenio C.

          Só se para cada Mercedes que eles vendem aqui, existir outro Mercedes inteiro desmontado… rsrsrs

    • Rafael_CTBA

      Acho que depende da região onde você mora.
      Revisão de 40.000km da GT Extreme 2009/10 2.0 automágica por 680,00. A do meu focus GL 1.6 2007/08 com 40.000km saiu 890,00.

    • AutoIng

      Saiu uma matéria no NA falando de falta de peças pra um Renault e de repente todo mundo repete isso como se fosse um problema generalizado com a marca :( As outras montadoras que usam motor importado (Focus, Cruze, etc) têm o mesmo risco de falta de peças em alguns momentos, já que sabemos das dificuldades de importação de nosso país. Mesmo com boa vontade, pode faltar peça a qualquer uma nesse caso (tá cheio de relatos de falta de peças pro Focus, por exemplo).

    • MM_

      Nunca tive problemas com a Megane da minha esposa. Com meu Tiida foi o pior dos mundos. Não passo nem perto de Nissan.

  • Rafael_CTBA

    Até meu focus GL 1.6 2007 tem!

    É como um colega engenheiro da Nissan que sempre fala: "O projeto é feito pra acomodar os tambores ou a suspensão por eixo de torção. Sendo assim, funciona tão bem quanto ou até igual."

  • Nasckar

    Parabéns pela compra ! e pela coragem de gastar 74.000 num carro! Meu, queria ter essa coragem ! estou querendo trocar o meu carro, mas quando vejos esses preços, desisto na hora !

  • Rafael_CTBA

    Muito detalhada a sua pesquisa, com certeza comprou o "seu" carro e é o que interessa.

    Eu não compraria nenhum desses, porque não tenho todo este montante disponível! huahuahua

  • EDBRBR

    Gostei muito do seu comentário e da sua avaliação. No início do ano estava procurando um sedã médio e fiquei entre um cruze e um Jetta Higline. O espaço interno do primeiro e o preço elevado do segundo me fizeram optar por um sedã um pouco maior. Adquiri um Fusion 2.5 (mesmo sabendo da mudança que ocorrerá em breve, pois não compro carro para desfilar e sim para ter conforto e segurança). Parabéns pela sua escolha……….pena vc ter problema com tamanho de garagem.

    • RALSILVA

      O problema não é desfilar não, é a desvalorização associada a um modelo saindo de linha. Mas se você conseguiu um grande desconto ainda fez uma boa compra.

  • vitimsl

    Muito bom texto e analise. Parabens pela compra. Gosto muito do Fluence, acho que possui o melhor CXB da categoria hj.
    Eu iria de Cruze, pois gosto muito do seu interior. Fiz um test drive num exemplar LTZ e nao apresentou problema algum, nenhum ruído. Quando andei nele, eu tinha um Bravo e o Cruze era mais silencioso que ele sem dúvidas, e muitos falam que o Bravo é silencioso e o Cruze barulhento.
    Hj tenho um Focus HB e no ano que vem penso em trocar por um sedan. Se não aparecer nenhuma novidade ate lá, será um Fluence ou Cruze, vai depender do $$.

  • Marco_Aurelio

    Boa escolha do Mario Souza. Se tivesse o poder aquisitivo dele, também faria a mesma escolha. Minha 2ª opção também seria o Jetta. O Cruze acho que tem uma frente muito esquisita e o acabamento interno não é lá essas coisas. Sem falar que um amigo meu tem e pelo que já pude notar, é um pouco duro de suspensão, um pouco barulhento e beeeeeeeeebe que é uma beleza. Pior que o Vectra que ele tinha. Quanto ao Nissan Sentra, ele é muito simples. Só prá lembrar, ele não oferece uma mísera luz repetidora de seta no pára-lamas ou no retrovisor (Lancer também não) como todos os outros. Caro não deve ser, porque se o Chevrolet Classic tem (e a GM é munheca de tão pão-dura), outros também podem ter. Sem falar que em breve sofrerá uma reestilização ou até uma nova geração.

    • simoloko

      O Cruze é mais econômico do o Fluence.

      Se é mais do que o Civic 1.8 LXS que eu tinha, deve ser realmente mais econômico do que o Fluence. Alias, é: Como prova o Vrum. No Vrum, até Audi e Mercedes-Benz à gasolina fazem médias de 7 km/l. Por que será que é só lá que o consumo é coerente com nosso bolso? Simples: Revistas MENTEM e têm preguiça de conferir o consumo.

      Acho uma babaquice do caramba dizer que automoveis da Chevrolet são gastões. Isto é mito igual dizer que automovel francês não presta. Coisa de gente ignorante que não entende nada de automovel. O Captiva V6 gasta, mas um Santa Fé gasta até mais.

      O Vrum é o mais confiável de todos, pois é o único que tem o aparelho para metria de consumo.

      <img src="http://4.bp.blogspot.com/-Li7r2uNHJYo/T1Jt6OLbyPI/AAAAAAAAASU/tFu8wCFmSQI/s1600/CCSM.jpg"&gt;

  • MARCELOCAR

    Eu não escolheria o mesmo carro que nosso amigo comprou, mas achei bastante coerente e plausível a redação do texto formulado pelo nosso amigo.

  • lucaslfbsb

    Excepcional o texto e o processo de escolha! E o desfecho foi excelente, pois elegeu o melhor veículo.

    Agora, que ironia péssima a realizada pela vendedora da Toyota…

  • radiobrasilcombr

    Mario, sempre tive sedans e procurava um carro mais confortável. Parti pra um Captiva, que é muuuuuuito confortável e seguro. Por pouco mais do que pagou no Fluence, vc poderia pegar um Captiva. Não pensou em crossovers porque?

    • msouza91

      não gosto do estilo, prefiro um sedã

  • Leandro1978

    Parabéns pela escolha, não por ter escolhido o Fluence, poderia ter sido qualquer um, mas, principalmente, por ter pesquisado os concorrentes. Seria interessante um relato seu sobre suas impressões, após algum tempo e algumas revisões.

  • luta4ever

    O Fluence é um bom carro! Mas acho que o leitor já tinha uma inclinação pela Renault!

  • MM_

    Lista bem parecida a que eu fiz quando troquei de carro. Eu só não fui ver Corolla, Focus e 408 devido ao cambio de 4 marchas. Como já havia andado nos 2 primeiros e tinha um C4 com o mesmo conjunto mecanico do 408, nem me dei ao trabalho.

    Por outro lado estava procurando algo até uns 70 mil.

    No final das contas os finalistas foram Fluence e Cruze. Fiquei com o GM pq o Fluence (na versão que eu estava vendo) não oferecia ESP. Além disso, pronta entrega só de preto e prata, mas eu não queria nenhuma das duas.

  • LS7

    Pelo mercado que o Fluence consegue no Brasil, a desvalorização será maior que a maioria. O Peugeot 408 também compartilha desse problema.
    Dizer que o Cruze é barulhento é o mesmo que dizer que os outros também o são. E isso não é uma questão de um teste-drive, pois os números de ruído nos testes das principais revistas automotivas mostram isso.
    O design do Fluence também não me agrada, seja por fora ou por dentro. Seu painel deitado é estranho.
    Quanto ao problema apresentado no test-drive do Cruze, é a primeira vez que vejo alguém falar sobre isso.
    Vários colegas meus compraram o Cruze no ano passado e estão satisfeitíssimos. Carro com desempenho muito bom, estabilidade bem acima da média e consumo que fica na média.

    • Marciliosp

      todo mundo fala que o barulho do motor invade o habitaculo

      • MM_

        Eu tenho um Cruze e confirmo. Em relações baixas (1a-3a) realmente é barulhento. Particularmente não me incomoda, até pq se me incomodasse, não teria comprado um. O que me incomoda muito em carros é quando faz barulho de acabamentos internos (meu C4 fazia muito) e nisso meu Cruze está exemplar até agora.

  • ruback

    Ah…….. a epoca que o Azera era vendido a 70 mil………. Mais barato que todo (menos o focus) e não tem nem comparação…………..

  • Bruno Cerquiare

    Cacete, fico de cara por saber que com 82 mil reais A VISTA o cara não consegue o carro dos seus sonhos …
    que isso brasilzão, tem coisa errada ai, 82 mil é muito dinheiro …

  • simoloko

    Meu Focus 2.0 AT e minha Audi A4 Multitronic já desligaram sozinhos também… foi estranho…e eles estavam novos quando ocorreram os fatos.

  • mmbdp

    Excelente matéria e um ótimo exemplo de como se comprar (e comparar) carros no Brasil. Obrigado.

  • Mjscaruaru

    Sem palavras, quem tinha dúvida em comprar um médio.

  • danielGT

    Com 82 conto na mão ia correndo a uma CSS Mitsubishi negociar um Lancer GT (MT please) concerteza conseguiria levar um e com alguns mimos.

    • msouza91

      o GT é tabelado em 86.990, dificilmente você abaixaria pra 82.00, além dele só ter CVT

      • luidlh

        Da Mitsubishi não sei, mas à vista meu pai comprou o Corolla XEI dele com 4 ou 5 mil de desconto mesmo.

        o cara só esqueceu de falar porque eliminou o Lancer da conclusão final dele, queria saber o porquê.
        falando de beleza e design, o Lancer dá um pau em todos os outros, hehe, eu iria de Lancer mesmo porque sou guri e tenho só 23!

        • msouza91

          tinha dito sim "O segundo da lista a ser cortado foi o Lancer, péssimo custo-benefício, não tinha GPS ou teto, e contava só com 2 air bags, sem contar que não dispunha de controle de estabilidade e de tração, e tem poucos itens de série relevantes, fora."

          mas questão de idade não quer dizer nada, eu tenho 22!!

      • danielGT

        É verdade deixei passar o CVT, mas com 82 mil na mão em qualquer CSS da marca vc leva um, com certeza. Arrisco a dizer que com este dinheiro na mão a vista vc leva até um com Xenon e blablabla…

        edit

        fora que se o vendedor for inflexivel (o que no caso dele eu acho quase impossivel) ele vai conseguir levar o Lancer top e financiar o saldo se bobear sem juros…

        • msouza91

          o Lancer é novidade, descontos pra ele são dificeis, além de eu realmente não querer financiar nada. Deixando isso de lado, o Lancer não vale o que cobram, tem bom acabamento e tudo mais, mas é bem simples pra um carro que o top deve beirar os 90 mil

  • http://www.noticiasautomotivas.com.br Roxmmp

    Texto e paciência show de bola.
    Excelente escolha, sinceramente ainda não consigo ver a compra de um carro 0Km hoje como um "ótimo negócio".
    Mesmo assim, hoje é sem dúvida a compra mais racional de hoje. Parabéns, manda uma opinião do dono depois.

  • Gui_Dias

    Excelente texto! Muito bom compartilhar suas opiniões desde o atendimento ao desempenho e consumo.
    Seria interessante que você também publicasse um pouco da sua experiência com o carro no decorrer do uso, sendo vc também um "Opinião do dono", quando o carro estiver mais rodado.

  • Fnihues

    Acho um pouco estranho vc comentar que no seu teste com o Elantra o mesmo estava marcando 6 Km/l. Tenho uma Azera de 265 CV e faço 6,7 Km/l na cidade com o trânsito caótico de Blumenau-SC. Fui a Balneário Camboriú no último final de semana e fiz 12,98 Km/l tanto na ida quanto na volta, sendo que zerei o computador de bordo e este foi o consumo estritamente de estrada.

    • MM_

      Transito caótico de Blumenau? rs.

      Sério, não estou de sacanagem (vou pra Blumenau a cada 45 dias), mas gostaria que São Paulo tivesse esse transito "caótico".

  • fabioalisson

    Barganharia mais por um Civic EXS, ou um Jetta TSi, ainda que saísse um pouco mais caro que os 82 mil.

    • msouza91

      cara, não é assim que a banda toca, 82 mil era meu limite, no máximo 83 ou 84, o Civic EXS ou o Jetta TSi sairiam por mais que isso

      • Tripa-Seca

        Cara, relaxa, aqui é o NA. É sempre assim: Se você tem 30, você tem 35 (Mesmo que pretendesse gastar 20, esticou até 30, eles acham que você pode esticar até 40)…. E todo carro você vai conseguir desconto!!
        Aliás, acho que fez uma péssima escolha…Poderia ter pego um Bentley ou um Rolls Royce….Era só barganhar…
        Afinal, quem tem 80 mil tem 800…

        • jogabonito_

          É isso mesmo… Sempre dá pra esticar um pouco. Essa galera é uma comédia mesmo!

      • fabioalisson

        Não falei que você fez um mau negócio. Só estou falando o que eu faria. Enfim, cada um faz o que acha melhor, não é mesmo? De qualquer forma, boa matéria.

  • ericmon

    " disse que teto eu precisaria só se eu tivesse chifres pra precisar de um buraco no teto, e GPS eu poderia comprar um por 150 reais e pendurar no vidro, que era a primeira vez que via alguém deixar de comprar um Corolla por não ter esses itens."

    que tipo de vendedora é essa, só porque a toyota é a marca que tem o sedan mais vendido do país acha que pode dizer uma coisa dessas.. que mesquinha

  • higojoseph

    acho que foi a melhor escolha entre esses ai!!!

  • marcfreitaz

    Texto muito bom, simples e esclarecedor. Ótima escolha Mário.

  • eethom

    Parabéns Mario!

    Ninguém aqui concorda 100% com você. Mas temos que respeitar e reconhecer seu empenho e seu ponto de vista. Você foi bastante sincero e decidido em suas opiniões.

    Considero que você fez bem em rejeitar o Peugeout. Se todos fizessem como você, as concessionárias não cobrariam ágio. Um absurdo cobrar um preço diferente do preço do site. Infelizmente, a compra de um veículo tem um forte peso emocional e muitos compradores tomam decisões ignorando o ágio.

    Todos são carros bons e nenhum deles é perfeito. O Renault foi uma escolha até racional, os carros da marca sempre têm bom custo-benefício.

  • Felix_S

    Eu passei por essa "novela" recentemente e fala a verdade, é muito legal todo esse processo de escolha de um carro! Eu achei o Fluence Privilege uma excelente escolha e concordo que é o sedã médio mais confortável de todos. Se eu botasse mais fé na concessionária daqui, esse também teria sido minha escolha, pois é um carro sensacional. Só acho o painel meio esquisito e a versão Dinamique estranhamente eu acho feia… sei lá, a roda tira o equilíbrio, não sei direito. No meu caso também o quesito segurança cortou o Civic, Corolla e qualquer outro que não tivesse 6 air-bags. O Fluence já tinha desistido e ficara entre o Jetta TSI e o 408 THP. São dois carros em que o emocional conta bastante na escolha, mas o 408 é mais equilibrado como carro de família e foi esse que eu comprei ( e paguei preço de tabela ). O ponto de ruptura com o Jetta foi o acabamento da porta (eu iria comprar outro carro com a porta feia, depois do Focus?…) e principalmente o teto solar roubando espaço pra cabeça no banco de trás e o túnel central ridículo de alto. Não dá pra ter tudo na vida…

  • Alex_JW

    Belo texto, o Fluence tbm seria a minha escolha.

    Mas vc vai ficar com saudades da sua moto.

    • msouza91

      pretendo comprar outra daqui a um tempo, mesmo sendo uma moto 1000cc (YZF R1), portanto bem larga, era bem mais ágil andar com ela que de carro.

  • erickalan23

    Texto excelente.

  • p_ricardo

    Bem que poderia trabalhar no NA em Mário. Caramba, MUITO bem detalhado o seu relato , sem ser cansativo, na boa, ficou bem feito! Sobre o Fluence, sempre pensei nele quando o assunto é sedan médio. Ótimo carro. Parabéns pelo carro e pelo texto!

  • CharlesAle

    Vishi o clube do fluence foi a loucura hoje….pena que cada vez mais vende menos!!!efeito megane talvez,mas é fato que vende pouco,acabamento simples no jetta,VW não aprende nunca,eu meio que já desconfiava que ele escolheria o fluence,gostou da GT,não queria AT de 4 marchas,foi bem atendido na CC renault,queria carro sedã completo pelo melhor preço!!!!cantou a bola do fluence………

  • Jorge_Armado

    Mário, parabéns por sua compra!

    Seu post é digno de elogios e deveria constar na primeira página do NA!

  • Vitão

    Nossa, gastei uns minutaços lendo este artigo, mas valeu cada minuto…..

    Um relato completo, bem realista e direto…. Foi muito bom!! Meus parabéns pela compra!!

    Espero q o brasileiro tenha em mente q o carro é para ser confortável para o transporte e não servir "somente" para ficar chamando a atenção…..

  • marciomvo

    Parabéns pela escolha. Nota-se que és um cara inteligente.

  • tonineto

    Belíssimo texto! A descrição nos faz apreciar cada detalhe dos carros comparados. O melhor texto que já li aqui no NA. Parabéns!

  • Victor_A

    Não podemos esquecer que o fluence tem o mesmo excelente motor e câmbio do sentra, logo temos mais oferta de peças no mercado.

  • R0CKERZ

    Pra variar apareceram várias viúvas do Sentra..

    enfim, uma das melhores avaliações de compra que ja presenciei aqui no Blog. Parabéns pela aquisição, quem sabe eu não pegue um Fluence futuramente também ^^

  • roddy

    Otimo texto! Eu só realmente não entendo o preconceito do pessoal com o Sentra! O carro é excepcional, de fato faltam alguns mimos basicos que tinha até no meu 207, mas o conforto ao dirigir me faz ignorar isso E O TRANSITO todo santo dia… hehehe

  • BflavioSa

    Oi, foi um bom comparativo esse, uma boa escolha também, o Fluence é realmente um bom carro, principalmente a parte da Nissan, motor e caixa, um conjunto muito bem calibrado e superior ao da concorrência.
    Porem tem vários defeitos, NÃO tem ISOFIX por exemplo, por ser um sedan e que é usado por varias famílias com criança pequena, como é o meu caso, seria o primeiro carro a ser tirado da lista, alem daqueles bancos péssimos, tenho 1,94 e no meu caso eles são muito ruins mesmo.
    O Sentra foi pouco "valorizado", ele custa 64mil na versão mais completa SL, tem 6 air bags, banco de couro, teto solar…………mas não tem GPS e pra piorar muito a partir da versão 2012 tem ISOFIX em 1 lado do banco traseiro, o que eu faço com o outro filho??? escolho o que eu "gosto menos" e deixo ele menos protegido??? Quem foi o nó cego que pensou nessa economia??? Mande esse cara embora hoje!!! Por justa causa!!!!
    Carro é realmente uma questão pessoal com um pouco de bom senso, eu gastaria os 82mil e financiaria 12mil e ficaria com o Jetta TSI completo, apesar de achar muito caro.
    ate+

  • leonardoruwer

    Parabéns pela escolha, foi excelente. Não digo que optaria pelo mesmo veículo, mas certamente trilharia o mesmo caminho para fins de aquisição. Em certos momentos vc deixou claro seus mimos no veículo. É isso ae. Sucesso.

  • marcostos10

    Boa escolha, no final decidiu pelo melhor carro. Independente de desvalorização que os carros franceses tem eu também no momento optaria pelo Fluence Privilège. Mas ainda bem que eu tenho mais tempo que vc para escolher meu novo sedã médio , por isso no ano que vem se a Toyota fizer modificações no Corolla ( principalmente no Câmbio e Estilo ) optarei pelo Corolla, se não tiver mudanças vai ser Fluence mesmo.

  • lsperott

    Tenho Civic 2008/2008. Fiz test drive do novo ontem e hoje fui ver e fazer test drive do Fluence. Já decidi. Vou de Fluence!!!!
    O Carro é realmente muito bom. Ainda não decidi a versão. Estou com dúvida. O que mais me atrai na Privilége é o controle de estabilidade e as rodas aro 17. O resto a Dynamique me satisfaz.

  • jnunes62

    Peço desculpa a todos vcs que optarão pelo Fluence , mais eu poderia da uma infinidade de benefícios para a escolha do 408 , mais vou focar nas principais , como por exemplo: ter um motor turbo de ultima geração feito em acordo com a BMW , o cambio de 6 marchas e a potencia X consumo , esses são apenas alguns diferencias que me fariam optar pelo 408.
    E olha que eu nem entrei na questão segurança …

  • renangrodrigues

    Parabens pela materia, e respeito sua escolha.
    Mas, infelizmente,como dinheiro nao cai do ceu, um ponto que pesa na hora de decidir a compra é a revenda, e nao tive experiencias muito boas com carros franceses.
    hoje sou proprietario de um Civic EXS, e meu próximo carro, com certeza, sera um EXR 2.0.
    Quanto a atendimento da concessionaria e custo da manutencao, a honda ganha disparado.
    Fica a dica para quem pensa como eu, que nao quer perder muito dinheiro na revenda.

  • Rogério Rollo

    Bom tenho um Renalt Megane sedan 2008 e estou muito satisfeito,rodei 20 mil km e não tive problema algum, (o carro está com 41 mil km) mas quero pegar um carro novo no mesmo segmento. Estou em duvida entre o Fluence e o Peugeout 408. Adorei o Fluence, mas estou mais propenso a comprar o 408, pois achei seu interior muito mais bem acabado e bonito. Não gostei do painel do Fluence, apesar de ser um ótimo carro deixou a desejar neste quesito.

  • Renana Canalha

    Eu também compraria o Fluence; eu não entendo, em algumas revistas, mostrarem como melhor compra o Honda Civic! O carro é bom, sim! Mas…muito caro e vem pelado. Não se leva em conta a segurança dos carros? Simplesmente eu não entendo! Eu tenho amor pela minha vida! Pq vou comprar um carro sem segurança, só pq dizem que é um honda, blá blá blá?! E se bater?

  • JPaulo10

    Pedro_Rocha, obrigado pela informação.