Mercado Motos

A invasão das cinquentinhas – Ciclomotor emplaca três entre as dez motos mais vendidas em novembro

xy-50

UPDATE: Uma liminar derrubou a isenção de habilitação para ciclomotores. Agora o condutor deste tipo de veículo precisas de CNH Categoria “A” ou ACC – Autorização para Condução de Ciclomotor. O mercado de motos em novembro registrou a presença de três modelos de ciclomotor, que possui motor de até 50 cm3, entre as 10 motos mais vendidas do país.

As chamadas “cinquentinhas” são baratas, econômicas e possuem alguns benefícios, especialmente no que diz respeito à habilitação do condutor, agora isenta.

jl-50

No entanto, o veículo deve ser licenciado e emplacado. No entanto, uma pesquisa revelou que entre 2010 e 2014, apenas 10% dos ciclomotores foram emplacados no Brasil.

No mês de novembro, o mercado viu a presença arrasadora da Shineray XY50 na sexta posição, vendendo mais do que a icônica Honda CG 125! O modelo também superou a Yamaha YBR 125, que teve a Traxx JL50 muito perto de sua posição. Por fim, a quase desconhecida Bravax BX 50 fechou as 10 motos mais vendidas do mês.

bx-50

Novembro foi um mês atípico, pois a XY50 vendeu 5.858 unidades, mas acumulou até então 10.127 exemplares. Ou seja, só o mês passado foi responsável por mais da metade das vendas do ano!

A JL50 vendeu 2.256 de 8.277 e a BX “emplacou” 1.953 de 2.653 vendidas até agora. Realmente um salto espetacular para o segmento. No mês anterior, o trio vendeu 1.347, 1.067 e 232 unidades, respectivamente.

No mercado de motos, que fechou em alta de 18,34% em comparação com outubro, emplacando 105.378 unidades, a “eterna” líder Honda fechou com 67,53%, enquanto a Yamaha ficou com 9,90%. A Shineray abocanhou 6,51% e ficou em terceiro. Traxx e Dafra fecharam com 2,41% e 1,93%. A Bravax superou a Suzuki e ficou em sexto com 1,86%.

Confira abaixo as 10 motos mais vendidas em novembro de 2015:

1) CG 160 – 14.350 unidades
2) Biz – 12.366
3) NXR 160 – 12.223
4) CG 150 – 11.693
5) Pop 110i – 6.515
6) XY 50 – 5.858
7) CG 125 – 3.699
8) YBR 125 – 2.479
9) JL 50 – 2.256
10) BX 50 – 1.953

[Fonte: Fenabrave]

Agradecimentos ao Leandro Souza.





    • Sassá

      Mimimi.

  • Arnon Coelho Junior

    Por essa a honda nao esperava vai ter que fazer uma cinquentinha em menos de seis meses por que diante disso a liderança por modelos ja era……………… nem cg 160 ou bros seguram as cinquentinhas

    • Guilherme Eduardo

      Acho que ela está satisfeita com a Pop 110i. Não descarto a idéia dela fazer uma Pop 50, mas para mim é algo distante de acontecer.

  • CorsarioViajante

    Agora que não precisa de habilitação alavancou de vez. Realmente, pelo preço e praticidade, podem ser uma boa – e tentadora – solução. O perigo é muita gente sem a menor noção acabar comprando estas motos e fazer “barbeiragens” horrendas.

    • Stark

      Ao contrário do que diz o texto, é preciso sim de habilitação. No mês passado, o TRF-5 revogou a liminar da Justiça Federal que suspendia a obrigatoriedade da habilitação.

      Mas de nada adianta a habilitação ser obrigatória se não há fiscalização. Quando há, apreendem uma dúzia de cinquentinhas e depois relaxam e a farra volta. Pior que os condutores não tem a mínima noção de espaço e convivência no trânsito com os outros veículos. Desrespeitam sinal, andam sem capacete, prejudicam a fluidez, e muitas vezes não tem sequer retrovisor. Claro, há exceções, nem todos se comportam assim, mas infelizmente são poucos.

      • leomix leo

        Esqueceu de citar que andam na contra mão, em cima de calcadas e tem uns tirados a pilotos de Wheeling fazendo barbaridades nas ruas.

    • Elizandro Rarvor

      Mesmo assim Corsario, o estrago é menor, tem muito pelego por ai comprando carro velho em 60x e fazendo coisas bizarrésimas nas ruas.

    • Marcos Lopes

      Precisa sim de habilitação a liminar ja foi revogada !

    • Marcos Lopes

      Habilitação para cinquentinhas volta a ser exigida após queda de liminar
      TRF-5 derrubou decisão da Justiça Federal que suspendia a exigência.
      Resolução do Contran que cobra documentação vigora desde 2004.

    • Mr MR8

      Ou querer ultrapassar uma Scania na descida da serra…

  • SDS SP

    Uma alternativa para aqueles que não querem pedalar. Mas eu particularmente não teria uma dessas, aqui em Sampa é um perigo. Talvez em cidades pequenas seja interessante.

    • V12 for life

      Eu não teria moto alguma em Sampa, só passei a considerar depois de mudar para bem longe dai.

    • Pedro Rocha

      A alternativa são as bicicletas elétricas, que podem usar as ciclovias.

  • Lucas

    Fico indignado com essa lei, como é que nós temos que ter habilitação, renovar, passar por teste para andar nas ruas e simplesmente uma pessoa que sempre andou de bicicleta, que não tem noção do quanto o trânsito é perigoso, não tem noção é trânsito, regras de trânsito e tudo, vai pode andar juntos de nós habilitados? Não vejo motivo, o que vai acontecer é aumentar os acidentes, pq qq um vai poder dirigir e fazer atrocidades no trânsito, colocando em perigo qe anda regular… se quem se envolver em um acidente pagasse por isso, mas não, vc com seu carro também sofre… eta braziu veio desarrumado!!!

    • Marcos Lopes

      a materia esta errada a liminar que isentava os condutores de cnh ou acc já foi revogada.

  • Samuel_RO

    Pode até ser interessante em algumas regiões mas eu particularmente prefiro torra essa grana comprando uma boa Bike. Ou então partiria logo para a Pop. Haja paciência para andar nisso, e quando você acelera um pouquinho mais parece até que vai explodir.

    • Junoba

      Mano, uma cinquentinha dessa é melhor que uma bike. Você pedala e chega todo suado em lugares que tu deveria estar limpo, é muito cansativo quando se tem compromissos.

  • Acho um absurdo não precisar de habilitação, e além disso acho que deveria ter restrições nas vias. Imagina um cara sem habilitação dirigindo uma dessas na 23 de Maio em São Paulo.

    • Emerson Lima

      Acredite, Raphael: Eu vejo as vezes em estradas estaduais e BRs!

    • Marcos Lopes

      a materia esta errada precisa sim de cnh ou acc. A liminar foi revogada em 18/11/15.

      procure no G1

      18/11/2015 20h08 – Atualizado em 18/11/2015 20h44

      Habilitação para cinquentinhas volta a ser exigida após queda de liminar

      TRF-5 derrubou decisão da Justiça Federal que suspendia a exigência.
      Resolução do Contran que cobra documentação vigora desde 2004.

  • Atley jackson

    Estou surpreso, pois nem sábia da existência dessas motos, pelo menos nunca vi aqui em Curitiba.

    • Vattt

      Não sei se foi ironico, mas sorte sua!!! kkkkkkk

      • Atley jackson

        Pior que falo sério! kkk

    • Castle_Bravo

      Curitiba eu não sei, mas nas periferias aqui de Porto Alegre e arredores estão começando a aparecer aos montes. No Nordeste elas já são bem comuns há alguns anos, acredito que o grosso das vendas ainda seja lá.

  • Vattt

    É a sesação de impunidade fantasiada de falta de noção. Afinal, uma pessoa sem abilitação ou mesmo sem um documento estará livre de qualquer responsabilidade diante de qualquer acidente, é só fugir do local e pronto. Sem falar na desculpa de que é sem dinheiro e não tem como arcar com o prejuízo alheio!!! Agora bate numa 50tinha pra ver a dor de cabeça. Acho uma vergonha esse tipo de permissão. Sem falar nas muitas motos descaracterizadas e barulhentas.

    • Marcos Lopes

      18/11/2015 20h08 – Atualizado em 18/11/2015 20h44
      Habilitação para cinquentinhas volta a ser exigida após queda de liminar
      TRF-5 derrubou decisão da Justiça Federal que suspendia a exigência.
      Resolução do Contran que cobra documentação vigora desde 2004.

  • Ediomar

    Comprei uma Honda Dream 1998 e estou achando o máximo,ela anda 140 km com 12 reais,economizei em um mês 150 reais com o carro,isso sim é economia,mesmo pagando quase 400 reais de documentos todo ano compensa e muito ter um dessas pra se deslocar para o trabalho,alem dela ser muito charmosa e com estilo vintage,tudo mundo pergunta onde comprei acham ela muito legal.

    • radiobrasil

      Não esqueça de uma coisa… vc economiza $$$ e bota sua vida muito mais em risco do que andando de carro. Qualquer batida com um veiculo maior as lesões no corpo do motociclista são consideráveis.

      • Castle_Bravo

        No trânsito das cidades hoje não se trafega em velocidades que sejam muito perigosas ao motociclista que usa bons equipamentos de segurança (capacete decente, luvas, jaqueta, etc.).

        • radiobrasil

          Eu discordo. Colisão frontal (veiculos mãos opostas)… uma moto a 60 e um carro a 60 km/h… Somando as 2 velocidades temos um impacto equivalente a uma colisao de até 120km/h. Capacete vai ajudar, mas não fará milagres.

          • Castle_Bravo

            É que tudo depende, a possibilidade de uma colisão frontal onde o motociclista bata “contra uma parede” (que pode ser um carro, caminhão, ou ônibus) não é muito alta. Na grande maioria das vezes (falo até por experiência própria) o motociclista é arremessado pra longe, aí sim, os equipamentos de segurança (como falei, não apenas o capacete) fazem toda a diferença, evitando fraturas ou lesões pelo contato com o solo.

            • radiobrasil

              Essa semana mesmo na minha cidade houve uma colisão FRONTAL de 2 motos… uma 250 e outra 300cc. Bateram ha uns 60 -70 km/h. Resultado? A mulher da 250 morreu na hora, o rapaz da 300cc está em estado gravíssimo com traumatismo craniano. Ambos usavam capacetes!

              • Castle_Bravo

                Não tenho dados aqui, mas esse tipo de acidente é mais incomum ainda, colisão frontal de duas motos. E como falei, não é apenas o capacete que protege o motociclista, além de, assim como carros, existir diferentes tipos de capacetes com diferentes graus ou níveis de resistência.

  • Junoba

    Esse sucesso nunca vai se repetir no ramo de automóveis. Shineray vendendo mais que CG realmente impressiona !

  • arzanette

    flash back ja tive uma Mobilete Garelli e se achava ainda com motor dois tempos meu deus chegava sempre defumado . mas estava valendo kkkkk

    • Vanderley Almeida

      Me lembro bem do cheiro daquela fumaça! kkkkkkkkkkkkk

    • Castle_Bravo

      Quando criança muito andei numa Garelli! motorzinho dois tempos que a gente carregava no óleo pra fazer mais fumaça ainda! hehe

  • HigaKamikaze

    Povão do Nordeste adora!

    • Khusller

      Stand Up Comedy no NA…

      • Cássio Amaral

        Mas é a pura verdade. Isso é típico de lugar miserável em que muitos não tem condições de comprar uma motocicleta. Aqui em Fortaleza é infestado dessas pragas.

  • Marcelo Venssa

    Já tive uma Agrale XT 1990 que ganhei com 16 anos, andam tranquilamente a 60km/h e gastam uma miséria, são bem interessantes para cidade do interior, o medo é claro, é esse mar de gente sem habilitaçao invadindo as ruas.

  • V12 for life

    50% das vendas no ano em um mês? Ai tem coisa.

    • Matheus Conrado

      Tem sim,não entendo como é feito o ranking, se é de venda de fato ou emplacamentos,mas em novembro tornou Se obrigatório o emplacamento e pagamento de tributos no estado de Pernambuco, o Detran Pe fez um esquema especial pra conseguir emplacar todas no prazo estipulado,porém isso inclui motos novas e velhas,por isso o salto.pelo menos é minha tese…

  • Autofahrer!

    Infelizmente o futuro do Brasil é regredir. Logo estaremos como o Vietnam.

    • Fabio Marquez

      Tenho pavor de motocicletas, nada me faz trocar o conforto e a segurança do meu carro por isso. Minha cidade, que é pequena, a taxa de acidentes com vítimas envolvendo motocicletas se aproxima de 100% ao ano, quando se vê um adulto em idade produtiva andando com ajuda de muletas, não precisa nem perguntar.

      • radiobrasil

        O parachoque da moto é o corpo do motorista rss

    • Castle_Bravo

      Antes isso a estar nas mãos da máfia do transporte coletivo. Sair de um ônibus pra uma cinquentinha é uma evolução, não o contrário.

  • Fabio Marquez

    Mas a situação é a seguinte, o modelo não vendeu isso tudo em um mês, é que os modelos que já haviam sido vendidos tiveram de ser registrados junto ao RENAVAM e foram emplacados, antes as lojas vendiam as motos como se vendessem móveis, emitiam apenas a nota fiscal, os órgãos que regulamentam a vendas de veículos automotores nem ficavam sabendo da quantidade de veículos vendidos. E tem mais, desde que a lei passou a obrigar os proprietários a emplacarem os veículos e portar carteira de habilitação as vendas tem caído vortiginosamente.

    • Junoba

      Capaz de ser isso mesmo, por isso achei estranho. Veremos as cenas dos próximos capítulos. Mas esse mês foi bem diferente, a CG 150 caiu para quarto, enquanto a G 160 ficou em primeiro. Isso eu não imaginava. Pra uma moto que vendeu mais de 27 mil unidades no começo do ano, emplacar agora apenas 11 k… O mercado da voltas..

      • Matheus Conrado

        É a crise né,o público mais atingido está ness faixa de renda..

        • Alligator

          A CG 160 foi lançada em agosto desse ano, o que ocorreu que as vendas do modelo 150 foram divididas entre CG 160 e 150

      • Alligator

        No inicio do ano não existia a CG160 ela só foi lançada em agosto de 2015

    • Cássio Amaral

      E tomara que caia mais, pra ver se livra o trânsito dessas pragas.

  • Roberto Brugin

    Isso aqui vai ficar igual a Índia, com aquele monte de porcaria 50cc na rua.

    • radiobrasil

      Pior que vai… o povo que financiava carros não tem mais $$$… Então vai pra solução mais “economica”

  • Marcos Lopes
  • Marcos Lopes

    18/11/2015 20h08 – Atualizado em 18/11/2015 20h44

    Habilitação para cinquentinhas volta a ser exigida após queda de liminar

    TRF-5 derrubou decisão da Justiça Federal que suspendia a exigência.
    Resolução do Contran que cobra documentação vigora desde 2004.

    O Tribunal Regional Federal da 5ª Região derrubou a liminar que suspendia a obrigatoriedade de habilitação para condutores das ‘cinquentinhas’ em todo o território nacional. Com isso, a Resolução nº 168/04 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que exige a carteira de motorista para os condutores dos ciclomotores, entre outros documentos, volta a valer. O caso ainda vai ser julgado pela 5ª Vara Federal em Pernambuco, em data ainda não definida, informou nesta quinta (18) a Justiça Federal.

    O desembargador Carlos Wagner Dias Ferreira entendeu que “não parece razoável a interferência do Judiciário nestes critérios técnicos, que estabelece a maneira como se fornecerá a ACC pelos órgãos estaduais de trânsito, notadamente quando já se passaram mais de 10 (dez) anos desde a edição da Resolução 168 do CONTRAN”.

    Ferreira afirmou ainda, em sua decisão, que “somente com as restrições impostas pela regulamentação e consequente fiscalização, alcançar-se-á a tão sonhada redução das estatísticas de acidentes, o que reverterá em benefício da saúde e da integridade física dos próprios condutores dos ciclomotores”.

    Em outubro, a juíza Nilcéa Maggy, da 5ª Vara Federal em Pernambuco, havia proferido uma decisão preliminar em que condutores de veículos ciclomotores de até cinquenta cilindradas, as chamadas ‘cinquentinhas’, ficavam liberados da obrigação de ter a Condução de Ciclomotores (ACC) ou a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do tipo A.

  • Michel Soares Pintor

    Qual velocidade uma 50cc anda? Tenho uma BIZ 150cc e pra cidade, interior de SP, acho muito prática.

    • Marcos Lopes

      70 a 90 dependendo do peso do condutor e se o limitador foi retirado.

      • Erlandio Ramos

        A grande maioria tem o velocímetro e velocidade limitada a 50 km/h. Mesmo sem o limitador duvido muito alguma cinquentinha atingir 90 km/h.

    • Erlandio Ramos

      Cara só existem BIZ 100cc(carburador) e 125cc(injeção eletrônica), 150cc pelo q eu saiba não existe. As cinquentinhas tem a velocidade limitada em 50 km/h e o velocímetro também só marca até isso. A Biz 125cc q no caso deve ser o seu modelo (não 150cc), atinge 130 km/h o problema é q o nível de ruído é absurdo e quando se passa de 80 km/h se tem a impressão q o motor vai explodir.

      • Michel Soares Pintor

        BIZ 125cc… verdade. Confundi com a Titan 150cc que eu tinha.

  • Robinho

    aff, prevejo que aqui ser assim;

  • Pedro Cunha

    Algumas 50inhas, como as bull e as Shineray até apresentam alguma qualidade de material e de construção. Problema mesmo são as peças originais…caras, difíceis de achar e quando em css, demoram muito pra vir. Muitas dessas motinhas acabam rodando mesmo á base de gambiarra, com peças de hondas e yamahas. É um nicho que Yamaha e Honda estão relegando e vão perder mercado por conta disso.

  • gustavo

    Tem moto chinesa rachando quadro e o Luciano Huck bota fe que a moto e boa !!

  • Cássio Amaral

    Era um absurdo não precisarem de habilitação para conduzirem essas motocicletas, via pública não é de graça não. Aqui em Fortaleza o que não falta é vagabundo que conduz essas 50inhas sem placa, sem capacete e sem abafador. E a fiscalização é inexistente.

    E esses marginais não pagam um centavo de imposto, mas usam as vias públicas como quem paga.

  • Leandro Balmant

    Sobre essa liminar que faz com que precise de CNH pra andar nessa motoquinha aí, daqui a pouco até pra andar de bicicleta vai precisar de habilitação.

  • 0terceiro

    Boa noite, pessoal do NA

    Eu queria a opinião de vocês: uma moto dessas, para deslocamentos curtos (10Km ou menos), vale a pena?

    Tô considerando a possibilidade de andar em uma dessas.

    Não tenho (ainda) carteira de habilitação (mas se for necessário habilitação para andar numa dessas, vou tirar), não tenho carro, e tava pensando numa dessas apenas para o deslocamento casa-faculdade-casa (pro trabalho vou de busão mesmo).

    Não considero ir de bike pra faculdade porque, apesar de não ser absurdo de longe,
    tem muito morro pra subir e, no caminho com menos morros, são uns 5 Km na BR.

    O que vocês acham? É uma boa uma dessas?
    É melhor partir pra uma moto “comum”?
    Nem uma, nem outra, e partir para um carro usado mesmo?

    Tô só querendo uma opinião, galera.
    Não precisam “sair na porrada” nos comentários, hehe.

    • gustavo

      Investe em um carro usado, com o valor de uma 50cc nova mais uns trocados, vc compra um bom usado !! boa sorte !!

      • 0terceiro

        Um carro é uma boa, até porque posso levar a família nele, hehe.

        O problema é que carro pra faculdade não rola, fica ‘caro’, além de que é mais difícil pra achar onde estacionar.

        Mas posso ter o carro pra sair com a família, e ir pra faculdade de busão ;-)

        Valeu pela dica, Gustavo!

  • Alexandre

    Aqui no sul tenho visto muito estes modelos elétricos. Elas não tem placa nem nada. Pessoal só compra e sai andando. Quando muito coloca um capacete para não chamar a atenção. Minha visão é que tudo que anda na via comum de carros e motos precisa habilitação e licenciamento. Poder público demora muito mesmo para fazer o que tem que fazer.

  • Essas motos são um perigo no trânsito das grandes cidades, pessoas recém habilitadas com esses projetos de moto com freio ruim e motor sem capacidade de reação adequada.