Home Marcas Chevrolet Após Civic, um mês com o Cruze

chevrolet-cruze-opiniao-do-dono-1




Meu nome é Lenon Ferreira, tenho 21 anos e há um mês atrás postei minha opinião a respeito de um Honda Civic LXS 2008.
Citei que o carro estava já vendido e que seu sucessor possivelmente seria um Chevrolet Cruze LT manual. E hoje estou aqui para fazer minha avaliação do mesmo, o carro está a pouco conosco, mas a galera aqui do NA deu um feedback bem positivo e pediu a avaliação do Cruze, dizendo que estavam curiosos, com base nisso deixo aqui minhas análises sobre o carro. Como o carro ainda está com pouco mais de um mês, a avaliação vai ser do que eu pude notar até o momento e comparar levemente ao nosso antigo Civic.

Composta por uma família de três pessoas, estávamos em busca de um carro no padrão do Civic, no caso um carro médio, mas que poderia ser de outra categoria caso agradasse. Queríamos um carro no mesmo padrão de um médio, ou seja, itens de conforto, econômico, desempenho razoável, Sedan, seguro e espaçoso e de preferência 0 km e com câmbio manual.
Foram cogitados os seguintes candidatos: Fluence Dynamique, (novo) New Fiesta Titanium, Cruze LT, Jetta Comfortline, Civic LXS (modelo novo) e o Novo Cerato.

De cara foi eliminado o Jetta, pois o mesmo era muito pouco equipado e seu preço não condiz com sua realidade, seus melhores atributos estão em opcionais, que elevam o preço do mesmo e o faz um péssimo custo benefício se comparado com os demais. O próximo foi o Civic, o design do carro não agradou a ninguém da família, fora que o carro só conta com quato airbags e controles de tração e estabilidade no seu modelo “top”. Pode ser um bom carro, mas em preferência um carro com estes itens.

chevrolet-cruze-opiniao-do-dono-2

O Fluence era o melhor em termo de custo-benefício, bem equipado, seguro, particularmente acho muito elegante, apesar de não contar com controles de tração e estabilidade no modelo Dynamique, o carro oferecia bons pontos a seu favor, porém a concessionária mais próxima ficava distante da minha cidade (Cabo Frio). Que logo eliminou Peugeot 408 que também se mantém afastado da cidade.

Cogitamos o New Fiesta 2014, bonito, bem equipado na versão top, valor bem abaixo do nosso orçamento, porém pecava muito no quesito espaço, o carro realmente não encaixava na nossa necessidade, além do que a versão sedan só chegaria no 2º semestre. O Cerato com motor 1.6, valor de 71 mil reais pedidos na versão manual aqui na concessionária da cidade! Equipamento que não enchia os olhos, vendedores que nem sequer vieram atender-nos, tive que ir ler os atributos em um papelzinho colado no vidro do carro (concessionária vazia, apenas vendedores) perda de tempo…

Fomos a uma concessionária aqui perto de casa, no máximo 200 metros daqui, atendimento que até surpreendeu, nos mostrou uma unidade prata 2013 com câmbio automático, explicou os detalhes do carro e passou o valor de 66 mil numa versão manual. Porém nós temos um amigo que é dono de agência e consegue carros 0 km com preço um pouco mais baixo. Já ciente da compra que faríamos, encomendamos uma unidade Branca, LT, 2013, Manual sem opcionais que saiu no valor de 65 mil reais, o veículo chegou em dois dias!

chevrolet-cruze-opiniao-do-dono-3

Vamos ao ponto

O carro atendeu todas nossas necessidades, no momento com pouco mais de 1.300 km rodados, não demonstrou nenhum problema. Espaçoso e muito macio, a suspensão passa muito conforto, mas não deixa o carro bobo, os bancos são um pouco duros, mais do que a do Civic, não chega a incomodar. As rodas de aro 17 não passam irregularidades para a cabine, aliás, rodas que acho lindas, até mais do que a versão LTZ que é constituída por mais raios.

O câmbio tem engates macios e precisos de seis marchas à frente, ele tem um tamanho diferenciado, é bem pequeno, agrada na pegada do carro e da um ar esportivo, logo casa muito bem com o motor 1.8 de 144/140cv e 18,9/17,8 kgfm de torque, respectivamente álcool e gasolina. Apesar do peso total de 1.404 kg, o carro se mostra muito esperto com o câmbio manual, não estamos falando de um carro de corrida, mas um carro familiar.

O peso, que poderia diminuir e contribuir para economia de combustível, porém este não deixa a desejar, fez médias de 7,5 km/litro no álcool e 9,5 km/litro na gasolina dentro da cidade, números que acho muito bom visto o desempenho anterior do nosso Honda Civic AT, não foi aferido ainda em estrada, acredito que sejam números bem satisfatórios. (as medidas foram com base no computador de bordo, podendo ter variações inferiores).

Tecnologia, mimos e segurança estão presentes, nele se encontram: Direção elétrica progressiva, porta malas com 450 litros, ar condicionado digital e automático, piloto automático, volante multifuncional, Bluetooth, comandos de telefone por comandos de voz, quatro airbags, controle de tração e estabilidade, disco de freio nas 4 rodas com ABS, EBD, PBA, apoios de braço dianteiro com entrada USB e auxiliar, traseiro com porta copos, abertura do porta-malas pela chave, destravamento das portas, Follow me Home, volume inicial do rádio, idioma, e outros, configuráveis pelo sistema de configurações do carro localizado no painel central em uma telinha de LCD.

E entre outros muitos mimos presentes como pista alerta que pisca. Três vezes ao leve toque na seta de mudança de faixa, computador de bordo com várias funções, aviso de cinto desafivelado para motorista e passageiro com avisos sonoros, espelhos no para sol com iluminação, vidros one touch para subida e descida e etc.
Por fora colocamos apenas sensor de estacionamento traseiro, insulfilm e modulo de levantamento dos vidros ao fechar o carro, coisa de poderia vir de fábrica, porém nem tudo são flores.

chevrolet-cruze-opiniao-do-dono-4

Pontos negativos

Falta porta objetos espaçoso no carro, não há lugar para por uma carteira ou um objeto maior, apenas nas laterais das portas, o interior do descansa braço central mal cabe um celular, no Civic cabia um guarda chuvas e sobrava espaço! Falta sensor de chuva e crepuscular, só no LTZ, o sensor de chuva vem junto no LT quando equipado com o câmbio automático. Ao fechar o veículo, os vidros não subiam sozinhos, tivemos que pôr um módulo no mesmo no valor de 240 reais, que é original da Chevrolet e é só plugar abaixo do volante (safadeza)?

No geral recomendo o carro para quem busca um carro bom, espaçoso e com bom custo-benefício, aqui encerro o relato, pois está ficando muito grande e cansativo para os leitores, fique a vontade para fazer perguntas e deixar opiniões, críticas também são bem vindas.

Por Lenon Ferreira.



Se você não está vendo os comentários, desabilite extensões do tipo Adblock (que impedem a exibição dos comentários), ou adicione nosso site como exceção.