Home Marcas Chevrolet Após Civic, um mês com o Cruze

chevrolet cruze opiniao do dono 1 620x443 Após Civic, um mês com o Cruze




Meu nome é Lenon Ferreira, tenho 21 anos e há um mês atrás postei minha opinião a respeito de um Honda Civic LXS 2008.
Citei que o carro estava já vendido e que seu sucessor possivelmente seria um Chevrolet Cruze LT manual. E hoje estou aqui para fazer minha avaliação do mesmo, o carro está a pouco conosco, mas a galera aqui do NA deu um feedback bem positivo e pediu a avaliação do Cruze, dizendo que estavam curiosos, com base nisso deixo aqui minhas análises sobre o carro. Como o carro ainda está com pouco mais de um mês, a avaliação vai ser do que eu pude notar até o momento e comparar levemente ao nosso antigo Civic.

Composta por uma família de três pessoas, estávamos em busca de um carro no padrão do Civic, no caso um carro médio, mas que poderia ser de outra categoria caso agradasse. Queríamos um carro no mesmo padrão de um médio, ou seja, itens de conforto, econômico, desempenho razoável, Sedan, seguro e espaçoso e de preferência 0 km e com câmbio manual.
Foram cogitados os seguintes candidatos: Fluence Dynamique, (novo) New Fiesta Titanium, Cruze LT, Jetta Comfortline, Civic LXS (modelo novo) e o Novo Cerato.

De cara foi eliminado o Jetta, pois o mesmo era muito pouco equipado e seu preço não condiz com sua realidade, seus melhores atributos estão em opcionais, que elevam o preço do mesmo e o faz um péssimo custo benefício se comparado com os demais. O próximo foi o Civic, o design do carro não agradou a ninguém da família, fora que o carro só conta com quato airbags e controles de tração e estabilidade no seu modelo “top”. Pode ser um bom carro, mas em preferência um carro com estes itens.

chevrolet cruze opiniao do dono 2 620x404 Após Civic, um mês com o Cruze

O Fluence era o melhor em termo de custo-benefício, bem equipado, seguro, particularmente acho muito elegante, apesar de não contar com controles de tração e estabilidade no modelo Dynamique, o carro oferecia bons pontos a seu favor, porém a concessionária mais próxima ficava distante da minha cidade (Cabo Frio). Que logo eliminou Peugeot 408 que também se mantém afastado da cidade.

Cogitamos o New Fiesta 2014, bonito, bem equipado na versão top, valor bem abaixo do nosso orçamento, porém pecava muito no quesito espaço, o carro realmente não encaixava na nossa necessidade, além do que a versão sedan só chegaria no 2º semestre. O Cerato com motor 1.6, valor de 71 mil reais pedidos na versão manual aqui na concessionária da cidade! Equipamento que não enchia os olhos, vendedores que nem sequer vieram atender-nos, tive que ir ler os atributos em um papelzinho colado no vidro do carro (concessionária vazia, apenas vendedores) perda de tempo…

Fomos a uma concessionária aqui perto de casa, no máximo 200 metros daqui, atendimento que até surpreendeu, nos mostrou uma unidade prata 2013 com câmbio automático, explicou os detalhes do carro e passou o valor de 66 mil numa versão manual. Porém nós temos um amigo que é dono de agência e consegue carros 0 km com preço um pouco mais baixo. Já ciente da compra que faríamos, encomendamos uma unidade Branca, LT, 2013, Manual sem opcionais que saiu no valor de 65 mil reais, o veículo chegou em dois dias!

chevrolet cruze opiniao do dono 3 620x447 Após Civic, um mês com o Cruze

Vamos ao ponto

O carro atendeu todas nossas necessidades, no momento com pouco mais de 1.300 km rodados, não demonstrou nenhum problema. Espaçoso e muito macio, a suspensão passa muito conforto, mas não deixa o carro bobo, os bancos são um pouco duros, mais do que a do Civic, não chega a incomodar. As rodas de aro 17 não passam irregularidades para a cabine, aliás, rodas que acho lindas, até mais do que a versão LTZ que é constituída por mais raios.

O câmbio tem engates macios e precisos de seis marchas à frente, ele tem um tamanho diferenciado, é bem pequeno, agrada na pegada do carro e da um ar esportivo, logo casa muito bem com o motor 1.8 de 144/140cv e 18,9/17,8 kgfm de torque, respectivamente álcool e gasolina. Apesar do peso total de 1.404 kg, o carro se mostra muito esperto com o câmbio manual, não estamos falando de um carro de corrida, mas um carro familiar.

O peso, que poderia diminuir e contribuir para economia de combustível, porém este não deixa a desejar, fez médias de 7,5 km/litro no álcool e 9,5 km/litro na gasolina dentro da cidade, números que acho muito bom visto o desempenho anterior do nosso Honda Civic AT, não foi aferido ainda em estrada, acredito que sejam números bem satisfatórios. (as medidas foram com base no computador de bordo, podendo ter variações inferiores).

Tecnologia, mimos e segurança estão presentes, nele se encontram: Direção elétrica progressiva, porta malas com 450 litros, ar condicionado digital e automático, piloto automático, volante multifuncional, Bluetooth, comandos de telefone por comandos de voz, quatro airbags, controle de tração e estabilidade, disco de freio nas 4 rodas com ABS, EBD, PBA, apoios de braço dianteiro com entrada USB e auxiliar, traseiro com porta copos, abertura do porta-malas pela chave, destravamento das portas, Follow me Home, volume inicial do rádio, idioma, e outros, configuráveis pelo sistema de configurações do carro localizado no painel central em uma telinha de LCD.

E entre outros muitos mimos presentes como pista alerta que pisca. Três vezes ao leve toque na seta de mudança de faixa, computador de bordo com várias funções, aviso de cinto desafivelado para motorista e passageiro com avisos sonoros, espelhos no para sol com iluminação, vidros one touch para subida e descida e etc.
Por fora colocamos apenas sensor de estacionamento traseiro, insulfilm e modulo de levantamento dos vidros ao fechar o carro, coisa de poderia vir de fábrica, porém nem tudo são flores.

chevrolet cruze opiniao do dono 4 620x468 Após Civic, um mês com o Cruze

Pontos negativos

Falta porta objetos espaçoso no carro, não há lugar para por uma carteira ou um objeto maior, apenas nas laterais das portas, o interior do descansa braço central mal cabe um celular, no Civic cabia um guarda chuvas e sobrava espaço! Falta sensor de chuva e crepuscular, só no LTZ, o sensor de chuva vem junto no LT quando equipado com o câmbio automático. Ao fechar o veículo, os vidros não subiam sozinhos, tivemos que pôr um módulo no mesmo no valor de 240 reais, que é original da Chevrolet e é só plugar abaixo do volante (safadeza)?

No geral recomendo o carro para quem busca um carro bom, espaçoso e com bom custo-benefício, aqui encerro o relato, pois está ficando muito grande e cansativo para os leitores, fique a vontade para fazer perguntas e deixar opiniões, críticas também são bem vindas.

Por Lenon Ferreira.


  • ricpts

    Ficou cansativo pela falta de ponto final, frases longas…

    Sobre a análise, achei bem superficial, a crítica ao carro é somente a falta de porta-objetos?

    • PONCIO PILATOS

      após "corolla" ou após "civic"???
      o carro anterior não era um NEW CIVIC? num intindi…

      • dudupruvinelli

        Pois é, fiquei em dúvida também.

      • fep

        Não entendi nada !!!!!!!!!!!

    • fip_mengo

      Então tá dizendo que a análise não é verídica! Compre um carro e faça a sua '-'

      • Four Rings

        Não é questão de ser verídica, e sim que o dono só postou pontos positivos. Assim fica bem suspeito né?

        • LenonSlater

          Amigo, no final ha criticas sobre o carro, e soh estamos a 1 mes com ele, para mais criticas soh o tempo para mostrar!

        • fabritch

          Tem um site aí cujo me esqueci o nome que tem relatos de compras de todos os carros do mercado, é normal a maioria só ver qualidade no carro e poucos defeitos.

          • radiobrasilcombr

            Geralmente quando o carro não dá problemas, o proprietário vai tecer mais elogios do que críticas… Quando estava pesquisando sobre o Captiva, metade dos comentários de sites assim tinha muitas críticas, e poucas opiniões sensatas. Comprei o carro e estou satisfeitíssimo…

            • cebolafrita

              Tem toda razão, se você for pelos comentários de alguns você acaba comprando uma bicicleta. No próprio Bestcars tem lá centenas de comentários, a maioria desencontrados, estranhos e sem coerência.

          • TecoPadaratz

            Ow, alguns só veem defeitos nos carros que não gostam…….e aquela marca que o cara adora, é só elogios, mesmo muitas vezes sendo uma porcaria…..

          • AventadorMan

            carrosnaweb.com.br

        • granrs78

          O carro só tem um mês e baixos 1.300Km. Claro que só terá pontos positivos.

        • thales_sr

          Quando o cara analisou todas as opções, escolheu o Cruze como a melhor. Sendo assim, a menos que o carro dê algum pau muito sinistro, ao menos num primeiro momento tudo vão ser flores mesmo. Ainda bem que é assim, carro é tão caro, algum momento de felicidade o dono tem que ter… rs

      • Leandro1978

        Nossa, como vc chegou a esta conclusão? O cara apenas falou que achou a avaliação superficial, não que a análise não seria verídica. Há uma grande diferença aí…

        • fip_mengo

          Mas o carro só tem 1 mês de uso !

          • Leandro1978

            Então, e de onde vc tirou que o cara disse que a análise não seria verídica? Uma coisa é ser superficial, outra coisa é veracidade.

            • ricpts

              Também não entendi de onde ele tirou isso! E ainda ganhei um compre um carro e faça sua avaliação de brinde!

    • LenonSlater

      Tinha muito mais para falar, mas tava bem extenso ja ! A analise eh de apenas 1 mes, pouco tempo de convivencia, apenas para mostrar em breve o carro e mostrar por que decidimos… Tem mais criticas no final do relato.

      • Klelcion

        Porque da exigência do carro ser cambio manual, se o carro anterior de vocês era cambio automatico?

      • ricpts

        Muito mais coisas positivas ou negativas???

      • http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTBwR9DwkFsgvENI0ewT9-XJJGwdDe5KQeIMUqkLVu1rNk_WM3k joao petrucci

        Tem um taxista de aeroporto no forum do Cruze que está com o carro já nos 160 mil km (Cruze automático). O carro só teve problema de alternador recentemente, que a garantia cobriu! Defeito zero.

    • Otávio Martins

      Também achei confuso, não entendi nada!

    • Jogude

      Tive um cruze r7d e posso afirmar que a suspensão é dura e os bancos são um pau. A suspensão agrada, mas o carro rola em curvas… Apesar de ser um bom carro e com bons itens de série, esses fatores foram decisivos para a venda. O desempenho agrada e está acima de outros médios da categoria, apesar de as revistas automotivas não concordarem muito. O carro é economico na média do seguimento quando abastecido com gasolina, mas no álcool não tente fazer o mesmo. No modelo automático 30.000 km rodados o carro mantinha 6,5km/L na cidade e 8,9km/L na estrada, na gasolina ficava com 7,5 e 11,8 (podendo chegar a 13). Bons niveis para um médio flex. No geral no carro vale a pena. Fique de olho no consumo dos pneus traseiros e faça o rodizio e balanceamento/alinhamento de 10.000 em 10.000 km ou nao aguentará o ruído dos pneus no asfalto. Abs

    • RAFAEL GM

      1 mes , 1 mes , 1 mes …Quem sabe de carro quem gosta de carro , leu a quatro rodas? Cruze com 60 mil km eleito o melhor carro de desmonte ja FEITO PELA REVISTA. Cruze melhor Carro GLOBAL hoje feito pela GM , FATO.

  • RegueiraMD

    O modulo de subida de vidros não é produzido pela chevrolet, tem a rodo pra vender no ebay e muito mais barato, é só pesquisar antes de comprar. o que as CCS fazem é comprar no ebay e vender posteriormente, o que leva algumas pessoas a achar que é original (por ser vendido pela CCS)….
    E o carro não vem com esse item de fábrica por ser proibido em alguns países. (carro global, não faz sentido ficar fazendo alteração pra atender a mercados específicos, custo muito alto…)

    • Filipe_GTS

      Eu acho que deveria fazer parte da tropicalização, pois é muito comum instalar no "after" aqui no BR (meu Civic tem).
      Sabe nos informar, por gentileza, onde e porquê é proibido?

      • dudupruvinelli

        Aqui no Brasil eu sei que todos carros com vidro one-touch tem que ter anti-esmagamento instalado.

        • _Adriano__

          Acredito que qualquer um que tenha vidro eletrico one touch ou nao tem que ter o SUPER anti-esmagamento, afinal deve ser algo de outro mundo colocar isso no carro, ja que as montadoras nao colocam

        • rrr

          Exato no Brasil não é proibido ter o módulo, mas existe a resolução do Contran 762/92 que exige a função anti esmagamento em todos os vidros elétricos com fechamento automático "one touch", então as montadoras pra reduzir custos, simplesmente não instalam o módulo, ou somente disponibilizam a função one touch p/ descida.

      • radiobrasilcombr

        Ouvi falar que no mercado americano é proibido o vidro one touch em todos os vidros, liberado apenas para o motorista… vai saber…
        Bem, experiência propria com crianças no carro, o vidro sem one touch nunca me deu sustos… ja o one touch esmagou alguns dedinhos, pq nem sempre o antiesmagamento funciona tão rapido.

      • rpasini1

        Pelo que dizem nos EUA é proibido, e essa proibição pode ter algo a ver com 'trancou o carro, fechou os vidros, esqueceu criança dentro, criança morreu",

      • MMM

        Não sei exatamente se é proibido, mas nos Estados Unidos não se usa: vidros one touch, modulo de subida e dobradiças pantograficas no porta malas. Eu tinha um Acura TL e o carro era bem completo, mas não tinha nada disso. Até o porta malas usava aquele pescoço de ganso.

    • Ivan_Correia

      Esse módulo de subida dos vidros eu paguei 80 reais no mercado livre =)

      • Myph13

        Ai você manda um zé fazer a instalação, e perde a garantia de 3 anos do carro.
        Se der qualquer pane nesse carro, pode ter certeza que eles vão fuçar TUDO pra ver se você não fez alterações por conta própria, e se acharem, já era garantia.
        Compensa fazer isso num carro de 65mil? 80 reais contra 240 reais na Css? Infelizmente podem falar o que for " Por causa de pessoas como você que eles continuam vendendo caro". Mas você tem que por na balança antes de fazer uma cagada dessas….

        E antes que digam que eles tem que provar que o problema veio do módulo que você instalou por conta, vem o ditado "Até provar que focinho de porco não é tomada" você já se ferrou.

        • fysaad

          Cara,
          O módulo é plug and play, ligado na entrada OBDII do carro. É muito simples de instalar e não altera nada no carro. O fato de pagar 65 mil em um carro não significa que você tenha que pagar o triplo do valor de mercado em um acessório.

        • JCS_2000

          Concordo com você. Prefiro pagra os 240,00 e não ter dor de cabeça depois. Principalmente porque estamos no Brasil. O consumidor só tem o direito de pagar e ficar com boca fechada. Para resolver alguma coisa na justiça leva anos.

          • recgouveia

            Acho q vcs nao entenderam o conceito de plug & play, mesmo q apareca algo é só vc tirar… Fica embaixo do controle de lanterna e farol, super acessivel e facil de instalar, alem disso, é mto barato no eBay…
            Ja fiz varias revisoes e nada foi falado, alem disso, como q eles iriam controlar q nao foi plugado pela CSS?

            • Ivan_Correia

              Exatamente Fysaad e Recgouveia. Os caras tão falando ae mas nem sabem =P
              O módulo é plug & play, não precisa mexer em nada na parte elétrica do carro

    • cefasfer

      O problema de nao instalar o modulo do vidro na CSS eh q se perde a garantia do carro novo neh. Acho q vale a pena sim gastar um pouco extra e ficar tranquilo com a garantia. Se vc instalar em outro lugar e por acaso acontecer algum problema na parte eletrica, a CSS nao vai querer cobrir pq alguem "nao autorizado" mexeu ali. Se o carro jah estiver fora da garantia ai sim vale a pena. Acho q li aqui mesmo no NA um caso de alguem q teve problemas nos vidros eletricos, a CSS culpou o problema pela ma instalacao do vidro fume, e nao queriam trocar. Por sorte ele tinha instalada o fume na propria CSS… hahaha Entao tiveram consertar….

  • apneto

    É um bom carro, bem recheado já nos modelos de entrada, boa compra…

  • Thiago Tozzi

    O titulo acredito que esteja errado, não seria "Apos Civic, um mes com o cruze"

  • Matheus Oliveira

    Tenho um Cluze LT Automatico+Couro e descordo em um ponto.
    A suspenção do carro não é macia como você disse, acho bem dura, principalmente da parte traseira ( Muitas vezes chega ao final do curso, dando uma batida seca).
    O que não gostei no manual é a parte onde fica o airbag do passageiro, ela é de tecido…foge um pouco da continuidade do material do painel, e o volante sem o acabamento cinza achei feio também. Sugiro comprar um aplique no ebay…
    http://www.ebay.com/itm/Silver-Chrome-Steering-Wh

    • LenonSlater

      Em relação ao meu antigo civic, é SUPER macia ! o Civic tem a suspensão absurdamente dura, voltada pro lado esportivo!

    • Vadauco

      A suspensão do Cruze, de fato, é uma das mais duras do segmento. Foi um dos motivos que me levou a não comprar um. =/

      • Jogude

        Foi um dos motivos que me levou a vender o meu.

      • Ivan_Correia

        Depende do gosto. Antes do Cruze, tive um Astra sedan e a suspensão era SUPER molenga. Prefiro muito mais a suspensão dura do Cruze, que me passa mais estabilidade e segurança

        • Rafa_el

          Tbm prefiro suspensão firme. Na hora da buraqueira desagrada um pouco, mas nas boas ruas e estradas faz diferença e passa confiança.

          Não conheço muitos carros para opinar, apenas os da Honda. Ainda quero dar uma dirigida no Focus e no Cruze em versões hatch.

    • velhomisantropo

      Sei sei. "descordo" também.

      • Matheus Carvalho

        Olha cara, sinceramente você deve ser um ótimo escritor, para não admitir erros no meu comentário.
        Pra que querer corrigir? sei que errei, não precisa menosprezar…

        Pô, respeita cara…ninguem é perfeito e sinceras desculpas se minha palavra escrita errada machucou tanto seu olho, que você teve que fazer um comentário que não agrega absolutamente nada, nem no site, nem na vida de ninguém.

        Fica a dica…

  • Juliano P. Santos

    O cruze é realmente um excelente carro! Sou suspeito pra falar pois tenho um, mas pesquisei muito antes de comprar e o que me fez decidir por ele foi os itens de segurança, encontrados apenas em carros bem mais caros!

    • Ivan_Correia

      Juliano esse também foi um quesito muito importante na compra do meu Cruze. Antes de conhecer o Cruze eu fui fazer test drive no Civic e Corolla e ambos não me agradaram. O Cruze oferecia mais equipamentos de segurança e conforto por menor preço.

      • Juliano P. Santos

        E a gente só passa a dar valor nesses itens de segurança qd realmente precisam-se deles!
        O ABS e o ESP já me livraram 2x de acidentes. O ABS com PBA, citado no texto, faz uma diferença enorme em situações de perigo real. É incrível!
        E acho que o Cruze é o único que tem, sinceramente não me recordo mais quando comparei com os outros carros do mesmo segmento.

        • murilo

          fluence tem ESP e 6 airbags na versão por 70k..

          • fysaad

            O Fluence Privilege(versão que possui ESP) parte de 74.430,00.

          • http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTBwR9DwkFsgvENI0ewT9-XJJGwdDe5KQeIMUqkLVu1rNk_WM3k joao petrucci

            Não, senhor: O Fluence não tem ESP nas versões mais baratas.

            • FernandoVW

              Não tem não. Só o Privilège. O Dynamique vem SEM ESP.

        • _Adriano__

          Se vc só deu valor por quase ter tido o acidente, imagine eu que capotei um carro rsss, segurança é tudo prezo muito isso hj.

          • Juliano P. Santos

            Mas não foi agora que dei valor não Adriano, também capotei e se tivesse pelo menos ABS na época ( era um vectra gls 97 ) eu não teria dado PT :(

            • DiogoCST

              melhor que ABS e Air Bag ESP é dirigir civilizadamente. Esse é o principal item de segurança que falta nos Pilot… quer dizer motoristas brasileiros.

              • Juliano P. Santos

                Diogo, concordo plenamente que dirigir com prudência é dever e obrigação de todos e que reduz drásticamente os riscos de um acidente. Porém riscos ainda existem ( animais ou objetos na pista, alagamentos e lama, e etc ) e os itens de segurança fazem total diferença na hora de desviar ou parar para evitar o acidente. Não se pode julgar os acidentes apenas por imprudência, embora a granda maioria seja, e que no meu acidente não foi. O ABS teria me salvado com certeza. Portanto prudencia + abs + airbag + esp = Salvar vidas e famílias.

    • Duda1565

      Pena não vir com AB de cortina na LT. Trocaria pelo ESP.
      Como tem sido o Pós-Vendas?
      Tenho pensando no Cruze (no Hatch), mas tenho muito medo de sair da Toyota, da qual o Pós-vendas (revisões, durabilidade das peças) é sem comentários…

      • Juliano P. Santos

        Oi Duda, é uma pena mesmo, mas acho que não trocaria pelo ESP não! Ele faz muito bonito em situação de emergência.
        Sobre o pós-venda ele está sendo bom. Sempre que necessitei fui muito bem atendido na CSS aqui da minha cidade ( Automec ), precisei de um serviço de funilaria( pintura no parachoque dianteiro ( raspei na parede, a frente é grande!) e martelinho de ouro no paralama traseiro(alguem deu ré, amassou e foi embora)) e o serviço prestado foi excelente. Essa semana me ligaram marcando a revisão dos 20 mil km e ofereceram cupons de desconto progressivos para as revisões. Na primeira revisão não teve "empurra-empurra" de serviços e cobraram o valor tabelado ( mais alinhamento e balanceamento ). Já usei o serviço em garantia e recall branco das pastilhas de freio( adesivos) e foi 100% tb. Enfim estou bem satisfeito. Tinha um Polo Sedan antes do Cruze e aqui na minha cidade o atendimento era mto bom tb.

      • http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTBwR9DwkFsgvENI0ewT9-XJJGwdDe5KQeIMUqkLVu1rNk_WM3k joao petrucci

        Duda, a concessionária Honda me dá saudade… uso 03 chevrolets e todas são uma m…….

  • dudupruvinelli

    1.Caso tivesse uma css perto de onde você mora e se o 408 THP viesse com câmbio manual, você compraria?
    2. Bom saber que as css da kia estão vazias.
    3. Achei uma bola fora de chevrolet não trazer o motor 1.4T e extinguir a versão LTZ com câmbio manual.

    • LenonSlater

      Olha amigo, quanto ao preconceito com carros franceses, isso n acontece aqui em casa, se coubesse no orcamento e se tivesse o modelo THP com cambio manual, creio q a compra seria possivel.
      O atendimento da Kia aqui da cidade eh pessima, tbm acho mancada da chevrolet esses vacilos.

      • Rodrigo

        Qual cidade é? PQ o daqui tb é horrível … será que é da mesma???

      • JJJJunioRRRR

        A GM não produziu o Cruze com motor turbo, porque foi feita pesquisa de mercado e os manés que foram entrevistados eram preconceituosos com carros TURBO! Nessas pesquisas eles preferem pessoas que não tenham nada 'a ver com o meio automotivo, então já viu né?

    • Filipe_GTS

      Diz a GM que realizou "clínicas" e não teve saldo positivo com o motor 1,4 justamente por conta da cilindrada. Triste isso, poderiamos ter um carro bem melhor. Eles deveriam, quem sabe, ofecerer o Turbo como opcional na versão LTZ, pro consumidor mais apurado e que porventura não faça questão do flex! Mas sabe como é, os lucros seriam ínfimos ante os custos pra vender assim…

      • LenonSlater

        Talvez com nosso combustivel, o motor n seja tao eficiente !

        • Filipe_GTS

          Bem lembrado! Certamente isso deve ter sido levado em consideração.

          • dudupruvinelli

            E a peugeot com o 308, 408, 508, 3008, futuro C4, ds3, ds4, ds5, bmw's, audis e afins com motores turbo que são vendidos no Brasil? Acho que essa não é uma desculpa.

          • TecoPadaratz

            De repente pelo caso de não ser flex, tenham desistido.

            Só por causa da gasolina, acho que não é não. O Tjet sobrevive a nossa gasolina, só não posso dizer o mesmo quanto às vendas, e isso sim pode ter pesado contra…….

      • O_Corsario

        E fico me perguntando, será que o Golf terá mesmo só o 1,4 turbo com várias calibrações? Passo arriscado!

        • Filipe_GTS

          Será que a VW vai ter a audácia de lançar o "all-new" Golf com o motor 2,0L 116/120cv flex?
          Nos EUA tem Jetta S com 2,0L 115hp mas Golf (ainda VI) e Fusca partem do 5-c 2,5L de 170hp.
          Será que vão lançar 1,4T e 2,0T (GTi) importados? Ou só 2,0T? Ou, por ora, manter o geração 4,5 e trazer 2,0 GTI importado? Ou, quem sabe, já de cara 1,4T flex?
          No aguardo.. hehe.

          • O_Corsario

            Faz tempo que não vejo tanto rumor e tanta dúvida sobre um carro! O Golf VII pode ser um tremendo sucesso, um divisor de águas na VWB, ou mais um fiasco, lançamento com gosto de velharia. Vamos ver, ando com o pé muito atrás, a diretoria atual, a meu ver, não anda fazendo um bom trabalho no Brasil, veja que até ficou atrás da GM. Isso para não falar na imagem da VW, que já foi ligada à tecnologia e inovação ,e hoje é ligada à carros sem graça mas sem sustos.

            • dudupruvinelli

              Segundo a quatro rodas desse mês, virá com o 1.4 TSI de 140 cv.

      • mho

        Simples, a pecinha chamada de "turbo" encarece a manutenção e o seguro.

    • rogerrosato

      Sim, a ditadura dos AT está começando a irritar. Muitas vezes o carro, de cara, já é carta fora do baralho por conta disso, para mim, a exemplo do 408 THP, do Fusion e do Civic 2.0.

      • Marciomaster

        Somos 02 roger

        • mho

          Somos três, atualmente tenho um automático e é realmente cômodo de dirigi-lo mas sinto falta daquele toque pessoal na condução.

  • thgramos

    Após Civic, não Corolla.

  • CharlesAle

    Preço bom,bem equipado já na versão básica,demostra qualidade na montagem e suavidade ao rodar,só a questão do alto ruido interno do motor,que parece que ainda continua!!

    • LenonSlater

      A 100km/h em sexta marcha, o carro marca 2300 rpm, ate entao n comoda, creio q a partir de 110, 120km/h invada um pouco sim a cabine!

      • Cruzado

        Amigo, nesta velocidade o rpm é esse, e sobe pouco quando chegamos em 120KM/H. O som que invade a cabine e é gostoso quando se está acelerando se dá a partir de 3500 rpm…

        Para chegar neste nível, tem de se estar andando a 150 mais ou menos… Falo por ser um feliz proprietário de um LTZ hatch…

        Carro muito bom!

  • LenonSlater

    Eh Civic galera, NA concertaram em breve creio !

    • PauloPGomes

      Concertarâo*

      • GabrielCGPB

        Consertarão **

  • Lucas Guimarães

    Melhor opção , sem dúvidas !

  • Ronaldo

    Um belo carro, mas apresenta um consumo de combustível um pouco elevado com câmbio automático.

  • Filipe_GTS

    Tenho curiosidade em conhecer "O Mesmo". O estado de SP, que se diz um dos mais desenvolvidos do BR, tem até lei local que manda citar "O Mesmo" nas portas de elevadores.
    Quanto ao carro, é lamentável que ainda vendam sem a tal "interface" de subida de vidros, pois as fábricas já devem saber muito bem que os brasileiros fazem questão desse item.
    Por questões de gosto pessoal, eu sou mais o Civic, também 1,8L e com 6 marchas, mas penso ser equivalente ao Cruze e ao Corolla, sendo meramente pessoal optar por eles.

    • Cruzado

      Já eu, prefiro comprar um modulo de cem reais, do que comprar um carro neste preço sem controle de estabilidade, e no caso do Vovôrola, sem controle de tração também!

    • riccorreasp

      Sobre o que você está falando?

      Não entendi coisa alguma, Filipe.

      • André Leite

        Somos 2 que nao entendemos! Kkkkk

    • Guilherme

      Alguém esqueceu de lhe avisar:

      O Estado de São Paulo nunca precisou dizer-se um dos mais desenvolvidos. Pela simples e boa razão de que ele É O MAIS desenvolvido.

    • EduP

      Não entendi. Mas SP é MESMO o estado mais desenvolvido do Brasil.

  • Ivan_Correia

    Eu como dono de um Cruze LTZ não tenho oque reclamar. Tenho médias de 9km/l na cidade e 14 na estrada, sempre com gasolina pois não sou fã do etanol. Carro confortável, bonito, muito seguro. Para mim é o melhor custo-benefício.

  • godelemos

    Gosto muito de comparar carros com propostas diferentes. Neste caso, comparado ao 208 ou New Fiesta titanium, ele fica devendo demais. 15 mil de diferença por um carro um pouco maior e com bem menos atrativos… eu iria de NF; Anda praticamente junto, gasta menos, 3 bags a mais, hill holder, isofix, couro, cambio…

    • O_Corsario

      E muito espaço a menos. No caso dele isso era determinante.

    • LenonSlater

      E ae amigo blz ? Sobre os quesitos q vc mencionou, o NF eh realmente um otimo carro, mas os testes provaram q a nova geracao mesmo com motor recalibrado para 130cv se mostrou bem preguicoso, fazendo o 0-100 na faixa dos 13 segundos ! Um carro menor com motor tbm menor, realmente faz uma diferenca no consumo, porem nosso objetivo era um carro espacoso, coisa q o NF de longe n eh mas vlw o feeback.

      • thales_sr

        13 segundos no 0-100 do Fiesta 1.6 com 130 cv? Se ele estiver com 5 pessoas, talvez… http://quatrorodas.abril.com.br/imagens/reportage

        Aqueles números da Ford estavam muito pessimistas.

      • marciors01

        Estás mal informado, aqueles números absurdos foram divulgados pela ford, em todos os testes ele fez entre 10.4s e 10.5s na versão powershift, como era o esperado.

      • Rafa_el

        Pois é, mesmo para mim que tenho esposa sem filhos o NF sedan não é opção em virtude do espaço.

        Eu acho ele bem bonito, mas mesmo comparado com o City, por exemplo, ele é apertado atrás em virtude de seu estilo mais arrojado.

        Sinceramente, não faço ideia do que escolho. Um desses crossovers como o EcoSport (o sonho da minha esposa pois gosta de carro alto e blá, blá, blá, mas não fas meu estilo) um Fit ou um sedan pequeno como o City.

  • Magela

    Voce deixou de comprar um Fluence com câmbio CVT, 6 airbags, sensores crepuscular, ré e de chuva por praticamente o mesmo preço do Cruze que não tem vidro que sobe automaticamente? Qual a distancia até a concessionária Renault? Este argumento da distância é falho, afinal a revisão é feita a cada 10.000 km!

    • andre_dss

      Você já viu a diferença da motnagem de um Fluence para o Cruze?
      Pode parecer uma boa compra mas a montagem do Fluence é porca, o do meu cunhado parece que ta desmontando….

      • marciors01

        Somente o do teu cunhado, conheço alguns que estão absolutamente perfeitos, um deles é de um representante de tindas que está com mais de 100.000km, este teu cunhado deve ser um destruidor de carros.

        • http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTBwR9DwkFsgvENI0ewT9-XJJGwdDe5KQeIMUqkLVu1rNk_WM3k joao petrucci

          Conhece vários Fluences? Engraçado: Defensores da marca sempre têm primos, amigos, vizinhos e co-gêneros que têm algum carro quando o interesse é defender uma marca ou difamar outra.

          Enfim: A Renault refez soldas de vários Fluences, conforme vemos em RELATOS DE PROPRIETÁRIOS NOS FORUNS de internet.

          A fábrica argentina da Renault é a mesma que produzia os modelos 19 na década de 80 e 90, sem evolução alguma – as soldas são mal feitas e, em alguns casos, houve necessidade de refazê-las nos tetos, o que compromete a estrutura e integridade do automóvel.

          O Cruze é diferente: Tem chaparia, peças mecânicas, transmissões, chassis e plataformas vindos do exterior, já que é o mercado americano que abastece as peças brasileiras por conta do Drawback verde amarelo (A GM exporta peças nacionais para o mundo todo por questões de custo, então tem benefícios para importar alguns produtos para o Brasil com exclusão de impostos).

          Cruze está muito à frente do Fluence em termos de durabilidade, conforme o teste dos 60 mil km da 4rodas, onde após desmontado, onde o americano provou-se ser melhor até que importados 100% (como o i30) e nacionais de grande apelo (estava mais íntegro que Civic e Corolla quando desmontados).

      • magela

        Tenho um fluence e sei exatamente como é o acabamento.

        • Renato_Dantas

          Magela estou indo para Cincinnati nos EUA vou ficar por dois anos e estou na dúvida se compro um Fluence ou um 408, já que tens um fluence qual dos dois escolho?.

    • LenonSlater

      Novamento volto a repetir, a escolha pelo carro é o câmbio manual ! A distância fica em quase 90km. (a revisão é feita a cada 5km)

    • thales_sr

      Tem gente que não pode se dar ao luxo de ficar parando pra dar tanta atenção pra carro. Ter manutenção fácil é um requisito meu ao comprar carro também.

    • Jogude

      Também acho cruze superior ao fluence (pessoal).

    • renanufpr09

      o Fluence também não possui módulo de acionamento automático dos vídros de série…

    • renanufpr09

      O Fluence também não tem o módulo de acionamento automático dos vídros de série…

      • magela

        Tem sim, tenho um fluence e ate o teto solar fecha ao se acionar o comando.

    • marciors01

      Mas o cruze tem esp e seis airbags, depende de quais equipamentos a pessoa prioriza.

    • Luciano

      Eu também iria de Fluence com CVT. Mais equipado (inclusive no quesito segurança, pois tem 6 airbags), mais espaçoso (até o porta-malas é maior), mais confortável (a suspensão é bem melhor que a do Cruze, que é dura) e mais silencioso. Tenho um Cobalt 1.8 LTZ automático e o meu próximo carro será um Fluence automatico. Quando comprei esse Cobalt fiz o test-drive no Cruze e percebi que a suspensão é muito dura. Tive, também, a impressão de que o espaço na parte do banco traseiro do Cruze é um pouco menor que no Cobalt.

      • http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTBwR9DwkFsgvENI0ewT9-XJJGwdDe5KQeIMUqkLVu1rNk_WM3k joao petrucci

        Exatamente: O Cruze tem suspensão dura e o espaço do Cobalt é infinitamente maior atrás. Porém, o Cruze é melhor do que Fluence em curvas e muito mais largo que o Cobalt.

      • FernandoVW

        Me decepcionei com o porta-malas do Fluence quando fui olhar na loja. O "pescoço de garça" (braço da tampa) mata muito do espaçoso porta-malas, que engana muito quando aberto…

    • Pedro

      O Fluence e o Cruze sao carros totalmente diferentes!! Essa suspensão dura do cruze que todos estao falando pode ate deixar o carro menos macio, mas com certeza proporciona uma estabilidade diferente dos concorrentes, e mantem o carro no chao em curvas mesmo em velocidades mais elevadas!! Ja o fluence, como a maioria dos carros franceses é mole como um pudim, nao tem o minimo de estabilidade, mas em velocidades de cruzeiro e em linha reta, sem duvida é muito confortavel, me parece um carro adequado para idosos e pessoas mais velhas!!

  • http://www.noticiasautomotivas.com.br SamukaGT

    Tenho um conhecido que tem um desses, só que automático. Ele reclama muito do consumo, anda no solzão de 2 horas da tarde com os vidros abertos kkkkkk
    Ele como o cara da avaliação saiu de um Civic também, faltava apenas 2 anos para terminar de pagar o carro e resolveu 'dar' o carro para a CSS com a desculpa de que o carro dele já estava defasado. Resultado? Mais 60 parcelas para pagar, mais o importante mesmo e pagar de carro atual né!

    • http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTBwR9DwkFsgvENI0ewT9-XJJGwdDe5KQeIMUqkLVu1rNk_WM3k joao petrucci

      O meu Cruze automático é excelente em testes de consumo. Não só o meu: 99% dos donos elogiam o bom consumo dele no Clube do Cruze. Cadastrem-se e vejam… se tiverem preguiça, procurem no youtube…

  • Leandro1978

    Boa escolha. Gosto do Cruze. Em relação ao espaço interno, você não acha que o painel "cockpit" rouba espaço para as pernas (quando o testei, minha perna ficou batendo na lateral do painel, e sou baixo, meço apelas 1,73m)? E o farol monoparabola, tem boa iluminação? Em relação aos vidros um toque, certa vez li em uma Quatro Rodas (não lembro a edição, mas já faz alguns anos) que basta alterar a programação, e isso vale para a maioria dos casos (que me pareceu ser o do Cruze). E olha que te cobraram pouco, pois uma concessionária da Honda me cobrou R$ 700 para o Fit fazer o mesmo em todos os vidros (prontamente negado por mim)…É uma "bela" sacanagem feita por eles.

    • LenonSlater

      Obrigado pela opiniao amigo. O maior daminha familia mede 1.70 ! Logo ngm se incomodou ate o momento, o farol auxiliado ao farol de milha com regulagem eletrica se mostrou eficiente, mas poderia ser melhor ! Vc quis dizer sobre o modulo do vidro ou sobre os vidros com acionamento 1 toque ? Caso seja sobre o modulo de levantamento, realmente eh uma bela sacanagem.

      • Leandro1978

        Me parece que era sobre ambos, bastaria alterar a programação. Infelizmente não lembro o número da revista em que esta matéria saiu. Mas me parece que alguém com um pouco mais de conhecimento sobre isso, poderia alterar sem perda de garantia, nada, e melhor, sem ter que pagar o absurdo que cobram.

      • thales_sr

        Farol de milha? Instalou no teto ou no para-choque? O carro vem com os faróis normais e os de neblina, farol de milha só vejo em carro de rally…

    • O_Corsario

      O negócio dos vidros fecharem sozinhos, creio que é por medida de segurança e para evitar processos, do tipo "o vidro não fechou e molhou o carro", ou coisa assim, ou seja: é sua obrigação fechar os vidros. Na VW tem que ficar apertando o botão até abrir ou até fechar.

      • Leandro1978

        Bem, não sei, no Civic (novo), p.e., basta apertar o botão que aciona o alarme alguns segundos a mais e os vidros sobem automaticamente. Também, na hora de destravar as portas, se acionar o botão rapidamente, abre apenas a porta do motorista, para abrir as demais, tem que ficar alguns segundos a mais. O mesmo ocorre no 500.

        • riccorreasp

          Essa questão das portas é por segurança, Leandro. Evitar que alguém "entre no carro com você".

          • Leandro1978

            Sim, neste ponto, acho importante e mais seguro.

        • http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTBwR9DwkFsgvENI0ewT9-XJJGwdDe5KQeIMUqkLVu1rNk_WM3k joao petrucci

          O Focus abaixa e sobe os vidros ao segurar o botão na chave. No civic que eu tinha, eu mandei pôr os módulos de subida. No Cruze, eu ainda não coloquei – é plugar e funcionar, abaixo do porta trecos do painel, à esquerda.

      • fysaad

        Ouvi dizer que a proibição ocorreu para que fosse evitado esquecer pessoas trancadas dentro do carro com os vidros fechados.

    • fysaad

      Leandro,
      O módulo do Cruze é uma peça plug and play muito pequena que é inserida na entrada OBDII do carro e você mesmo instala. Creio que seria muito fácil oferecerem o carro de fábrica com uma programação que faça com que o vidro suba ao trancar o carro mas, deixando como está, a concessionária consegue lucrar muito oferecendo o item como "original da GM" e cobrando preços absurdos por um acessório tão simples, como no caso do próprio autor do texto, que pagou 240 reais no acessório, sendo que este pode ser encontrado por 80 reais no mercado livre.

    • Chris

      Cara, tenho 1,90m e me ajusto com facilidade. Pernas e joelhos ficam folgados e sobra espaço pra quem vai atrás de mim não encostar o joelho no banco. Acho que é questão de regulagem. Isso que eu dirigo com o braço esticado (longe do volante)

  • vitimsl

    Essa seria a minha escolha no segmento. Acho o Cruze muito bom, principalmente por oferecer bons itens de segurança de série, além de possuir um belo interior. Mas poderia ser melhor, começando pela oferta de um motor mais potente. Não que o ecotec seja ruim, mas o Cruze, devido a seu peso, carece de mais força. O 1.4 turbo seria o ideal.

    • Jogude

      Na verdade o novo 1.6 turbo da GM seria o ideal!

  • O_Corsario

    O começo foi ótimo, bem objetivo nos critérios, e sim, o maior pecado do NF é mesmo ser pequeno demais. Não ter concessionária na cidade (ou ter apenas uma em cidades maiores) é complicado. E também me recuso a pedir para comprar um carro, na Kia passei o mesmo.
    De resto, o Cruze parece ser um produto bem competitivo e que encontrou seu espaço no mercado.
    Sò acho que falta uma central multimídia de série. Se todos os irmãos menores tem, pq ele não? Seria mais um diferencial muito valorizado hoje.
    Realmente seria difícil dar problema com esta quilometragem! rs
    Muito legal o relato, se não for bancar o folgado gostaria de ler outro daqui a uns 20.000km ou um ano, quando pequenos detalhes aparecem, tanto para o bem como para o mal.

    • riccorreasp

      O Cruze ainda está na linha 2013.

      Talvez na linha 2014 ele venha com o My Link. O Cobalt a partir de agora virá.

    • Juliano P. Santos

      Posso te adiantar, o meu está com 19,500.
      O que apareceram foram alguns rangidos dentro da cabine, e barulhos na suspensão. Sobre os barulhos da suspensão levei na CSS e resolveram em garantia.
      Ficou 0km de novo.
      Quanto aos rangidos dentro da cabine ainda não resolvi, mas nada que incomode muito tb. Do resto tá ótimo. Ah! Tive que trocar as palhetas do limpador.
      Só tenho usado Gasolina, pq alcool aqui não está compensando e no alcool ele bebe bem. Na gasolina é muito bom! em 100km/h no piloto automatico ( sozinho no carro com ar ligado ) consigo médias de 15km/l. No alcool mesmo trajeto faz 10km/l.
      Que eu me lembre é só isso.

      • O_Corsario

        Interessante, inclusive o consumo, também testo assim. Obrigado!

      • fysaad

        Juliano,
        O meu estava com barulhos na cabine e eram provenientes das pontas do assento traseiro que não estavam bem fixadas. Levei na concessionária e resolveram ajustando o assento. Dá uma conferida no seu pra ver se pode ser isso.

        • Juliano P. Santos

          Hum bem lembrado! Eu vi que os meus parecem estar soltos tb! Vou mandar verificar na revisão agendada para a semana q vem! Obrigado! Abs!

    • LenonSlater

      Se o NA abrir o espaço, faço muito gosto de postar, vlw

    • Nen

      Já deve vir no modelo 2014, pois na argentina já tem o mylink o cruze.

  • LUAN

    Um otimo sedan medio, mais prefiro os carros da concorrência como Corolla ou Civic melhor custo beneficio e nao desvaloriza tanto qto os carros da GM.
    Estou super ansioso para conheçer o novo corolla.

    • http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTBwR9DwkFsgvENI0ewT9-XJJGwdDe5KQeIMUqkLVu1rNk_WM3k joao petrucci

      O Cruze e Jetta, segundo pesquisa da Molicar, foram os sedãs médios com menor desvalorização (8% Jetta e 9,1% Cruze, contra 12% do Civic).

      Vamos ver se você não falou algo do qual você não sabe – e sem pesquisar?

      Mês de referência: Junho de 2013
      Código FIPE: 004380-0
      Marca: GM – Chevrolet
      Modelo: CRUZE LT 1.8 16V FlexPower 4p Aut.
      Ano Modelo: 2012 Gasolina
      Preço médio: R$ 59.626,00

      Data da consulta: quinta-feira, 13 de junho de 2013 8:01

      Mês de referência: Junho de 2013
      Código FIPE: 014049-0
      Marca: Honda
      Modelo: Civic Sedan LXS 1.8/1.8 Flex 16V Aut. 4p
      Ano Modelo: 2012 Gasolina
      Preço médio: R$ 57.565,00

      Mês de referência: Fevereiro de 2012
      Código FIPE: 004380-0
      Marca: GM – Chevrolet
      Modelo: CRUZE LT 1.8 16V FlexPower 4p Aut.
      Ano Modelo: 2012 Gasolina
      Preço médio: R$ 61.210,00

      Data da consulta: quinta-feira, 13 de junho de 2013 8:04

      Mês de referência: Fevereiro de 2012
      Código FIPE: 014049-0
      Marca: Honda
      Modelo: Civic Sedan LXS 1.8/1.8 Flex 16V Aut. 4p
      Ano Modelo: 2012 Gasolina
      Preço médio: R$ 65.442,00

      Data da consulta: quinta-feira, 13 de junho de 2013 8:05

  • Henrique

    Eu achei esse carro manco!

  • Andrex2501

    Com pelo menos um só mês de uso, este me pareceu um bom carro, alias, ele é uma das melhores opções do segmento! Vamos aguardar o tempo passar mais, assim fazer essas mesma avaliação de 1 semestre e posteriormente um ano!

  • BSB

    Nao concordo com o comentario do autor em relação à suspensao. Tb tenho um Cruze e ela é bemmmm dura.
    E nao existe modulo de subida dos vidros original, eh tudo xing-ling. No ebay custa uns 40 reais.

  • Freaky_Boss

    Pessoal

    Bom relato. Relato espontâneo. O cara não é jornalista. Relaxem.

    O cruze é um bom carro, sem dúvida.

    Apesar de eu -como 90% das pessoas- também achar o corolla ou o civic "mais carro"(na mecânica pelo menos) , a questão da segurança hoje em dia pega, e pega muito! E nisso o cruze é bem melhor! Afinal , vem com ESP, controle de tração e mais do que os 2 airbags da frente! (Numa boa, esses ítens podem salvar sua vida!)
    EU não compro um sedã por mais de 65K sem esses ítens nem a pau!

    Nesse cenário, o custo benefício do cruze parece ser então tão bom quanto civic e corolla (o quanto entrega, pelo que custa $$) , mas não vende tão bem quanto.

    Será status?
    Será confiança nas marcas e concessionárias? (nisso toyota e honda levam mesmo, reconheçam)
    Será falta de informação?
    Será falta de valorizar segurança?

  • zeuslinux

    O Cruze é um bom carro e com um custo-benefício muito bom. O maior pecado do carro é ser um pouco mais pesado que os principais concorrentes (japoneses) e não ter ainda uma opção de motor 2.0.

    Um amigo meu acabou de comprar um Civic. Ele queria comprar um carro médio que fosse automático mas estava disposto a comprar somente as versões mais simples por causa do preço. Dei algumas sugestões a ele na pesquisa mas ele descartou de cara o Fluence, Sentra, PUG 408 por causa do estigma das marcas e do pós-venda e também descartou o Jetta por ter motor fraco na versão 2.0 normal. Ficou então entre Corolla, Civic e Cruze.

    Disse a ela para ir ver e fazer test drive nos 3 modelos para decidir com convicção e por idéias próprias. Disse ainda que, comparando somente as versões de entrada, o Cruze oferecia mais recursos de segurança, 1 marcha a mais no automático e ainda ofercia a opção de carroceria hatch (que ele achou uma coisa boa, ainda mais quando soube que era mais barato um pouco do que o Cruze sedã). Falei também para ver mais de 1 concessionária de cada marca porque cada uma oferece mais ou menos vantagens e isso pode fazer optar por um modelo ou por outro também.

    Mas dias depois ele veio me dizer que havia comprado o Civic 2014 de entrada, com câmbio AT, pagando 69 mil reais. O Corolla ele chegou a ver antes mas não fez test drive porque pediram um preço alto e ele sabia que o carro iria mudar bastante. O Cruze ele nem foi ver. Acho que pesou muito a favor da opção pelo Civic, mesmo sendo significativamente mais caro que o Cruze e mais pelado em tudo, a marca e a fama do pós-venda da Honda. Ele tinha um Honda City que, por incrível que pareça, não estava satisfeito pela fraqueza do motor, simplicidade do modelo e alguns defeitos que não foram consertados direito pela concessionária. Mas mesmo assim ele foi de Honda novamente…

    Eu acho que cada marca tem modelos bons e modelos ruins, basta saber escolher. Dizer que a Chevrolet é ruim baseado em experiências com Celta ou que a VW é ruim baseado no Gol é ser injusto. Muito da boa fama da Honda e da Toyota vem do fato delas terem vendido carros como Civic e Corolla. Fica difícil dizer como seria um carro da Toyota ou da Honda se elas vendessem populares na faixa até 30 mil reais e em quantidade como Fiat e VW p.ex.

  • deleted674103

    fake.

  • Diegorji

    É fato a inveja de alguns… Chega a ser tão evidente que dá nojo de olhar certos comentários…. ótimo relato ! Imparcial, até mesmo pq o cara não é jornalista. A unica coisa que eu sinto falta no mercado automotivo como um todo é o forro das portas; até mesmo veículos de luxo vem cercado de plástico rígido, lamentável. Gostei do cruze, parece ser um projeto honesto.

    • LenonSlater

      Obrigado amigo, caso tenha alguma dúvida é só perguntar !

      • Cruzado

        Vc já entrou no Clube do Cruze? Entra e tira tuas duvidas!

  • Rafael

    Cruze macio?

  • Marlo Gomes

    Galera, sempre vejo o donos falando que seus cruze fazem 9 k/l na cidade, o meu LT AT não passa de 7k/l! Sei que depende de vários fatores, mas meu carro já está com mais de 10 mil km, e não enfrento grandes congestionamentos! Sinceramente, não entendo!

    • jonas

      Pare de acelerar, ande com o carro suavemente e sem pressa, que voce vai ver ele fazer até 8,5/9 Km/L na cidade com gasolina!! o meu fazia essa media tambem, comecei andar com mais calma, as medias subiram bem viu, alem do mais se voce coloca gasolina aditivada a coisa fica melhor ainda.

      • Marlo Gomes

        Cara, eu ando relativamente sem pressa, claro que de vez em quando eu gosto de fazer a máquina andar! Por sinal, quem mais anda no carro é a minha esposa que tem o pé bem levinho! Já abasteci com aditivada, e sinceramente, não mudou nada! de qualquer forma vou tentar aliviar mais o pé. Abraço!

  • Myph13

    Aqui em Sorocaba um amigo meu comprou um o Sedan 12/13 com cambio AT por 66mil… Zero, claro…

  • Ubaldir

    Eu particularmente, quando comprei meu Jetta também analisei com carinho o Cruze (principalmente pelo fato de ter sido um feliz dono de dois Vectras). Em termos de preço, discordo da análise do amigo. Os dois são bem compatíveis, sendo que a diferença está em muito poucas minúcias (um follow me home a mais no Cruze, o ar digital que é opcional no Jetta, mas no mais, não existe diferença expressiva de equipamentos entre os dois). O preço do Jetta manual sem opcionais estava na faixa de 64 mil na época e o do Cruze 66 mil. Paguei 1600 reais a mais por pintura metálica e revestimento em couro nos bancos, fechando a conta em 65.600, abaixo do que a concessionária GM tinha me pedido no seu sedã médio recém lançado com bancos em tecido e pintura sólida.
    Minha opção pelo Jetta se deu pelos seguintes pontos: tenho mais de 1,90 metro, e meu filho também, além de ter uma segunda filha bebê que gera a necessidade de cadeirinha no banco traseiro e porta malas grande. O Cruze peca no espaço do banco traseiro (principalmente na altura do teto- aquele arco do teto complica) pra quem tem mais de 1,80 m de altura, em especial se o motorista é alto e coloca seu banco bem pra trás, o que não ocorre no Jetta. O Jetta também possui um porta malas significativamente maior: o carrinho de bebê e a bicicletinha de passear no parque agradecem. Em termos mecânicos, os dois me agradaram. A despeito da potência maior do Cruze, o Jetta (também manual) se mostra mais disposto em baixas e médias rotações, dando uma sensação de direção mais agradável em ambiente urbano. O Cruze, por outro lado, me agradou nas "esticadas", se mostrando disposto em giros acima dos 4500 rpm, o que passa longe do modelo da VW. Mas ambos são carros agradáveis se você não faz questão de desempenho esportivo. Quanto ao acabamento, o Cruze tem um design interno mais "estiloso" que o tradicional conservadorismo comum a carros da escola alemã. Por outro lado, me agradou mais o material utilizado no revestimento do painel do Jetta, que passa um ar de requinte um pouco melhor que o do Cruze (que saudade dos Vectras – um de primeira e outro de segunda geração – que davam um banho em qualquer sedã médio de hoje). Na forração das portas, a situação se inverte, sendo que a sensação de qualidade dos tampões do Cruze é melhor que as do VW.
    Somando tudo, achei dois modelos muito equilibrados em preço, conteúdo e acabamento geral (a relação custo-benefício dos dois supera com folga a dos japoneses e fica a dever em relação aos franceses). A minha escolha pelo Jetta se deu mesmo por conta do espaço interno e do bagageiro dos quais não podia abrir mão. Talvez, se eu e meu filho fossemos um pouco menores, teria optado pelo carro da GM, em especial pelos bons anos de relacionamento que tive com carros da marca entre 2002 e 2008. Mas como tenho andado de VW de 2008 pra cá sem dissabores, não vi empecilho em optar pelo Jetta. Lá se vão dois anos e 40 mil km, e estou amplamente satisfeito com a escolha.

  • Ubaldir

    Eu particularmente, quando comprei meu Jetta também analisei com carinho o Cruze (principalmente pelo fato de ter sido um feliz dono de dois Vectras). Em termos de preço, discordo da análise do amigo. Os dois são bem compatíveis, sendo que a diferença está em muito poucas minúcias (um follow me home a mais no Cruze, o ar digital que é opcional no Jetta, mas no mais, não existe diferença expressiva de equipamentos entre os dois). O preço do Jetta manual sem opcionais estava na faixa de 64 mil na época e o do Cruze 66 mil. Paguei 1600 reais a mais por pintura metálica e revestimento em couro nos bancos, fechando a conta em 65.600, abaixo do que a concessionária GM tinha me pedido no seu sedã médio recém lançado com bancos em tecido e pintura sólida.
    Minha opção pelo Jetta se deu pelos seguintes pontos: tenho mais de 1,90 metro, e meu filho também, além de ter uma segunda filha bebê que gera a necessidade de cadeirinha no banco traseiro e porta malas grande. O Cruze peca no espaço do banco traseiro (principalmente na altura livre – aquele arco do teto complica) pra quem tem mais de 1,80 m de altura, em especial se o motorista é alto e coloca seu banco bem pra trás, o que não ocorre no Jetta. O Jetta também possui um porta malas significativamente maior: o carrinho de bebê e a bicicletinha de passear no parque agradecem. Em termos mecânicos, os dois me agradaram. A despeito da potência maior do Cruze, o Jetta (também manual) se mostra mais disposto em baixas e médias rotações, dando uma sensação de direção mais agradável em ambiente urbano. O Cruze, por outro lado, me agradou nas "esticadas", se mostrando disposto em giros acima dos 4500 rpm, o que passa longe do modelo da VW. Mas ambos são carros agradáveis se você não faz questão de desempenho esportivo. Quanto ao acabamento, o Cruze tem um design interno mais "estiloso" que o tradicional conservadorismo comum a carros da escola alemã. Por outro lado, me agradou mais o material utilizado no revestimento do painel do Jetta, que passa um ar de requinte um pouco melhor que o do Cruze (que saudade dos Vectras – um de primeira e outro de segunda geração – que davam um banho em qualquer sedã médio de hoje). Na forração das portas, a situação se inverte, sendo que a sensação de qualidade dos tampões do Cruze é melhor que as do VW.
    Somando tudo, achei dois modelos muito equilibrados em preço, conteúdo e acabamento geral (a relação custo-benefício dos dois supera com folga a dos japoneses e fica a dever em relação aos franceses). A minha escolha pelo Jetta se deu mesmo por conta do espaço interno e do bagageiro dos quais não podia abrir mão. Talvez, se eu e meu filho fossemos um pouco menores, teria optado pelo carro da GM, em especial pelos bons anos de relacionamento que tive com carros da marca entre 2002 e 2008. Mas como tenho andado de VW de 2008 pra cá sem dissabores, não vi empecilho em optar pelo Jetta. Lá se vão dois anos e 40 mil km, e estou amplamente satisfeito com a escolha.

  • Duda1565

    Valeu Juliano. Vou dar mais uma pensada entre ele e o Jetta TSi, do qual me assusta muito os problemas com a gasolina. Igual vou esperar mais uns meses para poder pegar um LTZ por causa dos AB de cortina. Depois que tive o 1º filho, potência passou à ser 2ª colocada, e somente por não ter mais Air-Bags que vou trocar minha valente Fielder, que com 80.000 km ainda roda com sua suspensão 100% original e sem nenhum ruido de acabamento. Pena a Toyota não trazer mais esse modelo na nova geração, e com mais ABs…

  • zeuslinux

    Eu acho tanto o Corolla como o Civic muito bons mecanicamente falando, mas eu particularmente gosto mais das "escolas" alemã e americana de carros. Já tive um Corolla recentemente (já era o modelo Brad Pitt) e era até com motor 2.0. O carro é muito bom e previsível, mas também não empolga.

    O Civic é um pouco mais "apaixonante" que o Corolla por causa do painel e comportamento mais espotivo na direção mas é bem menos confortável que o Corolla.

    Ainda não dirigi o Cruze mas como hoje tenho um Chevrolet "parente" do Cruze, uma Captiva, acredito que o Cruze seja muito bom de dirigir também e mais seguro, ainda mais se comparar com as versões mais simples de Civic e Corolla.

    Qual sedã médio automático eu compraria hoje ?! Depende muito do quanto quisesse gastar:

    - se pudesse gastar a vontade, compraria o Jetta TSI

    - se pudesse gastar mais de 75 mil, compraria HOJE o Civic intermediário (LXR) automático, já com o motor 2.0

    - se pudesse gastar entre 60 e 70 mil eu compraria o Cruze LT (mais básico), com câmbio AT. (mas provavelmente até optaria pela versão hatch, que acho mais versátil do que o sedã).

    - se pudesse gastar menos ainda, levaria um Sentra ou um Fluence pelo bom conjunto e custo-benefício.

    Se a pessoa estiver disposta a também optar por um hatch médio:

    - Se pudesse gastar a vontade, levaria um Mercedes Classe A ou um BMW série 1

    - Se pudesse gastar uns 75 mil, levaria o Peugeot 308 THP

    - se pudesse gastar entre 60 e 70 mil eu compraria o Cruze Sport 6

    - se pudesse gastar menos eu levaria provavelmente o Peugeot 308.

    Não me apego a marcas. Acho que há bons e maus modelos em qualquer marca. O Cruze, que é o assunto desta matéria, é um dos bons carros da Chevrolet. Pode não ser o melhor em tudo mas tem um bom conjunto já na versão mais simples (LT), é moderno, seguro, tem mecânica roubusta (conforme o teste de longa duração da Quatro Rodas), é bonito e a Chevrolet tem muitas concessionárias em qualquer ponto do país.

  • zeuslinux

    Eu acho tanto o Corolla como o Civic muito bons mecanicamente falando, mas eu particularmente gosto mais das "escolas" alemã e americana de carros. Já tive um Corolla recentemente (já era o modelo Brad Pitt) e era até com motor 2.0. O carro é muito bom e previsível, mas também não empolga.

    O Civic é um pouco mais "apaixonante" que o Corolla por causa do painel e comportamento mais espotivo na direção mas é bem menos confortável que o Corolla.

    Ainda não dirigi o Cruze mas como hoje tenho um Chevrolet "parente" do Cruze, uma Captiva, acredito que o Cruze seja muito bom de dirigir também e mais seguro, ainda mais se comparar com as versões mais simples de Civic e Corolla.

    Qual sedã médio automático eu compraria hoje ?! Depende muito do quanto quisesse gastar:

    - se pudesse gastar a vontade, compraria o Jetta TSI

    - se pudesse gastar mais de 75 mil, compraria HOJE o Civic intermediário (LXR) automático, já com o motor 2.0, e mais por causa do motor mesmo, porque o Cruze LTZ tem mais coisas.

    - se pudesse gastar entre 60 e 70 mil eu compraria o Cruze LT (mais básico), com câmbio AT. (mas provavelmente até optaria pela versão hatch, que acho mais versátil do que o sedã).

    - se pudesse gastar menos ainda, levaria um Sentra ou um Fluence pelo bom conjunto e custo-benefício.

    Se a pessoa estiver disposta a também optar por um hatch médio:

    - Se pudesse gastar a vontade, levaria um Mercedes Classe A ou um BMW série 1

    - Se pudesse gastar uns 75 mil, levaria o Peugeot 308 THP

    - se pudesse gastar entre 60 e 70 mil eu compraria o Cruze Sport 6

    - se pudesse gastar menos eu levaria provavelmente o Peugeot 308.

    Não me apego a marcas. Acho que há bons e maus modelos em qualquer marca. O Cruze, que é o assunto desta matéria, é um dos bons carros da Chevrolet. Pode não ser o melhor em tudo mas tem um bom conjunto já na versão mais simples (LT), é moderno, seguro, tem mecânica roubusta (conforme o teste de longa duração da Quatro Rodas), é bonito e a Chevrolet tem muitas concessionárias em qualquer ponto do país.

  • bilharinho

    Obrigado ao autor do texto por ter dedicado parte do seu tempo para compartilhar sua experiência aqui no site.

    • LenonSlater

      Eu que agradeço !

  • sabbathbh

    Só de curiosidade: poderia explicar porque decidiram "regredir" trocando um carro com câmbio automático por um manual ? Custo ?

    • RicLuthor

      Por conta do consumo !

    • LenonSlater

      Claro amigo ! Muita gente fez essa pergunta já, pode acreditar. moro em uma cidade pequena, repleto de quebra molas e semáforos, o câmbio automático para essas situações é ótimo, mas o consumo é absurdamente prejudicado, já notamos a melhora drastica no consumo e inclusive desempenho.

    • Marciomaster

      Sabbath, eu tambem sai de uma seguencia de 02 automaticos para o manual agora, mesmo com o conforto do cambio automatico, o mecanico é mais prazeroso.

      • Ubaldir

        Rapaz, eu já penso o seguinte: ainda está pra chegar o dia em que vou pagar 4000 reais pra comprar um carro que bebe mais, anda menos e dá mais manutenção (até pastilha de freio gasta mais rápido em um modelo automático) só pra não ter que trocar marcha, kkkkkk. É assim que eu justifico para quem me pergunta com uma ar "estarrecido" porque é que eu comprei um Jetta manual. Eu já não consigo é entender porque alguém compra um carro automático… o prazer ao volante é outro com um modelo de câmbio manual. Ficar tentando dosar o pé direito pra controlar quando é que o carro vai trocar de marcha não é comigo. Quando eu quero andar em baixo giro, eu ando. Quando quero esticar marcha, eu estico. Eu escolho a marcha com que vou entrar em uma curva. O controle das ações do veículo é outro com o bom e velho câmbio manual.

  • Thiago

    Sempre ouvir falar do consumo do cruze nas versões automaticas, sendo este um ponto bastante negativo na briga dos "sedans médios". Alguem tem esta informação?

    • http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTBwR9DwkFsgvENI0ewT9-XJJGwdDe5KQeIMUqkLVu1rNk_WM3k joao petrucci

      Não: é mentira.

      O meu faz 6.5 /10 km/l (E) e 8.3 e 15.3 km/l (G).

      Entra no Clube do Cruze ou pesquise em videos do youtube que você irá ver mais de 90% dos donos dizendo as mesmas coisas.

  • Bruno_Carros

    Acredito que você fez uma boa compra. Eu pelo menos considero o Cruze um carro melhor que o Civic da geração antiga.

  • rafaleal007

    Pela diferença de preço de mil reais eu ficaria com o modelo lt com Cambio AT, posso apostar que a escolha do cambio manual não vai trazer economia alguma (economia de combustivel), vai lhe tirar conforto, e ainda por cima vai trazer maior desvalorização na venda futuramente. eu não troco o conforto e agilidade do cambio automatico por um cambio manual.

    • LenonSlater

      Desvalorização é certa ! Mas o consumo é bem superior, desempenho idem, a diferença de preço era de 4 mil reais e não apenas 1mil.

  • LS7

    Aqui em casa temos um LT AT desde setembro, e o carro é muito bom. A suspensão é firme, mas a estabilidade que o carro tem é excepcional.
    Em espaço ele não fica a dever. Tenho 1,80m e mesmo com o banco do motorista regulado para minha altura, tenho espaço suficiente atrás.
    Na frente é o tipo de carro que veste o motorista, com seu painel curvado.
    Comparar new Fiesta? Mesmo o Sonic considero melhor, com mais espaço e melhor acabamento. Tá longe do nível de um Cruze.

  • Agenor

    Ainda sou mais o Civic…em termos de segurança, hoje ele me supreendeu. Um Civic encarou um ônibus de frente e em alta velocidade. aqui no Rio e os dois ocupantes do Civic sofreram somente escoriações.

    • Louis

      É que tem gente que acha que segurança se mede só com numero de air-bags. E se esquecem que o Civic foi desenvolvido com estrutura boa, para ser vendido nos países mais exigentes do mundo.

      • zeuslinux

        Mas o Cruze também é vendido nos EUA, tal como o Civic, além de vários outros países desenvolvidos. O Cruze é um carro mundial da Chevrolet.

      • http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTBwR9DwkFsgvENI0ewT9-XJJGwdDe5KQeIMUqkLVu1rNk_WM3k joao petrucci

        A GMB não tem ferramentais para fabricar plataforma (Alemanha) e lataria (EUA) do Cruze. Portanto, essas peças, junto do motor e câmbio, vêm de fora. O mesmo para o chassis: O fornecedor dessas peças é alemão e só irá se instalar no Brasil caso o acordo com a prefeitura de São José dos Campos e Sindicato seja favorável.

        Em tempos: O Civic é 100% nacional.

        O Cruze foi desenvolvido na Coréia para atender ao exigente mercado americano e europeu, onde recebeu notas máximas de segurança (à frente do corolla e civic).

        PESQUISA., PESQUISA, PESQUISA…..

  • RicLuthor

    Sinceramente, só acho que alguém deveria considerar o Cruze como opção no caso de uma compra estritamente racional. A única coisa que chama atenção nele é o conteúdo de série na versão básica e o desenho do interior, de resto, tudo remete a um projeto de baixo custo na categoria dos sedãs médios. Do farol de refletor único, passando pela forma pouco inspirada da carroceria, e daquele arremate plástico após a porta do passageiro próximo a coluna C, finalizando com o desenho simplório das lanternas e das rodas.
    É certo que a roda desse modelo é mais bonita do que a do modelo LTZ, mas os raios são quase planos em relação ao centro da roda. Se os vãos fossem fechados, ela ficaria parecida com uma calota. Rodas de 5 ou 6 raios para ficarem com visual atrativo precisam ter raios convexos em relação ao centro da roda, como nos Audis A3 e A4 da metade da década de 1990 para cá.

    Outra coisa, a opção pela cor branca foi por gosto pessoal ou por tendência/modismo ? Se foi por gosto pessoal, ótimo, pagou e levou o que quis ! Se foi por tendência/influência de mercado, modismo…, porque o branco agora remete a sofisticação, luxo… (baseado no que algum marketeiro inventou), deveria ter feito outra escolha.

    O novo Ford Fusion é um dos mais belos carros à venda no mercado nacional atualmente até a faixa dos R$ 115 mil (e também comparado a carros mais caros), mas só é encontrado na cor Branca, Prata e Preta. Se eu fosse comprar um hoje, optaria pela cor Azul Carmel ou pela Vemelho Bordeaux e pouco me importaria com a "facilidade" na hora revenda.

  • EduP

    Boa atitude do Lenon em divulgar suas impressões iniciais sobre seu carro novo. Se o NA incentiva o envio dessas opiniões estão todos de parabéns.

    • LenonSlater

      Boa tarde amigo ! Muito Obrigado, sua opiniao eh muito importante !

  • mho

    Só achei caro, R$65.000,00 deveria ser um LT automático com vidros verdes e elétricos.
    Mas espero que vocês curtam o veículo.

    • LenonSlater

      Boa noite leitor, o valor no site da chevrolet para o modelo LT automático é de quase 70mil, para o manual é de 66, esses valores não incluem o frete de 1000 e pouco, acredito que paguei um valor abaixo da tabela da concessionária por ser uma compra a vista !

    • Vítor

      onde vende o automático por 65 mil? avisa q vou lá comprar um..

    • Matheus Oliveira

      Paguei a vista o meu…Automatico+couro por 66 0Km….procurei bastante…500Km da minha cidade.

    • Edson

      Vidros verdes??? Todos vem com vidros verdes…

  • shemhazai

    Eu acho o Cruze um carro muito bom e moderno.

  • ricpts

    É que o branco é cor sólida, a única que não é paga no caso do Cruze, deve ser esse o motivo da compra.
    No Fusion, a cor Branco Sibéria é perolizada e a única que cobra R$ 1000,00 de quem compra. Eu, particularmente, acho a mais bonita no Ford, apesar de todas as outras ficarem bem. No Cruze eu já gosto do Verde Lotus.

  • thales_sr

    Caramba, a suspensão é dura E ainda rola nas curvas? Tem que ser ninja pra fazer isso hein… A GM se superou então.
    Mas quanto a economia, um colega comprou e tá caçando a economia até hoje… Tá espantado do carro dele (Cruze LT AT) consumir o mesmo que a Captiva de outro colega nosso.

    • Jogude

      Sim! Meu irmão tem um vectra next edition que mantém um desempenho semelhante ao cruze e tem uma dinâmica muito melhor em curvas. O carro acionava o controle de estabilidade com frequência, talvez esse comportamento pode ser explicado pelo peso elevado do veículo (1.400 kg do cruze). Atualmente, no fusion e tendo o vectra como segundo parâmetro, posso chegar facilmente a essa conclusão. Faça um test drive em estrada que você notará sem dificuldades. A suspensão é uma tora de pau e os bancos chegam a incomodar em viagens de 1 hora.

      • http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTBwR9DwkFsgvENI0ewT9-XJJGwdDe5KQeIMUqkLVu1rNk_WM3k joao petrucci

        O Cruze, segundo TODOS OS DONOS vindos de new Civic, surpreende muito em curvas – é muito difícil fazer a luz do ESP acender. Segundo TODAS revistas especializadas, ele só perde para o Focus e empata com o Civic (double wishbone na traseira!) em termos de curvas.

        O cara ai viajou ou está acostumado com BMW e Audi…

  • LenonSlater

    Boa noite amigo, respeito sua opinião apesar de não concordar com boa parte dela, mas enfim, o gosto pelo Branco é por mostrar melhor as linhas do carro, acredito que deixa o carro mais bonito, gostaria de poder levar uma versão na cor vermelho chilli, porém nesta cor a revenda fica absurdamente dificil, a menos q fosse na versão hatchback, ai a procura seria outra, mas o feedback é valido, vlw

    • RicLuthor

      Boa noite caro Lenon, não se ofenda com o que eu escrevi antes nem com o que escreverei agora, é apenas minha opinião pessoal. Só para ilustrar, a foto de seu avatar é um Nissan GT-R vermelho, um carro que na minha opinião é a obra-prima da engenharia automotiva atualmente…

      Qualquer pessoa que compra um carro está preocupada em perder grandes quantias, mas a medida que o preço do carro vai subindo muitas dessas preocupações deveriam ser minimizadas. Uma pessoa que só tem grana para comprar um carro 1.0 pelado, penso eu, é uma pessoa que poderia se preocupar em perder alguma coisa na hora da revenda por conta de escolher uma cor diferenciada, uma pessoa que compra um sedã médio de quase R$ 70 mil deveria ter outras preocupações, como um bom pós-venda por exemplo. Jamais abriria mão de comprar um carro em uma cor que eu achei bonita, por conta (ou da conversa do funcionário da concessionária) de perder alguns reais na revenda; se vou pagar e pagar caro, levo algo que me agrade, que me satisfaça. Por conta da "desvalorização" na revenda é que as ruas são uma monotonia quase que total, cheia de carros brancos, pretos, pratas e variações de cinza; a exceção são os pseudo off-roads e alguns importados de pequeno porte que dão um colorido no trânsito.

      Quem tá preocupado em perder dinheiro, deveria evitar comprar carro 0km onde já se perde 20% na saída da concessionária, ou se comprar, comprar e manter o veículos por longos períodos. Você saiu de uma EcoSport para um Civic em um período relativamente curto, e agora saiu de um Civic para um Cruze em outro período curto, curto porque eram carros bons (pelo menos o Civic) e duráveis… e tá preocupado em perder dinheiro por causa de escolher uma cor que goste… meu caro, você perdeu muito mais dinheiro ao vender a EcoSport e comprar o Civic 1 ano mais novo, e ao vender o Civic e comprar o Cruze 0km. Então perder mais R$1.000,00 ou R$ 1.500,00 na hora da revenda era o de menos. Se é que fosse perder, porque qualquer carro avaliado pela concessionária vai ter o preço colocado lá embaixo, até se for da mesma bandeira.

      Mas você ainda é jovem, vai ganhar experiência, vai aprender a não abrir mão do que gosta por conta de alguns trocados (isso se você influenciou seus pais na compra), ou ao menos entender ideologicamente falando que ao trocar um carro usado com pouco tempo de uso por um 0 km perde-se muito mais em termos reais, percentuais e morais do que uma perda monetária irrisória por conta de uma cor.

      Ratifico que o escrito acima não é algo praticado apenas por você ou seus pais, mas é uma atitude praticada por boa parte do consumidor brasileiro, o que coloca o mercado no círculo vicioso do preto, branco (de pouco tempo para cá), prata e tons de cinza; e no de que um carro deve ser trocado com poucos anos de uso para evitar "maiores" despesas com manutenção; sendo que os gastos com a tal manutenção, nunca superariam as enormes perdas que se tem ao completar em R$ o valor para comprar o carro novo.

      De todo modo, parabéns pela aquisição e que você e seus pais tenham ótimos momentos com ele !

  • spectrum84

    Muito difícil uma pessoa que gastou 65000 há um mês num carro zero fazer críticas de verdade. Falar de porta objeto pequeno é crítica ao projeto e não ao carro. Não culpo o autor por nada, pq o carro é muito bom, zero, e obviamente não tem defeito!

    A minha crítica vai ao NA porque não é uma avaliação plausível uma compra de um mês apenas!

    • LenonSlater

      Disse td amigo, na verdade esse relato n eh uma opniao do dono como o NA faz todas as quintas, mas um relato de como foi a troca do carro e uma breve impressao do mesmo. Ainda estamos bem encantados com o carro, sempre tem um defeitozinho mas nem eh relevante ao ponto de postar. Obrigado pelo opiniao !

  • Johnes_911

    Gostei do relato. Como disseram, o cara não é nenhum jornalista. Calma aê galera!

    Gostaria de tirar algumas dúvidas com os donos de Cruze, por gentileza, já que estou pesquisando o meu próximo carro. Possuo um Focus Titanium Hatch AT 2011.

    1 – O Cruze realmente rola muito em curvas como um dono deste mencionou alguns comentários acima?
    2 – E os porta-objetos? Sofro com a falta deles no Focus.
    3 – Achei a falta de módulo para os vidros subirem ao fechar-se o carro uma bola fora. Me acostumei com ele, já que meu carro tem. Essa ausência é só na versão LT, correto?
    4 – Como é o isolamento acústico do carro?
    5 – O LTZ possui os sensores crepuscular e de chuva, correto??
    6 – E a suspensão? Virei fã da do Focus. Acho difícil encontrar outra igual se não for no próximo Focus ou New Golf VII.

    Enfim, desculpem a chuva de perguntas. Poderia achar informações pela net, mas nada como perguntar a quem POSSUI o carro.

    Att.

  • dudupruvinelli

    O 408 THP 13/13 tá saindo por 75k! É um tesão de dirigir, suspensão bem acertada, muitos itens de série. Por que não?

    • http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTBwR9DwkFsgvENI0ewT9-XJJGwdDe5KQeIMUqkLVu1rNk_WM3k joao petrucci

      Se o cara for dono de posto, pode ser que sim – já que o 408 thp só anda com podium, que na minha cidade custa quase 4 reais.

  • RAFAEL

    Também acho as rodas do LT bem melhores que do LTZ

  • Vítor

    concordo que o novo Fusion é bonito, mas de 65 mil pra 115 mil tem um pulinho né??

    • RicLuthor

      Não estou dizendo que o Fusion é bonito por custar R$ 115 mil, apenas quis dizer que pagando R$ 65 mil em um Cruze ou R$ 115 mil em Fusion (ou R$ 30 mil em qualquer popular), eu optaria por uma cor que me agradasse, que eu achasse bonita não me apegando a uma pequena perda (se é que ela ocorreria) na revenda. Afinal de contas quem vai passar alguns anos com o carro sou eu, e não o vendedor da concessionária que fala que um vermelho, um azul, um verde será desvalorizado.

  • http://www.facebook.com/loucosporcarrosoficial loucosporcarros

    Esse interior é muito bonito

  • Joildo Dias

    Um belo carro, mas quem tem um SI na mão fica dificil pegar outro carro………..

    • LenonSlater

      Tenho q concordar, eh outra coisa, o prazer de dirigir tbm… Muito bom !

  • Rodrigo

    Tem um porta-carteira embaixo do reostato dos faróis, é só abrir. Mas já adianto que nao cabe um guarda-chuvas nem uma capanga… :)

    Parabéns pela compra, ótimo carro.

    • LenonSlater

      Hum… vou dar uma olhada pra ver se cabe ! Obrigado amigo !

  • eduardobcam

    soh essas tuas médias ai q nao acredito kkk

    • Edson

      É, o cara deve ter mentido!

      Você prefere acreditar nas revistas compradas e em palavras de pessoas que não tem o carro.

    • http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTBwR9DwkFsgvENI0ewT9-XJJGwdDe5KQeIMUqkLVu1rNk_WM3k joao petrucci

      Então entra no google, digita clube do cruze, cadastre-se e veja com seus próprios olhos VÁRRRIOS relatos.

      Não satisfeito, entre no youtube e veja vários Cruzes automáticos gastando menos do que muito 1.0 na estrada.

    • LenonSlater

      Computador de bordo q tava marcando ! Se n acredita faz um test drive no modelo mecanico, vlw

    • Ubaldir

      Olha, esse negócio de consumo é muitíssimo relativo. No dia a dia, você andando com qualquer modelo em uma cidade de porte considerável, as variantes que fazem o consumo flutuar são muito numerosas. Cada usuário tem um trajeto diário diferente. Uma pequena alteração, um pouco mais de subida, um pouco mais de trânsito, um dia em que você aperta um pouco mais o pé da direita… fica muito difícil comparar consumos por intermédio de depoimentos de consumidores. Nem mesmo nós mesmos conseguimos repetir uma média indefinidamente ao longo de diversos tanques abastecidos… O único jeito um pouco mais racional é procurar comparativos multi-modelos e marcas que volta e meia são publicados nas revistas especializadas. Ao menos se garante que os veículos são testados em trajetos e condições muito próximas. Mas até nestas ocasiões há variáveis que influem diretamente nos números finais. Um exemplo é a quilometragem da frota de imprensa das montadoras. Alguns estão mais rodados, outros quase zero quilômetro. Quem já comprou carro zero sabe o quanto o consumo vai melhorando ao longo dos primeiros 3 mil quilômetros de uso.
      Portanto, só mesmo você pode tirar conclusões concretas sobre consumo de dois modelos em comparação. Só mesmo convivendo com um algum tempo e depois com outro.
      Quanto ao Cruze, a imprensa especializada em geral informa que o consumo dele não é ponto alto de suas características. E tem muita reclamação de usuários em blogs sobre o assunto. Mas existem alguns que informam ao contrário, como é o caso do Lenon… vai saber.

  • samapre

    O carro é o mais bonito do seguimento, deveriam melhorar mais seu consumo.

    • http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTBwR9DwkFsgvENI0ewT9-XJJGwdDe5KQeIMUqkLVu1rNk_WM3k joao petrucci

      Para quê? Se o consumo do Cruze é igual do Corolla 1.8 e melhor do que o do Civic 1.8? Pesquisa no clube do cruze ou no youtube antes de pensar falácias por conta do alto consumo dos motores do começo dos anos 2000 serem elevados.

  • Andre Dias

    Já dirigi Cruze LTZ alugado nos EUA, completo e com o motor 1.4 Turbo de lá. É um carro bacana, mas infelizmente está longe do preço cobrado aqui no Brasil. Não posso comparar com os concorrentes diretos daqui ("Sedãs médios") pois não dirigi todos. Mas que é um bom carro, isso é.

  • MMM

    Acho engraçado citar as características que remetem a "projeto de baixo custo" do Cruze, enquanto Elantra vem com freio a tambor, Jetta vem com motor de 120cv , Civic vem com 2 air bags e sem esp, etc. O Cruze não deve absolutamente nada para seus concorrentes.

    • Ubaldir

      Mas que farol monoparábola, falta de repetidor de seta no retrovisor, lanternas traseiras como desenho interno de "bolinhas" e o acabamento plástico da coluna "C" remetem a um projeto antigo ou a fatias mais rasteiras do mercado, isso não há dúvidas. São detalhes que não deveriam passar desapercebidos pela GM. O Cruze acaba passando a sensação que é um projeto de meados da década passada pra trás, que parece contemporâneo do Corolla, ficando destoante do padrão encontrado no mercado hoje em termos de desenho da corroceria, a despeito de eu achar o modelo uma boa opção de compra por outros atributos positivos que possui.
      Quanto à discussão com relação ao motor do Jetta, eu acho a simples colocação de que "é um projeto antigo" despropositada. O motor do Cruze tem projeto mais atual, mas (acredito que tem a ver com a flexibilização de utilização de combustíveis para uso no Brasil) bebe mais, tem uma atuação na cidade que deixa a desejar com relação ao motor "velho" da VW em termos de dirigibilidade (demora a acordar, precisando de giros mais altos para um desempenho mais satisfatório) e nem entrega um desempenho final muito significativamente superior que venha a ser sentido no uso cotidiano de um usuário comum. Sendo assim, não vejo real vantagem em simplesmente ser um motor de projeto mais novo e ostentar um número de potência final significativamente maior. O que vale é o que fornece agregado ao carro, o que não é muito diferente do que oferece o motor mais antigo da VW quando somados prós e contras.

    • RicLuthor

      Não sou eu quem fala que o Cruze é um projeto de baixo custo, é a imprensa internacional. Carro desenvolvido na Coréia para ser vendido nos EUA como opção de entrada na categoria dos sedãs pequenos/compactos (nos EUA ele não é médio) e em países emergentes como sedã médio. Se você olhar o Cruze e um Opel Insignia vai observar as grandes semelhanças no design frontal e lateral, e alguma semelhança na traseira, mas também vai perceber o quanto o carro da Chevrolet perdeu em material e em estilo final. Se o Cruze não fosse projeto de baixo custo, teríamos aqui no lugar dele um Astra sedã europeu, mesmo a Chevrolet tendo despachado a Opel, afinal de contas acordos podem ser feitos.

      Qual é a modernidade do motor Ecotec 1.8 16v do Cruze, frente ao antigo 1.8 16v de Toyota e Honda, o 2.0 16v de Nissan/Renault, Peugeot, Citroen e Ford, o 1,8 16v da Fiat ? Ele é melhor que o antigo 2.0 8v Flexpower da própria Chevrolet que rendia até 140 cv só porque tem 16v ? Talvez só seja porque está apto a girar mais e porque talvez consuma um pouco menos de combustível, se é que consome menos.

      Em nenhum momento citei Elantra, Jetta, Civic… Mas vamos lá, o Eleantra vem com freio a tambor porque é a versão encomendada pela CAOA, e custa muito caro pelo que oferece, mas o pessoal paga porque a Hyundai adquiriu no Brasil o status de marca premium, tanto que cobra R$ 5 mil a mais pela cor branca e há quem pague; o Jetta tem um motor antigo realmente, 120 cv na versão de entrada. Se falta potência, tem torque suficiente para a maioria das situações não perdendo para a concorrência, tanto que nos comparativos o Jetta não fica distante dos concorrentes por conta do motor antigo, e quem quiser algo mais pode partir para a versão TSi que tem suspensão independente e agora oferece 211 cv no motor. O Civic é pelado nas versões básicas assim como o Corolla, em compensação são os carros que menos desvalorizam (para quem se preocupa com isso ou dá muita importância a isso), tem o melhor pós-venda com preços compatíveis e nada de empurroterapia. Já a Chevrolet… até o Eber atestou que o pessoal cobra por uma peça que eles nem acabam trocando, e se o consumidor não ficar atento acaba pagando e não levando… isso foi provado em um dos relatos da Avaliação 360 do Onix aqui no NA.

      Agora é aquele negócio, cada um sabe o quanto rala para ganhar seu dinheiro e sabe (ou pelo menos deveria saber) o que fazer de melhor com ele.

  • Y07

    Meu pai, dono de um MONZA GL 1995, está afim de adquirir um Corolla, mas trata o CRUZE como opção. Claro, que não iremos nos desfazer do MONZA, mas, para as necessidades dele, um carro deste padrão caberia no momento.

  • Edson

    Só porque o cara escreveu que o Cruze é bem superior ao ex-Civic dele o pessoal fica criticando.

    O Cruze é sim mais confortável, o Civic é super duro, ainda mais no banco de trás (fiz um test drive num EXR, top, não absorve nenhuma imperfeição do solo, passa tudo). O Cruze é maior, tem mais equipamentos de série principalmente de segurança, é mais barato, é mais bonito por dentro e por fora.

    E o cara não colocou só elogios, colocou os contras também.

    Em resumo, todo mundo fica acreditando nessas revistas compradas, em palavras de pessoas que nem tem o carro, na fama que um carro tem. Esse é um depoimento que considero válido, comparação de carros que uma pessoa já teve.

    • LenonSlater

      Obrigado amigo! Da pra perceber q vc eh realmente um entusiasta de carros e n um fanboy como muitos. Parabens !

  • Edson

    Já que todo mundo não acredita no depoimento de proprietários, segue aí os valores das revistas:

    Consumo (Cidade/Estrada) – Peso
    Civic: 7,8 / 9,4 – 1.238 kg
    Jetta: 7,2 / 9,5 – 1.346 kg
    Fluence: 7 / 9,1 – 1.372 kg
    Corolla: 6,7 / 9,4 – 1.245 kg
    Cruze: 6,7 / 9,1 – 1.436 kg
    408: 6,1 / 8,9 – 1.524 kg

    Teste 4 rodas e pesos retirados do site de cada montadora. Dá para ver que o peso influência sim no consumo, olha o peso do 408 e o consumo!

    Os Japonêses são 200 kg mais leves que o Cruze e nem por isso tem um melhor consumo.
    - Corolla, praticamente o mesmo consumo!
    - A diferença do Civic para o Cruze é pequena, sendo 200 kg mais leve. No mínimo 3 pessoas de 65 kg dentro do carro para igualar ao Cruze, quero ver fazer o mesmo consumo do Cruze.

    Motor Cruze beberrão? Não sei onde. Pode falar que o carro é pesado, mas beberrão não. E pelos número apenas o Jetta e o Civic são relativamente econômicos, os outros estão no mesmo patamar.

  • Edson

    Eu tive um Focus Titanium Hatch MT 2012, e agora tenho um S6 LTZ AT. E estou mais satisfeito com o S6.

    1 – Não rola, é super estável, ainda mais que tem controle de estabilidade. Não é um Focus, mas é muito próximo, se tivesse multilink seria melhor que o Focus;
    2 – O Focus praticamente não tem porta-objetos, o Cruze tem mais.
    3 – No LTZ também. Sinto falta disso, mas já me acostumei com o S6.
    4 – O Focus é mais silencioso em baixas rotações, em altas o Cruze é mais.
    5 – Sim, possui todos os sensores. E achei melhor no Cruze, pois no Focus não dá para deixar o farol de neblina acesso e no Automático, no Cruze dá.
    6 – Ótima suspensão, não tão boa quanto a do Focus.

  • Edson

    Sinto falta dos bancos elétricos, faróis direcionais (mas os faróis do Cruze são ótimos, mesmo sendo monoparábola). Porém o S6 é melhor acabado, maior por dentro, porta-malas, 6 AB, ESP, TC, AT6, Central Multimídia, maçanetas com sensores, etc.

    O Cruze é mais esperto na cidade, e o Focus era MT, na estrada o Focus anda mais. O Cruze é mais econômico tando na estrada quanto na cidade, ainda mais com Gasolina.

    O Cruze também não tem o problema de revisão a cada 10 mil k ou 6 meses do Focus, são 10 mil ou 1 ano. O Seguro também ficou mais barato no S6, e é Porto.

    Em resumo, muito mais vantagens que desvantagens. Mas eu se fosse você esperaria o novo Focus, parece que o TOP vai vir por 80 mil, um pouco mais que o S6, porém mais completo (Parking Assist, sensores dianteiros, dulpa embreagem com borboletas, motor 2.0 de 160cv) além de ser espetacular o interior.

  • http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTBwR9DwkFsgvENI0ewT9-XJJGwdDe5KQeIMUqkLVu1rNk_WM3k joao petrucci

    Eu já tive ambos (Corolla e Civic AT) nas versões 1.8.

    O Cruze anda mais do que ambos (quando abastecido no etanol) e é mais econômico também.

    Em termos de pós-venda, estou LOUCO para comprar um Civic LXR 2.0 (motorzão e bom de andar), justamente por conta da tristeza que é a concessionária da Chevy, que é 100 vezes pior do que o bom atendimento da Honda e o EXCELENTE da Toyota.

    As vendas são pelo seguinte motivo: A GMB não consegue produzir mais do que 4 mil automóveis da linha Cruze por mês, já que o principal produto da marca americana é a linha da plataforma Gamma II (Onix, Prisma, Cobalt e Spin). Além do mais, há um índice de importação de peças acima dos 70% no Cruze, sendo que seus principais componentes (motor, câmbio, plataforma e carroceria) ainda são importados. Com isto, há filas de espera de 30 dias pelo Cruze de maior saída, o R7D (automático com couro, já que o airbag lateral refuta a possibilidade de instalação de couro por fora), enquanto o LTZ só por encomenda. Quando uma concessionária faz pedidos para show room, ele demora 15 a 20 dias, enquanto para fechar uma venda na cor ou modelo do cliente é 30 dias.

    Ao contrário, a Honda e Toyota têm nos seus médios automáticos seus principais produtos. Desta forma, sempre há à pronta entrega algum que lhe agrade.

  • http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTBwR9DwkFsgvENI0ewT9-XJJGwdDe5KQeIMUqkLVu1rNk_WM3k joao petrucci

    Duas coisas: O Civic LXR custa hoje 71 mil reais, enquanto o Cruze R7D sai por 69 mil (são esses os reais valores praticados). Se fosse para eu andar apenas na cidade, compraria o Civic sem pensar duas vezes.

    O Cruze, além dos itens de segurança e do bem lembrado teste do Longa Duração (onde foi o melhor carro de todos os testes realizados até hoje), tem o seguinte bom argumento: Em comparativos, ele não se destaca em nada, mas é bom em tudo.

  • http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTBwR9DwkFsgvENI0ewT9-XJJGwdDe5KQeIMUqkLVu1rNk_WM3k joao petrucci

    Pagou caro: O LXR 2.0 AT hoje sai por 71 mil reais em qualquer concessionária.

    • zeuslinux

      Só se for em SP, porque no Rio é mais caro, ainda mais com pintura metálica.

  • http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTBwR9DwkFsgvENI0ewT9-XJJGwdDe5KQeIMUqkLVu1rNk_WM3k joao petrucci

    Excelente comparativo!

    Eu gosto muito do Jetta e, ao contrário do que dizem dos 120cv, ele responde muito bem e satisfaz. Sò que fiz o inverso: analisei Jetta e Cruze, e fui no Cruze automático com couro – na época, a Honda pedia 72 mil reais no Civic LXS automático, recém lançado, e não achei bom custo benefício. Optaria no LXL, que custava 75 mil. Ainda bem: Hoje meu Cruze vale quase 60 mil e paguei por ele 68 mil. O Civic LXL vale a mesma coisa, e iria perder 14 mil ao invés dos 8 que perdi nesta desvalorização.

    • Ubaldir

      No caso dos japoneses (Corolla, Civic e Lancer – fui ver de perto o Mitsubishi no seu lançamento), o preço realmente é cerca de 5 a 7% superior aos dos concorrentes de GM e VW e chega a 20% em relação a um 408. O Civic e Corolla de entrada são muito, mas muito pelados mesmo na comparação direta com os rivais do mercado. No Civic, a falta de revestimento do porta malas nas versões básica e intermediária (só a top tinha o aparato) me pareceu um desrespeito ao consumidor. Me parece que resolveram isso na linha 2014. Menos mal. No Corolla o estilo está realmente cansado. Este eu nunca considerei adquirir por este motivo. Quem sabe eu olhe ele com mais carinho nessa próxima geração.

  • Hugo

    e os problemas corriqueiros com os freios e o som!? quando lançado, esse carro parecia que iria decolar e desbancar grandes concorrentes, acontece que não foi o q aconteceu… perdeu força e hoje não passa de coadjuvante… gosto muito do carro… e tenho certo desejo em te-lo… mas…

  • http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTBwR9DwkFsgvENI0ewT9-XJJGwdDe5KQeIMUqkLVu1rNk_WM3k joao petrucci

    Prezado, todo automóvel da categoria é projeto de baixo custo. O Corolla, o Civic, o Elantra… Cito nesses, por exemplo, a ausência de acabamento no porta malas (Civic), simplicidade do painel (Corolla), rodas (Corolla e Elantra) e outros pontos que mereciam tua atenção.

    Se você ler a 4rodas de janeiro de 2009, quando o Daewoo Lacetti foi testado, você nem precisaria comentar. Ela é direta: "A GM quis um projeto de baixo custo para o mundo todo. Coube à Opel alemã entrar com a mecânica, chassis e plataforma, e aos coreanos ficaram a incumbência do desenho da carroceria, justamente para baratear o custo do projeto mundial para um automóvel".

    Eu detesto o farol do Cruze, mas ele tem regulagem elétrica de altura do facho, coisa que os concorrentes de desenho mais bonito não oferecem. Em tempos: A Ranger, de 140 mil reais, também tem esta porcaria de farol H4.

    Os únicos médios que são exceção a esta regra são o Focus e o Jetta.

  • http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTBwR9DwkFsgvENI0ewT9-XJJGwdDe5KQeIMUqkLVu1rNk_WM3k joao petrucci

    1-Não; Eu também tenho um Focus automático. O Cruze, assim como todos, perde muito em dirigibilidade quando comparado ao Focus, mas ganha em uma posição privilegiada de dirigir, coisa digna de uma BMW. Ele é bom de curva igual ao Civic, que tem suspensão independente do tipo Double wishbone;

    2-São regulares. O porta copos do console central é móvel, o que já é uma vantagem em relação ao fixo do Focus;

    3-O do Focus, que se abre e se fecha por inteiro conforme seguramos o botão da chave, é um tesão. Mas tem um módulo que pode ser plugado logo abaixo do painel, sem alterações nenhuma, que faz com que os vidros subam sozinhos pela chave. Ele custa 80 reais no ML;

    4-Uma m… o motor ronca muito. Perto do Focus, você irá detestar;

    5-O LTZ sim, o LT apenas de chuva;

    6-A suspensão do Focus é algo de outro mundo na categoria. A do Cruze puxa mais para a do Civic. É dura.

  • Ubaldir

    Essa falta do que se chama de "acionador" dos vidros elétricos é um artifício para vender o acessório na concessionária. A VW faz isso no Polo. Você faz economia de escala na montagem do produto e coloca a peça à disposição do cliente na seção de acessórios, deixando pouca opção ao comprador senão colocar o aparato, já que a falta dele acaba sempre gerando desconforto no uso cotidiano. É um tipo de "esperteza" das montadoras. Não "desvaloriza" o produto e acaba rendendo uns trocadinhos a mais no lucro final. Paciência. A Honda e a Peugeot fazem isso com os sensores de estacionamento de Civic e 408 respectivamente. Outras marcas acabam por ter procedimento semelhante em outros acessórios.

  • http://danielgmrs.com.br Daniel Gmrs

    Me corrijam se estiver errado. Piloto automático existe com cambio manual?
    Pensei q era somente nos automaticos/automatizados.

    • Romis_gtr

      Existem carros que tem sim, um exemplo é o próprio C4 VTR, vinha com caixa manual, mas tem piloto automático e limitador de velocidade.
      O piloto automático está mais ligado ao acelerador eletrônico do que com a caixa manual/auto….é que aqui no BR encaram isso como item exclusivos de automaticos pelo fato das montadoras (de sacanagem) não oferecerem ao consumidor.

      • Edson

        Desde o Vectra GT já tinha piloto automático no câmbio MT.

      • http://danielgmrs.com.br Daniel Gmrs

        Entendi. Vlw

    • Renato_Dantas

      Em carro não existe piloto automático e sim controle de cruzeiro ou no popular controle de velocidade, piloto automático só existe em aviôes onde o mesmo é ligado e passa a comandar a aeronave durante o vôo.

  • strifernet

    Como vendedor, fico extremamente revoltado quando vejo algum comentário deste tipo " fui muito bem atendido, mas como tenho um amigo dono de agencia, certo da compra encomendei com ele"
    Vendedor, dá atendimento diferenciado para conquistar o cliente, oferece seu conhecimento, sua disponibilidade e tempo para não ganhar nada!!

    • Romis_gtr

      O problema é que tem muito vendedor que não faz isso, logo a confiança da "loja do amigo" se sobressai.
      Porém seu eu também fosse um bom vendedor, ficaria p***.

    • spectrum84

      Vejo muita gente também que escolhe por uma marca A porque foi mal atendido pelo vendedor de uma concessionária de marca B. Uma compra de um bem tão caro é influenciada por um mal atendimento!

    • Vítor

      vendedor normalmente só faz o melhor negócio pra ele, interessado na comissao do carro, taxa de retorno do financiamento e comissao sobre seguro e acessórios.. é bem isso que sempre tenho visto.. ficam p… da vida se vc quiser financiar o carro e fazer seguro pelo banco em que vc é correntista..

    • Edson

      Você como vendedor… um conselho… não adianta de nada esse atendimento diferenciado todo que você falou… o que importa são os valores… se tiver mais barato no "fulano de tal" que atendeu mal o comprador vai lá. Não vai achando que o comprador vai pagar 1 mil reais a mais porque você atendeu muito bem.

      • strifernet

        Vendedor tem má fama pela quantidade de picaretas, assim como corretores, despachantes, garçons, jornalistas e políticos(acho que todos),
        mas antes de sair e tomar o tempo do vendedor, liga e já faz a prévia de preços….agora sabendo que consegue mais barato e ir atrás apenas para
        experimentar para comprar mais barato eu acho sacanagem com o profissional.

        Mas Edson no meu ramo de vendas é um pouco diferente, o pós venda que dou e a parceria firmada conta muito, logo já cansei de não ser o melhor preço, mas o mais confiável e ganhar as cotações.

  • Rato_FpolisSC

    Ubaldir, você menciona que o custo benefício dos franceses é melhor. Porque não os analisou melhor? Um pouco de preconceito? Aqui na Grande Fpolis, as CSS dos franceses prestam um bom serviço, mas sei que é uma deficiência em muitos lugares do país. Por conta disso, aqui citroen, peugeot e renault brigam bem nas vendas, pois o custo benefício as favorece.

    • Ubaldir

      Falar a verdade a você, no caso do Fluence foi mesmo pouca identificação com o design do carro. No geral achei ele muito próximo no comparativo direto com o Jetta, inclusive no acabamento interno, onde os dois são totalmente equivalentes, mesmo na qualidade dos materiais utilizados no painel (ótimos) e nos forros das portas (aquém do razoável). O Fluence apresenta o motor dos melhores (senão o melhor) do segmento em desempenho e o preço bem mais em conta que o do VW (são cerca de 5 a 7 mil a menos no Renault na comparação direta). Entretanto essa diferença de custo, em termos de negócio, pouco representam, pois na revenda essa diferença se mantém. No fim realmente o design pesou. Não que o Fluence seja feio, mas não faz o "meu tipo". E sabe como é, gosto não se discute, se lamenta… kkkk.
      Já no caso do 408, ele acabou sendo lançado pouco depois que eu comprei o Jetta. Fui depois na concessionária para conhecer o carro e confesso que fiquei muito bem impressionado com o modelo como produto. Sem sombra de dúvidas é o de melhor acabamento interno no conjunto entre todos os sedãs médios do mercado. Tanto painel como forração das portas tem materiais diferenciados em sua confecção na comparação direta com a concorrência. O espaço interno dele também é diferenciado, compatível com os que achei melhores na categoria (Jetta e Fluence). Neste quesito meu teste é simples: com meu mais de 1,90 m de altura me acomodo no banco do motorista e depois sento no banco traseiro no espaço atrás do banco que regulei. Os únicos que passaram no teste foram os dois franceses e o VW. Essa realidade se repete no porta malas, sendo estes 3 os de melhor compartimento de bagagem, acima dos 500 litros de capacidade. Os demais concorrentes ficam na faixa dos 450 litros, pouco acima, pouco abaixo disso.
      No que tange ao preço, nova grande vantagem: ao menos na época, o 408 era oferecido a 10 mil reais a menos que o Jetta, e com uma entradinha de 30% e o restante em até 24 parcelas sem juros. Na VW, sem juros só você dando 50% de entrada e dividindo o restante no máximo em 3 pagamentos, senão só no banco VW. A maior desvantagem que achei no Peugeot foi no câmbio automático dele. Esse não tem conversa, é muito ruim mesmo. Mas como sou consumidor de carro com câmbio manual (não gosto dos automáticos – de novo aquela história: gosto não se discute…), isso não faria a menor diferença pra mim, pois o câmbio manual do francês é bastante honesto. Não possui a precisão do VW, mas é bom, sem sombra de dúvidas.
      Trocando em miúdos, no caso do 408, se minha compra tivesse sido um pouquinho depois, possivelmente analisaria com muito carinho a aquisição do francês da marca do leão.
      Pra finalizar, Citroen na época só o Pallas, já com design envelhecido e que pouco me agrada também. Não cogitei sua aquisição. Sinceramente, foi a única concessionária que não visitei nem antes e nem depois que comprei meu carro. Aqui em Goiânia não tenho informações sobre o pós venda de nenhuma das francesas. Nunca ouvi nem comentários a favor ou contra. Acho que estaria disposto a arriscar em alguma oportunidade futura. Vejamos na minha próxima aquisição. O C4 Lounge vem aí, quem sabe?

  • http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTBwR9DwkFsgvENI0ewT9-XJJGwdDe5KQeIMUqkLVu1rNk_WM3k joao petrucci

    Luthor, discordo em tudo.

    A Hyundai lançou o Elantra 2011 com o discurso de que um carro de baixo custo deveria ser bonito e oferecer um bom acabamento. Ele é um projeto, sim, de baixo custo, assim como o Corolla e Civic são. O que quer dizer baixo custo, na semântica industrial: Usar peças que sejam compartilhadas por mais de um veículos da linha, minimizando os CUSTOS da produção, gastando-se o máximo possível para se desenvolver uma peça e produzi-la em larga escalada, baixando o custo pela quantidade.

    Eu sou Supply Chain em uma das maiores indústrias automotivas do mundo, e trabalho diariamente com isto.

    Os faróis do Cruze não são argumentos para baixo custo, já que o som e os equipamentos de séries das versões americanas são muito mais abastados do que os japoneses e coreanos similares (O Cruze liga sozinho por botão à distância, tem piloto automático adaptativo, dentre outros mimos que corolla e civic não têm).

    Sobre a modernidade do Ecotec:

    1-Ele é o 1.8 aspirado mais potente, mais econômico e de maior torque no mercado;
    2-O conjunto mecânico é o mais eficiente:
    3-O VW não tem comandos duplos;
    4-O Duratec da Ford, por enquanto, não tem comandos duplos variáveis e de geometria variável (I-VVT);

    Ressalvas:

    1-O motor do Elantra é o mais econômico vendido no Brasil – a explicação: Enquanto as marcas européias estão investindo em motores diesel de máxima eficiência, a Hyundai ainda insiste em motores à gasolina;
    2-Desconsidero o motor 1.8 etorq da Fiat pois ele é oriundo do fracassado Tritec, que a BMW admitiu ser um projeto sem sucesso feito em parceria com a Chrysler – ambas, a começar pela alemã no mini, abandonaram o tritec e venderam a fábrica para a Fiat;

  • http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTBwR9DwkFsgvENI0ewT9-XJJGwdDe5KQeIMUqkLVu1rNk_WM3k joao petrucci

    Cruze é mais econômico do que vocês pensam… vocês não têm ou jamais tiveram um Cruze, Corolla, Civic e Jetta para julgarem isto.

  • Miaudito

    1 – Nem um pouco. Estabilidade do Cruze é excelente;
    2 – Tem alguns. Não sei dizer que se são poucos, pois nao carrego tranqueiras no carro, apenas o controle da garagem. Chave, celular e carteira vao no bolso msm;
    3 – Nenhuma versão tem esse modulo. Custa mais ou menos 100 reais no ML. Eu particularmente nao sinto falta, pois ando 100% do tempo de vidros fechados;
    4 – Acho bom, no mesmo nivel do Corolla GLi da patroa
    5 – Sim;
    6 – Muito dura e desconfortável em ruas esburacadas.

  • Rodrigo M.

    Jogude! Eu nao sei que carro vc tinha antes do Cruze, mas dizer que o carro rola e o pior que ativa o controle de establidade a todo momento, no minimo seu carro era totalmente diferente dos que temos na familia, em estrada pode-se manter velocidades mais elevadas com tranquilidade e nunca vi o ESP ser acionado.

  • kensueth

    Tenhos 2 conhecidos que tem um cruze e os 2 são o hatch
    e os 2 falam que bebem d+
    um tinha um civic e falou que o cruze bebe +
    e o outro veio de um vectra 2.4 então ele falou que o cruze é 'economico' perto do vectra ! mas mesmo assim 5km/l na cidade não rola para mim não

    • Edson

      Casos pontuais… A maioria não reclama do consumo, pode pesquisar…

    • zeuslinux

      5 km/l com certeza não faz, pelo menos com gasolina. O meu carro, que usa um motor Ecotec (da mesma família), só que 2.4 e num carro bem mais pesado (Captiva) já faz mais do que isso em cidade.

      E se for 5 km/l no álcool eu acho que é a média mesmo no segmento, então não considero beberrão.

    • http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTBwR9DwkFsgvENI0ewT9-XJJGwdDe5KQeIMUqkLVu1rNk_WM3k joao petrucci

      Todo mundo tem conhecido que fala alguma coisa ruim dos carros – o problema é que os donos, na internet, elogiam o consumo.

      Eu prefiro acreditar em dono ao invés dos amigos e primos imaginários de vocês…

      O meu Cruze faz 8.3 na cidade, automático, assim como vários outros têm colocado videos na internet.

  • Edson

    Se vocês não querem dar crédito a ele pois tem o carro há 1 mês… bom, eu estou com um S6 LTZ AT 12/13 há 7 meses, 8.300 km rodados… Assino embaixo em tudo o que ele disse. Meu carro não tem nenhum problema. Cambio AT ótimo, sem trancos. Sem barulho interno. Econômico se comparado com ex-carros meus.

    Ex-carros: Focus Titanium Hatch MT; Vectra GTX MT; Astra Advantage; SpaceFox 1.6 Imotion. O S6 é mais econômico que todos, inclusive que a Space 1.6

  • Edson

    Cruze é baixo custo… assim como o Civic, Corolla, Jetta… todos, sem excessão.. Então fica na sua.

  • Edson

    Você não sabe do que tá falando… o motor da Ford / PSA / Renault / Fiat tem duplo comando de válvulas variável???? Não, não tem! Então se informa melhor sobre motores e depois escreve aqui, para não escrever besteira.

  • Johnes_911

    Estou mais inclinado mesmo a esperar o novo Focus e novo Golf. Porém, o conteúdo do S6 é tentador mesmo. hehehe

    Valeu pelas suas explicações que foram mais detalhadas ainda, já que teve um Focus.

    Att.

    • luis

      Tambem tenho um Focus. Só que o sedan GLX 2.0. Fiz teste drive em Cruze, Fluence, 408, Civic e Jetta. Estou aguardando o novo Focus para tomar minha decisão de qual carro adquirir.

  • Johnes_911

    Valeu João. Bom saber. São detalhes que podem fazer a diferença.

  • http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTBwR9DwkFsgvENI0ewT9-XJJGwdDe5KQeIMUqkLVu1rNk_WM3k joao petrucci

    Cara, quanta besteira: A coluna "C" ficaria muito mais barata se o ferramental estampasse uma chapa única.

    Aquela capa plástica do Cruze gera CUSTOS extras com fornecedores de materiais plásticos, pois é um acréscimo que poderia não existir caso a ferramenta de estamparia batesse a coluna inteira. Ele existe para formar o arco – meramente por estética.

    Quanta besteira, ein…

    • Ubaldir

      Que agressividade desnecessária, João. Menos "paixão" e mais racionalidade. Não estamos aqui pra "torcer" pra nenhum modelo, somente comentando características físicas presentes no Cruze, que foi o foco de seu texto.
      Mas vamos aos fatos (longe de serem baseados em "besteira"): acabamento plástico na coluna "C" para compor design só se vê em Agile, HB20 e HB20S, carros de patamar de mercado bem abaixo do que o Cruze opera. E em termos de custo, bobagem inserir na discussão a hipotética formação da coluna apenas por estamparia. O correto ali deveria ser uma pequena janela do tipo "vigia", comum em carros da categoria dos sedãs médios/grandes (quer um bom exemplo? Veja as fotos de um Sonata em perfil), a qual formaria o arco para compor o padrão estético e daria acabamento incomparavelmente, indiscutivelmente melhor. É nesses termos que se fala em economia de projeto. A janelinha extra representa custo bastante considerável em relação à discutível solução de se estampar uma chapinha plástica no final do perfil envidraçado do carro. Ficou sim com cara de adaptação para contenção de custos. O próprio Cruze HB denuncia que a solução não foi das mais felizes. Como ele não conta com a peça plástica em questão, faz com que na observação dele e do sedã fique muito evidenciado o tal acabamento plástico, demonstrando que a solução poderia ter sido melhor elaborada.

    • Ubaldir

      Que agressividade desnecessária, João. Menos "paixão" e mais racionalidade. Não estamos aqui pra "torcer" pra nenhum modelo, somente comentando características físicas presentes no Cruze, que foi o foco de seu texto.
      Mas vamos aos fatos (longe de serem baseados em "besteira"): acabamento plástico na coluna "C" para compor design só se vê em Agile, HB20 e HB20S, carros de patamar de mercado bem abaixo do que o Cruze opera. E em termos de custo, bobagem inserir na discussão a hipotética formação da coluna apenas por estamparia. O correto ali deveria ser uma pequena janela do tipo "vigia", comum em carros da categoria dos sedãs médios/grandes (quer um bom exemplo? Veja as fotos de um Sonata em perfil), a qual formaria o arco para compor o padrão estético e daria acabamento incomparavelmente, indiscutivelmente melhor. É nesses termos que se fala em economia de projeto. A janelinha extra representa custo bastante considerável em relação à discutível solução de se estampar uma chapinha plástica no final do perfil envidraçado do carro. Ficou sim com cara de adaptação para contenção de custos. O próprio Cruze HB denuncia que a solução não foi das mais felizes. Como ele não conta com a peça plástica em questão (aliás, conta com uma bem menor e mais discreta), faz com que na observação dele e do sedã fique muito evidenciado o tal acabamento plástico, demonstrando que a solução poderia ter sido melhor elaborada.

    • Ubaldir

      Que agressividade desnecessária, João. Menos "paixão" e mais racionalidade. Não estamos aqui pra "torcer" pra nenhum modelo, somente comentando características físicas presentes no Cruze, que foi o foco do texto do presente post.
      Mas vamos aos fatos (longe de serem baseados em "besteira"): acabamento plástico na coluna "C" para compor design só se vê em Agile, HB20 e HB20S, carros de patamar de mercado bem abaixo do que o Cruze opera. E em termos de custo, bobagem inserir na discussão a hipotética formação da coluna apenas por estamparia. O correto ali deveria ser uma pequena janela do tipo "vigia", comum em carros da categoria dos sedãs médios/grandes (quer um bom exemplo? Veja as fotos de um Sonata em perfil), a qual formaria o arco para compor o padrão estético e daria acabamento incomparavelmente, indiscutivelmente melhor. É nesses termos que se fala em economia de projeto. A janelinha extra representa custo bastante considerável em relação à discutível solução de se estampar uma chapinha plástica no final do perfil envidraçado do carro. Ficou sim com cara de adaptação para contenção de custos. O próprio Cruze HB denuncia que a solução não foi das mais felizes. Como ele não conta com a peça plástica em questão (aliás, conta com uma bem menor e mais discreta), faz com que na observação dele e do sedã fique muito evidenciado o tal acabamento plástico, demonstrando que a solução poderia ter sido melhor elaborada.

  • Sasá

    O Cruze está com uma proposta para reestilização para final de 2014 e começo 2015, isso acarreta muita desvalorização ao carro, estou deixando de comprar o Cruze por esta causa, já andei no carro e é exelente, só achei que ele passa as marchas muito em alta rotação,isso pode afetar o consumo, diferente do corolla AT que passa as marchas em baixas rotações, pretendia ficar um bom tempo com o carro, de 4 a 5 anos, tenho que pensar 2X antes de tomar esta decisão, não é um carro barato….

    • Edson

      Vvocê pretende ficar com um carro 4 ou 5 anos e está com medo de reestilização por desvalorização??? Você não vai comprar carro nenhum!!! Todos os carros, sem exceção passam por reestilização a cada 2 anos.

      • Sasá

        Problema é comprar agora e mudar amanhã né amigo,e obrigatoriamente passar os 4 anos com ele de "cara velha" .Claro que ele vai mudar durante 4 ou 5 anos, mas quanto mais tempo ficar com o carro sem modificações, menos desvalorizado ele fica, temos exemplo do Civic , Corolla que passaram anos sem uma reestilização, e sempre foram carros muito valorizados por este aspecto tb. Obrigado pela resposta.

        • luis

          CIVIC vai passar por face lift ano que vem. Já aconteceu nos EUA, fique ligado!

  • Ubaldir

    Só acho que falta ao Ecotec um comportamento adequado na faixa de giros mais apropriada ao uso cotidiano. Muitos dos que relatam consumo elevado do Cruze não fazem a análise do "porquê" de obterem alto gasto de gasolina, em especial em utilização urbana. Mas o problema está ligado exatamente ao comportamento dinâmico que o motor proporciona, com desempenho questionável em baixos giros e regular em médias rotações, o que acaba levando os condutores a levar os giros a patamares mais elevados (próximos a 5000 rpm) antes das trocas de marcha, fazendo com que a marcha posterior já seja acessada em giros próximos a 3000 rpm, faixa em que o motor já fornece torque satisfatório, evitando a sensação de "dormência" que é clara em giros inferiores. O consumo aumenta muito nessa "tocada". A alternativa é mesmo encarar um pouco de leniência no desempenho e utilizar o carro em giros baixos, na faixa entre 1500 e 2500 rpm. Nessa toada o consumo é satisfatório.
    Mesmo com o câmbio automático esse comportamento se repete, levando o condutor a estar sempre pisando mais fundo no pedal da direita visando "indicar" trocas de marcha em regimes mais elevados, condição em que o Cruze responde à altura em termos de desempenho, mas cobra a conta na hora de parar em frente à bomba de gasolina.

  • Bruno Resende

    Por isso optei por um Jetta tiptronic ao invés do Cruze automático. Quando quero ter o controle do câmbio, eu tenho. Quando quero ter o conforto de um automático nos engarrafamentos, também tenho. Realmente é chato usar o câmbio automático quando se precisa de retomadas, por exemplo.

  • Fábio

    Não gosto do termo "mimos" me faz lembrar do programa AutoEsporte