Argentina Finanças Governamental/Legal Mercado Preços

Argentina reduz impostos de carros novos e montadoras prometem investimentos

carros-argentina

O novo governo da Argentina anunciou uma redução temporária nos impostos para automóveis, motos e até embarcações. A vigência do plano será de seis meses e poderá ser prorrogada se os resultados forem positivos.

A proposta do governo reduz o imposto de automóveis em faixas de preços intermediárias e de luxo. Os modelos com preços acima de 350.000 pesos, caem de 30% para 10%, enquanto carros acima de 800.000 pesos passam a recolher 20% ante os 50% cobrados atualmente.

De acordo com o governo argentino, o objetivo é eliminar a burocracia e as distorções, que limitam os investimentos da indústria no país. Em novembro, a produção caiu 16,6% e as exportações recuaram 52,4% até o momento.

Com isso, o governo espera a entrada de até US$ 3,8 bilhões no setor automotivo até o fim de 2017. A ADEFA, associação que reúne os fabricantes na Argentina, já acenou de forma positiva após o anúncio oficial, confirmando que as medidas favorecem o investimento na produção de veículos no país.

[Fonte: Reuters/Telam]





  • invalid_pilot

    Já vimos esse filme por aqui… Não adianta dar incentivo sem criar cenário competitivo pra industria, como por exemplo infra estrutura de logística pra baratear frete e favorecer exportações.

    Aqui no Brasil focamos no consumo interno e agora que o credito secou nossa industria não consegue exportar mesmo com câmbio favorável a isso

    • _William

      Se os carros do Brasil tivessem nível de construção/segurança equivalente com o de países decentes, numa hora essa as montadoras poderiam exportar o que sobrasse da produção local e garantir uma grana boa no cofre por causa do real desvalorizado.. mas vai mandar essas tranqueiras pra onde? Mal consegue convencer outros países do mercosul a comprar essas latas, imagina o resto. Acabou que aquele “Inovar Auto” foi um tiro no pé.

      • Davi Millan

        Único carro digno de ser exportado a qualquer outro país é o VW Up! que esta cada vez mais sendo exportado.

      • kikofar

        Quando disse que o Inovar Auto era uma bela de uma b…, quase fui trucidado aqui. O governo dá belas condições às montadoras que, por causa dessas condições, não precisam se esforçar pra vender seus carros aqui: mais segurança? Mais conforto? Preços mais em conta (do que se fossem importados)? Pra quê? O paizão estado deturpou o mercado e deu vantagens às montadoras… vantagens essas que deveriam ser conquistadas de acordo com as preferências dos consumidores!

        • Miguel

          Se nós tivéssemos governantes sérios, a indústria automotiva seria apenas mais uma no país, e não esse sindicato cheio de lobistas que só pensam nos lucros das próprias montadoras. Melhor seria abrir o mercado e baixar impostos para todas as empresas, nacionais e de importados, que aí eu quero ver quem vai ou não se virar pra produzir carros melhores…

    • Diego

      Muito bem colocado. Acenam com sinal positivo,mas ao sinal de uma retração já pulam do barco ou pior como no Brasil que sucederam diversos aumentos antes da crise se instalar; quem não se lembra dos tais aumentos…

    • Pedro Rocha

      Não vimos esse filme por aqui… Macri está abaixando os impostos para dar competitividade ao setor, enquanto por aqui os petralhas fizeram uma pequena redução de IPI, fechamento de mercado para benefício da ANFAVEA e prejuízo dos concorrentes importadores e venda de facilidades em medidas provisórias para os que pagaram pixuleco para o PT.

      • Henrique12

        Sem falar que Macri tem uma tendência de livre comércio, coisa que o PT abomina, inclusive ele já demonstrou interesse em negociar com a Aliança do Pacífico.

        • No_Name

          Kkkkk. Pode ir com Deus negociar com “Aliança do Pacífico” que só beneficia EUA. Nós iremos de acordo de livre comércio com a Europa muito em breve. Esse presidentezinho da Argentina é um bobalhão, vai destravar o “impuestazo” para os classe média/classe alta que são sanguessugas de qualquer país no mundo enquanto os pobres já começaram a levar fumo com aumentos de energia elétrica, gás, gasolina, alimentos…

          • Sergio

            Qual a diferença fazer acordo com a Europa ou EUA? Sem futuro mesmo era esse Mercosul. Melhor pegar no rabo do tubarão, do que ser cabeça de sardinha.

            • No_Name

              Digamos que um acordo com a Europa é melhor para o BR porque são muito mais maleáveis, justos, os europeus ainda têm certa ética em relação a tratados comerciais, já os EUA… E com a Europa o BR pode formar aliança estratégica em muitas áreas, como ambiental, tecnológica, militar etc. A Angela Merkel é favorável ao acordo de livre comércio do Brasil (que incluirá o Mercosul) com a Europa e declarou que o Brasil, dentre os BRICS, é país que mais tem afinidades com os valores e princípios europeus, o que é um bom sinal para o acordo se tornar realidade.

              • Sergio

                Todos os países que fizeram o acordo da aliança do pacifico estão crescendo mais que o Brasil. Acordo de livre comercio quanto mais melhor, alias, se é livre comercio, pra que acordo né.

              • Matheus_P

                Valores e principios??? Amigo, utopia nao existe…

              • kikofar

                Há mais de 10 anos ‘negociando’ e você me vem falar em ‘afinidades e princípios’? Quais por favor? Usar frases de efeito não cola por essas bandas, meu caro. Dinheiro, emprego, produtos mais baratos para a população…. nada disso tem nacionalidade, muito menos sotaque rapaz. Se o Macri é um bobalhão… a Cristina (8x mais rica do que quando o finado maridão assumiu a presidência) é o quê? Esperta pra c… né?

          • João Paulo

            Nunca esqueço das minhas professoras de história pregando contra a ALCA lá pro fim dos anos 90, começo dos 2000, diziam que os gringos iriam roubar nossos empregos, pois bem, hoje olho pra indústria automotiva mexicana que exporta boa parte da produção para os EUA e percebo como as professoras eram cretinas.

            • No_Name

              O México com ou sem livre comércio é quintal dos EUA. Seriam grandes exportadores de qualquer jeito, pela mão de obra muito mais em conta em conjunto com a vizinhança territorial.

              • Foxtrot

                No_Name, isso não ocorre apenas pela mão de obra barata, isso é uma questão muito mais complexa. Temos que levar em consideração a carga tributaria, burocracia e até os governantes. Olha a Venezuela, tem mão de obra barata mas um louco no poder que pode mandar prender quem trabalha na filial no país, assim como fez recentemente com a Pepsi. Tem também aquele caso mais antigo que envolveu Brasil e Bolívia, quando Evo Morales simplesmente se apoderou (sem pagar um centavo) de uma refinaria da Petrobras na Bolívia. Como investir em países como esses, mesmo com a mão de obra barata?
                O Governo mexicano tem oferecido condições tributárias e burocráticas favoráveis além de estabilidade política, tornando o país um investimento interessante até para países do outro lado do mundo.

                • Dezen Seide

                  Falou e disse
                  Parabéns pelo comentário
                  Esse NoName deve ser discípulo dos conhecimentos socialistas que passaram a vida inteira nas escolas

              • Henrique12

                O México é melhor que o Brasil, a inflação é menor, o IDH é maior, a economia cresce, a infra estrutura é melhor, então acho que o quintal está indo bem obrigado.

              • kikofar

                Brasil tem que remar (e deixar ideais bobocas socialistas pra trás) pra poder chegar mais próximo do que o México (como local para se empreender)! hehehe

            • Foxtrot

              Ah mas esses professores de historia…
              Cara, já leu o livro Anatomia do Estado? Ele explicou isso bem, o estado “manipula” o passado para que as pessoas tenham uma visão mais favorável ao atual estado. Por isso os professores de historia tem uma forte tendencia a serem pró-socialistas. São doutrinados do inicio ao fim da vida acadêmica para que possam doutrinar os outros.

              • Pedro Rocha

                Não só os de História mas as Ciências Humanas em geral e até as Biológicas sofrem com a manipulação preconizada por Gramsci.
                Depois, eles repassam a doutrinação que recebem para as crianças e adolescentes. Quem me salvou dessa desgraça foi uma declaração do Santo Padre Pio XI da Encíclica Divinis Redemptoris que reiterou que o “comunismo é intrinsecamente mau e perverso”. Comecei a estudar mais para saber o que realmente era o comunismo e o livro “Ocidente Traído” de Jorge Boaventura me deu a resposta do que realmente é essa ideia monstruosa que nem os professores doutrinados conhecem ou se conhecem são hipócritas.
                Nesse último caso, lembro-me de um professor da então Escola Técnica Federal de Campos que era socialista dos brabos, mas fazia propaganda da filha dele para um aluno que era congregado mariano tradicionalista do grupo de Dom Antônio de Castro Mayer… Na hora de casar a filha, nada de socialismo!

                • Foxtrot

                  Opa, obrigado pelas dicas de leitura. Vou ver se encontro O Ocidente Traido.

                • Miguel

                  Minha professora de história falava a mesma coisa que essa pessoa aí, que acha que os EUA são inimigos do mundo e só querem se dar bem a qualquer custo. Depois que comecei a pensar por mim mesmo, vi como a ideologia de um professor e uma educação equivocada podem mexer com a cabeça de um ser humano em formação.
                  Mas o pior foi a notícia desses dias foi a reforma do currículo de matérias como matemática, português, e principalmente história. Eles simplesmente excluíram do currículo a história grega, romana, todos os fatos históricos do velho mundo, dando preferência a matérias que falam apenas da América, de índios e negros, com a história africana…. Uma lambança!

              • Heheheh… Curioso isso… Estava tendo uma discussão com minha irmã (Aquela mesma que só compra Fiat, funcionária pública de uma faculdade paulista) e primeiro ela veio com a história que tinha feito faculdade particular com “dinheiro do PT”. Falei que o dinheiro não era do PT, mas da população, dinheiro aliás de impostos pagos por todos, principalmente a iniciativa privada que ela tanto demoniza. Mas ela falou que sabia o que sofria nas “mãos do Geraldo”. Sugeri então que se mudasse para as faculdades estaduais do Ceará, Bahia e Acre. Aí ela veio com a história de que os alunos estão do lado dos funcionários. Desafiei-a a achar uma entidade estudantil que apoiasse as reivindicações dos funcionários que não fossem do Diretório estudantil (Massa de manobra vermelha) ou de institutos de humanas. E reiterei que humanas seria contra qualquer coisa, PT, PSDB, Reitoria… Eles são contra o “sistema”, mesmo sem saber dizer o que é isso. E aí veio o famoso “Eu lembro muito bem o tempo do FHC”… E eu perguntei se ela lembrava como era antes… Ela falou que antes também era governado pelo PSDB, “partido do Collor”. Falei que o Collor era de um partido chamado PRN. Aí ela veio “PMDB, PSDB é tudo a mesma coisa”. Aí perguntei por qual coalização o PT tinha disputado a última eleição e qual o Partido do Vice. E por final perguntei a ela o que achava dos companheiros de palanque do Lula na década de 70/80, como Mário Covas, Fernando Henrique Cardoso, José Serra… Ué, mas o PSDB (Que nem existia, mas ela não deve saber disso) não era oposição ao PT? Não tinha governado o país durante 500 anos? Porque estavam do mesmo lado do palanque?
                Acho que é possível conversar com um esquerdista desde que ele seja inteligente ou pelo menos saiba o que fale. Não, não é possível conversar com esquerdista.

            • Matthew

              Indústria maquiladora , só montam os componentes importado dos EUA. Economia não é preto no branco, são tons de cinza. A abertura econômica proporcionada pela ALCA possivelmente aumentaria significativamente o bem-estar do consumidor brasileiro, na medida em que houvesse maior variedade de bens por preços menos. Mas isso fatalmente levaria a um estrangulamento externo do balanço de pagamentos. Será que a nossa agro-indústria sozinha seria capaz de gerar as divisas necessárias à aquisição de bens tecnológicos de maior valor agregado?!

            • Tem o Chile também.

          • Foxtrot

            Pronto, mais um que caiu no conto de fadas marxista do burgues malvadão.

          • E os pobres do Brasil que pagam quase 80% de aumento na energia, inflação em mais de 10%, juros beirando 15% com cheque especial em 300% e cartão de crédito em 700%.

            O fanatismo em governo de esquerda, cega as pessoas.

            • Henrique12

              O pior é chamar o México de quintal, sendo que a inflação mexicana é de 3%, segundo a consultoria japonesa Nomura, o México será o país mais rico da América Latina até 2020. Alguns brasileiros esquerdistas precisam é se ater ao que acontece lá fora antes de vomitar asneiras.

              • Matthew

                A Economia mexicana sempre cresce à reboque da americana. Quando da crise, lá a paulada foi muito maior do que aqui. Agora que os EUA tão se recuperando, o México acompanha, dado que quase todo o seu parque industrial é voltada pra economia americana.

                • Henrique12

                  Mas daí cada país é atrelado a outro, desde a entrada do PT a economia brasileira respira China, é o pior, o México exporta carros e eletrônicos, o Brasil exporta soja e minério de ferro.

                  • Matthew

                    Carros e eletrônicos com componentes importados dos EUA e só montados lá, mas blza..

                    • Henrique12

                      95% dos eletrônicos são montados no Brasil com peças importadas via Zona Franca de Manaus, dá no mesmo…

                    • Matthew

                      Bom, pois é… então por que é que lá tão melhor do que aqui? Como você mesmo disse, cada país está atrelado a uma economia. A do México a dos EUA, e a brasileira à da Argentina.

                • Acho que a economia americana sofrerá menos crises que as sulamericanas.

              • Elbert Freitas

                Não deixa de ser o quintal dos Eua. rsss
                Lá também sofre dos males de países subdesenvolvidos. Grande concentração de capital, áreas com baixíssimo investimento, criminalidade lá em cima.. por aí vai..

                • kikofar

                  Procure se informar mais. Criminalidade lá é muito menor do que aqui. Chega a nos corar de vergonha… Veja e entenda porque falo isso! Abraço.

                  • Elbert Freitas

                    Tenho parentes que moram lá em algumas cidades, acompanho notícia de lá e o que vejo é mais do mesmo.. Até cidades relativamente pequenas sofrendo muito com a criminalidade…

                    • kikofar

                      Olá Elbert! Cara, as cidades mais próximas da fronteira com os EUA, de acordo com relatos dos meus amigos que moram por lá, sim, são bem violentas em função do tráfico. Tijuana, Juárez, Culiacan, Obregon… Nessas aí, o bicho pega mesmo.

                  • Não é não. Das 20 cidades mais violentas do mundo, 70% estão divididas entre México e Brasil.

              • kikofar

                Henrique12, meu caro, muita gente ainda permanece presa aos conceitos e à visão de décadas atrás. Continuam com esse pensamento bobo de demonizar os EUA. Como se todos aqui fossem imbecis e só (e somente só) os iluminados eleitos que nos governam sabem o que é melhor e, definitivamente, fazer negócios com os EUA não é uma boa… Eles são yankees imperialistas opressores… Difícil acreditar, mas há pessoas que ainda cultuam essa visão… com tanta informação disponível por aí, relatórios de empresas de investimentos, jornais especializados em economia… E não falo só por isso não. Tenho 2 grandes amigos que moram há anos no México e me confirmam exatamente isso. Enquanto a nossa mídia aqui só sabe falar deles quando há alguma chacina por conta de briga de cartéis de drogas, os caras estão com a economia nos trilhos há um bom tempo, com ambiente mais transparente e menos burocrático a fim de receber empresas. Se o México fica próximo dos EUA e os mexicanos têm menor escolaridade e/ou menor influência de sindicatos e/ou menor regulação sobre as relações entre patrões e empregados, enfim, se por algum motivo lá tem atraído empresas e mais empresas, o importante é que os mexicanos terão à sua disposição empregos, cada vez mais globalizados, menos braçais, com agregação de valor, serão mais e mais produtivos e, por isso, criarão mais riqueza, o que os elevará a outro patamar… Enquanto aqui, nós discutimos as contas na Suiça de um vagabundo, ou as palestras milionárias e outras negociatas de outro mer.da que ainda governa esse país mediante sua marionete, querem aumentar mais impostos, criar novas alíquotas (mais altas, claro!) de imposto de renda, taxar os mais ricos… imposto, taxas, tributos… resta-nos o estado insaciável e demagogo! Estou muito triste com o rumo que as coisas vão tomando no Brasil de 2008 pra cá… Triste!

          • Henrique12

            O acordo do Brasil com a UE não inclui produtos que o governo ache “sensíveis”, portanto não é um “Acordo de Livre Comércio” e sim uma piada mesmo…

            • No_Name

              A proposta do Brasil engloba 90% do comércio bilateral…

          • Dezen Seide

            Classe média e alta que paga a maioria dos impostos nesse país lamacento
            Sempre os pobres.. Vira o disco tá todo mundo pagando essa conta dos comunas no poder!
            Por que tanta raiva dos Estados Unidos? Te garanto que se fôssemos alinhados com suas políticas capitalistas estaríamos muito bem estruturados. Mas, bora rumo a Cuba brasilzao!!!

          • Cara, pare um pouco pra pensar… Ninguém assina um acordo onde somente uma das partes é beneficiada, e essa é a maravilha do livre-mercado!

            Além do mais, a Argentina já vem sofrendo com inflação, então de qualquer forma as classes mais baixas são as que mais sofrem… Incentivar a indústria e os empresários a investirem no país fará a economia destravar e justamente quem terá mais oferta de emprego e renda são as classes mais baixas… Uma coisa puxa a outra!

            Não tem como criar políticas que favoreçam classes mais baixas sem favorecer, reduzir burocracias e dar incentivos ao seu empregador e investidores (coisa que brasileiro abomina, né?)…

    • Senhora Liberdade

      nao basta baixar imposto, pra que a burocracia seja diluida e preciso desregulamentar as principais áreas econômicas do país

    • Junoba

      Na verdade o governo anterior aumentou os impostos descaradamente, e então o atual que tomou posse disse que vai tirar essa majoração.

    • kikofar

      Quando vimos isso por aqui? Se estiver falando dos anos 90, com a abertura economica e logo depois o Plano Real, falar que não adiantou é passar uma borracha no que vimos por aqui: nossos ‘esportivos’ (Escort XR3, Gol GTI e Kadett GSI) passaram a ter concorrência de outros modelos… A GM, a Ford e outras empresas que aqui nadavam de braçadas há décadas tiveram que renovar seu portfólio… Astra, Vectra, Golf, Focus surgiram nessa época. Quanto ao resto do que você disse, está corretíssimo. Abraço.

      • invalid_pilot

        A senhora que saúda a mandioca deu desoneração do IPI e fechou o mercado sem ter criado infra estrutura e ambiente competitivo – resultado: Cartel se criou e coloca faca no nosso pescoço com preços. Sou totalmente a favor de mercado aberto e competitivo (que não ocorre hoje)

        Aprenda a interpretar texto , falo de agora e não de 1900 e bolinha

        • kikofar

          Pelo seu texto não percebe-se do período mais recente… Por isso comentei.

      • Castle_Bravo

        O governo FHC em 1995 sepultou a abertura econômica que tínhamos até então, com seu “pequeno” IPI que chegara a 70% para carros importados, posteriormente reduzido, mas nosso mercado jamais retomou a abertura de Collor.

  • Hox

    Esperando os ptistas aparecerem pra dizer que é “populismo”.

    • Léo Faria

      Impossível ser populismo com as faixas de preço atingidas pela medida.

      • Hox

        Populismo é uma série de medidas que algum governante usa para obter empatia do povo, não apenas pobres, mas a população em geral. Não tem nada a ver o que você disse.

  • Thiago

    Aqui também existe o protecionismo pelo que vi, governo não investe nem nas atitudes favoráveis ao país e, sim aos interesses pessoais

  • Regina Campos

    Os argentinos acordaram e fizeram a revolução nas urnas, depois de tanto
    retrocesso e anos de recessão. Resta o Brasil acordar também, com nossa
    ilustre presidentA que quer impulsionar a economia fechando o mercado,
    aumentando os tributos e fomentando o desemprego e a recessão.

    • Gavlan The BeerMaster

      Acho que só trocar de presidente não funciona, vai ter que mudar muita coisa para o Brasil voltar a crescer, e se isso acontecer, talvez, veremos resultados positivos somente em 2022.

      • alixgracus

        Depende da linha do presidente que vier. Dos concorrentes, podemos dizer que algum se pauta por essa forma ideológica de governar como essa turma que administra o país há 13 anos? Não vejo assim de forma alguma! A Marina carrega alguns ranços das ideias petistas, dada a sua origem política, mas ao menos conta com apoiadores de valor. Embora seja lamentável constatar o grande movimento de ex-filiados ao PT se transferindo para a Rede, e assim contaminando-a.

        • Gavlan The BeerMaster

          A questão nem é mais política, mas sim administrativa, o governo atual do jeito que está não quer mexer com medidas antipopulares mesmo que leve o país a falência, medidas essas que, poderiam “salvariam” a economia em pelo menos 3 anos de duros arrocho, o próximo que vier vai ter que pegar uma bomba perto de explodir e mesmo se fizer milagre esses resultados não virão antes de 3 anos (na melhor das hipóteses com todos indicadores no positivo), já que ele vai ter que conciliar os corte gastos com os ajuste de investimentos e pagamento da divida pública (que só cresce).
          O melhor para esse ano de 2016 seria se não houvesse aumento no salários, mas sim a diminuição gradativa de tributos o que acarretaria em um menor custo para esse ano, já que se mostrou mais do que ineficiente ato de imprimir dinheiro.

          • Teve um estado , não me lembro qual que congelou os salários dos funcionários estaduais. Todos fizeram greve e protestaram. O problema é o custo dos funcionários públicos, tem que fazer como nas indústrias. Inclusive demitir e diminuir o salário.

            • Gavlan The BeerMaster

              Esse pseudo aumento do governo só faz com as coisas fiquem mais caras tanto para máquina pública como para o índice geral de preços(já que acarreta no aumentos dos tributos para cobrir o reajuste salarial), os aumentos deveriam ser bianuais e com correção real em relação a inflação, dar 100 conto de reajuste sendo que os preços ficarão em média 300 conto mais carros não é a atitude mais sábia a se fazer…. Mas mesmo assim, o governo insiste na burrada.
              PS: Sou funcionário público e sim, me sinto mais prejudicado com esses aumentos de salários do que beneficiado.

            • Elbert Freitas

              não pode diminuir salário de CTL. Demissão também acarreta em grandes gastos, fora a chance de piora na qualidade daquele serviço.

          • alixgracus

            Não se esqueça do papel das expectativas sobre os agentes econômicos. Nesse quesito, qualquer outro grupo político que não o atual conduzindo o país vai receber um bônus de confiança do mercado, por pior que esteja a conjuntura.

            • Gavlan The BeerMaster

              Sim, já considerei essa possibilidade, mas a verdade é que, mesmo com bônus a economia do país não vai se recuperar tão cedo, isso requer medidas duras e muito planejamento para que não haja “falsos enganos”….

              • alixgracus

                Certamente que vamos passar uns bons anos de vacas magras, mas insisto em que a duração da crise será menor com uma outra equipe conduzindo o país, com novas crenças e, consequentemente, um julgamento mais favorável por parte dos agentes, sejam os daqui ou os de fora. Mas, claro, reconheço que, se melhora, nada muito além, pois a conjuntura é mesmo desfavorável: época de baixa no preço das commodities e de uma tendência de alta nos juros dos EUA, o que atrairia para esse país boa parte do fluxo de investimento que hoje se direciona para os mercados emergentes.

                • Gavlan The BeerMaster

                  Né…?

      • Sergio

        Por incrível que pareça, mudar o presidente tem impacto sim, pois sob a batuta dele está todos os ministérios, e uma caralhada de milhares de outros cargos, então se mudar o presidente com uma visão mais pró-comercio, muda tudo. Saindo a dentuça, sai toda a companheirada junto, é uma mudança radical pra melhor, porque pior que está não fica, parafraseando o deputado com mais presença na câmara, o Tiririca.

        • Gavlan The BeerMaster

          Uma cabeça diferente que vai ter que arcar com a mesmas dividas, com os mesmos recursos e juros cada vez maiores, de fato, pode até dar uma animadinha, mas nada mais prolongado, milagre mesmo é, se em “apenas” 3 anos (isso eu estou contando a partir de 2019 quando o PT deve sair do governo, se que vai) conseguimos sair dessa mesmo que o crescimento seja nulo.

          • Sergio

            ah sim, mudar a presidente resolve sim, pois vem a reboco toda a equipe, mas é como vc falou, demora alguns anos.

    • rvmattos

      tenho medo do ano que ta chegando…. cada um que se segure… vai ser tenso… tomara que eu esteja errado.

      • Deadlock

        Infelizmente, é verdade. O futuro, na verdade, é aterrorizante, ser demitido e saber que tem uma ínfima chance de encontrar outro emprego. Uma grande rede de supermercados acaba de anunciar o fechamento de 10 lojas no Paraná. O fechamento de uma grande loja pode desencadear mais fechamentos, seja por medo de consumir, seja porque há menos consumidores. No caso, ainda havia várias pequenas lojas que gravitavam em torno do supermercado e, de uma hora para outra, foram despejados. E isso é só o começo. Há várias firmas utilizando lay offs e a cada fechamento de outra empresa, aumenta a chance de sair do lay off para o desemprego. Quando a olimpíada acabar, o Rio…

    • Léo Faria

      Regina, a medida é muito parecida com a adotada no Brasil quando da redução do IPI. Engraçado que aqui foi tratado como burrice e protecionismo e lá e tratado como algo revolucionário.

      • Pedro Rocha

        Macri está abaixando os impostos para dar competitividade ao setor, enquanto por aqui os petralhas fizeram uma pequena redução de IPI, fechamento de mercado para benefício da ANFAVEA e prejuízo dos concorrentes importadores e venda de facilidades em medidas provisórias para os que pagaram pixuleco para o PT.

        • Gavlan The BeerMaster

          Pequena redução entre aspas (“”), já que, além de beneficiar o bastante o setor defasou o caixa da união, o rombo previsto era de 25 bilhões nesse ano (se as medidas corretivas tivessem sido tomadas a tempo de reverter o quadro), mas logo revisaram as contas e já se fala em 112 a 116 bilhões, como foi dito pelo Levy: Essa brincadeira saiu cara e se mostrou pouco eficiente já que houve um grande número de demissões no setor, objetivo contrário, que era proposto para esse ajuste, proteger empregos no setor…
          Um outro ministro também ressaltou que se houvesse a continuidade nesses medidas, “logo o Brasil estaria pagando para demitir pessoas”.

          • Sergio

            Anteciparam o consumo de bens que só seria feito no futuro (agora). O país não cresceu, e agora estão pagando com juros o que foi consumido lá atrás, só que agora sem emprego, pois muitos achavam que o crescimento era sólido (e não apenas crescimento de demanda baseada em crédito), e fizeram investimentos errados na época da bonança. Esse crescimento nunca era pra ter acontecido, fomos o que nunca era pra ter sido. Como houve o erro, agora segura a bronca.

            • Marco Antônio

              Bom e velho mercado punindo as intervenções estatais. hayek vira na tumba de tanto rir de nós.

          • Matthew

            A economia é cíclica. A política anti-cíclica adotada foi bem sucedida, mas tinha o seu limite, é óbvio. Chega uma hora que todo mundo já trocou de carro e tá endividado. É aquela tal coisa, quanto maior o porre pra amenizar a dor, tanto maior será a ressaca depois.

          • Castle_Bravo

            Impostos como IPI jamais deveriam ser cobrados pelo Governo Federal. Já temos impostos ao consumidor gerenciados por estados, que podem chegar aos 30% do valor de um produto. O “rombo” não pode existir de um dinheiro que jamais deveria estar lá.

            • Gavlan The BeerMaster

              IPI tem impacto no orçamento do estados, não é só a união que fica com bolo.

              • Castle_Bravo

                Mesmo assim, não deveria ser competência federal a cobrança de impostos sobre o consumo.

      • Matafuego

        Aqui a redução do IPI não estava atraleda ao fato da montadora ter fábrica no país? Aqui também tem o fator Inovar Auto.

        Ao meu ver são medidas parecidas só no que diz respeito ao corte de impostos. Os resultados lá tendem a ser bons. Aqui só se fez encher de as ruas de projetos para países emergentes (a Kia estava indo bem antes das medidas do governo, por exemplo).

      • Henrique12

        Pelo que li no jornal clarín, Macri quer aumentar os níveis de exportação já que o país carece de reservas em dólares, nada a ver com a politica do Lula que visava apenas abastecer o mercado interno. São duas políticas diferentes.

      • Rodrigo

        Negativo. Se vc interpretar corretamente a notícia, vai ver que o que o Macri está fazendo é reduzir o IVA de veículos produzidos na Argentina E em faixas específicas de preços.
        Aqui, a redução do IPI foi para qualquer veículo (independente da origem) e em faixas de desconto por cilindrada (e não preço).
        Portanto, não foi igual ao praticado aqui.

        • Castle_Bravo

          Fora que aqui, o nosso “IVA” (o ICMS) não foi reduzido. A redução do IPI em muitos casos foi absorvida pelas revendas, ou seja, a redução foi praticamente inócua ao consumidor.

      • JCosta

        A burrice no Brasil foi ter aumentado o protecionismo… Acomodou a indústria que só sabe fazer dinheiro aumentando preço…

      • Sergio

        Tu quer comparar o Macri com a dupla Lula e Dilma? Junta os dois, não dá metade do hermano. Sou brasileiro, mas essa é a real.

    • Fabio Marquez

      O pessoal da BMW, Mercedes-Benz e Land Rover devem ter se arrependido de terem investido em fábricas aqui no Brasil.

      • Floma08

        Porque? Bmw já aumentou os preços e continua vendendo muito bem. Acho que as outras marcas vao vender bem também.

      • Matthew

        As três alemãs premium bateram recordes de vendas no Brasil este ano. Só por isso. Não existe o vilão e a mocinha da história. Qualquer que tenha sido a “cagada” feita pelo PT, a indústria automobilística se beneficiou. De trouxa eles não tê nada. Mas sempre prevalece a síndrome de vira-lata. Qualquer política que se adote no Brasil é populismo e estar fadado a dar errado. Na Argentina com um cara um pouco mais liberal, a medida é genial.

      • Castle_Bravo

        Qualquer fábrica que consiga “entrar no esquema” do cartel brasileiro consegue ganhar muito dinheiro por aqui, apadrinhada pelo Estado e usando os idiotas sindicalistas como massa de manobra.

    • Dezen Seide

      Correçao: É PresidANTA!

    • Derek

      Com o PT no governo, pode esquecer. Eles não tem esta mentalidade.

  • Gavlan The BeerMaster

    Eles estão fazendo o teste e se der mer#$%, cortam essa conversa fiada de incentivo fiscal, aqui no huezil, essa brincadeira que foi patrocinada pelas próprias montadoras custou aos cofres públicos nesse ano 2015 116 bilhões de reais…
    Com o aumento do salário mínimo pode somar mais 52 bilhões para ano que vem.

  • Fatiador de enroladinhos

    50%….e a perua castelhana desfilando só na pompa e circunstância.

  • Victor Hugo

    Malditos capitalistas, querem incetivar as industrias (elite branca) para gerar Empregos e tirar os coitados (Recebedores de benefícios) do colo do governo, fazendo com que eles, através da mão de obra (emprego), consigam vencer com seus próprios meios de sustento. Covardia!!! Diga não ao Capitalismo, e sim ao socialismo, no qual todo mundo é pobre ferrado por igual. Só o Governo, ou melhor… Governantes podem usufruir dos badulaques inuteis que os Capitalistas invetam.

  • Rodrigo A.

    .

    • Marco Antônio

      Eu fikei esfregando cuspe na minha tela achando que ela estava suja. Vlw..

  • Gran RS 78

    Que inveja dos Argentinos que souberam dar um basta no esquerdismo populista, e logo estarão crescendo bem mais que o nosso falido Brasil, graças a essa corja corrupta que está no poder. Só nos resta esperar que esse desgoverno caia, coisa que eu acho muito dificil, ou aprender a votar em 2018 e mandar esse corja petista lá para Cuba.

    • Henrique

      Perfeito teu comentário, o México já acordou há anos, agora a Argentina. Não vejo outra saída a não ser pela força ou golpe para tirar esses malditos petistas,bando de ladrões e vagabundos que acabaram com o Brasil e o sonhos dos brasileiros.

      • Max

        A corrupção é endêmica no país, não é só no governo do PT. O maior problema do PT é sua política de esquerda e assistencialista, e a falta de confiança no mercado. O governo deve gerar confiança para atrair investimentos e passar o que for possível para a iniciativa privada. O governo deve ficar só fiscalizando para evitar abusos e atuar nas falhas de mercado.

  • Marco Antônio

    Reservas fracionárias, Moeda sem lastro e Bancos Centrais. Esses sim são os males a serem combatidos. Ações heterodoxas não vão solucionar o problema da América latina.

    • Sergio

      A Suíça vai fazer um referendo (ou algo assim) pra propor o fim das reservas fracionárias.

      • Marco Antônio

        Baralho, eles não tem limites. Torcendo pra acabe mesmo. Uma ilha no sistema mundial.

  • afonso200

    baratear fretes, politica de renovação de frota destruindo o carro depois de 8-12 anos,,,,,etc, etc

  • CanalhaRS

    Nossos vizinhos estão acordando para a vida e tentando melhorar as coisas. Se não fôssemos uma nação egoísta, preguiçosa e corrupta, poderíamos ter um futuro também…

  • Ramom Alencar

    👏👏👏

  • JCosta

    Ah.. Brasil…

  • Tosoobservando

    Imagina se baixassem os impostos aqui de 50% para uns 20% ou menos (como em países decentes tipo Eua, Japao, alguns da Europa etc..) a gente voltaria a ter carros top a 40 mil e populares seriam populares mesmo, começando la nos 14, 15 mil reais.

    • Max

      Impostos de carros populares no Brasil:
      IPI 7%
      Pis/COFINS 11,6%
      ICMS 12%
      ————————-
      Total = 30,6%

      • Tosoobservando

        Tem carros anunciados ae com impostos acima de 50% do valor.

    • Max

      Renegade e SW4 ambos a Diesel são tributados no percentual de 25 % só de IPI

  • zeh

    …ai acontece como por aqui….as montadoras aumentam os preços pra abocanhar essa diferença…e tudo fica na mesma…

    • Max

      Verdade. Aquela redução de IPI as montadoras embolsavam tudo. Toda prorrogação de IPI, tinha aumento de preços em seguida.

  • Evandro

    Acho que a Argentina vai ir pra frente agora, já começou a varrer o lixo… Agora o NA está de brincadeira né? Essas propagandas com videos (BB), “startando” automaticamente, sem poder parar, ridículo, sei que o site depende disso para funcionar, mas deveria virar um site apenas de propaganda, ou um site pago de vez!

  • Antoniokings1

    Começam a parecer manifestações populares contra o Governo Macri. Começou metendo os pés pelas mãos nomeando juízes amigos, tentando burlar leis e etc. Foi devidamente travado pelo Congresso e Justiça. Isso vai acabar mal para os portenhos.

    • PTistas são incorrigíveis. Torcem para o pior de quem não é dos seus.

      • Antoniokings1

        Pior são os que torcem para que as coisas piorem no próprio país. Ademais, a Argentina será a vitrine do pesadelo que cairá sobre a população. Seria mais ou menos o que ocorreria aqui se Aécio vencesse. Ainda bem que nos livramos dele.

        • “…Pior são os que torcem para que as coisas piorem no próprio país…”
          Concordo integralmente. Na verdade essas pessoas me dão nojo. No mais, a única forma de defender o PT ultimamente é com conjecturas, adivinhações… Eles não tem argumentos inteligentes…

          • Antoniokings1

            Esse Macri já começou metendo os pés pelas mãos: tentou nomeador dois juízes amigos para a Suprema Corte, está tentando furar a Lei de Meios e mandou soltar alguns militares acusados de tortura. Suas medidas econômicas devem ajudar a debilitar a já fraca indústria nacional sem contar o ajuste fiscal que ficará no lombo dos mais necessitados. Dentro em poucos, os ‘hermanos’ sentirão falta de Cristina K. Pode anotar. Isso não vai dar certo, ainda mais em cima de um povo politizado como o argentino.

            • Curioso seu chute: Aqui no Brasil todos os candidatos falaram que o país mergulharia em uma crise, exceto uma. Só que eles acertaram!

              • Antoniokings1

                Está aí uma coisa que podemos assistir de camarote. Vamos aguardar.

                • Camarote do Titanic não é? A esquizofrenia PTista é tão grande que na imaginação fértil deles o país está indo bem…

                  • Antoniokings1

                    Enquanto a imprensa pinta um quadro tenebroso e alguns políticos ficam de mimimi, inconformados com a perda irreparável da eleição, a Nissan acabou de anunciar investimentos de R$ 750 mi em Resende. Talvez Carlos Ghosn seja idiota ou cego. Sei lá. Mas o fato é que é mais um ponto para o País (e o Governo). Isso é que interessa. Mais trabalho, mais desenvolvimento.

                    • Bem, ouvi da própria Dilma e hoje do Jaques Wagner que o país está em crise. A imprensa dublou a voz deles?

                    • Antoniokings1

                      Crises sempre existiram e sempre vão existir. O importante é que passam. EUA, Europa e Japão até hoje não se recuperaram totalmente da crise de 2008. Já temos quase dez anos nessa situação.
                      A propósito. Ainda hoje, devem entrar R$ 11 bi das hidrelétricas que os chineses arrendaram. Como esse sujeitos não têm visão, né?

                    • E vou parar de bater palma pra maluco dançar. Ptismo é doença…

  • Filipe Tagliatti

    2018 já sabe né?
    13 e confirma XD kkkkkkk

  • Ricardo

    A maioria dos carros decentes do Brasil vem da Argentina, aqui no Brasil, tirando um ou outro como o Corolla sem Esp e capado, e esses novos suvs compactos o resto é só carroça.

  • Marquinhos

    Brasil era para estar liderando o desenvolvimento na America Latina, aí resolveram colocar o PT no poder e o que a Quadrilhada conseguiu fazer???? Quebrar o Brasil e o Brasil ser rebaixado para Junk, que é LIXO, pelas agências de risco, ou seja, o País não tem credibilidade nenhuma mais. Agora com a Argentina de volta aos trilhos com o Macri, tirando a esquerda do poder, as indústrias irão olhar com outros olhos e investir pesado na Argentina, abandonando investimentos no Brasil e transferindo seus parques fabris para lá, pois aqui não há politica nenhuma definida para incentivo ou que encoraje os empresários a investir , sem entrar em fator dolar alto que inviabiliza qualquer importação de maquinário, pelo contrário, o empresário que na cabeça de petista é Ladrão vai investir aonde? ??? então que agora vá se buscar emprego na Argentina e montar sindicato por lá .Mudem para Argentina Ptzada….

  • Daniel

    O Macri já está preparando o terreno para se aproveitar da instabilidade do Brasil e buscar recursos que poderiam ser investidos no Brasil e com isto desenvolver a Argentina. Ainda ele está só no começo conhecendo o terreno a qual foi empossado. Não vai ser estranho se daqui a algum tempo ele vai bater de frente com o Brasil, Venezuela e Bolívia. Isto não é difícil de entender, pois é só ver o passado do mesmo. Espero que nossos governantes acordem para ver o que irá acontecer com a Argentina e busquem aproveitar do momento daquele país.

  • Antonio

    Porque será que a esquecida Argentina ate a vitótoria do Ma..acrí, agora vira manchete em tudo? Mas não passam das manchetes!

  • Antonio

    Quanta “coxinha gorda” recheada com angú! Vou sair de perto, antes que uma dessas exploda na minha tela

  • Antonio

    Porque será que a esquecida Argentina ate a vitória do Ma..acrí, agora vira manchete em tudo? Mas não passam das manchetes!

    • Bem mais do que você merece mortadela.

      • Antonio

        Com certeza! Bem mais que uma “Coxinha” tostada, apastelada de purê de angu, e se posando de cirí.

    • Castle_Bravo

      Por que? porque Macri está fazendo algo inédito para os padrões da esquerda imbecil que tomou conta da América Latina, diminuindo o intervencionismo e sendo abertamente contra o inchaço estatal. “Apenas” por isso.

      • Antonio

        O Inédito que ele esta fazendo e mandar metralhar trabalhador com balas de borracha, foi isso e que vimos sair nos jornais independentes daqui.E que esse ineditismo fique por lá, a America latina tem juízo independente do neo-liberalismo tacanho, covarde e golpista

        • Castle_Bravo

          Nota-se que tu não entendes absolutamente do que está acontecendo por lá. É a primeira vez que alguém abertamente liberal é eleito na América Latina, alguém com a plataforma de menos intervenção estatal e abertura econômica e completamente em oposição ao paternalismo imbecil que os latinos tanto amam. Balas de borracha? se for pra atirar em baderneiros, poderiam atirar gás lacrimogênio, é mais efetivo.

  • Antonio

    O Inédito que ele esta fazendo e mandar metralhar trabalhador com balas de borracha, foi isso e que vimos sair nos jornais independentes daqui.E que esse ineditismo fique por lá, a america latina tem juízo independente do neo-liberalismo tacanho, covarde e golpista