Audi Hatches

Audi A3 Sportback: marca informa que um novo lote foi nacionalizado

audi-a3-165-000

Desmentindo a informação de alguns concessionários de que o Audi A3 Sportback teria deixado de ser importado para o Brasil, a Audi entrou em contato conosco para informar que a informação não procede.

Segundo a empresa, um novo lote acaba de ser nacionalizado e em breve estará nas lojas. A empresa também fez com que o modelo voltasse rapidamente ao configurador do site oficial, após a publicação da nossa matéria, mas quando o A3 Sportback é selecionado o que abre é o configurador do A4.

Pesquisando em sites de vendas de carros novos, como por exemplo o Webmotors, encontra-se mais de 190 unidades do A3 sedã mas apenas 17 unidades do Sportback, algumas 2014/2015, o que gera dúvidas com relação a este novo lote e a quantas unidades virão.





  • Eduardo Brito

    Será que ele ganha o motor 2.0?

    • !Marcelo Surf!

      Na verdade os 2016 já existem no br com 1.4 e 1.8, porém como ainda vieram poucas unidades surgiram especulações, contudo nada mudou.

  • The Monster Man

    Será que virá dona Audi?

  • Leandro Santos

    Com os preços do jeito que tão….

  • GPE

    Então agora teremos o hatch e o sedan 1.4 capados. Que beleza!

    • Bruno Silva

      Pelo que eu entendi o hatch continua sendo importado, então acho que manterá a configuração multilink + DSG.

      • GPE

        De acordo com a matéria, entendi que foi nacionalizado. “novo lote foi nacionalizado”. Se viesse importado, creio que o certo seria escrever “novo lote chega ao país”

        • Bruno Silva

          Lote foi nacionalizado, não o carro. Significa que importaram um lote, e os mesmos já se encontram em condições de vender no Brasil, foram nacionalizados.

          • GPE

            Tem essa interpretação tbm

            • Rodrigo

              Lote nacionalizado significa que já está em território brasileiro e já foi desembaraçado.

          • radiobrasil

            Creio q o nacionalizar é adaptar ao veículo à legislação brasileira. Exemplo: tem países que o carro não tem placa na frente, entao a fabricante pode inserir o suporte da placa por aqui, extintor (não sei se ainda é obrigatório.. uns dizem q voltará..)

    • Luca Muzzy

      Me desculpe a todos empregados brasileiros que trabalham em fábricas de automóveis, mas quando um carro que era importado e passa a ser nacionalizado, sempre parece que falta alguma coisa, principalmente o interior parece que fica mais pobre. Ou pode ser apenas impressão.

      • GPE

        Não tem que culpar os empregados brasileiros, mas sim, a montadora. O empregado apenas monta o que recebe

        • Luca Muzzy

          Eu não culpei o empregado mas sim, justamente a montadora. Eu falei me desculpe aos empregados brasileiros para que não possa parece uma ofensa a eles.

          • GPE

            Entendi

      • Erlandio Ramos

        Nos casos do A3 Sedan e Golf nacionais foram simplificados suspensão e câmbio, mas o interior de ambos não empobreceu em nada.

    • vicegag

      O modelo não estava no site porque estavam atualizando os dados do modelo nacional, tais como suspenção traseira e tipo de câmbio…….

  • Murilo Rodrigues

    Pra quem não liga e quer usar um A3 Sportback até ele ”acabar” tem alguns 14/15 e 15/15 no Webmotors com preços bem atraentes

  • Gran RS 78

    Uma carro bem interessante, mas os preços estão muito caros, tanto o A3 como os A200 e tbm os 120 da BMW.

  • Danilo

    A Audi errou muito no conteudo desse carro. A versao Top 1.8 Ambition sem couro mata. Ela tinha que custar o que custa com couro e GPS.
    Acho o Hatch mais bonito entre Golf, 120i e A200, mas vendeu pouco. A versao 2016 ganhou AutoHold (coisa que a Audi insistia em deixar de lado e que a partir dos 2016 acordou pra vida, item que custa apenas 80 euros e eh uma função bem interessante de se ter).
    Mas no caso do Sportback Top de Linha ainda falta alguns itens, como sensor dianteiro e camera de re, ACC e trazer o pacote S-Line pra aqueles que querem um “Ar esportivo sem abrir mao do conforto”, sendo uma opção intermediaria entre A3 e S3.
    Por exemplo a BMW com sua 125i e a Mercedes com o A250 Sport. Ta certo que a Audi nao possui la fora um A3 mais potente do que a versao 1.8T de 180cv pra competir com 125i e A250, mas tambem, teoricamente, custaria menos que seus concorrentes citados.

  • Alcântara

    É fácil de explicar este número bem reduzido do modelo. O segmento hatch vem caindo em volume ano após anos, tanto no mercado total quanto no Premium (queda mais perceptível). Como o hatch premium está precificado acima de 100.000, concorrendo direto com sedans Premium de entrada – A3 Sedan – o cliente opta pelo melhor custo benefício – leva espaço, equipamentos e preço. O hatch Premium só é viável, em se tratando de volume, na faixa entre 85k e 95k. Acima disso, vira carro de nicho e baixo volume – provavelmente está é a leitura da Audi – foco total no A3 Sedan e deixando somente o S3 e RS3 no line up do hatch – baixíssimo volume e melhor rentabilidade

  • Yo soy Yo

    O ruim é que do jeito que está a economia, essas marcas, Audi, BMW, Mercedes e etc voltaram a ser marcas exclusivas de ricos, pois agora nem comprar não conseguimos mais, e manter uma máquina dessas é que sempre foi o mistério.



Send this to friend