Audi: fábrica de Bruxelas é paralisada após ataques terroristas

22/03/2016

audi a1 fabrica bruxelas

Após os ataques terroristas que tomaram conta da Bélgica na manhã desta terça-feira (22), com três explosões no aeroporto local e metrô, deixando 31 mortos e 198 feridos, a Audi decidiu suspender, de forma temporária, as operações da linha de produção do A1 em sua fábrica de Bruxelas.

De acordo com o divulgado da empresa alemã, os 1.100 funcionários do último turno da unidade, que seriam responsáveis por montar 250 exemplares do hatch compacto, foram dispensados temporariamente. Ainda não se sabe, porém, se a planta vai voltar a operar normalmente amanhã, já que tudo depende do que vai acontecer nas próximas horas e também sobre o que as autoridades locais irão aconselhar.

Atualmente, a unidade de Bruxelas emprega cerca de 2.500 funcionários e teve segurança reforçada devido aos ataques.

[Fonte: Automotive News]













  • ObservadorCWB

    Alguns seres humanos são umas………

    • Louis

      Quero acreditar que exista algum inferno, para onde terroristas e bandidos possam ir.

  • Clovislauro

    Os ataques na Bélgica causam uma tristeza enorme, se perderam 31 vidas. Bom momento para lembrar que no Brasil 160 pessoas são mortas propositalmente, assassinadas, todos os dias. Segundo a OMS somos o pais mais violento do mundo.

  • dallebu

    Chama mais refugiados, tem é pouco!!! Cavalos de troia.

  • Mr. Car

    E aquela coisa no Palácio do Planalto ainda prega “diálogo” com estes terroristas.

  • th!nk.t4nk

    Lembrando que a Bélgica é uma bagunça. Sempre foi. A polícia de Bruxelas é vergonhosa, pra dizer o mínimo, e o resto do país apenas sonha com a divisão. Pra um terrorista se esconder sem ter que ir pra longe é o melhor lugar.