Home Avaliação 365 Avaliação 365 – Chevrolet Onix – Revisão de 10.000 km e consumo

chevrolet onix revisao 10.000 620x465 Avaliação 365   Chevrolet Onix   Revisão de 10.000 km e consumo




Nosso Chevrolet Onix da Avaliação 365 já está com cerca de 12.500 quilômetros rodados. Desde a última postagem sobre o assunto, um mês atrás, fizemos algumas medições de consumo e também fizemos a primeira revisão do carrinho.

Falemos primeiro do consumo. Neste último mês, fizemos apenas medições na estrada, rodando com gasolina e ficando sempre em uma média de 110 km/h com ar-condicionado ligado. A média foi de 13,0 km/l, um pouco pior do que tínhamos conseguido anteriormente.

Tanques anteriores resultaram em médias de 13,8 e 13,9 km/l, um pouco melhor do que esta última medição. São variações normais, dentro do que se possa esperar, mas de qualquer forma elas mostram que o consumo de um Onix 1.0 é bem pior do que o consumo de um modelo igual mas com motor 1.4, lembrando que na Avaliação NA um Onix LTZ 1.4 chegou a conseguir 16,8 km/l.

Isso faz com que tenhamos uma certa preferência por um modelo com motor maior no segundo modelo que avaliaremos na Avaliação 365, que aliás será comprado em novembro ou dezembro deste ano, conforme forem os lançamentos de modelos de até 40.000 reais até lá.

Além de termos – com um carro 1.4 – um desempenho bem melhor, o consumo ainda será mais interessante. Fica implícito que o carro 1.0 não é um bom negócio, a não ser no valor menor pago na hora da compra.

Revisão de 10.000 quilômetros

itens revisao onix 10.000 620x84 Avaliação 365   Chevrolet Onix   Revisão de 10.000 km e consumo

OBS.: Como foi atentamente observado por um leitor que nos enviou um email, o óleo usado não foi da especificação correta. Deveria ser SN ou superior, e foi usado um SL.

Fizemos a revisão de 10.000 quilômetros de nosso Onix 1.0 um pouco acima da quilometragem exata, mas tudo correu suavemente. Deixamos marcas escondidas nas peças, para ver se elas realmente seriam trocadas, e o filtro de óleo foi devidamente substituído.

De acordo com o manual do proprietário do Onix, na revisão de 10.000 km, além de se trocar o óleo do motor e seu respectivo filtro, também tem de ser feitos os seguintes itens:

– Pesquisar possíveis vazamentos no motor e na transmissão;
– Trocar o filtro de combustível;
– Verificar desgaste das pastilhas de freio;
– Inspecionar e regular o freio de estacionamento;
– Inspecionar o nível do fluído de freio;
– Verificar o nível do fluído da direção hidráulica;
– Conferir fixação e possível vazamento dos amortecedores;
– Verificar condição e fixação das juntas e coifas;
– Conferir pressão e desgaste dos pneus, bem como fazer rodízio;
– Inspecionar o funcionamento do sistema do ar-condicionado;
– Pesquisar danos na carroceria ou corrosão;
– Inspecionar condição dos cintos de segurança;
– Analisar posíveis códigos de falha da central eletrônica;
– Inspeção do equipamento de iluminação e sinalização;
– Verificar condição das palhetas e lavá-las, se necessário;

Sabemos que a concessionária não fez todas essas verificações, pois em questão de menos de duas horas o carro passou pela revisão. Seria muito difícil conseguir fazer tudo que a GM manda nesse tempo, ainda mais levando-se em conta que na concessionária em questão apenas um mecânico trabalha em cada veículo, de cada vez. Isso aliás deve ser o padrão nas concessionárias da marca.

O filtro de ar não foi trocado, mas ele realmente não deve ser trocado em uma quilometragem exata, de acordo com o manual da Chevrolet. Ele deve ser verificado, e se não tiver muita sujeira, pode continuar a ser usado. Foi exatamente o caso do nosso carro.

Só que na nota fiscal da concessionária não tínhamos indícios de que tudo foi feito. É claro que itens de verificação manual acabam não aparecendo na nota fiscal, mas ali também não apareceu a troca do filtro de combustível, por exemplo. Sabemos que o item não foi trocado, pois o mesmo anteriormente marcado ainda estava ali. Este item deveria ter sido trocado e não foi.

Logo no dia seguinte, questionamos a concessionária, que indagou o mecânico. Foi então constatado que o item não foi mesmo trocado, que “ele despercebeu isso” e que isso seria feito assim que pudessemos levar o veículo lá. Em seguida o assunto foi resolvido. Então a loja cobrou 25 reais deste componente.

A revisão custou 181 reais sem o filtro de combustível. Com ele, o valor passou a 206 reais, que é um pouco mais do que a Chevrolet indica em seu site que esta revisão deveria custar: 4 x 49 reais, o que dá 196 reais. Foram 10 reais a mais, o que não é tanto, mas de qualquer maneira não é o combinado. E o pagamento foi oferecido para ser feito em no máximo duas vezes no cartão de crédito, não quatro como a GM diz.

Só que o valor total não foi esse. Foi de 226 reais, antes do filtro de combustível ser trocado. Isso porque neste valor foi incluso um kit visibilidade de 45 reais, item que teve sua venda devidamente questionada a nós antes de ser feita a revisão, ou seja, nada de empurroterapia.

produto anti embacante para brisa 620x826 Avaliação 365   Chevrolet Onix   Revisão de 10.000 km e consumo

Aceitamos a inclusão do item para avaliar o produto vendido e também seu preço, revelando ele aos nossos leitores em foto e questionando: o que vocês acham, vale o preço pedido? A resposta é óbvia. Um último detalhe: o carro foi entregue sujo, do mesmo jeito que chegou. Custava muito dar uma lavada?





Se você não está vendo os comentários, desabilite extensões do tipo Adblock (que impedem a exibição dos comentários), ou adicione nosso site como exceção.