Home Marcas Audi Avaliação completa do Audi A1 Sport

audi a1 sport fotos 5 620x415 Avaliação completa do Audi A1 Sport




Na Europa, a Audi vai bem. Já é encarada sem restrições como fabricante de luxo e lidera o mercado premium. No Brasil, a coisa não é bem assim. A marca alemã ainda tem de ganhar a confiança do mercado para ser vista como construtora de veículos requintados. Esta “fragilidade” tem dois motivos.

O primeiro vem do fato de ter deixado o mercado brasileiro pouco assistido depois de parar de produzir o A3 em São José do Pinhais, no Paraná. O outro vem do fato de ter a imagem associada à Volkswagen, que produz no Brasil uma gama de veículos antigos e de baixa tecnologia.

audi a1 sport fotos 1 620x926 Avaliação completa do Audi A1 Sport

Daí a Audi ter uma obrigação de ser muito sofisticada, a ponto de evitar a estratégia adotada pelas rivais alemãs Mercedes e BMW, que oferecem modelos de entrada bastante “depenados” para obter volume. A saída para vender mais apareceu com o A1, um modelo compacto que consegue ter preço mais acessível sem ser destituído de luxo, requinte ou potência. Agora o compacto passa a vir também numa versão mais apimentada, a Sport.

Nesta versão, o propulsor 1.4 turbo com injeção direta, que já equipava o compacto no Brasil, ganha o auxílio de um compressor mecânico. A intenção da engenharia da Audi foi eliminar um efeito colateral comum aos motores pressurizados por turbo, conhecido como “turbo lag”. É quando o condutor “chama” o motor de forma abrupta e o turbo precisa “tomar fôlego” para responder.

audi a1 sport fotos 2 620x415 Avaliação completa do Audi A1 Sport

É coisa de 2 ou 3 décimos de segundo, mas suficiente para ser percebido. Esse compressor mecânico, chamado de Roots, atua exatamente nos momentos em que o turbo deixa o acelerador a descorberto. O resultado é uma dinâmica bem mais esportiva do modelo, que compartilha a plataforma PQ25 com o Polo europeu – o brasileiro usa a antiga PQ24.

Ainda que o A1 seja o modelo mais comercializado pela Audi no Brasil, com média de 120 unidades mensais, não chega a ser um assombro de vendas. O A4, bem mais caro, chega em 90 unidades, enquanto Mercedes Classe C e BMW 118 mantêm este ano a média de 300 e 250 unidades/mês, respectivamente.

audi a1 sport fotos 3 620x415 Avaliação completa do Audi A1 Sport

A marca de luxo do Grupo Volkswagen espera que as vendas do A1 respondam com vigor tanto pela chegada do S-Line quanto pelo desembarque da versão de quatro portas, programada ainda para este mês de setembro. A ideia é passar das 200 unidades de A1 por mês.

Essa aceleração nas vendas seria proporcional ao ganho dinâmico que o A1 Sport apresenta. A potência máxima pulou de 122 para 185 cv e o torque passou de 20,4 para 25,5 kgfm. Os outros números de desempenho, obviamente, também foram inflados.

O zero a 100 passou de 8,9 para 6,9 segundos e a velocidade máxima subiu de 203 para 227 km/h – a marca ressalva que estes valores foram obtidos com gasolina de 98 RON, sendo que no Brasil a gasolina de maior octanagem disponível tem 95 RON.

audi a1 sport fotos 4 620x415 Avaliação completa do Audi A1 Sport

A projeção da marca é que a versão S-Line responda por 60% das vendas do modelo. Mais que bons números, porém, a fabricante alemã que usar o compacto para pavimentar suas pretensões de se tornar líder mundial entre marcas premium até 2015.

Para isso, um bom desempenho no Brasil seria fundamental. Apesar da “necessidade”, os preços do A1 Sport não ajudam – a rigor, os da versão já vendida, Attraction, também não. A S-Line começa em R$ 109.900 e tem os aparatos mínimos num modelo de luxo, como ar, som e dispositivos eletrônicos de segurança.

São exatos R$ 14 mil a mais que a Attraction e ele traz a mais, além do compressor mecânico, rodas aro 17 com pneus para velocidades mais altas, bancos esportivos com ajuste de altura para o motorista, retrovisor eletrocrômico e sensores de chuva e luminosidade. O grande recheio para o S-Line fica contida na lista de opcionais.

audi a1 sport fotos 6 620x926 Avaliação completa do Audi A1 Sport

Estão lá sistema de som Bose, ar automático, sistema de navegação, sensor de estacionamento, pintura no arco do teto e cruize control, que catapultam o preço acima de R$ 132 mil. Maior que o dos modelos mais vendidos de Mercedes e BMW – que podem até ter menos conteúdo, mas são maiores que o A1. A Audi acaba pagando caro pela reconstrução da imagem de luxo por aqui.

Primeiras impressões - Além da conta

Campinas/SP – Era difícil supor que o A1 de 112 cv sofresse de alguma carência dinâmica. Mas é essa a sensação que fica depois que se acelera o A1 Sport. Ele até impressiona pelos 185 cv e 25,5 kgfm, mas mais ainda pela forma com que eles se apresentam ao trabalho.

O torque total surge a 2 mil giros e se mantém no auge até 4.500 rpm, mas tem 90% já a 1.200 rotações. Na prática, significa que retomadas e acelerações são feitas de forma muito mais célere. Na baixa pressão, o compressor mecânico compensa o chamado “turbo lag” e promove respostas quase imediatas nas rodas.

audi a1 sport fotos 7 620x415 Avaliação completa do Audi A1 Sport

Como a reação ao acelerador é percebida dentro do habitáculo depende diretamente do piso. Em vias bem pavimentadas, a sensação é que o corpo é pressionado contra o encosto. O controle de tração dá conta perfeitamente da pancada e o velocímetro sobe rapidamente.

Em terrenos irregulares, como em um trecho do test drive cheio de remendos, a rigidez da suspensão provocava rápidas perdas de contato entre o pneu e o chão. Na hora em que o acelerador era pressionado, a traseira “abanou” um bocado. Não houve, porém, qualquer descontrole. As rodas dianteiras puxaram o carro com vigor e definiram a trajetória com bastante autoridade.

audi a1 sport fotos 8 620x410 Avaliação completa do Audi A1 Sport

O câmbio S-tronic, de sete velocidades e dupla embreagem, é outro item que instiga. Como o sistema faz um pré-engate das marchas, as mudanças são extremamente rápidas. A estabilidade é outra característica que chama a atenção no pequeno A1.

Nas curvas, os bancos esportivos, com abas avantajadas, seguram bem o corpo, enquanto a boa rigidez torcional do compacto impede adernações mais amplas. Nas retas, mesmo em velocidades muito altas, não há sinais de flutuação.

audi a1 sport fotos 9 620x415 Avaliação completa do Audi A1 Sport

Apesar da verve esportiva explícita, o A1 se mostrou alguma habilidade em conduções calmas. A não ser pela suspensão, que copia bastante as irregularidades do piso, o modelo é muito suave. Como as relações de marcha são muito próximas, as trocas são muitíssimo sutis e a direção elétrica tem sempre o peso correto.

Mas a Audi teve de tomar uma providência em relação ao bom isolamento acústico. Como não se escuta o motor de dentro do habitáculo, a engenharia instalou um sonorizador, para ampliar a sensação de esportividade em altos giros. O estratagema foi instalar um aparelho que provoca uma ressonância no para-brisa semelhante ao ronco de um motor. Um toque de fantasia em um modelo verdadeiramente esportivo.

Ficha técnica - Audi A1 Sport 1.4 TFSI

Motor: Gasolina, dianteiro, transversal, 1.390 cm³, quatro cilindros em linha e quatro válvulas por cilindro. Com injeção direta de combustível, turbocompressor com sobrealimentação dupla, intercooler e comando variável de válvulas.

Transmissão: Câmbio automatizado com sete velocidades à frente e uma a ré. Dupla embreagem. Tração dianteira. Oferece controle de tração e de estabilidade.

Potência máxima: 185 cv a 6.200 rpm.

Aceleração 0 a 100 km/h: 6,9 segundos.

Velocidade máxima: 227 km/h

Torque máximo: 25,5 kgfm entre 2 mil e 4.500 rpm.

Diâmetro e curso: 76,5 mm X 75,6 mm. Taxa de compressão: 10:1.

Suspensão: Dianteira independente do tipo McPherson, com braços triangulares transversais, amortecedores hidráulicos, molas helicoidais e barra estabilizadora. Traseira com eixo de torção.

Freios: Discos ventilados na frente e sólidos atrás. ABS com EBD e assistência de partida em aclives.

Pneus: 215/40 R17.

Carroceria: Hatch em monobloco com duas portas e quatro lugares. Com 3,95 metros de comprimento, 1,74 metro de largura, 1,41 metro de altura e 2,47 metros de distância entre-eixos. Oferece airbags duplos frontais, laterais dianteiros e do tipo cortina de série.

Peso: 1.265 kg.

Capacidade do porta-malas: 270 litros.

Tanque de combustível: 45 litros.

Produção: Bruxelas, Bélgica.

Lançamento mundial da versão: 2011.

Lançamento no Brasil: 2012.

Equipamentos de série: Ar-condicionado, direção elétrica, bancos dianteiros com ajuste de altura, alavanca de câmbio em couro, coluna de direção ajustável, computador de bordo, luzes de led, volante multifuncional com borboletas para trocas de marcha, rodas de liga leve de 17 polegadas, airbags frontais, laterais e de cortina, assistente de partida em aclives, controle de estabilidade e tração, retrovisor interno eletrocrômico, faróis bi-xenônio, sensor de luz e chuva, rádio/CD/MP3/Bluetooth.

Preço inicial: R$ 109.900.

Opcionais: Ar-condicionado automático, cruise control, sensor de estacionamento traseiro, keyless, sistema de multimídia com tela de 6,5 polegadas, GPS e alto-falantes Bose.

Por Auto Press



Se você não está vendo os comentários, desabilite extensões do tipo Adblock (que impedem a exibição dos comentários), ou adicione nosso site como exceção.