Home Avaliações Avaliação NA – Chevrolet Spin 3 – Comportamento e consumo na cidade

chevrolet spin cidade 620x348 Avaliação NA   Chevrolet Spin 3   Comportamento e consumo na cidade




Temos certeza que a opinião sobre o motor 1.8 de 108 cavalos da Spin é dividida aqui no NA. Alguns acham que se trata de uma potência muito baixa para um motor desse tamanho e outros acham que o torque dele em baixa rotação fará dele um motor adequado para uso no dia-a-dia, independente da potência. Nessa matéria mostraremos o que realmente acontece.

Muito se fala que a Spin é um projeto de baixo custo perante Meriva e Zafira, que se vão para dar lugar a ela. E isso é verdade sim, hoje as montadoras precisam de modelos mundiais feitos especialmente para mercados emergentes. O preço da Spin mostra isso.

E por se tratar de um veículo de baixo custo, na motorização também teve de ser adotado algo mais em conta, um motor que já equipava os modelos da GM aqui no Brasil por um bom tempo. A questão do torque é muito importante, pois em uma minivan com mais de 1.200 quilos e ainda sete pessoas dentro, torque certamente é mais importante que potência.

Não digo que isso anule completamente o fato de a Spin ter uma potência baixa. Isso é claramente notado usando-se ela na cidade, é preciso um pouco de paciência em certos momentos. Andamos com a Spin na cidade e também na estrada com quatro pessoas, e nessas horas é claro que o comportamento dela com uma ou duas pessoas é um… e com mais peso é outro.

A junção de um câmbio moderno, automático com seis marchas, com um motor não tão moderno assim, mostra que essa combinação não é das mais adequadas. Em alguns momentos os dois não conversam muito bem, parece que o câmbio hesita e leva um certo tempo para “pensar” que marcha ele pedirá.

Mas se analisamos o desempenho da Spin na cidade como um todo, o nosso veredicto não é de que ela tenha um conjunto motor/câmbio inadequado para o uso rotineiro que terá. Sua performance não é muito inferior ao que existe no segmento aqui no Brasil.

A Nissan Livina tem, na versão 1.6, potência similar à Spin, mas tem torque bem menor. Na versão 1.8, a potência é maior que na Spin, mas o torque é o mesmo. Ou seja, não fica muito diferente da novidade da GM. Tem sim um desempenho superior na versão 1.8, mas não é nada muito superior, lembrando que a Grand Livina, que é o modelo que compete diretamente com a Spin de sete lugares, é mais pesada.

E aí também temos a comparação de preços entre as duas. Revistas automotivas compararam os dois modelos e comentaram sobre o preço das versões topo de linha que a Spin é 3.000 reais mais barata que a Grand Livina com equipamentos similares. Isso é bastante, tanto para famílias numerosas quanto para taxistas.

E a suspensão da Spin? Ela é bem macia, de acordo com a suspensão do Cobalt. Aqueles que aprovaram o comportamento dinâmico do Cobalt (e que certamente não gostaram de um motor 1.4 em um sedã daquele tamanho) irão gostar da Spin.

Não apenas a sua suspensão tem regulagem visando o conforto como também os pneus são de perfil mais alto, ajudando neste sentido. O consumo da Spin na cidade, com ar-condicionado ligado, foi de 7,3 km/l, e com gasolina ficou em 8,2 km/l, o que nos surpreendeu.

Com álcool o modelo teve um consumo razoável, sendo uma boa surpresa, assim como o Sonic nos mostrou que não bebe muito na cidade. Mas, com gasolina, ficou pesado. Sorte de quem vive em regiões com álcool barato, não acha? Em São Paulo, os taxistas só usarão ele.


  • fredklamt

    A GM pareceu inspirar-se no VW Jetta…câmbio moderno, motor antigo. Embora isso, acho que os dois devem ser bons carros, desde que o dono não queira ser um piloto.
    Melhor dos mundos seria motores 16v (de baixa cilindrada) turbinados…combinando torque em baixa e reserva de potência em alta.

    • Ubaldir

      Motor 16V de baixa cilindrada e turbinado tem que juntar injeção direta pra dar mais ânimo em baixa. Senão a condução fica bem desconfortável, tornando obrigatório manter o giro acima de 2.500, 3.000 RPM.

      • Eugenio C.

        Não era o que acontecia nos 1.8 Turbo 20V da VW/Audi… O torque aparecia já por volta das 1500 rpm, e não era pouco.

        • Edson Roberto

          Olha, o Zé Marreta que teve por um tempo um Audi A4 2001 com essa configuração dizia ter um lag danado abaixo de 2000rpm. Eu já dirigi do meu tio mas como não precisei enfrentar transito, foi tranquilo.

  • Comentarista666

    Spin automática fazendo 8,2km/l com ar ligado todo o tempo não chega a ser tão ruim. Os 7,3km/l com álcool e ar ligado 100% do tempo é uma surpresa. Acredito que como a cidade do teste é "montanhosa", e o torque desse motor é um tanto maior com álcool, (16,4kgfm com gasolina e 17,1kgfm com álcool) o motor foi mais forçado nas subidas com gasolina, jogando o consumo para baixo, quando utilizou este combustível.

  • Comentarista666

    Uma dúvida… O consumo médio foi auferido com o carro levando 1 pessoa e ar ligado ou levando mais de 1 pessoa?

    • http://www.noticiasautomotivas.com.br Eber

      Apenas uma pessoa, como sempre fazemos em nossas avaliações. Não tem como mudarmos o padrão somente no caso da Spin, pois aí o resultado ficaria distorcido em comparação com os demais. E não temos como avaliar todos com quatro pessoas a bordo pois não temos três pessoas à toa o dia todo, para andar com a gente de carro rsrs…

  • Cassianoccm

    Seria muito bom se quando a fábrica de motores em Joinville entrasse em operação a Spin ganhasse o motor 1.8 Ecotec

    • Stark

      Só ia servir pra beber mais e não condiz com a proposta da Spin que é ser carro familiar e de baixa manutenção!

      Se fosse o 1.8 Ecotec não seria nada mal no desempenho mesmo não, afinal quanto mais moderno melhor pra alguns, mas tem que ver também os custos né, talvez o 1.8 ecotec não daria pra fazer um preço mais baixo.

      • Cassianoccm

        O motivo por ter o velho 1.8 foi o preço, importar o Ecotec deixaria o preço final do carro muito alto

        • Stark

          Isso! É tudo questão de custos mesmo!

  • LeandroBalmant

    O bom seria se a GM mantivesse a Spin e a Zafira juntas. Quem precisa levar 6 ou 7 pessoas e não tem muito para gastar compraria a Spin, quem quer um carro mais sofisticado e de um motor melhor e tem condições leva a Zafira.

    • Stark

      A Zafira deveria ter sido atualizada, na Europa ela recebeu uma segunda geração (nem sei se foi uma geração nova ou facelift) mas recebeu uma atualização que ficou muito boa —>&gt ;http://fzmarkt.de/opel/opel-zafira/bilder/opel-zafira-2.jpg

      [img ]http://fzmarkt.de/opel/opel-zafira/bilder/opel-zafira-2.jpg[/img]

  • edubasso

    8.2 com gasolina, é gastadora. Aqui no RS o alcool é mais caro que a gasolina então o que vale aqui é o consumo com gasolina. Economizo na compra e depois perco a economia no posto. Será que na estrada o consumo melhora um pouco?

    • KTA

      Com certeza. Ainda mais se considerarmos a 6ª marcha, que deve baixar bem o giro do motor na estrada. Tenho um Focus automático (4 marchas), que está com 40.000 kms e faço 5,5 km/l na cidade e 10,7 km/l na estrada com gasolina.

      • DougSampaNA

        consumo na cidade assustador….o0/ 5,5 km/l na gasolina??

        • Edson Roberto

          Acredite, com transito pesado, não há carro 2.0 tão mais economico que isso não.

          Mas dizem que esse cambio do Focus é lerdo e o acelerador eletronico dá um lag consideravel de resposta.

          • http://www.noticiasautomotivas.com.br Eber

            Poxa, o Azera que é 3.3 V6 faz 5…. um 2.0 não tá valendo a pena então, se beber isso. Mas, sério, eu tinha um Mondeo 2.0 16v antes e ele fazia 6,5 na cidade.

            • KTA

              O sandero automático da filha da minha esposa está com 2.000kms e o computador de bordo do carro dela marca 5,5 km/l na cidade…

            • Tejolo

              Meu Fluence faz em torno de 7, 7,5 na cidade, e na estrada hoje consegui meu record (com o 2012) de 11,7, ar ligado e andando quase sempre à 110/120km/h. Pena que foi em pistas simples, com muitos curvas, subidas e ultrapassagens. Com o meu 2011 conseguí até 13,5 na Castello Branco. Ambos CVT. Alguns 2.0 ainda valem a pena;

              • Comentarista666

                Meio gastador esse Fluence. 11,7km/l de RECORD na estrada não é nada bom.

                • Tejolo

                  Gastador? O meu anterior chegava à fazer mais que 12 com frequência, depois dos 10.000km. Este ainda está com menos de 8.000. Porém é mais econômico que meu Civic, que o Corolla do meu cunhado que o Sentra manual da minha irmã, que o eco do meu sogro… mas gasta mais que o Tiida de um colega. Acho que pela topografia, e tipo de condução que as estradas da região permitem (rarissimas as vezes que consigo usar o piloto automático), está muito bom.

              • Edson Roberto

                Duvida… consumo na gasolina?

                • Tejolo

                  Gasolina sim, mas sabe-se Deus a qualidade… Postos de interior raramente recebem fiscalização, portanto não acredito muito que seja boa. Daqui umas duas semanas vou para o Paraguai, colocar gasolina B-85, e aí verei o quanto faz.

            • Edson Roberto

              Bem Eber, o meu Xsara 2.0 faz cerca desse consumo em transito pesado.

              O que eu quis dizer é mais relacionado a pegar um transito bem pesado, com anda e para, uso constante de potencia para trechos ingrimes, coisas assim. O pessoal faz consumo bem baixo mesmo.

              E concordo contigo, o consumo de um Azera não é muito diferente de um carro 2.0. Para se ter ideia, vejo donos de Fusion V6 falando que faz coisa de 6km/l com transito pesado! Eu acho otimo!

    • jaderf

      8,2 no teste nao é alto nao, duvido que ele tranquilamente enquanto faz o teste…é soh ver os videos de teste, o Eber anda dando umas aceleradas, principamente em subidas, que é o que mais tem no trajeto dele.
      Normal, tambem faço isso com carro novo! hehe.

      • http://www.noticiasautomotivas.com.br Eber

        Não sou de ficar dando pisada não. Faço isso na hora da gravação do vídeo, para mostrar para os leitores como o carro se comporta, mas minha condução normal não é assim.

        • jaderf

          hmmm ok, mas entao o consumo que voce mede é sempre andando normal ou dá umas "escapadas pra acelerar" de vez em quando? Enquanto faz o video esta contando o consumo ? é que pelo menos eu, quando vejo seus videos e vou analisar o consumo, levo em consideração como voce chegou nele, porque acelerando de vez em quando pra "brincar" e testar um pouco, qualquer um sabe que o consumo aumenta. Acho que mostrar um video dando umas aceleradas e falar o consumo, que na verdade foi aferido andando igual uma velhinha nao adianta…minha livina muda muito quando ando igual velhinha e quando ando meio empolgado, coisa de 12km/l baixa pra 9km/l…é uma diferença muito grande pra se tirar como media.

          • http://www.noticiasautomotivas.com.br Eber

            Aí que tá, o consumo é medido durante alguns dias, antes do vídeo. Quando faço o vídeo já tenho as anotações de consumo comigo. E outra coisa, não teria como avaliar o consumo durante o vídeo com dois combustíveis diferentes né.

            • jaderf

              ha, certo, resolvido a questao entao! :)
              A única coisa que temos que levar em consideração basicamente é o relevo de sua cidade…correto? (e o peso de cada pé, lógico, cada um tem sua maneira de dirigir). Pois minha cidade é plana então teoricamente poderiamos fazer um consumo melhor aqui…

              • http://www.noticiasautomotivas.com.br Eber

                Com certeza! O relevo atrapalha mesmo :)

                • jaderf

                  Blz! continuem assim, o site esta cada vez melhor, acompanho a bastante tempo ja, a mulher reclama que eu só vejo "rodinhas" …mas fazer o que…hehehe

  • BlueGopher

    Infelizmente temos que reconhecer que vivemos num país cuja maioria dos habitantes tem baixo poder aquisitivo, mas quer (e precisa!) ter seu carro próprio.
    As montadoras estão projetando seus carros com fabricação local tentando oferecer o que o mercado quer, ou seja, espaço e certo conforto a preço acessível (dentro das condições vigentes, claro).
    Daí o sucesso de Sandero, Cobalt, Duster, etc, etc.
    Etios e Spin também seguem esta lógica, devem ser outros sucessos.
    Claro que os puristas reclamam que "Opel nunca mais", por exemplo, mas fazer o quê?
    Sempre teremos carros importados ou produzidos em baixa escala para atender esta nata do mercado.
    A3, Classe A e similares fracassaram sendo feitos por aqui.
    Será que a BMW teria sucesso?

    • KTA

      Não

      • Eugenio C.

        Audi A3 não foi "um fracasso"… o que ocorreu, a meu ver, foi que produzir a nova geração por aqui implicaria produzir o novo Golf também, que era mais sofisticado. Aí veio o departamento financeiro e.. créu!

        • Edson Roberto

          Na bem da verdade, a matriz da VW não gostou que a Audi tivesse tornado seu modelo digamos, "popular". Tanto que atrapalhou no momento de trazer a versão atualização que veio custando "só" R$40000 a mais. Lembrando que a atualização de 2007, trouxe ainda o motor 1.6 da versão antiga. (o motor EA de concepção mais moderna que já equipou o Golf).

    • Eugenio C.

      Mas de que adianta fazer carros de baixo custo e vendê-los pelo mesmo preço (ou mais caros) que os anteriores? Melhora alguma coisa para O CONSUMIDOR? Não penso assim. Projetos mais antigos têm o custo de investimento já pago, ao contrário de projetos novos. Se vocês lembrarem que a Spin LTZ com motor 1.8 reaproveitado e soluções internas muito inferiores à Zafira é vendida pelo mesmo preço que a Zafira (de categoria superior) básica… e que a Spin básica custa mais que a Meriva Joy anterior… onde está a vantagem para quem tem "baixo poder aquisitivo"?

      • jaderf

        tem certeza queridao? pra começar a spin básica custa praticamente a mesma coisa (+-R$ 1mil a mais) que a meriva joy, que tinha motor 1.4, e era bem seca de equipamentos. e a spin ltz custa R$ 14mil à menos que a zafira elite!

        • Edson Roberto

          Bem… e o que adianta um produto familiar não condizer com um… produto familiar?

          Para ter uma Spin, todo mundo da sua familia tem que ter menos de 1,75m. A Meriva, nem precisando mexer no banco era possível acomodar todo mundo bem e ainda, levava boa bagagem.

          Ou seja, até que ponto uma Spin foi boa coisa?

          Além disso, considero que é até interessante sim, o preço da Spin com os equipamentos que possui. A grande questão é que o produto é inferior e não recebeu exatamente uma atualização. E sim, ele deveria ter tido um motor a altura sim. Não é porque recebeu itens de segurança que não foi uma atualização por completo.

          • jaderf

            Opa, dai nao estamos mais falando de preço, que foi o que voce disse anteriormente…nao estou aqui defendendo a spin, longe disso, prefiro (assim como a torcida do flamengo) a Opel Zafira com certeza, mas infelizmente moramos num país de 3º mundo, onde nos enfiam de goela a baixo produtos baratos (pra eles) e carissimos(pra nós), porque temos que manter o lucro das empresas nos paises onde elas nao conseguem lucro, ou seja, em países desenvolvidos com bons produtos…
            Já tive uma Meriva, adorava o espaço interno e o conforto, nao vi na spin um carro à altura, por isso estou de Livina…

        • Eugenio C.

          A Meriva Joy partia de R$ 40 mil. A Spin LT 1.4 parte de R$ 44.590,00 – preço equivalente ao da Meriva Premium 1.8 Easytronic.

          A Spin LTZ pode até custar R$ 14 mil a menos que a Zafira Elite, mas tem acabamento muito inferior, menos versatilidade, menos conforto e espaço, e menos equipamentos. A diferença para a Zafira Comfort era de 4 mil reais.

          • jaderf

            a joy tem motor 1.4 e nao tem nem airbag nem abs…entao entao essa versao pode tirar fora, a próxima, 5L75XC / PDF, custa 42.940,00, e essa é a mais proxima do modelo inicial da spin que tem 1.8 e inicia em R$44.590,00 mod 5B75ZD / R9J.
            Sobre a zafira, com certeza a diferença é grande tanto de valor quanto de equipamentos. mas a zafira comfort, bem sequinha diga-se de passagem, iniciava em R$ 55.000,00, mas tem cambio manual, nao tem nem airbag nem abs, computador de bordo, nada disso…

  • LuccasVillela

    Manter aquela Zafira velha não, mas trazer uma opção sofisticada de minivan pra concorrer com a C4 Picasso ok, isso eu concordo.

    Mas acho a Spin muito válida. O consumo com alcool foi bacana, já com gasolina, poderia ser melhor.

    • zemarreta

      Pois é, mas a GM bem que podia oferecer também algo na faixa dos 70-90 mil, abaixo do preço da Picasso que é muita cara…

      • LuccasVillela

        Sim sim, a Orlando de repente sendo importada pra cá não ficasse tão cara. Não sei. Maaas, deviam tentar, afinal é a minivan do Cruze né.

  • k3p13r

    Lamentável ela usar o mesmo motor monzatech 1.8 de 108 CV quando temos modelos 1.8 da Honda, Toyota e Nissan que rendem 128 a 130 cv e que tem bom torque em alta como em baixa devido ao variador de fase.

    • Stark

      Esse Motor 1.8 8V da Spin é um Família I e não é o Monzatech… é o mesmo motor 1.8 do Cruze (porém óbvio com cabeçote 16V DOHC e tal…)

      Família I: 1.0 até 1.8 -> Classic, Corsa, Meriva, Spin, Celta, Agile, Cobalt, Cruze…
      Família II: 1.8 até 2.4 (Monzatech) -> Astra, Vectra, Zafira e Opels na Europa

      • k3p13r

        Pior do que pensei. Lamentável x2

    • Mc_

      Sim amigo é o Família II que equipa os carros da Opel do final dos anos 90 olha que evolução!!

      • k3p13r

        heehehehe. Se a família II é do final dos anos 90, imagina de que data é a familia I rsrsrsr dá época dos Flinstones ? heheheeheh

        • DCald

          Familia II é da decada de 80. mas, de lá pra cá, praticamente só se manteve as dimensões do bloco. O familia II vai de 1.6 (primeiros monza) até 2.4 (blazer, s10, astrão).
          O Familia I é da decada de 90, e tambem já mudou muita coisa (o primeiro 1.0 tinha apenas 50cv! e já chegou aos 79cv!). O F I vai de 1.0 até 1.8
          A linha ecotec é basicamente a evolução desses motores, com bloco em aluminio.

          Só como curiosidade, o Ecotec 2.0 Turbo (230cv) na verdade não tinha o bloco em aluminio. Esse motor era fabricado no Brasil (bloco de ferro) e então exportado para a europa, onde recebia o turbo. Eu andei numa Zafira com esse motor… canhão!

          • Eugenio C.

            Exato. Eu e o usuário 3ic comentamos em um post anterior sobre todos os detalhes desses motores, mas nossos comentários sumiram… Perdemos toda a pesquisa feita. :(

      • Eugenio C.

        NÃO é o Família II! Já repetimos isso mil vezes por aqui…

        Basta comparar as dimensões, especificações dos motores, e você verá a diferença. O único ponto em comum é a cilindrada.

  • erickluuh

    Graças a Deus meus país migraram pros Coreanos, z/

    • Eugenio C.

      Da Daewoo? rsrsrsrsrs brinks

  • zemarreta

    Eu estava pensando o seguinte esses dias. Certamente que a eSPINho não é páreo para a Zafira. Mas ela não tem que competir com a Zafira, mas sim com a Livina. E a triste realidade é que embora a eSPINho não seja lá essas coisas, é bem melhor que a Livina em alguns pontos chaves, como preço, câmbio AT e alguns poucos equipamentos a mais, como a regulagem de altura do banco do motora (na Livina é muito baixo) e dos cintos dianteiros ou o piloto automático.
    Em resumo, acho que deve vender bem, porque em terra de cego, quem tem um olho é rei. Infelizmente.

  • Adriano_Silva

    Só queria saber quem matou ou aonde foram parar os cavalos desse motor 1.8 GM. Rsrsrsrsrs.

    • MajorAutomotivo

      Foram "amordaçados" para atenderem as normas de poluição.

      • DCald

        pois eh… e pensar que os ultimos 4.1 carburados foram amordaçados e rendiam apenas 121cv com gasolina (claro que tinha o torque cavalar de 29Kgfm). Depois, com a i.e. pode ser um pouco desestrangulado para render 168cv nos omega.

  • rgrau

    Somente para lembrar que teremos cada vez mais carros feitos para "países emergentes" (novos ricos). O que não é demérito, já que o cenário mundial se inverteu, e aqui é que está o dinheiro. Somente temos que cuidar dos preços (inflação, por exemplo), pois realmente as matrizes enxergam em nós, a sua salvação financeira. Estamos com muita oferta de crédito e eles, indo à falência (Espanha e Itália, por exemplo).

    • Eugenio C.

      Novos ricos? Eu diria Menos Pobres.

      • Edson Roberto

        E mais idiotas para ter produtos que são bem inferiores aos similares em outros paises.

      • rgrau

        Os maiores bancos do mundo atualmente são da China (4) e do Brasil (Itaú Unibanco). O Brasil é o maior produtor e exportador de grãos. Temos a melhor tecnologia na produção de commodities e teremos a terceira maior reserva de petróleo (Pré-Sal). O número de MPEs no Brasil com taxa de sucesso já é superior ao dos EUA. A projeção da renda per capita brasileira é ser em 10 anos maior do que a americana. Se isso é ser menos pobre, coitadinha da Espanha e Itália. Não é opinião, é a realidade. Isso tudo, mesmo com corrupção, impostos etc.

    • hugogyn94

      O portugal faliu desde 2002

    • CharlesAle

      Queria ter esse seu otimismo,mas é como meu irmão diz:estamos é no tik tak da bomba relógio….

      • rgrau

        Não é otimismo, é realidade. Eu estudo isso atualmente no Mestrado. São informações que muita gente não se interessa. Ano passado tivemos 500 mil executivos estrangeiros vindo trabalhar no Brasil. Fizeram uma pesquisa em Harvard sobre aonde os formandos gostariam de trabalhar, e indicaram China, Índia e Brasil. O mundo tem otimismo quanto ao Brasil e está investido pesado aqui, menos o brasileiro, que desinformado, não sabe a potência que é.

  • Mc_

    A GM ainda possui aquele acordo com a Suzuki? Não teria sido melhor ter trazido alguma minivan já pronta (Suzuki Ertiga ou Suzuki Landy) e colocado a grade da Chevrolet?

  • vviictor

    é isso aí GM. Pau nesses motores com cabeçote 16V gaastadores e sem ânimo em baixa rotação. Quanto ao consumo com gasolina, SE a medição com gasolina foi DEPOIS da medição com álcool, é provável que ainda restasse álcool no tanque (quanto??) que se misturou com a gasolina e a média foi da mistura. Teria que gastar o tanque com mistura e colocar novamente gasolina para ter alguma certeza, isso sem falar na idoneidade do posto, que pode ter batizado a gasolina na bomba!

    • CharlesAle

      Pelo amor de Deus,não traz os arremedos do blog do véio pra cá não!!!!!!!!!

  • rogerw31

    Eu não acho o torque dele bom, já teve 18,2kgfm no corsa, e isso a 3000 rpm, agora é 17,1 a 3200…

    • Eugenio C.

      Essa atenção toda que dão ao torque, para mim, é só para despistar a piora do motor. Em todo caso, falam que "a curva de torque ficou mais plana"… em todo lançamento dizem isso.

      • Edson Roberto

        Bem… pensando que o Corsa com esse motor era menos aspero e realmente se notava uma sobra de potencia evidente, acho que foi um retrocesso. Porém concordo contigo que deveria ser o Ecotec.

  • Eugenio C.

    Todas as reportagens enfatizam que a Spin é barata, é barata, é barata… mas eu comparo com a Meriva, com a Zafira, com a Livina, e não vejo onde se encontra tanta "baratice". Dizer que tem ABS, AB2 não me convence, pois esses itens todos sabem que se tornarão obrigatórios, ou seja, em larga escala o custo deles tende a cair. Só vejo mesmo é puro oportunismo das fabricantes, nada mais.

  • marciors01

    Heber, o modelo 1.6 da livina tem números de desempenho nos testes semelhantes aos da spin, já os modelos automáticos não, a diferença no 0 a 100 chega a 2s, é bastante coisa e mais do que perceptível,.
    A spin sete lugares realmente é 3k mais barata, mas ela tem o mesmo tamanho da spin normal, é uma economia porca, o resultado é que ela é muito apertada na segunda e na terceira fileira de bancos, o mesmo não acontece com a livina, que ainda assim conta no modelo top com ar digital, bancos de couro, chave presencial e um excelente motor 1.8, outro nivel, acho que todos estes detalhes valem com folga 3k.

    • joaochv

      Eu tambem pensei isso, mais espaço bancos em couro ,ar digital, chave presencial… Pelo que vi em cada ficha técnica o torque da livina é 17,5kgfm a gasolina (4800rpm) a spin a gasolina tem 16,1kgfm (3200rpm). A livina carece de algumas comodidades, mas acho que quem quer um 7 lugares, mais espaço desempenho e consumo é mais importante do que do que uma pequena diferença de preço…….

      • Comentarista666

        A Spin tem 17,1kgfm, desempenho e consumo semelhantes a Livina. Porém, a Livina é superior, pois é mais espaçosa, tem bancos em couro e ar digital.

    • rogerw31

      Pois é, mas a spin é maior que a livina, tem 4,36 C, e 2,62 de EE, contra 4,18 e 2,60 da livina e 4,42 e 2,60 da livina grand, ou seja, ela é bem maior que a livina, apesar de um pouco menor que a livina grand, apenas 6cm, tem maior EE, além de ser mais larga, quem quer espaço e não quer 7 lugares é melhor ir de spin.

      • Edson Roberto

        Roger, segundo alguns proprietarios e testes feitos em revistas/sites, o espaço da Spin é pior. O que a Livina nota ser menor que a Spin é na largura. Ou seja, ainda assim, quem carrega familia, tem maior conforto de espaço para as pernas na Livina. Porém para 5 pessoas fica mais estreito e apertado. Mas a disposição já demonstrada (e sentida por mim) demonstrou que a Livina não é tão apertada a ponto de ser ruim viajar com ela em 5 pessoas.

        • rogerw31

          Assim fica complicado, a Livina Grand para 7 pessoas deve ter um espaço melhor, já que tem comprimento maior e aparentemente um capo menor, sobrando mais espaço para os passageiros, já eu não consigo imaginar como a Livina, sendo 18cm menor pode ter um espaço melhor, o ponto é outro, não o espaço, e sim da spin de 7 lugares ter o mesmo tamanho da de 5 lugares, isso porque a de 5 lugares é GRANDE, tendo o mesmo tamanho da de 7, e não vice-versa, diferente da livina, que é menor que a de 7 lugares e menor que a spin.

        • DCald

          Se a livina é mais espaçosa que a spin, então nem vou perder tempo vendo ela… haha..
          O jeito vai ser continuar com as Merivas aqui em casa até alguem fazer um carro com espaço interno melhor!

  • hugogyn94

    Por acaso tem opçao "frexx" ?

  • ccronemberger

    Tenho uma Livina 1.6 e uma coisa que incomoda é a baixa altura do solo que as vezes raspa até o assoalho quando entro numa garagem com rampa bem inclinada. A Spin é bem mais alta e isso não deve acontecer.

    No preço que comprei a Livina 1.6 de 5 lugares daria para comprar a Spin de 7 top.

  • deleted7513437

    Esse carro é feio demais assim como colbalt e sonic

    • Clauber

      Tu tem um mal gosto! A GM pela primeira vez consegue lançar uma linha completa de carros bonitos. Mas gosto não se discute. Lamenta-se.

  • Marco_Aurelio

    Quanto distribuiram a feiúra, esse rabecão deve ter entrado na fila unas 15 vezes. Tá certo que a Meriva Caixotão era uma coisa das mais esquisitas, mas tirar a Zafira prá colocar uma marmota dessas é de entortar o cano companheiro. Tá prá existir uma montadorazinha mais sem-vergonha prá lançar jeringonças que essa tal de GM. Tô fora meu !!! :$

    • CharlesAle

      É verdade,vi a primeira hoje,na cor preta,nossa,é praticamente um rabecão olhando por trás!!!sei que tem diferença,cmas como não é "gritante"acho que muitos preferirão a ecosport……….

      • Clauber

        Também! O cara que compra um carro preto ou tem uma funerária ou vai ser motorista na Explanada dos Ministérios.

  • Felix_S

    Não acredito que a Spin tenha um desempenho próximo a de uma Livina 1.8 (mesmo a de 7 lugares). Mas para este tipo de consumidor acho que isso não importa muito. O que parece uma grande pisada na bola é a falta do isofix (parece não ter), já que é voltado para família com crianças. Espero que eu esteja errado

  • YoOdEx

    Consumo de 8,2 km/l dentro da cidade para um motor com desempenho apenas "satisfatório" é de chorar! Não adianta, o carro pode ter torque em baixa que é interessante sim, mas de resto não presta. Não acelera rápido, não ganha velocidade com tranquilidade, bebe igual um camelo, vibra (pelo menos vibrava, não sei hoje). No teste da quatro rodas, ficou bem atrás em dados de desempenho com a Livina 1.8 e cambio de 4 marchas.. Bem atrás…

  • Marco_Aurelio

    Vai ser feia e R-I-D-I´C-U-L-A assim lá no kaxaprego. Esse é mais um integrante da "Adams Family Cars" designed by " CBT Tractors Design" :x

  • erickluuh

    Eber, quem acomoda melhor uma família em questão de tamanho e quem leva melhor no quesito desempenho, Grand Livina ou a Spin, falando de 7 lugares e contando todas as fileiras …

  • Rita

    Eu tenho um Spin LTZ e estou achando que está com algum problema na cidade faz no máximo 4.1km e na estrada esta fazendo 9.7km. Não sei oque faço!!!!

  • Juliano

    Pisa menos, Rita !

  • Juliano

    Tive a oportunidade de vê-la de perto e pude fazer um test Drive. Fiquei impressionado com o torque em baixas rotações, MUITO disposta em retomadas, ainda que estávamos em 3 pessoas no carro. Já tive carros da Fiat, Volkswagen, Renault e Mercedes, mas confesso que a Spin me agradou muito. Sem contar o interior agradável e o bom pacote de acessórios, até na versão mais básica, com um preço muito acessível. Digamos que a "beleza" não é o forte dela, mas é sim um carro com muitos atributos interessantes, principalmente na proposta pela qual ela está no mercado. Vejo gente falando mal da Spin sem que nunca tenha testado ou visto ela de perto, outros esculacham porque querem "desined" de carros de duzentos, trezentos mil num carro de 50 mangos… Pra vocês eu digo o seguinte: Querem um carro lindo, com 7 lugares e muita potência e tecnologia? Comprem uma Discovery 2013, que com certeza você irá chamar muito mais a atenção e terá muitos cavalos de força disponíveis. Agora, se você não tem dinheiro pra isso, nem pra Spin, não deprecie o carro, porque pelo preço, você com certeza não encontra NADA melhor.

    • Felipe

      Falou e disse Juliano.
      Fiz o test drive e comprei sem medo de ser feliz. Carro excelente, só deixa a desejar no consumo, mas com relação ao resto, duvido carro por esse preço com todos os opcionais disponíveis, sem falar no cambio de 6 marchas at (show de bola, trocas suaves, muitas vezes vc nem sente a troca de marchas).