hyundai-hb20-fotos-interior (1)

Assim como acontece no lado de fora, o interior do Hyundai HB20 certamente tem um visual moderno e interessante. No entanto, para nós fica a dúvida de onde surgem tantos elogios ao interior do modelo. O acabamento é de qualidade? Sim. O formato do painel, do quadro de instrumentos e de outras áreas internas é moderno? Sim, também é.

E até mesmo temos detalhes mais refinados do que no Chevrolet Onix, se comparamos ambas as versões topo de linha. Mas se na faixa de pouco mais de 30.000 reais o interior do HB20 se destaca, quando analisamos o preço da versão Premium 1.6, ele se torna apenas mais um.

O HB20 Premium 1.6 tem preço até mesmo mais alto do que de modelos de segmento superior, como o Novo C3 na versão intermediária Tendance, que avaliamos recentemente aqui no NA. Por isso ele acaba tendo a obrigação de mostrar mais qualidade e maior refinamento dos componentes internos nessa versão mais cara, só que isso não acontece de maneira plena.

hyundai-hb20-fotos-interior (3)

Como destaque podemos citar o volante forrado com um bom acabamento em couro, de qualidade. Fora isso, o quadro de instrumentos é bonito e mais requintado do que itens similares de modelos mais baratos. Nestes dois pontos, a vantagem em cima do Chevrolet Onix é bem grande.

Mas e além disso, o que podemos dizer? As portas tem acabamento interno com uma grande área em tecido, mas na faixa de 46.000 reais isso não é nada de excepcional. E olha que nas portas traseiras não temos tecido, apenas plástico duro, deixando as portas dianteiras com um acabamento e as traseiras com outro.

hyundai-hb20-fotos-interior (22)

Não queremos dar a entender que o modelo é ruim perante o que custa, mas apenas que ele não é tão maravilhoso assim como andam falando por aí, pelo menos em termos de acabamento interno. O tecido das portas também é usado nos bancos, e ele é meio áspero, não muito agradável ao toque.

Mesmo apresentando detalhes prateados nos botões do volante e também nas saídas de ar do painel, o visual como um todo é simples. A área abaixo do sistema de som, abrigando os controles do ar-condicionado, não tem nenhum requinte. Os bancos são confortáveis, mas temos um pouco menos de espaço interno do que no Onix, principalmente na largura da cabine.

hyundai-hb20-fotos-interior (20)

Na traseira, o espaço é bom para a altura da cabeça, recebendo bem pessoas com até 1,85 metro de altura, mas quando a pessoa é muito alta ela tem que abaixar a cabeça para sair do carro, já que a porta só vai até uma área um pouco para baixo.

Os vidros elétricos não são do tipo “um toque”. Apenas o vidro do motorista tem essa função, e ela existe apenas para abaixar o vidro. Além disso, os botões de acionamento dos vidros elétricos não são muito anatômicos e fazem com que a ponta do dedo fique doendo depois de vários acionamentos em um curto intervalo de tempo.

hyundai-hb20-fotos-interior (13)

A regulagem de altura do assento do banco do motorista levanta apenas a parte dianteira do mesmo, ou seja, o corpo do motorista não levanta muita coisa, o que acontece é que os joelhos é que vão subindo, e o assento fica inclinado após deixar ele todo para cima.

Ou seja, o que estamos dizendo é que se você quiser uma boa relação custo-benefício, procure as versões 1.6 mais baratas. A versão Premium apresenta alguns equipamentos que deixam o carro mais bonito, só que o acabamento interno continua no nível de um carro de menos de 40.000 reais.

E a boa notícia é que o desempenho do motor 1.6 dele é interessante, e você não precisa pagar mais de 46.000 reais para levar um HB20 1.6 para casa. Nas próximas matérias falaremos mais do desempenho dele.