Home Avaliações Avaliação NA – JAC J3 (3) – Comportamento e consumo na cidade

jac j3 avaliacao cidade 1 Avaliação NA   JAC J3 (3)   Comportamento e consumo na cidade




Andando com o JAC J3 na cidade, notamos nele qualidades superiores às de modelos chineses que já tivemos a oportunidade de conhecer. O modelo foi bem adaptado ao Brasil e ao gosto do motorista brasileiro, dentro é claro do que a JAC de Sérgio Habib tinha ao seu alcance. Ou seja, detalhes mais superficiais, como nível de ruído baixo, graças a vedações reforçadas das portas, e uma suspensão mais firme, com amortecedores e molas mais duros, capazes de aguentar a buraqueira de nossas ruas.

O JAC J3 não tem regulagem de altura do banco do motorista, mas pelo menos para pessoas de estatura média para cima, a visão que se tem é boa, pois o banco já fica em uma posição um pouco alta. Os bancos são firmes mas macios, e o veludo, apesar de não ser coisa fina, também não desaponta. Ele não demonstra fragilidade em terrenos irregulares, e a cabine não apresentou peças soltas ou mal encaixadas. Tudo parecia estar no lugar devido. De qualquer maneira, é claro que seria assim, pois as unidades entregues para a imprensa são sempre cuidadosamente verificadas com respeito a ruídos e coisa desse tipo.

O motor 1.4 16v de 108 cavalos do J3 entregou consumo de 11,7 km/l na cidade, um consumo bem consistente com o que todos os outros veículos da imprensa automotiva relataram. Nota-se que o consumo é um dos pontos fortes do JAC J3. Dizemos isso apesar de 11,7 km/l não ser nada de especial, mas se compararmos com o consumo dos outros modelos que avaliamos aqui no NA, ele foi bem melhor. Até porque em cidade pequena só se faz percurso curto, o que faz com que o consumo aumente bastante. Isso sem falar nas subidas abundantes no interior de Minas. E mesmo assim o J3 bebeu pouco.

Só que pela primeira vez em uma avaliação do NA notamos um defeito que pode ser encarado como grave por muitos que pensam em comprar o modelo em questão: o JAC J3 tem muita dificuldade em arrancar em primeira marcha em subidas bem inclinadas. E quando falamos muita dificuldade, queremos dizer MUITA dificuldade. Em testes que fiz em uma subida íngreme, o J3 só conseguiu sair com sucesso se eu acionasse o freio de mão, pisasse fundo, até 5.000 rpm, e então soltasse a embreagem lentamente. E olha que isso foi feito com apenas uma pessoa dentro do carro e nada de peso no porta-malas.

 Avaliação NA   JAC J3 (3)   Comportamento e consumo na cidade

E ao falar subida íngreme, eu quis dizer uma subida difícil, mas que pode ser tranquilamente encontrada em qualquer lugar do país. Dentro da cidade de São Paulo, lembro de ter visto subidas bem mais íngremes do que essa. Escolhi uma rua com inclinação comum, nada de necessitar de tração 4×4 e potência de 200 cavalos para conseguir superar. Tanto que depois de ter feito isso com o JAC J3, fiz o mesmo com o Renault Logan, e ele subiu tranquilamente.

O que acontece é o seguinte: todo motor 16v realmente precisa de maior aceleração para entregar torque semelhante ao de um 8v, mas o motor do JAC J3 parece ter uma anemia adicional neste quesito. Ele também tem uma primeira e segunda marchas bem longas, o que não ajuda em nada. E estes aspectos são daqueles que a JAC do Brasil não tem como modificar, pois os custos envolvidos em se desenvolver uma nova relação de marchas para o Brasil seriam altíssimos. É aí que entra a grande quantidade de dinheiro disponível a marcas internacionais, como as quatro grandes do Brasil e também outras, como as francesas e as coreanas.

Se a marca vai fabricar um certo carro no Brasil, se certifica de que ele atenda alguns requisitos mínimos, para que ninguém tenha o que falar daquele modelo. Relações de marcha são modificadas, até mesmo a motorização muda às vezes. E no caso do JAC J3, ele continua com o mesmo motor e câmbio existentes lá na China. Agora me diga o que você acha. Se essa dificuldade foi tão clara com apenas uma pessoa a bordo, imagine com cinco e também com o porta-malas cheio. Você fará o que para subir aquela subida? Irá de ré?

Para que esta dificuldade fique mais clara para todos os nossos leitores, ainda nesta semana publicaremos um vídeo completo onde avalio o JAC J3 na cidade e mostro em detalhes como é este problema de não conseguir subir em primeira marcha. Tirando este problema, o J3 anda bem na cidade. Quando você pega embalo com ele, se estiver em uma reta e pisar fundo o desempenho notado é até superior ao de um carro 1.4. Poderíamos dizer que é de um modelo 1.5 ou até mesmo 1.6. Mas fica essa inconsistência, de muita potência em uma certa rotação e pouca potência em outra faixa.

A partir das 4.000 rotações o J3 desperta de verdade, e fica bem disposto. Fora o cheiro forte dos materiais plásticos do interior que já comentei, a posição de dirigir é boa, a suspensão lida bem com problemas do piso, o ar-condicionado gela bem, tudo tranquilo.


  • maiamachadoch

    Eber, me diga uma coisa, nessa subida forte, vc estava com ar ligado ou desligado?? valeu!!

    • http://www.noticiasautomotivas.com.br Eber

      Ligado, mas com o Logan também fiz o mesmo com o ar ligado e subiu tranquilo.

      • Carlos.Machado

        Eber, esta deficiencia é por conta da primeira marcha ser longa ?

        • http://www.noticiasautomotivas.com.br Eber

          Sim, em conjunto com motor 16v. Poderia ter uma coisa ou outra, mas tem as duas, aí não dá.

          • http://www.twitter.com/edsonfern Edson Roberto

            Eber, com o ar desligado vc tentou também subir dessamaneira? O comportamento foi igual? Ou melhorou sensivelmente?

  • meyerbro

    Uma hora é o pedal que entorta quando você freia, agora não arranca na subida. Me lembro do Fox 1.0 que não arrancava em ladeira. Agora esse não arranca em subida, ou seja, ele é pior que o Fox 1.0.

    O mico chegou!!!

    • Ghrow

      Não é defendendo a JAC. pois os problemas devem ser relatados.
      Mas o freio entortou não foi de frear simplesmente.
      Foi um teste de resistência no qual o motorista literalmente montou em cima do freio,
      para simular uma manobra de freagem absurdamente potente. Tipo Chuck Norris freiando o carro numa emergência.
      Que fique claro, os nacionais não sofrem "entortamento" nem mesmo assim.
      Mas aguardemos a informação oficial sobre o pedal.

      Qual a diferença entre ladeira e subida?????

      • Marcelo_Machado

        Simplificando, ladeira é a rampa, uma rua com inclinação. Subida é um sinonimo para qdo se esta subindo a ladeira. Descida é para qdo se esta descendo a ladeira. rsrsrsrsrsrsr….. Cada um usa um termo ou os dois para não ficar repetindo a mesma palavra várias vezes ano mesmo texto

      • Ghrow

        Ô cidadão,
        o autor do texto deixou bem claro que era uma ladeira íngreme.
        Então para constar, a ladeira do fox (que você citou) e a subida do J3 são IDÊNTICAS!
        E quem não entende de inclinação é você.
        Pegue um transferidor que você vai entender.
        20 ou 30 graus… faça-me o favor…

        • http://www.twitter.com/edsonfern Edson Roberto

          Nem precisava dar atenção, pois é meio de costumo essemembro agir assim.

    • Marcelo_Machado

      Tinha uma edição especial do 1º modelo do Palio, que tinha 5 estrelas, não lembro o nome. Ele tb tinha dificuldade de sair em subidas mais ingrimes, mas qdo tinha 3 ou 4 pessoas dentro. Só com o motorista é a 1ª vez que ouço.

      • http://www.twitter.com/edsonfern Edson Roberto

        É o modelo com motor Fiasa de 1999. Isso ocorreu pq foi qdo a Fiat mexeu no mootr para ter um ajuste menos beberrão… só esqueceram de testar…rs

  • Marcelmtm

    Huummm…..Me decepicionou um pouco esse problema de sair em subidas. Vou ficar no aguardo do vídeo!

    • OKPotter

      Pra mim que moro em uma região cheia de morros, fica impossível comprar um carros destes!!!
      Tipo, tem sinal em subidas então adios J3!!

  • luizvidal

    o fiesta 1.0 depois de um tempo fica assim.. só sobe com ar desligado e metendo o pé.

    • GuilhermeD.

      Depois de um tempo? Será que não é embreagem?

      • GUiGoBH

        Tbm tenho um fiesta sedan 1.0 e acontece isso, aqui em belo horizonte tem várias subidas e se parar em qualquer uma é necessário desligar o ar, por várias vezes parei no sinal e tive q puxar o freio de mão. No início era pior ainda, já que foi comprado zero km em 2009 e o motor não estava amaciado, fui colocar 4 pessoas no carro e quase não consigo subir uma rua que não era tão ingreme assim, depois de amaciar melhorou um pouco mas ainda tenho q desligar o ar nas subidas.

        E isso não é a embreagem pois ocorre desde a compra do veículo!

        • http://www.twitter.com/edsonfern Edson Roberto

          Curiosamente, não é só mal de Fiesta não. Já presenciei esse mesmo problema num KA 2009 que minha irmã teve. Era o mesmo motor e cambio e acredito que pela relação de marchas deve ter sido isso.

          Acho que as pessoasprecisam comprar Celta mesmo… assim sai de primeiramesmo que nao queira…rsrs

      • Renato_Valente

        O Fiesta 1.0 é ridiculo o desempenho dele mesmo, tenho um em casa. Eu numa bicicleta subo mais rapido que ele

  • jttrainer

    precisamos de um carro que venda mto bem e espero que esse venda, pq c esse ta mexendo mto no mercado, as outras tbm vao ter q mexer pra recuperar o mercado e ir melhorando…

    mas a vdd eh q brasileiros nao sai mto das 4 grandes, assim sempre fica no mesmo….

    preicsamos dum carro diferente que roube mto mercado das outras..

    espero q kia picanto e j3 contribua para isso

  • Tchelo23

    Alguem confirma que nas concessionarias estao vendendo apenas a versao 2010/2011? Pelo menos em porto alegre é.

  • skulla7x

    Espero que também tenha avaliação do J6 e J5, principalmente do J6!!! ;)

    • Miltonneto

      Também estou no aguardo dos primeiros testes do J6, é lindo!!

  • augusto_salgado

    É o tal do cambio com relação de marçhas longas para ele ficar mais economico só que perde em torque inicial……aqui em São Paulo que mora na região do Sumare vai sofrer.

    • http://www.twitter.com/edsonfern Edson Roberto

      O problema é que qualquer carro que tem uso no Brasil tem que ter suas primeiras duas marchas com uma redução para não apresentar esse comportamento. O que deixa mais triste é saber que esse motor com comando de valvulas variavel não tem diferença alguma de funcionamento para um 16v de comando simples.

  • Grizzi

    O que ajuda no consumo é ser EXCLUSIVAMENTE gasolina, motor flex perde isso

    • eduardo82

      Não achei o consumo excepcional. Meu Corsa 1.8 flex faz entre 10,5 km/l e 11 km/l com o AC ligado na cidade (12 km/l com o AC desligado). Para piorar, o J3 é 90 kg mais leve: 1150 (Corsa) x 1060 (J3).

      • http://www.noticiasautomotivas.com.br Eber

        Mas seu Corsa 1.8 não faria entre 10 e 11 aqui em minha cidade. Faria menos. Comparativamente, o JAC J3 bebe menos que ele então.

        • eduardo82

          Não sei o quão menos faria (ou se faria). Campinas não é uma cidade que eu posso chamar de plana, sem contar que eu não consigo fugir do trânsito pesado da manhã e do fim da tarde.

      • http://www.twitter.com/edsonfern Edson Roberto

        Vc mora em Brasilia certo ?

        • eduardo82

          Campinas

  • sampaiocgs

    Estou adorando os testes que cada revista, blog… faz com este carro. No Auto Esporte no quadro "Quarentena" com o Jac J3 de ( 21/03/11) observe o que o avaliador diz do motor:
    " Na parte positiva, continuo achando o motor a melhor coisa desse carro. Como a tal força em baixa rotação tem sido garantia de polêmica por aqui, quero dar minha contribuição. Fiz questão de explorar baixas rotações (abaixo de 2.000 rpm), e reafirmo o que disse com relação ao J3 hatch: mesmo nessa situação, o carro responde muito bem. Graças ao comando variável, o J3 mostra disposição abaixo de 2.000 rpm, e sobe de giro quando se pressiona o acelerador. Digo mais: em baixos giros, as respostas do JAC são melhores que as dos motores E-torQ da Fiat. Ele está muito mais para Ford Sigma (Focus, New Fiesta) do que para FPT (Powertrain Technologies)."

    • Marcelo_Machado

      Esse cara que escreveu no Quarentena é o único que achou força nesse motor em baixa rotação. Ele deve ter uma tecnica de direção super especial rsrsrsrsr. Eu não lembro de nenhum site, inclusive o Quarentena, que testou o Sigma da Ford e o ETorque da Fiat que tnha falado que o carr parece andar como um 1.0. Já esse J3 todo mundo que dirige sem esticar bem as marchas fala que parece 1.0. Isso mostra 2 coisas: O Quarentena esta cada vez pior, e que o torque em baixa e as relações das primeiras marchas não casam muito bem, principalmente para o modo que o Brasileiro esta acostumado. Faltou isso na "tropicalização" feita pelo Habib, mas como o Eber falou muito bem, isso ficaria muito caro para fazer.

    • artfukr

      Texto comprado, óbvio! xD

      • http://www.twitter.com/edsonfern Edson Roberto

        Ah não. O problema é que não existe um padrão para o Auto Esporte. Eles deixam com mtos redatores e nem sempre o cara tem conhecimento tecnico para avaliar e sim dizer apenas a respeito em comapração a outros carros.

        Me lembro que inclusive essa foi a unica reportagem que li a respeito de dizer que omotor anda bem em baixa rotação. Pode ver que os outros que andaram reclamaram fortemente. E pelo que o Eber disse, isso se confirma de vez.

    • MeGusta

      Vou te dar a explicação para esses comentários ridiculos em relação ao torque em baixa do J3.
      Ele tem comando variavel, significa que tem 2 curvas de torque diferentes, uma para alta rotação e outra para baixa rotação.
      O comando variavel existe justamente para aumentar a faixa de torque do carro, ou seja, ele traz o comportamento de um carro 8v em baixas rotações e de 16v em altas rotações. é provavel que se voce subir o giro para 4000rpm o comando vá se comportar como um carro 16v, mas 4000rpm não é o ponto de maior torque/potencia dos 16v, e por isso a sensação de "falta de folego", o correto é sair normalmente com o carro em baixa rotação para que o comando diminua a abertura das valvulas e assim aumente a velocidade do fluxo de ar/combustivel aumentando assim o torque em baixa rotação.
      O que ocorre nesse pais de m….rda é a ignorancia do povo somado com a ignorancia de editores e pessoas que tem condição de gerar opnião.

  • prodrigues_eng

    Ainda bem que o Faustão emagreceu bem!!!

    • DCald

      tu-dummm, tixxxxxxx

      hauhauhaua…

      Imagine a propaganda com o Faustao de antigamente e o Jac não saindo do lugar… "O LOCO MEU!!!" hauhauhaua

  • Marcelo_Machado

    NA vcs estão de parabéns. Essa avaliação do J3 esta muito boa e completa. Acompanho o Quarentena que testa o mesmo carro e acho que eles deveriam ler o teste de vcs para aprenderem alguma coisa, pois o deles a cada dia se supera, ficando pior.
    Esse J3, para decepção dos que acham ele uma porcaria e tb para os que acham ele melhor que os que temos aqui ha um preço bem mais baixo, esta se mostrando um carro na média com seus pontos positivos e negativos, assim como todos os outros que temos nessa faixa de 35 a 45 mil. Aí é gosto pessoal de cada um para fazer a escoha.

    • http://www.noticiasautomotivas.com.br Eber

      Valeu Marcelo!

  • Pedro_Lourenco

    Li numa revista que esse motor é 1.3.

    • potenza

      Ele realmente é 1.3 mas por uma jogada de marketing eles chamam de 1.4, que nem a fiat com o 1.8 E-torq (1.75)

  • andrefrade

    11,7 quase 12
    pra um motor 1.4, na cidade, com ar ligado?

    PUTZ!!!
    ÓTIMO!

    • DCald

      Meu Corsa 1.4 fez 11,8km/l na gasolina (em Curitiba)… (e olha que eu ando rapido!) no alcool faz 9-10 dependo do humor do motorista :)

      • http://www.noticiasautomotivas.com.br Eber

        Curitiba, não Sul de Minas.

        • MeGusta

          Esse povo de curitiba é meio lele mesmo…….
          É que as pessoas aqui acham que o Brasil é Curitiba/Camboriu, eles não sabem o que é MG.

      • andrefrade

        ótimo se for verdade.
        Mas sinceramente eu acho que você deve estar enganado…..
        Sei quem tem esse 1.4 e n chega nem perto disso….

  • classenetrafael

    Fui na CSS no domingo conhecer o carro, o turin é muito bonito, gostei bastante do acabamento dele, o vendedor me disse que se fechar a compra do turin por 39,900 ele dava um jeito de ver o banco de couro com a gerente da loja, tenho que adimitir que fiquei muito tentado em conprar…
    O porta malas é bom, bem completo, acabamento decente(!), gostei mesmo, mas a incerteza da liquidez do carro não me deixou fechar o negócio…
    Mas vou continuar acompanhando o desempenho de vendas, ai sim, quem sabe eu volto lá…

  • tiago90j

    uma coisa eu tenho certeza, os 1.0 flex das 4 grandes fazem menos q esse 11,7 km/l.
    mas como foi esse teste da ladeira? parar o carro no meio dela ligar o ar e arrancar, aí fica meio dificil pra um 1.4…

    • http://www.noticiasautomotivas.com.br Eber

      Sim, mas eu não ligo o ar na hora, já chego com ele ligado.

    • http://www.twitter.com/edsonfern Edson Roberto

      Tiago, eu tenho um C3 1.4 e sinceramente, não tenho nenhum problema em arrancar na subida.Tem uma subida bem ingrime para sair na Vergueiro em SP que infelizmente não sei lhe dizer o nome, mas que sai em frente ao centro cultural… ali é bem ingrime e até outros carros ficam com o freio de mão puxado. Mas na hora de sair… eu saio sem problemas e sem necessitar de ficar queimando embreagem. Inclusive com o ar condicionado ligado.

  • Phanton

    No sábado (19/03) fui a Concessionária Rebouças em São Paulo. Fui atendido pela Vendedora Ana Paula, que me detalhou o carro, ( as vezes um pouco chata, mas queria fazer a venda ).

    Não cortei a mesma em nenhum momento, e ouvi a apresentação do j3 tranqüilamente, esperando pelo Test Drive do J3, ( tenho mania de test Drive, minha esposa já reclama sobre, faço uns 2 por mes )

    Gostei de alguns detalhes, minha esposa de outros, e assim seguimos. A vendedora pediu que entrasse em uma rua mais tranquila e acelerasse o carro, sentisse o motor de 108CV, com VVT e coisas mais.

    Ao fim do test chegamos na concessionária, e a mesma perguntou o que achei do carro. Minha resposta de bate pronto " Não gostei, não compraria esse carro". Ela me questionou o porque, dado que nenhum consumidor tinha reclamado até então, eu fui o primeiro. Tanto que chamou o Gerente da mesma, para que explicasse o meu descontentamento com o motor fraco, que não tem arrancada, e com 3 pessoas na Faria Lima, não conseguiu andar melhor que um Gol G5 1.0.

    Como tenho familia no interior ( 420 km de SP ), todo mes rodo em uns 1000 km de estrada. Expliquei que o carro não renderia na estrada, que sofreria muito em ultrapassagens e no meio dos caminhões não seria um bom carro ( dado que na SP-310 temos muitos caminhões).

    Mostrei os detalhes de acabamento, que me descontentaram um pouco, mas em qualquer popular encontramos no mesmo nível ( isto não faria recusar o carro).

    Pediram que fizesse o teste no J5, em outros carros 2.0 da Marca, o que não fiz.

    Um outro detalhe, no carro que fiz o teste, quando pisava no acelerador para ouvir o barulho do motor, percebi um Lag ( atraso ) no conta-giros, de 1 a 2 segundos. O que me levou a crer que o motor demora mais ainda para usar o VVT.

    OBS. Não senti o cheiro de plástico, ainda mais que tenho Rinite, e qualquer cheiro me incomoda.

    • DCald

      J5 não ia vir com um motor 1.5?

      • http://www.twitter.com/edsonfern Edson Roberto

        Ele disse que pediram para fazer um teste no J5 E também no modelo 2.0 da marca (o J6 provavelmente) e ele não quis.

    • http://www.twitter.com/edsonfern Edson Roberto

      Curiosamente, no meu C3 ele não tem atraso na hora de acelerar, mas é terrivel manter velocidadecom ele. Da a impressão de um atraso nesse momento de pressão (não de acelerar exatamente, masde conseguir manter a aceleração em uma velocidade constante).

      Pode ser uma reta sem fim e plana, ou ele perderá velocidadee ficará numa faixa inferior ao que eu busco ou fica numa faixa maior.

      Se alguem puder me explicar essa particularidade eu ficaria satisfeito, já que nem mecanico da Citroen e outros que conheço souberam me explicar o motivo de tal comportamento. Não me incomoda, masno começo foi dificil se adaptar, agora eu consigo e percebo que para alcançar o que eu quero, tenho qhe me contentar em perder 2 a 3km/h a menos ou para mais.

      • Phanton

        referente o seu problema, isso deve te dar uma luz. http://www.dicasmecanicas.com/2009/08/o-que-drive

        Eu já não entendo porque o J3 está, este preço, sendo que ele é comparavel a um Gol / Palio 1.0, com esse detalhe do motor então, não tem pq comprar este carro.

    • MeGusta

      AUHEaheuhauheuhae Piadista……..
      Por acaso tenho um Gol 1.0 e um J3 e sua esposa falou a maior das besteiras, sinto muito mas a diferencia de potencia é bem grande.
      O que sua esposa achou "fraco" é que a primeira marcha do gol tem quase a mesma relação da ré, ou seja……. uma porcaria, o J3 tem uma primeira mais longa o que propicia muito mais conforto para dirigir. Esses carros "nacionais" tem a primeira e a segunda bem curtinha para passar a impressao de "espertinho" mas isso ocasiona consumo maior.
      Brasileiro ainda não está preparado para carro bom.

  • Marcelo_Machado

    Uso em cidade pequena, percursos curtos com certeza não é bom para o consumo, mas é BEM melhor que o anda e para das gdes cidades, onde o consumo deve ser um pouco pior que o de vcs. Mas se fizer uns 10/11 Km/l na cidade ainda tá no lucro.

  • aprs

    O fato do banco ser alto e fixo piora muito o conforto para pessoas com 1,80. Não estou falando de bater a cabeça no teto, e sim em questão dirigibilidade.

    Essa anemia do motor acima do comum foi relatado por outros avaliadores. É uma pena um motor com esse potencial não atender às expectativas. Que diagnóstico mais técnico pode ser dito a respeito?

  • barauna1978

    Oras, eu já ouvi falar que o Novo Uno 1.0 também tem a mesma dificuldade e já dirigi um fies

  • ACR

    Isso é muito ruim, não vai poder vender Minas, algumas cidades por ai, teria que ter a recomendação:

    Caso usar o produto em Aclive acentuado adquira nossos serviços de Reboque 24hrs!

    É por isso que gosto do NA, expõe o defeitos do produto, PARABÉNS !!!

  • aleneo2

    O JAC J3 entortou o penal no quarentena da autoesporte.

  • O_Corsario

    Só tenha uma coisa em mente… Se o carro começar a vender bem e ter bom desempenho, dificilmente o cara vai te arranjar o banco de couro, descontos ou qualquer coisa.
    Como está difícil de vender, eles baixam as margens para fazer negócio. Não digo para comprar, só para ter isso em mente…

  • O_Corsario

    Essa da ladeira é meio decepcionante.
    De resto, bom ver que o carro está agradando. EU sinceramente olho o volante do JAC e fico besta de ver como até chinês faz um volante aceitável e a Renault insiste naquele volante tenebroso deles.
    E quanta gente testando o JAC hein… O teste dos cem dias está com um também…

    • Marcelo_Machado

      O Habib distribuiu carro pra todo mundo testar. Ele esta ao mesmo tempo em todos os sites. Só se fala nele. Quer melhor marketing que esse.

    • totorocho

      Eu não acho a formatura do volante feio do Renault, sim que é tudo preto…economia porca…assim como o volante da Tucson…

  • animalbhz

    É…. então p/ quem mora em Belo Horizonte que é meu caso não rola de pegar , estou p/ pegar o bichinho… Vou fazer o test drive essa semana , vou arrumar um tempinho p/ ver esse fato.

  • Del

    Lembro que meu pai teve um Palio G1 1.6 16V que sofria do mesmo mal. Fomos a Três Corações-MG e descemos uma ladeira bem íngreme para chegar a um sítio. Na hora de voltar, o Palio sofreu para subir. Ainda tivemos que aguentar a gozação de donos de Chevette (tração traseira não vale) e Gol que subiram na moleza.

    • mkhigashi

      Por falar em pai, meu pai hoje se diverte lembrando da epoca que comrpou um gurgelzinho. Pegou o carro novo, andou um pouco e ja voltou, reclamando que o carro devia estar com algum problema. Com muito custo, foi convencido que o motor era daquele jeito mesmo.

    • alcantara30

      Eu tenho um palio weekend 98 com esse mesmo motor de 106 cavalos e o bicho sobe num tiro, acho que seu motor era amarrado…

  • jpcasella

    Não entendo, se o carro faz 11,7Km/l em percurso urbano, o motor logicamente deve ser mais "manco", o que todos querem é impossível, um carro que tenha um bom desempenho e que seja econômico.
    11,7Km/l em uma cidade pequena está muito além de ótimo, qual carro temos aqui com margem de 10Km/l em percurso urbano?
    Dependendo das vendas desse carrinho, ele será um forte candidato para entrar na minha lista de carro para rodar na cidade.

    • http://www.noticiasautomotivas.com.br Eber

      O Cerato com motor 1.6 teve uma média similar a do JAC J3, em nossos testes.

      • jpcasella

        Similar, porém mais caro, estou achando esse carrinho um ótimo city car, um ótimo custo/beneficio!

    • MeGusta

      Sua logia é de uma inteligencia sem tamanho.
      Consumo de um carro tem bem mais fatores que "motor manco" ou "motor forte".
      O J3 tem a primeira e segunda mais longas que os carros nacionais, justamente por contar com um motor VVT, se colocar o cambio de um Celta o J3 vai arrancar asfalto, mas o comportamento do carro e o consumo vão ser alterados. Carros 1.6 normalmente são mais economicos que os 1.0. O Focus da minha mãe faz quase 12km/l na estrada no alcool, enquanto o Fiesta 1.0 faz 11km/l, a diferencia é que com o focus eu rodo quase 200km sem tirar a 5°, e ele tem força para mandar a rotação baixa, o fiesta fica em quase 4k rpm a 100km/h.
      Vamos estudar gente…….

  • PauloECosta

    Impressionante como as pessoas confundem motor com relação longa de câmbio. Esse teste só mostra que o câmbio precisa de uma redução na 1a marcha ou a troca do diferencial por um mais curto. O motor não tem nada a ver com isso e já está provado que é bem mais forte e tecnologicamente avançado do que os 1.4 nacionais (não sabemos sobre a durabilidade): 1.4 Fiat tem 12,5 kgfm a 3500rpm e 85 cv. o GM tem 13,2 e 97 a 3500rpm o J3 tem cerca de 14 kgfm a 4500 rpm e 108 cv. Agora o que os" entendidos" não sabem é que para a força chegar as rodas, tem que passar pelo câmbio e se o câmbio for longo fica muito mais pesado para o motor. O fato é que no Brasil as pessoa estão viciadas em câmbios muito curtos que disfarçam a fraqueza do motor (principalmente os motores 1.nada) e quando pegam um carro com padrão um pouco diferente, "metem o pau" no motor do coitado. Essa preferência irritante por este tipo de câmbio é que faz com que os nossos populares gastem como motores v8 mal regulados! Qualquer pessoa que já tenha dirigido modelo 1.4 câmbio mais longo sabe que este é mais econômico hoje do que o seu similar 1.0.

    • artfukr

      Sim, mas o problema relatado é que o carro sofre para vencer subidas íngremes, que são regra em algumas cidades brasileiras e nem carro 1.0 com torque e potência bastante inferiores possuem a mesma dificuldade.
      Então, de que adianta ter um motor tecnologicamente avançado, que disponha de mais torque e potência que seus concorrentes, se o câmbio não presta e o carro não sai do lugar em uma subida?

      • PauloECosta

        Quanto a isso não há dúvida, faltou pensar neste pequeno "detalhe". Aqui em Brasília não faz diferença nenhuma, mas em BH e outros lugares aonde tem sobe e desce morro, isso é uma falha grave! Entretanto, o meu ponto no texto anterior era que a questão não é do motor em si mas da escolha equivocada das relações de câmbio. Um abraço!

      • MeGusta

        Eu tenho um J3 e não senti dificuldade nenhuma em arrancar na subida.
        E nossos 1.0 são raquiticos, a primeira não chega nem a 20km/h, serve só para tirar o carro da inercia

  • marcolorenzo

    Os motores chineses, sendo 1.4, 1.6, 2.0, têm marchas de caráter longo, o que faz com que sua potência em marchas introdutórias seja muito baixa. Esse é um ponto em comum entre todos os carros chineses em solo tupiniquim. Seria um ponto importante a ser mudado se os "chinese" realmente quiseram vingar por aqui.

  • taargiles

    Olha, moro em Bento Gonçalves na serra gaúcha, e já vi vários comentários, inclusive de dois taxistas que o prisma 1.4 não arranca em subida forte. E o motor é 8v.

  • HelioReis93

    Pedal entorta, não sobre ladeiras, não pode carregar "bebe-conforto"… Quais foram as outras 239 modificações que o carro sofreu para "ficar ao gosto do brasileiro"?

    • MeGusta

      Subiram o preço, porque Brasileiro gosta de pagar caro em Porcarias nacionais, então carro bom aqui tem que custar muito mais.
      Bom é o Uno que mudam o farol e vendem igual agua.
      Uno 1985/2013 –> isso sim é carro

  • DCald

    Eber, será que vc não consegue um Corsa 1.4 (nem que seja de concessionária) e faz um video mostrando a diferença do desempenho?

    Alguma chance de meter o Jac num dinamometro e obter a curva de torque e potencia?

    Pq, numeros por numeros o J3 deveria se sair melhor, mas na pratica, tá bem diferente…

    • http://www.noticiasautomotivas.com.br Eber

      Pow, sem chance, nem conseguir Corsa nem dinamometro…..

  • Indianopolis

    Eber que me desculpe, mas essa de subir a ladeira eu testei e bem….um carro normal como os outros.

    • http://www.noticiasautomotivas.com.br Eber

      Depende da inclinação da rua em que vc testou.

  • SauloPms

    Quando vi pessoalmente o carro fiquei impressionado com o acabamento e o design (interno e externo). Ele é bem mais bonito ao vivo.
    Espero que a JAC tome alguma providência quanto a isso. Trata-se de uma falha grave.

    Eu possuo um Celta VHCE e não tenho o mínimo de problemas em subir ladeiras íngrimes.
    Poderia ser um caso isolado?

    Parabéns Eber por mais uma excelente avaliação!!!

    • http://www.noticiasautomotivas.com.br Eber

      Carro brasileiro é bem adaptado a esse negócio de subida forte, pelo menos a maioria. Celta com seu câmbio curto não tem problemas nisso. Pelo outro lado, na estrada, Celta berra mais que bezerro no abatedouro.

      • SauloPms

        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
        é isso mesmo!
        por isso que eu quero trocá-lo
        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • Diens_mg

        O celta berra em qualquer lugar… câmbio é muito curto, se vc der 40 de segunda o carro grita demais, 60 de terceira e 80 de quarta, passou de 100 em quinta já começa a berrar tb… incomoda mas a gente se acostuma… principalmente na cidade igual a minha que tem muitos quebra-molas e tal, e não tem aquelas vias rápidas de 60 a 80 km/h, onde nos outros populares eu ando mais de 2 e um pouco de 3, no celta so uso a 3…

        Quanto ao JAC, fora o receio real e racional, é o primeiro fato q eu vi como defeito grave…

        • http://www.twitter.com/edsonfern Edson Roberto

          Não sei no seu Celta, mas no do meu pai, a primeira só berra (mas tam´bem não tem tempo ruim com ladeiras), a segunda com 30km/h já berra, a terceira em 50km/h já berra, em quarta a 65km/h já berra e em 80km/h em quinta já berra. A 100km/h já fica incomodo e a 120km/h Deus me livre, nem som alto resolve problema.

          • Diens_mg

            O meu faz assim tb, a 30km/h eu já estou de terceira, passou um pouquinho de 40 eu já estou de quarta, 3 e passou de 65 eu já estou de quinta, mas tem situações principalmente em estrada que vc precisa esticar um pouco, as vezes pra ultrapassar ou arrancar, ai fica insuportável como vc falou… o bicho berra muito… kkkk, e o pior, o consumo não é muito bom…

            • MeGusta

              Quanto conforto hem…… tá parecendo narração dos filmes do velozes e furiosos, carro com 18 marchas.
              Exatamente isso que Brasileiro tem que aprender, pegue um Focus 1.6 para testar e veja o que é conforto. O JAC tem esse comportamento exatamnte para priorizar o conforto e não para mascarar motor fraco

    • AJPINHEIRO

      celta na cidade tá em casa!
      dá até raiva da galera que fica na direita numa ladeira, pq vc não pode passar…

  • HaughtonLucas

    Poxa esse trem da subida será um problema pra um J3 aqui em Uberaba onde só se tem morros e dos bem f*didos,

  • akrobatos

    Ih! Acabou o amor. Com esse problema não vai vender em cidade de ladeiras.

  • NikkoZOll

    Ate 2015 ,tem muita coisa a mudar a JAC , sao os primeiros anos e nao sei se quero ser cobaia , ixi imagin em Santa Catarina , que as cidades sao so na base do morros

  • archinho

    Éber,
    Primeiro quero falar que já tem bem uns dias que acesso o NA diariamente, uma vez que as matérias são boas, imparciais e, de uma forma geral, antecipadas! Parabéns pelo site e pela conquista do espaço.

    Agora, o meu comentário: A respeito do que você disse sobre os 16v… Eu tenho um clio 2011, 1.0 16v e ele não tem esse problema de baixo torque em baixos giros. Ele tem é mais torque em alta, comparando com os outros 1.0, claro. Se procurar na internet, achará curvas de torque comparativas do Clio com outros 1.0, pra confirmar. Esse problema do torque em baixa, que parece ser o problema do J3, pode ser por conta mesmo da relação de transmissão. Assim também é com o fiesta, que tem as primeiras marchas mais longas que o normal pro brasileiro (além de um motorzinho 1.0 insuficiente, claro.), mas que em marchas da 3ª em diante, não se comporta tão mal assim. É o que acontece com o J3? Ele responde bem, vamos dizer, de 3º a uns 45km/h?

    Só mais uma comentário: Comparando com o punto 1.4, o J3 anda mais ou menos? pq o punto(pesadão) anda menos que o meu clio, tanto em baixas quanto em altas rotações.

    Parabéns novamente pelo site.

  • MakotoGreen

    acorda com 4mil giros? ca-ram-ba !!!

  • ThorBH

    naum ficaria menos caro botar um hill holder nele naum? ele já tem abs… melhor do que morrer uma grana violenta no estudo e implementação de uma nova relação de marchas, estou certo?

    • PauloECosta

      Ô Thor! Nisso não tem ciência nenhuma, pega um diferencial com 1 ou 2 dentes menos e está resolvido o problema. Basta alterar uma simples engrenagem e o problema se resolve.

      • ThorBH

        é msm… eu tava caindo nesse caô de investir grana dar um grauzinho numa relação de marcha… mas tem de ser bem feito, i.e. o meu golzin tem um "abismo" entre a 2a e a 3a…

  • DouglasDejos

    Eu sinceramente to gostando muito da JAC, não pensaria 2x antes de optar por um carro dela.

    • MeGusta

      Compre que vale a pena! Minha irmã pegou o dela ontem e o carro é bom

  • frankoff

    O Siena 1.0 8v arranca bem em qualquer ladeira. Ladeira tipo de estacionamento de shopping que vc para na metade, mas nao precisava puxar freio de mao e nem voltava e olha q o carro pesa 1100kg, agora pra um hatch 1.6 é muito bola murcha.

  • Cil

    "Tudo parecia estar no lugar devido. De qualquer maneira, é claro que seria assim, pois as unidades entregues para a imprensa são sempre cuidadosamente verificadas com respeito a ruídos e coisa desse tipo."

    Nem sempre né, já que a da AE… entortou pedal. E se essa frase for verdade… imagine os carros vendidos ao povão.

    Para mim, o consumo foi muito bom para um carro que ainda deve estar amaciando, imagino eu. Eu já não compraria o carro porque simplesmente detesto meia-embreagem normal, imagine se tivesse que subir os giros do motor (olha o Galvão Bueno aí… eheheheh) a 5000 rpm. Devolveria o carro no dia seguinte.

  • diegogerman

    Palmas para você Eber, pela transparencia. E outra vez caso poste um video sobre esse defeito pela ousadia!

  • Fredxyz

    ixi se todos forem assim não serve pra belo horizonte. puro morro e semáforo e pare nos morros.

  • augusto_salgado

    Tem um forum chamado CLUBECHERY e la da para ver o quanto os xinglingcar estão sofrendo , a chery ta enfrentando vario problemas com peças e ajuste do veiculos e problemas na embreagen é mato!!

  • Niveiro

    Tenho acompanhado as notícias sobre a JAC, e, sem dúvida alguma, a NA é o canal mais imparcial para se obter informações. Parabéns pelo trabalho!

    Tenho um Prisma 1.4 2008/9 básico, e como em Goiânia-GO o efeito do aquecimento global parece ser mais evidente, tenho considerado pegar um carro com ac, mas uma opção não 1.0 com o que costumamos chamar de "completo", que nada mais é que trio elétrico, ac e dh, por menos de R$ 40.000, tá difícil!

    Fui então conhecer o JAC J3. De cara, dá de 10.000 a zero no meu Prisma, pelo menos no que consigo avaliar. Mas se tem uma coisa que gosto muito do meu Prisma 1.4 é o motor. Excelente desempenho para o porte do carro, com consumo adequado. No trajeto que costumo fazer, faz frequentemente 9,3 km/l de álcool e 12,9 km/l de gasolina. Como já lí que o motor 16v do J3 seria meio manco em baixa, esse foi justamente o ponto que me surpreendeu no test-drive do carro. Já esperava uma certa lerdeza ao sair, principalmente por ter como referência meu Prisma, que é ótimo em baixo RPM, mas ao rodar com o carro não confirmei o que li. O carrinho arrancou bem, e em um cruzamento subi um pouco o giro e arranquei fritando pneu, exigindo troca rápida para a 2a. Gostei! Diferentemente do que senti quando fiz o test-drive no Chery Cielo, em que o Chery Face se mostrou bem mais esperto.

    Enfim, não fosse pagarem apenas R$ 19.000 no meu carro (nas concessionárias das 4 grandes oferecem 18, e na Chery 20) e me oferecerem 36 parcelas de R$ 847,90 (pelas minhas contas, cerca de 2% a.m.) para pagar o restante, já seria mais um da lista dos corajosos, porque não tem nem comparação, para usuários de carros como o que eu tenho.

    Abaixo, transcrevo o valor das peças que estão impressos em um folder do J3 disponível na concessionária:

    Amortecedor dianteiro: R$ 118,00
    Pastilhas de freio: R$ 94,00
    Kit embreagem: R$ 175,00 (!!!)
    Farol esquerdo: R$ 298,00
    Para-choque dianteiro: R$ 396,00
    Retrovisor esquerdo: R$ 98,00

    • MeGusta

      ALELUIA!!!!!!!! UMA PESSOA COM INTELIGENCIA AQUI.
      Parabens!!!! Fico feliz em ler comentários como o seu, embasados , testados e comprovados!
      Minha irmã pegou o J3 dela ontem, está muito feliz.

  • alyalysson

    Eber, ouvi falar que as palhetas são diferentes das "nacionais" é toda de borracha.
    Confere aí e bate uma foto.
    abraços

  • Vitalinoes

    Fiz todos os testes possíveis no J3 e não identifiquei nada semelhante ao vídeo demonstrado, em que o reporter sobe ladeiras com dificuldades. No teste que fiz, parei em uma ladeira bem ingreme e consegui subir a ladeira segurando o carro somente na embreagem sem dificuldades, é lógico que não é igual a um carro 2.0 e sim compatível com qualquer carro 1.4 que se tem hoje no mercado, achei esse vídeo muito estranho, o carro em que foi usado só poderia estar com problema ou então mudaram alguma coisa no carro, pois o carro que fiz o teste é 2011 modelo 2012. No final das contas, acabei comprando o J3, e sinceramente, estou muito satisfeito, foi a melhor relação custo-benefício que pude encontrar no mercado, além do mais, ganhei pintura metálica, banco de couro, insufilme, os tapetes e ainda um champagne para comemorar. Que venham os chineses para acabar com essas marcas que vendem carros caríssimos no Brasil, com tecnologia totalmente ultrapassado. E vamos deixar de ser preconceituosos, pois a multo tempo a China já ultrapassou o Brasil.

  • enfernanda

    Olha, fiz um test no J3 e gostei…aí depois vi o seu video…e fiquei preocupada..entao antes de encomendar, solicitei outro test drive e fui pra um shoping aqui q tem uma mega rampa pra ir pra garagem,…e ele foi super bem, de segunda, ar ligado, 3000rpm, acelerando tranquilo, ganhando velocidade ainda…não sei o que acontece com esse carro q vc testou…deve ter algum problema….eu comprei um J3 e adorei…muito melhor q qlqer outro concorrente dele,,,

  • MeGusta

    Incerteza de liquidez? Carro não é investimento. Se voce comprar um Gol 1.6 "completo" (ar, vidros, trava, direção) quando voce for vender ele vai ter o mesmo preço de um peladinho. Esse papo de vendedor hoje em dia é perda de tempo porque carro usado nao ta valendo nada.
    Carro é bem de consumo, se quer investir em algo que renda compre ouro.

    • rafaelclassenet

      Faz mais de um ano que postei esse comentário, e na boa, não me arrependo nem um pouco de não ter fechado a compra.

  • diego

    duvido que tenha 108 no motor, chines gosta de aumentar…como motor 1.3 de 1.4 …..