Home Avaliações Avaliação NA – Novo Citroen C3 (3) – Comportamento e consumo na...

novo c3 cidade 620x347 Avaliação NA   Novo Citroen C3 (3)   Comportamento e consumo na cidade




Andamos bastante com o Novo C3 na cidade, rodando tanto com álcool quanto com gasolina. Nas ocasiões em que o tanque estava com álcool, notamos um problema frequente na hora de dar a partida: o veículo não funciona antes de umas três ou quatro tentativas. Você pode dar uma partida mais prolongada e depois acelerar fundo para ver se ele mantém as rotações, mas não adianta. E isso em dias nada frios, com temperatura de 26, 27 graus logo cedo.

Isso mostra que a marca francesa precisa aprimorar o comportamento do modelo, que em sua geração anterior já apresentava este tipo de problema. Mas então falemos sobre o comportamento do Novo C3 na cidade. A versão que avaliamos tem o motor 1.5, motor que aliás é usado na versão de entrada e também na versão intermediária, representando uma maior fatia no mercado do que o motor 1.6 da versão topo.

Este motor de oito válvulas é uma atualização daquele motor 1.4 que era usado nas versões mais baratas do C3 de primeira geração. Sua potência aumentou de 80/82 cavalos para 89/93 cavalos. É uma diferença de potência que é perceptível sim no dia-a-dia, mas não é suficiente para mudar muito o comportamento do modelo. O seu peso aumentou em torno de 20 quilos nesta nova geração, então o peso adicional anula um pouco o pequeno aumento de potência que o C3 conseguiu.

O desempenho com gasolina fica bem parecido com o desempenho do C3 de geração anterior, já com álcool ele melhora um pouco. O modelo tem alguma dificuldade em velocidades baixas, quando partimos de um nível de rotações muito baixo, principalmente com duas pessoas ou mais a bordo, aí o C3 1.5 tem uma certa dificuldade e morosidade nas acelerações. Como suas relações de marcha não são muito curtas, o modelo não favorece uma tocada mais rápida.

Para uso normal na rotina diária o Novo C3 entrega um desempenho satisfatório, mas é isso, apenas satisfatório. Se você trabalha bem o câmbio, trocando de marcha nos pontos exatos, a condução é razoável, sem perceptíveis problemas de desempenho, mas se você gosta de pisar um pouco mais, vale a pena buscar a versão topo de linha que tem um motor 1.6 atualizado com bem mais potência que esse 1.5.

O que gostamos muito no uso frequente do Novo C3 é que ele tem uma suspensão bem macia e confortável, que poderia até mesmo ser vista como mole demais por alguns que prezam um carro mais colado ao chão. Comparando com a primeira geração, este novo modelo ficou mais macio e gostoso de usar. Chega a ser difícil encontrar um modelo do mesmo segmento do C3 que entregue um conforto similar. E isso é com certeza um ponto positivo para quem gosta de conforto.

Mesmo tendo uma suspensão macia, o C3 não inclina muito nas curvas, não chega a ser um modelo com aquela suspensão norte-americana, que balança demais. O único problema é o banco do motorista, que assim como o banco do passageiro dianteiro, tem um encosto que fica muito pequeno na parte superior, deixando de dar conforto para quem está encostado ali. É uma pena, um carro tão confortável com um banco que incomoda assim.

O consumo que conseguimos na cidade com álcool foi de 6,8 km/l, rodando o tempo todo com ar-condicionado ligado. Já com gasolina o consumo ficou em 11,6 km/l, também com ar-condicionado ligado. Isso mostra que o Novo C3, ao mesmo tempo em que é bem gastão com álcool, tem um consumo bom com gasolina.

Ele conseguiu ficar em terceiro lugar de consumo na cidade com gasolina em todos os carros que nós já testamos, ficando apenas atrás de Toyota Prius e JAC J3. O modelo chinês ficou com 11,7 km/l na cidade, ou seja, praticamente um empate. O ranking de consumo de nossas avaliações pode ser visto na nossa página de Avaliações.

Com os preços atuais do álcool, o uso deste combustível já está inviável, no Novo C3 então… esqueça, nunca use álcool.

 


  • Danich

    Gostei do consumo dele com gasolina.
    Tenho um C3 1.4 ano 2010 e o meu com etanol roda em média 6,5km e na gasolina 10,7.

    Parece que acertaram nesse quesito, mas só nele, pois ter dar partida umas 3 ou 4 vezes para o motor funcionar é uma lastima….o meu pelo menos aqui em São Paulo com uma temperatura média parecida com a do teste nunca tive problemas.

    • Froid_Dalton

      Tb nunca tive problemas na partida com álcool.

    • Edson Roberto

      Eu também não tenho problemas. Mas no reservatório de gasolina SEMPRE coloco gasolina podium.

      Dá cerca de uns R$3,00 que valem a pena. Se não for ela, acontece sim de falhar. Mas com ela, uma acionada no reservatório resolve (mesmo em dias quentes, pelo menos o meu C3 usa a gasolina).

    • AdautoNeto

      Tenho esse modelo que está sendo avaliado e nunca tive problema com o funcionamento do motor …

  • Froid_Dalton

    No C3 1.4, nem vale a pena usar álcool mesmo. Ele ganha somente 2 cv com etanol, o torque fica inalterado. Ou seja, o desempenho é o mesmo. Isso acontece pq a taxa de compressão do 1.4 é muito baixa p/ álcool. E ele fica bem beberrão no álcool, já na gasolina é econômico pra caramba, se andar de boa. Uso somente gasolina no meu. Na cidade ele é espertinho, o câmbio é bem escalonado. Mas na estrada, acima dos 120km/h ele sofre um pouco, muito fraco. É definitivamente um carro urbano, na versão 1.4. O novo deve ser melhor na estrada.

  • PortoWF

    O consumo está bem próximo do que eu consigo com o Motor 1.4.

  • Edson Roberto

    Dalton,
    Eu tenho um C3 2008 que até hoje SÓ tenho usado alcool. Motivo? No meu eu já disse e repito, faço médias na cidade entre 7,5~8,5km/l. Na estrada tenho feito no alcool a média de 12km/l. Se andar a 80~100km/h faço entre 12~14km/l. Para quem faz um calculo rapido, ve que ele é economico nas duas situações.

    Na gasolina rodando na estrada a 80km/h eu já cheguei a fazer 22km/l. Achei um otimo consumo. Mas diante do preço que pago no alcool R$1,799, ainda colocando nos calculos, eu estou economizando mais no etanol do que na gasolina.

    Eu imaginei que o novo C3 iria sofrer um pouco mais. Muitas reportagens falando a respeito do comportamento e demonstrando que realmente o motor atualizado pode te dar uma revigorada nas acelerações principalmente no plano e descidas. A diferença em um aclive é pequena. (perante o C3 1.4)

    Algo que eu reparei é a melhoria na rapidez de resposta ao pisar no acelerador na imobilidade. Isso dá uma sensação que a potencia existente ali é bem maior e ajuda muito em semaforos em subidas. Coisa para quem tem C3 como o meu, sabe que é necessário pisar antes no acelerador para ele não sair "queimando embreagem" devido ao lag do acelerador eletronico. Eu sem duvida não trocaria o meu C3 por esse novo.

    Tem coisas legais, mas que para mim, ainda não compensam a troca. Curiosamente, hoje mesmo dirigi um C3 2004 1.6 16v e vi que mesmo sendo um motor 16v, ele tem um compromisso de entrega de potencia interessante para o C3. Sem pretensão esportiva, mas dá a potencia esperada para o porte do modelo e boa sobra de potencia quando exigido em rotação alta.

    • Froid_Dalton

      Então, Edson, no meu eu não consigo fazer nem 7 por litro com álcool. Eu notei que qualquer pisadinha mais forte ou ao ligar o A/C, a média cai muito, a autonomia que aparece no pc de bordo cai absurdamente e os pontinhos do marcador tb….rsrs. Na estrada, pode ser que a coisa mude de figura, mas eu nunca fiz viagens muito longas com ele pra testar, meu uso é 90% cidade mesmo.

      Agora, quando uso 100% de gasolina, aí eu posso até esticar os giros, usar o A/C à vontade e mesmo assim o bicho não bebe. E eu notei que o funcionamento do motor fica mais agradável na gasolina tb, ele funciona menos áspero. Com gasolina na estrada, mesmo em um trecho curto, o pc de bordo já marcou autonomia de mais de 1000km(tanque cheio), em 5ª marcha, sem pisar muito, mantendo uma média de 90km/h. Ou seja, no meu caso não vejo motivos pra usar etanol. Seria interessante se o mesmo estivesse com preço próximo de 1 real/litro. Atualmente, beira os 2 reais, um absurdo. No posto que abasteço, é 1,80 o litro. Não dá.

      Quanto ao acelerador, ele realmente tem um lag, mas esse lag é muito menos incômodo que o lag que tinha meu Corsa 1.4 Econoflex. No C3 a resposta é bem ligeira, mas de fato é preciso queimar um pouco embreagem, qdo a subida é mto íngreme.

      O C3 novo é interessante? Sem sombra de dúvida, ficou muito bonito, externamente é mais atraente que o antigo, com ctz. Mas eu penso exatamente como vc, não vejo razões suficientes pra trocar o meu por um, fiquei decepcionado com o painel "sem brilho" dele, a Citroën pisou na bola barateando o interior do carro. O C3 de primeira geração tem muito mais personalidade no desenho do painel e nos detalhes, sem contar que mantém a originalidade do europeu, não teve alterações como o novo. Se o preço do novo caísse para abaixo dos 40 mil na versão intermediária, eu cogitaria a compra. Mas do jeito que está, eu risquei da minha lista. Na troca, vou pegar ou o 208(mesmo acima dos 40 mil) ou o Civic Si usado de um parente meu. A tendência é mais pro Honda, pq é um carro fantástico e divertido demais, e pelo que pesquisei em preços de peças, tranquilo de manter.

      O C3 1.6 16v deve ser bem divertido. Se eu pudesse voltar no tempo, eu compraria o GLX 1.6 16V. O meu é um GLX 1.4 Sonora, peguei naquela promoção 37.990 com rodas e som, era a melhor opção na ocasião. Não me arrependo, mas qdo vejo um C3 1.6 no trânsito, fico com um pouco de inveja….hehehe……mas o 1.4 tem muitas qualidades, é super econômico e o motorzinho trabalha liso, muito agradável pro dia-a-dia. Tô feliz com meu carro.

      • Edson Roberto

        Olha só… essa média que citei é com o A/C ligado 100% do tempo…rs

        Só que assim, tem que ser respeitado o limite do carro. Já reparei e não adianta: Tem gente que enche o pé nas saidas de semaforo para o C3 sair "forte". Nem sempre a pessoa faz isso para querer sair "disputando" algo. Mas reparo que é nesse momento em que vejo o consumo das pessoas indo para o saco. Meu amigo que hoje trabalha na PSA tinha um Polo e chegou a pegar durante um tempo um C3 para trabalhar. O C3 era também 1.4 e ele não fazia mais que 300km de tanque com etanol na cidade. Vivia reclamando.

        Com o Polo dele fazia por volta dos 250km!!!!! Só que a pessoa precisa aprender a usar o carro. (não digo que esse é o seu problema ok?) Mas no caso do meu amigo, ele já acelerava em todo o semaforo antes de sair para até chegar a sair cantando o pneu, mas ele sempre dirigiu com o pé embaixo e eu nunca concordei, mas cada um tem sua escolha né? rs

        Agora, algo que vc falou é verdade… o C3 qualquer pisadinha forte ele consome um mundo de combustivel. Algo que eu percebi é justamente os lags do acelerador e que mesmo já em velocidade, se vc quiser que ele faça retomadas ou qualquer coisa, eu sempre encosto o pé no acelerador e em seguida pressiono até onde quero. Geralmente ele responde com mais vigor. É bem gostoso alias fazer punta tacco no C3 por causa disso…rs

        Eu vou ver se uso na gasolina para perceber se o consumo mesmo em rotações maiores (apesar de não trabalhar tanto em rotações maiores) manter o consumo. Se for, eu acredito que eu melhore ainda mais minha marca de consumo!!! continua;….

      • Edson Roberto

        Quanto a gasolina, tenho a mesma percepção que você. Na gasolina o motor trabalha sem ser aspero, parece que se torna um motor 16v devido a entregar potencia em maiores regimes de rotação sem vibrar tanto. É bem curioso isso.

        Olha… se eu fosse optar pelo C3, somente o Exclusive…rs (o meu é um)

        Mas hoje não se encontra pelo menos dos atuais sem ser Exclusive. Eles haviam eliminado (apesar de existir no catalogo do site) a opção GLX 1.6. Passaram a incorporar apenas as versões 1.4 GLX, 1.4 Exclusive e 1.6 Exclusive.

        Bem… eu que pude andar em um 1.6 hoje, te digo que… a puxada não seria tão mais forte do que o motor 1.4 na cidade. Nisso vc pouco notaria a diferença na potencia. Onde ele é forte mesmo é ser mais liso em médias e altas rotações. Por isso até disse que o motor 1.6 é ideal porque depois dos 3000rpm ele vai na boa.

        Agora, ao menos no motor 1.6, mesmo em subida não que eu goste tanto de fazer, mas dá para manter 1500rpm que ele puxa, confesso que me agradou. No 1.4 só acima de 2000rpm para ele desenvolver, caso contrário no máximo ele consegue manter a velocidade em que vc esta. Mas eu depois de 4 anos com o carro não tenho como dizer que não estou satisfeito, pois gosto muito dele. Se for trocar ele, apenas por um carro médio (hatch ou sedan, isso se não for um médio-grande).

  • Felix_S

    O C3 daqui de casa (2011 1.4) também tem a partida normal em dias frios. Só falhou quando esquecemos o tanquinho de gasolina esvaziar… mas aí foi descuido nosso.

  • sonodedinho

    O meu c3 com o mesmo motor, 1.5, consigo fazer médias de 8,9 com álcool e 12,3 com gasolina na cidade. E nunca tive problemas com a partida a frio.

    • AdautoNeto

      Consigo 8 km/l com etanol e 11,9 km/l com gasolina, sem problemas nas partidas, mas percebo que com a gasolina ele trabalha menos aspero e mais manso.

  • anderson_sp

    Esses "20 kg" são os mais pesados que já vi pra fazer tamanha diferença de potência, se fossem 200Kg vai lá, o carro pode não estar amaciado e por isso ele tá mais amarrado, mas por onde li, este 1.5 não lembra o antigo 1.4, está mais condizente ao atual que o 1.4 anterior ao antigo.

    Sobre o carro eu vejo poucos na rua, não sei se é mal divulgado ou povo não aceitou ele bem….

  • BrunoMulsane

    Fiesta é mais bonito e melhor. Andei nos dois modelos 1.6, o ford parece ser 2.0.

  • brnmilk

    qual o consumo do motor 1.6?

  • W_Santos

    Estou acompanhando com atenção a avaliação do C3, mas como comportomento do carro, porque espero o 208 chegar, e acredito que o desempenho dinamico dos dois serão bem parecidos. Mas estou me decepcionando com o carro. Essas falhas de ignição, desempenho fraco e acabamnto simplificado são fortes pontos negativos do carro. Cada vez mais acho ele caro pelo que oferece!

    • Ricardo_Alves

      andei no novo c3 versão tendence e gostei muito do desempenho motor rápido na estrada. mas esta com 4.000,00 de agio na minha cidade, fui na pegout ter mais informações do 208, vou aguardar a chegada, quanto a sonic e new fiesta, não me agradou. so esta faltando o punto que vou olhar despois da virada de ano. o polo já descartei também, já que esta mudando, mas esta com bom pacote de opcionais. na citroen tive o melhor atendimento disparado, e ainda a melhor avaliação do meu usado,

  • F_F_

    esse carro tá muito caro pelo que ele entrega…

  • jackson_sch

    Quero ver esses modelos sem o tanque de partida aqui inverno sulino. Com gasolina as vezes os motores demoram, imaginem querer ligar no etanol. Uma noite ao tempo com temperatura de zero grau, esqueçam.