Avaliação: Nova Hilux SRX melhora em off-road e tecnologia, mas preço elevado atrapalha

18/03/2016

toyota-hilux-srx-2016-NA (32)

A Nova Hilux chega ao mercado nacional após 10 anos da geração anterior. O modelo é conhecido por sua robustez, confiabilidade e bom valor de revenda, mas também por sua manutenção cara e preço elevado.

De qualquer forma, estes dois últimos não são empecilhos para boa parte dos consumidores de picape, que a colocam em posição de destaque no mercado, especialmente agora com o modelo novo, que chega mesmo a superar a Saveiro no ranking de comerciais leves, ficando em terceiro na primeira quinzena de março de 2016.

toyota-hilux-srx-2016-NA (33)

Agora, além dos atributos citados, a Nova Hilux também agrega mais tecnologia embarcada, assim como maior capacidade no fora de estrada e, principalmente, segurança suficiente para obter cinco estrelas no Latin NCAP.

Não é para menos, além da estrutura mais reforçada, dispõe de série de três airbags (incluindo joelho), tendo ainda mais quatro na versão topo de linha, a SRX, que foi avaliada pelo NA. Esta opção custa R$ 188.120, um valor que permanece desde o seu lançamento, no começo de novembro.

toyota-hilux-srx-2016-NA (1)

Por fora…

Com inspiração no novo estilo global da Toyota, que foi impresso no Corolla, a Nova Hilux parece bem maior do que realmente é. Em realidade ela cresceu 7 cm apenas e continua sendo menor que a S10 cabine dupla. Provavelmente, essa impressão vem da nova frente, cuja grade é bem proeminente e devidamente cromada.

Os faróis são integrados ao estilo da grelha, tendo LEDs diurnos e projetores de LED. O para-choque tem aspecto mais aerodinâmico e proporciona grande ângulo de ataque (33°) por conta de seu desenho. Faróis de neblina completam o conjunto. As rodas de liga leve aro 18 com pneus 265/60 R18 têm desenho esportivo e agradam.

toyota-hilux-srx-2016-NA (7)

A cabine tem um formato mais moderno e realmente mais espaçoso, destacando-se os retrovisores com capa cromada e repetidores de direção, bem como rebatimento elétrico. As maçanetas também são cromadas, assim como o nome Hilux devidamente fixado nas portas dianteiras.

Na traseira, as lanternas horizontais são grandes e bem delineadas. A caçamba de carga agrega câmera de ré e maçaneta no corpo central cromado, além de luz auxiliar de freio e identificação do modelo.

O para-choque apresenta detalhes igualmente cromados e um bom degrau para serviço. Apesar de espaçosa, a caçamba não possui capota marítima e nem santantônio, mesmo no topo de linha SRX. Um pecado para quem paga quase R$ 190.000 na picape. Os estribos laterais, por sua vez, são muito úteis no dia a dia.

toyota-hilux-srx-2016-NA (60)

Por dentro…

No interior, a influência do Corolla se faz igualmente presente, destacando-se o cluster com iluminação azul e instrumentação analógica bem resolvida, assim como o útil e completo computador de bordo. A multimídia com tela plana projetada para fora dá um toque de sofisticação ao ambiente.

Ela tem sete polegadas, reproduz DVD, CD, MP3 e tem câmera de ré, além de navegador. Ela também informa dados de consumo e performance, além de estar integrada ao bom sistema de som com seis alto-falantes. A Nova Hilux 2016 dispõe ainda de entrada e partida sem uso da chave, bem como chave eletrônica de desenho sofisticado.

toyota-hilux-srx-2016-NA (63)

O volante multifuncional é muito prático e tem boa pegada, contando ainda com múltiplas regulagens e a famosa haste do piloto automático, que continua pouco ergonômico. Logo abaixo do botão de partida há o comando de tração 4×2, 4×4 e 4×4 com reduzida. Ao lado, o ar condicionado automático. Mais abaixo, bloqueio eletrônico do diferencial traseiro, controle de descida, entrada USB e auxiliar, além de duas tomadas de 12V.

Ao lado da alavanca de câmbio, que tem opção de mudanças manuais, há os comandos dos modos Eco e Power. À frente, dois porta-copos muito úteis. Voltando ao topo do painel, difusores de ar retangulares com um relógio digital lembra muito os anos 80. O porta-luvas é duplo, sendo o superior refrigerado. Muito bom.

toyota-hilux-srx-2016-NA (58)

O acabamento geral é muito bom, sendo que as portas possuem mesclas de couro, plástico e tonalidades, tendo maçanetas cromadas, frisos de cor cinza e base dos comandos dos vidros em preto brilhante. Os bancos em couro são confortáveis, sendo que o do motorista tem ajustes elétricos. Há uma tomada de energia para aparelhos de até 100 watts sob o apoio de braço central.

Atrás, mais espaço que a Hilux anterior, tendo também saídas de ar condicionado e ganchos retráteis para sacolas. O assento leva três e conta com conjunto completo de cintos e apoios, bem como Isofix. O encosto não é muito vertical, o que ajuda em viagens longas.

Além disso, sob o assento, existem compartimentos para objetos que não podem ir na caçamba. As portas reproduzem o acabamento das dianteiras. Um apoio de braço central com porta-copos escamoteável dá mais conforto e comodidade para dois ocupantes. A caçamba tem bom tamanho e a tampa não é até leve, facilitando as operações de carga e descarga.

toyota-hilux-srx-2016-NA (12)

Por ruas e estradas…

A Nova Hilux 2016 veio com tudo novo nesta geração, inclusive melhorias no chassi (20% mais rígido) e carroceria (44% mais rígida), assim como na geometria da suspensão, especialmente a traseira. O trem de força agora dispõe do motor 1GD 2.8 turbo diesel de 177 cv a 3.400 rpm e 45,9 kgfm a 1.600 rpm. A Toyota diz que apenas uma pequena parcela de seus clientes (4%) desejava mais potência.

Por conta disso, a marca nipônica não partiu para a briga de potência com suas rivais, especialmente Ford e GM. O conjunto da Hilux 2016, no entanto, é equilibrado e dá conta do recado. O propulsor tem funcionamento mais suave que o anterior, além de mais disposição em baixas rotações.

toyota-hilux-srx-2016-NA (74)

As respostas ao acelerador são interessantes, mas o modo Power não pareceu acrescentar tanto quanto se esperava dele. Claro, só o motor não faz o trabalho extra sozinho. A caixa de transmissão também é nova e tem seis marchas. No uso normal, funciona perfeitamente, sem trancos ou grandes oscilações nas trocas. As relações são bem adequadas à proposta.

No modo Eco, motor e câmbio perdem um pouco de força, mas pode passar despercebido em um motorista pouco habituado com picapes médias. Ele ajuda a economizar combustível que, no entanto, não nos agradou tanto quanto o esperado. Ela fez 12,6 km/litro na estrada e 9,2 km/litro na cidade. Poderia ter feito menos, já que a mais potente S10 fez 13,3/9,5 km/litro, respectivamente.

toyota-hilux-srx-2016-NA (72)

De qualquer forma, está dentro do esperado para a categoria. Rodando a 110 km/h, o propulsor marca 1.600 rpm. Ótimo para consumo e conforto. A dirigibilidade, típica de picapes, melhorou bastante em relação ao modelo anterior.

Ela fica mais no chão e apresenta reações previsíveis, dando mais controle ao condutor. A direção elétrica é leve o suficiente e tem boas respostas a mudanças rápidas de direção. Ela oferece muito conforto em manobras. Já os freios possuem atuação razoável e dão conta do recado, apenas. Nada excepcional.

toyota-hilux-srx-2016-NA (43)

O conjunto de suspensão tem um bom ajuste e o bom é que a traseira agora pula menos quando vazia. A Nova Hilux 2016 tem um ajuste mais firme, mas nada que prejudique o conforto. A estabilidade melhorou, mas não é mérito dos novos dispositivos de segurança.

Na traseira, a geometria do eixo foi alterada, assim como seu curso, presando mais o conforto e a estabilidade. Os bons ângulos de ataque (33°) e saída (26°), ajudam muito na transposição de valas e outros obstáculos pelo caminho da Hilux SRX.

toyota-hilux-srx-2016-NA (41)

Ponto positivo é o novo controle de tração ativo A-TRC, que controla as saídas de traseira com acionamento leve dos freios. A picape da Toyota em sua versão SRX vem recheada de equipamentos, entre eles controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, controle de descida, frenagem de emergência e controle de reboque.

Tudo isso ajuda muito no off-road, onde a Hilux SRX se mostra bem adaptada. Colocamos o veículo em trechos de estrada de terra com grandes buracos, valas, sulcos, alagados e muita lama. Em todos os casos, a picape não titubeou com a tração 4×4 reduzida. O bloqueio de diferencial só foi usado uma vez em lama profunda, tirando o veículo sem muito esforço.

A gestão de tração da Toyota Hilux 2016 é bastante sofisticado e percebe muito rapidamente as mudanças de piso onde, em casos extremos, alertas no painel indicam o que está acontecendo, deixando o condutor a par das condições. O motor trabalha sem esforço na maior parte do tempo, esbanjando força.

toyota-hilux-srx-2016-NA (30)

Por você…

A Nova Hilux 2016 é uma picape realmente valente. Robusta e confiável, ela se mostrou muito adaptada ao off-road mais extremo, conseguindo transpor obstáculos e terrenos muito difíceis sem muito esforço. Sua condução no asfalto e na cidade igualmente melhorou. A posição de dirigir continua parecia com a anterior, mas agora em um ambiente mais atual e sofisticado.

Apesar de não estar entre os mais potentes e fortes do mercado, o motor 1GD 2.8 mostrou que está bem afinado com a Hilux, ainda mais agora que o câmbio automático tem seis marchas. As opções Eco e Power somam positivamente, mas não surpreendem.

toyota-hilux-srx-2016-NA (21)

O pacote de equipamentos é generoso, mas peca em detalhes específicos das picapes, como santantônio e capota marítima ausentes. Não custam tanto quanto um conjunto de airbags laterais e de cortina, mas a falta dá a impressão de corte de custos aparentemente exagerado, o que não reflete a realidade do produto. De resto, ela tem o que deveria ter, mas não precisava custar tão caro.

A Toyota diz que o cliente paga mais na hora da compra, mas também vende por um preço maior mais adiante. Justifica? O custo de manutenção é alto, totalizando R$ 5.669 até 60.000 km e com a de 40.000 km alcançando R$ 1.534. Mas, apesar disso, seus atributos são muitos e, na hora da compra, vale experimentar essa nova picape japonesa.

Medidas e números…

Ficha Técnica da Toyota Hilux CD SRX 2.8 AT 4×4 2016:

Motor/Transmissão
Número de cilindros – 4 em linha turboalimentado, intercooler e injeção direta eletrônica Common Rail (diesel)
Cilindrada – 2755 cm³
Potência – 177 cv a 3.400 rpm
Torque – 45,9 kgfm a 1.600 rpm
Transmissão – Automática de seis velocidades, além de mudanças sequenciais de marchas na alavanca.

Desempenho
Aceleração de 0 a 100 km/h – 11,8 segundos
Velocidade máxima (limitada) – 180 km/h
Rotação a 110 km/h – 1.600 rpm
Consumo urbano – 9,2 km/litro
Consumo rodoviário – 12,6 km/litro

Suspensão/Direção
Dianteira – Independente com braços articulados/Traseira – Eixo rígido com molas semielípticas
Hidráulica

Freios
Discos dianteiros e tambores traseiros com ABS e EDB

Rodas/Pneus
Liga leve aro 18 com pneus 265/60 R18

Dimensões/Pesos/Capacidades
Comprimento – 5.330 mm
Largura – 1.855 mm
Altura – 1.815 mm
Entre-eixos – 3.085 mm
Peso em ordem de marcha – 2.090 kg
Tanque – 80 litros
Capacidade de carga – 1.000 kg
Preço – R$ 188.120

Galeria de fotos da Nova Toyota Hilux SRX 2016:









  • Ailton Junior

    Realmente carro de patrão.

    • Ricardo

      Fazendeiro!

      • V12 for life

        Do Filho

        • Whering Alberto

          O agroboy.

    • Gabriel Oliveira

      Do peao, patrao usa land rover

      • Bittencourt

        Da uma pesquisada nos fazendeiros do sul/sudeste/centro-oeste e vê se eles vão para as plantações de LR…no máximo uma Ram.
        No geral, picapes médias de todas as marcas.

        • Edson Fernandes

          Mas na boa… R$190000 praticamente…. essa picape é usada qdo o cara quer uma dessa a passeio. Para trabalho pesado ele pegaria uma versão mais simples. Não acho que cairia na mão de funcionario para dirigir por aí.

          • Bittencourt

            Mas quem dirige não é funcionário apenas…os donos vão lá ver suas plantações, suas máquinas, etc.
            E querem um veículo para rodar no dia a dia com conforto, aí entram as picapes top de linha caríssimas, que atendem aos dois mundos.

            • Edson Fernandes

              Se o carro faz isso para ser o de topo, será utilizado pelo patrão. Caso contrário ele compraria um intermediario. Ao menos eu nunca vi patrão que tenha dado carro de terra topo de linha para funcionario dirigir.

  • Jeremias Flores

    top as fotos!

    pickup no habitat correto. só lamento e muito o preço….

    • Aires Jone

      Mas é engraçado que a srx anterior era bem mais barata que a d4d. Coisas da Toyota mesmo!!!!

      • Bittencourt

        SRV.
        A anterior não tinha SRX.
        Abraço.

  • PerobaC

    Com ampla experiência com a Hilux recomendo sua aquisição APENAS para aqueles que realmente precisam de um veículo para lidar com piso irregular, adverso ou acidentado, com frequência.

    Para as 99% da parcela que necessitam de uma pick-up pela versatilidade e capacidade de carga, a Hilux não justifica o preço cobrado.

    Há concorrentes que oferecem melhor custo-benefício, mais tecnologia e segurança, por preço bem mais atrativo. A citar, Ranger e o novo queridinho do segmento, a Toro …

    • Edson Fernandes

      O que me impressiona é que é um produto caro e que vende muito.

      Ainda que todos precisem, eu acho abusivo o valor pedido por esta. Como picape tem um valor alto de manutenção, impressionante.

      • carlos rodrigues

        Eu tbm fico impressionado como a hilux vende tanto assim… As qualidades do produto e do pós venda são indiscutíveis, mas o preço cobrado por isso e a oferta de caminhonetas com os mesmos atributos no mercado, me deixa intrigado com os números que ela alcança a cada mês. Mas aí vem outra questão… muita gente considera hilux “status”. Aqui na minha cidade toyota é atestado de riquesa rsrsrsrsrs

    • Jorge

      A toyota já tem nome e seus fãs, e ela sabem disso. Das poucas vezes que fui na concessionária tanto da toyota quanto honda, quando perguntei aos vendedores o que o modelo deles tinha de vantagem em relação a concorrência pra custar tão mais caro a resposta é sempre basicamente a mesma, “aqui voce vai ta comprando um toyota/honda”, “cliente que compra toyota/honda sabe o que está adquirindo”, “honda/toyota tem qualidade”. Sinceramente… argumentos fraquíssimos para se vender um carro, mas infelizmente existem muitas pessoas que tomam isso como verdade e acabam por comprar qualquer coisa que as marcas empurrem.

  • Tem um erro, a Hilux fechou em segundo lugar na quinzena.

  • pedro rt

    engraçado… hj eu sonhei q ganhei uma hilux srx exatamente igual a essa

    • shdn2010

      vc vai ganhar.

  • Thiago C

    Só sendo muito doido.

  • V12 for life

    Pelo jeito o mercado continuara como está, a Hilux com os agroboys e aventureiros urbanos e a S10 para quem precisa de um veiculo que aguente o tranco no trabalho.

    • Bittencourt

      V12, faça uma pesquisa, inclusive no Insta, e verás que muitas são utilizadas por fazendeiros do sudeste/centro-oeste, mas a S10 também é uma cavala de forte.
      Abraço.

      • V12 for life

        Eu já vi, assim como a S10 aparece em menor quantidade nas cidades a Hilux também aparece no campo, mas a S10 é mais competente que a Hilux nisso, em compensação as Toyota fez uma picape mais equilibrada e que não decepciona se o dono quiser usa-la no campo tanto quanto a S10 decepciona na cidade.

        • Edson Fernandes

          Engraçado que o uso massivo de picapes é de Hilux no trabalho pesado. Tanto que é bem citada no trabalho pesado.

          Alias, a S10 tem tido sérias reclamações de problemas eletricos e até mesmo de perda de força do motor. Mas a Hilux e a S10 são as que mais disputam mercado.

          A Ranger com a faltade reposição de peça fica para trás e, a Amarok disputa com as demais pelo alto custo de manutenção das mesmas. (se essa Toyota tem preço alto, imagino o quanto gastam nas demais).

  • rodrigo

    noticias automotivas, tem certeza que tem a tomada de energia no apoio de braço? nao encontrei na minha. axo que so vem com esse item na thailandia..

  • Lucas086

    Muito cara, e o pior que pelo menos por aqui, se ver mais a Srx, pqp, com ágio ela vai pra quase 200 conto, é muito dinheiro para uma hilux, os toyoteros piram.

  • André Pessimista

    Me incomoda as picapes daqui nao terem uma vedacao maior no cofre, qualquer pocinha suja o cofre de lama. ainda mais com modelos com fiacao pra todo lado como a Amarok. Devo ser velho mesmo. Nao gostei dessa frente bicuda, e essas lanternas traseiras sao mais feias que a antiga. Bem deve ser a idade, pois acho o modelo antigo externamente mais bonito.

  • karateca

    eu prefiro Corolla

  • sushiman

    carrão!!!!

  • ####Carlao GTS

    Vou de LAND ROVER com esse preço um pouco mais cara, mas,….

    • Bittencourt

      …mas muito mais cara de manter e com rede restrita.
      Se isso não lhe incomoda, caia dentro!
      Abraço.

      • ####Carlao GTS

        Vai dar certo….

  • Lucas

    Amigos, tô vendendo meu Civic LXR 13-14 e recebi uma proposta de troca num golf tsi DSG 14-15 com 2.800 rodados, fipe por fipe. O que acham? Podem dar suas opiniões sobre isso?

    • ####Carlao GTS

      Um ano mais novo…baixa km…. tem TETO?

      • Lucas

        Sem teto. O cara comprou no início de fevereiro, mas perdeu o emprego. Tenho dúvidas quanto a fipe do golf. Tem tantas versões, que não sei se e 82 mil mesmo.

        • ####Carlao GTS

          Cuidado é VW… Ás vezes ;pé duro demais

      • Guilhermo

        Eu trocava mesmo que o golf viesse quebrado!
        Kkkkk

        • ####Carlao GTS

          Combustível hj é ouro.

    • Lucas086

      É a confortline? Pacote elegance? Sem teto, tentava baixar a fipe, na hora de vender é pior.

      • Lucas

        É a versão highline de entrada. Tem o acabamento black piano e bancos em alcântara (que eu não gostei). Mas no geral, é muito superior ao Civic, sem contar que um zero tá 97 mil. Obrigado pela opinião.

        • Hugo Borges

          Vale a pena, Golf é mais carro e ele está te passando bem mais barato. Civic é carrão mas o Golf é superior, você nem sente as trocas de marchas, além dos vários mimos (auto hold, por exemplo) e o motor MUITO superior. Você precisa só pensar na manutenção e seguro, se consegue bancar, vai nele!

          • Lucas

            A manutenção é tabelada e pouca coisa mais cara que a do Honda. O seguro ficou 200 reais mais caro, também. Dá pra segurar. A diferença a pagar é 21 mil reais. Tu pagarias isso?

            • Hugo Borges

              Amigo, desculpe pelo engano, achei que o negócio era pau a pau. Aqui no Goiás você pagaria 13mil de volta, porém, eu não faria o negócio. Golf é mais carro mas estamos em crise, mas o dinheiro é seu. Espero ter ajudado.

              • Lucas

                Não tem como um Golf Highline DSG 14-15 com 2.600 rodados ser apenas 73 mil reais, amigo (60 do meu + 13mil de volta). Acho que você está enganado.

                Um zero está custando 97 mil no site da VW.

                • Edson Fernandes

                  Eu também havia entendido que fosse pau a pau. Quantos km tem seu Civic?

                  É um carro confiavel? Sentiria necessidade de trocaragora o carro? Se tudo isso for compensador para ti e a resposta for sim, aí vc poderia aceitar esse negocio. Mas voltar R$21000 é uma grana boa. Te antecipo que vc terá bastante desvalorização com o Golf comparado com o Civic.

                  Como produto, ele é bem interessante, tem muitos mimos adicionais ao seu Civic a bordo. Só que avalie se o carro está realmente cmo descrito e se vc realmente precisa realizar essa troca.

                  Eu não trocaria o seu Civic se ele estiver muito pouco rodado. Estou ciente do preço do Golf e a diferença que vc pagaria, mas esteja ciente de que vc tem um carro que deve confiar e até hj não te dá dor de cabeça tbm.

    • Victor Hugo

      Se for um apaixonado por carros, troque! Câmbio DSG de 7 Marchas, mais potente e zero bala… só veja se é o Comfortline ou Highline, se for o Highline, ai você ganhou na Loteca!

      • Lucas

        É highline de entrada, sem pacotes extras, amigo. Você acha que esse Golf 14-15 com menos de 3 mil km vale meu Civic novinho mais 21 mil reais de diferença?

        • Victor Hugo

          Aí não né. Você falou fipe por fipe.

          • Lucas

            Sim, a Fipe do Golf é 82 mil, enquanto a do Civic tá 60.

            • Victor Hugo

              Se eu tivesse 21 eu trocaria

    • Louis

      Cote o seguro antes…

    • Andre Studart

      Eu trocaria fácil, golf anda bem mais, consome menos, e é bem mais equipado, única questão que você teria que ver era o espaço

    • O Negociador.

      Bom dia amigo, fipe x fipe no de vcs é 22.000. Vamos la, se eu tenho um modelo desse golf com 2.800 rodados eu pediria 10% acima da fipe para troca, sendo que nessa quilometragem e procedência é difícil de achar na minha região. Depois que negócio hoje fipe x fipe só se o carro tiver muito tempo no estoque, se não, não faço. Eu aconselho vc a mandar uns 19.000 de volta já que ele esta apertado, pra fecharem no 20 mil ou 20.500. Vc estra trocando por um carro mais novo de ano e km, e que no mercado de usado é mais fácil pra vender, boa sorte.

    • Edson Fernandes

      Lucas qual versão do Golf é? Highline ou Comfortline?

      Em qualquer uma das versões ele será mais completo que o Civic LXR. Porém o Highline vem com alguns detalhes adicionais de funcionalidade e segurança.

      Se for o highline a proposta está bem legal… mas acho que é o Comfortline. Só me estraha alguem que foi mandado embora querer trocar fipe por fipe se o assunto é fazer dinheiro.

      Sugestão? Ande em um test drive e depois ande nesse. Assim vc evita dores de cabeça porque é muito estranho querer abrir mão tão pouco rodado.

      • Lucas

        Boa noite, Tenho quase certeza de que é a Highline de entrada, com rodas 16 e sem teto. Meu Civic fez 30 mil km semana passada e é um bom carro, mas tenho medo da desvalorização que virá quando a nova geração dele chegar.
        Eu fiz o teste do Golf enquanto o rapaz fazia o do meu Honda. Percebi que o acabamento é superior e o desempenho é pouca coisa melhor. Tem start-stop e ar dual zone. Em compensação, os bancos são simples (mesmo em alcantara) e o volante é fino, liso e tem uma péssima empunhadura. E infelizmente por fora parece um Fox, então o Civic aparenta ser bem mais caro.
        Quanto a situação do dono do Golf, percebe-se que ele quer um carro mais simples e tem outra fonte de renda.
        Desde já agradeço pelo apoio. É bom ponderar e ouvir opiniões antes de desembolsar essa quantia em um veículo.

  • Milton Quadros

    Caro é a pick-up que em três anos gasta uma fortuna em reparos e e seguro e vale metade do valor que foi comprada.

    • Lucas

      Ainda com o mito de que Toyota não quebra… Tô com uma s10 há 3 anos. A revisão mais cara custou 1000 reais e nunca deu NENHUM problema (115 mil KM). Isso aí é conversa pra levar teu dinheiro, rapaz.

  • Leonel

    É um abuso o valor deste carro, Corolla Altis e SW4 entram nesta lista, também. Não vejo justificativa para esse carro custar R$30 mil a mais que uma Frontier ou R$20 mil a mais que uma S10 ou Ranger…

    • Lucas

      Essa Hilux custa 190 mil aqui em Belém, enquanto tem S10 LTZ sendo vendida a 135.990. A diferença é beeem maior que 20 mil.

      • Leonel

        É que eu me referi a S10 Country, que é a mais cara (baseada na LTZ). E sim, pode passa de R$20 mil, ridículo…quer dizer, ridículo quem compra.

  • shdn2010

    Tesao, mas nao pago isso em uma picape, quase 200 mil nao é para qualquer um.

  • Leonardo Aquino

    Tá maluco. 190K nisso aí? Não vi nada demais.

  • klaus

    na cor branca a frente parece um barco

  • Gabriel Ferreira

    Motor 4.0 V6 cairia bem numa versão sport de cabine estendida!

  • Victor Hugo

    Gente… que loucura! Uma caminhonete dessas não valei o preço. Eu prefiro a Amarok, e mesmo que você prefira a Hillux, não é possível que você ache que ela valha mais de R$ 30 mil. Sinceramente… ou o cara é muito desencanado sobre carros, e pega o que falam pra ele, sem pesquisar. Ou não entende mesmo…

  • Marta Borges

    me apaixonei pelo tablete no centro do painel. será móvel? articulado?

  • Baetatrip

    Hmmmmmmmmmmmmmmmmm
    Nao entendo o motivo de colocar no preço nas alturas……
    Por causa da fama? status?
    Nao acredito nem um pouco de “inquebravel” Toyota…. (Todos carros quebram desde que o dono nao seja cuidadoso)
    Alem do mas….. + 20/30 levo a poderosa RAM……. Isso e picape para viajar….. Motor 5.9 TD….. Meus deus!

  • fbl

    Viajando pela regiao da triplice fronteira e aqui hilux e s10 pra variar dominam amplamente. Dentro da argentina tambem. Nao tem jeito. Pra realidade brasileira nao tem igual.

  • Não vale o que custa, apesar da fama da marca.
    Se eu precisasse de uma picape média, hoje, eu iria de Amarok.

  • Welyton F. Cividini

    um erro do texto: a Hilux não tem direção elétrica e sim hidráulica

  • Edson Fernandes

    Infelizmente o anuncio não ficou disponivel….