Avaliação: Range Rover Sport ganha mais força e eficiência com motor V8 diesel

04/02/2016

range-rover-sport-sdv8-avaliação-NA (5)

Você deve estar lembrado de nossa avaliação do Range Rover Sport SDV6, não é mesmo? Caso contrário, confira aqui como o luxuoso inglês andou, especialmente no fora de estrada. Agora, ele retorna às mãos do NA, mas dessa vez mais potente e eficiente.

O Range Rover Sport SDV8 passa a ser a única opção diesel do SUV britânico no Brasil e com seu grande V8 4.4, ele entrega 33 cv a mais de potência que o SDV6 anterior, vendido a partir de março de 2015. Detalhe: O modelo que avaliamos inicialmente foi fabricado antes, portanto, entregava 292 cv. Então, para nós a diferença sobe para 47 cv.

O SDV8 não tem somente mais potência, pois seu torque ficou 14 kgfm maior e em menor rotação. Isso significa ainda mais força em baixa e, evidentemente, mais economia. No mais, o Range Rover Sport HSE SDV8 mantém o excelente nível de acabamento e tecnologia embarcada já conhecidos. Além do propulsor, aumentou também o preço: R$ 499.000 ante os R$ 413.600.

range-rover-sport-sdv8-avaliação-NA (10)

Por fora…

O Range Rover Sport é um utilitário esportivo com visual bastante sofisticado e que impressiona a todos por onde anda. O porte musculoso e avantajado não revela seu verdadeiro peso e muito menos a composição de sua estrutura, que é feita de alumínio. Isso cortou pelo menos 520 kg em relação à geração anterior.

O estilo sóbrio tem um toque mais jovial em relação ao Range Rover, embora se pareçam muito. Faróis bi-xênon com LEDs reforçam o temperamento desse SUV, que ainda dispõe de grade em preto brilhante. Essa tonalidade pode ser vista nos detalhes dos para-choques, contornos das janelas, retrovisores, colunas, tampa do porta-malas, saídas de ar no capô e detalhes estéticos laterais.

As belas rodas de liga leve aro 21 polegadas são calçadas por enormes pneus 275/45 R21. No teto, vidro panorâmico com ampla abertura na parte frontal torna o ambiente interno ainda mais acolhedor. Apesar de grande, o Range Rover Sport tem lanternas compactas, de LED, que realçam o equilíbrio de forças neste Sir dos utilitários. Grande e leve. Potente e econômico.

range-rover-sport-sdv8-avaliação-NA (30)

Por dentro…

O ambiente interno do Range Rover Sport HSE SDV8 é muito luxuoso, requintado e sofisticado. Os materiais empregados são de primeira qualidade. Praticamente tudo o que reluz é metal. Formando um “T”, o painel em dois tons é todo emborrachado, enquanto o console em tonalidade cinza é refinado.

Como todo Range Rover Sport, o câmbio é controlado por uma pequena alavanca em formato de joystick em uma base de alumínio. Próximo fica o comando do Terrain Response 2, que possui modos de dinâmico, automático, areia, pedra, lama/sulcos, neve e relva, além de controles de descida, controle de velocidade em baixa dentro e fora de estrada, ajuste automático ou manual da suspensão, Start&Stop, entre outros. Isso sem contar o freio de estacionamento eletrônico.

No painel, destaque para o cluster digital TFT de 12,3 polegadas, cujo estilo altera-se muito pouco, tendo grafismos vermelhos no modo dinâmico (alta performance). É muito completo e ainda detalha o funcionamento de cada modo de terreno ou condução, bem como a eficiência do sistema em tempo real. É possível fazer ajustes diversos orientando-se através do display central.

range-rover-sport-sdv8-avaliação-NA (63)

O volante é revestido em couro e possui detalhes em alumínio. Ele apresenta diversos controles, incluindo controle de cruzeiro e computador de bordo. Há paddle shifts para trocas de marchas no modo manual. A multimídia ainda é da geração anterior da Jaguar Land Rover, mas isso não significa deficiência alguma, pelo contrário. Ela é fácil de manusear e apresenta todas as informações sem a necessidade de ter que adivinhar onde estão as funções.

Navegação, telefonia, mídia, câmera (ela funciona mesmo com o carro em movimento, se desejar), ajustes de climatização, gestão das telas traseiras, reprodução de mídias separadas, função valet, entre outros. Há também, ao lado da tela, comandos de estacionamento automático e dos sensores.

range-rover-sport-sdv8-avaliação-NA (50)

Falando em entretenimento, o Range Rover Sport HSE SDV8 vem com duas telas traseiras e dois fones de ouvido wireless, permitindo que os passageiros tenham sua privacidade ao ver filmes, desenhos, ouvir músicas, etc. Além disso, bancos em couro Oxford e múltiplos ajustes elétricos nos assentos dianteiros reforçam ainda mais o conforto a bordo.

O ar condicionado tem quatro zonas, deixando o clima bem individual. O sistema de som Meridian tem 19 alto-falantes com efeito Surround e 825 watts. Feito para ir longe, o SUV anglo vem ainda com um frigobar sob o apoio de braço central, mantendo gelada as bebidas. Apto para cinco ocupantes, o modelo ainda dispõe de abertura e fechamento elétricos da tampa do porta-malas, que tem 535 litros.

range-rover-sport-sdv8-avaliação-NA (37)

Mas como já apontamos no anterior, neste falamos a mesma coisa. Faltam alças nas colunas A para acesso ao veículo. Claro, existe o modo de acesso da suspensão pneumática, que realmente facilita. Mas no fora de estrada, nem sempre é possível usá-la.

Então entrar no veículo se torna algo desconfortável. Um exagero é a dupla de apoios de braço individuais para motorista e passageiro. Eles são ajustáveis, mas o braço sempre acaba ficando sobre o apoio central. Atrás, um item muito bom é o controle remoto para a multimídia, facilitando seu uso por quem vai atrás.

range-rover-sport-sdv8-avaliação-NA (2)

Por ruas e estradas…

O Range Rover Sport SDV6 já apresentava uma excelente performance para um SUV diesel de seu porte. Os 47 cavalos a mais de potência e os 14 kgfm adicionais de torque do SDV8 são notados somente em algumas situações, sendo a mais nítida na condução em estrada, onde o ponteiro desceu de 1.500 para 1.300 rpm em oitava marcha e rodando a 110 km/h.

Ainda em relação ao SDV6, a aceleração de 0 a 100 km/h caiu de 7,2 s para 6,9 s, enquanto a máxima subiu de 210 para 225 km/h, de acordo com a Land Rover. Isso é por conta da maior força disponível no V8, que trabalha muito mais manso que o V6.

O prazer ao dirigir é excelente, pois os 339 cv a 3.500 rpm estão sempre disponíveis em qualquer regime, assim como os ótimos 75,2 kgfm a 1.750 rpm. Com tudo isso, o Range Rover Sport HSE SDV8 não se esforça para realizar qualquer missão, seja dentro ou fora de estrada.

range-rover-sport-sdv8-avaliação-NA (3)

O casamento com a transmissão ZF de oito velocidades é perfeito. As mudanças ocorrem no tempo certo e o sistema impede que se exagere em reduções manuais impossíveis, no que diz respeito a deixar a rotação praticamente em marcha lenta durante a condução, por exemplo. As retomadas de velocidades não devem em nada para um equivalente a gasolina e surpreende quem pensar o contrário.

Apesar de mais potente, o Range Rover Sport SDV8 é mais eficiente que o modelo anterior. Ele bebe o mesmo que o V6 na cidade e é mais econômico na estrada, fazendo facilmente 14,2 km/litro rodando a 110 km/h. Considerando seu tanque de 105 litros (antes eram somente 77), o SUV anglo-saxônico permite teoricamente rodar 1.491 km. Assim, por exemplo, dá para ir de São Paulo à Cuiabá com folga.

range-rover-sport-sdv8-avaliação-NA (61)

Essa vantagem também permite aventuras no fora de estrada por um longo período sem o temor de ficar no meio do caminho. No modo dinâmico, a rotação se eleva rapidamente, enquanto a suspensão pneumática se adapta para essa condição. A direção elétrica também é outro conforto a bordo do Range Rover Sport, tendo sempre boas respostas ao volante.

Rodando na estrada ou no trânsito, o modelo mostra que, apesar do tamanho, é um carro leve de dirigir e fácil de estacionar, especialmente graças ao Park Assist 2, que torna as manobras bem mais seguras para o condutor e terceiros. A segurança também é outro ponto de destaque no Range Rover Sport. A câmera traseira pode ficar ligada durante a condução, algo importante se o condutor notar um comportamento estranho de quem vem atrás.

range-rover-sport-sdv8-avaliação-NA (60)

A suspensão trabalha constantemente para manter o bom equilíbrio do utilitário, que entrega excelente estabilidade em curvas e desvios rápidos, assim como filtra muito bem os defeitos do asfalto e a buraqueira de estradas sem pavimentação.

Para cada situação, há uma programação específica do Terrain Response 2 que não só deixa a condução mais confortável e segura, como também ensina o motorista a torna-la mais eficiente. Mesmo com pneus que não são propriamente de uso misto e rodas aro 21 polegadas, os passageiros pouco percebem a dureza do caminho no fora de estrada.

range-rover-sport-sdv8-avaliação-NA (81)

O controle eletrônico de tração distribui a força em cada uma das rodas na medida certa, permitindo que o Range Rover Sport ande com desenvoltura longe do asfalto. Mesmo com os muitos comandos e funções disponíveis, escolhe-se apenas o tipo de terreno e ele faz o restante, evitando assim que o motorista tire a atenção do caminho para alterar parâmetros de condução.

Tudo isso é feito com excelente posição ao dirigir, nível de ruído muito baixo (mesmo para um grande V8 diesel) e ampla área envidraçada, que ajuda muito na percepção de detalhes do terreno ou do trânsito no dia a dia. Feito para três ambientes (cidade, estrada e terra), o Range Rover Sport HSE SDV8 é realmente um gentleman para seus felizardos ocupantes.

range-rover-sport-sdv8-avaliação-NA (6)

Por você…

A substituição do motor na única oferta de diesel do Range Rover Sport no Brasil foi muito bem-vinda. O propulsor V8 garante melhor performance e maior economia, garantindo também mais conforto ao dirigir.

A diferença de preço em relação ao anterior é significativa, é verdade, mas no segmento premium, especialmente em veículos utilitários esportivos nessa faixa de preço, qualquer mudança substancial resulta em milhares de reais a mais no preço final do modelo, assim como ocorre com opcionais e acessórios.

Infelizmente essa é a realidade do mercado brasileiro e o Range Rover Sport HSE SDV8 não foge à regra, ainda mais com o dólar nas alturas. Para quem decidir pagar R$ 499.000, sem dúvida a compra trará os benefícios de um SUV de alta classe, que conta com tecnologia, luxo e status suficientes para não se optar mais por algo de patamar inferior.

Medidas e números…

Ficha Técnica do Range Rover Sport SDV8

Motor/Transmissão
Número de cilindros – V8, twin turbo diesel
Cilindrada – 4379 cm³
Potência – 339 cv a 3.500 rpm (diesel)
Torque – 75,2 kgfm a 1.750 rpm
Transmissão – Automática de oito marchas com trocas manuais e tração integral

Desempenho
Aceleração de 0 a 100 km/h – 6,9 segundos
Velocidade máxima – 225 km/h
Rotação a 110 km/h – 1.300 rpm
Consumo urbano – 9,5 km/litro
Consumo rodoviário – 14,2 km/litro

Suspensão/Direção
Dianteira – Braços sobrepostos e câmaras pneumáticas/Traseira – Multibraço com câmaras pneumáticas
Elétrica

Freios
Discos ventilados dianteiros e traseiros com ABS e EDB

Rodas/Pneus
Liga leve aro 21 com pneus 275/45 R21

Dimensões/Pesos/Capacidades
Comprimento – 4.850 mm
Largura – 2.073 mm (com retrovisores rebatidos)
Altura – 1.780 mm
Entre-eixos – 2.923 mm
Peso em ordem de marcha – 2.398 kg
Tanque – 105 litros
Porta-malas – 535/784 até o teto/1.761 litros com os bancos traseiros rebatidos
Preço: R$ 499.000 (sem opcionais e acessórios)

Galeria de fotos do Range Rover Sport HSE SDV8:









  • Eduardo Brito

    Esse carro é a diesel?

    • Bruno

      Avaliação: Range Rover Sport ganha mais força e eficiência com motor V8 diesel

    • Osni Duarte

      Duh?

  • Luís Paulo

    simplesmente lindo demais!!
    pra quem pode, é a melhor escolha existente no mercado!!

  • ROBINSON BRAUN

    Cada um tem seu gosto,eu acho mais bonito o modelo anterior a este!
    uma 2012 por exemplo!

    • Filipe Melo

      Interessante essa observação. Digamos que, o modelo 2012, tinha mais cara de offroad, mais bruto. Esse atual está mais sofisticado, mais ” clean “.. perdeu aquela identidade como a da foto.

      • ROBINSON BRAUN

        Isso mesmo,o interior do modelo antigo também me agradava mais,agora no quesito tecnologia e desempenho claro que o novo é melhor,mas fazer o que esta vendendo bem,então é por que as pessoas gostaram!

    • Paulo Albuquerque

      mais essa ai e a vogue,nao a sport.

      • ROBINSON BRAUN

        Mas eu estou falando de modelo e não de versão!

        • Paulo Albuquerque

          sao carros diferentes cara,não são versões.

          • ROBINSON BRAUN

            ai esta a versão sport 2012,é um pouco diferente,mas quando postei a foto estava me referindo as linhas do carro ao design,indiferente dos modelos as linhas seguem o mesmo estilo!

            • Paulo Albuquerque

              sim elas são parecidas,porem a vogue e mais digamos ”bombada” e a sintura traseira e menos caída,oq deixa ela mais quadrada,mas e facil confundir eu mesmo olhei 2 vezes,da pra saber quem e quem pela tomada de ar lateral,abraço.

    • Vattt

      Também já pensei muito assim, mas quando você tem uma convivência maior com essa LR, vê logo que a identidade foi mantida e o carro ainda arranca mais suspiros. Não que eu tenha um, mas no trânsito, vejo algumas e gosto muito. Eu achava estranha a Vogue na versão antiga, e hoje acho até mais bonita que a Sport.

    • Marcelo Ceno Dutra

      Somos dois. O modelo anterior na minha opinião é muito mais lindo.

    • Julio Cesar Jasserand

      Verdade… Esse tinha mais personalidade

    • CarroPopular

      Só um detalhe, o Range Rover Sport antigo não era um Range Rover, só tinha o nome

  • Zazula

    Show…

  • Alexandre

    Quem me dera. Só fico imaginando andar nas ruas do Brasil com um carro de 500 mangos. Deve preocupar.

    • Lobo

      Depende da cidade.

      • Alexandre

        Cidade sem buracos e pouco roubo de carros? Devem ter poucas opções nos grandes centros urbanos. Esta percepção também é de quem não tem quinhentinhos. Quem tem isto para um carro tem muito mais para gastar e não deve se preocupar. Mete no seguro e babaus.

  • Rodolfo

    Particularmente, eu não gosto do design, mas reconheço seu mérito pelo desempenho invejável.

  • Coffinator

    Quero ver uma avaliação da RR Vogue, essa sim.

  • Augusto

    Posso estar enganado, mas parece que a versão de entrada (SE) vai manter o motor V6 Diesel

  • Adrian

    O motor v6 a diesel, continua disponivel nas versões se e hse, esse motor v8 a diesel só é disponivel na versão hse dinamic.

  • Renato David da Silva

    Tá aí um sonho de consumo! Quem sabe eu ganho logo na mega-sena pra poder comprar… kkk

  • Lobo

    Só não gosto muito desse painel todo digital, ainda prefiro mostradores analógicos.

  • Marcelo Ceno Dutra

    Uma maquina pena a LR ter problemas graves de confiabilidade.

  • Julio Cesar Jasserand

    Virou um Evoquezão. Preferia o antigo.

  • Gabriel Ferreira

    Consumo melhor que o da hilux e companhia!

  • Don Ramón

    Esse carro só não é perfeito porque perfeição é um termo que se aplica ao seu irmão ainda maior, o Vogue. Mas de resto, é irretocável.

  • Alessandro Rodrigues

    Lindo, porém meu sonho ainda é a Vogue

  • zekinha71

    O NA fez as fotos em Bertioga, e pelo jeito as calçadas do canal continuam podres.

  • Frederico Araripe

    Apesar de achar a anterior muito linda, essa nova conseguiu se modernizar sem perder a essência. Deve ser muito difícil mexer nas LR em geral, uma mais linda que a outra! Discovery é outra maravilha em design, atemporal! Porém como comentaram, é um carro pouco confiável, diferente da concorrência alemã.

  • Bittencourt

    Cara, essa MÁQUINA faz 10km/l na cidade!
    Nem comento mais nada…

  • watson gs

    hehe! as madame daqui da city adora esses carros pra andar com os cachorrinho na janela!