BMW Europa Salões do Automóvel

BMW promove mudanças nos modelos X1, Série 2 Active Tourer e Série 7

bmw-x1-frankfurt

Em Frankfurt, a BMW exibe algumas novidades para os modelos X1, Série 2 Active Tourer e Série 7. O SUV de entrada da marca bávara passa a dispor da versão sDrive18i com motor 1.5 TwinPower Turbo de três cilindros com 136 cv.

Com tração dianteira, o X1 sDrive18i tem consumo médio que varia de 18,8 a 19,6 km/litro, depende da transmissão utilizada, que no caso pode ser manual de seis velocidades ou automática de oito marchas. O modelo ganha versão diesel 2.0 de 150 cv com tração integral e pacote M Sport.

bmw-2-active-tourer-frankfurt

O BMW Série 2 Active Tourer, além da versão híbrida 225xe, vem com nova opção de entrada, equipada com motor 1.2 TwinPower Turbo de três cilindros com 102 cv e 18,3 kgfm. O consumo é o mesmo do X1 sDrive18i e vai de 0 a 100 km/h em 11,3 segundos.

bmw-7-frankfurt

Por fim, o Novo Série 7 ganha a versão diesel 740d xDrive e sua versão longa 740ld xDrive com o novo motor 3.0 TwinPower Turbo com 320 cv e 69 kgfm. O consumo vai de 18,5 a 20,4 km/litro, indo de 0 a 100 km/h em 5,2/5,3 segundos, respectivamente.

Surgem também as versões 750i e 750iL, ambas com motor V8 4.4 de 450 cv. Em termos de tecnologia, o Novo Série 7 recebe também o controlador remoto para estacionamento, que permite colocar e retirar o carro da vaga sem estar dentro do veículo. Apenas os modelos 730d, 730d xDrive e 740d xDrive, bem como suas versões longas, terão o sistema.





  • Khusller

    Ser obrigado a comprar diesel pra poder estacionar automático é tenso em…

    • 787 Dreamliner

      Que obrigação mais dolorosa hein? Nossa ele é obrigado pela malvada da empresa a comprar um modelo específico para que seja possível estacionar remotamente o carro, já que é excruciante, doloroso, desgastante estacionar o veículo de forma convencional, aquela poltrona ultra confortável de couro, aquele volante maravilhoso, as 1001 assistências de manobra e visibilidade e mesmo assim é doloroso e horroroso, quase que desumano estacionar um bmw topo de linha convencionalmente!

      • André

        No meu caso, tenho vagas apertadas na garagem de casa e na garagem do trabalho, entre ida e volta, entro e saiu do carro 4x por dia, sem contar as vagas apertadas de banco, shopping, supermercado, etc… Quase todas as vezes não tenho espaço para abrir a porta para entrar e sair do carro, sem ter que me esmagar, quase sempre sujo a roupa com a sujeira dos carros ou me molho. Se meu carro tivesse esse sistema, ficaria bem feliz, isso que está longe de ter a largura do um Serie 7. Achei a sacada genial e muito útil.

      • André Flandres

        A questão não é o grau de futilidade do recurso, que, com efeito, é bem alto. Mas se ele existe, resta a curiosidade de saber por que ele é restrito aos modelos à diesel.

        • Rômulo M.

          Posso até estar enganado, mas as marcas europeias sempre estão buscando melhorar a eficiência energética e seus indices de emissão dentro da linha, especialmente entre os modelos mais caros e potentes, e no caso do série 7 os níveis de consumo e emissões são melhores no diesel em relação à versão a gasolina. Então poderia ser essa uma estrategia pra fazer mais clientes optarem pela versão diesel.

        • 787 Dreamliner

          Eu tenho quase que certeza que esse opcional é disponível para as versões topo a gasolina, vi em um vídeo de apresentação, e o modelo em questão era o 750ii que é a gasolina!

    • 4lex5andro

      dificil entender, mas se o bmw 7 a gasolina for menos caro que o similar a diesel, pode-se dizer que ao menos é “justificavel” ..

      • Raimundo M.

        Mas são mais caros e a depender do mercado, as diesel tem mais saída. Fique 30min em frente ao embarque do aeroporto de Frankfurt e verás quantos BMW de luxo são a diesel. Agora, costuma ter versão a gasolina top top com valor superior a diesel.

        • André

          No caso dos Serie 5 (518d) e Serie 7 (730d), as versões básicas são a diesel.

    • rafa93

      lá na europa as versões diesel são bem vendidas, é possível manter um ótimo consumo mesmo pisando fundo nas autobahns.
      Achei estranha essa notícia, pelos vídeos divulgados pela bmw eu pensei que esse dispositivo já estivesse disponível junto no lançamento.

  • cepereira2006

    Impressionantes os números de consumo destes motores modernos.

  • ultimate_rr

    Provavelmente serei apedrejado, mas quantos recursos inúteis tem essa nova série 7!
    Fazem aquele alvoroço todo para lançar o carro e depois me vêem com pseudo novidades. Estacionar o carro do lado de fora e pela chave? Deve ser um cena no mínimo ridícula. Sem contar a real necessidade disso, vide o fato de os donos de série 7 terem, com toda certeza, garagens que caibam uns 8 série 7, um ao lado do outro. Para vagas apertadas nas ruas, já existe (e faz tempo hein) a ferramente que estaciona o carro praticamente sozinho e da qual já dispõe um VW Polo de 18 mil euros! E, controle por gestos? Cara. Que babaquice. Vc lá é maestro de orquestra agora? Desenvolvam um 100% eficiente controle por voz, o que será muito mais seguro também. Por isso que há tanto tempo a MB Classe S dita as tendências do seguimento. Comparar um Magic Body Control, por exemplo, com as “tecnologias” presentes desse BMW é covardia. Sem contar algumas “novidades” de gosto extremamente duvidoso, como aquela iluminação escandalosa em baixo das portas quando abertas. Esperava muito mais dessa série 7. Me decepcionei tanto no design quanto nas tecnologias.

    • Victor Canavesi

      o design achei conservador, mas se for analisar o publico alvo tem um motivo. Mas essa coisa de ser maestro dentro do carro kkkkkkkk, eu concordo contigo, é patético.

    • rafa93

      Esses carros tem tanta tecnologia que o dono deve ficar em dúvida se dirige ou fica no banco de trás.
      A classse S é incrível, porém, o Magic body control apareceu primeiro na Volvo, tem até videos na internet sobre a tecnologia, se não me engano foi antes de 2008(não sei se foi disponibilizado nos veículos comercializados), na série 7 esse recurso está disponível em todas versões com o nome de executive pro, algo assim.
      não sei se estou enganado, mas, esse estacionamento automático da bmw só estaciona em vagas frontais, ou seja, nada muito avançado, eu praticamente não utilizaria, é mais para mostrar o avanço da tecnologia, a mercedes irá lançar na nova classe E um mais completo que estaciona em vagas laterais também.
      No geral concordo com seu comentário, fico imaginando o que ainda está para vir nos veículos, muitas tecnologias são somente marketing, pois são mais inúteis do que úteis.

    • vini_B

      Seu comentário não teve lógica alguma, você na verdade está desapontado porque a Série 7 tomou a coroa da Classe S, sobre essas tecnologias que para você são patéticas saiba que a maioria não existe no mercado atual.

      Magic Body Control? Aquele que a Jaguar tirou sarro em um comercial de TV nos Estados Unidos de tão molenga? Quem precisa disso quando se tem uma suspensão à ar que se adapta às condições de estrada ou dependendo do temperamento do motorista? Pois é, a Série 7 não deve isso ao Classe S.

      Se o Classe S é mais luxuoso? O Série 7 é tão quanto, o fato dele ostentar um sobre nome Maybach não ressuscita a antiga marca e para o S600 Maybach existe o Rolls-Royce-Royce Ghost.

      Os motores da BMW são os melhores e mais eficientes da categoria: (Se a Série 7 de antiga geração é a mais eficiente, a nova mais leve e com motores novos nem preciso dizer nada)
      http://www.motortrend.com/features/mt_hot_list/most_fuel_efficient_luxury_cars_real_mpg/viewall.html

      Agora me diga uma coisa que a Classe S tem e a Série 7 não – só não vale dizer motor V12 já que ele receberá um 6.6 (ou 6.0) V12 da Rolls-Royce – você pode até achar poucos detalhes mas a Série 7 tem a diferença em dobro.

      Nada dura para sempre…Modelos novos chegam e a Série 7 é merecedora de ter a coroa da categoria, agora quem dita as tendências da categoria é a BMW, a Série 7 é o que a Classe S será na próxima geração, ela é a vitrine de tecnologias que qualquer montadora quer adotar em seus carros!

      Talvez em algum momento no futuro a Mercedes-Benz consiga fazer faróis à Laser, carroceria toda feita em alumínio e fibra de carbono, motores mais eficientes da categoria e um peso na casa dos 1800kg, não é só de mimos como sensor de gestos que esse carro se destaca.

      • ultimate_rr

        Engraçado a Jaguar ter tirado sarro do Magic Body Control tendo, como concorrente a Classe S o XJ, que é um veículo praticamente desprezado dentre o seguimento de luxo, que não incorpora coisíssima nenhuma no quesito de inovação e que sobrevive somente à luz do passado. Só de entrar em uma Classe S e depois em um XJ já se nota o abismo colossal que os distancia. Do seu comentário só se aproveita a informação de que a série 7 consome menos combustível que a Classe S. O que aliás deve ser de EXTREMA importância para os possíveis clientes de carros tão ecológicos como sempre foram ambos né. Maestros de painéis curtiram seu comentário. Imagino que no quesito performance a série 7 deve ser superior mesmo, como quase toda BMW é. Mas em tecnologia, será necessário muito mais do que um controle remoto que faz o carro ir para frente com o motorista do lado de fora (!?) para fazer frente ao classe S. Imagino as novas tecnologias na próxima série 7: um bip que lembra o motorista do cinto de segurança. Mas não é um bip qualquer. Será um bip ultrassônico e personalizável. Uau!

  • Paulo Mateus Guerra

    Tração dianteira na BMW, foi quando eu percebi que a tradição da marca estava comprometida. Pode-se fazer carros ótimos com tração dianteira, mas pode-se fazer melhores ainda com tração traseira.

    • Ken

      Faço de suas palavras, as minhas.

  • Bittencourt

    Lindos e eficientes!
    Nota 10!!!

  • Edson Fernandes

    E que torque desse motor 1.2!!! Gostei!!!! Esse e o THP 1.2 estão bem interessante. Mas me lembro que tem o TSI 1.2 e o TCe 1.2 (1.3?) e me desanima ver que há bons motores lá fora.

  • Henrique Ferreira Lima

    20 km/l em um carro de 5 metros e mais de 2 toneladas. Absurda a tecnologia embarcada nesses motores.



Send this to friend