Home Marcas BMW BMW Série 3 2012 chega aos 290 cv nas mãos da Hartge

bmw 328 hartge BMW Série 3 2012 chega aos 290 cv nas mãos da Hartge




A Hartge decidiu dar mais força ao já potente BMW 328i 2012. O modelo vem com motor 2.0 Turbo com 245 cv. Na preparação, o bloco de quatro cilindros passou para 290 cv. O aumento de 45 cv foi acompanhado com o acréscimo de 6,6 kgfm, entregando assim o total de 42,1 kgfm.

A Hartge diz que a retomada de velocidade de 80 para 180 km/h é feita 4 segundos mais rápida que no modelo original, que faz isso em 12,17 segundos. Apesar de apresentado no 328i, o kit pode ser utilizado em outros modelos da BMW com o mesmo motor, já que altera apenas a ECU.


  • TDRamos

    Belo upgrade soh com modificações na ECU

    Se tivesse um Serie 3 eu faria concerteza

  • rogam2010

    Gran Turismo 5 feelings

  • JulienAvril

    nada mal !

  • Edson Roberto

    Bem… se eu tivesse o novo 320i NO MINIMO eu faria a reprogramação da ECU para ter a potencia do 328i. Para mim já seria o suficiente.

    Precisaria reforçar mais os freios, entre outras peças, mas creio que seria bacana. Espero que venha uma maior quantidade de BMW para que ue possa fazer um test drive na 320i nova.

    Só deu uma desanimada na CAPADA que a BMW deu nas BMWs que vem ao Brasil. Todo aquele acabamento do lançamento com direito a escolha de materiais, foi trocado por um plastico duro. Nõa que eu fique tocando paineis e tudo mais, mas com certeza o melhor acabamento daria pelo menos a mim, um visual mais sofisticado e inclusive mais bonito ao interior do modelo.

    • RicardoSuroieck

      Não só a BM, as outras marcas Alemãs também, além de podarem itens de série/opcionais, podam motor, trazem só as versões mais fracas e básicas possíveis. Pra conseguir o top desses carros mesmo, só importando por conta ou comprando em importadora independente não oficial, pagando ainda mais caro do que já é. É uma lástima.

      • Edson Roberto

        Sabe o que me deixou mais incomodado?

        Ter visto as fotos de lançamento do produto (328i e 335i) e ver um interior invejavel perto da avaliação feita pela Auto Press. Realmente me tirou o tesão e expectativa do modelo. Claro que isso não é o conjunto e que deve primar pelo prazer na condução, mas sinceramente, algo que sempre critiquei na BMW 320i do modelo anterior, são os poucos equipamentos perante um carro premium com um acabamento (cabe um parenteses, eles são realmente bons, materiais de otima qualidade) além do esperado. Ao menos por mim.

        Para desembolsar R$120000 (foi o que meu cunhado pagou) eu esperava realmente muitos mimos a bordo. No entanto, detalhes simples fazem eu pensar duas vezes em obter o produto. Tal condição que o C180 para mim, me pareceu superior em quase tudo. A começar pelo conjunto motor e cambio (motor 1.8 turbo e cambio de 7 marchas), semcontar o interior que sim, representava aquilo que esperava de um produto premium. Sem tanta mesquinharia como o BMW. Mas enfim, foi o BMW anterior, vamos ver depois o atual.

        Algo que realmente o Mercedes não serve, é para mostrar ao motorista as reações de direção dos BMW. Eles primam pelo conforto e tiram um pouco da naturalidade da direção (e como isso é ao meu gosto, teria um sem duvida como preferencia).

  • johnnyburanelo

    daqui a pouco a NASCAR powerchips ou a Herrera motors já estão preparados para a upgrade :)

    • Filipe_GTS

      Sem dúvida. Mas vão cobrar caríssimo por isso

  • RicardoSuroieck

    Enquanto isso ficam vendendo no Brasil a 318, com seus expressivos 138cv. É incrível como o mercado brasileiro consegue trazer o que tem de pior até nos carros importados. Pelo menos, qualquer BM, por mais que seja o pior dos BMs, ainda vai ser melhor do que o resto daqui. É tenso.

  • Filipe_GTS

    Pois olha, se o carro não for turbinado eu penso que modificações na ECU não geram muita diferença. Pois creio que o 328i subiu tanto a potência em face de um aumento da pressão do turbo. Num de aspiração natural modifica-se parâmetros da injeção, admissão, escape, mas não gera ganhos tão expressivos assim…