Elétricos Finanças Governamental/Legal Mercado

Brasil recebe ajuda da Alemanha para implementação do carro elétrico

bmw-i3-rex-avaliação-NA (40)

O Brasil está recebendo ajuda da Alemanha para implementação de políticas para introdução do carro elétrico no mercado nacional. O país espera com a experiência germânica, tornar mais fácil a transição para essa nova realidade do setor automotivo.

O projeto alemão tem € 5 milhões para serem aplicados na elaboração de um modelo para introdução do carro elétrico e compartilhamento de veículos. Entram no processo a tarifação de energia elétrica dos automóveis, desenvolvimento de rede de recarga rápida, entre outros.

Apesar de ter ficado para trás em relação a outros países, o Brasil vem demonstrando intenção de ter esse tipo de veículo no mercado nacional. O governo temia o risco de um apagão no setor elétrico, mas como isso já foi superado, decidiu pensar novamente no carro elétrico.

Em outubro passado, concedeu isenção de imposto de importação, mas os fabricantes dizem que precisam de isenção de IPI e outros benefícios para que o carro elétrico possa ser viável comercialmente no país. As empresas, por sua vez, fazem acordos com empresas e órgãos públicos para fomentar a tecnologia, enquanto esta ainda não está disponível para o consumidor. Apenas o BMW i3 é vendido normalmente no mercado.

[Fonte: Valor Econômico]





  • 7×1

  • Romulo Moreira

    Off topic total, mas passo por esse caminho todo dia pra ir pro trabalho…Fica em Cubatão, litoral de SP….

  • Ailton Junior

    como sempre, o Brasil atrasado só dá atenção pro suco de cana e petrolão

    • shdn2010

      Que nada, tudo o que falam, de ruim do Brasil e principalmente da politica atual no poder segundo especialistas é GOLPE!!! O Brasil está bem pra caramba….kkkkkk

  • Pietro

    Não depende somente do governo, mas sim de um conjunto para que o carro elétrico se torne viável. Tive a oportunidade de alugar e dirigir o Nissan Leaf nos EUA, e por mais que lá esteja mais avançado em relação aos elétricos, não tem viabilidade: a autonomia é baixa, o tempo de recarga ainda é alto e os pontos para fazer isto são poucos. Tem que andar o tempo todo pensando onde vai ter que parar e se vai ter autonomia até lá! Eu mesmo acabei trocando para um híbrido, pois quase fiquei na mão.

    • mpey

      Mas voce turista ficou rodando direto com o carro, aqui no pais muitos so usam o carro para pequenas distancias, uma media de 50km por dia( faculdade, trabalho, mercado) a media brasileira e de 1000km por mes, distancia mais que suficiente para ter um carro eletrico, sem falar na manutencao que nao e nada comparada com um a combustao.
      O unico problema de um eletrico e seu preco… eu teria um renault twizy por 25000 a um ford ka por exemplo, mas o governo cagando e andando, por 80000 mil compro um carro bem melhor a combustao mesmo.

    • kravmaga

      Também acho que para os carros elétricos darem certo no mundo ainda falta muita padronização (de pontos de recarga, de baterias, etc) e investimento na infraestrutura dos países.

      Mas os carros híbridos já seriam plenamente viáveis e o governo já está mais do que atrasado em não incentivar mais os híbridos.

  • rodrigo oliveira

    -eu acho ótimo essa iniciativa dos alemães,mais prefiro os carros movidos a célula de hidrogênio, o hidrogênio é abundante na natureza infinito,para abastecer o veiculo gasta-se o mesmo tempo que um carro a combustão entre 3 e 5 minutos só sai vapor de agua, o problema mair é a infraestrutura de usinas e postos de abastecimento mas isso logo será resolvido esse será o futuro do automovel olhem os video do honda clarity e toiota mirai sensacional o esses eu funcionamento desses carros.

    • th!nk.t4nk

      Os elétricos com célula de hidrogênio são incríveis mesmo. O que pega é o custo. E claro, existe o medo de que alguém desenvolva uma bateria tão boa, que possa matar o H2 a qualquer momento como forma de armazenar energia.

  • Felipe

    O pessoal da garapa e do petróleo não vão deixar os elétricos irem adiante…

    • Minerius Valioso

      Como os usineiros parasitas não vão poder forçar à colocação de álcool na energia elétrica, no mínimo vão chorar por algum subsídio do governo (mais ainda).

  • Rmx

    Com o precinho camarada da energia elétrica no BR vai sair caro encher a bateria !!!
    Fora que com esses preços bombados e aumentos semanais das carroças, esses elétricos serão sempre inacessíveis.
    Ou se regula todo o mercado cobrando preços menos absurdos em todas as categorias, ou esquece esse blablabla de implementação de políticas para introdução do carro elétrico no mercado nacional. kkkkkkkk

  • Guilherme Eduardo

    Aposto mais nos híbridos do que nos 100% elétricos para a “massa”, principalmente aqueles que o motor a combustão é apenad um gerados de energia e não tracuina as rodas. Dessa forma é possível reduzir o consumo de combustível e aumentar a autonomia.

  • Poperon

    5 milhões iniciais, mas daí o Brasil vai dar uma desculpa de que o investimento não está sendo o suficiente, e irão aumentar para 3 bilhões de investimento necessário.

  • Tosoobservando

    nossa, 5 milhões nao paga nem a propina que vao exigir, aumentem ae alemaes.

  • Marquinhos

    Em breve , na sua Garagem, pela Metade do Dobro do preço ….

  • Louis

    “O governo temia o risco de um apagão no setor elétrico, mas como isso já foi superado” kkkk
    Só na Banânia mesmo, risco de apagão foi superado por causa da crise, e não por investimentos.
    Queda do PIB de 4%, este ano provavelmente mais 5% de queda, indústrias deligando máquinas, claro que vai sobrar energia.

  • V12 for life

    Nem a versão do I3 que é oferecida aqui pode ser considerado um elétrico já que é oferecido com o Kit extensor de autonomia que é um motor a combustão.

    • th!nk.t4nk

      De fato, o i3 “verdadeiro” pra mim é o alemão, 100% elétrico. Esta versão híbrida acaba indo na contra-mao, já que o carro foi projeto pra ser leve e de custos mais contidos. No último upgrade do i3 já melhoraram as baterias, mas ainda falta ir um pouco além pra servir aos EUA e Brasil, onde as distâncias são imensas.

  • Diogo Oliveira

    Cara, na minha sincera opinião, o Brasil tá perdido, porque tipo, todo político é corrupto, toda empresa é corrupta, a cultura aqui tá uma merda (Funk, Sertanejo Uni. Etc.), as pessoas são sem educação, o ”jeitinho brasileiro” está no nosso DNA, eu roubo, tu robas, eles roubam, nos roubastes, etc. O melhor jeito de reformar o Brasil é com educação, ou seja, pais ensinando os filhos a como ser pessoas de verdade (não só as escolas, mas os pais tambem). E pelo jeito que eu estou vendo essas crianças (Funkeiras, malandras e etc.) a coisa só vai piorar.
    Sei que isso não tem nada a ver com o post, mas falei do mesmo jeito. :)

  • leitor

    Pra mim isso é lavagem de dinheiro. Não se precisa de grande tecnologia para motores elétricos nem de distribuição de energia. Muito menos de se fazer estudo de políticas pra isso. Falta vergonha na cara, determinação e honestidade pra isso. O estudo seria apenas de logística. O resto, de início é informação e vontade, porque recursos temos mais que a Alemanha.

  • Anderson Moraes

    carro de 30 mil Euros vem pro BRazil zil custando a bagatela de 200 mil Dilmas… chola mais!

  • Túlio Leal

    Essa ajuda vai acabar é desviada. kkkkkkkk



Send this to friend