Home Montadoras/Fábricas Bridgestone inaugura hoje, 2 de fevereiro, fábrica de 160 milhões de dólares...

foto noticia id g5473 Bridgestone inaugura hoje, 2 de fevereiro, fábrica de 160 milhões de dólares em Camaçari/BA




Matéria da Agência Auto Informe

A Bridgestone Firestone vai inaugurar hoje (2) uma fábrica em Camaçari (BA). A unidade que teve investimento de US$160 milhões de dólares, conta com 75 mil metros quadrados de área construída. Em um primeiro momento ela vai ter 552 profissionais trabalhando e, entre agosto e setembro, deve atingir produção de oito mil pneus diariamente.

Camaçari vai ser a responsável por fazer pneus de alta performance para automóveis e picapes, enquanto Santo André (SP) vai produzir os mais pesados, para caminhões, ônibus, tratores etc. A fábrica do Grande ABC, que recebeu 300 milhões de dólares para sua modernização, desde 2000, faz 30 mil unidades por dia.

No ano passado, como parte de um projeto de reestruturação da empresa, centenas de funcionários foram demitidos em Santo André. Cerca de 40 deles foram transferidos para a planta baiana, cuja capacidade produtiva pode chegar a 24 mil unidades por dia.

O mercado de pneus, nos últimos anos, tem crescido pouco, mas constantemente, com média de 2 a 3% ao ano. “O setor não acompanha, necessariamente, o desempenho das montadoras nas vendas de veículos, que tiveram alta de mais de 10% em 2006″, afirma Eugenio Deliberato, presidente da Bridgestone Firestone no Brasil.

Isso porque apenas cerca de 25% do volume produzido equipa carros novos, enquanto 50% vai para o mercado de reposição e 25% é para exportação.

“Hoje o grande problema do setor é o alto valor do real em relação ao dólar”, acredita Eugenio. Para o executivo, um bom nível para a moeda estadunidense seria sua venda a R$2,35. No entanto, de acordo com o último relatório do Banco Central, ela deve fechar este ano cotada a R$2,10. O dirigente explica que só não pára de exportar para não perder para a concorrência. “Às vezes somos obrigados a vender com prejuízo.”

Segundo o presidente da Bridgestone, novos investimentos no País dependem das atitudes do governo em relação à economia. “O dólar tem de mudar até junho ou julho, porque todas as empresas no mundo fazem seu budget entre agosto e setembro.”

Por que Camaçari?

Os incentivos fiscais não foram o maior motivo para o investimento da empresa na região, de acordo com Eugenio. Para ele, mais importante é a localização geográfica, perto dos portos, e a boa formação dos profissionais no local.

A Ford também tem uma fábrica na cidade, mas a Bridgestone não fornece pneus para ela. E tudo por conta de uma briga que já dura sete anos.

Até 2000 a empresa usava pneus da Firestone, mas uma série de acidentes nos Estados Unidos estremeceu a relação entre as duas. Na ocasião, alguns Ford Explorer capotaram por conta de problemas nunca bem esclarecidos. Mais de 100 pessoas morreram, e a montadora colocou a culpa na fabricante de pneus.

Pouco tempo depois, a Firestone convocou recall de cerca de 6,5 milhões de unidades, que foram substituídas, no caso da Ford, por produtos de outras marcas.

“Aqui no Brasil logo eles serão nossos clientes novamente”, acredita Eugenio. “O que houve aqui foi apenas o reflexo de um problema que não é nosso, mas sim dos Estados Unidos.”

Marco Aurélio Zanni, de Camaçari (BA)





Se você não está vendo os comentários, desabilite extensões do tipo Adblock (que impedem a exibição dos comentários), ou adicione nosso site como exceção.