Home Etc Carro clonado: o que fazer??


  Silas Clown Nose Carro clonado: o que fazer??




A pessoa que tem seu carro clonado geralmente acaba descobrindo isso ao receber multas e mais multas em sua casa. Mas multas passadas em locais que a pessoa nem mesmo freqüenta, que nunca esteve. Infelizmente, não existe na legislação de trânsito uma regra específica para carros clonados. Ou seja, no final das contas quem paga o pato é a pessoa que está fazendo tudo certo, a pessoa honesta. Ela têm que ir até o Denatran, tentar convencer que ela não cometeu aquela infração de trânsito da multa.

Se você passar por essa situação e tiver de escrever a justificativa, escreva ela á mão, e anexe algum documento que prove o local onde estava o verdadeiro carro no momento da infração, como um bilhete de estacionamento.

Para um criminoso fazer a clonagem de seu carro, ele vê o carro na rua, anota todos os dados dele, inclusive placas, etc, e depois puxa as informações do carro e faz a clonagem. Inclusive com a série numérica que é gravada no chassi, motor, vidros e carroceria. A gambiarra fica muito boa, mas não perfeita, tanto que peritos conseguem identificar quando esses números foram gravados por alguém que não a própria montadora.

Então o resumo da ópera é: se seu carro foi clonado, não há muito que você mesmo possa fazer. O carro clone teria de ser encontrado e apreendido pela polícia. Enquanto isso não for feito, ele vai rodar livremente por aí.

Já no caso da hora de comprar um carro, para evitar problemas é bom fazer a consulta do histórico do carro por meio de despachantes ou do próprio Detran. Mas saiba que ninguém está 100% livre de comprar um carro clonado. Ou de ter seu próprio carro clonado.

[Fonte: G1]


Se você não está vendo os comentários, desabilite extensões do tipo Adblock (que impedem a exibição dos comentários), ou adicione nosso site como exceção.