Home Governamental/Legal Carro com defeito poderá dar direito a um reserva


carro quebrado Carro com defeito poderá dar direito a um reserva




Garantia de algumas marcas de carro e moto no Brasil é similar a de um simples eletrodoméstico. Muitos consumidores compram carros 0 km e muitas vezes com apenas um ano de garantia e mais nada. A promessa de que é nacional e de que não quebra é maior balela contava até hoje!

Quebrou na rua? Azar! Se não tiver seguro, terá que pagar pelo reboque até uma revenda. Depois disso, pegue um táxi ou ônibus para voltar para casa e também nos dias em que o carro fica parado. Alguns têm sorte e pode contar com outro carro para trabalhar ou se divertir, mas a grande maioria não.

Para mudar essa realidade do quinto maior mercado do mundo, um projeto de lei de autoria do deputado federal João Maia (PR-RN) já foi aprovado pela comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio da câmara federal.

O projeto prevê que um veículo novo que apresentar defeito, o proprietário terá direito a um modelo reserva idêntico ao que possui. Isso acontecerá apenas se o concerto demorar mais de 10 dias.

Mesmo assim é um período grande de transtorno para o proprietário… De qualquer forma é um avanço. O projeto entende que um veículo novo deve ter pelo menos seis meses de uso ou até 30.000 km rodados.

As montadoras serão obrigadas a disponibilizar o veículo reserva mesmo que sendo alugado. Caso não haja disponibilidade de uma locação por parte da montadora, o proprietário poderá alugar um veículo com as despesas sendo pagas pela marca.

A lei prevê que tanto montadoras quanto importadoras deverão fornecer esse carro reserva em caso de defeito de um recém adquirido nos moldes acima citados. Agora o projeto de lei vai para a comissão de Defesa do Consumidor, e de Constituição e Justiça e Cidadania.

Se aprovado, vai ser mais um motivo para as montadoras e importadoras elevarem ainda mais os preços dos carros. No entanto, se as vendas caírem o prejuízo não será dos consumidores, mas de quem está vendendo. Então…

[Fonte: Portal do Trânsito]


Se você não está vendo os comentários, desabilite extensões do tipo Adblock (que impedem a exibição dos comentários), ou adicione nosso site como exceção.