Home Usado da semana Carro da semana, opinião de dono: Volkswagen Fox 1.6 2005

 Carro da semana, opinião de dono: Volkswagen Fox 1.6 2005




Tínhamos um VW Gol 1.0 MI Plus básico 1997 quando trocamos pelo Fox 1.6 2005 flex ano passado. O escolhido foi o Fox pelo fato da minha mãe ter problema de coluna e precisava de um carro que desse uma posição de dirigir mais elevada e que possibilitasse que as pernas ficassem mais na vertical. O carro tem AC, retrovisores com ajuste elétrico, os quatro vidros elétricos, trava e alarme, abertura do porta-malas com abertura no botão da chave e botão interno. Faltaram só os faróis e lanterna de neblina, rodas de liga leve, ABS e airbag.

O propósito do carro é basicamente o uso dentro da cidade, geralmente com um passageiro. Trabalho, casa, faculdade, com uma viagem por mês a uma cidade vizinha, a 40 km, quando minha mãe visita minha avó. O consumo com gasolina fica em 10,5 km/l, no perímetro urbano sem ar condicionado e 10 km/l com ar condicionado. Quanto à calibragem dos pneus, fiz inúmeras combinações e preferi 32 libras na frente e 29 atrás. Os pneus são o Pirelli Cinturato P4 175/65 R14.

 Carro da semana, opinião de dono: Volkswagen Fox 1.6 2005

A posição elevada de dirigir, muito diferente do Gol 1997, exigiu um pouco de adaptação dos motoristas do Fox aqui de casa – eu, minha irmã e minha mãe. A janela traseira é um pouco pequena, semelhante a do Punto, mas não chega a atrapalhar na baliza. A suspensão tem um bom curso, mas a traseira é um pouco dura demais e incomoda quem vai atrás (por isso 29 libras, tentativa de deixar mais macio). Na estrada, a 120 km/h a traseira fica muito solta e é preciso algumas correções com o volante. Acredito que seja um comportamento normal de carros altos, pois meu pai já teve um Meriva e acontecia a mesma coisa.

 Carro da semana, opinião de dono: Volkswagen Fox 1.6 2005

A direção hidráulica é suficientemente leve, mesmo com o veículo parado. O ar condicionado é muito bom. O motor 1.6 abastecido com gasolina rende 101 cavalos e 14,3 kgfm (à álcool 103cv e 14,5 kgfm) é mais que suficiente para o uso urbano. O tanque de combustível de 50 litros dá uma autonomia de um pouco mais do que 500 quilômetros.

 Carro da semana, opinião de dono: Volkswagen Fox 1.6 2005

O espaço interno é condizente com a propaganda da época: “gigante pra quem anda”. Eu tenho 1,88 de altura e com o ajuste do banco do motorista para mim, eu ainda tenho bastante espaço no banco de trás. Mas as espumas dos bancos são finas e pouco confortáveis, principalmente atrás. Nos bancos da frente, a espuma é um pouco melhor, mas aí eu achei que a largura da parte superior do banco e muito pouca. O apoio de cabeça e duro. No espaço para as pernas do passageiro dianteiro um espaço onde é um porta objetos bem grande (era para ser o porta-luvas), esse espaço tem uma borda muito proeminente que acaba batendo bem no joelho. Se não tivesse nada ali, o espaço para as pernas seria muito maior. O Fox não tem o porta-luvas propriamente dito, mas tem a gaveta embaixo do banco do motorista, que cabe o manual do carro e tem um espaço para por o estojinho do radio e nada mais, pois a parte de trás é baixa e quando fecha a gaveta, cai tudo nos pés de quem está atrás.

 Carro da semana, opinião de dono: Volkswagen Fox 1.6 2005

Do lado direito do banco do passageiro dianteiro, no pequeno espaço entre a porta e o banco, há um porta-objetos pequeno, que mais parece um lugar para segurar eventuais objetos que possam cair dos bolsos. A alavanca para movimentar os bancos para frente e para trás fica numa posição muito boa, logo atrás dos joelhos, bem ao alcance. Já a alavanca para regular a altura do banco do motorista fica no lado esquerdo.

 Carro da semana, opinião de dono: Volkswagen Fox 1.6 2005

Logo abaixo do volante, no painel, há uma espécie de apoio para objetos que não utilizo para nada, pois a carteira, por exemplo, fica solta e correndo de um lado a outro e pode cair no chão.

 Carro da semana, opinião de dono: Volkswagen Fox 1.6 2005

Nas duas portas da frente há o porta-copo, ou “porta-garrafinhas de água”, e mais um espaço estreito onde cabe a carteira ou jornal, por exemplo. Nas portas de trás não há os portas-copos. No console central, à frente da alavanca do cambio, também há dois porta-copo que quando ocupados por garrafinhas de água, esbarram na mão quando se engata as 1ª e 5ª marchas. A alavanca do cambio fica numa altura que permite apoiar a mão e procurar uma rádio que esteja tocando algo de bom.

 Carro da semana, opinião de dono: Volkswagen Fox 1.6 2005

O painel dessa geração da Volks é lamentável, o mais feio da história na minha opinião. Não tem o medidor de temperatura da água do motor e o tacômetro é pequeno (pra não dizer minúsculo). O acabamento interno é muito ruim. O plástico das portas e do painel é de um tom de cinza deprimente e fácil de arranhar. Uma parte que envolve a coluna de direção é de outro material, mas mais fácil ainda de arranhar.

 Carro da semana, opinião de dono: Volkswagen Fox 1.6 2005

As portas fazem os típicos barulhos de plásticos encostando um no outro. A porta traseira direita quebrou um suporte do cabo que abre a porta e precisou ser colado. A porta esquerda da frente já sofreu dois ajustes por causa do vidro, que quando aberto completamente, batia nesse plástico. O suporte da haste do amortecedor que abre o porta-malas está com ferrugem (!).

 Carro da semana, opinião de dono: Volkswagen Fox 1.6 2005

O porta-malas é bom, fundo e eu quase não uso. Além do rebatimento para ampliação do espaço total do porta-malas, o banco traseiro desliza para frente.O banco traseiro não é bipartido, mas não me faz falta. Já usei o Fox para fazer pequenas mudanças.

 Carro da semana, opinião de dono: Volkswagen Fox 1.6 2005

A abertura do porta-malas pelo botão da chave tem uma desvantagem. Vou explicar. Eu pretendo por alguma coisa lá dentro. Destravo o carro e aperto no outro botão da chave para abrir o porta-malas. Ao chegar ao porta-malas como puxa-lo para cima?

 Carro da semana, opinião de dono: Volkswagen Fox 1.6 2005

Não tem um puxador, maçaneta ou um espaço para por a mão. Tem que enfiar os dedos na fresta do porta-malas. Os Fox que não tem abertura interna do porta-malas têm um “pegador” em volta da onde coloca a chave. Mas tem uma peça por dentro que facilita fechar a porta (não mais que obrigação).

 Carro da semana, opinião de dono: Volkswagen Fox 1.6 2005

E sobre aquele caso do banco “guilhotina”, a meu ver, é besteira. Têm dois adesivos colados na parte de trás do banco, próximos às alças, com instruções claras de uso, sem contar o manual de instruções. Mas não estou defendendo a Volks!

 Carro da semana, opinião de dono: Volkswagen Fox 1.6 2005

Neste primeiro ano com o carro foi trocado uma luz de ré, duas luzes de freio, uma luz do farol baixo, as luzinhas do brake light, sensor do pedal de freio que faz acender a luz EPC, óleo, filtro de ar, 2 pneus novos e a coifa da homocinética que estava vazando graxa. Logo será preciso trocar os amortecedores. No geral, estou satisfeito com o carro, mas já penso em trocar por ou Chery Face ou Peugeot 207.

 Carro da semana, opinião de dono: Volkswagen Fox 1.6 2005

 Carro da semana, opinião de dono: Volkswagen Fox 1.6 2005

 Carro da semana, opinião de dono: Volkswagen Fox 1.6 2005

 Carro da semana, opinião de dono: Volkswagen Fox 1.6 2005

 Carro da semana, opinião de dono: Volkswagen Fox 1.6 2005

 Carro da semana, opinião de dono: Volkswagen Fox 1.6 2005

 Carro da semana, opinião de dono: Volkswagen Fox 1.6 2005

Por alyalysson





Se você não está vendo os comentários, desabilite extensões do tipo Adblock (que impedem a exibição dos comentários), ou adicione nosso site como exceção.