Peruas Toyota Usado da semana

Carro da semana, opinião do dono: Toyota Corolla Fielder 2005

corolla-fielder-2005-1

Boa tarde pessoal, há algum tempo enviei minha opinião sobre meu outro carro, um Vectra CD automático 1993 de cor bege. Como ele já é um senhorzinho de 23 anos de uso, não se deve mais usá-lo no dia a dia, imagina se alguém der uma encostada? Não quero nem pensar.

Bom hoje estou aqui, pois quero compartilhar a minha opinião com vocês. Estou com um Corolla Fielder há pouco mais de 1 ano, pois era um carro que eu sempre tive vontade de ter. Em outubro de 2014, encontrei uma com 54 mil km rodados, única dona e estava com um preço coerente, fechei negócio na mesma hora!

corolla-fielder-2005-2

O carro é excelente, tanto para viajar quanto para utilizá-lo no dia a dia, como eu faço. Viajo muito, pego estrada, rodo pela Grande São Paulo e rodei quase 30 mil Km em pouco mais de 1 ano. Agora, ela já está com 83 mil km rodados e só tive que trocar um rolamento da roda traseira, que estranhamente teve desgaste prematuro aos 60 mil km.

Fiz duas vezes limpeza dos bicos injetores, que entopem por causa da nossa gasolina. Resultado, só ando abastecendo em dois postos BR aqui perto de casa. São os únicos que não dão problema algum no carro. Ela não é flex e, desde que aumentaram a quantidade de álcool na gasolina, o consumo aumentou também, fazendo em torno de 8 km/litro na cidade.

corolla-fielder-2005-3

Algumas semanas atrás, tomei um susto. Minha vizinha acertou meu carro dentro da garagem do prédio e, por pouco, não jogou a Fielder em cima do Vectra, porém, fiz o reparo na oficina e o seguro dela pagou tudo. O serviço foi muito bem feito e, como podem observar nas fotos, ficou como nova!

Outro ponto forte dela é o mercado. Nunca vi um carro melhor de mercado que esse. Já andei sondando em algumas concessionárias e lojas, mas dependendo do carro que você quer trocar, como foi o caso de uma Citroën C5 Break 2012, a loja paga valor de tabela só para se livrar do mico que está vendendo ou, não sendo preconceituoso, um modelo de menor procura.

corolla-fielder-2005-4

Quando eu estava tirando as fotos na praça aqui perto de casa, um senhor se aproximou perguntando quanto eu queria. O mesmo em relação aos parentes, que sempre falam: quando for vender me avise! Um ponto negativo, mas também acho que é pelo meu perfil (28 anos), é o seguro. Eu pagava R$ 3.000 por ano, aí coloquei um rastreador com seguro e baixou para R$ 1.500, que ainda acho um tanto salgado.

Mas fazendo uma análise, é um carro simples, confiável e que tem um valor bom de mercado. Já tem 10 anos de uso, acelera muito bem, é confortável (poderia ser um pouco mais macia, pois pula um pouco nos buracos) e tem uma altura boa do solo. Às vezes, a frente pega um pouco, mas não chega a irritar como no Vectra.

corolla-fielder-2005-6

Simplesmente, tudo que você precisa fazer é manutenção preventiva e participar dos recalls da Toyota. A antiga proprietária trocou o airbag do motorista e o cabo do câmbio, enquanto eu troquei o airbag do passageiro.

Falando em recall, quando fui fazer o reparo, me senti de Lexus. A Toyota fez tudo conforme o combinado e ainda fez uma checagem, uma lavagem completa e o serviço, que seria feito em duas etapas. Por ter as peças no momento, a revenda acabou fazendo tudo na hora, me prometeram o carro às 16 horas e nesse horário o carro estava pronto e lavado.

corolla-fielder-2005-5

Muito boa a organização, não é à toa que se vende tanto Corolla, mesmo ele sendo caro e simples. A Toyota, além de qualidade e confiabilidade, manda muito bem no pós-venda. Se você tem um Corolla 1995 ou um Lexus IS 2015, te tratam do mesmo jeito e eu presenciei isso!

Por Filipe Augustus.





  • Minerius Valioso

    Parabéns pelo carro! Perua do Corolla é algo que no cenário brasileiro seria interessantíssimo, até porque a RAV4 (possível concorrente interno) já está bem acima do preço que poderia ser estimado.

    • Bruno Wendel Marcolino

      na verdade, a Toyota tirou a Fielder de linha quando veio a geração de 2009 sem sentido, pois ela vendia muito bem, se lançassem hoje venderia horrores sem dúvida.

      • Rafael Trindade

        Mesmo caso da Megane GT.

        • Robson Rogerio

          Os SUVES mataram as peruas, eu odeio os SUVES.

        • Bruno Wendel Marcolino

          nesse caso, foi a vinda da Duster que matou a Megane. No caso da Toyota, simplesmente tiraram e já era…

  • Charlis

    Parabéns pelo seu carro, poderia até ter escrito mais!
    Eu nunca gostei do Corolla sedan desta época (alias, nem o de hoje), mas essa Fielder ficou tão bela e bem feita, que eu teria uma facilmente, considero um dos melhores carros vendidos por aqui!
    Sobre o atendimento da Toyota, e eu estendo para a Honda também, é realmente infinitamente superior na maioria dos casos (pois sempre há exceções).
    Eu sempre tive Honda em casa, no momento estou sem (volto daqui a 2 anos com o Civic novo), atualmente temos um VW e um Ford e casa, os 2 carros de uma categoria bem superior de ambas as marcas, e mesmo assim o atendimento acaba sendo um lixo, horrível, com alguns problemas já ocorridos.
    Claro que, são 2 dias no ano apenas para levar o carro na revisão, não é o motivo de eu não ter o carro, mas que chato, é …
    Em contra partida, conheço muita gente com Toyotas e Hondas antigos, e até hoje frequentam as CSS.
    []s

    • Lucas Irrthum

      Em casa temos um Civic LXS 1.8 AT 14/14, o primeiro japonês a entrar na garagem. Estávamos acostumados com VW e GM. Logo na primeira revisão, de 10 mil km, notamos a diferença em relação ao cuidado da autorizada para com o cliente. Estranhei o fato de não terem devolvido os componentes substituídos, que no caso foram os filtros. Mas não questionei, justamente pelo fato da fama que as autorizadas Honda possuem. Dois dias depois da revisão, me ligaram da concessionária perguntando se estava satisfeito com o serviço. Disse que sim, mas perguntei o porque da não devolução dos componentes substituídos. Pediram desculpas, e disseram que eu poderia ir até lá caso quisesse me certificar que os serviços discriminados na OS foram realmente feitos. Acabei não indo, mas na revisão dos 20 mil km, devolveram tudo o que foi trocado. Isso sim é exemplo de como tratar o consumidor, não o que fazem nas autorizadas das 4 grandes “nacionais”. Já ouvi relatos de cobrança por serviços não realizados, danificações em geral..

      • Charlis

        Em resumo, em casa tivemos 3 Civics (2003, 2007, 2014), todos da versão mais básica, incluindo câmbio manual, todos rodamos bastante, medias de 20 mil km por ano.
        Nunca tive uma única lâmpada queimada, absolutamente nenhum problema.
        Deste último Civic (vendido mês passado), exceto a revisão dos 40 mil que é cara, as demais todas na casa dos 300 reais.
        Dificil não se “apaixonar” pela marca, não?

        Agora, no momento estamos com o VW Jetta e o Ford Fusion.
        Por mais que eu ame os 2 carros, são dois carros pra lá de excepcional, as CSS devem demais….
        A Ford ainda ganha sobrando no quesito incompetência.
        Na última revisão, descobrimos que eles erraram no sistema a data da penúltima revisão do Fusion, e quase perdemos a garantia do carro, foi uma mega briga, e graças a nota física, e o cartão de crédito conseguimos provar a data desta revisão, e não perdemos a garantia.

        A VW por sua vez, é bem mediana no atendimento, mas o preço é simplesmente um ABSURDO, a última do Jetta beirou os 800 reais, apenas para trocar os filtros e óleo.
        Isso no Civic ficava em menos de 300 reais.

        Mas, faz parte … bola pra frente!

        • Lucas Irrthum

          Um erro dessa magnitude é imperdoável, pode lesar e muito o consumidor. Quanto ao preço das revisões em autorizadas VW, realmente é um absurdo. Pouco depois que tirei carteira, minha mãe tinha um Gol G5 1.6 11/12 completo. Me recordo que a revisão dos 20 mil km chegou ao montante de R$ 900,00. Isso porque é um Gol. Fora o papo furado da VW, de revisões com preços programados. A autorizada sempre cobra a mais.

        • Léo Hung

          Eu vivo em outra realidade… Me cobraram 640 na revisão de 30k do meu Fit 2013. A de 40k sai por quase 1500… Sem choro.

          Ainda não encontrei essa “revisão a preços camaradas” que tanto me falaram nas niponicas…

          • Charlis

            Muito estranho estranho Leo.
            As revisões de 40K da honda, são caras sim. Mas as demais, nunca foram.
            Esses dias mesmo (quando eu entreguei meu ex civic) eu vi nota por nota, e até dei risada. As 3 primeiras foram 200 reais, 400 reais, e 300 reais.
            Nestes 640 não estão incluso mais coisas? Rodizio (eu não faço), alinhamento/balanciamento, limpeza de bicos, limpeza ar condicionado, lavagem?
            Se não tiver, procure outra CSS pois realmente está caro… quando for fazer revisão, ligue antes na CSS e peça o preço por telefone.
            Pois estou comparando a de 30 mil do Civic e do Jetta que é a mesma coisa, a do Jetta de 30K que apenas trocou filtros (oleo, gas, ar) me sairam quase 800 reais, sem NENHUM item a mais.
            As do Fusion tambem são bem mais baratas que isso, igual a do Civic.

            * Tem outro detalhe importante, as do Jetta e Fusion são a cada 6 meses.

            • Léo Hung

              Cara, o consultor abriu a planilha na minha frente e me mostrou os valores! 642 e uns quebrados, sem empurroterapia.

              Honda de Botafogo, RJ (perto do cemitério).

              Na H Centro (oficina especializada em Honda e Toyota, onde muitos aqui do RJ levam seus carros quando acaba a garantia), mesma revisão sai por 380, com choro à vista.

  • Darwin Luis Hardt

    em 2006 meu pai chegou com uma fielder preta em casa direto do test-drive. Minha mãe disse que odiou por ser perua, aí meu pai teve que comprar o sedan. O corolla dessa época é excelente, meu pai manteve por 6 anos e nunca deu problema algum, em 2012 comprou um novo e ele sempre fala da excelência do pós-venda que a toyota tem. Tenho um honda fit 2007 que comprei em 2013, até hoje vai muito bem, com 140 mil km rodados já. Na época eu queria uma fielder por causa do motor 1.8 e mais conforto, mas minha mulher achou carro de funerária pelo comprimento, e aí tive que pegar o fit, que também tá bom. Japonês é japonês.

    • mauricio

      brasilteiro é brasileiro, coreano é coreano, italiano é italiano, francês é francês e assim sucessivamente

      • Walter Augusto

        Pelo sua resposta, odeias carro japonês ou é fieteiro Nato kkkkk

        • Matheus Lelis

          Ou então ele só quis fazer uma zueira, mas ficou parecendo que ele não gosta da Toyota, e não gostar da Toyota parece um crime por aqui

          • 0terceiro

            Também acho que foi só zueira.
            E o cara tá certo?

            Ou alguém vai dizer que japonês não é japonês e brasileiro não é brasileiro? =P

      • Eduardo

        traição é traição, romance é romance, amor é amor e um lance é um lance.

        • Evandro Vieira Teko

          mitou….

      • Robson Rogerio

        Jogo é jogo, treino é treino e vice versa.

    • João Cagnoni

      Resumo da história… Quem escolhe os carros na sua família são as mulheres… rsrs… Da última vez que a minha esposa reclamou do meu carro, ela andou 1 mês de ônibus. Desde então, o fato nunca mais se repetiu.

      • Gran RS 78

        Aqui em casas a palavra final é sempre a minha: Sim meu amor. rsrs.

  • Hélio

    essa atenção a um veículo 2005 pela Toyota realmente é cativante

  • Leonel

    Parabéns pelo seu carro. Duas curiosidades.

    1 – É automático ?
    2 – Qual a média (ou, o maior valor gasto) que tu desembolsou pelas revisões/manutenções ?

    • Filipe Augustus

      Eu mandei mais algumas fotos, do interior, mas não foram publicadas, é automática sim.
      Faz em torno de 8 na cidade e uns 15 na estrada.
      O maior valor gasto foi no rolamento traseiro que gastei quase 500 reais, agora revisão de troca de óleo, freios essas coisas, nunca gastei mais que 400 reais.
      Nesses pouco mais de 30 mil KM que eu rodei com ela, se gastei uns 2 mil em revisões, foi muito!
      O carro é ótimo e não da problemas! Fora 2 pneus Bridstone 195/60 – R15 que gastei 600 reais.
      Nenhuma surpresa fora do normal!

      • Leonel

        8 km/l na cidade é pouco mesmo, mas considerando o ano e a motorização, é compreensível. Em relação ao consumo na estrada, excelente !

        Muito bacana isso Filipe. Perguntei porque não tenho a menor intenção de adquirir um carro 0km, não enquanto os preços continuarem absurdos como estão. Os três carros que tive até hoje todos foram usados e, com exceção do primeiro (que era um ano 96), os outros só fiz as manutenções básicas. Por isso é importante saber a opinião de outros sobre veículos usados.

        No que diz respeito aos pneus, paciência, coloquei 4 Michelin novos no meu haha..faz parte, é questão de segurança.

        Obrigado pela resposta. Abraços !

  • MrBacon

    Sempre gostei da Fielder, mas na época que ela existia estava um pouco acima do valor que eu queria pagar em um carro. Se a assistência da Toyota for como a da Honda, certamente é muito boa.

    De todo modo, minha experiência com carros japoneses não foi lá muito boa, tive um Honda Fit LX 2010 e depois um Mit Outlander 2.0 2013, ambos simples demais para o valor cobrado. O Fit era meu segundo carro, mas me incomodava a suspensão excessivamente dura e o revestimento dos bancos e portas excessivamente áspero. Quando comprei, me falaram “põe couro”, mas não curto instalar nada por fora.
    No caso do Outlander, fiquei quase 3 anos com o carro mas não gostava dele: plásticos duros, motor/câmbio subdimensionados, e ainda um agravante: revisões semestrais (desnecessárias para quem roda pouco) e concessionárias fracas, pelo menos aqui no Rio.

    • radiobrasil

      Quase comprei um Outlander 2.0 zero ano passado… mas após test-drive fiquei com um Fusion 2.5. AINDA BEM kkk

      • MrBacon

        São carros com propostas diferentes, apesar do preço parecido. Certamente o Fusion entrega mais prazer ao volante, especialmente pra quem prefere um carro mais no chão como eu.

  • Hiboria

    Está aí um modelo que gostaria de ver novamente no mercado, uma pena terem descontinuado. Parabéns pela aquisição!

  • _William

    Tem tanto “amante” de perua e carro francês por aqui, que tenho certeza que aquela C5 não vai ficar encalhada por muito tempo…..coitado de quem comprar aquele carro, casamento pra vida toda.
    Tava puxando na memória, e nunca vi uma Fielder em um estado de conservação ruim, todas estão bem conservadas como esta do relato.

    • Gran RS 78

      O problema é que se realmente tivesse tantos ” amantes” de peruas e carros franceses por aqui, esses modelos não teriam vendas baixas ou no caso das peruas, praticamente extintas no Brasil.

    • Filipe Augustus

      Vou tirar a foto do bagaço de Fielder que tem a minha vizinha, todo dia ela da uma ralada, rsrs

  • sushi man

    Saudades,ainda tem Fielder no Japão

    • AHSOliveira

      Na verdade ainda há em muitos mercados, só o muda o nome, Auris touring, muda o visual externo, mas basicamente é um Corolla Fielder, mesma plataforma, no geral opções de motorização parecidas e interior idêntico praticamente.

  • Joaquim Grillo

    Coincidência estava vendo preços dela de manhã

  • Thiago Porto

    Quase não vejo desse carro na Rua em Curitiba.

  • João Cagnoni

    Apenas “dor de cotovelo”: fiz um recall no meu Citroen, fizeram uma checagem completa, lavaram o carro e também atualizaram o software da ECU e do câmbio (não fazia parte do recall). Enfim, a Fielder é um excelente carro, eu quase comprei uma, mas o exemplar que eu vi estava com a kilimetragem excessivamente alta (300 mil km!). Por ter saído de linha, é possível encontrar a preços bem inferiores ao Corolla, e eu sinto uma certa atração por peruas…

    • Edson Fernandes

      Prevejo forte candidado a ter um C5 Tourer…rs

      Geralmente são pouco rodados. Pensando em perua será dificil encontrar modelos automaticos.

  • Marcos Vinicius Bittencourt

    Parabéns pela perua, atualmente também tenho uma e acho que vai ser difícil achar outro modelo para trocar, devido a escassez de ofertas.

  • Leandro

    Parabéns pelo carro. infelizmente parece que é um seguimento que vai morrer no Brasil, dando lugar aos SUVs, mini SUV, SUV de boutique etc..

  • Lucas Irrthum

    Embora o relato tenha sido um pouco vago, trata-se de uma ótima perua. Dificilmente alguém compra um produto Toyota e fica insatisfeito. Para quem precisa de um carro familiar, sem abrir mão de desempenho e conforto, como é o caso de quem compra sedãs compactos 1.0, é uma boa pedida.

  • Um carro rodar somente 54 mil km em 9 anos é bem estranho, não? checou essa kilometragem antes de comprar?

    • afonso200

      vai la nos EUA encontra LINCOLN e CADILLACS dos anos 70 e 80 com menos de 30mil milhas, e LINCOLN continental 1978 barato coisa de 6-8 mil dolares e impecavel

    • Filipe Augustus

      Sim, inclusive chequei todo o histórico dela, a dona era uma pessoa com bastante dinheiro que tinha pelo menos uns 5 carros em casa! Tanto que ela está impecável sem detalhes.
      Só por efeito de comparação, o meu Vectra 1993 está com 138 mil rodados e tem 23 anos.
      Comprei ele a 6 anos com 90 mil KM e sou o segundo dono, assim como da Fielder.

  • Bruno Wendel Marcolino

    baita carro, e pelo visto está inteira mesmo. Tenho procurado as raríssimas SE-G 2008 para compra, porém é mosca branca e quando aparecem o valor é absurdo. Mas é um ótimo carro, parabéns.

  • Efulefante

    “Tudo o que você precisa fazer é manutenção preventiva e participar dos recalls”
    Sempre né, amigo.
    Talvez pela minha baixa idade, nunca senti atração visual por 95% dos carros japoneses, mas o dono da oficina onde faço as manutenções no fiatzinho da família tem um Corola antigo que não troca por nada. Nesse sentido (confiabilidade), me atrai bastante. Certamente pensaria num desse se fosse necessidade minha.
    Sobre o seu relato, achei curto. Falou basicamente o que já é de conhecimento de boa parte dos leitores (pouca manutenção e bom pós vendas). Seria bom mais informações sobre as particularidades do veículo, talvez algumas fotos do interior… no mais, parabéns pelo carro e pelo cuidado. :)

  • Bittencourt

    O que dizer?
    Corrobora tudo que digo por aqui, com a única ressalva que o meu Corolla XLI AT 2006 faz 10km/l na cidade, também é mono mas 1.6.
    Sua Fielder está muito linda, parabéns!
    Ps: quando for vender, me avisa, tá? Rs.
    Abraço, colega Toyotero!

  • Dkt

    Estava a procura de uma Fielder uma época pois nasceu meu filho e estava precisando de porta malas, mas foi impossível encontrar uma com baixa km, mesmo as 2011. É um carro que a Toyota deveria dar continuidade no meio de tantos SUVs com certeza iria vender que nem água.

  • Derek

    Problemas no bico injetor é, aparentemente, o único problema compartilhado por toda linha Corolla. No mais, sem fanboyzisse, este relato reforça que a Toyota tem carros de alta qualidade.

  • afonso200

    minha mae tem uma 2005 XEI automatica, com 240mil km, nunca trocou oleo de cambio, só troca os filtros e oleo, e de 10 em 10mil esta fazendo limpeza de bicos pois ja precisam ser trocados

  • João Cagnoni

    rsrs… Gostei do relato e penso exatamente igual a você. Quando troquei de carro, não considerei categoria A, B ou C, somente o preço e o que o carro oferecia. Em uma boa negociação, talvez eu tivesse voltado pra casa com um Smart Fortwo… Relutei bastante em comprar um carro francês, hoje eu defendo a “causa”. Não digo que carro francês é melhor, apenas que devem ser considerados em uma compra, e as pessoas devem desconfiar de boatos. Fico realmente enfurecido quando alguém fala “japonês é japonês” ou “eu não fiz test-drive porque é francês”, acho que a pessoa deveria no mínimo se informar sobre este assunto, e não dar ouvidos a tudo. O meu maior medo era de que o câmbio teria trancos, fiquei impressionado com a suavidade das trocas, assim como o câmbio “aprende” o modo de dirigir do condutor, também entende quando o mesmo está em uma subida/descida para segurar as marchas, e também faz as reduções no momento certo da frenagem para usar o freio-motor.

    • Edson Fernandes

      Me incomoda esse assnto de ser japones. Quando “descobrem” que o powertrain é do Sentra, dizem para mim: “Ta vendo? É robusto porque é japones!”

      Nunca vi Jetta, 408, C4 Lounge, entre outra infinidade de modelos não lideres quebrando por aí.

      Mas é bem isso mesmo,o que eu particularmente não gostei muito no C4 Pallas, é ser um carro bem firme.

      • João Cagnoni

        Eu gosto muito do conjunto de suspensão, talvez porque meu outro carro era um Fiat, ou seja, era muito alto e macio. O que eu acho bonito (mas incomoda muito) é que o carro é muito baixo, eu preciso traçar meu caminho evitando uma série de ruas em que eu sei que o carro vai raspar. Isso no dia-a-dia enche o saco, tenho uma tia que recentemente comprou um Xsara Picasso (mesmo powertrain), e apesar do carro ser bem mais simples eu achei ele bem melhor na cidade, pois o carro é mais alto e a suspensão é bem mais macia.

        • Edson Fernandes

          Sem dúvida, entendo o que vc diz porque qdo tinha o C3 era uma tortura passar por algumas regiões da cidade.

          Já com o fluence, eu vivo em lua de mel até na altura. Se vc observar o seu carro do lado perto do Fluence, verá que o Fluence será bem mais alto. Tem gente que acha isso ruim, eu AMO porque evito raspar. Isso não quer dizer que eu não ande em velocidade baixa, mas sabendo que não vai raspar me alivia um bocado. Hoje eu ando em vias que não andaria com o C3. (alias com o C3 eu pegava muitas vezes as principais por estar de saco cheio de raspar ou passar duro em buracos).

      • João Cagnoni

        Aliás… O cara que tem um Honda/Toyota nem sabe que mais da metade dos componentes do carro é de origem italiana ou alemã, as japonesas mesmo são só montadoras e fabricam pouquíssimos componentes..

  • Vagnerclp

    Eu não gosto muito de sedãs, mas ontem acendeu um luzinha e entrei no webmotors pra dar uma olhada nas ofertas de fluence e sentra (usados). Achei os preços bem convidativos. Você gosta de carro francês hein, kkkk.

    • Edson Fernandes

      hehehehe
      Na verdade é a oportunidade. Mas desde que andei no fluence foi um carro que apaixonei falando de sedans generalistas. Claro que meu desejo qdo dirigi em test drive foi o Jetta TSI, mas em seguida veio o Fluence.

      Em materia de conforto eu já troco de posição e te digo que considero o Fluence com um rodar bem melhor que o Jetta. Mas isso porque curto um rodar voltado para o conforto. Mas o preço na hora da compra foi determinante… e eu estou com um modelo topo de linha né…

  • Fernando Spagnol

    Concordo com a qualidade do pos venda. Penso 1000x antes de pensar em sair da toyoya… As 3 primeiras revisoes saem por menos de 1.000 (somadas)

  • Aires Jone

    Parabéns pelo carro. Essa fielder é muito linda. Agora, estou a andar com uma corolla run x (hatch da foto do meu perfil), do ano 2001, e posso afirmar que é a Toyota acertou na mosca ao produzir essa linhagem desse motor 1NZ E 2ZZ. Quero concordar contigo em afirmar que o único problema que ele tem tido está nas rodas, seja desgaste excessivo de calços, rolamentos ou rótulas. Mas fora isso não vejo outro problema.

    • Filipe Augustus

      Fico feliz em saber que não foi um problema isolado do meu carro!
      Você é de Portugal?

      • Aires Jone

        Não! Sou de Moçambique.

  • Douglas

    Corolla/Filder é um puta carro, só tem um problema grave: baixar óleo depois de 100k km por causa de problema nos anéis, aí só com retífica meu amigo. Por isso me desfiz do meu antigo BRAD 03 com 108k km.

  • Rafael Trindade

    Parabéns pelo carro, todas as pessoas que eu conheci que tiveram este carro, são só elogios!

  • Reginaldo Galuzzi

    Parabens pelo carro… Uma hora crio coragem e posto a opinião do meu Agile LTZ 2012, que eu sei que vão ter bastante criticas kk

  • Everton Lourenço

    Isso sim é carro, quem tem tem… Quem não tem.. Só lamentos!! O carro é simplesmente top, macio, econômico para seu porte, só elogios, revisões em dia ele não deixa na mãe nem a pau!

  • Fabio Prates

    Pessoal, estou prestes a adquirir um veículo. Recusando a comprar um popular zero (Já tive celta, novo uno e por fim um UP). Estou na dúvida entre um civic, Fit ou corolla/Fielder. Algo na casa dos 30mil. Queria um Corolla com cara de mais novo (ano 2009), mas corolla chega um momento que não desvaloriza mais. Já o civic consigo um 2007/2008 com cara mais jovem nessa faixa. O Fit não sei se vale a pena. O que me indicam? Aqui no ES tem pouca seleção de carros, quando se encontra é muito velho.