Chery Arrizo 5 será lançado no Chile

09/03/2016

arrizo-5-chile-1

UPDATE: Novas fotos do Arrizo 5 feitas pela Chery no Chile. O Chery Arrizo 5 será lançado no mercado chileno em 10 de março. O sedã médio da marca chinesa desembarca no primeiro destino na América do Sul, onde pode chegar também ao Brasil.

arrizo-5-chile-6

A ideia da Chery é vender o Arrizo 5 em vários países do mundo, utilizando a China como plataforma de exportação. O sedã no Chile chega com motor 1.5 DVVT de 117 cv e 15 kgfm. A transmissão pode ser manual de cinco marchas ou CVT.

arrizo-5-chile-3

A promessa do Chery Arrizo 5 é ter mais espaço, conforto, segurança e tecnologia embarcada, seguindo assim a nova filosofia de marca de focar em produtos mais globais e de melhor qualidade, geridos por uma equipe internacional. Ainda não há informação sobre preços.

Galeria de fotos do Chery Arrizo 5:

Agradecimentos ao Lucas Farias.









  • Pedro Henrique

    a chery ta com o design muito bacana
    algo próprio que encaixou muito bem na marca..

  • tjbuenf

    No Brasil isso não daria certo, a começar pelo motor 1.5 e por essas rodinhas…

    • Tosca16

      Com preço abaixo de um HB20 S por exemplo poderia sim vender bem, é claro para as pretensões da Chery aqui .

      • invalid_pilot

        Não adianta ter só preço… Brasileiro não arrisca ate que provem que ele não ficara com mico na mão.

        • Tosca16

          Concordo mas vejo que aos poucos estamos mudando, é claro que não como deveria mas aos poucos sim, quem diria que a Hyundai chegaria a onde chegou a sei lá 10 anos atrás ? Claro que por méritos dela própria, e o mesmo acontecerá com outras montadoras, trabalhar para fazer seu nome no mercado . E acho bem mais fácil a Chery conseguir espaço em categorias mais caras que nos de entrada, o consumidor mais conservador é aquele que justamente faz parte dos segmentos populares, por isso é bem mais fácil ao meu ver vender um Tiggo 5 na faixa dos 70/80 mil que um Celer por menos de 40 mil .

          • invalid_pilot

            Não sei se nas categorias mais caras se compraria um Chery… Aquele J5 da JAC não virou.
            Eles tem que vender esses SUVs fakes que o povo adora o mais equipado possível, tambem acho acertado o Celer no nosso mercado.
            Mas fora isso oferecer manutenção e peça a preço tabelado e fechado. Ao meu ver esse seria o caminho pra se ganhar confiança.

            • Bruno Wendel Marcolino

              Pois é, mas o J5 foi ridiculo, o carro era vendido por 50 mil num mês e no outro subiu para 70k “do nada”, com motor 1.5 e apenas cambio manual.
              Ai também a Jac pediu pra não vender né, pelo amor de deus, que tivesse colocado um motor 2.0 ou um 1.5 Turbo então, pelo menos dava pra dar uma desculpa, mas nem isso.

              • invalid_pilot

                Fora que Sedan médio tirando Corolla nenhum vende absurdamente bem…

                A Chery tem produtos razoáveis, mas absoluta maioria tem medo de morrer com o carro na mão por falta de assistência técnica. Um VW ou Fiat por mais mico que seja você consegue achar peças e etc. Agora um chinês é depender da concessionária eternamente e rezando que ela não feche nunca

                • Tosca16

                  Ela poderia por um produto acima por algo semelhante a um sedan compacto em preços, por isso poderia ter sim um triunfo e crescer nas vendas; não podemos comparar a qualidade e design de um Chery atual aos dos primeiros JAC’s por exemplo, outros tempos, mas continuam tendo que provar para quê vieram ao mercado . E concordo com o pós venda ruim, mas não é exclusivo das marcas chinesas, tem muita francesa, né PSA , capengando com isso a anos no Brasil .

                • DougSampaNA

                  olha, eu tive uma meriva que quebrou o disco de embregem na estrada com 37 mil kms; a peça só foi encontrada em outra cidade a 80 kms de distancia (isso dentro do estado de SP); então falta de peças não é privilégio de Chinas, hoje poucas ccs trabalham com estoque de peças mais “esporádicas”..

                  • invalid_pilot

                    Mas pra Meriva é mais provável achar em um loja independente… A menos que esteja no final do mundo

            • Tosca16

              Como eu disse abaixo, respondendo a vc mesmo, não se compara o nível de qualidade dos atuais Chery’s com os primeiros JAC’s, nem os da atual JAC com os carros dela mesma no passado; entretanto ainda sim tem que mostrarem para quê vieram, e a Chery como tem ao meu ver maiores pretensões no mercado nacional ainda mais, pois com a fábrica aqui se fosse apostar numa chinesa de sucesso seria na própria Chery . Agora tem que imediatamente se mexer, trazer o que tem de melhor ao nosso mercado e elevar o patamar da marca, infelizmente como a mesma começou errado terá que continuar dando visibilidade a linha de entrada, mas aos poucos se quiser crescer terá que trazer produtos ligeiramente acima, pelo que vejo a Chery se espelha muito nas coreanas e como as mesmas chegaram ao patamar de hoje, para isso tem que oferecer melhores produtos, com um preço adequado e oferecendo um requinte a mais que os concorrentes na sua faixa de preço .

          • carnero

            O pessoal não vê isso Tosca16… Infelizmente o simples fato de ser Chinês rotula a marca como podemos constatar nos comentarios. Os juízes virtuais são implacáveis

    • edgar__rj

      A promessa do Chery Arrizo 5 é ter mais espaço, conforto, segurança e tecnologia embarcada, seguindo assim a nova filosofia de marca de focar em produtos mais globais e de melhor qualidade, geridos por uma equipe internacional.

      Se realmente for isso não vejo o porque de não vender bem… SE VIESSE.

      • Tosca16

        Se o HB20 S que pode chegar a mais de 60 mil reais faz sucesso se este Arrizo 5 viesse a partir de uns 45/50 mil completo bem que poderia vender bem, preço melhor que um mísero Prisma 1.4 LTZ que começa em 55 mil reais .

        • everton nogueira

          Bem colocado, se tiver preço justo aliado ao pacote de equipamentos, não tem como não vender pelo ao menos o que a chery pretende.

        • Bruno Wendel Marcolino

          Ainda sim iria de Geely EC7 na faixa de 50 mil, o motor 1.8 é excelente.

          Meu compadre tem um e cada dia que passa ele disse que o carro melhora hehe.

          Mas vamos ver esse, não dá pra falar antes do lançamento, mas já espero o comparativo entre os dois.

          • Tosca16

            Bom o EC7 ao meu ver é um modelo acima mas com ressalvas; maior, mais potente e com amplo espaço interno, agora no geral ele é digamos que menos ” sofisticado” que este Chery, mas também cobra muito menos que os concorrentes e traz qualidades de modelos ligeiramente acima de sua faixa de preço. Resumo, um sedã compacto mais moderno e “requintado” vai de Chery Arrizo 5, um sedã médio, com maior espaço e desempenho, sem ser espartano mas longe de ser “requintado” vai de Geely EC7.

            • DougSampaNA

              e quem está por tras da Geely é o Gandini, então tem um pouco mais de seriedade na manutenção de estoque, pelo menos é um empresário conhecido que tem um nome a defender e que provavelmente se preparou com algum estoque pra representar a marca no país.Mas tudo isso é só provavel..

              • Edson Fernandes

                Seriedade? Vai perguntar para os clientes de Sportage e Sorento o que eles pensam disso..

                • Tosca16

                  É, a KIA não tá nada bem no mercado; pós venda caríssimo, modelos como o Picanto são exemplos disso .

                  • Edson Fernandes

                    E falta peça. Não é novidade nem em rodas de amigos que desconhecem geralmente o mundo automotivo.

                    Além disso, peças superfaturadas fazem parte do conjunto.

                    Enfim, hoje eu não teria mesmo um carro da KIA.

              • Tosca16

                Sim, a Geely aqui tem uma proposta sólida; pós venda acima das conterrâneas e baixo número de concessionários para não ter um crescimento desordenado como outras tiveram … entretanto ainda quero acreditar na Chery, pela fábrica e pela marca em si; resta saber quando isso irá se confirmar, bom, creio que a Chery do Brasil está em péssimas mãos, mas nada que a matriz não possa fazer para reverter essa situação .

    • DougSampaNA

      Chery vende muito no Chile, Volks eu vi 4 carros rodando lá em 1 semana que fiquei por lá; praticamente inexistente. E não é só Chery não, a maioria dos carros lá são chinas; existem muitos Hyundai tambem, mas os chinas são a maioria.

      • Tosca16

        Aí vc me diz, são ruins ? Claro que não, e não vamos dizer que lá vendem por falta de melhores opções, de todas marcas o Chile tem opções iguais e muitas vezes superiores as nossas; até em modelos de marca chinesas lá está bem melhor servido.

      • tjbuenf

        E o que tem isso? Não consegui associar. Se for uma associação de quantidade-qualidade, não acho muito razoável isso. Chevrolet vende muito bem o Onix aqui, nem por isso ela é referência de marca, assim como a VW vendeu mt bem o Gol por 27 anos e não deixava de ser um lixo por conta disso…

  • Bruno Silva

    Esse carro parece ser bem melhor que os Chery vendidos no Brasil. Poderia vir e tirar aquele horrível Celer Sedan de linha. O interior do Arrizo é bem agradável, e o carro no geral tem personalidade.

    • Tosca16

      Eu acho que sou um dos únicos que não entendo o porquê desta perseguição ao design do Celer Sedan, não é dos mais bonitos mas está longe de ser horroroso, a atual versão do Celer Sedan Nacional ao meu ver está condizente com seu preço e proposta. Deslizes tem, como a falta de comandos no volante (o volante sim, posso dizer que não tem salvação, é muito feio) e a falta de opções CVT como prometido, além de mimos como bancos em couro e central multimídia de série (só tem como opcional e pelo que sei as concessionárias ou não a tem em estoque ou não fazem questão em vender a mesma) . Além de achar muito prático essa abertura com o vidro traseiro, muito prático mesmo .

      • Pedro Henrique

        a chery ta mancando em alguns pontos no brasil, primeiro ponto, por o celer no seu devido lugar que é abaixo do arrizo 3, segundo ponto, trazer o arrizo 3 pra brigar na linha de compacto “premium” com hb20, prisma e cia(óbvio com preço mais atrativo que estes) terceiro ponto, trazer o arrizo 5 pra entar no segmento do city/cobalt/grand siena, quarto ponto, o arrizo 7 que era pra ter sido o primeiro a chegar, ja ta quase se aposentando la fora, quinto ponto, falta marketing pra esses todos citados, sexto ponto, colocar pelo menos 1 revenda (DA CHERY) em cada capital e em cidades com mais de 1 milhão de hab.

        acredito que isso basta, ou seja, basta a chery investir aqui, a divisão de motores deles a acteco é excelente.
        os carros que ela tem la fora, são muito bons também.
        falta mesmo é parar de dormir no ponto.

        • Tosca16

          Falando em motores ela tá com uma linha F de motores Turbo, procure lá no site da Acteco, me pareceu muito moderna a nova linha de motores da ACTECO.

  • Rafael Barroca

    Achei tão parecido com o Cerato que até esperava o anúncio da colaboração da marca coreana no design.

  • Felipe

    Em design, é claramente mais acertado que o Celer Sedan vendido aqui.
    E pensar que depois do mercado das SW, o mercado de sedans parece ser o próximo alvo dos SUV…

  • Mumm Rá

    A Chery possui uma boa linha de produtos automobilísticos ( China entre outros )

    Ela em si produz carros normais além de possuir participação na Qoros ( carros de ” luxo ” )

    Também possui na China uma submarca Cowin que produz carros para jovens ( menor faixa etária )

    De forma geral é uma das mais ” fortes e poderosas ” indústrias automobilísticas chinesas

    Espero que tenha mais sucesso no Brasil

  • Tosca16

    A Chery no seu site internacional afirma que este será o primeiro carro chinês com lançamento “mundial” sendo que foi escolhido o Chile por que lá a mesma tem grande participação no mercado local; este carro poderia ser comercializado aqui na faixa dos 45/50 mil reais, manual e CVT respectivamente, seria sim um excelente produto e abaixo do Arrizo 7 que se viesse sabiamente iria brigar só com gente grande no mercado, por isso até vejo mais saída no Arrizo 5 que no seu irmão maior aqui .

    • A chery (as chinesas em geral) vendem aqui no Chile mais que no Brasil proporcionalmente, mas não chega a ser uma “grande” participação. Não está entre as 10 maiores do mercado, por exemplo.

      • Tosca16

        É o que a mesma diz no site global, a escolha foi por tais motivos; e no Brasil bem, acho que a Chery bem que poderia ter ao menos 2% de mercado, sendo que em algumas categorias em especial por que não chutar logo uns 3,5%, não é nada impossível, mas para isso a mesma tem que reformular sua gama e investir em marketing. Não adianta ter fábrica e continuar vendendo o Tiggo FL mesmo que baratíssimo, 52 mil vc compra um 2015 0KM manual, mais barato que um Gol Raly por exemplo, mas nem por isso vende; tem que reformular o Tiggo 3, trazer o tão aguardado Tiggo 5, que se demorar mais será apenas um coadjuvante no mercado, vide a morosidade da mesma e quem sabe trazer a família Arrizo ao país, além de mais e melhores opções de motorizações da Acteco .

        • Aqui eles fizeram mais um facelift no Tiggo 3, ficou melhor que o atual, embora a carroceria e a “qualidade” sejam as mesmas. Eu ainda aposto na Chery como a única chinesa a ter algum destaque no médio prazo, com risco menor de abandonar o Brasil. Mas concordo que precisam melhorar o marketing e ainda a qualidade. Se fizessem alguma campanha garantindo a recompra do carro dali a 2 anos, desde que com as manutenções em dia, já ajudaria bastante. Outra idéia seria investir em relação com locadoras, oferecendo alguns carros em ‘comodato’, para que mais pessoas possam conhecer o produto dela ao alugar um carro.

          • Tosca16

            Sim, o nome Tiggo 3 foi usado para este modelo; achei bem jovem a proposta, e pelo preço se continuar sendo o SUV mais barato no mercado poderia sim vender umas 250 unidades mês; ví que a mecânica agora é 1.6 DVVT de 126cv pelo que sei e achei bacana a opção bicolor do mesmo.

  • O Arizzo 7 é vendido aqui no Chile com CVT por algo em torno de R$ 55 mil. O 5, se tiver alguma lógica, deve chegar por algo em torno de R$ 45-48 mil. Considerando os impostos a mais que se pagam no Brasil, o 5 chegaria aí por uns R$ 60 mil e o 7 por uns R$ 70 mil. Os carros ficaram bonitos, especialmente o 5, mas essa mania chinesa de colocar motor 1.5 aspirado num carro médio não dá certo.

    • Tosca16

      Sinceramente, o preço do Arrizo 7 aí seria o do Arrizo 5 aqui, e não estaria caro se formos olhar que qualquer coisa praticamente ultrapassa a barreira dos 50 mil reais, e o Tiggo 5 se vier como previsto será na faixa dos 75/80 mil reais, completo 2.0 DVVT opções manual e CVT ( apesar que acho pelo visto acho dispensável a versão mecânica). Pelo que sabemos seria assim a linha de SUV, o Tiggo 1 baseado no Celer na faixa dos 50, o Tiggo 3 na faixa dos 60 e o Tiggo 5 na começando nos 70 por aí .

      • É…aqui o Tiggo 3 começa em 41 e o 5 começa em 50. Seria mais ou menos essa a conta de preços no Brasil.

        • Tosca16

          Mancada foi por o E3 como Arrizo 3 aí no Chile, sério, o E3 é acima do nosso Celer Sedan mas não é nem de perto tão moderno quanto o verdadeiro Arrizo 3 lançado na china.

    • Bruno Wendel Marcolino

      Também não entendo esses motores 1.5, a Geely é a unica que lançou o um carro com motor 1.8, o EC7, que alias, é um ótimo carro.
      Agora, esse 1.5 ai não vejo lógica, um 1.6 de uns 125cv mais ou menos seria mais logico.

      • Tosca16

        Depende muito do “casamento” com o carro, este motor é mais moderno que o do nosso Celer, já é DVVT, igualmente é o 1.6 que equipa o irmão maior deste Arrizo 5, o Arrizo 7, de seus 126cv de potencia… tem que ver na prática, claro que não será um ás da performance mas não sei se está tão ruim assim, esse Arrizo 5 chegaria aqui para disputar com coisas do tipo Prisma 1.4; será que está tão abaixo assim ? Não, não mesmo .

        • Bruno Wendel Marcolino

          Claro, obviamente não será um horror, mas se ele é sedã médio, deveria ter um pouco mais de potencia, até o J5 tem. Obviamente se compararmos ao Cobalt, Prisma, Voyage, etc, ai realmente ele ta tranquilo favorável, mas comparando aos sedãs médios, fica chato, pois não ganha nem do Cerato com motor de HB20.

          Mas enfim, acho que será um bom lançamento, mas a escolha de motorização é no minimo questionável.

          • Tosca16

            Sei lá, ele me pareceu mais um Sedan Compacto, o médio seria o Arrizo 7 que sim seria o concorrente do J5; este Arrizo 5 ao meu ver é um intermediário entre os compactos e médios, tá mais pra um Honda City que o J5 ao meu ver em tamanho, e o último Arrizo da gama, o Arrizo 3 bem ao tamanho de um Prisma da vida .

            • Bruno Wendel Marcolino

              “O Chery Arrizo 5 será lançado no mercado chileno em 10 de março. O sedã MÉDIO da marca chinesa desembarca no primeiro destino na América do Sul, onde pode chegar também ao Brasil.”

              Citei que é médio conforme a matéria deixa explicito. Pra mim é concorrente do EC7 e J5 que também são médios.

              • Tosca16

                Bem frisado…

          • Tosca16

            Eu tenho visto no site da Acteco uma nova linha denominada de “F”, motores TGDI de 1.0 à 1.6L; passando por opções 1.2 e 1.4L; sem dúvidas o 1.2 cairia super bem neste modelo, 1.2 3 cilindros de 132HP de potência .

      • Tosca16

        Olhe como o interior deste Chery é mais moderno que o do EC7 .

        • Bruno Wendel Marcolino

          Isso realmente é sem duvida, porém falta o ar digital presente no EC7 né?
          Vacilada da Chery.

          • Tosca16

            É mas digamos que é “tolerável” para sua categoria, coisas piores já fizeste como no Celer que nem na sua versão topo de linha a ACT dispõe de comandos de multimídia no volante … As chinesas são engraçadas, quando eu pegar a ficha técnica deste modelo é bem capaz de me deparar com coisas que muitos carros de 80 mil ou mais nem dispõem e neste vem de série, é comum isso …

            • Bruno Wendel Marcolino

              Pois é, vai entender. Quando deveriam ofertar carros mais completos possíveis para ganhar mercado fazem economias estranhas…

              • Tosca16

                É a falta de amadurecimento de uma indústria ainda nova mas com muito potencial a crescer, dinheiro tem, falta saber usar melhor os investimentos, creio que aos poucos sim, saberão usar disso . Não me recordo o modelo mas me lembro que um chinês mais barato, acho que JAC tinha alças pantográficas na abertura do cofre do motor e no seu “irmão” maior não tinha, coisa que digamos num modelo de entrada seria comum não ofertarem, coisas assim são estranhas .

          • Tosca16

            Mas digamos que venha com opção de CVT, o que venderia mais ? Ar digital ou câmbio automático ? Tudo bem que eu sei que marcas como JAC e Geely optaram em não trazer por motivos de preço, para isso fizeram estudos e bom, foi opção, não por “economia” burra .

            • Bruno Wendel Marcolino

              Mas o EC7 automático está em vias de ser lançado.

              Meu compadre comprou um e na CCS mesmo disseram que seria lançado logo na faixa de 55-60 mil.

              Mas sem dúvida um cambio automático vende mais que ar digital, porém o ideal é ter os 2 juntos hehe.

              • Tosca16

                Tem tempos que eu ouço isso, e outra, dizem que quando vier será no modelo restilizado, então bom, acredito que a demora seja para desovar o resto das unidades manuais e trazer as versões quer sejam manuais e automáticas já restilizadas .

  • Bittencourt

    Nossa, espanca o Cobalt, Prisma, Voyage, Etios e cia em design…

  • Luiz camurça neto

    Esse design Opel/Hyundai ficou bom, mas cadê o motor??

  • Bruno Wendel Marcolino

    Muito bacana Chery, porém um amigo tentou comprar um Celer e desistiu.

    Ligou pra lá e foi transferido para o setor de vendas, depois de uns 10 min desistiu e ligou de novo, novamente transferido, ai ele ficou esperando uns 20 minutos até ser atendido, quando foi atendido pelo vendedor ele perguntou sobre o carro, taxas, etc, porém ele falou que o vendedor parecia não saber nada sobre o carro, dizendo a ele que fosse na CCS para vê-lo e que por telefone é difícil passar qualquer informação….

    Como eu que indiquei o carro, disse pra ele desistir. Se os caras não sabem vender, imagina depois da compra, manutenção e etc.

    No mais, acho um ótimo produto o Celer e até mesmo o Tiggo, porém fica difícil encarar a marca né?

  • SRobert

    Estou com um “Novo” Ka 14/15 parado na concessionária desde 04/02 por falta de peça (tampa do cabeçote com junta).
    Imagina um desses ….

  • o 5 é bonito, mas o 7 é lindo

  • ataide13

    Pessoal, infelizmente o que falta pra Chery decolar não é apenas a inserção de produtos melhores ou mais bonitos, infelizmente falta tambem concessionarias.
    Pois do que adianta ter carros bonitos e não ter loja pra vender.

    A JAC vendia bem no começo porque alem de terem aberto uma quantidade razoavel de concessionarias, investiram em marketing.
    Já a Chery investiu numa fabrica mas não investe nem em marketing e nem em concessionarias.

    • Tosca16

      Mas para crescer em vendas e número de concessionárias tem que apresentar bons produtos ao mercado, de quê adianta ter fábrica aqui e continuar com uma linha velha e defasada até mesmo para a Chery em outros países ? A tempos que prometem trazer o Tiggo 5, a reestilização do Tiggo atual e modelos como o Arrizo 7 que já foram vistos aqui em testes … fica difícil manter uma revenda sem atrativos ao consumidor, tem revendas que ainda vendem o Celer importado, imagina só, um concessionário destes deve está de saco cheio da morosidade da Chery aqui, e só não fechou as portas ou mudou de bandeira por que deve sim acreditar e muito no potencial da mesma, mas a Chery tem que mostrar para que veio e deixar essa morosidade toda de uma vez .

  • Gavlan The BeerMaster

    Enquanto isso no huesil, teremos MOBI.

  • Jordan rodrigues

    Seat é você?

  • Alessandro Rodrigues

    Bonitinho, mas a motorização e o acabamento matam.