Chery Preços

Chery Celer agora tem cinco anos de garantia

celer-nacional-2

O Chery Celer agora tem cinco anos de garantia. A marca chinesa ampliou o tempo de cobertura para o compacto nacional, vendido em versões sedã e hatch, cujos preços partem de R$ 35.990 e R$ 34.990, respectivamente.

Desde o lançamento, os preços foram reduzidos e agora o Chery Celer está sendo comercializado com IPVA grátis de forma promocional. O Novo QQ está partindo de R$ 29.990, enquanto o Tiggo parte de R$ 55.390.

Agradecimentos ao Leandro Souza.





  • GRANMA

    Tem que ver os valores, não sei agora mas da ultima vez que vi era motivo de piada o que eles estavam cobrando pela garantia do qq, depois ficam sem saber por que não ta vendendo o que deveria.

    • Junoba

      A garantia do QQ é de 3 anos. Antes o Celer nacional também estava nisso.

      • GRANMA

        Eu vi, e tinha achado caro o valor das revisões por ser um carro de entrada.

        • V8

          Ai é um tiro no pé ! A medio prazo… Pega fama de ter manutençao cara, e a moral desaba de vez !

          Os preços sao muito atrativos… Incrivel o modelo nao vender quase nada!

          • Bruno Wendel Marcolino

            mas os preços de revisões da Chery são bem caras mesmo.

            Um Chery Face, não sei se ainda é vendido, mas ano passado era, o custo de revisão até os 60k era de 4.800 mais ou menos, uma piada sem tamanho.

            O Celer era uns 3500 mais ou menos, o que também não é barato.

          • GRANMA

            Pois é, tem isso também.

  • CanalhaRS

    QQ = R$ 19.900,00 / Celer = R$ 29.900,00 / Tiggo = R$ 44.900,00 … e nada mais!

    • Junoba

      Sugiro que verifique a cotação da nossa moeda. O Real desvalorizou bastante. Outra coisa, o Celer quando era importado chegou a ser vendido por 30k. Sabe o que aconteceu na época ? Nada, o consumidor continuo criticando.

      Quanto ao Tiggo, são unidades 14/15 encalhadas, já que eles fecharam a fábrica no Uruguai no final do ano passado, onde também faziam o Face.

      • everton nogueira

        Olha em tempos de 1.0 na casa dos R$ 40 mil um celer 1.5 “completo” por R$ 35 mil …..sei não.

        • V12 for life

          40 mil? O Up! Já chegava aos 50 antes do TSI fazer papel de 1.6.

          • everton nogueira

            É o que eu digo, será que é tão inferior assim para ser descartado? Não é o meu caso no momento, mas se eu estou a procura de um carro dessa categoria procuraria sim a concessionária cherry e tentaria um desconto, uma taxa zero e compraria um sem medo, ja passei por isso a 10 anos atrás quando comprei um clio sedã e tive os 7 anos subsequentes a sua compra como um feliz proprietário de um carro que todos falavam que não prestava e o mesmo foi maravilhoso sem defeitos e vendido sem apresentar um defeito sequer, brasileiro tem que parar com esse preconceito idiota de soberba de vira-latas!

            • Marcello Caetano

              Preconceito? Já que são bons, por quê não vão vender nos EUA?

              • Gu.

                Tu só compra se for vendido nos EUA? rs

                • Marcello Caetano

                  Estuda sobre a presença dos carros japoneses nos EUA e depois volta aqui.

                  • Gu.

                    Ok amigo, posso até seguir seu conselho, mas… Se você estudou, e só tem isso a dizer, passo.

                  • oscar.fr

                    Pode até ser, mas é preciso perceber que os carros japoneses dos EUA são diferentes dos nossos. A começar que lá um Civic ou Corolla é um popular e aqui é vendido como o suprasumo do mercado automobilístico.

              • Bruno Wendel Marcolino

                e dai que não vende nos EUA?

                Isso é argumento para não comprar um Celer?

                Qual carro da categoria é vendido nos EUA?

                Salvo engano só o March, então você só compraria um March nessa categoria?

                • Marcello Caetano

                  Refiro-me aos fabricantes chineses. Não tem qualidade e por isso não vão para os EUA. Japoneses e Coreanos consolidaram no mercado americano para depois olhar para o resto do mundo.

                  • Minerius Valioso

                    Isso é verdade. Já que o mercado brasileiro é pouco atrativo (custo), então vem só mesmo as marcas chinesas. Talvez seja a explicação de vir JAC, Chery e Lifan, e não Opel, Infiniti, Mazda, Cadillac, Dacia…

                    • alberto

                      Essas empresa nao vem para o Brasil porque sao braços de fabricas que ja estao no Brasil,e eles nao querem concorrençia com os produtos que ja estao consolidado aqui no Brasil…A opel e cadillac são da chevrolet,A infiniti da nissan,a mazda era da Ford e se tornou concorente direta da propria Ford no Brasil,por isso sumiu do mercado,e dacia do conglomerado renault, Mas se voce tiver dinheiro da pra trazer de forma independente sai mais barato, e tem varios usados dessas marcas a venda aqui em SP;

                  • Bruno Wendel Marcolino

                    continuo achando fraco o argumento.

                    Vejamos, VW não vende Gol/Fox/up lá e aqui vende.
                    Porém aqui a marca vende Jetta Fusca e Golf, que lá também vende.

                    A marca realmente tem qualidade nesses veículos vendidos lá, porém os compactos todos foram adaptados ou até criados para o Brasil, assim como a Chery fez com o Celer, adaptou seu produto ao Brasil.

                    Não estou dizendo que a marca Chery é superior a VW, isso nem de longe, mas estamos falando de compactos vendidos AQUI no qual todos são farinha do mesmo saco. O objetivo da Chery é claro, trazer para o consumidor brasileiro um produto com motorização superior a preço de motorização inferior e com itens de série que na faixa de preço os demais veículos não tem. É isso que tem que enxergar, pouco importa se vende ou não nos EUA, a Chery é uma marca nova, de 1997 e caminha lentamente no mercado automotivo, porém preferiu se instalar primeiro no Brasil, isso não é demérito ao meu ver.
                    É só meu ponto de vista.
                    Abs.

                  • alberto

                    ola Marcelo ouvir voce diser que nao existe carro porcaria nos EUA.
                    gostaria de saber se realmente voce conhece os EUA,ja foi ,tem negocios
                    la.ja teve algum carro americano,ou ouviu falar ou leu sobre o caso,

                  • alberto

                    ola Marcelo ouvir voce diser que nao existe carro porcaria nos EUA.
                    gostaria de saber se realmente voce conhece os EUA,ja foi ,tem negocios
                    la.ja teve algum carro americano,ou ouviu falar ou leu sobre o caso,

                • Guilherme Gimenes

                  nao, o march nao eh vendido nos EUA

                  • Bruno Wendel Marcolino

                    realmente, só o Versa, entrei no site americano.

                    Mas piorou então, agora o Marcello não vai poder comprar nenhum compacto aqui no BR, nenhum é vendido nos EUA kkkk

                  • Gran RS 78

                    O March, é vendido no Canada com o nome de Micra. Ele é o carro mais barato por lá. Custa 9.900 dólares canadenses.

              • everton nogueira

                Na boa sem querer nos ofender mas comparar Brasil com os EUA é o fim da picada, temos que ser realistas com relação a isso, quando o Brasil tiver uma estrutura de pais de PRIMEIRO MUNDO ai sim podemos exigir carros melhores, carros como o celler são infinitamente melhores que muitos “nacionais ” vendidos como carros de primeiro mundo!

            • oscar.fr

              Respeito como você pensa, mas ainda ficaria com um pé atrás em relação a um carro chinês (um preconceito besta, reconheço). Não acho que uma marca da seriedade e qualidade da Renault pode ser comparada com a Cherry. Antes da Renault chegar aqui ela já tinha renome em mercados sérios, o que não é o caso da Cherry. Logicamente, isto não afasta problemas na “tradução” do carro do mercado europeu para o brasileiro, problemas que, talvez, a Peugeot tenha encontrado no passado. Mas repito, um Clio estava em patamar de qualidade bem acima daquele que se encontra o Celer. Justamente o Clio já chegou sendo o mais moderno do segmento (concorrendo com Classic e Siena), o Celer parece ser “mais do mesmo”.

              • Tosca16

                As montadoras chinesas de um modo geral são marcas novas, há exceções mas a Chery é uma destas montadoras jovens e como todo o mercado local tem evoluído mesmo que a passos lentos para alguns … A marca é de 1997, mais jovem que muitos aqui .

                • oscar.fr

                  Na verdade é incrível pensar que a China é um dos países mais velhos do mundo e sua industrialização é bastante recente. Ao menos, aprendem e melhoram rápido, bem diferente de nós no Brasil ou Argentina.

                • ALVIN_1982

                  Isso não justifica fabricar porcaria… a Tesla é bem mais nova… e veja os carros dela… Isso porque foi fundada em 2003…

                  • Tosca16

                    se for olhar assim a Qoros também é uma excelente marca; o que vc tem que levar é que a China como um todo está evoluindo é um digamos que ainda recente no mercado internacional de automóveis .

                    • ALVIN_1982

                      Estou falando da Chery…

                    • Tosca16

                      Qoros é do grupo, bom mas voltando à Chery só os que forçam não ver dizem que a mesma não tem evoluído ultimamente; a linha de motores da Acteco tem melhorado e juntamente os novos modelos tem mostrado evolução . Claro que não é nenhuma marca premium mas no que se compete a fazer tá indo semelhante as marcas coreanas, a nova linha da Chery com Arrizo 7, Tiggo 5 e demais modelos tem potencial pra crescer em diversos mercados, sobretudo em países emergentes .

                    • ALVIN_1982

                      Ninguém reclama dos motores, mas sim dos materiais usados no interior em geral, desde os bancos, painéis, os encaixes, durabilidade, e por ser nacional, com nova fábrica, isso é inadmissível. Até o finado Mille é melhor em relação ao acabamento desses carros… Não importa se o design é bonito e não prestar, fora as revendas, qualidade de atendimento, pós venda, cesta de acessórios, em pleno 2015 uma empresa que se preze, principalmente no ramo automotivo, tem que ter tudo isso e muito mais para poder agradar o consumidor. Se a Hyundai conseguiu com 1 carro só, pq a Chery não pode conseguir com 3? Pau que nasce torto, sempre vai mijar fora da privada… esse é o caso da Chery no Brasil.

                    • Tosca16

                      não vejo tamanha disparidade nos materiais usados nem pior montagem que por exemplo de alguns FIAT, infelizmente o fator marca pesa e com tem pesado na escolha . O Celer tá longe de ser maravilhoso mas em relação ao importado está bem melhor, e se comparar com o que temos na faixa de preço podemos dizer que tem um nível de igualdade se não for superior é claro … Eu dei uma olhada no Celer sedã ACT quando o mesmo custava R$ 41.990,00, o mesmo valor do Versa 1.0 versão de entrada na época; bom era um chinês contra um japonês mas sinceramente eu e meu colega achamos bem similar, até com algumas coisas melhores no Celer … Infelizmente no dia não pude fazer um teste drive no 1.0 da Nissan,queria ver o desempenho; não acredito que seja fenomenal mas creio que a Nissan não ia por um motor “fraco” no Versa, que é de certo modo grandinho . E o Celer responde bem, 1.5 dá conta do recado .

                    • ALVIN_1982

                      Mas o erro da Chery está sendo aí mesmo, querendo ser mais um entre muitos aqui, se fosse como o HB20 por exemplo, uma marca (desconhecida popularmente) que oferecesse algum diferencial em relação à concorrência, talvez o sucesso aos poucos iria acontecer. Agora, do jeito que está, logo logo fechará sua fábrica aqui… infelizmente, é ela que colocou a corda no pescoço, e não o consumidor…

                    • Tosca16

                      Bom, produtos honestos com preço abaixo da concorrência, não vejo por que pensar em fechamento, mas poderia vender mais se tivesse mais marketing…

                    • Um tanto de exagero falar que o Mille tem melhor acabamento que a atual linha da Chery. Ela realmente já foi muito ruim de acabamento (primeiro QQ e primeiro Tiggo), mas atualmente pouco difere em qualidade a seus similares concorrentes.

                      A Chery, de fato começou mal, pois até a atualização de seu player, ficou meia boca (cheio de itens do antigo), bem como não lançou uma linha com mais de 80% de nacionalização.

                  • Olha o público-alvo e patamar de preços de Testa e Chery… há uma diferença.

              • everton nogueira

                Concordo com vc quando diz que a Renault tem mais crédito que a cherry mas na época da compra do meu clio ela era tão difamada quanto qualquer chinesa de hoje (salvo as diferenças), mas contínuo afirmando se fosse o meu caso compraria sim um sem medo. E quanto a revenda no mínimo ficaria com ele os 5 anos de garantia dele, pois costumo usar meus carros por esse período de tempo e o que me pagarem por ele depois isso é outra questão, se todos que compram carro so pensando em revenda só tinham que comprar carro da toyota!

                • Marcos Souza

                  o engraçado é o argumento de quem compra Toyota: “eles são duráveis, não quebram, podem passar de 1 milhão de km sem retifica e bla bla bla”
                  e ai ficam 1 ano com o carro, compram outro Toyota do mesmo modelo em que a única diferença é o ano e a km(que normalmente não chegou a 20mkm) e pagam 15mil de diferença…
                  acho que nesses casos, é mais barato alugar um carro, pois eles não são donos, pagam uma “mensalidade” pelo carro.
                  Mas o dinheiro é deles…que sejam felizes assim.

                • oscar.fr

                  Uma coisa é verdade, todo mundo fala de revenda, como se trocassem de carro todo ano. Também ficamos com os carros por no mínimo 5 anos e no momento são dois franceses, vamos ver como será a revenda, mas não é algo que me preocupe muito.

                  • everton nogueira

                    É o que eu falo carro nunca foi e nunca será um bem durável que irá se valorizar ao passar dos anos, quando comprei mei clio sedã em 2005 paguei nele R$ 39.500, 7 anos depois só achei R$ 14.000 e eu fiquei muito feliz por isso. Eu usei meu carro e muito por sinal agora achar que ele desvalorizou muito por ser Renault sinceramente nem liguei, pois quando comprei sabia disso e uma coisa que ninguém vê é que quando vc paga R$ 35.000 num celler um similar “nacional” é por volta de 15 a 18 mil mais caro vide Toyota e seus carros caríssimos, hoje tenho um cruze comprado zero também e na época pederia ter comprado o Corolla mas me recuso a pagar mais por um carro se existe outro similar no mercado por 15, 18, 20 mil a menos sem estar capado. Toyoteiros de plantão me desculpem!

        • afonso200

          meu vizinho foi vender o Face dele com 30mil km, pra pegar um Gol, a VW ofereceu 9mil no carro dele, uahsuahsuhasuhasuhas

          • V8

            Eis o mundo real….

            E nao falta entendido vivendo de teoria.. Ate dizendo que revenda nao é importante ! heheh

          • Bruno Wendel Marcolino

            O Face realmente é muito micado.

      • Raphael Julião Corrêa

        Eu estava cogitando comprar o tiggo, mas nao sabia q eram unidades encalhadas. Continuarei com meu Versa. Estava pensando em comprar um SUV (nao sei se os carros a seguir são classificados assim). Olhei o Lifan X60 e o Tiggo. Mas em tempos dificeis, fica dificil arriscar.

        • V12 for life

          Espero um pouco o Tigo 5 vira direto da China e bem mais bonito que esse.

          • Raphael Julião Corrêa

            o problema é o preço. cada vez mais alto. Meiado do ano ia comprar o Sentra. Hj nao o compro mais $$$

            • Marco Antônio

              Rapaz, não deixe o junoba ver, mas, tem o fluence, acho que ele ainda tem um bom pacote nas versões mais barates. Vale dar uma conferida.

              • Junoba

                haha…

                • Marco Antônio

                  kkkkk vlw por me mostrar as qualidades do fluence. to tendencioso pro lado dele ultimamente. kkkk

            • Junoba

              É assim mesmo. Alguns meses atrás meu avô queria comprar um segundo carro pra ele, e ficamos mais entre Uno e Celer ( modelo importado ). Acabou desistindo, e hoje ele cogita um carro velho…

        • Junoba

          Se eu fosse você iria de X60, ou esperaria a nova geração do Tiggo chegar, já que essa são modelos encalhados. Mas o pior é ver empresas como a CAOA que mesmo quase chegando em 2016, resolve desovar o Elantra 14/15 aqui no Brasil. Mas apesar disso, é possível generosos descontos no caso do Tiggo.

        • CignusRJ

          Raphael JC

          Não direi o que vc fará mas direi o que eu faria. Continuaria com o mesmo carro.
          Se ele esta bom, te agrada e não tem necessidade real de troca pq comprar um novo agora?

          Ano passado eu ia trocar meu carro, um 2006 comprado em 2010 e não troquei pq vi que a situação brasileira estava ruim e não ia querer dívidas para o ano seguinte(este de 2015) e foi a decisão mais acertada que fiz.
          Leia este site e tome a decisão.
          spotniks.com/9-razoes-para-entender-por-que-a-crise-definitivamente-esta-longe-de-acabar/

          espero ter ajudado.
          abraços

      • Fernando S.

        Mas vale ressaltar que nessa mesma época haviam outras marcas também com isenção de IPI vendendo a preços (bem) menores. Eu até pensei em pegar o Celer em 2013 (nessa promoção de 29.990,00), só que era para pagamento à vista apenas. Se fosse financiar o saldo, haviam juros consideráveis. Acabei optando pelo Fiesta Rocam 1.6, na época por 33.990,00, só que com 50% de entrada e taxa zero em 36 vezes.

    • Marcello Caetano

      e mesmo assim eu não compraria.

  • Junoba

    Acho o Celer um pouco injustiçado pelo mercado, já que as vendas continuam as mesmas, mesmo depois da nacionalização.

    • Mr. Bola de FOGO!

      Acho que falta é publicidade adequada para que as vendas alavanquem.

      • Ramom Alencar

        publicidade, bom atendimento, taxa 0, descontos e uma melhor estrutura no País, é só seguir os passos da hyundai

        • Junoba

          Taxa 0% eles ofereceram por um tempo…

        • Bruno Wendel Marcolino

          bom atendimento, taxa 0, descontos eles já tem.

          publicidade realmente está fraca e a estrutura no pais já melhorou consideravelmente.

          O grande problema é o consumidor, preferem comprar Gol/Clio/Palio Fire do que um Celer mais completo, o que é uma tremenda besteira, já que o mesmo tem qualidade até superior.

    • V12 for life

      Se as vendas continuam as mesmas em época de crise sem investir em mais lojas, isso não é injustiça e sim um grande mérito.

      • Tosca16

        de certo ponto sim, a Chery se mostrou mais estruturada que sua conterrânea JAC.

        • Pedro Henrique

          infinitamente melhor, ganhou antes mesmo do jogo começar.

    • Brasil_MG

      Esse carro deveria ter um preço melhor, pelo menos para, estimular o comprador a incluí-lo em sua lista de opções de compra…Sem comparar o motor, um Palio Fire Completo está sendo vendido a R$ 33.500. Com um chines de marca pouco conhecida, custando mais do que isso, fica difícil concretizar essa compra

      • Tosca16

        olhem a motorização do Celer, o tamanho do mesmo e a quantidade de equipamentos que o mesmo já vem de série; não está caro não, e se custasse menos que isso ainda iam dizer que estaria caro, brasileiro vai querer que vendam de graça e olhe lá . Agora alguns modelos da FIAT, GM e FORD por exemplo custando absurdos e não vejo ninguém falar nada .

      • Junoba

        Chega a ser um absurdo comparar um Celer com um jurássico Palio Fire. Alías, pra deixar essa carroça com equipamentos próximos dele, chega os 38k. Tem que comparar esse carango com o QQ. Porque o hatch da Fiat custa os exatos 30k ( 4 portas ) do subcompacto chinês, além disso ele possui motor 3 cilindros, injeção direta e por ai vai, e ainda ele teve uma grande evolução em relação ao acabamento, sendo melhor que o Italiano.

        • Stark

          Não acho tão absurdo assim. O comprador da faixa dos 35k costuma levar em conta a manutenção, revenda, rede de concessionárias, além de ser um produto confiável e já consolidado no mercado. Os chineses ainda despertam muita desconfiança, eu mesmo não compraria um. Talvez daqui a 10 anos eu mude de opinião, mas hoje, nada feito. As quatro grandes tem concessionárias em todo canto, já as chinesas, só em capitais, e olhe lá. As peças das marcas grandes são bem mais fáceis de encontrar, além de todo mecânico conhecer os carros.
          Se a comparação for entre Palio e QQ, o chinês não está tão a frente assim. O Palio, mesmo com 20 anos nas costas, é relativamente seguro pra idade que tem, e não fica devendo ao QQ não.

          Tem ainda a JAC, prometia muito quando chegou no Brasil, mas acabou ficando só na promessa mesmo. Vendeu “bem” em um primeiro momento, mas depois minguou e foi ultrapassada pela Chery, que não desembarcou com tanto estardalhaço.

          Se tivesse que gastar até 35 mil num carro 0km, escolheria o Palio. É caro? Sim, muito caro. Mas prefiro não arriscar. A melhor opção na faixa de preço seria um carro usado, tipo um Punto ou Polo, mas comparar 0km com usado nem sempre é justo.

          • Fernando S.

            Outro fator. Um Palio Fire 2 portas e sem nenhum opcional é muito mais fácil de revender que um QQ “completo”.

          • Marcos Souza

            Em 2010 eu arrisquei e comprei um kia soul…sei que hj vão falar que a kia é de qualidade e tal…mas em 2010 ela não tinha tanta fama quanto hoje…varias pessoas falavam que ela poderia sumir do mercado sem mais nem menos como na década de 90, mas eu arrisquei.
            O carro tinha qualidade e nunca me deu dor de cabeça, usei por quase 3 anos e 70 mil km e só a manutenção preventiva…só que desisti da garantia pq as manutenções eram caras.
            Claro que as chinesas são uma aposta de risco hoje, mas vejo uma qualidade melhor neles hoje…e como num programa do top gear mostrando os carros chineses…eles passaram de carros que mais pareciam motos para carros de qualidade em 5 anos e estão em desenvolvimento acelerado…acho que as qualidades deles hoje são compatíveis com a das “nacionais”.
            lembrem que em 2010 a quatro rodas abandonou o longa duração do m100 aos 40mkm pq o a segurança dos motoristas estava e hoje a jaguar é de uma marca chinesa…a qualidade melhorou visivelmente…
            e só mais um detalhe, iphones são fabricados na china…ninguém reclama deles…

          • Junoba

            Se todo mundo tivesse tivesse olhado isso, o HB20 nunca estaria brigando pela liderança. Você sabe que está pagando por algo superfaturado, em deixa de fazer papel de palhaço, e vamos deixar a concorrência fluir. Hoje, só optaria pelo Celer ou HB20 entre os hatchs compactos. Chega de carroça.

        • Brasil_MG

          Vc trabalha em alguma concessionária Chinesa?

          • Junoba

            Não, e nem pretendo trabalhar em uma.

  • Blessa

    Logo quando lançou esse Celer nacional, fiz um test drive, gostei dessa nova frente e do espaço interno, porem motor e cambio foi de assustar, pena que os chineses ainda pecam muito com a falta de qualidade, principalmente da mecânica, assim vai ser complicado subir as vendas no Brasil.

    • Brasil_MG

      o cambio tem engates imprecisos?

      • André

        Já dirigi o Celer nacional e não vi problema nenhum com o motor, se não impressiona, também não decepciona. A alavanca do cambio faz uma troca de marcha um pouco ruidosa (a la Renault), mas os engates são relativamente precisos (a la Renault também). A embreagem me pareceu um pouco baixa, mas funcionando bem. Ouvi uns barulhinhos de acabamento, nada grave, mas estavam lá, outros carros populares tem também. O carro que dirigi já estava com 23mil KM

      • Blessa

        Alem de imprecisos parece que tem uma bela folga no cambio, motor é bem ruidoso, bom resumindo eu não tenho coragem de comprar carro chines, por mais que seja fabricado aqui, sabemos que os chinas priorizam quantidade e não qualidade, infelizmente.

        • Brasil_MG

          O que a principio parece ser um bom negócio, depois vira um abacaxi nas mãos do proprietário.

    • Bruno Wendel Marcolino

      duvido que o cambio e motor sejam tão piores que os 1.0 na mesma faixa de preço.

  • Brasil_MG

    O Brasileiro compra tudo que vem da China…Inclusive produtos com marcas nacionais com etiqueta MADE IN CHINA, mas na hora de adquirir um carro, a coisa muda, e eu me incluo nessa. Por mais que o carro chinês seja competitivo em preço, ainda falta coragem para comprá-lo, pois futuramente podemos precisar de uma peça de reposição, e a mesma não estar disponível nas lojas, tendo que ficar com o carro parado na garagem. Isso sem falar na desvalorização que ainda é acima da média, e a baixa procura no mercado de seminovos.

    • 1945_DE

      Baixa procura. Nem a CSS da marca recompra um semi-novo da sua marca. Imagine as outras. Se você quiser dar um chines para trocar em um Honda, o dono do chines tem que pagar para a CSS honda se livrar do chines. Na minha garagem não entra e nunca vai entrar. Se Deus me permitir, ainda vou alcançar uma marca premium como BMW ou MB.

      • Brasil_MG

        Estou aguardando um HR-V com 1 ano de uso, pouco rodado e bem conservado..

        • Junoba

          Não vejo motivos para comprar o HRV. Alías, quase nenhum Crossover.

          • Brasil_MG

            Mas eu vejo..Acho que vc deve ver mais vantagens e motivos de compra no Tiggo…

            • Junoba

              A única vantagem do Tiggo que ele é mais barato que os concorrentes. Se eu escolheria ele, a resposta é não. Ele e nenhum outro Crossover.

        • Pietro

          Eu esperaria dois anos de uso, nas mesmas condições. O impacto maior da desvalorização se dá nos dois primeiros anos do carro. Depois, entre dois e cinco anos de uso, a desvalorização da maioria dos carros fica em uma média bem baixa.

      • Tosca16

        Semana passada a Chery postou uma foto de uma nova concessionária e tinha entre os usados um JAC e a mesma brincou nos comentários que nem a concorrência aguentou e veio ver de perto … O valor de revenda é mais baixo sim mas de certa forma as concessionárias estão recendo sim o usado chinês.

      • Marcello Caetano

        Penso que quando uma marca chinesa estiver consagrada nos EUA, será um bom carro. Se ainda não vendem lá, é porque não tem qualidade. E não creio que isso ocorrerá antes da democracia na China. Não há histórico.

        • Junoba

          Diz isso como se os carangos daqui fosses vendidos lá fora… A Fiat por exemplo, só comercializa o 500 nos EUA, o restante é pros emergentes !!!

          • Marcello Caetano

            O grupo do qual faz parte a Fiat está presente nos EUA com 8 marcas de veículos.

        • Adriano

          chinês consagrado nos EUA aqui seria premium, não adianta querer esperar uma marca de entrada para emergentes ser boa, nem as 4 maiores aqui conseguem isso. só fazem carroças de entrada

          • Marcello Caetano

            Aqui tem muitas marcas que vendem nos EUA e nem por isso são premium. Aqui não é lugar para carros baratinhos. O brasileiro paga mais quando o carro é bom e basta olhar o emplacamento para confirmar.

    • Arthur Lima

      Além do possível tempo de espera eu nem saberia onde levar o carro para uma revisão aqui na minha região. Teria que procurar na internet, mas provavelmente teria que me deslocar uns 100Km.

    • Junoba

      Diz isso como se houvesse peça de outras montadoras. Lembrando que ele é feito aqui no Brasil. Tenho um parente que ficou uns 15 dias esperando por uma lanterna traseira na Renault, eae como que fica ?

      • Brasil_MG

        Todas as peças do celer são brasileiras??? O fato dele ser feito no Brasil, não é garantia de peças de reposição de pronta entrega.

        • Junoba

          Cara, lembra de quando o HB20 chegou !? Se todo mundo tivesse pensado assim, ele nunca iria vender tanto. E porque precisa ser de tal forma com os chineses !? Fala sério !

          • Brasil_MG

            Cara..nada haver..o HB20 foi um projeto executado especialmente para o Brasil, de uma marca conhecida e consolidada no mercado automotivo brasileiro. O celer é comparável ao Jac j3, QQ, J2..Na minha opinião o HB20 é superior a esses carros chineses, pelo conjunto do carro..

            • Danilo Fróes

              “O melhor compacto do mundo…” ♪

  • Alexandre Furtado

    Aqui no Espírito Santo fechou junto com a Peugout,,,,,

  • duhehe

    Vi um video review desse carro.
    Ele tem muitos detalhes que precisam ser revistos.
    Ja que eles estao produzindo aqui, poderiam ter gasto mais algum tempo para ajustar o carro.
    Assim como a hyundai fez com o hb20 ..

  • Tosca16

    Bom, se mecanicamente não é moderno ao menos tem um bom conjunto mesmo levando em conta o peso do modelo, o Celer se não estiver enganado é um pouco menor, não muito que o GOLF, pra ver o quanto é grande no seu segmento. O que falta ao Celer é conectividade, se não fosse isso seria bem melhor que alguns Dacia Sandero da vida; é o modelo que uso como comparativo, a diferença ao meu ver entre os Romenos da Pseudo Renault e o ex-chinês Celer é o número de versões, bem menos no Chery e a falta de conectividade comparando-o a algumas versões dos Dacia Sandero e Logan também . De resto acho que os produtos se equivalem, então o fator marca contribui muito para a baixíssima venda do Chery Celer agora nacional.

  • Tosca16

    A Chery tem que elevar o patamar da marca aqui, já deveriam ter a linha mais atual presente no nosso mercado. Tiggo 5, Arrizo 7 e Arrizo 3 já poderiam ter dado as caras aqui, mesmo que fossem caríssimos pela atual cotação do dólar; daria um ar mais sofisticado a linha Chery e tentariam mostrar que semelhante aos coreanos os chineses também evoluíram tecnologicamente e em termos de design . A linha Chery aqui deveria ser apenas a linha Arrizo e Tiggo, com a restilização do Tiggo 3 e novo Tiggo 5, se é claro pudessem voltar no tempo. Hoje se queimariam muito se modelos como New QQ e Celer fossem sumir da gama.

    • Ramom Alencar

      esse QQ nem deveria existir, o problema de trazer novos modelos é ter de disponibilizar mão de obra na oficina e peças de reposição, demanda custos arriscados, mas se a marca realmente quiser crescer aqui esse é o caminho a ser trilhado, até para ganhar na loteria vc tem que investir, com um empreendimento dessa dimensão não é diferente…

      • Tosca16

        Não sou contra o QQ mas acredito que é mais fácil abocanhar categorias acima por que o consumidor dos populares é o mais receoso possível . Só depois de consolidada poderia tentar ir nesses segmentos, o New QQ segue a tendência dos compactos e tem agradado bem os clientes, é só ver isso nos fóruns … A questão é que poucos arriscam, muitos tem suas razões até mas há muito preconceito ainda com a marca. Espero que na nacionalização do New QQ o preconceito diminua, apesar que a cesta de peças paralelas pra o QQ 1.1, QQ 1.0 e New QQ 1.0 já é mais ou menos fácil de achar . Semelhante a Tiggo 2.0, que dificilmente vejo sem peças de reposição e paralelas; aqui mesmo em Sergipe que não é um grande centro já acho bancos personalizados, adesivos, amortecedores, disco de freio e muitas outras peças até fácil por ser um chinês importado .

  • Ramom Alencar

    35 mil? tem gol special “completinho” pelo mesmo preço, 1.0? sim, mas tem tradição, sabem qual o problema de baixar ainda mais o preço do chery? o simples fato de que o brasileiro acha que se é barato não presta…

    • Junoba

      Um Gol Special ´´completo“, sai por quase 38k. Só lembrando que esse versão do Gol, vem bem ´´capadão“ nos detalhes. O mais justo seria compara-ló ao Trendline, que sai por 42k com o sistema de som.

      • Ramom Alencar

        sim o preço online é o que vc citou mesmo, mas fui na css vw semana passada para ver o up tsi e o vendedor me passou esses preços, 35 mil o special, dizendo ele que de special só tinha o nome, pois hj estava vindo com os equipamentos do trendline com exceção aos faróis , eu conferi e pareceu ser verdade, na oportunidade ainda me apresentou um gol trendline 1.6 por 38mil, achei um bom negócio para quem procura um popular, cobrando menos que um ka 1.0, no mesmo dia passei na ford e o preço me passadp foi 38.990 no ka de entrada, o que mata na vw são as taxas de juros, é quase impossível achar uma “taxa 0”.

        • Junoba

          Mas nesse caso a CSS prefere sofrer um abatimento no lucro que vai receber, coisa que nem todo loja faz.

  • Gian

    Estão indo pelo caminho certo. Uma garantia maior que o normal é um bom primeiro passo para criar confiança.

    • Ramom Alencar

      a hyundai que o diga, e hoje colhe os frutos do bom trabalho…

      • Gian

        Pois é. Bem isso. Investiram pesado em design, confiança (garantia) e propaganda.

        Hoje é difícil imaginar que a Hyundai uns 12 anos atrás era uma montadora absurdamente figurante e sem prestígio algum no Brasil.

  • Lucas de Paula

    Eu dirijo um 2014, motor responde bem, o câmbio peca na re e o freio parece de honda titan a tambor rsssss. Tem poucos ruidos menos que o City 2015 que tenho . Fui ver o 2015 totalmente diferente o interior se interecei mais faltou um vendedor mais compromissado sugeri fazer um teste drive mas nao me deu atenção fiz igual ele nao voltei lá. Mas é visualmente lindo tenho ate interesse agora falta a concessionária de itu melhorar os animos pra passar mais confiança para os compradores.

    • Ramom Alencar

      como ficu a avaliação do seu chery usado na troca? chegou a fazer?

  • Fanjos

    Hummm deixa eu pensar…. Ahh…. Nhão

  • afonso200

    hoje vi um JAC T6 prata chumbo, carro lindo, mas volto a dizer falta cambio automatico, e uma melhor introdução no mercado. eu nao saiuo do hyundai V6 to feliz

  • Tosca16

    http://www.cheryinternational.com/news-events-inner-45SEGS_Final.htm
    A nova linha da Chery pode ser confundida com outras marcas mais conhecidas e de mercados mais tradicionais, no Chile fizeram esse comparativo com a Tiggo 5 recém chegada naquele mercado, muitos testaram e poucos acertaram que era um Chery, isso mostra a evolução dos mesmos em pouco tempo de vida; a Chery é de 1997, ainda é uma criança no mercado .

  • Pedro Henrique

    e o precinho ó, lá em baixo, enquanto isso a GM querendo pelar o onix LS (que já é pelado igual pé de boi), pra poder oferecer a nós otários por um preço “camarada”

  • Bikudin

    é isso ae, o jeito é arrecadar grana através das revisões fazendo os clientes ficar preso com a concessionária por cinco anos.

  • carnero

    Fico muito triste em ver os comentários alheios
    Talvez seja melhor mesmo pagarmos os 40-50 mil nos carros populares e baixarmos um pouco a bola… quem é novo e tenta entrar para melhorar a concorrência não tem chance mesmo…. pena

    Pena ver que esse raciocínio também se aplica a outras áreas fora automotiva, como política por exemplo…

    Viva o conservadorismo!!!

    • Fernando S.

      Não coloco como “conservadorismo”, coloco como “Garantia”. Não adianta comprar um carro pra nunca mais conseguir passar pra frente (não estou dizendo que vc deva comprar carro pensando em revender, não é isso, mas é que na maioria das vezes vc acaba vendendo seu carro atual para comprar um novo veículo, seja por desgaste, por manutenção, por consumo, por seguro etc). Esses carros, infelizmente, ainda não são aceitos na revenda e quando são, pagam MUITO, mas MUITO MENOS da tabela. Tanto que eu mesmo disse aqui, é mais fácil vc vender um Palio Fire sem nenhum opcional (pé de boi mesmo) do que um Chery QQ “completo”

  • Bruno Brasil

    kkkk aposto que as revisões nesses 5 anos pagam um carro novo, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Bruno Wendel Marcolino

    uma das melhores opções do mercado para quem quiser ficar uns 3 anos com ele.

    A versão nacional não desvaloriza tanto como a anterior, olhando pela tabela fipe, assim como o J3 a partir de 2014 passou as desvalorizar bem menos com motor flex e acabamento superior.

    Pena isso não ser noticiado por nenhum site ou revista especializada. Outra coisa que me incomoda nas matérias sobre um lançamento chines é os comparativos feitos pela imprensa especializada, pois só os compara as outras marcas chinesas, isso faz parecer que é um produto diferente. Ora, então criem uma categoria na anfavea para carros chineses compactos, médios, crossovers, etc. Acho justo comparar com os modelos de todas as marcas. Enquanto tiver essa divisão, principalmente pela imprensa que é fonte para muitos compradores, os chineses não venderão bem mesmo.

    Tipo assim:

    – que carro você ta querendo zé?
    – poís é Astrogildo, quero um Celer da Chery.
    – já pesquisou sobre ele zé?
    – não, vamos ver no google algum comparativo Astrogildo.

    Resultado da busca:

    Celer x J3 – qual o melhor chines
    J3 x Celer x 530

    – Xiii Zé, será que não é melhor pegar um Gol?
    – Pois é Astrogildo….

    kkkkkkk só pra explicar o sentido do meu argumento.
    Abs

  • Leandro Santos

    Tenho um Celer nacional , e infelizmente não me sinto enganado , a marca conta ?acredito que conta sim, mas quem sou eu para julgar se nunca dei nenhuma oportunidade , por isso que fui no celer espero verdadeiramente que nao me arrependa , porque marcas conceituadas nos tratam com um povo burro e ignorante , dizendo que qualquer lixo nos aceitamos então porq nao daria essa oportunidade a chery, vale lembre que fui no reclame aqui ante de comprar e a unica marca que nao me deixou assustado foi a toyota o resto tudo tudo a mesma coisa , cada problema que me fez pensar , realmente carro e sorte .

    • Marcos Souza

      acho que o “infelizmente” era pra ser “felizmente”, pelo teor do seu comentário…
      faz um relato do seu carro: consumo, potencia e etc…to curioso para conhecer…abraços

  • Pablo

    Eu tenho um Sandero 1.0 2013 com 110.000km comprado 0km. Acabei de comprar um Celer Sedan ACT 0km. Mais barato que um Sandero 1.0 com ar e direção pelado. O câmbio faz barulho igual ao Mille de 1991 se passada as marchas com mais decisão. O carro tem fim de curso no amortecedor, embora ele seja mais alto do que o importado. Tem um conforto de sedan médio na estrada. Motor não empolga mas não decepciona. Eu particularmente não foco muito na revenda, vai muito da minha situação financeira na época da troca. Se eu perder 3.000 a mais em relação se tivesse comprado outro penso que seria X tempo de trabalho, duro é pagar 40.000 num 1.0 simples e compacto. O que mais sinto falta é que o som não tem bluetooth, não tem computador de bordo nem volante com controle.