Chery Mercado Montadoras/Fábricas

Chery é afetada por falta de peças chinesas e parte do quadro entra em licença

fabrica-chery-brasil-1

Por conta no atraso de peças e componentes importados da China, a Chery reduziu o ritmo de produção em Jacareí/SP, colocando 140 funcionários em licença remunerada. Com isso, a produção dos modelos Celer e QQ foi prejudicada.

Atualmente a montadora chinesa produz tem torno de 60 carros por semana, empregando cerca de 400 funcionários. O retorno dos funcionários está marcado para 01 de junho. Até abril, a Chery vendeu 431 unidades do Celer, por exemplo.

[Fonte: Automotive Business]





  • Cezar

    Crise mundial
    A crise no Brasil é política (agravada pela incompetência da Ex)
    Os fazendeiros do MT que o digam, as enormes compras chinesas acabaram e a produção não tem escoamento no mercado nacional

    • rafa93

      A dificuldade no escoamento para o mercado nacional tem forte influência da ausência de infraestrutura logística decente, lembro-me que para trazer milho do mt para sc considerando o que o custo do milho estava menor do que a metade do preço em sc, ao adicionar o custo do transporte o preço final ficou proibitivo a ponto de inviabilizar a compra, tanto é que pouco tempo atrás houve até sacrifício de animais por desabastecimento.
      Não podemos considerar que é puramente política nossa crise, estávamos patinando antes mesmo da crise política instaurar-se, chegamos a um ponto em que os gargalos de nosso país estão prejudicando o desempenho da economia.

      • Tosoobservando

        E o governo anterior investia em porto em Cuba…

    • afonso200

      1800reais de frete em um caminhao de soja, enquanto que um vagão de trem carrega quase 4 caminhoes ao custo de 100reais(cada vagão)…….me diz que conta é essa

      • Alessandro Dimon

        Há um erro aí. O custo de transporte ferroviário fica em média 70% do rodoviário.
        O hidroviário em torno de 30% do rodoviário.

    • th!nk.t4nk

      Crise mundial o caramba. Viajo bastante pelo mundo e a crise hoje se resume a Brasil, Espanha e meia dúzia de outros países bem específicos. A China continua forte, tá muito longe de estar em crise! EUA e quase toda a Europa também estão indo de vento em popa! Corre desse papo de “crise mundial” pra justificar a ineficiência brasileira!

      • Cezar

        EUA está numa crise terrível

        • rafa93

          crise terrível do que? especulação do S&P500? só se há uma conspiração que não é captada pelas variáveis macroeconômicas, não estamos em uma situação de otimismo mundial mas os EUA estão apresentando crescimento moderado, com previsões de crescimento do pib de 2,6% e crescimento em 2017, além de sinalizarem uma redução da taxa de desemprego para 4,7.

        • Deadlock

          Coitado deles, nós estávamos no paraíso com o governo anterior e não sabíamos…

      • Milton Fabiano Camargo

        Mesmo na Espanha já estão saindo da crise. E crise lá entenda-se alto desemprego, pois em termos de infraestrutura é um dos melhores países da Europa com ampla rede ferroviária de alta tecnologia, malha aérea fantástica, aeroportos moderníssimos, transporte marítimo, estradas impecáveis, boa rede de saúde, baixo índice de criminalidade, uma das melhores redes de ensino e universidades do mundo….

  • Louis

    Qual motivo do atraso das peças ???

    • Deadlock

      A cadeia de produção de peças, principalmente para populares, também está em crise e a negociação de preços com as montadoras está difícil e quase no limite da sobrevivência. A parada de produção acaba de acontecer também com a Fiat.

      • th!nk.t4nk

        Uma coisa arrasta a outra. A raiz de tudo é a dificuldade em vender carro hoje no Brasil. Esse é o real motivo.

        • Deadlock

          O problema é a falta de demanda, claro. Mas, o que levou a isso? Esquerdismo, que só tem um caminho: pobreza, em 100% dos casos.

    • JAC

      “Até abril, a Chery vendeu 431 unidades do Celer, por exemplo.”

      • JAC

        Pátio.

  • Zé Mundico

    Falando sério, não vejo como uma montadora que produz 60 carros por semana possa ir para a frente.
    Acho que vai faltar grana até para pagar a conta de energia.

    • Pensei no mesmo Zé, as vezes eu leio no forum da peugeot , como a peugeot pode investir no BR vendendo uns 1600 carros por mês. Ai eu leio agora 60 carros por semana e fico pasmo. Não é possivel que haja lucro e valha o investimento com esses numeros.

      • Daniel

        1600 carros mes não é tão ruim… se considerar uma média de 50mil por unidade (na verdade a média é maior, já que 50mil vc mal compra os compactos em versões intermediarias) temos um faturamento de 80milhoes/mes… dá pra pagar as contas tranquilamente

        No caso da Chery já acho bem complicado… Se até abril vendeu 431, são cerca de 100 carros/mes… como são carros de valor menor (vamos considerar media de 30mil) o faturamento é coisa de 3milhoes/mes… dai sim eu me preocuparia em ter ou não dinheiro pra pagar a conta de luz no final do mês…

    • FerSaccon

      É menos de um carro montado por funcionário empregado, por mês! Se fosse uma produção paralela, em vez de serial, o carro poderia ser assinado pelo funcionário que o montou, kkkk.

      • Ainnem Agon

        Ri alto aqui.

      • afonso200

        tipo motor AMG , kkkkk vai a assinatura do engenheiro que montou, kkkkk

    • Angelo Mattos

      Simples, a Chery é uma estatal chinesa. E outra: não vende somente para o Brasil. Exporta para toda a América Latina. A sede na China sabe da nossa crise e está bancando a filial no Brasil. Este mês estão migrando seu estoque de Salto – SP para Jundiaí, de forma a facilitar a questão logística. Mesmo com tantos problemas, ainda estão insistindo no nosso mercado, pois sabe o quanto ainda pode ser lucrativo.

      • Zé Mundico

        Tudo bem que é uma estatal, mas ser estatal não significa poder torrar dinheiro, nem aqui nem na China…..rsrsrsrs. Dinheiro tem preço e também acaba.

        • Tosca16

          O inovar obrigou a montar a fábrica, além disso a mesma pensa a longo prazo no nosso mercado e nos mercados vizinhos .

          • Angelo Mattos

            Por aí… é mais uma visão estratégica. Que não tenha lucro inicial. É a visão de “às vezes é necessário dar um pulinho pra trás para dar um grande salto pra frente.”.

      • Tosoobservando

        Chery, estatal? Nao é, alias o grupo é um dos poucos que nasceu e ainda se mantem privado.

        • Tosca16

          Bom, pelo que sei ela é estatal… o que não quer dizer nada, aliás, ser estatal não a difere em nada, ela age como empresa privada e tem sua autonomia própria, tanto é que quando o governo quis fundir a JAC com a Chery os diretores de ambas foram contrários na época e não aceitaram a fusão.

        • JAC

          “Chery Automobile é uma indústria automobilística estatal da China. A empresa foi fundada em 1997 para estimular a economia da região de Wuhu, tendo sido inicialmente uma montadora de brinquedos e jogos infantis.”

          • Tosca16

            A confusão é que nos sites da Chery Internacional a mesma diz ser a “maior indústria automobilística independente da China” por que a mesma não tem parcerias como algumas lá, apesar da Chery montar os do grupo Jaguar-Land Rover .

          • Tosoobservando

            Ah sim confundin entao com a Lifan.

        • Chery é estatal, pertencente ao Governo de Wuhu, fundada em 1997.
          JAC também é estatal, do Governo de Anhui, BAIC do Governo de Beijing, FAW do Governo de Jilin, SAIC do Governo de Shangai, Dongfeng do Governo de Wuhan, Jiangnan do Governo de Hunan, Changan do Governo de Chongqing, JMC do Governo de Jiangxi, Jonway e Youngman do Governo de Zhejiang, Yema do Governo de Sichuan, Shuanghuan do Governo de Hebei, assim como a GAC, Foday e a BYD, que pertencem ao Governo de Guangdong.

          Geely foi a primeira montadora independente da China, seguida pela Lifan, Brilliance e Great Wall (esta, a maior montadora privada da China), tendo também a Heibao e a Zotye.

          Vale lembrar que existem muitas outras marcas ou montadoras de menor expressão, e que em média, cada grupo montador citado acima, tem no mínimo duas á quatro marcas.

      • Ainda não começaram a exportar.

    • Ricardo

      Em 2012/13 a GM em SCS operando em 3 turnos, “cuspia” 56 carros por hora da linha de montagem!!! 60 por semana em uma fábrica nova como essa da Chery não é nada!!!!

    • Deadlock

      Antigamente se falava que uma fábrica, para ser viável no BR, deveria produzir pelo menos 100 mil unidades por ano. Acho que os chineses deram um tiro no pé investindo na bananalândia.

      • Daniel

        Calma ai! 100mil unidades/ano é coisa pra caramba! São poucos os fabricantes que atingem esse numero. Acho que o papo era 10mil unidades/ano

  • Adriano Tochio

    Mais essa Chery ta numa zica em, né não ??

  • zekinha71

    Agora só vão produzir uns 3 carros por dia, pelo menos o estoque vai baixar um pouquinho.
    Afinal até hj não vi se quer qualquer anúncio do QQ nacional. Parece que querem esconder o carro.

    • Adam Martins

      Talvez aqui no Brasil, mas nos outros países da américa do sul a propaganda rola solta. Existe até um programa de divulgação nas ruas chamada “Vive la Experiencia Chery”… Da uma olhada no youtube, é bem legal!!! E caso não saiba, os montados aqui não são feitos exclusivamente para o Brasil. São Exportados para os países vizinhos.

      • JAC

        Creio que ainda não,no Chile é importação direta,é nos demais; SÃO PAULO – A montadora chinesa Chery pretende iniciar, em 2016, exportações do modelo Celer, produzido em Jacareí (SP). O primeiro cliente será a Argentina, onde está em processo de homologação. A empresa também negocia com Colômbia, Peru e Uruguai.

      • Jackson

        Assisti tua dica “Vive la Experiencia Chery”…youtube, e maioria achou que se tratava de coreano ou japonês.

      • Tosca16

        O marketing do Chile é muito bem feito, o único contra do importador oficial de lá ao meu ver foi a sacanagem de ter trazido o E3 e vendê-lo como se fosse o Arrizo 3 naquele mercado, ao invés de ter trazido de fato o Arrizo 3 para completar a gama com o Arrizo 5 e Arrizo 7.

  • carroair33

    O CHERY pegue seu banquinho e sai de mansinho e va pra…….pqp….com essa conversa fiada….

  • Murilo Soares de O. Filho

    Vai mal a Chery, os executivos devem estar pensando onde foram amarrar o burro deles.

  • Drone gibim

    Impressionante como a Chery vende pouco carro no Brasil.

    Acredito que os chineses devem estar muito arrependidos de montar fábrica aqui.

    • Tosca16

      Tem um pouco de frustração sim mas no geral a Chery é bastante otimista, logo começará a exportar daqui do Brasil para os países vizinhos, isso já dará bastante alívio a produção local.

  • Tosca16

    Sinceramente eu acho que não houve atraso e sim que a Chery deu tempo para ajustar ainda mais a produção a demanda, pelos vídeos que vi no G1 tem muito Celer e New QQ nacional nos pátios, o que supriria bem a pouquíssima demanda das revendas, sinceramente eles apenas preferiram ao meu ver reduzir a já pequena produção local .

  • Tosca16

    Se não montasse a fábrica aqui reclamariam porque é importado, se monta detonam porque fabrica e vende pouco; será que ninguém nota que a mesma pensa a longo prazo ?

  • Douwe

    Depois que alguém fala que a Chery está na iminência de sair do país vem defensor rebater.

  • CanalhaRS

    Bicho, 60 carros por semana é o mesmo que nada. Não paga nem o salário do pessoal da limpeza…

  • Edinaldo_Tapica

    A Chery não se preocupou com concessionárias e pós-venda. No modelo tradicional no qual o concessionário é um empresário, ninguém é doido de apostar tudo numa chinesa, e quem fez, desistiu ou perdeu dinheiro. Aqui na Paraiba não tem mais Chery, e se abrir, a imagem já tá queimada pelo súbito desaparecimento. Os únicos possíveis defensores, raízes de um marketing do boca a boca, não podem defender algo sem apoio. A Chery deveria ter assumido a venda final também pelo menos em todas as capitais para consolidar a marca… Iniciou tudo errado!

  • Ricardo Santos

    A Chery tá num círculo vicioso… Não gera confiança no consumidor porque não vende, e não vende porque não gera confiança. Sinceramente, o Celer produzido no Brasil não deve nada como produto aos carros de preço semelhante da concorrência. Aliás, o preço do Celer tem cada vez menos concorrentes.

  • Milton Fabiano Camargo

    O problema é investir pela metade. Eles têm fábrica, mas não têm concessionárias. Ninguém vê o produto, sabe que existe. Outra coisa é o preço (praticamente o mesmo preço alto dos fabricantes tradicionais).

    • Sobre preço, discordo.
      A Chery tem o Celer 1.5 por menos de R$ 40.000 mesmo em sua versão mais completa e sedan. Bem longe da média dos demais.
      O Tiggo é o 2.0 automático mais barato do Brasil, por R$ 52.990, além de ser o SUV mais barato da atualidade.
      O QQ sim é que tem preço pouca coisa abaixo da categoria que concorre.

      Em geral, quanto a preços de compra não há o que falar. Precisam é baixar o custo de revisão e manutenção, expandir pontos de venda e aprimorar a experiência desde a venda até o pós-venda. A Chery, podemos dizer que o Face e o Cielo queimaram ela, e está difícil recuperar a confiança, mas ela também marca bobeira, demorando a corrigir detalhes bobos.

  • The Monster Man

    Falta de peças ou baixas vendas?



Send this to friend