Home Marcas Chevrolet Chevrolet Cruze Sport6: versão hatch vende bem e faz do modelo o...

A Chevrolet foi, durante muito tempo, uma das “queridinhas” da classe média-alta brasileira. Sempre teve em suas linhas modelos luxuosos, cheios de tecnologia e que atraíam legiões de fãs para as suas lojas, tais como o Opala, Vectra – primeira e segunda geração – e Omega. O problema é que já fazia algum tempo que a fabricante não se dava bem com esse público.

A terceira geração do Vectra – com direito à variante hatch – nunca chegou a agradar tanto. A “revolução”veio no fim de 2011, com o Cruze sedã, modelo global da marca. Em abril deste ano chegou o complemento da linha, o Cruze hatch, chamado de Sport6. E com a tal proposta de resgatar o requinte dos modelos da marca, ele emplacou. Não só encostou nos líderes do segmento como foi o responsável por transformar a linha Cruze na mais vendida entre os médios do país.

Nos três meses completos de vendas, o Cruze hatch acumulou média de 1.600 unidades, enquanto o sedã consegue cerca de 3.200 compradores, segundo dados da Fenabrave. O total de 4.800 emplacamentos mensais foi o suficiente para tirar o Toyota Corolla – só disponível como sedã – e suas 4.500 unidades da liderança. O Honda Civic vem logo atrás, com 3.800 exemplares por mês.

De quebra, ainda deu para encostar na dupla que lidera entre os hatches médios faz tempo. Este ano, o Ford Focus tem batido nos 1.900 emplacamentos mensais, enquanto o Hyundai i30 fica nos 1.650. De qualquer forma, o hatch superou com folgas a expectativa inicial da Chevrolet, que previa algo em torno de mil, 1.100 vendas por mês.

Isso apesar do preço alto do modelo da Chevrolet. A versão testada, a LTZ manual, custa R$ 72 mil. Igualmente equipados, Ford Focus e Fiat Bravo ficam em R$ 64 mil. Em sua versão completa, o Peugeot 308 só pode ser equipado com transmissão automática e mesmo assim é R$ 6 mil mais barato que o Cruze. Já preparando a chegada da nova geração, a Hyundai faz promoções com o i30, que é vendido por cerca de R$ 55 mil.

A fabricante tenta explicar a etiqueta de preços com a alta dose de tecnologia embarcada. Começando pelos equipamentos, o Sport6 LTZ é completo – como é de se esperar em um veículo “top”. Dentre eles, keyless, seis airbags, sensores de chuva e de luminosidade, controle de tração e estabilidade, ABS com EBD, rodas de alumínio de 17 polegadas, ar-condicionado manual, direção elétrica e rádio/CD/MP3/USB/Bluetooth com GPS e tela de 7 polegadas.

A parte mecânica também é recheada de itens modernos. O motor é o 1.8 da família Ecotec, importado da Hungria e com comando variável na admissão e no escape. Com etanol, ele rende 144 cv a 6.300 rpm e 18,9 kgfm a 3.800 giros. Tanto a transmissão manual quanto a automática têm seis velocidades – daí o nome Sport6.

O trem de força e a lista de equipamentos são os mesmos. Por isso, a Chevrolet tenta diferenciar o hatch do sedã através de uma proposta mais esportiva. Além do nome, que tenta incitar um comportamento mais agressivo, o design do dois volumes é definitivamente mais ousado.

Os elementos tradicionais ainda estão lá, como a identidade visual na grade dianteira e os faróis afilados, mas existem surpresas como o para-choque com entrada de ar alargada e no estilo colmeia. Evidentemente, a maior diferença entre os dois está na traseira.

O vidro anguloso, o vinco na sua base e o aerofólio compõem um belo conjunto e conseguem dar um aspecto realmente mais esportivo ao hatch. Algo que pode ajudar a atrair um público mais jovem para a linha de médios da Chevrolet.

Ponto a ponto

Desempenho – O Cruze Sport6 até é rápido, mas anda junto com os companheiros de segmento. A aceleração de zero a 100 km/h é feita em 10,7 segundos, perto do Ford Focus 2.0, por exemplo, que é 0,2 s mais veloz. Para conseguir tirar o máximo do motor de 144 cv e 18,9 kgfm é preciso alcançar rotações maiores. Mas, graças à soluções modernas, como o coletor de admissão com geometria variável, o desempenho em giros médios é até satisfatório para um veículo do seu porte. O câmbio manual de seis relações incita uma tocada mais arrojada. Ele é bem escalonado e proporciona engates precisos e macios. A embreagem tem o peso certo. Nota 8.

Estabilidade – Mesmo sem suspensão traseira multilink – presente no Focus –, o Cruze Sport6 tem um comportamento dinâmico elogiável. O peso menor deixa o hatch mais esperto nas curvas do que o sedã. O câmbio manual “certinho” ajuda a passar a sensação de carro na mão. Apesar de ser elétrica, a direção tem peso correto e ajuda na tocada mais ousada. O conjunto todo responde bem aos comandos do motorista no volante e passa segurança aos ocupantes. Nas retas, também não há qualquer sinal de instabilidade. Nota 9.

Interatividade – O sistema de entretenimento do Cruze é vistoso mas, de longe, um dos mais confusos. Há uma imensa profusão de botões no painel, o que deixa tudo muito poluído. Ao menos, o sistema de entretenimento é completo. O câmbio manual é preciso, com engates suaves. A visibilidade dianteira é correta. Já a traseira é prejudicada pelo vidro muito inclinado. O painel de instrumentos tem visualização limpa e os comandos vitais do carro são intuitivos. Nota 7.

Consumo – O InMetro não fez medições nos veículos da Chevrolet. O computador de bordo apontou uma média de 7,3 km/l de gasolina obtidos em circuito misto, sendo 1/3 rodoviário e 2/3 urbano. Nota 6.

Conforto – Neste aspecto, o Cruze é correto. O trabalho da suspensão é feito com competência e as imperfeições são bem absorvidas. O espaço interno é apenas justo. É suficiente para quatro adultos sem apertos, porém nada muito além disso. O isolamento acústico em relação ao motor só funciona bem em rotações baixas e médias. Basta passar dos 3 mil, 3,5 mil giros que o barulho invade a cabine. Nota 7.

Tecnologia – Não há espaço para economias entre os médios topo de linha. Por isso, o Cruze Sport6 LTZ traz lista de equipamentos completa, com direito a controle de estabilidade e tração, seis airbags e sistema de entretenimento com GPS. A concepção do carro é recente e ainda moderna. O motor tem coletor de admissão de geometria variável que melhora a força em rotações baixas. Nota 8.

Habitalidade – Assim como acontece no sedã, a quantidade de porta-objetos do hatch é bem limitada. Os únicos disponíveis ficam no console central e nem são tão grandes assim. O porta-malas é espaçoso e leva 402 litros. É menor que o do sedã, mas existe a possibilidade de rebaixar os bancos traseiros para criar uma área de bagagem ainda maior. Nota 7.

Acabamento – O interior do Cruze agrada mais aos olhos do que ao tato. Tudo tem um design interessante, simétrico e moderno, mas os materiais deveriam ser mais sofisticados em um veículo desta categoria. As espumas que revestem as partes macias ao toque são muito finas e não passam a sensação de requinte. Os bancos, ao menos, têm couro de boa qualidade com bonitas costuras e os encaixes das peças são precisos. Nota 7.

Design – De uma maneira geral, o Cruze hatch é uma variante mais esportiva do sedã. Traz componentes já presentes no três volumes, como a dianteira com a grade bipartida e os faróis afilados. O grande diferencial é visto de lado. O vidro traseiro é bastante inclinado, o que confere um visual agressivo ao hatch. É um design que agrada. Algo crucial em um segmento recheado de carros bonitos. Nota 8.

Custo/benefício – Pelo preço que a Chevrolet cobra, o Cruze Sport6 LTZ quase não tem rivais. Com câmbio manual, como a unidade testada, o carro custa altos R$ 72.094. As versões mais caras dos rivais não chegam nem perto dos R$ 70 mil. O líder de vendas, o Ford Focus, chega a R$ 64 mil na configuração topo de linha com transmissão manual de seis marchas. O Peugeot 308, outro recém-lançado no mercado, não tem opção manual na versão mais equipada, a Feline 2.0 – e mesmo com o automático o valor fica em R$ 66 mil. Em fim de vida, o Hyundai i30 está ainda mais barato, na faixa dos R$ 55 mil. Por mais que o Cruze seja um hatch bem acertado e com qualidades, tem preço significativamente superior a todos os concorrentes. Nota 5.

Total – O Chevrolet Cruze Sport6 LTZ somou 72 pontos em 100 possíveis.

Impressões ao dirigir – Batismo de fogo

É prática comum das fabricantes de automóvel tentar dar ao hatches médios um apelo mais esportivo em relação ao sedã correspondente, mesmo sem alterações mecânicas. Até porque o comportamento dinâmico segue essa linha na maioria das vezes. No caso da Chevrolet com o Cruze não foi diferente.

O dois volumes recebeu no Brasil o nome de Sport6 para tentar dar uma forcinha nas vendas junto ao público que gosta de esportivos. E, em linhas gerais, o hatch feito em São Caetano realmente é um modelo divertido de dirigir. O motor é competente. Soluções modernas como o duplo comando varíavel de válvulas ajuda a trazer a faixa máxima de torque para rotações inferiores.

O que deixa o carro mais amigável em grande parte das situações urbanas. Para tirar a esportividade que o nome possa sugerir, no entanto, é preciso pisar fundo. Acima de 3.500 giros, quando a força está disponível em sua totalidade, o desempenho fica mais interessante. Tudo com a ajuda da precisa transmissão manual e sua alavanca de curso curto.

Como quase todos os hatches, o Sport6 é melhor de curva que o Cruze sedã, mas nada tão marcante assim. A distribuição de peso é ligeiramente mais adequada para uma tocada mais agressiva, por exemplo. E o carro agrada bastante neste aspecto. A suspensão é calibrada corretamente e segura o veículos nos trechos sinuosos. O chassi torce pouco e o Cruze é praticamente neutro nas mudanças de direção.

No resto, o Cruze é praticamente igual ao sedã. O que traz qualidades e defeitos bem distintos. O espaço interno é bom, inclusive atrás. Dá para levar quatro adultos com bastante conforto. Ponto também para a suspensão, que consegue fazer o meio termo entre rigidez e absorção de impactos.

Os bancos são confortáveis e têm apoios laterais – mas faltam ajustes elétricos, principalmente para o motorista. Dirigir o hatch por muito tempo é uma tarefa que não cansa. O porta-malas é menor do que no três volumes, mas os bancos traseiros podem ser rebatidos, aumentando a área de bagagem.

A escolha de materiais é algo que deixa a desejar em um carro deste preço. O interior é todo muito bonito e bem desenhado, com encaixes precisos e qualidade de montagem. Dá até a sensação de acabamento acima da média. Mas a profusão de plásticos rígidos espalhados pelo interior, contudo, atrapalha a boa impressão geral. Mesmo as partes macias ao toque têm espumas muito finas, que não passam o requinte que deveria exibir um médio. Ainda mais quando se olha a etiqueta de preço do Cruze Sport6.

Ficha técnica – Chevrolet Cruze Sport6 LTZ

Motor: Etanol e gasolina, dianteiro, transversal, 1.796 cm³, com quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro, comando variável nas válvulas de admissão e escape e duto de admissão de dupla geometria. Acelerador eletrônico e injeção eletrônica multiponto sequencial.

Transmissão: Câmbio manual de seis marchas à frente e uma a ré. Tração dianteira. Possui controle eletrônico de tração.

Potência máxima: 144 cv e 140 cv a 6.300 rpm com etanol e gasolina.

Aceleração 0-100 km/h: 10,7 segundos.

Velocidade máxima: 204 km/h.

Torque máximo: 18,9 kgfm e 17,8 kgfm a 3.800 rpm com etanol e gasolina.

Diâmetro e curso: 80,5 mm X 88,2 mm. Taxa de compressão: 10,0:1.

Suspensão: Dianteira independente do tipo McPherson, com molas helicoidais, amortecedores telescópicos pressurizados e barra estabilizadora. Traseira semi-independente com eixo de torção, molas progressivas e amortecedores telescópicos pressurizados. Possui controle eletrônico de estabilidade.

Pneus: 225/50 R17.

Freios: Discos ventilados na frente e sólidos atrás. Oferece ABS com EBD.

Carroceria: Hatch em monobloco com quatro portas e cinco lugares. Com 4,51 metros de comprimento, 1,79 m de largura, 1,47 m de altura e 2,68 m de entre-eixos. Oferece airbags frontais, laterais e de cortina.

Peso: 1.410.

Capacidade do porta-malas: 402 e 872 litros com o banco traseiro rebatido.

Tanque de combustível: 60 litros.

Produção: São Caetano do Sul, São Paulo.

Lançamento: 2011.

Lançamento no Brasil: 2012.

Itens de série: Keyless, seis airbags, sensor chuva e luminosidade, faróis de neblina, controle de tração e estabilidade, ABS com EBD, rodas de alumínio de 17 polegadas, ar-condicionado manual – não há dual zone –, computador de bordo, cruise control, direção elétrica, trio elétrico, sensor de estacionamento traseiro, volante multifuncional com regulagem de altura e profundidade, bancos de couro com regulagem manual e rádio/CD/MP3/USB/Bluetooth com GPS e tela de 7 polegadas.

Preço: R$ 72.094.

Por Auto Press



  • diegofc88

    Ele é um hatch muito bonito apesar do design muito simples em relação aos concorrentes.

    • jttrainer

      eu iria de bravo tjet rs

      • http://www.camaquente.com.br/ Jeff_Brown

        Se desconsiderar o mercado, digo revenda, facilidade e depreciação… acho que o Bravo e o 308 Top melhores opções também.
        Bravo tende a ficar como Linea, na hora de trocar o carro até concessionária vira a cara, pior ainda nas agências.
        Mas o Cruze é bem caro para o que oferece.
        Achei curioso nesse teste elogiarem o desempenho com nota 8. Levando em conta que tenta passar uma proposta esportiva, 10,7 no 0-100 é muito pouco.
        Falam de um motor moderno, pode ser moderno, mas eficiência passa longe. Absurdo receber a alcunha de Ecotec, fazendo 7km/l na cidade com trechos de estrada usando GASOLINA.
        Pior que isso, o tal moderno motor, funciona bem de 3 mil rpm pra cima, justamente a faixa proteção acústica se mostra ineficiente.
        Acho um carrão, mas por 72 mil reais acho que está devendo bastante.

        • Stark

          Tambem tento descobrir onde está o ECo desse motor.
          O 1.8 16V deveria ser na LT e a LTZ um 2.0 16V e que nao seja tao aspero como esse ecotec. Pelo menos um de maior cilindrada melhora a falta de torque desse motor abaixo das 2500 rpm.

          • http://www.youtube.com/watch?v=ifp3L0xYmF4 lucrobrasil_desisto

            O LTZ tinha que ser o 1.4 turbo, mas o povão rejeitou. Agora esse texto tinha que ser da autopress mesmo. Tem que somar o hatch com sedan pra puxar o saco da GM, e falar que ganha do Corolla e Civic. kkkkkkk. Faz assim então, pega o Focus Hatch e Sedan, e fale que ano passado ganhou do i30. Ou então some o Corsa hatch com sedan e fale que o Corsa vende mais que o Sandero.

            • RSquall

              Sem querer me meter e defender a autopress (q tbm tenho criticas kkkkk), mas esse somatório pelos segmentos B,C,D etc é até comum nos balanços gerais. Na verdade interessa mais para as empresas.
              O Fernando Calmon normalmente faz essa divisão a cada final de semestre, ele diz o seguinte:
              "O critério da coluna — também muito usado no exterior — é somar hatches e sedãs de mesma arquitetura, mesmo que tenham nomes diferentes. Também somam-se gerações anteriores que convivem com as atuais, casos de Mille/Uno, Gol G4/G5 e Tucson/ix35, entre outros."

              Olha os dois últimos publicados, é bem interessante e realmente acontece as duas situações que vc descreveu hehehe, o Focus em 2011 e no começo de 2012 passou o i30 e o mesmo acontece com o Corsa:
              http://carros.uol.com.br/noticias/2012/01/24/os-v
              http://carros.uol.com.br/noticias/redacao/2012/07

              É que a gente tbm tem mania de fazer torcida (eu não estou me excluindo disso rs), daí enquanto isso a montadora deve ficar rindo da gente vendo sua porcentagem aumentar no mercado =/ … daí qdo penso nisso fico nervoso, mando tudo praquele lugar e volto a trabalhar pra garantir meu salário hahaha

              PS: Concordo que tinha q ser o 1.4 Turbo, mas o povão tbm ia rejeitar por não ser Frex rs… Acho que o EcoBoost só vem no Fusion por conta disso tbm, mas ainda torço pra que tenha a opção do 1.6 no Focus tbm!

              Abs! =)

            • O_Corsario

              Também discordo. Então vamos somar vendas de Gol, Voyage e Saveiro, e assim por diante.
              Acho que cada carro atinge um público, e portanto não faz muito sentido somar carrocerias diferentes. Por exemplo, eu teria um hatch médio, mas não teria um sedã médio.

            • experientdriver

              também acho que as vendas não deveriam ser agrupadas só porque um modelo com diferentes versões de carroceria tem o mesmo nome

              se fosse assim as vendas do palio e da fiat seriam iguais, pois na fiat quase todos os carros são derivados do pailo

          • simoloko

            Tantas palavras que me fazem rir.

            Economia eu sinto no bolso: 400km por semana com menos de 1 tanque de Etanol, ou 80 reais na carteira. Com o new Civic, no mesmo trajeto de estrada, eu gastava mais de 100 reais.

            • Edson Roberto

              Então ambos bebem pra valer. Pois vc está dizendo um consumo de 5km/l na cidade. Meu cunhado quando tinha o Civic fazia médias de 7 a 8km/l. Com etanol.

        • ElsonMoura

          Também acho estranho o desempenho com nota 8 e o consumo com nota 7. No desempenho dá até pra fazer vista grossa com a nota dada, pois apesar de não ser o mais rápido de 0-100km do segmento fica na média dos concorrentes. Mas a nota 7 no consumo foi muito alto. Em outras avaliações essa nota seria 6 ou até 5. Esse motor confirma a fama de beberrão que já foi constatada em outras avaliações (inclusive aqui no NA).

          • O_Corsario

            Falar o que? Na categoria "interatividade" misturam visibilidade externa com o uso do rádio…

            • Eugenio C.

              Confundiram o pára-brisas com o monitor do videogame… rsrs

          • simoloko

            ElsonMoura:

            Fama de beberrão???

            O teu automovel faz 16km/l na gasolina na estrada, mesmo sendo automático e andando com ar ligado a 120km/h?

            O meu faz!

            E tem feito 10km/l no Etanol no mesmo trajeto – sem poupar o pé, cravo 9 km/l.

            Com o new Civic que eu tinha, eu gastava em torno de 20 a 30 reais a mais por semana e andava menos (menos torque e menos potência). Portanto, economizo 100 reais por mês e tenho mais desempenho.

            O Volvo V40 que o Eber testou aqui no N.A gastou mais ou menos do que isto que este Cruze Sport6 gastou – e não é flex!!!!!!!!!!!!

        • KTA

          52 mil já estaria muito bem pago neste carro (e este preço já seria um absurdo para padrões internacionais), mas como no Brasil as pessoas estão nadando em dinheiro…

      • fredklamt

        Se fosse trocar de carro hj (tenho um Focus Hatch 2.0), eu compraria…nenhum, esperaria até o ano que vem.
        Somente um entusiasta da GM para achar que este carro vale 72mil! Hatches devem ser práticos e ele não é, pois tem quase o mesmo tamanho do sedan. Aquele farol monoparabola e aquela traseira…não me convencem, são muito pobres. É um carro que foi feito para ser barato, vide comentário sobre ruído após 3mil rpm, e é vendido como premium. O Cruze está longe de ser um carro ruim, mas não vale o que cobram.
        Ficarei na expectativa do 308 THP, i30 (se tiver o powertrain do Elantra), Novo Focus (na expectativa do EcoBoost) e, quiçá, o Golf MK VII…mas este último, já virou lenda…e se vier com o AP 2.0, será decepcionante!

        • sergiopsy

          Verdade muito caro para o que oferece, jamais compraria um carro como esse, pelos elementos que vc citou e ainda consumo, insano, ainda falam que é ecotec, so rindo disso ai mesmo.

        • simoloko

          Espere pelo Focus novo.

          Se o Elantra nacional custasse menos e tivesse um chassis melhor (e olha que as revistas americanas criticam o chassis americano…), seria páreo duro para o Focus novo.

          Mas como o Elantra chinês vendido no Brasil é depenado, o Fluence é mal construído, o 308/408 judiado pelo câmbio ruim e o Jetta tem motor antigo, a melhor opção é o Cruze. O Focus ainda é uma excelente opção, mas o interior dele se torna enjoativo depois que se tem um Cruze, além do que o banco do Cruze e sua ergonomia são um tesão a bordo!

          Eu tbm tenho um Focus 2.0 AT do novo (sedã), e considero, em termos de AUTOMOVEL, o melhor médio vendido no Brasil. O Cruze, em termos de tecnologia embarcada e custo benefício, é o melhor médio brasileiro HOJE.

          • Eugenio C.

            Logo teremos o 308 THP, e aí a história de câmbio ruim vira carochinha. Fluence, Jetta e Elantra não são hatches. Mas em breve também virá, além do novo Focus, o novo C4.

          • fredklamt

            Acho que o Cruze não tem toda esta tecnologia…concordo que ele venha recheado de equipamentos desde a versão LT, tenha um câmbio de primeira e um motor moderno (que arruinaram ao tornar flex). Ainda assim, acho que ter uma suspensão traseira com barra de torção, faróis inferiores a qualquer um da categoria e isolamento acústico ruim, denunciam que o projeto foi feito para ser um carro de entrada (em outros mercados). É apenas minha opinião, eu não compraria, mas tb não o classifico como ruim. No caso do Cruze Hatch, querer cobrar R$64 mil na versão de entrada, é um abuso…mas a maioria, paga pq considera a gravatinha confiável e tradicional.

            • simoloko

              Eu não gosto dos faróis e do motor flex também – Camaro também tem o mesmo tipo de farol com facho alto e baixo na mesma làmpada.

              O isolamento acústico não é ruim como dizem: O motor ronca alto, sim, mas mal se ouve barulho externo, de rodagem e, principalmente, o silêncio a bordo é impressionante na estrada.

              Quanto à suspensão, basta olhar embaixo de um: É a desconhecida Z-Link, que é McPherson no meio e independente nas pontas, diferente da do Corolla, 408 e Fluence, por exemplo.

              Eu não comprei pela "gravatinha": Comprei porque julguei os itens de série, preço e desempenho os melhores da categoria. Se eu fosse pela emoção, compraria um 408 Feline pelo mesmo valor que paguei – é o qual eu acho mais bonito da categoria.

              Jetta, Elantra são MÉDIOS, o que é a pauta deste tópico.

              • Edson Roberto

                Feline? Porque não partiria logo para o Griffe 1.6 turbo? A diferença é pequena para um melhor produto.

          • Tejolo

            Melhor opção para quem? Eu gosto de carro confortável e silencioso. O Cruze já não entra nem na minha lista…. cada um tem uma necessidade, e certamente as suas e as minhas são diferentes, e também diferentes das de quase todos aqui….

            • simoloko

              Tejolo,

              Eu prefiro conteúdo de série, preço, ESP, 04 airbags, potência e itens de conveniência, visando ao chamado "Custo benefício" na hora de pagar menos e ter mais coisas.

              Sim, concordo com teu argumento do conforto e silêncio – vc deve ter um Corolla ou Fluence na tua garagem, como quase todos (d)"aqui" (sic) têm – mas se arrependem na hora de uma curva porque: ou o chassis torce demais pela péssima engenharia e construção (Fluence); pela suspensão móle demais (Corolla) que prejudica uma pegada mais esportiva (além de ambos não terem ESP de série). Mas se dane: Um é o Corolla, que custa o mesmo do Cruze e oferece bem menos (mas não desvaloriza!); o outro é o Fluence, o queridinho da mídia e dos donos de Clio e Logan, mas que é construído da mesma forma que o Renault 19 era feito lá em 1990…

              Na verdade, pelo nível e soberba dos comentários de "quase todos aqui" (sic), creio que vocês têm BMW série 3, Mercedes-Benz 200K ou Audi A4 0km na garagem. Poxa, por que não pegam leve conosco que só podemos comprar algo na faixa de 70 mil reais?

              • Tejolo

                Um deles você acertou (Fluence), mas tem ESP e 6 bags, e não 4; O outro é um Civic, que tem pegada realmente esportiva, suspensão realmente independente, e não me preocupo nem um pouco com desvalorização. Carro é e sempre foi bem de consumo, ainda mais para mim, que rodo cerca de 60.000km ano com o carro principal, e uns 30.000 com o segundo… e mais uns 15.000 com minha ranger. Não percebo nenhum problema estrutural no Fluence, até por isso é meu segundo, e só comprei de novo do mesmo modelo pois me agradou muito durante seus 85.000 (não me lembro exatamente) que me serviu, sem nenhum problema, mas nenhum mesmo, nem barulhos, absolutamente nada.

                • Edson Roberto

                  Impressionante! 85000km já???

                  Poxa, manda uma impressão de dono do Fluence po!!! esse é um carro que com certeza me interessa e saber sobre sua durabilidade seria muito importante!

                  • Tejolo

                    Durabilidade tenho certeza que todos os médios do mercado oferecem, pois nenhum é tão diferente assim do outro. Apesar de pequenas, as diferenças são o que determina qual carro te atenderá melhor, conforme suas prioridades. Logicamente manter as manutenções em dia é o mais importante, pois 85.000 não é muita coisa pelo que estes carros podem durar. Quanto à impressões, digo que o carro foi entregue sem nada para ser feito naquele momento, o acabamento se comportou muito bem, assim como motor e câmbio, Sinceramente acho que é o mínimo à se esperar de uma máquina bem projetada e bem cuidada.

        • Cristiano_RJ

          Falou e disse!

        • Edson Roberto

          DEPENDE.

          O grande atributo do hatch é seu desenho e espaço interno. Ele bate facil seus concorrentes. Esse é o ponto do modelo.

          Agora eu concordo contigo que esse carro não vale esses R$72000, mas também é o mais completo do hatches do mercado. Eu, se fosse optar por um médio, escolheria entre espaço interno ou potencia, pois na minha opinião, escolheria o Bravo T-Jet nesse preço. Teria tudo que eu esperaca que o Cruze tem, além de um teto panoramico e o belissimo motor 1.4 turbo com overboost.

      • RafaelPimenta

        eu iria de i30 ou de focus titanium

        • sergiopsy

          Qualquer um dos dois e melhor em termos de consumo, imagina se esse ecotreco tivesse cambio de 5 marchas manual ou automatico de 4 marchas, seria um V8 as avessas, metade de cilindros e consumo absurdo.

          • Edson Roberto

            Mas o GM tem mais segurança e espaço interno…

      • JPaulo10

        jtrainer, domingo fui a um feirão Fiat e fiquei paquerando um Bravo TJet. Mas depois fui no configurador do site e vi que, se equipado com os opcionais que todo mundo gosta, o preço dele vai fácil para R$ 75-78 mil. E o motor não é lá essa potência: basta ver os testes e comparativos.
        A Fiat padece do mesmo mal da VW: o preço é bom com o carro pelado. Equipando-o, já é outra estória …
        (Em tempo: eu achei esse Bravo TJet, amarelo indianápolis, LINDO).

        • KzR

          O Bravo T-JET já é um carro bem equipado na versão básica (e já inclui o Skydome de série). Contudo o problema é que dá muita vontade de deixá-lo ainda mais equipado: rebatimento de retrovisores, radio nav ou blue&me nav, som hi fi, sensor dianteiro, kit hi-tech, airbags extras (pack safety), farois de xenon, monitoramento da pressão e bancos de couro.

          A sacada do cliente é escolher os itens que vão mais lhe satisfazer e que não sejam apenas superfluos ou meramente decorativos. O meu projeto T-JET custaria 1 mil a mais de sua escala. Mas além de ainda poder reduzir, sei que os itens incluídos valeriam cada centavo.

          E pode ter certeza: muitos dos semi-novos ou 0km trazidos pelas CSS não trazem o Pack Safety ou os Farois de Xenon (que a meu ver, são itens que ajudam na segurança contra acidentes e permite uma condução mais segura) pois muitos consideram dispensáveis.

          • Edson Roberto

            Infelizmente, o xenon aqui no Brasil se tornou algo mais valioso para "estetica" do que segurança. E por isso, é mais valorizado que o proprio pacote pack safety da Fiat. Se fosse um item pensado na segurança, eles baixariam, já que não teria procura e que para torna-lo vantajoso só com promoções desse pacote.

            • KzR

              Verdade Edson, mas não tenho certeza se eles baixariam sob essas condições de segurança. Mesmo sendo menos valorizado, o pack safety ainda continua bem carinho.

              Agora em termos de preço, ambos são quase equivalentes. Se fosse para escolher um em função do outro, eu iria de pack, mas muitos outros só iriam pela estética mesmo e pegariam o xenon.

        • Cristiano_RJ

          Pois é. Um Bravo T-Jet equipado ao nível de um 408 THP fica mais caro que ele, só que com câmbio manual e motor e desempenho muito mais modestos. Isso sem falar no espaço interno. O que segura mesmo, é que são carros para públicos distintos… Mas esse comparativo serve para confirmar o quanto o Bravo T-Jet é caro.

          • KzR

            E a Fiat não faz questão de esconder isso. Muitas CSS Fiat nem cogitam fazer pedidos do T-Jet para não perder dinheiro.

            E concordo com o que você falou: a comparação só vale mesmo para se ter ideia de preço.

      • KzR

        Também iria de Bravo Jet.

      • Eugenio C.

        O TJet com itens equivalentes fica um pouco mais caro (embora agregue alguns itens a mais, como o Skydome, o ar automático Dualtemp e o Hill Holder) e é um pouco menos espaçoso. Mas não deixa de ser uma boa opção. Infelizmente, o povo tem essas obsessões com marca…

  • Corvo

    Não tenho dúvida que é um bom carro, ele é lindo, confortável e equipado, tem um motor com desempenho aceitável, mas muito caro pelo que oferece. Pagar num hatch médio R$ 72 mil e com cambio manual é inaceitável

    • AutoIng

      Imagino que a maior parte das vendas dele estejam concentradas em SP, que é o maior domínio da GM no Brasil.

      • Corvo

        É provável. Estava fazendo uma comparação do Cruze com outros hatches médios e realmente o preço é muito abusivo. Um 308 com motor 1.6 começa em 53-54, idem um Focus 1.6 ou um i30, embora esses 2 últimos em fim de vida. Tudo bem que o Cruze é um carro mais equipado, mais moderno e com motor maior que os mencionados, mais nesse caso não pagaria nunca quase 20 mil a mais por ter um motor maior, mesmo gostando do carro. O problema é que superou as expectativas da própria GM e está sendo muito vendido, aliás, o mercado está aceitando isso, então, não adianta muito reclamar do preço. Triste

        • MM_

          Um Focus Titanium com 2 air bags, cambio de 4 marchas e sem esp, custa 70.000,00. Faca o comparativo com os concorrentes reais, q vc vai ver q o preco de tabela e bem parecido.

          • sergiopsy

            O Focus Titanium com preço promocional atingiu os 63.000 se não me engano a uma semana atrás.

            • MM_

              Todos os carros tem preços promocionais. Vc compra um Cruze hatch LTZ auto+couro por 69k em SP. Temos que comparar tabela com tabela ou promocional com promocional.

              Não adianta pegar tabela de um pra falar que é caro, comparando com preço promocional de outro.

              • sergiopsy

                Pior que é verdade. Todo carro possui algo que agrada e também algo que desagrada, nunca teremos nada perfeito.

              • JPaulo10

                MM, concordo muito com você. Tem que comparar promoção com promoção, preço de tabela com preço de tabela, versão com versão.
                Tem uma revista sobre Carros, antes imparcial, que me irrita ao puxar sardinha para a ford. Comparou preço de new fiesta intermediário com o de Sonic completo e equipamentos de new fiesta completo com sonic intermediário.
                Imagine quem ganhou o comparativo?

          • Markus Nguyen

            Não entendi. Esse argumento é … se o preço de um é abusivo e o do outro (ou outros) também é, então, se está tabelado o abuso td Bem!?

        • RafaelPimenta

          mas voce comparou motorizaçoes diferentes. o cruze sport 6 top tem que ser comparados com hatchs medios tops tmb. ou seja ele tem menos motor que focus titanium e 308 2.0. e se nao me engano empata com o i30. todos esses modelos citados sao recheados de bons equipamentos e nao temos que aturar aql frente de caminhao. vi um cruze hatch ltz esses dias e confesso que ainda prefiro mais o i30 do que ele

          • Corvo

            Mas como você mesmo falou. O 1.8 do Cruze é superior aos 1.6 dos concorrentes, mas perde com todos os 2.0 do mercado. Ao que me refiro é que o custo-benefício dessa versão do Cruze é péssima

            • simoloko

              Cara, eu não sei não: O 2.0 do Focus é forte, mas o Cruze responde muito mais rápido na estrada. Ele também tem uma arrancada absurda.

              Um amigo que também comprou um Cruze (tinha um 408 que está com o pai dele) tirou um "racha" com o próprio pai e comentou: "Não acreditei, mas levei o 408 com o Cruze!" As marchas compensam muito o fato de ter 1 kg de torque a menos (19kgfm Cruze e 20,7kgfm 408).

              I30 eu sempre levei com Focus, Civic e com Cruze também… o i30 manual até consegue auferir melhor resultado, mas o AT4 é uma porcaria.

              • RafaelPimenta

                engraçado eu andei de focus 2.0 titanium e achei q o motor anda muito bem. Agora que os preços dele diminuiram ta melhor ainda. antes o manual era 70mil e o automatico 75. agora o manual ta pouco mais de 60mil e o automatico 68mil eu acho

        • luta4ever

          Também vc compara o FOCUS básico com o CRUZE Top, tenha santa paciência!!!

          • Corvo

            E dai ? Qual o problema ? Posso comparar ele com o carro que eu queira, desde que sejam do mesmo segmento. Estamos falando da mesma categoria. Para mim, nada justifica 20 mil a mais entre a versão básica do Focus e o Cruze top, mesmo gostando dos dois pois esse motor 1.8 não é lá aquelas coisas, apenas é superior em desempenho ao 1.6 e perde com todos os 2.0 do mercado. Nas versões equivalentes há uma diferença grande de preço ainda. O que vejo interessante é a segurança do Cruze, com 6 airbags e control de estabilidade, itens inexistentes no Focus, i30 por exemplo, mesmo assim, no latin-cap o Ford se saiu melhor

            • gabrielthw

              Santa paciência, o Focus básico é mal equipado se comparado ao Cruze básico!
              O Cruze básico possui mais itens que o Focus top, perdendo somente nos faróis direcionais…

            • Eugenio C.

              Bem, acho então que nada justifica a diferença de sei lá quantos reais entre o Gol 1.0 e o Audi A1… rsrsrsrs

              • Edson Roberto

                Então vamos pegar um Fusca usado e comparar com um Mercedes 0km…rsrsrs

    • RSquall

      Creio que a questão desse preço esteja relacionado ao Sedã… O segmento de sedans médios está mto inflado, todos mto caros, se vc abaixar mto o valor da variante hatch é capaz de matar o sedã que neste caso é o produto principal… Assim, eles tiveram que parear o preço com os sedãs..
      Vale lembrar tbm que a GM sempre tem essa estratégia (um tanto irritante), lançam o carro com o preço alto mas depois os descontos dado pela concessionária são bem acima da média tbm. Vide o sedã que hoje vc compra por um preço melhor que Corolla e Civic que vem com menos equipamentos. Hoje o hatch já tem descontinho na concessionária, mas creio que qdo a procura abaixar depois que passar essa fase de novidade esse desconto será bem maior. De qualquer forma a versão LT q hoje custa 60mil ainda é a mais racional e deve corresponder pela maioria das vendas.
      Ah, infelizmente parece todas as novas gerações que serão lançadas ficaram mais ou menos nesse patamar… Um pessoal de dentro da ford me disse que o novo Focus deverá ter preços bem semelhantes ao do Ecosport, que por sua vez tem a Titanium manual por mais de R$70mil… =/ … tudo bem que um tempo atras o Focus top atual jah ficava nesse valor e a futura versão de entrada fique nos R$55mil, mas mesmo assim desanima….
      Se o i30 chegar perto do que cobram no Elantra, dai ferrou-se de vez rs…. ou talvez venha tbm a versao 1.6 pra ser uma opção mais em conta… MEDO do futuro rs…

      • radiobrasilcombr

        Se acontecer como no Vectra GT, que a básica custava 63 e 1 ano depois ja achava por 53… fica até interessante.

      • Corvo

        Sim. Isso é verdade, compare o Focus hatch com o sedan, a diferença é grande demais. Veja bem, todos esses carros, na verdade só abaixam o preço quando vendem pouco ou quando estão no final de seu ciclo de vida, vide Sentra, Tiida, Focus, i30

      • O_Corsario

        Eu não gosto dessa política de preço de tabela alto e descontão na concessionária.
        No fim serve só para a concessionária dar o preço pela cara do cliente e dificultar a pesquisa de mercado.

        • Edson Roberto

          E além disso pagar um IPVA mais caro.

    • canino_preto

      Pra que serve esse duplo comando variável se o bom desempenho só aparece depois de 3000 RPM? Esse motor é ridículo!

      • epicentro01

        Já andou com um tempo suficiente e em várias situações para falar isso? Não vai muito na onda de tudo que você lê meu amigo.

      • simoloko

        Teus comentários é só de reclamação.. Compra um, use por 1 mês. Se não gostar, troque. Simples assim.

        Eu acho muito superior ao meu ex-new Civic, que o torque em alta era espetacular, mas inexistente em baixa.

        • canino_preto

          Cego é aquele que não quer ver…já andei sim sehor….o motor é áspero, barulhento e beberrão..não estou falando de ouvir dizer não…de Eco não tem nada…fala sério…esse consumo absurdo em 2012? Não digo que o carro é ruim por si, mas pelo preço que cobram é péssimo….claro que a versão top é bem equipada, com ítens de segurança, etc. Mas, definitivamente não vale o que cobram. Basta olhar pro carro pra ver que se trata de um produto que deveria ser barato, como o é no resto do mundo…olhe nos olhos dele, naqueles belos faróis monoparábola dos piores carros populares, por alguns instantes, e verá claramente isso…depois me diga se não tenho razão….a GM aqui e agora é só Chevrolet…by by Opel, assim como a Renault é só Dacia…Reclamo muito pois as merdas vendidas aqui me dão motivo, do contrário elogiaria.

          • simoloko

            Canino_preto,

            Vou repetir: POR QUE EU ESTOU ECONOMIZANDO DE 20 A 30 REAIS POR SEMANA NO MESMO TRAJETO QUE EU FAZIA COM O NEW CIVIC QUE EU TINHA?

            Contra fatos não há argumento: Entre nos foruns, converse com donos e VEJA A AVALIAÇÃO DO EBER onde o CRUZE e CIVIC gastaram MENOS do que o VOLVO V40 (que nem é flex!!!!).

            Eu tenho videos no tube provando o ÓTIMO consumo do Cruze: http://www.youtube.com/watch?v=G2v1M0rd4S4

            Que coisa! Pior é aquele que empaca 2x no mesmo lugar (só os bons virão a elipse!)!

            Cara, o Elantra custa MENOS do que o CRUZE e FOCUS nos EUA! Por que não reclama da Hyundai, que cobra 80 mil em um automovel menos completo que o Cruze LTZ e que tem freio a tambor na traseira?

            O farol eu concordo – porém, até Camaro tem farol assim… enfim… é estética, porque a peça tem regulagem automática de facho por dentro, item que deixa o produto mais caro. Incoerência, talvez?

            A Opel, meu caro, é só ACABAMENTO!!!

            Um pouco de conhecimento sobre a história dos automóveis não faz mal a ninguém: A GM a comprou em 1929/1930 e, imediatamente, colocou motorização americana em cima da marca (Captain).

            O primeiro automovel mundial da GM, é oriundo da "plataforma J".

            Sabe por que surgiu esta plataforma? Para unificar os automoveis vendidos nas Américas com os Europeus (Opel e Vauxhall), no Japão (Isuzu) e Austrália (Holden) – que até então eram carros totalmente diferentes.

            Por conta do Custo local para fabricar um automovel 100% diferente em cada lugar e por causa da crise do petroleo no final dos anos 70, a GM decidiu fazer esta nova plataforma, já que também os carros japoneses estavam ganhando o mercado pela economia de combustível.

            Então, em 1981, nasceu o primeiro produto desta plataforma: O Chevrolet Cavalier, que saiu às pressas pelo Embargo árabe de Petroleo e o risco do galão de gasolina chegar aos 3 dolares na época. Na seqüência: Pontiac J2000 e Olds Firenza! O Quarto? OPEL ASCONA – que praticamente era o nosso Monza.

            Mas um detalhe: Todos eram iguais, menos o pára-choque dianteiro e acabamento!

            O primeiro Opel a ser vendido no Brasil foi o Chevette (Kadett C). O Monza e cia, por mais Opel que fosse, nasceram do Chevrolet Cavalier. Porém, o motor, foi um projeto Opel.

            Por fim, leia isto: http://en.wikipedia.org/wiki/GM_Delta_II_platform

            O nosso Cruze, como sabemos, vem em CKD – e a plataforma e chassis (suspensão) vêm da ALEMANHA, e o motor da Hungria. A plataforma, como o link acima diz, bem como a SUSPENSÃO TRASEIRA, são exatamente as mesmas do OPEL ASTRA ATUAL VENDIDO NA EUROPA.

            Se você tem saudade da Opel, deveria se informar mais. Afinal, a Opel é subsidiária da GM: Todo projeto pode nascer em qualquer lugar do mundo e ter o primeiro herdeiro como Chevrolet, Isuzu (Daewoo) ou Opel. O que importa, ao final das contas, é que o produto é único.

            Por fim: Ainda insiste que a GM só vende automovel americano no Brasil?

            O que me diz deste cara aqui:
            <img src="http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/3/38/Opel_Antara_2.0_CDTI_front_20100516.jpg/800px-Opel_Antara_2.0_CDTI_front_20100516.jpg"&gt;

            Sério: Não sei porque fico tecendo um comentário enorme para alguém que irá continuar a pensar de forma equivocada, mesmo depois de estudar tanta… esta molecada de hoje em dia é triste…

            • canino_preto

              Seu Cruze é mais econômico do que seu anterior New Civic porque a solução "flex" adotada pela Honda matou a economia do antigo Civic. Isso não quer dizer que o Cruze não seja beberrão. Não falei que o Cruze é ruim…ele á bom, em seu conjunto, com bons itens de segurança. Apenas acho que ele não vale o que cobram e o mesmo passa uma idéia de carro barato (vide faróis ridículos) e cabamento pobre. Antes que diga que outros também tem acabamento pobre, concordo com você. Quanto às plataformas, não precisava ir tão longe no tempo para demonstrar sua tese. Falava mesmo da qualidade dos carros, que diga-se, você concordou…afinal os Opel são bem melhores nesse quesito. E por que falo isso? Porque lá, na Europa, os itens de segurança equipam todas as versões, desde as mais básicas, ou não? Quanto ao Elantra CAOA, não perco meu tempo comentando, pois é fora de dúvidas que o mesmo tem preço absurdo no Brasil…mas tem idiota que gosta e compra, chegando a pagar 5K a mais pela cor branca.

              • simoloko

                Você já viu o painel do Cruze? Já entrou em um? Acabamento pobre?

                Perdão: Mas o Cruze não tem rebarbas como Fluence, tem um painel lindíssimo (o mais bonito e um dos 3 motivos que me fez compra-lo), encaixes perfeitos e bons arremates.

                O Opel, hoje, está em um patamar acima de qualquer Chevrolet, Kia, Hyundai e Ford – afinal, seguiu a proposta da VW de encarecer o produto dando melhores acabamentos. De resto, mecânica e chassis (plataforma), Cruze e Astra são os mesmo automoveis.

                Não acho que haja idiotas: Acredito que quem tem dinheiro pode pagar e paga. Se um apartamento aqui na Z/S de 75m&sup2; custa mais de 700 mil reais, quem compra um apartamento desses é porque ganha o suficiente para comprar um automovel de cem mil.

                • canino_preto

                  O melhor acabamento dos médios vendidos aqui, na minha modesta opinião, é do Peugeot 408. Pena que ele é feito para emergentes, é muito pesado e o câmbio automático não presta. De qualquer forma, qualquer dia desses um 408 THP, com câmbio AT de 6 marchas, vai ser vendido a preço de Cruze e aí, talvez, valha a pena arriscar – se pechinchar bem, talvez já encontre. Quanto a entrar em um Cruze eu já disse que dirigi um…se não acredita não posso fazer nada. No que eu entrei, e dirigi (LTZ) achei o acabamento razoável (quando digo pobre, sempre é relativo ao preço cobrado…não estou querendo dizer que tem acabamento de gol). O mesmo estava com o material macio do painel apresentando ondulações, o que achei muito estranho para um veículo 0 Km, denotando descuido ou materiais baratos (espuma, revestimento, etc…). Não há nada de mal em ter acabamento regular…veja o Jetta TSI – motor e câmbio excelentes e um acabamento que deixa muito a desejar – desde que não cobrem pelo luxo que não oforecem! No mais, tenho certeza que você gostou do Cruze e, para você é o que importa

    • KzR

      É caro, mas pelo menos vem bem recheado e teve boas notas nos testes de colisão. Se desempenho é mediano, pelo menos em segurança o Cruze vai bem.

    • AndersonDak

      Para o mim o melhor carro do segmento é o Fiat Bravo T-jet … motor potente carro bonito ainda mais o azul e o vermelho, e custa 66mil.
      <img src="http://cro.i.uol.com.br/album/fiat_bravo_t_jet_f_001.jpg"&gt;
      <img src="http://3.bp.blogspot.com/-RZIJSNjZVVk/Tm04BsDI-gI/AAAAAAAAIKk/hcLKFWluGXg/s1600/DSCF0696.JPG"&gt;

      • simoloko

        O Bravo é excelente opção!!!

        Eu lamento por ser construído pela Fiat brasileira, pois o Bravo italiano é muito superior em termos de fabricação.

        Porém: O acabamento dele é o melhor da categoria!

        Nunca o guiei, mas compraria um também, se tivesse condições de comprar mais um automovel (ele ou 308) caro.

        • Edson Roberto

          Acredite… vc iria gostar do motor 1.4 para ele. Ele tem relações mais curtas no cambio e que o deixa bem divertido!

          A ficha tecnica e a realidade, trazem uma impressão inferior, mas o comportamento dinamico dele faz a diferença. Curiosamente, apesar da construção ser inferior ao do Cruze por exemplo, os donos tem elogiado o silencio (sem barulhos no interior) e que o carro só faz "barulho" quando o pé esquerdo está bem pressionado.

  • aledalloglio

    Bom o começo da noticia diz tudo, "A Chevrolet foi, durante muito tempo, uma das “queridinhas” da classe média-alta brasileira". Não é mais tanto pois simplesmente acabaram com a GM no Brasil… Nada de Opel mais, apenas automóveis de baixo custo! E é triste saber que a maioria da população não sabe isso! Não estou falando que são carros ruins, mas pelo preço que pagamos, seria justo termos Opel de verdade aqui.. Custaria muito ter vindo o novo Astra em vez do Cruze? São projetos de qualidade e mais SEGUROS! Mas 90% da população não sabe nem que EXISTE Crash test como EURO NCAP e Latin NCAP..
    Hoje a GM não é mais aquela marca que tenho aquela admiração, mas pegou fama, é aquele carro que todo mecânico mexe e conserta..

    • Leandro1978

      Desculpe, mas não dá para afirmar com certeza que os "Opel" seriam mais seguros. É só ver o resultado do crash test dos modelos que existem no país e na Europa. Aqui, March tira 2 estrelas. Na Europa, 4. Cruze tira 4 e 5 respectivamente, o mesmo ocorrendo com o Corolla. Assim, pode ser que os "Opel" teriam desempenho equivalente aos "Chevrolet". Aliás, o Opel Corsa tirou 2 estrelas no EuroNCap em 1997. O nacional tirou uma, no ano passado. A Opel Meriva tirou 4 estrelas na Europa em 2003, no ano passado, a Chevrolet tirou 3 e com airbags. Então, cadê a maior segurança dos "Opel"?

      E desculpe, mas onde está o demérito de um carro "que todo mecânico mexe e conserta"?

      • aledalloglio

        Porque você está citando crash test de 1997 em pleno ano 2012???
        Olhe os crash test do novo corsa, nova meriva, são 5 estrelas! CINCO!
        Vindo para o Brasil, barateando o material, viraria pelo menos 4 estrelas como acontece com a maioria dos modelos. Diferente de Agile, Sonic defasado, Spin em vez de zafira etc…
        Lembrando que o teste do Cruze no Brasil pelo que andei lendo ai nos foruns é que a GM pegou uma unidade da CORÉIA DO SUL e não do Brasil pra fazer o teste!

        Não falei que é demérito ter um carro que todo mecânico mexe e conserta, mas sim tem gente que prefere isso em vez de coisas mais importantes… Abraço :)

        • Leandro1978

          Ah! Você não sabe? Pois aquele Corsa de 1997 é a mesma geração do de 2011, aqui conhecido como Classic. Por que o teste da Meriva de 2003 é a da mesma geração que aqui saiu de linha este ano. Por isso, meu caro. Não adianta comparar modelos de gerações diferentes. De quê adianta comparar o crash test da Meriva A com a Meriva B? Obviamente que a mais nova terá um desempenho melhor. Só que esta não chegou aqui. Então eu comparei o desempenho de dois modelos da mesma geração, onde, supostamente, seriam similares, assim, seria esperado terem desempenho semelhante. Mas não foi o que ocorreu. Além disso, não dá para saber se tirariam "apenas" uma estrela a menos. O March, por exemplo, tirou duas a menos.

          O "defasado" Sonic, conhecido como Aveo na Europa, também tira 5 estrelas, assim como o Opel Corsa. Aliás, quem está defasado é o Corsa, pois ainda não utiliza a plataforma Gamma II, já presente do Sonic e que só será usada pelo Corsa em 2014, quando chegar a nova geração. Inclusive, nem Meriva B a utiliza.

          Não estou defendendo a GM. Ela erra ao não trazer a Orlando para o lugar da Zafira. Também preferia que ela mantivesse os Opel por aqui. Os acho mais bonitos que os Chevrolet. Mas não dá para falar que seriam mais seguros.

      • DCald

        Cara, com o passar do tempo, o euroncap vai ficando mais rigoroso. O mesmo carro com 5 estrelas em 9x hoje receberia no maximo 3 estrelas. tem que ver as datas dos testes!
        O corsa de 97 foi testado com airbags, o classic não, e com uma exigencia maior, por isso a nota mais baixa.
        Sobre a Meriva, se vc for examinar os resultados do teste (e não só olhar as estrelinhas resumidoras), a nota da Meriva brasileira foi muito proxima da europeia. O que acontece é que no teste da brasileira perdeu pontos pela tampa traseira abrir. Agora, eu já capotei com uma meriva e a tampa traseira não abriu. Pra mim, foi descuido da equipe de preparo do carro, provavelmente deixaram a tampa "meio aberta" o que acontece se vc bater com força. O sistema de trava do porta-malas da meriva brasileira é o mesmo da meriva europeia 2003 testada.

        No euroNCAP eles fazem os ensaios de colisão lateral e contra poste e por isso as "estrelinhas diferentes". Compare apenas as notas numericas de cada teste para ser justo

    • MM_

      Obviamente que cada um tem seu gosto, mas diga isso por você, não pelo Brasil.

      Meu pai sempre teve carros da GM. Desde Opala até o atual Vectra. Eu só entrei em uma GM pra comprar carro para mim qdo lançaram o Cruze.

      Além disso vc está enganado sobre "apenas automóveis de baixo custo".
      O Cruze possui a mesma plataforma que o Astra (além de ser muito mais bonito) e inclusive é carro mundial da GM. Nos Estados Unidos, que é um mercado bem exigente, o Cruze é vendido, não o Astra.
      O Sonic é outro modelo global.
      O Cobalt usa plataforma moderna e mesmo sendo bem feio como seus concorrentes Versa e Logan, é um carro que vende muito bem, portanto o "Brasil" gostou do carro, não?

      • aledalloglio

        Astra pra mim é mais bonito, cada um com seu gosto.
        Não esquece que o nosso Sonic é desafado, vem 2 airbags e Abs, nos EUA vem com 10 airbags, ESP e outros mimos.

        • MM_

          Defasado não tem o mesmo significado de capado.
          Defasada é uma coisa antiga, obsoleta.
          Capado é quando vem com menos equipamentos. E isso acontece com todos os carros.
          Sonic vem com 10 air bags de série nos Estados Unidos. Aqui vem com 2
          New Fiesta vem com 7 air bags de série nos Estados Unidos. Aqui vem com 0.
          Se lançassem o Astra por aqui, seria capado do mesmo jeito.

          • Edson Roberto

            Mas nesse caso, vão lhe dizer que o Fiesta é bom porque pode ofertar 7 air bags. Espere e verá, a saida de resposta é sempre essa.

    • simoloko

      Baixo custo: HONDA, HYUNDAI, TOYOTA, KIA, a própria CHEVROLET, SEAT, FORD…

      Oh mania do povo falar de Chevrolet como se fosse inferior a essas.

      O meu ex- new Civic, que é sonho de consumo de metade de vocês, não tinha acabamento na tampa do porta malas, a chave era a mesma desde Fit até CR-V e Accord, acabamento espartano no cofre do motor, parafusos ridículos no pára-choque dianteiro que se quebram com facilidade, etc…

      Já viram o interior de um Elantra? Hyundai é carro de pobre nos EUA! Cruze dá de 10 no Elantra – a começar pela maçaneta de abertura do tanque do Elantra, que é o mesmo do ix35 e Cerato, um novo… plástico fino, ferrinho fino…enfim…

      Tudo isto é automovel de baixo custo: Custo médio, hoje, podemos ver o Impala, o Malibu, o Edge, o Accord, o Sonata, etc…

      Vocês falam coisas das quais não entendem…fico admirado com tanta falta de informação…….

      Para endossar abaixo: SONIC É O COMPACTO MAIS SEGURO DO MUNDO, QUE RECEBEU AS MELHORES PONTUAÇÕES NO EURO NCAP – Cruze e Focus são os melhores pontuados no Brasil.
      ………..

      • aledalloglio

        Cara você conhece a vida de cada uma das pessoas aqui falando? Você sabe o status de cada uma? Não né, então não chegue menosprezando todo mundo como se você fosse superior! Aliás ninguém é superior a ninguém por ter mais dinheiro.
        E pra sua informação eu, meu pai, minha mãe, cada um tem seu carro. E posso te dizer que teu ex-new civic está longe de ser SONHO de consumo meu, pois já tenho um. Sou jovem, mas entendo muito de carro, assim como muitos aqui no NA.

        Para endossar, o SONIC AMERICANO pode ser o compacto mais seguro do mundo, aqui não.
        Seu Daewoo Lacetti usada para test crash aqui no Brasil foi uma unidade da Coréia do sul
        Corolla, Tiida também possuem 4 estrelas no Crash test

        Sim os chevrolet de hoje são de baixo custo, não são os opel's.
        Dacias tbm são de baixo custo, e esse é o mais interessante, quando a renault vendia renault, megane, clio, twingo, scenic, tava sempre morta. Agora que só tem Dacia, ta encostando na FORD. Ou seja o povo gosta de carro de baixo custo.

        Abraço e pare de menosprezar as pessoas

        • Tejolo

          Amigo, ficar discutindo com quem trabalha ou têm vínculo com a GM é perda de tempo. Ótima suas colocações.

    • W_Costa

      Comentário perfeito, concordo e assino em baixo amigo, mas o Cruze é realmente um belo carro, se temos que nos conformar com essa "nova" GMB, fazer o que né? (!!!"Salve a América, abaixo a Europa"!!!, afinal onde fica a sede da GM?), mas ainda assim é um belo hatch médio, e desta vez a GM, (talvez por ser um carro global) teve a coerência de botar o pisca dianteiro na parte externa do farol, que fica mais visível pra quem vem na perpendicular ao carro que sinaliza, e na traseira ficou bem interessante os piscas na parte interna da lanterna, até que em fim acertaram nisso.

  • Lukoh

    Daqui a pouco passa a novidade…. e as vendas ficam mais "normais".

    • duhehe

      Por enquanto o o Cruze é o mais ''novidade'' dos sedans

      Na versão LT ele entrega os itens mais procurados por um preço legal
      Itens de conforto e segurança + Aut + couro por R$ 65000 ..

      • luta4ever

        Aqui todos se acham os espertos, mas não comparam equipamentos de segurança versus preço. Ai acham que I30 e Focus é mais negócio.
        Fora que a maioria prefere um carro bonito em detrimento da segurança, LOUCURA!!!

  • Romulo_Max

    Belo carro, mas muito caro… ainda mais se levarmos em conta que estamos com IPI reduzido…

  • 3dimensional

    O carro é bacana demais, sem dúvida!
    Só está uns 20 mil acima da faixa correta de preço…

    • Stark

      Mas o Cruze oferece ESP!

      • 3dimensional

        Reconheço a importância do ESP, mas temos que parar de pagar preço de ouro em opcionais que já tiveram o investimento inicial pago há anos…

        • rogeriulima

          Isso eh verdade, esses itens de segurança são extremamente baratos pro fabricante. Nunca justificaria uma diferença de preço tão grande.
          Enfim, o Cruze tem méritos porém fico triste com o sucesso dele pois vai elevar os valores da categoria por causa de itens indispensáveis porém baratos pra qualquer um disponibilizar nos veículos e que nos é vendido como tecnologia alienigena.

          P.S: Quando eu ví o consumo achei que fosse no etanol, levei um susto quando ví que era na gasosa

      • sergiopsy

        kkkkkkkkkkkkkkk, outros também oferecem, sei que vc foi irônico.

    • RTA96C_Turbo

      Nesse caso, uns 40 acima do preço, pq os outros já estão até mais que 20 acima do preço…

  • rspfreire

    Preço fora de mercado, assim que passar a sensação de novidade irá virar mico. É um carro muito pesado e bebe bem. Infelizmente em vez da GM aproveitar o momento de lançamento para tentar cativar clientes e solidificar o produto está tentando obter altos lucros e pagará esta conta daqui há 08 ou 12 meses com o produto mico.

    • Sias

      GM virando mico? Pode esperar sentado. Sempre vai ter comprador para o que eles colocarem a venda.

      • AutoIng

        Apesar que o Vectra GT seguiu bem esse caminho heim. Foi um estouro de vendas nos primeiros meses, depois sumiu e micou completamente. Sei não, mas esse Cruze hatch tá com o maior jeito de seguir isso.

        • Stark

          Vectra Elite 2.4 em 2005 foi febre! Na epoca tinha unidades com TetoSolar+Banco Eletrico+Retrovisores Ecamoteaveis eletrico saindo por R$92.000 (agio) e no final de carreira ficou só em 1500 de media mensal.. esses tempos vi um Elite 2011 Zero por R$63.000.

          Nao da pra saber o futuro, mas tudo passa.

          • Edson Roberto

            Como é que? um Vetra ELITE 2011 0km? Eu estou errado ou estamos em 2011? Senão estamos, ele para mim é USADO.

        • Louis

          O problema do GT é que não trazia novidade nenhuma, era defasado e caro. O consumidor preferiu continuar na linha Astra, que entregava a mesma coisa por muito menos.
          Já o Sport6 não vira mico não.

          • radiobrasilcombr

            Na verdade o GT era uma "casca nova" em cima de um Astra Hatch… e pelo q lembro perdia em porta malas… cheguei a comparar um GTX com um Astra 2.0 "fréquis"… e o Astra andava mais.

            • Edson Roberto

              Entretanto, o Vectra GTX poderia ofertar 4 air bags e mais espaço interno. O que acho onde o "vectra" perdeu, foi em deixar de ter suspensão multilink.

        • BSBDriver

          Eu também tenho essa impressão. Se mantiver a tendência que está apresentando (em junho foram emplacadas 2005 unidades, em julho 1760 e em agosto, por enquanto, 1454) e com a chegada dos novos I30 e Focus, meu palpite é que seguirá o mesmo caminho do Vectra GT.

    • TecoPadaratz

      melhor do que outros que já nascem mico (bravo).

      • BSBDriver

        Depende do ponto de vista. Se o carro nasceu mico e alguém o comprou sabendo que é mico, não terá nenhuma desilusão quanto a isso. Já quem compra um carro pensando que o carro tá bombando e depois vira mico… Esse pode ficar bem chateado!!

      • Tejolo

        O bravo vêm subindo de vendas mês à mês…. Agosto vendeu 1211 contra 1454 do cruze S6….. É acho que você errou o mico….

        • TecoPadaratz

          mesmo assim continua perdendo até do golfsauro……..

          mas olha só para onde vão as coisas: lançaram o sport6 com um preço absurdo, até mais caro que o sedan……e olha o que vendeu…..Juro mesmo que torcí pra não vender nada, mas isso aqui no Brasil é ilusão……não abaixam o preço do carro por nada……vendas baixas e ainda estão com lucros enormes………

    • epicentro01

      Rsrsrsrs. Acho que aí você forçou um pouco. As vendas podem até cair um pouco, agora virar mico me parece exagero, mas vamos aguardar.

    • simoloko

      Beberrão?

      O meu Cruze gasta menos que o new Civic que eu tinha.

      Já ouviram falar de clichê? É para criar polêmica: Revista fala isto para agradar aos VW e Fiatistas.

      O Eber auferiu o mesmo consumo de Cruze e Civic – que foram melhores do que o Volvo V40.

      Menos, menos…

  • RicardoSuroieck

    É um carro muito bonito e bem equipado.
    O preço, contudo, é bastante irreal. Ele acaba vendendo bem porque, novamente, na cabeça dos brasileiros, existe um status a mais nele, pelo fato de existir o modelo Hatch e o modelo Sedã. Quem compra um Cruze Sport6, então, é quem poderia pagar por um sedã mas optou por um hatch, porque gosta e "pode pagar". Não existe Bravo sedã, não existe i30 sedã. Não existe Corolla Hatch ou Civic Hatch no Brasil. Então o carro passou a ser uma opção hatch, com a fama de "luxo" que os sedãs médios do Brasil tem, ainda que concorra com carros tão bons e até um pouco (ou muito) mais baratos dependendo da configuração, como Focus, i30, Bravo, etc… Vai entender.

    • O_Corsario

      Boa análise, é um ponto de vista interessante.
      E repito, por mais que me incomode, torço pro Cruze Hatch vender bem para mostrar para outras fabricantes que o mercado de hatch vende bem também e merece atenção.

  • Leosena

    R$ 72.094,00 é o preço de tabela do carro testado. É possível conseguir descontos nas CSS, basta saber negociar. Aqui em Goiânia/GO consegui o LTZ AT por R$ 73K, top de linha. Acabei fechando negócio num LT AT por R$ 62.800,00, valor que (dentro da nossa realidade) achei justo pelo que o carro entrega. O duro é a espera: o negócio foi fechado e o sinal pago em 12/07 e até agora o carro não chegou.

    • JPaulo10

      "Achei justo pelo que o carro entrega".
      Aposto que você ficou com a sensação de ter pago o preço correto, do tipo "vale o que pesa".

      • Leosena

        Foi mais ou menos isso mesmo. Mas repito o que disse em meu comentário anterior: achei justo "dentro da nossa realidade". Todo carro no Brasil não vale o que custa, seja popular, seja um importado de alto luxo. Mas infelizmente é aqui que a gente vive e eu precisava comprar um carro, foi questão de necessidade mesmo. Me caso em duas semanas e apenas um carro em casa não atenderia nossas necessidades.

        • Edson Roberto

          Leo, pode dizer cor e quais itens vc colocou além dos itens de série?

          Pois esse preço para o hatch, ainda é interessante (mesmo na versão LT que só fica inferior aos tops de linha do i30 e 308 em equipamentos de segurança proximo do preço citado, porém mais caro).

          • Leosena

            Grande Edson, essa é lista de equipamentos que compôe o pacote de opcionais R7H que acrescentei ao carro:

            Acionamento por rádio freqüência ("Keyless Entry System") / Bolsas de ar infláveis frontais e laterais / Faróis e lanterna de neblina / Programa eletrônico de estabilidade ("ESP – Electronic Stability Program") / Sistema eletrônico de controle de tração ("TCS – Traction Control System") / Sistema de freios anti-blocante ("ABS – Anti-lock Braking System") com distribuição eletrônica de Frenagem ("EBD – Electronic Brake Distribution") e Assistência de Frenagem de urgência ("PBA – Panic Brake Assist") / Sistema ISOFIX / Roda de alumínio 17 polegadas com design exclusivo para versão LT / Ar-condicionado eletrônico com AQS / Computador de bordo / Direção elétrica progressiva / Espelho retrovisor interno eletrocrômico / Espelhos retrovisores externos elétricos com desembaçador / Vidros elétricos / Volante de direção com comandos para acessar as funções do sistema de som, piloto automático e viva-voz através de Bluetooth / Central multimídia com sistema de som AM/FM stéreo, CD Player, MP3, USB, entrada auxiliar e 6 alto-falantes / Sensor de chuva / Transmissão automática de 6 velocidades / Acabamento interno em couro na cor Preto "Jet Black"

            A cor escolhida foi a branca. E gostei muito do comportamento dinâmico do carro, que tem um rodar firme. Quanto à beleza, apesar de se tratar de um aspecto bastante subjetivo, eu acho o modelo o mais bonito do segmento hoje.

            Abraço.

    • canino_preto

      Moleza…só compro carro que está disponível pra entrega…esse negócio de encomendar carro e esperar 3 meses pra receber é coisa de europeu e americano que pagam preço justo e não são assaltados pelos fabricantes. Façam assim e já será um começo rumo a um mercado mais maduro…obriguem as revendas a fazerem estoque e negociem preços melhores…é asim que faço e nunca comprei um carro com menos de 10% de desconto dessa tabela absurda das montadoras sanguessugas!

      • Leosena

        Compreendo seu ponto de vista, canino. Mas no meu caso não havia o carro disponível em nenhuma das 4 revendas GM da minha cidade. A montadora projetou vender em torno de 1100 unidades mensais, mas o carro está vendendo 50% mais. Das quatro revendas que visitei três só aceitavam a encomenda pelo preço de tabela, que é de R$ 65.039,00 (pintura sólida + pacote de opcionais R7H). Mas repito o que disse em meu comentário anterior: dentro de nossa realidade, achei justo o valor negociado, pois no Brasil nenhum carro vale o que custa. Minha compra foi em razão da necessidade de um segundo veículo mesmo, pois me caso dentro de duas semanas.

        Abraço.

        • Edson Roberto

          Leo, foi mesmo! Alias, parabens pela aquisição! Espero que traga muitas alegrias!

          Dos hatches médios, eu espero ainda ver os 308 THP e o Focus com cambio autoamtico de gente. Além disso deve ganhar mais segurança.

          Entretanto, para o momento, foi a melhor escolha. E vc está bem? Bem… pela sua aquisição, com certeza! rs, acho que esses momentos ajudam a gente valorizar as vitorias..

          Abraços!

          • Leosena

            Meu amigo Edson, analisando as opções dentro do segmento o outro carro que me deixou um pouco tentado foi o 308. Mas este batia nos R$ 60K com transmissão manual. Não que não goste de trocar as marchas, mas decidi optar pelo conforto do câmbio automático e o modelo da Peugeot com o arcaico câmbio AT de 4 marchas foi descartado de plano. Aliás, não consigo entender o motivo pelo qual a francesa não aproveitou esse período de redução do IPI para lançar o THP com câmbio AT de 6 marchas. Este sim seria um tival à altura do Cruze Sport6 LTZ AT, com atributos suficientes para inclusive batê-lo em alguns aspectos, como, por exemplo, o excelente propulsor turbo. Se estivesse disponível em nosso mercado com um preço competitivo dentro do segmento eu ficaria bastante tentado…

            E, respondendo sua última pergunta, sim amigo, estou bem. Me caso na próxima semana, depois de 13 anos de namoro! Será que sei enrolar uma moça?!? rsrs

            Abraços.

  • Castle_Bravo

    E pelo que foi noticiado um tempinho atrás, nem a GMB esperava boas vendas do modelo, tanto que demorou a lançar e quando fez foi meio no "vamos ver no que dá".

  • bedotRJ

    Esse carro fica muito bonito nessa cor vinho, exatamente o do teste. Quanto às vendas, um feito e tanto, ainda mais considerando o preço inicial, notavelmente mais alto que os de Focus e I30. Só que quando chegarem os novos Focus e I30, aí será a vez da GM dar descontos.

  • PONCIO PILATOS

    acho que quando vier o I30 "new", essa "folga" do cruze vai acabar…hehehehhe

    • VININITEROI

      A Chevrolet foi a primeira a trazer seu modelo atualizado no segmento e mesmo com um preço bem discutível esta ai em primeiro.
      Mas acredito que quando chegar I30 e Focus novos, vai acabar essa folga.

      • rogeriulima

        Pior é que vão ficar os 3 disputando quem custa mais, agora que a GM provou que brasileiro aceitar pagar mais de 60K em versão de entrada de um hatch médio…

      • Eugenio C.

        Vai é acabar a "folga" nos preços do i30 e Focus atuais, isso sim… :(

    • O_Corsario

      Depende, o Elantra tinha tudo para vender adoidado, mas não foi bem assim…
      De qualquer forma, novo i30 e novo focus provavelmente vão incomodar, especialmente se o novo focus vier com câmbio de dupla embreagem.

  • AndredeAzambuja

    Tem que ser muito louco pra pagar R$ 72.000 nesse carro, mesmo em termos de "preço brasileiro". Muito, mas MUITO superfaturado.

    • http://www.youtube.com/user/VideoDener?feature=mhee DENHOT

      Pessoal reclama dos valores dos carros no Brasil, mas continuam comprando! So olhar neste post, neguinho falando…Eu comprei um deste modelo tal, sabendo negociar, a bons desc e tals kkk

      Não tem jeito, nego fala, chora, mas compra e vem aqui dizendo que comprou e achando que fez o maximo.

      ''Brasil Ridiculos''

    • Eugenio C.

      Que dizer então dos compradores de Elantra?

  • @armandokaoshiro

    E eu gosto do design do Cruze. Pra mim, ainda se sobressai quanto as demais "caras" do resto dos Chevrolet no Brasil.
    Pra mim, foi-se o tempo da GM no Brasil.
    E tem outra, acho lamentável um carro desse com preço tão exorbirante. Hatch Médio tem de ser tão caro? Aqui no Brasil, sim!

  • epaes

    Belo carro, mas estou satisfeitíssimo com meu 308 que paguei R$59 mil, Allure 2.0 com teto panorâmico.

    • mbarbosa697

      Ótima escolha,pra mim atualmente,o mais lindo dos hatches premium.

    • JPaulo10

      Belo carro.
      Mas – aconselho – preste bastante atenção na hora da revisão. Agora deram de fazer você assinar orçamento pré-aprovado (então, prá que orçamento?)

      • epicentro01

        Fiz a revisão do meu na Quarta feira (29/08). Revisão do 30.000Km e paguei R$ 259,00. Não conheço outro nesta categoria que custe isso, aliás, a revisão do Mille Fire 1.0 com 30.000Km (O carro mais barato e mais chinelo do Brasil) custa R$ 508,00 no site da Fiat. Não sei se eles cobram os 508,00 ou cobram menos (Como aconteceu com o meu Cruze). Mas enfim, como rodo em média 6.000Km/mês isso faz diferença.

      • Edson Roberto

        Estranho isso. Se alguém vir comigo nessa, chamo a policia na hora.

    • danieldourado_2

      Pois é. Um carro do mesmo nível, com um design muito mais bonito(minha opnião) e 15 mil mais barato… Vai entender PQ o povo compra esse Cruze por esse preço…

      • MM_

        O povo compra pq quem vai comprar carros pesquisa as versões relacionadas ao invés de pegar o valor de um top de linha versus outro básico, o que é uma tremenda bobagem.

        Sendo assim, um 308 Allure custa R$ 500,00 a menos que um Cruze LT e ainda fica devendo 2 air bags e ESP.

        • MM_

          Os retrovisores ALÉM de elétricos, tem aquecimento desde a versão LT.

          O Cruze LT tem pelo menos 2 air bags a mais que o Allure, Controle de Tração, Controle de Estabilidade, Chaves com memória das definições de conforto. Fora o resto.

          Além disso eu dirigi um 308 na CCS e tenho um Cruze. A suspensão e o cambio são incomparáveis. Vc já dirigiu os dois?

          • danieldourado_2

            Nunca dirigi nenhum dos dois. NO site da chevrolet a versão LT não tem as coisas que eu falei. E não tem aribag de cortina. O 308 tem 6 airbags. Confere os dois sites.

            • MM_

              Acabei de olhar e está lá na ficha técnica, na seção "Conforto e Conveniência":
              – Espelhos retrovisores externos elétricos com desembaçador

              O Cruze tem 4 airbags na versão LT e 6 na versão LTZ

              O 308 tem 2 air bags na versão Allure.
              "Air bags frontais (motorista e passageiro) "

              E 6 air bags na versão Feline
              "2 Air bags de cortina (motorista e passageiro, dianteiro e traseiro)
              2 Air bags laterais (motorista e passageiro) "

              • danieldourado_2

                Você tem razão. O erro foi meu. Realmente, o cruze é superior…

                • MM_

                  Eu cometi um erro também. A diferença não é R$ 500,00 e sim R$ 5.000,00

                  Um Cruze LT manual é R$ 5000,00 mais caro q um 308 manual.
                  Um Cruze LT manual é R$ 500,00 mais caro q um 308 automatico.
                  Um Cruze LT automático é R$ 5000,00 mais caro q um 308 automatico.

                  • danieldourado_2

                    É… Dessa forma então eu prefiro ficar com o 308 automático.

                    • MM_

                      Aí eu sugiro q vc dirija os 2, hehe.

                      Antes que me "acusem", eu gosto muito de carros franceses.
                      Antes do Cruze eu tinha um C4 2.0 automático. E minha esposa tinha um 307 2.0 tbm automático.
                      O problema é que esse cambio de 4 marchas é injustificável para os dias de hoje. Por isso considero o 308 manual uma boa compra para quem gosta desse tipo de cambio, mas uma péssima compra na versão automática.

                      Tem ainda a questão da suspensão. Por incrível que possa parecer, o Cruze SEDAN é muito melhor de curvas que o C4 hatch. Como obviamente não fiz test drive em uma estrada, não posso garantir, mas pelo que dirigi o 308, me parece que a suspensão é igual ao Citroen.

                    • Edson Roberto

                      O problema do C4, é um produto que efetivamente não aproveita a fama dos carros da Citroen que se dizem ser bom de estabilidade. Além disso, ele com ESP é muito melhor e a tendencia de sair de traseira é corrigida.

                      Mas o cambio é complicado mesmo. O que fico pensando é no bom preço do usado. Mas dá um MEDO de comprar ele com cambi oautoamtico…rs

    • Carroceiro84

      Também! Só que o meu 308 é o Allure 1.6.

      Pegou uma promoção boa hein ? Na concessionária que comprei, tinha um Allure 2.0 manual com teto panorâmico por R$ 61 mil. Tavam cobrando um ágio "básico" porque muita gente queria o teto CIELO. Já os "sem teto" estavam sem ágio rs..

      Ah, esse Cruze é caro pra burro, só digo isso! O cara gasta R$ 20 mil a mais HOJE e daqui a 5 ANOS comemora que o carro dele vale R$ 20 mil a mais que um 308! É MUITA INTELIGÊNCIA! kkkk

      • MM_

        Um 308 Allure automático custa R$ 5.000 a menos que um Cruze LT automático. E fica devendo 2 air bags e ESP/TCS.

        Isso obviamente sem falar no cambio AL4 contra o ótimo cambio de 6 marchas do Cruze.

        O 308 1.6 é uma excelente compra, exceto pelo pós vendas da Peugeot, que pelo menos aqui em SP está terrível e te falo por experiência própria.
        O 308 2.0 automático é uma piada de mal gosto da Peugeot.

      • epicentro01

        Claro, inteligentes são os que comparam versões erradas para tentar justificar a diferença de preços, afinal o Peugeot que custa R$ 50.200,00 é o modelo Active 1.6, sendo que este tem 2 Air Bags, ABS e parou por aí, enquanto o Cruze LT tem motor 1.8, 6 marchas, 4 Air Bags, ESP, Aro 17 e por aí vai. Inteligentes são os que não sabem que R$ 60.094,00 (preço do Cruze LT) – R$ 50.200,00 é igual a R$ 9.894,00 e não R$ 20.000,00 como o senhor citou. Inteligentes são os que depois gastam uma grana nos preços das revisões ou ficam com o carro parado esperando peças. Se você se acha tão inteligente me explique onde está a desvantagem em pagar 10K a mais e ganhar 20k a mais depois? Pois aí sim eu acredito que seja a diferença de desvalorização entre o Peugeot e o GM. Sem falar que nesse tempo gasta mais nas revisões, em preço de peças, etc… Ah claro, esqueci que a maioria compra carro só para desfilar final de semana. No início da tarde do Domingo vão lavar o carro para depois mostrar para os amigos que está com uma "nave", e depois enchem o peito para dizer "o meu carro não dá problema". Compra um Peugeot e usa ele de verdade. Um colega de trabalho comprou um, ficou um ano e vendeu antes que o carro se desmanchasse de vez, e isso com as revisões feitas.
        Para concluir, cada um com o seu gosto e suas necessidades. Eu preciso de um carro que aguente o tranco, rodo muito, já testei várias marcas ao longo destes 9 anos em que venho rodando em média 6.000Km por mês, por isso, creio que tenho mais conhecimento do que você nesse assunto para afirmar que, dependo do uso é muito mais negócio pagar os R$ 10k a mais no Cruze do que ficar com a belezura do Peugeot.

        • Felix_S

          O Cruze não sei, mas as revisões do Vectra GT que vendi com 39 mil km foram bem caras. Meu amigo que comprou o carro acho que nem fez a revisão de 40 mil com medo do preço. Peugeot ou GM precisa de sorte também, porque esse carro teve uma série de defeitos e a CSS demorou meses pra resolver os problemas elétricos (que chegou a me deixar na mão mais de uma vez)

        • Carroceiro84

          "Compra um Peugeot e usa ele de verdade. Um colega de trabalho comprou um, ficou um ano e vendeu antes que o carro se desmanchasse de vez, e isso com as revisões feitas. "

          É MESMO ? Caramba, não sabia disso! Então quer dizer que carro de marca francesa não presta ? Pô, bem que o mecânico APzeiro da esquina tinha me falado: "Doutor, carro é Volkswagen ou Chevrolet! Isso que é carro resistente, o resto não presta"!

          Só que na insistência comprei um Peugeot 206 em 2007 que rodou 190.000 km em 5 anos e vendi INTEIRO! É que eu rodava só final de semana… Organizava excursão pra Teresina, Manaus, Porto Alegre KKKKK… Brincadeirinha, rodava todo dia um pouquinho .. Nunca me deixou na mão, daí resolvi continuar na Peugeot mesmo e comprei o 308.

          Quanto a diferença de preço você tá certo, é "só" R$ 10.000. Deixei esse dinheiro HOJE pro flanelinha na Praia de Ipanema.
          HUAHUAHUAHUA

          • Edson Roberto

            Isso ainda considere que ele comentou que foi o AMIGO e não ele mesmo.

            Além disso, tenho um C3 e um Xsara hatch e com 80000km e 136000km respectivamente fazendo parte do meu uso diario. Mas os carros não prestam viu… porque são meus …. rsrs

            • epicentro01

              Prezado colega. Este amigo meu, ex proprietário do Peugeot trabalha comigo e utilizava o carro diariamente, rodando em média 5.000Km/mês. O que ocorreu com o carro foi que ele começou a se desmontar (literalmente). Resultado ele vendeu o carro por uma miséria para não voltar mais para a marca. Ainda bem que os seus estão bem conservados, provavelente também por causa do seu zelo pelo patrimônio. Não digo que carro francês não presta, tive uma Scenic que fiz mais de 250.000Km e foi só alegria, depois tive um Megane que com 142.000Km estava um lixo, sendo os dois utilizados nas mesmas condições e com o mesmo cuidado.
              Mas enfim, o meu post foi para mostrar ao nosso outro colega que a comparação dele foi totalmente descabida, pois a diferença de valores não é a que ele citou, pois utilizou versões diferentes do carros, com equipamentos também diferentes. Ou seja, uma distorção da realidade.
              Mas é isso aí.
              Boa semana.

          • epicentro01

            Colega, o que eu tentei mostrar, mas pelo jeito você não entendeu, ou não quer entender para ficar na ilusão de que está com a razão, é que você colocou preços de versões diferentes na sua comparação, os veículos por você citados possuem equipamentos muito diferentes, não tem como comparar. Mas enfim, seja feliz com sua escolha, afinal este direito o governo ainda não tirou de nós (se bem que vem tentando…..rsrsr)
            Abraço e boa semana.

            • Carroceiro84

              Não comparei versões diferentes não!
              Só errei no 1º digito porque digitei rápido, daí saiu R$ 20 mil no lugar de R$ 10 mil que foi o valor que citei no comentário seguinte.

              308 Feline 2.0 Automático – R$ 65.990, preço de tabela, mas as concessionárias pedem R$ 68 mil com pintura sólida. Esse ágio de R$ 2 mil só acontece com as versões 2.0 com teto Cielo. No meu carro que é 1.6 não paguei ágio.
              Cruze Sport6 LTZ Automático – R$ 73.957 na tabela, mas as concessionárias da GM no RJ estão pedindo R$ 78 mil com pintura sólida mesmo. Ágio "básico" de R$ 4 mil, aproveitando que o carro tá com uma demanda alta.
              Portanto, 78.000 – 68.000 = 10.000 reais de diferença.
              Ok, talvez onde você more é diferente, mas no Rio tá assim.

              Quanto a INTELIGÊNCIA que falei no 1º comentário, é que R$ 10 mil HOJE é mais dinheiro do que R$ 10 mil daqui a 5 anos. Em 5 anos, R$ 10 mil na minha mão (trabalho com mercado financeiro) "procriam" e se transformam em R$ 20 mil sem dificuldades.
              Deste modo, mesmo sabendo que o 308 vai desvalorizar mais que o Cruze por conta do preconceito com carros de marcas francesas, ainda assim um Cruze teria que valer tipo uns R$ 25 mil reais a mais que o meu 308 quando fosse vender., o que acho que não vai acontecer. Ah sim, os R$ 5 mil que adicionei é porque o SEGURO do 308 com o meu perfil ficou R$ 1 mil mais barato que em um Cruze e costumo ficar 5 anos com um carro. Quanto a manutenção, espero que seja barata como foi com o 206 que tive.

              Ah, se for comparar as versões mais básicas a história não muda, continua uma diferença de R$ 10 mil entre o 308 Active e o Cruze LT e dá pra fazer o mesmo tipo de comparação.

              Abs

  • http://geekaralho.blogspot.com Bernardo

    Estranho, até hoje acho que vi, se muito, dois rodando na rua… sem contar que tá caro demais!

    • mbarbosa697

      Aqui em Natal tbm nao vejo muito dele na rua,vejo bem mais o 308.

      • AutoIng

        Isso é algo bem regional, no sul do país se vê muito mais 308.

    • TecoPadaratz

      aqui em SP tá cheio

    • Gregori_Costa

      Aqui em brasília tem mais cruze sport6 que 308, mas o pior é que o branco dos dois é quase que unanimidade.
      Do 308 mesmo não lembro de ter visto em outra cor, já o cruze vi vermelho, verde(lindo) e preto, mas a maioria esmagadora é branco, e muitos do LTZ.

  • guinho_pe

    Um bom carro mas não tem nada de especial nele. E cobrar mais caro que os concorrentes so pra dar status como diz a GM, so mesmo consumidor inocente pra cair nessa. As vendas mais elevadas devem-se ao produto ser novidade e ao mercado aquecido e principalmente ao numero de concessionarias Chevrolet, afinal de contas sao 538. Basta media de 3 unidades por mes como meta em cada uma das lojas e ja vao mais de 1500 carros.

    • RegueiraMD

      realmente, itens de segurança não têm nada de especial…

      • rogeriulima

        Do ponto de vista de custo pro fabricante não tem nada de especial mesmo. Não sei o que é pior, um fabricante não disponibilizar estes itens ou usá-los pra justificar uma diferença tão absurda de preço como se fossem coisa de outro mundo.

        • RegueiraMD

          em terra de cego quem tem olho é rei. se nenhum outro concorrente disponibiliza (a não ser nas versões TOP muito mais caras que o cruze) eles aumentam o preço mesmo. oferta e procura, nessa faixa de preço só eles têm isso, então eles aumentam o preço, oferta pequena, procura grande.

  • MM_

    Falam tanto do preço, mas um Focus Titanium, com 2 air bags, cambio automático de 4 marchas, sem ESP/TCS, sai por R$ 70.000.

    A questão é que ninguém paga preço de tabela nesses carros.

    • Stark

      Pensava que vinha uns 4 airbags! nao sabia… NAs versoes itermediarias o FOcus é boa opcao, o problema é que existe Cruze LT (hatch e seda) achando por 62k e com AT de 6 marchas ESp, 4ab…

      • MM_

        Sem dúvidas. O Focus 1.6 principalmente é imbatível, pois sai quase o mesmo preço de New Fiesta e Sonic.

        • Edson Roberto

          Eu NUNCA compraria um Focus 1.6. Ele é muito pesado, não desenvolve bem e o 2.0 chega em determinadas situações ser mais economico. Inclusive o motor 2.0 no Ecosport o é bem melhor inclusive que no 1.6 (tudo bem, é o Rocam).

          Mas eu já dirigi e não gostei. Além disso o acabamento dele não é legal. Tem rebarbas aparentes (apesar de bem montado) mas que não foi legal. Eu partiria para um i30. Claro que opinião minha. Mas a bem da verdade, que se fosse optar hoje por um hatch médio, ele seria o Cruze automatico. No momento é o imbativel.

    • BBMP_

      Um Focus Titanium automatico esta saindo por R$62.000. Se chorar deve baixar um pouco mais.

      • MM_

        Um Cruze LT auto+couro sai por R$ 64.000,00. E ainda vem com 2 airbags a mais, ESP/TCS e cambio de 6 marchas. Só que isso é desconto na CCS q vc tem que negociar.

        O que estão reclamando aqui é do altíssimo preço de R$ 72.000, porém isso é tabela, dessa maneira temos que comparar com a tabela de seus concorrentes, que foi o que eu fiz.

        • luta4ever

          Na internet existem um monte de entendido de carro, porém não sabem fazer essa simples comparação que você fez e ainda querem dar lição em quem compra carro na VIDA REAL!

          • epicentro01

            Nem me fala. Chego a ter impressão de que o povo não tem nem carro, ou quando tem usa só para passear na quadra do bairro no final de semana, lê qualquer coisa por aí e quer dar opinião bancando o entendido no assunto.

      • JPaulo10

        O focus está sendo vendido a preço menor por ser fim-de-linha, como foi noticiado aqui mesmo no NA.
        É preço de dar água na boca (a versão com câmbio manual). Mas é mais negócio então comprar um semi-novo e esperar pela chegada do novo (quando vier … … …).

  • diegopolla1

    Eu só vi um desses aqui em Floripa e aqui é cheio de "riquinhos". Mas pros riquinhos GM é coisa de pobre, o negócio mesmo é um KIA ou HYUNDAI.

    A traseira parece um Kadett moderno.

    • canino_preto

      A traseira é de Volks Pointer…revirem os arquivos!

    • epicentro01

      O pior é que Kia e Hyundai não tem nem cinto central 3 pontos…Absurdo….rsrsr. Mas eles economizam no cinto para investir em marketing, e parece estar funcionando…..rrsrsr

  • MarceloWRC

    Puxa mas que coisa, a segunda linha do Astra europeu (Cruze), fazendo sucesso no Brasil. A GM tem sorte mesmo neste país, a maioria dos consumidores sequer tem o trabalho de pesquisar a origem do Cruze, que na verdade é uma versão mais barata do novo Astra Alemão. Brasileiro paga bem mais e leva pra casa bem menos!!! Mas o que importa no Brasil é bola na rede!!!

    • Stark

      Segunda linha do Astra Europeu??? Só se for de plataforma (item que tanto faz sendo de Astra ou da Daewoo) e plataforma ninguém vê!!

      • MarceloWRC

        Sim, segunda linha do Astra europeu, realmente ninguém vê plataforma mas a usa qdo dirige, qdo faz curvas por exemplo, e qdo bate forte e descobre que economizaram na parte estrutural, que ninguém vê e acaba morrendo ou ficando numa cadeira de rodas. Porque o que importa para as montadoras nacionais é dinheiro no bolso, e para o consumidor o que importa é bola na rede!

    • MM_

      Quem compra carros, compra apos dirigi-los, testa-los ecompara-lo com os concorrentes. Nunca vi alguem preocupado com origens.

      De qqr maneira, fale isso para o resto do mundo, pois o Cruze e sedan global, enquanto o Astra nao.

      • MarceloWRC

        Caro MM então quer dizer que vc já fez test drive de um mês em um carro antes de comprá-lo? dirigiu por avenidas, estradas para então decidir pela compra? Por isso carro brasileiro é ruim, eles são feitos para pessoas com pensamento igual ao seu, agora entendo porque a GM vende os lixos que vende aqui e fazem o maior sucesso.

        Há, o Astra não é carro global? então desculpe mas vc não entende muito de carro! Além de ser vendido em toda europa, ele também é vendido no Chile, na Asia, por exemplo, e também no brasil em forma de Cruze, segunda linha de Astra europeu, que utiliza suspensão multilink na traseira, vai ver a do cruze e vc vai achar o eixo de torção lá atrás. Segunda linha ou seria segunda divisão?

  • cfcontente

    O Focus não tem cambio automático de 6 marchas e sim de 4 marchas assim como o I30, e isso faz muita diferença.

  • Porcodio

    Ao meu ver falta um motor melhor pra esse carro cair no meu gosto. Esse motor aí que fizeram propaganda antes do carro me decepcionou.
    Traz um 1.6 turbo da Opel ;)

  • DarlonSC

    Meu pai do céu: R$ 72 mil? Onde fomos parar (e para onde ainda vamos)?

    • Filipe_GTS

      Darlon, está razoável. O Vectra GT-X custava isso. Quase não houve inflação!

      • DarlonSC

        Eu sei, o que quis dizer foi o absurdo, em geral, do preço dos carros no Brasil. Isso seria grana para um conversível, sei lá, um esportivo… não para um carro tão normal quanto esse (ou quanto custam os concorrentes tbém).

  • ntpv
  • MM_

    Engole qqr coisa? Nao engoliu vectra gt, bravo, 408, etc…

    • livecajo

      continua a engolir gol, uno, palio, agile, corsa classic

      • Edson Roberto

        Mas o que dizer ao consumidor que não tem dinheiro para comprar carro melhor? Comprar carro usado superior? O que tem manutenção mais cara? O que pode ser uma bomba para a maioria dos leigos consumidores?Tudo isso te mque ser considerado.

  • nelsaum

    Não entendo como um motor moderno e cambio idem tem desempenho e consumo semelhantes a modelos menos modernos. O 1.4 turbo cairia bem melhor.

  • Jason

    É bom saber que está sendo mais expressivo que o vectra gt em vendas… é um belo carro, e não podia ser diferente, com concorrentes de peso como os que ele enfrenta.

  • zzzepa

    se no chile, completão, custa 39.900,…..aqui tá um roubo…..GM tá louca…

    • http://www.antoniodejulio.com.br Antonio De Julio

      Tá não. Louco é quem compra. Ela tá mais é certa!

  • _William

    O carro é bonito e tem suas qualidades, mas pagar R$ 72 mil nele é insanidade, tem que ser muito fã mesmo (o que não falta).
    E vendendo bem assim, Alguém aqui acha que o novo I30 virá mais barato? Vai vir na mesma faixa e vai vender tanto quanto.
    Eu fico pensando, o que dá em uma pessoa pra se enfiar em parcelamentos infinitos pra pegar um carro desse por R$ 72 mil? vai entender!

  • kensueth

    Aqui em Vitória-ES eu ainda não vejo muito desses na rua, acho que é devido ao valor
    O Sedan e o Hatch tem o mesmo motor e tudo mais, e o Sedan é mais barato ! só aqui mesmo

    • oleodecart

      Na realidade o sedan é mais caro na tabela,acontece que ,como o hatch vende mais resolveram baixar os preços do sedan.Aqui em São Paulo o sedan é mais caro.

      • MM_

        O Sedan vende praticamente o dobro do hatch.

    • MM_

      Não sei de onde você tirou que o Sedan é mais barato.

      • arthurorlandi

        Realmente aqui (ES) o sedã não tá mas barato, mais está ou o mesmo preço, ou bem parecido.

  • thiagohp

    É um hatch que chama atenção, apesar de ser "grande" perante aos outros, mas a traseira lembra o Ford Focus. Mesmo o I30 estando há 3 anos no mercado ou mais, ele ainda põe o Cruze em degrau abaixo e em se tratando em Chevrolet, daqui uns dias vem outro pra substituir ou vem o face-lift, acho que a chevrolet não decide o que fazer com os seus modelos e perante há algumas marcas, ela está bem queimada.

  • PKuster

    O Cruze Hatch chama a atenção no trânsito, sua parte traseira é bem interessante e dentro desse "mar de feiúra" em que se tornou a GM do Brasil (Agile, Cobalt e Spin), seu desenho consegue agradar – sem ser unanimidade. Se fôsse um pouco menor, venderia mais entre o chamado "público jovem", pois de perfil é quase tão grande quanto o Sedan.

  • silvio_Brito

    "Nos três meses completos de vendas, o Cruze hatch acumulou média de 1.600 unidades, enquanto o sedã consegue cerca de 3.200 compradores, segundo dados da Fenabrave. O total de 4.800 emplacamentos mensais foi o suficiente para tirar o Toyota Corolla – só disponível como sedã – e suas 4.500 unidades da liderança. O Honda Civic vem logo atrás, com 3.800 exemplares por mês."

    HAHAHA
    Que piada é esta somar as vendas do sedan e Hatch pra dizer que é o mais vendido?!
    Fala sério. Como a propria materia diz o ambos estão e 3° lugar.
    Não vou nem discutir o mérito do carro, que de fato é bom e é o mais atual diponivel (no momento) no mercado.

    • RSquall

      Isso parece estranho pra gente que tem a mania de ficar "torcendo" por tais e tais modelos, mas essa classificação é muito comum. Normalmente ela é feita no exterior e nos balanços semestrais, daí eles dividem apenas por segmento B-cars (compactos), C-cars (médios), D, E etc….. normalmente são modelos que dividem a mesma plataforma mas eles são classificados por dimensão… isso interessa mais para as empresas mesmo e não para as "torcidas" hehehe…
      Não vou dizer que eu não me pego torcendo mtas vezes MAS, enquanto a gente fica aqui discutindo isso, a montadora tá lá rindo e vendo sua porcentagem subir no mercado… daí qdo eu penso nisso já mando tudo praquele lugar e volto a trabalhar rsrs.

      O Fernando Calmon normalmente faz essa divisão a cada final de semestre, olha os dois últimos:
      http://carros.uol.com.br/noticias/2012/01/24/os-v
      http://carros.uol.com.br/noticias/redacao/2012/07

      Abs!

      • Eugenio C.

        Mas você percebeu que somaram as vendas do hatch ao sedan só para dizer que vende mais que Corolla e Civic, mas NÃO fizeram o mesmo ao comparar com Focus e com outros hatches? Incoerência inaceitável em um texto que se pretende jornalístico e imparcial.

  • http://gugaaa.deviantart.com/ Gustavo Miranda

    Eu amei o interior desse carro, mas realmente fica complicado baixar os preços no Brasil se as pessoas concordam em pagar 72 mil em um carro dessa categoria…

  • jrcferrari

    lendo uma notícia dessa, entendemos porque os fabricantes NUNCA vão abaixar os preços dos carros fabricados no brasil. Enquanto tiver trouxa que paga um valor desse.

  • PauloEFS

    Que bom que está vendendo bem. Em breve o mercado de usados estará recheado de ótimas opções!

    • Tnatanael

      Aguardando, ehhe.

  • fse

    Aqui na minha cidade só tem um Cruze Sport6, claro fica no interior. Eu acho o valor muito acima da media e ele nem me agrada muito.

  • fernandez_esp

    Tem a divisão por estado dos de vendas de veículos no Brasil? Tenho a impressão que Ford e GM concentram suas vendas em São Paulo.

  • Louis

    Ele á caro porque se colocassem barato não venderia bem, pois não traria tanto status.

  • Absinthe666

    Ja vi uns 2 rodando aqui em fortaleza, porém é sempre da versão básica LT, ainda não vi nenhum corajoso que pague os +70mil da LTZ
    mas se bem que aqui o povo so compra Golf e I30, que apesar de ultrapassados ainda vendem muito

    • Rafa_el

      O LT com aquela roda polida com tratamento grafite é muito mais bonita que essa da versão LTZ.

      Mais um motivo para dispensar o LTZ.

    • Rafa_el

      Poxa, o I30 não é tão atrasado. O desenho dele fica apagado diante do novo i30, mas comparando com o mercado nacional, não é tão sem graça.

      O Golf é sim. Aliás, o Golf retrocedeu a um nível que nem a palavra ultrapassado serve mais para definir.

  • João Eduardo Galli

    Os Fiatero pira, e não adianta ficar "Bravinho".

    Finalmente alguém considerou a linha Cruze, pois é muito pouco o que separa os dois (sedan e hatch).
    O Cruze é um sucesso, não adianta culpá-lo pelo preço sendo que ele já chega depois de décadas de preço alto no Brasil.

    • TecoPadaratz

      Ae Jhon, sabe quem é aqui ? rssss…..

      O sport6 vendeu tanto aqui em SP que já nem viro mais o pescoço pra olhar…….já enjoei….
      Agora quero que chegue logo os Novos Focus e i30.

      E VIVA A CONCORRÊNCIA !!!!

      Fieteiro fica "bravinho" porque acha que só existe fiat no mundo e a concorrência só tem porcaria……..kkkkkkkkkkkkk. Falar bem de outras marcas é motivo de encrenca com os fiatináticos……

      Pensou em comprar um hatch bacana ? Pra mim o Bravo é o último da lista, pq o dualogic não se compara com automático.
      É, acho que não é só pra mim não, é só olhar as vendas do bravo e a conclusão é que o bravo é o último da lista pra muita gente.

      • BSBDriver

        Sem me adentrar nessas bobagens de fieteiros e etc, acho que tem uma falha no seu raciocínio: o fato de um veículo ser o menos vendido de sua categoria (nem sei se é o caso do Bravo) não significa que ele é o último da lista de preferência.
        Imagine o seguinte: um mercado com os modelos F, C e B.
        F vende 5 unidades;
        C vende 4 unidades e
        B vende 1 unidade.
        No entanto, quem comprou F pode ter colocado o B como segunda opção e quem comprou C também pode ter colocado o B como segunda opção. Assim, o último da lista prá maioria foi C e não B. Nesse exemplo, B sequer ficou no fim da lista prá nenhum consumidor.

        (*) qualquer semelhança com o mercado automotivo de um certo país é mera coincidência.

        Mas não me leve a mal, é só uma brincadeirinha.

      • Rafa_el

        Cara, todo mundo que conheço que gosta de carro gosta de hatch médio e ninguém considera comprar o Bravo.

    • mademg

      E nem encara um Punto T-Jet

    • Tejolo

      O detalhe é que o cruze s6 vendeu apenas 243 unidades à mais que o bravo em Agosto… ele só cai, enquanto o bravo vende mais à cada mês…. estou confiante que o brasileiro está aprendendo à comprar por CxB e não apenas por ser lançamento. Quando o S6 entrar na realidade e cair uns 10.000, deve assumir a liderança, mas com a política atual de preços da GM, é ruim de CxB.
      Edit: e o 308 vendeu só 4 unidades à menos que o S6, e subindo…e a somatória dos dois Cruzes não atingiu as médias de vendas do Civic, nem do Corolla…. matéria tendenciosa.

  • JPaulo10

    O pessoal daqui malha o carro considerando o preço da versão LTZ. quando o que vende de verdade é a LT (R$ 60 mil manual e R$65 a AT), com poucos equipamentos a menos do que a top (teto solar e multimídia).
    A GM faz o mesmo que a Toyota com o Corolla na versão Attis: "você é apaixonado pela marca e está disposto a pagar (muito) mais pelo "top"? A Toyota fabrica um para você". Ou seja, o Attis consta em catálogo, mas não é a regra: o mix de vendas vai quase todo para a XEi.
    O Cruze é um hatch mais caro, sim. Mas a versão básica já traz muitos equipamentos que não se vê em outros hatchs (ESP, câmbio de seis marchas, etc.). É bem mais moderno que o cansado focus (e seu famoso câmbio AT manco) e o i30.
    E o pós-venda da GM tem fama de ser melhor do que a Peugeot (ou menos ruim). Por isso, vende bem.

  • victorweslley

    Pensei que seria um mico de vendas pelo preço. Mas até agora é um "sucesso". Veremos quando novas atrações como Focus e I30 chegarem.

    • Carroceiro84

      Pois é, um sucesso de vendas por esse preço "camarada"!

      Isso vai estimular a Ford e a Hyundai a cobrarem uma "pechincha" pelos novos i30 e Focus. Até porque brasileiro associa preço a qualidade! Se esses forem mais "baratos" que o Cruze as pessoas vão achar que eles são piores também…

      • rogeriulima

        É o mesmo caso do Sentra e do Cerato que por serem vendidos a um preço mais baixo são listados como concorrentes do new fiesta, City e por aí vai.

  • deeeenn

    O carro é lindo.

  • aneypassos

    Cada vez mais ansioso para a chegada do 308 thp em out… ou classe a 2013

  • oleodecart

    Esse é o preço Brasil moçada.Quer comprar barato vai nos states em loja de usados.Minha filha comprou um LTZ Branco,top,AT e é show.

  • loucoporcarro

    E o pior… é que ta vendendo bem . Caro pra car$%#@!#$..

  • anderson_sp

    Sem dúvida é um belo carro, e a GM estava padecendo de um veículo a altura do segmento, já que o pré-histórico Astra, parecia uma Derci Gonçalves em uma roda de periguete novinha querendo chamar a atenção vestindo-se da mesma maneira, pois bem, em tese este era pra ser o substituto real do Astra e não o Sonic que tem um porte menor, os carros no Brasil estão diminuindo de tamanho e aumentando de preço e categoria, lamentável.

    Sobre o motor, sinceramente eu não sei o que acontece, se a GM continuasse com o 2.0 PowerAlgumacoisa, o povo reclamaria, se for pegar matérias de 2/3 anos atrás, muitos duvidavam que a GM traria estes motores Ecotec para cá, enfim, os trouxe e este motor é exatamente o mesmo que vende em outros países, ao meu ver é um motor relativamente moderno com o que tem aí fora, fica este mimimi que o carro deste porte com quase 1.500kg não faça 15km/l na cidade e 22km/l na estrada, isso com a pessoa dirigindo com uma tocada esportiva, tô pra ver um carro que não seja híbrido que faça médias de consumo como muitos falam que conseguem ou que almejam com tal carro, independente de marca.

    Outra é este MITO que o motor 1.4 Turbo não veio pra cá pelo fato de consumidores não quiseram este motor, isto é uma piada e não é uma pesquisa ou clínica com "possíveis" 10 compradores do veículo que afete de tal maneira a retirada de um componente importante do carro, isso quem tem o veredito final é a montadora, e a mesma deve ter tirado de cogitação, talvez pela durabilidade do mesmo usando a mijurina aqui do BR e a falta de manutenção do mesmo por parte do comprador que acarretaria dores de cabeça a empresa, porque muitos comprariam e não realizaram a manutenção devida no carro e quando tivesse algum problema, iriam logo queimar a marca dizendo que tal motor não presta e se for ver por este lado foi melhor mesmo.

    • KzR

      Acho que GM tem a obrigação de trazer motores modernos para projetos mais modernos. Além do que poderia sair mais caro tentar readaptar o 2.0. Enfim, o Ecotec é um motor de desempenho apenas mediano. Tem boa resposta mas bebe muito. E veja que a GM adicionou muitas tecnologias para conseguir esses números.

      Claro que o conjunto do carro influencia no consumo e que hatches médios não tem a obrigação de serem econômicos, mas como se prega muito a eficiência dos projetos mais modernos atualmente, o Cruze não fazer médias melhores em ciclos mistos é desanimador.

      • JPaulo10

        No teste do NA, o Cruze fez 14-15 km/l na estrada.
        Consumo alto é real ou será fama? Ou os sites pegaram carros muito novos (pouca quilometragem), com motores ainda amaciando, como o Eber disse no video?
        Essa é uma dúvida que ficou para mim, porque o Eber também pegou o Jetta com 900 km e disse que não era tão econômico quanto se esperaria. Ficou meio contraditório.

        • epicentro01

          Cara, o meu é um LTZ Sedan. Na cidade, com o trânsito de m…. que tenho aqui (apesar de cidade pequena o trânsito é muito ruim, chegando a levar 40 minutos para percorrer 6 Km em determinados horários) eu faço uma média de 8Km/l, e na estrada faço média de 13,5Km/l sempre com gasolina e sempre com o ar ligado.
          O que eu vejo muito por aí são pessoas que não sabem dirigir. Abre o sinal o cara soca o pé no fundo para andar 50 metros e ter que segurar o carro no freio para logo em seguida repetir todo o processo. Em estradas mesma coisa, esticam tudo o que dá para colar no carro da frente e ter que frear, aí não tem carro que seja econômico. O meu carro anterior (Vectra Elegance 2010, manual) rodei 132.000Km com ele sem precisar trocar pastilhas de freio, e, na estrada eu fazia média de 14,3Km/l…..rsrsrsr
          Mas é isso aí.
          Bom final de semana.

          • Jonelex

            tu fazia 14,3Km/l no vectra andando a quanto ? 50km/l?

            • epicentro01

              Primeiramente Km/l é unidade de consumo e não de velocidade. Mas imaginando que você queira dizer Km/h vamos lá.
              Eu fazia esta média de consumo andando entre 100 e 110 Km/h (velocidade permitida em nossas rodovias). Na região onde moro, não existem muitas serras, logo, o consumo também é favorecido nesta situação. No demais é questão de antecipar o fluxo da rodovia, o que vejo muito por aí é a situação que citei acima, quando o cara soca o pé no acelerador para logo em seguida segurar no freio, e depois culpam exclusivamente o carro.
              Abraço.

          • radiobrasilcombr

            O consumo varia muuuuuuito de acordo com o "pé" mesmo… Meu antigo Vectra NE 2010 em gasolina fazia no máximo 12 na estrada (sem pisar muito), e faço o mesmo agora com um Captiva 2.4 (que dizem que faz menos que isso).

          • KzR

            São muitos fatores mesmo a considerar. Peso do pé sobre o acelerador é um deles. Pelo seu relato o seu consegue ser até bem econômico para um carro meio pesado como o Cruze.

            Mas já dá para notar um certo dilema nos carros de hoje: ao tempo que pregam eficiência e economia, eles vão ficando mais pesados. O Vectra A GSi fazia média de 9~10Km/l na cidade. Isso a quase dezoito anos atrás.

        • KzR

          Acho que me precipitei e acabei falando sobre os índices do Sonic. =p
          Segundo o NA, o consumo urbano do Cruze foi ruim e o rodoviário foi bom. O Eber realmente falou dos testes serem feitos sobre carros praticamente novos e pouco rodados, que estão em fase de amaciamento, então se espera uma melhora com o tempo, mas não muito grande. Isso vale para qualquer carro.

    • O_Corsario

      Consumo é um negócio difícil de avaliar, pois é afetado por praticamente tudo. Então a menos que vc compare o consumo nas exatas mesmas condições, fica complicado.

  • RegueiraMD

    só uma correção na matéria, o ar condicionado é digital e automático, não manual como dito na reportagem. está corretamente apontado que não é dual-zone.

  • rattrap587

    Bonito e caríssimo. Não é pra mim. Aliás, mesmo que eu tivesse essa dinheirama sobrando, não compraria esse caro por esse preço. Nunca. Isso aí é carro para custar no máximo 55K, isso com todos os opcionais possíveis e imagináveis.

  • http://www.antoniodejulio.com.br Antonio De Julio

    Pra variar, o carro fez 70 pontos de 100 possíveis, rs rs rs

  • Daniel Ramos

    Disse bem: "…média-alta…" e só! A chevrolet esquece que o brasil, por sua vez, a maioria da população é e classe, A-B, bem, mais isso não vem ao caso. É uma pena, porque se fosse em outro lugar esse carro seria classe baixa-média, já que não é "grande" coisa.

  • Vitão

    Aff…. Pagar R$ 72.094,00 nesse carro?!?

    <img style="-webkit-user-select: none" src="http://media.tumblr.com/tumblr_m99v66qLzZ1qm2cpb.jpg"&gt;

  • Filipe_GTS

    EU NÃO ENTENDO o que os colegas comentaristas querem. Carro Grátis não existe. Lembrem-se que o Vectra GTX (bem pior) custava R$ 70mil também. E tinha GPS colado no vidro.

    • VININITEROI

      hahaha verdade,aquela telinha ching ling pendurada no vidro é brabo..

    • epicentro01

      Cara, nem me fala. Quando a GM anunciou que o carro vinha com GPS e depois eu vi aquilo eu ri muito.

  • emeferronato

    Eu acho que brasileiro gosta muito de hatch. Alias na maioria dos outros paises a maioria dos carros sao sedans como EUA, China, Russia, etcc Alguem sabe a explicação de no Brasil a maioria dos carros serem hatches ?

    • epicentro01

      É que os manos acham que carro hatch é carro esportivo. Daí é só reclinar o banco até o encosto tocar o assento traseiro, apoiar o braço esquerdo no apoio da porta, segurar o volante somente com a mão direita no topo do mesmo e sair "arrasando". Alguém passou essa ilusão de que isso é bacana.

    • Felix_S

      O europeu gosta muito de hatch também. E eu gosto por causa da dirigibilidade, da praticidade no dia-a-dia e porque acho bonito também. Um dia volto a ter um hatch médio quando puder ter um carro menor que meu sedã.

    • zeuslinux

      Hatch é muito mais racional em termos de aproveitamento de espaço. Baixando o banco então, pode-se levar coisas muito maiores como bagagem p.e. Eu prefiro hatches. São geralmente também mais fáceis de manobrar por causa da visibilidade traseira.

  • CanalhaRS

    Eu acho o cruze meia boca, e o hatch pior ainda por causa do design esquisito. Basta olhar para a foto de perfil do carro para vermos que a frente (de linhas predominantemente retas) não "conversa" com a traseira (linhas arredondadas). Eu acho feio que dói.

  • guihounter

    estou no aguardo dos semi-novos…. aos compradores do cruze sport6 0km cuidem bem deles por gentileza…:D

  • SonataRio

    O pessoal só sabe reclamar, que saco. O Cruze custa mais, mas oferece mais também, nessa versão tem controle de estabilidade e subida, GPS, tela central, 6 airbags, alguns itens que nenhum rival oferece de série. Hoje eu não compraria por saber que novo i30 e Focus vem por aí, mas se tivesse que comprar concerteza seria o Sport6.

  • O_Corsario

    Espero que o sucesso do Cruze Hatch mostre para VW, Renault, Honda e Toyota que hatch médio também vende.

    • Cristiano_RJ

      Ô! E tomara que leiam o seu comentário. É triste gostar de hatches nesse país…

  • kikofar

    Vi esse carro de perto na semana retrasada aqui em Brasília. Gostei muito. Bonito, passa robustez, aspecto de "bem assentado no chão" e maior do que parece nas fotos (principalmente na largura).

    Masssssssssssssssssss… Qualquer valor acima de 65 (versão top) pra mim já é exagero num hatch!!!

  • Coringa

    Cruze Sport6 no Chile e importado da Coréia: R$ 36.000,00 ; No Brasil, fabricado em SP, R$ 65.000,00…. Será que os impostos pesam tanto assim? E mais: só tá vendendo porque a GM lançou na entresafra dos hatchs: Nada de i30, Focus III e Golf VII. Quando vierem, o GM volta para a combalida 4ª colocação…

    • O_Corsario

      Cruze ainda não é fabricado no Brasil.

      • saulitoooo

        exato, ele vem todo em CDK, só é montado

  • G_Europe

    A GM poderia lançar a versão LS com itens semelhantes a dos concorrentes, o preço sairia uns 55k.
    Mas optou por nao oferecer a sigla LS, apenas a LT com itens que nos concorrentes são opcionais.
    E a LTZ, com itens que alguns concorrentes nem sonham.
    Conclusão: caro? Sim [ Brasil ]
    Para o Brasil? Sim
    Uma boa compra? Sim
    P.S. – nestes quesitos que destacam os pontos técnicos, praticamente todos os modelos ficam com médias entre 67 e 78 pontos. Repararam ?

  • G_Europe

    A propósito, este preço apenas antecipa o futuro preço de Focus III e Hyundai i30.
    Como a Wolkswagen Brasil é descaradamente louca, não duvido que um futuro Golf VII custe R$90.000
    P.S : e vai vender.
    P.PS: a GM não esperava vendas desse carro. É um carro caro e sem fama, coisa que um Golf 4,5 tem de sobra.
    P.P.S: Mostra que a empresa pode estar abrindo caminho para a Opel, abolindo seus nomes. Senão este Cruze HB poderia chegar como New Astra e arrebatar 2.000u/mês.
    P.P.P.S: com a possível chegada futura da Opel ( com o fim do uso de seus nomes ) sou um candidato a compra de um hatchback Astra, com motor 1.4 ou 1.6 turbo .
    "Sonhar não custa nada"

  • Marco_Aurelio

    É um carro interessante, sem dúvida, embora não goste dessa frente de caminhão. Acho o sedã mais bonito, pois essa traseira definitivamente "não casa" com o restante do carro. Se custasse uns 25 mil reais + barato, animaria a comprá-lo. Vamos ver quando chegar o novo I-30 e Ford Focus. Quanto ao Golf, podem esquecer. Quanto ao Opel Astra, se vier detona a GM.

  • marcelo_ricardo

    ar-condicionado manual?

    É digital até na LT, e automático.
    E ainda tem controle de qualidade do ar.

  • Rick765

    O Cruze chama muito a atenção por onde passo. Todo muito pergunta detalhes dele. Desde a versão mais básica já vem completo com 4 Air Bags, ESP, retrovisor eletrocromico, Bluetooth, couro no AT, sensor de chuva no AT. Som totalmente compativel com iPhone. É mais confortável ao rodar que i30 e 308 (esses dois são muito duros). Mais estável que o Focus por causa do ESP (já dirigi ambos no mesmo percurso no limite e o Cruze não sai da trajetória).
    Bebe bem. Faz 7,3 na cidade (faço percursos muito curtos). Meu Corolla faz 7,8 (1.8 GLi, nenhuma maravilha também). Ah esses motores flex!!!!
    O cambio é melhor que do peugeot, Focus e i30. Poderia ser melhor, o do Corolla tem 4 marchas e é superior, mudanças quase imperceptíveis.
    Certamente 308 THP, novo i30 e novo Focus tem tudo para serem melhores que o Cruze. NAO ESPEREM PREÇOS MUITO DIFERENTES OU ATÉ SUPERIORES.
    A GM ainda poderá lançar uma versão LS. Dois Air Bags, sem ESP e mais barata para competir com versões de entrada de i30, Focus e 308

  • Robertosss

    espero que a Gm aprenda que os brasileiros gosta de inovação e carro alinhado com países de 1 mundo nem que preço esta salgado!

  • YoOdEx

    O problema desse carro é o preço! Tem muita tecnologia sim e bla bla bla, mas o preço é muito superior aos concorrentes, sem o carro ser tão superior assim…

    Agora, 0-100km/h em 10,7 segundos, com alcool! O saudoso Astra levava 9,1 segundos com o "Monzatech 2.0". Particularmente acho que carro desse segmento, deveria ter motor 2.0 16v, como o i30 e Focus além de bom torque em baixa que é muito importante para dar a sensação de "esportivo".

    Quem já dirigiu o Astra 2.0 sabe o quanto ele era agressivo nas arrancadas.
    Ps.: Sei que o Astra tem motor 8v, e que 8v combina com baixas rotações e fraco em alta.. mas hoje já possível ter um torque de 8v com um 16v nas baixas (o Sentra é um exemplo), e ter o devido comportamento de 16v em altas rpms.

    • Jonelex

      8V sao muitos bons em baixa mesmo, tinha e vectra NE e de arranque era mais esperto que o meu atual carro , um lancer , que mesmo com o comando variavel de valvulas o torque em baixa n se compara com os carro 8v da linha gm de 140vc.Em alta o lancer dispensa comentarios.

  • radiobrasilcombr

    Deve ser frustrante pra quem gosta de desempenho, trocar um Astra 2.0 (que zero custava 45k) num Cruze de 65k ou mais e andar beeeem menos.

    • dferraz88

      Tenho um amigo que realizou essa troca, só que foi para o Automático. Ele não achou frustrante o desempenho do Cruze não, além da potência ser semelhante a melhora na tecnologia/câmbio/suspensão dá uma estabilidade muito maior ao cruze, desta forma melhorando o desempenho no geral.

      • kaooooo

        Me ajuda ai gente, ficar comparando o astrassauro com o cruze.!!! Quem quiser pegar um carro que ande muito pega um honda civic si usado, GTI Gol usada, A3 1.8 T usado. Todos mais baratos. O conjunto do Cruze é excelente! só é um pouco pesado. E é 1000000 vezes mais seguro do que o Astra.

  • MuriloSoares

    A GM ainda vende por ser uma marca com tradição em segmentos mais caros, mas não gosto desta linha atual, A GM tem muito seguidores fanáticos no Brasil. Só na minha família, são 3 fanáticos…coitados!

  • CarFanatic

    A GMB pouco a pouco voltando ao topo! O problema ainda são os preços e o atendimento das concessionarias, problema de todas marcas "nacionais"… alias!

  • Adriano_Silva

    Uma compra super racional rsrsrsrsrs.

  • junior

    um carro bonito + 70mil e mesmo preço do sedam e muito divia valer uns 50mil eu axo q o camaro divia custa 120 mil pra vcs entede nos eua a versao LT valer 18 a 22 mil dólares e o SS custa 40 mil dólares to querendo um muito caro vo espera passa 15 anos pro SS valer 100mil e quase a mesma coisa se alguem tem um maverick gt de 286cv na garagem 35 anos de historia era nosso mustang brasileiro da época vo compra honda civic Lxs 2008 35mil

  • Eugenio C.

    O Bravo T-Jet dispõe de air bags laterais, de cortina e para os joelhos por 2700,00 como opcional, além de ter ESP, ABS com EBD, freios a disco nas 4 rodas, air bag duplo frontal e hill holder de série. Com o conjunto de air bags opcional que citei, o preço de tabela fica em 69.000,00. E o teto Skydome e ar digital Dualtemp são de série…