_Destaque Chevrolet Hatches Mercado Sedãs

Chevrolet Sonic tem retorno ao Brasil negado pela montadora

2017 Chevrolet Sonic

Na última terça-feira (24), publicamos uma notícia a respeito da volta do Chevrolet Sonic ao Brasil, segundo prováveis fontes ouvidas pelo portal Carro Online. No entanto, por meio de um telefonema ao Notícias Automotivas, a montadora desmentiu os boatos, justificando que não há espaço na cota de importação do México para voltar a comercializar o hatch e o sedã compactos no mercado brasileiro.

Quando tiveram suas importações encerradas, em 2014, o motivo foi justamente o limite da cota de importação, ocupada pelos utilitários-esportivos Tracker e Captiva. E pelo visto, ambos os modelos continuam ocupando toda a cota. Caso o Sonic hatch e o Sonic sedã voltassem a ser vendidos no País, chegariam pagando impostos de importação e, consequentemente, com preços ainda mais altos.

Rumores indicavam que a linha 2017 da família Chevrolet Sonic, que adotou mudanças significativas no visual e aprimoramentos no interior, seria lançada no Brasil no segundo semestre deste ano, para se posicionar entre o Cobalt e a nova geração do Cruze, com preços na casa dos R$ 70 mil. Neste caso, a aposta era que a marca deixaria de trazer o Captiva ao País, que de janeiro a abril emplacou 418 unidades.

Galeria de fotos do Chevrolet Sonic 2017

 





  • Matozao

    Galinha que acompanha pato morre afogada

    • th!nk.t4nk

      Acredita na história da GM quem quer. O carro foi um mico, tá na cara que seria loucura trazê-lo novamente. Iria mofar nas concessionárias.

      • kravmaga

        O carro não foi mico não. Era um belo carro.

        O preço é que era alto demais para a categoria, até porque a Chevrolet não teria como vendar mais barato porque não conseguiria entregar por causa das cotas.

        • th!nk.t4nk

          Ou seja, foi mico. Não estou avaliando se o carro foi bom ou não, e sim que não vendeu (micou). A GM fez o mesmo com o Vectra GT, lembra? Colocou os preços muito acima da média do mercado, e claro que poucos se interessaram. Hoje o que temos é o Onix fazendo papel de carro médio, infelizmente, e duvido que isso mude tão cedo.

          • Leonardo Cantanhede

            Cara, MICO é quando o carro não vende pq é ruim, tipo o Linea. Se o Sonic não fosse limitado, teria vendido MUUUIIITO mais. Ele não vendeu por causa da cota, isso não tem nada de MICO

        • jkpops

          quantos vc vê nas ruas? mico carro feio feio não horrível vendeu tanto que até hoje tem alguns modelo 2014 abandonados nos fundos de algumas CSS GM.

      • invalid_pilot

        Sofreu por ser simples e caro por aqui.

        Povo prefere aparência melhor e multimídia com motor jurássico do que o inverso

        • Pacheco

          Na vdd era lindo e tinha a tela. O problema foi preço e equipamentos comparado a concorrencia. O proprio Fiesta alem de mais interessante, era mais equipado em todas as versões.

          Sem falar que por causa das cotas a Chevrolet não apresentava muito o carro.

          • marcos

            Exatamente isso!

          • Andre Nascimento

            Você está falando que o Fiesta é mais completo que o Sonic?! Se sim, me desculpa…você não conhece o carro.

            • Pacheco

              Quem não conhece é vc… o Fiesta tem muito mais equipamentos que o Sonic. ESP, ASR, 7 Air Bag, Ar Digital, Assistente de Rampa… só pra começar.

              • Rodrigo

                Depois que virou nacional. Quando vinha do México oferecia menos equipamento. Nem airbag nem ABS vinha na versão básica, sendo que a top (com 6 ab e ESP) custava mais caro que o Sonic LTZ, custava o mesmo que a versão de entrada do Fluence.
                E naquela época, nada de ar digital, nem câmbio Powershift, nem motor com comando de válvulas variável.

                • Pacheco

                  Mas estamos falando do Nacional. O Fiesta mexicano nunca foi um bom negocio. Só esquentou o mercado para o nacional.

                  • Ildevan Oliveira

                    Pacheco, ele esta comparando os importados..

                    • Pacheco

                      Entre os importados sim… concordo. O Fiesta ainda tinha aquela frente feia.

  • Rodrigo

    Claro que o motivo não é a cota, né gente. Até porque no auge de vendas do modelo em 2013, a média era de 1000 veículos por mês (hatch + sedã), mesmo tendo Captiva e Tracker entrando na conta.
    Óbvio que R$70 mil num carro compacto 1.6 aspirado, ainda que de boa qualidade e com boa lista de equipamentos (pelo que disseram) é um pouco demais. Com essa grana melhor completar um pouco mais e pegar um 208 GT, DS3, Swift Sport, etc. simplesmente não dá.

    • Raimundo A.

      Os dois são motivos. Embora as vendas em baixa, e como você cita, foram vendidos antes com os suvs, saíram porque o custo-benefício na época já estava ficando ruim e a demanda por suvs crescente. Se há cota, a Chevrolet optou por tirar os compactos criando folga para os suvs venderem.
      Hoje, novamente, o mercado permanece aquecido para os suvs e há o face-lift dos dois utilitários que podem melhorar as vendas. O preço conforme montadora tributado o deixaria mais uma vez em situação ruim, então trazer para quê?
      Como disse na matéria anterior, é mais fácil a futura geração do Onix aqui assumir o papel também de compacto premium em versões mais caras, isso se o face-lift a caminho já não fizer isso com oferta de equipamentos de segurança e maior comodidade. Não precisaria do Sonic para tal. A GM, sim, no futuro pensaria em criar um produto mais acessível para ficar abaixo do Onix que aos poucos está acompanhando outros na subida de preço.

    • Cristiano_RJ

      Na época, o Sonic era mais caro e oferecia menos que os concorrentes em todos os aspectos. As vendas eram pífias. Aí, a Chevrolet lançou a Tracker, que praticamente é um Sonic, porém vestindo o traje da moda e custando muito mais. Vendeu até bem de início, ajudada pelo efeito novidade. É claro que a GMB iria priorizar sua importação em detrimento ao seu nada competitivo hatch compacto.

      • kravmaga

        O mais curioso é que o Tracker já começou vendendo mais do que a Captiva 2.4, que podia ser comprada pelo mesmo valor no ano anterior (eu fui um que comprei a Captiva mas não compraria o Tracker pelo mesmo valor).

        A categoria de SUVs compactos, baseados em hatches compactos, é a categoria mais superfaturada atualmente, mas o povo compra assim mesmo por causa do modismo.

        • Cristiano_RJ

          Exato. E ainda falam em custo/benefício.

          • Marco Antônio

            O problema desse modismo é que ele tá saindo caro. O vácuo que os SUV compactos deixaram está sendo complementado por meros populares gourmet.!.. Só serviram para encarecer os carros de modo geral.! É igual o efeito Corolla nos sedãs médios. 100 mil e ainda vende bem, 95 mil e ainda vende bem. Não é de se espantar que até fluence e sentra, que antes tinham preços competitivos, estão se nivelando. Civic e Cruze Turbinados virão a hora da morte. Nos falta concorrência, mas legitima, não essa protegida pelo governo!

            • Marcio Santos

              kkkk, adorei a expresão populares gourmet, vou adotar, talvez na variante compactos gourmet.

              • Marco Antônio

                kkkkkk Sim sim, realmente fica mais legal. Compactos gourmet (o prato é o mesmo do bandejão, mas com decoração!)

            • CharlesAle

              Sim.E o Mille nos anos 90, com seu acabamento tosco e pobre de equipamento, nivelou por baixo os carros..Vide os pelados escort Hobby, Chevette Junior, Gol quadrado mil…Ou seja, o Corolla mexeu também no mercado, negativamente falando..

              • Marco Antônio

                É sempre assim. quando o consumidor cria a regra.! É só reparar. Corolla ditou as regras dos preços como quis.! HR-V chegou e jogou os preços dos SUV compacto na estratosfera. Acho que a morosidade das montadoras em esperar o HR-V foi justamente prevendo isso, os preços altos e a grande procura pelo modelo honda. Ai eles jogam preços pouca coisa menores que o honda e pronto, carros caríssimos se tornam “competitivos”.. Sentra SL que o diga, um absurdo de caro mas mesmo assim é “competitivo” em preço com o ALtis. E dai por diante!

        • PEDAORM

          As vezes nem compreendem, alguns acreditam de fato que estão em um verdadeiro carro de luxo.

        • pedro rt

          ta certíssimo vc, o captiva e um carrao, o unico problema dele e a revenda ruim

          • p_churros

            Mas todo carro que oferece mais por um preço justo, no Brasil, acaba tendo revenda baixa, outro exemplo o Citröen C4 (modelo antigo) super recheado com itens de série que talvez se encontrava somente em importados alemães…

            • marcos

              Compraria hoje, mesmo se tivesse o visu antigo que na minha humilde opinião é mais belo que Lounge!

          • marcos

            Revenda ruim, e a necessidade de carregar um posto de gasolina atrás né, porque o carrinho cachaceiro…

        • marcos

          Captiva bebe direitinho, e o Tracker eu acho mais bonito e robusto que a Captiva. Se a Captiva tivesse um motor melhor e que não tomasse um porre, venderia mais.

          • radiobrasil

            Eu tive um Captiva 2.4 at4…. onde um Fusion 2.5flex at6 faz 5,6km/l na cidade.. o Gm fazia 6km/l…. na estrada Fusion faz 11 o Gm fazia 12,5km/l… não é TÃÃÃÃÃO beberrão quanto pintam.

            • marcos

              Aham!

        • fschulz84

          Assino embaixo de todas as suas palavras…

      • Rodrigo

        Eu tive um Sonic já (ver a seção Carro do Leitor para saber meu relato).
        E outra, o Sonic vendido nos EUA não vem do México, mas sim fabricado em Michigan.

      • Rodrigo

        Acompanhei bem o lançamento do Sonic pq tinha um. Sim, no lançamento era muito caro e a GMB chutou alto pq o carro era importado da Coreia do Sul (2011 e 2012). A partir de Ago/12, já como modelo 2013, o carro passou a vir do México, ganhou um ou outro equipamento, como cinto de 3 pontos central no banco traseiro, e o modelo começou a receber bons descontos. O que fez o carro “micar” foi a própria GMB que não investiu em marketing pois focou todas suas energias no Onix que acabara de ser lançado na ocasião. Enquanto isso, as outras fora comendo pelas beiradas e resolveram nacionalizar seus compactos premium, foi essa estratégia que fez com que o Sonic cada vez mais diminuísse sua participação de mercado até ter suas importações suspensas.
        Quanto ao custo beneficio, ele foi o único compacto premium da sua época a oferecer airbag duplo e ABS e Motor com duplo comando variável e câmbio automático de 6 marchas em todas as versões, já que esse item era opcional inclusive no New Fiesta quando, na época, era importado do México.
        Se quiser saber mais convido-o a ler meu relato (o único aqui no NA) disponível no Carro do Leitor.

        • Marcelo Henrique

          Deveriam fazer este motor e carro no Brasil.
          Se até a Ford fabrica o Fiesta por aqui, por que a GM não conseguiria?

          • Rodrigo

            Porque é mais lucrativo pra GMB vender Onix a preço de Sonic.
            Simples assim.

            • marcos

              Pois é, mas isso acontece porque compram!

    • Marcos Souza

      Quando o era vendido por aqui, ele custava de 47(manual) até 55(ltz at).
      Estava na faixa de preço do 208, new fiesta e c3.
      Tinha a mesma quantidade de equipamentos e o acabamento era igual ao dos concorrentes tbm.
      Só que a gm nunca fez propaganda ou força para vende-lo. Queria vender o ônix que dava mais lucro. Por isso o Sonic não ia bem nas vendas.
      Eu comprei um em setembro de 2013 modelo 13/14 lt automático por 50 mil e te digo, depois de 75 mil km rodados, não me arrependo de maneira nenhuma de ter optado por ele.
      Na estrada ta fazendo médias de 13,5 a 14 km/l a 110. Tem piloto e câmbio automáticos, o motor puxa bem e até agora só fiz manutenção preventiva. Quanto as pessoas que optaram pelos outros modelos, cada um tem seu gosto, mas não gostaria de nenhum deles e não penso em trocar o meu Sonic por nenhum outro hoje.
      Pelo preço que paguei hj à gm oferece ônix 1.4 8v…não tem nem como comparar

      • Marcio Santos

        Marcos, as versões de preço equivalente eram menos equipadas, comparando com o fiesta tinha motorização inferior, o painel de moto horrível (que agora não existe mais), não possuia ar digital, controles de estabilidade e tração, hill holder e se não estou enganado também não vinha com mais do que dois airbags.

        • Pacheco

          E tinha um desenho do interior proximo dos modelos baratos da marca. Vc entra no Onix e tem varias peças compartilhadas com ele. Isso deixou o carro meio empobrecido.

        • Rodrigo

          O NF quando foi lançado (vindo do México) na mesma época que o Sonic era menos equipado (não tinha airbag e ABS na versão de entrada), nem motor com duplo comando, muito menos câmbio automático em nenhuma versão. Nessa época o Sonic oferecia melhor CxB.
          Depois quando o NF foi nacionalizado, aí sim acabou com o CxB do Sonic.
          Se a GMB tivesse tido intenção de melhorar a visibilidade do modelo bastaria nacionaliza-lo, mas resolveu priorizar o Onix, por isso deu no que deu.

          • Marcio Santos

            Isso no caso do hatch, o sedã continuou vindo do México também muito melhor equipado, não era necessário nacionalizar, apenas oferecer algo melhor já que não haviam impostos de importação.
            Hoje o cobalt que é um carro inferior ao sonic está custando o que este custaria, e novamente oferece um custo benefício inferior ao fiesta sedan.

    • pedro rt

      ele nao viria com o mesmo motor 1.6 ecotec de antes, segundo as fontes ele viria com o msm motor do novo cruze, o ecotec 1.4 turbo

      • Rodrigo

        Pra vir com este motor, teria que ser importado de Michigan (EUA), não beneficiando-se do acordo com o México e pagando super IPI.
        No México não se fabrica esse motor e o modelo RS vendido lá é importado dos EUA.

    • Linkera

      O Swift tb é aspirado.

      • Rodrigo

        Eu sei. Mas anda muito bem, já dirigistes um? Excelente carrinho!

  • Luis Burro

    Esta traseira do Sonic nd mais eh do q a traseira da primeira geracao do Ka em um angulo de 90 graus com a rua!

  • DTF

    Essa história de cotas é uma absurdo…coisa de país comunista.

    • fbl

      So falta agora o Sonic ir às ruas se fazendo de vítima

      • Guilherme Couto

        Denunciando as atrocidades do dr. Robotnik.

        • Douwe

          Hahahahahahahaha boa!
          E com ajuda do Tails.
          Será que se der o comando para o Sonic rolar em alta velocidade, ele faz isso na rua? rsrs

          • Guilherme Couto

            Pior se achar o que dá o poder da bola de fogo.

    • capitalista! Pow a GM quer lucro rapá !!! ;)

  • invalid_pilot

    Muita inocencia de que eles abririam mão em vender Onix superfaturado e com motor jurássico na banania

    • Eu cantava essa pedra desde o lançamento o Onix… eu afirmava que, se ele vendesse mais que o Celta, o Sonic morreria, pois o Onix assumiria o lugar dele e de quebra pouco tempo depois, o do Celta, pois assim teria quase o mesmo custo de produção do pequeno, sendo vendido ao preço do importado, o que seria mais lucrativo. E não é que aconteceu? Só que eu esperava que o 1.6 16V do Sonic viesse para as versões de topo do Onix… mas conseguiram entochar o 1.4 praticamente na mesma faixa.

  • Maçaranduba o Porradeiro.

    Com o Cobalt (vulgo Monza) no mercado não teria mesmo espaço para esse carro por aqui…

    • Marcio Santos

      Por favor não ofenda o monza que é muito melhor do que o cobalt, a começar pelo motor que não é o do monza, é o família 1 muito inferior ao família 2 do monza.
      Se não estou enganado este família 1 tem origem nos motores do chevette.

      • Marcelo Henrique

        Tanto o F1 quanto o F2 são projetos que começaram do zero, mas o fato é que o 1.6 OHV do Chevette conviveu um bom tempo com o F2 aqui no Brasil e assim existiram comparações.

  • Douwe

    A queixa dos pretensos compradores do Sonic era de que ele não tinha a tal da central multimídia que Onix e Prisma tinham, por isso muita gente torcia a cara para um Sonic hatch LT, que era pouca coisa mais caro que um Onix LTZ, e levava o nacional pra casa (com motor pior, acabamento pior, qualidade construtiva muito inferior, mas tinha a cobiçada telinha no painel). A diferença de preços na tabela era pequena, quase zerava com a negociação, já que o Sonic sempre teve descontos e o Onix, na época em que os dois rivalizavam dentro da linha da marca, não, afinal um era mico e o outro se vendia sozinho e sem esforço.
    A GM está certa, não tem que trazer mesmo, nem por 70 e nem por 50 mil, que fosse. O consumidor brasileiro tem o que merece, o que procurou.

    • pedro rt

      enquanto isso em todos os outros paises ao redor do brasil e o oposto, se vende mais sonic e nao vende onix

    • Na verdade o Sonic tinha a telinha (My Link) disponível desde que começou a ser importado do México.

  • Eduardo Brito

    Isso dai é conversinha da GMB. Ela quer fazer que as pessoas acreditem nela pois a Captiva não está vendendo bem e quer desovar o estoque nas concessionárias.

    • pedro rt

      no proprio mexico ela ja saiu de linha desde o começo do ano no site pois de mercado e desde o ano passado

    • Nitrous

      Esse Captiva mexicana vendida no Brasil é muito feia comparada ao que vendem na Australia e sudeste asiatico.

      • radiobrasil

        Mas esse nao é o Opel Antara/Captiva Sport que tinhamos aqui…na Europa existia/existe um OUTRO Captiva.

  • CanalhaRS

    Pelo que custaria hoje, seria inviável mesmo.

  • daklerx the hedgehog

    Óbvio que vim para ca com um preço de R$80 mil num carro compacto 1.6

  • Daniel Barros

    Muito mais negócio vender Onyx 1.0 LT a preço de Sonic 1.6 16V.

  • Diogo Oliveira

    Por mim eu trocava a merda do Onix pelo Sonic fácil, fácil, mesmo que o Sonic seja mais caro, removia uns componentes dele para deixar o preço mais baixo. Só que aqui é General Motors BRASIL, ou seja, qualquer coisa boa não pode se esperar, só vai ter merda…

    • pedro rt

      esse onix so vende bem no brasil e argentina, se vc olhar pra todos os outros paises latinos o sonic vende muito bem e em muitos deles nem se tem onix/prisma e sim outros carros da msm faixa de preço como o spark, aveo, sail…

    • Matheus Conrado

      Do jeito que o sonic era vendido no Brasil,não havia nenhuma diferença gritante ente eles, exceto o motor(óbvio) de resto é o mesmo carro,só que barateado… mesma plataforma, espaço interno, e a mesma pobreza de equipamentos…

  • Fábio

    Que tal ao menos o 1.6 16V do Sonic no Onix GM?

  • Bruno@BRN.CS

    O erro foi querer falar para os donos do Astra que seu substituto era um carro menor e mais caro.

    • pedro rt

      do astra hatch foi o sonic hatch, ja do astra sedan foi o cobalt pq o cliente do sonic sedan e o msm do vectra expression

      • Impossível Sonic Sedan atender compradores de Vectra. A diferença de tamanho era abismal. Se foi um erro o carro substituir o Astra, imagina se iria competir com o Vectra, que foi totalmente substituído pelo Cruze somente.

  • Gustavo Miranda

    Na verdade o consumidor nacional sempre foi excessivamente pragmático, ele quer só “craques” no time da sua marca, coadjuvantes acabavam sempre jogados ao escanteio, haja visto a dificuldade da VW em emplacar o Fox ao lado do Gol e agora o Up!, a Fiat fez uma baita propaganda do Palio atual usando o gás das altas vendas do Fire para dar segurança ao consumidor, do contrário o Uno teria ofuscado ele, lembro que, apesar do preço, o novo Palio não conseguia se enfiar entre Uno e Punto, agora que foi aceito, o pobre Punto toma bomba do consumidor… Infelizmente essa aversão à diversidade de opções também boicotou os modelos intermediários da GM no passado, não tivemos o Monza dos anos 70 para não minar as vendas do Opala, não tivemos o Kadett sedã para não prejudicar o Monza, se ou Corsica ou o Senator tivessem sido aprovados, certamente não teríamos conhecido o Omega. Por isso as empresas adoram o mercado nacional, elas nem precisam fazer força para faturar muito gastando pouco.

    • pedro rt

      o mercado brasileiro e diferente de tudo q e considerado normal no mundo… enquanto todos os outros compram carros compactos de melhor qualidade como o sonic nos preferimos comprar carros mais simples e derivados desse como o onix, prisma e cobalt como exemplo. e so ver os países ao redor do nosso. classic entao nem se fala so se vende em pais fracassado como o nosso e o resto do mercosul… nos outros preferem o aveo hatch/sedan e sail hatch e sedan pelo msm preço

    • pedro rt

      verdade, um exemplo disso e uma tia minha q tinha um vectra GT e vendeu pra comprar um cobalt LTZ 1.4 mesmo na css tendo o prisma e o sonic sedan ela preferiu levar o mais racional dos sedans compactos da marca

      • invalid_pilot

        Comprou o mais irracional, ja que Cobalt 1.4 deprecia e gasta mais pelo fato desse motor ser pouco pra ele.
        Igual Gran Siena 1.4

  • Zé Mundico

    Também achei esquisita essa história. Se saiu do mercado é porque vendia pouco e nesse ramo quando se tira o produto do catálogo, pode dar adeus.

  • Ovo com Fundo Roxo

    Achava a versão passada muito bonita. Era o único carro usado que eu compraria com muito gosto, e mesmo perdendo muito da originalidade nesta versão, ainda assim é um bom carro. Agora, o preço é complicado. Essa faixa de preço de Fiesta/Fit é a mais surreal do mercado, e olha que todos os preços estão insanos.

  • pedro rt

    nao acredito q o captiva sobreviva ate o fim desse ano, e um carro q praticamente nao mudou nada desde qdo foi lançado em 2008 e nunca vendeu bem. e acredito q se o sonic vier pra ca novamente sera um carro exclusivo vendido somente com carroceria hatch e versao RS 1.4 TURBO

  • afonso200

    o que fizeram, reposicionaram o cobalt a 70mil dilmas, kkkkkkkkkkkkkkkkk

    • pedro rt

      e um bom carro, o seu maior pecado agora e o velho 1.8 familia 1 de 1995 e o preço de mais de 70mil pelo ELITE q nao chega aos pes da versao ELITE dos antigos astra, vectra e zafira

  • Gabriel

    Ora, se não da pra trazer de la, pq não faz aqui mesmo?

    • Matheus Conrado

      Custo Brasil, vendas baixas,sendo necessário alguns milhões, pra produzir um carro que venderia umas 100 unidades/mês.. mas a captiva tem vendas baixas, e acho que ele pode vir sim,principalmente pelo salto de preços do novo Cruze, e a gm está tentando abafar..

  • Dricks

    eu comentei isso na materia kkkk no proprio site ja negava no rodape

  • marcos

    Acho que foi mico porque brasileiro não sabe comprar carro! E também por 70mil prefiro que fique onde está. Vendeu pouco por ser o mais caro da categoria, e como o amigo disse ali em baixo, com essa palhaçada de impor limite de importação, nós é que sofremos com as carroças a nós empurrados por preços de carros melhores que não chegam aqui ou quando chegam são com preços nas alturas! Suzuki Swift é um bom carro por exemplo, mas é carro pois é concorrente de C3, Punto, 208, Fiesta, mas quem vai pagar seu preço salgado por um carro que quase ninguém conhece?

  • mmcinza

    Essas montadoras “ponta firmes”, que importam um carro e depois param de uma hora para outra são as mais confiáveis. #sqn

  • FocusMan

    Se naquela epoca trouxeram ele para substituir o Astra, agora ele viria no mesmo preço do Cruze da geração antiga?

  • JCosta

    Logo quando melhorou o design, especialmente do painel…

  • Marco Antônio

    Mas essa é a questão. Se vc troca de carro é inevitável as pessoas perto de vc não repararem. Familiares, amigos etc. É sempre assim, chegar na casa de um parente e ele querer olhar o carro, perguntar sobre e essas coisas. Mas parece que a grande maioria compra o carro já pensando nessa reação natural das pessoas. Tipo, melhor comprar um civc, ele “causa” mais.! Melhor comprar um corolla, é carro de gente bem sucedida!. Ou sei lá, corolla deve realmente ser muito bom, porque vende horrores.!

    • marcos

      Eu sinceramente não gosto de nenhum dos dois, acho que não passam de modinha, são bons, mas modinhas e eu odeio modinha!
      Eu realmente compraria um Lancer, Sentra e porque não um maravilhoso Impreza.

      • Marco Antônio

        kkkkkk Modinha! Vdd. O lancer.. Sou fãn desde os tempos de need for speed.! kkkk

  • 1945_DE

    Esse carro não teria espaço na linha da GM no Brasil. Isto está claro. O preço ficaria por volta de 60 a 70 mil e seria inviável.

  • Guh MDNS

    Apesar do preço surreal prefiro muito mais o Sonic do q a JURASSICA Captiva.



Send this to friend