Home Marcas Chevrolet Chevrolet Spin: Conheça detalhes e impressões (126 fotos)


chevrolet spin lancamento 50 Chevrolet Spin: Conheça detalhes e impressões (126 fotos)




A Chevrolet Spin chega ao mercado nacional com a proposta ainda mais familiar dentro da gama de produtos da GM. Derivada do Cobalt, a nova minivan apresenta atributos que podem transformá-la em sucesso no segmento.

Com 4,36 metros de comprimento, 1,74 de largura, 1,66 de altura e 2,62 de entre eixos, a Chevrolet Spinpesa entre 1.202 e 1.255 kg. A plataforma herdada do Cobalt, garante mais sofisticação, segurança e conforto.

O trêsvolumes da GM cedeu sua parte até a coluna B, deixando o restante para ser criado pela GM no Brasil, onde o projeto e o desenvolvimento foram realizados. Além de São Caetano do Sul/SP, a Chevrolet Spin vai ser produzida no Sudeste Asiático.

chevrolet spin lancamento 119 Chevrolet Spin: Conheça detalhes e impressões (126 fotos)

Estilo

Por fora, o aspecto é moderno, apresentando grade divida por uma barra com a gravata da Chevrolet, faróis puxados, frente alta e encorpada, além de vincos que reforçam a impressão de robustez do modelo.

A traseira é truncada e tem visual mais limpo. Na lateral, três linhas de expressão também reforçam o visual robusto da Chevrolet Spin, passando boa impressão. No teto, destaque para as barras longitudinais para carga, presentes de série na versão LTZ.

Por dentro, a Chevrolet Spinapresenta visual moderno, tendo a parte frontal o já conhecido duplo cockpit adotado pela GM em todo mundo. O painel adota estilo semelhante ao do Sonic, mas não é igual.

Conta-giros analógico e velocímetro digital dividem o reduzido espaço da instrumentação, que ainda conta com medidor de combustível digital e funções do computador de bordo, bem como indicador de marcha, inclusive na versão manual.

Ao centro, dois porta-objetos sem tampa, sistema de áudio com Bluetooth/CD/MP3, controles manuais e circulares de climatização, difusores de ar horizontais (apenas com regulagem vertical) e base para objetos no topo. O visual é contemporâneo, mas não empolga.

O conjunto – em dois tons e texturas – é completado pelo prático porta-luvas na parte superior, onde a tampa abre para cima. Na base do conjunto, uma pequena plataforma para pequenos objetos. Abaixo dele, mais nada. A GM evitou criar um porta-luvas cuja tampa sempre bateria nas pernas do passageiro. Apesar de não ser pequeno, possui iluminação.

O volante segue o mesmo estilo do Cruze e outros modelos mais recentes da Chevrolet. Na versão LTZ, existem comandos do controle de cruzeiro, áudio e telefonia. Além disso, é forrado com couro.

O túnel da transmissão da Chevrolet Spin tem desenho moderno, e na versão automática, possui iluminação das posições de marcha. Atrás, um conjunto compacto apresenta freio de estacionamento com maçaneta cromada, conexão USB e auxiliar, um porta-objeto e três porta-copos.

Saindo um pouco do estilo, a Chevrolet Spin possui 32 porta-objetos, incluindo porta-copos ou garrafas para todos os passageiros, incluindo o central da segunda fileira e os dois que se acomodam na terceira fileira. Estes dois inclusive contam também com porta-objeto.

As portas acompanham o estilo de duplo cockpit do painel e se encaixam no visual interno da Chevrolet Spin. No acabamento, uma parte em tecido se destaca. Os bancos também possuem estilo moderno, contando com formato compacto e prático. São revestidos de tecido e com detalhes em couro na versão LTZ.

chevrolet spin lancamento 23 Chevrolet Spin: Conheça detalhes e impressões (126 fotos)

Conteúdo familiar

A Chevrolet Spin excluiu a versão LS e parte direto para as versões LT e LTZ. O objetivo da GM é oferecer maior conteúdo já na versão de entrada. De série, a Chevrolet Spin apresenta ar condicionado, direção hidráulica,vidros e travas elétricas, banco do motorista com regulagem de altura, chave tipo canivete, banco traseiro bipartido (60/40), coluna de direção regulável, detalhes da carroceria na cor do carro, alarme, rodas de aço aro 15 com pneus 195/65 R15, airbag duplo e ABS com EDB. Por isso, a GM cobra R$44.590 na versão LT 1.

Já a versão LT 2, inclui a mais: rodas de liga leve aro 15 com pneus 195/65 R15, CD/MP3/Bluetooth/USB e 4 alto-falantes. Aqui, o preço sobe para R$45.990. Na LT 3, versão de entrada mais completa, a Chevrolet Spin oferece ainda transmissão automática de seis velocidades com mudanças manuais e controle de cruzeiro com comando no volante. O preço sugerido é de R$49.690.

A Chevrolet Spin apresenta apenas cinco lugares na versão LT. Para quem quer mais espaço para bagagens e não tem família tão grande. Mas se a opção é transportar mais duas pessoas, a escolha vai recair sobre a versão LTZ, mais completa e para sete passageiros.

A versão LTZ 1 só dispõe de transmissão manual, entregando a mais: retrovisores elétricos, barras longitudinais no teto, faróis e lanterna de neblina, computador de bordo, maçanetas internas e controles de climatização cromados, bancos em tecido com detalhes em couro, faróis escurecidos com regulagem de altura, sensor de estacionamento e volante com comandos de áudio. O preço sugerido é de R$50.990.

Por fim, a versão LTZ 2 só está disponível com transmissão automática, além de controle de cruzeiro. O preço é de R$54.690. A Chevrolet Spinainda pode ter como acessório, itens como frisos laterais pintados na cor do carro, protetores nos para-choques, telas de DVD com 7 polegadas para fixação nos encostos dos bancos dianteiros, entre outros.

As cores disponíveis para a Chevrolet Spin são: Branco Summit, Preto Global, Bege Desert, Azul Macaw, Prata Polaris, Cinza Mond, Cinza Rusk e Verde Lotus. Pintura metálica custa R$1.150.

chevrolet spin lancamento 84 Chevrolet Spin: Conheça detalhes e impressões (126 fotos)

Motorização

Um dos itens mais questionados pelos leitores sobre a Chevrolet Spin é sem duvida a motorização. A GM decidiu utilizar o conhecido bloco 1.8, mas configurado como Econo.Flex. Várias modificações foram anunciadas pela montadora, a fim de tornar o motor mais econômico, suave e menos poluente.

Com gasolina, o 1.8 Econo.Flex – que vai estar presente no Cobalt – entrega 106 cva 5.600 rpm e 16,4kgfm a 3.200 rpm. Com etanol, o bloco entrega 108 cv a 5.400 rpm e 17,1 kgfm a 3.200 rpm. O tanque possui 53 litros.

A transmissão pode ser manual de cinco marchas ou automática com seis, esta última com mudança manual através de um botão na própria alavanca.

chevrolet spin lancamento 59 Chevrolet Spin: Conheça detalhes e impressões (126 fotos)

Impressões

Sucessora assumida das antigas Meriva e Zafira, a Chevrolet Spin apresenta estilo com linhas e vincos marcantes. Alto e compacto, o monovolume assume o conceito MPV, proporcionando maior versatilidade e aproveitamento de espaço interno, embora sem o prático sistema de rebatimento de bancos Flex-7 da Zafira.

Por dentro, a Chevrolet Spin apresenta padrão de acabamento na média da categoria, sem maiores pretensões. Um dos objetivos do modelo é ser prático e funcional, sendo a primeira escala do consumidor emergente e busca de um veículo para toda sua família.

A Chevrolet Spin tem muitas peças em material plástico duro com texturas diferentes, mas apresentam boa qualidade e montagem sem rebarbas ou desalinhamento. Os bancos têm tecido macio garante conforto. Há muitos porta-objetos/garrafas/copos, o que facilita a vida de quem vai viajar com a Chevrolet Spin. Há também alças no teto para todos os ocupantes, mas poderia haver saídas de ar condicionado para quem viaja mais atrás.

Os bancos da segunda e terceira fileiras são rebatíveis através de alavanca (somente na segunda) e alça. No entanto, os bancos da segunda fileira não deslizam para frente. Além disso, para acessar a terceira fileira, é necessário rebater encosto e assento da segunda. Os dois bancos traseiros também podem ser rebatidos, inclusive o assento, mas não se pode retirá-los.

A posição de dirigir é alta, mesmo com o banco totalmente abaixado, uma pessoa de grande estatura ainda vai estar se sentindo alto demais. Quem vai logo atrás está ainda mais alto, e por fim, na terceira fileira a altura se mantém quase igual à dos passageiros do meio.

Como é alta a posição de condução, facilita a visibilidade e as manobras, apesar do auxílio do sensor de estacionamento (LTZ). A visibilidade geral é boa, sendo reduzida na parte traseira, ainda mais com a presença dos encostos de cabeça, que, no entanto, foram sabiamente moldados para se encaixar no encosto, aumentando a visibilidade.

Os retrovisores têm bom tamanho, mas sua regulagem elétrica estaria mais bem posicionada junto aos comandos dos vidros elétricos. Falando nisso, a trava central fica posicionada no console central (painel). A regulagem do encosto é por alavanca, enquanto a altura é por comando giratório e milimétrico.

A coluna de direção é tem bom curso, bem como a posição da alavanca da transmissão. O freio de mão fica em uma boa posição, diferente de um concorrente, que a jogou quase no assoalho do carro. Falando em assoalho, abaixo dos bancos dianteiros há um bom espaço vazio, que poderia ter incluído uma ou duas gavetas para objetos, já que o porta-luvas é bem pequeno.

Os cintos de segurança possuem regulagem de altura e há duas luzes internas junto ao espelho central. Ali também fica o microfone do viva voz via Bluetooth. O sistema de áudio tem boa aparência, sendo fácil de operar e sintonizando bem as emissoras mesmo em locais remotos. Os quatro alto-falantes são básicos, mas dá para ter boa sonoridade para quem não tem pretensão de ouvir música em volumes ensurdecedores.

O painel de instrumentos tem ótima leitura, sendo de fácil interpretação das informações, além de incorporar computador de bordo digital, bem como indicador de posições de marchas nos dois tipos de transmissão. Os comandos do volante e alavancas também não apresentam segredos, bem como os demais comandos. Uma ressalva para a posição da alavanca de transmissão. Na unidade avaliada, ela estava um pouco deslocada da posição de marcha, o que confundiu os condutores. Ao invés de colocar em Drive, estavam posicionando a alavanca em Neutro.

Quem vai no “meio” da Chevrolet Spin senta em posição mais elevada que condutor e passageiro da frente, mas não há nenhuma dificuldade em um adulto com 1,90 ou até mais se acomodar. Aliás, o teto é bem alto e a cabeça fica distante do acabamento superior. O encosto do banco tem duas regulagens de posição e o apoio de cabeça é prático.

Por fim, quem vai no “fundão” tem que ter estatura de média para baixa. O espaço é bastante reduzido e o assoalho fica muito perto do assento. Mesmo assim, alguém com 1,90 metro, por exemplo, pode ir com as pernas encolhidas e posição ereta das costas (por causa do encosto) em viagens muito curtas. Veja como ficam as pernas de alguém com 1,90 metro na foto. A cabeça raspa no teto, mas a largura é boa.

Com os bancos configurados para sete pessoas, ainda assim a Chevrolet Spin tem espaço para algumas sacolas de supermercado ou compras no shopping. O espaço nesse caso tem 162 litros. Na versão LT, que não possui os dois bancos extras, o volume sobe para 710 litros. No total, a nova minivan pode levar até 1.668 litros de volume interno com os bancos rebatidos.

chevrolet spin lancamento 105 Chevrolet Spin: Conheça detalhes e impressões (126 fotos)

Andando

Testamos uma unidade com transmissão automática. O motor 1.8 Econo.Flex agiu melhor que o esperado, devido à baixa potência. No entanto, o torque realmente compensou a pequena cavalaria. Apesar de se ouvir bem o motor quando se exige um pouco mais, com giros chegando a 5.000 rpm, em velocidade de cruzeiro ou no trânsito pesado, a Chevrolet Spin não desapontou.

A 100 km/h, a rotação ficou em 2.300 rpm, enquanto que em 120 km/h, o ponteiro indicava 2.700 rpm. O consumo médio ficou em torno de 10 km/litro, já que provavelmente era abastecida com etanol e como era um teste, exigimos mais na aceleração, o que eleva naturalmente o consumo.

A GM fala que a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 10,6/11,1 segundos com transmissão manual (etanol/gasolina) e 11,9/12,0 segundos na versão automática. A máxima indicada pelo fabricante é de 173/172 km/h (etanol/gasolina) na manual e 168/167 km/h, na mesma ordem, para o automático.

Nas retomadas, a Chevrolet Spin sofreu um pouco mais, exigindo-se bastante do 1.8 Econo.Flex, mas não criou situações onde se precisasse pisar até o fundo para se obter ultrapassagem.

O ruído interno ficou na média da categoria, apesar do som do motor invadindo o habitáculo com uma pisada pouco mais forte. Mesmo assim, uma viagem na Chevrolet Spin não vai fazer ninguém reclamar de barulho.

A direção hidráulica é leve e precisa, mas não é a referência no segmento, onde a Chevrolet Spin pretende disputar espaço com Fiat Idea, Nissan Livina, entre outras. Os freios atuaram de forma precisa, bem como a suspensão, cuja regulagem é mais firme. Mesmo assim, em curvas mais fechadas, a carroceria inclinada um pouco mais, mas nada que assuste.

A suspensão absorveu razoavelmente algumas imperfeições do asfalto, mas ainda assim poderia ser um pouco mais macia. No geral é bastante aceitável. Por fim, a Chevrolet Spin causou boa impressão ao dirigir, sendo um veículo bastante prático e sem surpresas. Mas para descobrirmos mais sobre o modelo, teremos que esperar uma Avaliação NA de uma semana.

Com previsão de 3 mil unidades por mês, a GM mira um segmento que ainda tem boa participação e algumas opções interessantes. Com preços entre R$44.590 e R$54.690, a Chevrolet Spin vai ser uma figura bastante conhecida no país, ainda mais que 600 concessionários esfregam as mãos para começar a vender logo o novo monovolume da GM.

Preços da Chevrolet Spin:

Chevrolet Spin LT 1 MT – R$44.590
Chevrolet Spin LT 2 MT – R$45.990
Chevrolet Spin LT 3 AT – R$49.690
Chevrolet Spin LTZ 1 MT – R$50.990
Chevrolet Spin LTZ 2 AT – R$54.690

Galeria de fotos da Chevrolet Spin:

Evento a convite da General Motors.


Se você não está vendo os comentários, desabilite extensões do tipo Adblock (que impedem a exibição dos comentários), ou adicione nosso site como exceção.