Chevrolet Crossovers Preços zslider

Chevrolet Tracker 2016 ganha versão LT e parte de R$ 76.990

tracker-lt-2016-1

Com 9.568 unidades vendidas em 2015 e a quinta posição no mês de novembro, o Chevrolet Tracker 2016 agora vai reforçar sua gama – até agora exclusiva na versão LTZ – com uma merecida versão de entrada, a LT.

tracker-lt-2016-2

Seu preço sugerido é de R$ 76.990 e traz de direção assistida, ar condicionado, trio elétrico, rodas de liga leve aro 16 polegadas, computador de bordo, faróis e lanterna de neblina e sistema de som com CD e Bluetooth. Não há opção de MyLink, volante multifuncional, GPS ou piloto automático, por exemplo.

tracker-lt-2016-6

Outra novidade é a introdução da cor Roxo Blum Perry, que se junta às cores Prata Champagne, Branco Summit, Preto Ouro Negro, Prata Switchblade e Cinza Cyber. As maçanetas são pretas e há barras longitudinais no teto. O motor do Chevrolet Tracker LT 2016 é o mesmo 1.8 Ecotec Flex de até 144 cv e 18,9 kgfm, tendo ainda transmissão automática de seis marchas.

Galeria de fotos do Chevrolet Tracker LT 2016:





  • Edson Fernandes

    Ridiculo.
    Um carro de R$77000 sem comandos no volante, itens de segurança, entre outros.

    E como a visão das coisas são… mas na categoria eu iria de Renegade, HR-V, Ecosport e até 2008. Mas nesse nem pensar.

    Isso fugindo dessa area, aí sim eu iria ou em hatch médio ou sedan médio.

    • _William

      Se eu fosse comprar um desse segmento, eu não iria de 2008 por ele parecer mais uma SW e não uma SUV/Crossover… parece um concorrente, visualmente, da SpaceCross. Ah, nesse Tracker também não iria de jeito nenhum!

      • Newton Freitas

        Acho o 2008 muito belo porém o Renegade é o melhor nesse segmento.

        • _William

          Eu sou meio pé atrás com o motor do Renegade, mas vi alguns comentários de donos e eles dizem que o desempenho não é ruim e dá pra usar tranquilamente, vi até alguns vídeos onde o dono acelerava um na estrada e o motor parecia ser o suficiente, claro que não era nenhum esportivo ou tinha acelerações vigorosas, mas pra uso normal parecia adequado. Acho que iria de Renegade nesse segmento, ou HR-V.

          • Rodrigo

            Posso dizer que o motor 1.8 Flex do Renegade é suficiente. Utilizo o meu há 6 meses, já rodei 9000km e estou mais do que satisfeito.
            Não é carro para tirar rachinha e nem se arriscar sem necessidade.
            Usando direito, é uma excelente opção! Assim como o HR-V e o 2008 também!

            • Marco Antônio

              como está o consumo Rodrigo?

              • Rodrigo

                Não mudou muito desde setembro, quando publicaram minhas linhas no “opinião do dono”.
                Continua com média de 12,5 km/L na gasolina e 9,2 km/L no álcool.
                No álcool caiu um pouco, já que a média era de 9,3.
                Sem nenhum problema no carro até então. Nada a reclamar!

                • Isso mostra novamente o mito de que carro “amaciado” se torna muito mais econômico. Não que o seu tenha ficado mais gastão, consideraria isso um empate técnico. Mas tem gente que acha que um carro que faz 9 km/h vai passar a fazer a 14.

                  • Um show de comentarios aqui abaixo em relação ao motor, “nao ando pra ficar tirando rachas no farol”. kkkkkkkkk. Se o carro custasse ate 60 mil, eu até entenderia. Mas nao é o caso, e tem apenas o pior desempenho do segmento pelo preço que cobra, mas dá pra mostrar pro vizinho, e isso que importa. A cada dia que passa, vejo que a Dilma não caiu de paraquedas. Foi eleita democraticamente de fato. Cada país com seus governantes eficiente ou deficiente (rouba mas faz), impostos que volta ou imposto que nao volta (pago o que pedem), e seus carros baratos eficientes ou carros caros (mas com motor “suficiente”). A demais, fico com 1.4 turbo vendido nos outros mercados (especialista de internet e de país desenvolvido). E antes que alguem me fale dos 1.6 em países europeus, compare a qualidade da estrada, gasolina, e o preço com base no salario medio (sem fazer a linda conversao de moeda pra dizer que banana custa caro….). A Chevrolet estava certa em socar 1.8 no Cruze, e nao o 1.4 turbo (rejeitado pelo povao do “suficiente”). Idem para volkswagen, corretissima em socar 2.0 de ferro, pois o 1.4 tsi do é luxo. Em breve o lançamento Golf 1.6 com eixo de torção. S.u.f.i.c.i.e.n.t.e pra massa explorada e que aplaude a cada lançamento. rs

                    • Lá na Europa eles são mais inteligentes porque quando vão comprar Mondeo, Focus 1.0, Golf 1.2 ninguém fica falando que eles votaram em x ou y. Então dizer que um motor é suficiente para o carro é ter preferência por um partido? Brilhante!

                    • Focus 1.0 “turbo” neh, Golf 1.2 TSI (melhor desempenho que os medios 2.0 do Brasil;.alem dos Golf Diesel com bom torque em baixas rotacoes. Nao sei porque voce omitiu esse pequeno detalhe pros desinformados, dando parecer que sao motores 1.0 do Gol. Como eu disse ali, compare as estradas, gasolina, e preço. Deixo bem claro que nao sou contra ao carro, muito pelo contrario, tem qualidades de sobra, mas o preço cobrado em detrimento do baixissimo conjunto mecanico, é a minha maior critica. “Ah Lucro, mas é o que temos pra hoje”. Ok, entendo, mas isso não significa que pode sair omitindo. “Ah, mas voce torce pro Oroch”. Sim, é o que temos pra hoje hehehe, mas nao é o pior na faixa de preço em acabamento e desempenho, eis a questao. Abçs

                    • Certo, mas quando chega a parte onde eu vou entender o que a Dilma tem em achar o motor suficiente para o carro? Se a Jeep adotasse um motor turbo o Aécio ganharia as eleições? Ninguém pode detestar mais o PT que eu mas parece que algumas pessoas estão doentes com essa questão…

                    • Ah entendi. kkkkkkkk. Eu quis dizer que tem muita gente que fala que “a Dilma é boa, pois atendeu as minhas necessidades.”. Foi nesse sentido que eu estava falando.

                      ai ai, e de lembrar que algum tempo atras tinha Captiva V6, e vendia nada. Hoje cobram o mesmo preço no Tracker LTZ peladaço, e vende mais. Tudo bem que a Captiva tinha varios defeitos, mas………….. culpa dos especialistas da internet, e esportivos…. SQN. E eu lendo comentarios por aqui, se criticar o desempenho do renegade, já significa que 1.4 turbo é esportivo? kkkkkkk. No dia que 1.4 turbo for esportivo, eu me mato. Só na banania que isso é esportivo, pois comparam com os motores lixos. Deve ser por isso que muita gente diz que o UP 1.0 TSI é esportivo. kkkkkkkkkk. Nao tem jeito, pra quem toma tubaína, suco de uva é vinho. Melhor eu voltar pro meu nick anterior, LucroBrasil_desisto. Cada povo tem os carros que merece. Motor 1.4 turbo é esportivo. kkkkkkk. Essa vai ficar na minha memoria por um bom tempo.

                    • FocusMan

                      Você realmente acredita que esses motores turbo são milagrosos né?

                    • Já tive um, minha tia tem um (inclusive está de visita aqui em casa nesse momento), e posso dizer que é milagroso só na banania.

                    • Matheus_P

                      Pela minha experiencia com 1.4t 1.6t e 2.0t, sao sim e de longe…

                    • Rafael Trindade

                      De acordo. O 1.4T da VW, no caso do Golf, é um carro sem pegada em alta, infelizmente, perde para carro dos anos 80 neste ponto, mas o uso diário, é um carro que dependendo do percurso, não baixa de 10km/l na gasolina, podendo chegar até em ótimos 14.5km/l. Eu considero sim “milagrosos”.

                    • FocusMan

                      Eles poluem mais do que deveriam. Logo a bomba estourará.

                    • Vinicius

                      Cara, sinceramente, acho que tudo isso depende da proposta, preço tem que ser analisado de acordo com a proposta que o carro se propõe. Por exemplo, o Troller é super mau acabado para mamães irem no shopping, mas é o que os jipeiros precisam. Se um proprietário de Renegade considera desempenho em primeiro lugar (em um carro alto, sem aerodinamica) pode optar pelo Diesel.

                    • Concordo PLENAMENTE com o que voce diz. Sem ironias. Mas pelo alto preço cobrado, e tendo o pior desempenho dentre tdos os concorrentes, deveria custar menos. Ok, tem bom interior, bem acabado, mas isso é a cereja. O coração de um carro sempre foi o motor, e se isso nao for importante, que coloquem 1.6 entao; Num país que combr altos preços, tanto em impostos, como em lucros, o MINIMO que o povo deveria exigir é qualidade acima da média, e nao o “suficiente”. Pelo preço cobrado pelas mijolinas, tem que xigir é gasolina boa, e nao 25% de etanol mijada. Pelo preço cobrado pelos pedagios, tem que exigir uma estrada lisa. Pela quantidade de impostos cobrados do povo, o MINIMO é exigir melhor educação, saude, etc, e nao esse papinho de “é suficiente e nao tiro racha no farol”; Povao está muito acomodado, muito mal acostumado com carroças. O proprio presidente da FCA disse alto e claro: “Brasileiros estao acostumados com carroças cobradas a preço de ouro, por isso vamos equipar o renegade acima da media.” De fato ele cumpriu com a palavra, mas só esqueceu do motor. Se o motor é suficiente ou nao, nao é isso que estou indagando. E sim o alto preço do carro vir com pior desempenho dentre todos. Sim, em troca ttraz melhores arremates, sem duvida. Mas pelo preço cobrado dos carros no Brasil, é exigir muito pelo menos o 1.4 turbo? Acho que nao.

                    • Adherbal

                      errou o fórum.

                    • Darwin Luis Hardt

                      mas acho que o 1.4 turbo nao fabricam aqui, é importado. Aí se fossem importar esse motor pra cada jeep que vender (que sabiam que ia vender um monte), eles não lucrariam tanto, ou teriam que aumentar o valor do carro, talvez uns 5 mil a mais do que já custa. Lembrando que a economia tá bem instável, o dólar a 4 reais…

                      Eu sei que é simples a soluçao: lucrem menos, e deixem o veículo ainda com o valor como se fosse com motor 1.8 atualmente.

                      Mas não tem uma empresa automobilística que faria isso. A Jeep é só mais uma como as outras, então eles aumentariam o valor do carro no fim das contas e muitos partiriam pro HR-V, ou já pegariam um sedan grande, acho.

                      mas quem sabe eles coloquem 2.0 tigershark? eu acho que esse 1.8 foi só um teste de vendas, e o 2.0 vem daqui uns 4 anos, e o 1.8 vai continuar no site a venda tambem

                    • Cristiano Moreira

                      Já deu pra ver que pra vc, o motor eh o mais importante num carro.
                      pra outras pessoas pode não ser….como pra mim que tb estou optando por um renegade.
                      Nunca passo de 120 na estrada e na cidade cheia de radares, quase nunca passo de 60….70.
                      Prefiro MUITO MAIS um interior bem montado, interior confortavel, com bons equipamentos que irão me dar muito mais prazer do que arrancar na frente dos outros.
                      fiz test em todos os modelos e o desempenho, pra mim, satisfaz totalmente.
                      Além do que, eu tenho um civic 2012 com motor 1.8 e me irrita beeeem mais o baixo torque em baixa, um dos motivos que me fizeram ficar com um pé atrás no hrv.
                      prioridades…..cada um tem a sua.

                    • Concordo com voce. Mas eu estou é criticando o motor em demasia do preço cobrado por um veiculo que custa acima de 70 mil. Um Focus 1.6 nao vejo problemas (ainda que acho meu Focus 2.0 meia boca). Mas um crossover que custa 70 mil, com desempenho de 1.4 aspirado (devido ao peso), e bebe como 2.0, assim nao dá. Povo brasileiro está muito mal acostumado com preços exorbitantes. E acredite, é dessa pra pior.

                    • Adherbal

                      cara, o carro tai, compra quem quer. vc tá mais parecendo a raposa de a raposa e as uvas.

                    • Alfredo Araujo

                      Estamos em um FORUM… se não se pode discutir um assunto em um FORUM, o que se deve fazer ??? Trocar musicas ??? Trocar likes ?
                      Vai dormir rapaz

                    • Darwin Luis Hardt

                      também nao dava bola pro motor,, tenho um honda fit CVT 1.5, dá conta do recado com 2 passageiros. Mas com 4 + bagagem, é difícil fazer ultrapassagem, fica arriscado as vezes.

                      Mes passado viajamos em 4 no corolla 2.0 do meu pai. O carro mesmo cheio me traz completa segurança pra ultrapassar.

                      Depois daquela viagem fico pensando se vale mesmo o renegade… ainda acho que vale pelo conforto de dirigir, isolamento acústico, acabamento e vários detalhes ainda.

                    • Matheus_P

                      Aplausos!

                    • Adherbal

                      ô comentário mais sem noção. devia se ater ao carro da matéria, comentário mais técnico e postar seu comentário e suas lágrimas num fórum politico.

                    • Paulo

                      Mestre…

                  • Ulisses

                    Na verdade hoje antes do carro sair da fábrica o motor já “rodou” algumas boas centenas (senão milhares) de km em testes. Então o que tinha pra amaciar, já amaciou no chão da fábrica mesmo.

                  • Rafael Trindade

                    Alessandro, o carro amaciado é de fato um pouco mais econômico. Tenho exemplos por aqui. Dois deles.

                    1) Vectra Elite 2.4 – Fazia 4,8km/l na cidade quando zero, hoje, 9 anos depois, 7,5km/l no mesmo percurso. Com 157.000 km

                    2) Cruze LT 2012 – Fazia 5,8km/l na cidade, atualmente faz 7,2km/k. Com 88.000 km

                    Ou seja, é comprovado, não é mito.

                    • Rafael, você não acha que sua experiência com dois carros apenas não é muito pouco para dizer “É comprovado”? Entenda, não estou falando que é mentira, longe disso. Mas e as pessoas que não tem essa economia, como aliás começou essa thread?
                      Eu tenho duas experiências onde houve uma melhora no consumo, mas existem outros fatores:
                      -Você se acostuma com o carro. Passa a usar a embreagem como mais eficiência, entende os freios do carro.
                      -Por incrível que pareça, você não dirige como dirigia há 10 anos atrás. Hoje minha condução é completamente diferente de quando eu não era pai. E isso mesmo sem a presença dos meus filhos. Infelizmente não tenho um carro desde essa época, mas posso notar que minha forma de dirigir melhorou.
                      -O carro também muda: Qual eram os pneus originais? Quanto pesavam? E as rodas? Qual óleo utilizava, qual utiliza hoje? O que foi instalado? O que foi tirado?
                      -Os caminhos não são os mesmos, para o bem ou para o mal. Uma das coisas que mais critico aqui é a comparação de consumo de um modelo para o outro, sem que se equacione os parâmetros. O que é cidade para você? Brasília ou Rio? Santos ao nível do mar ou Campos do Jordão? A umidade de Manaus ou a secura de Goiânia? Mas as vezes no mesmo caminho, no mesmo carro e com o mesmo motorista, o caminho varia. Eu continuo fazendo o mesmo percurso de Campinas a São Paulo que há dez anos. Mas a rodovia de saída piorou. A Bandeirantes melhorou. A marginal piorou. A Avenida do Estado piorou. Até a temperatura média das cidades mudou.
                      Qual era a explicação técnica para melhoria de consumo antigamente? A usinagem não era tão precisa, algumas peças tinham que sofrer um acabamento manual as vezes, como lixar. Então o atrito, a perda de energia era muito grande no começo, mas com o assentamento das peças o atrito diminui e o gasto de energia é menor. Mas hoje a usinagem é bem mais precisa, e assim como as perdas por atrito são bem menores, o assentamento ocorre mais rápido e não apresenta tanta diferença em relação ao motor original.
                      Mas até quando o desgaste ajuda na diminuição do consumo?
                      Sim, uma hora o desgaste para de agir em detrimento do consumo e passa a agir em sentido contrário. As folgas que são estabelecidas também são responsáveis pela perda de energia do conjunto motriz.
                      Qual seria a explicação técnica para seu carro com 157 mil km está gastando menos?

                    • Rafael Trindade

                      Entendo toda a sua colocação, então, vou reformular a minha resposta.
                      “Para mim, está claro que o amaciamento do motor, reflete no consumo”.

                      Quanto aos costumes, estamos falando de dois carros automáticos.

                      Não é Brasil, é Rio Grande do Sul. Trânsito assim como em SP, caótico.

                      Pneus são sempre de mesma medida, revisões devidamente feitas.

                      Um fato que considero muito importante, mas que se for parar para pensar, fez efeito contrário, o combustível de hoje é pior do que em 2006, o que justificaria a melhoria no consumo ?

                      Acredito que nossos hábitos mudem e isto, pode fazer com que melhor ou piore o consumo de qualquer carro, concordas?

                      Assim sendo, acredito que esta minha experiência, com ela, posso afirmar que, para mim, sim, o amaciamento do motor, melhorou o consumo.

                    • Eu acredito em você. E tinha de fato esquecido que nosso combustível “piorou”…

                      Abraços.

                    • XandeeM

                      Coincidentemente o meu Cruze 2013 tbm fazia aprox 5.8km/l ,agora faz exatos 7km/l

                    • Rafael Trindade

                      Pois é, por isto que digo que não é “mito”.

                  • rvmattos

                    isso é mito…. motores de hoje em dia nao acredito que tenham tanta evolução entre o ser zero e estar amaciado….

                  • vegv2

                    Nosso Fit fazia 6.8km/l na gasolina quando novo.
                    Hoje em dia faz 9.
                    Creio que isso se aplique em alguns carros.

                • Leandro Balmant

                  O motor responde bem em subidas mais íngremes e ultrapassagens na estrada?

                  • Rodrigo

                    Nunca tive problemas. Já viajei pelo menos 3500km com ele.

                    • Leandro Balmant

                      Legal saber, porque o povo fica falando como se esse motor fizesse esse carro se arrastar por onde passa. Pelo visto é bem diferente disso.

                    • Darwin Luis Hardt

                      mas ja andou com ele com 4 pessoas + bagagem? se sim, tu fica mais inseguro pra fazer ultrapassagens? Que carro tinha antes do renegade?

                    • Rodrigo

                      Veja o meu relato no Opinião do dono – Renegade Longitude AT publicado aqui no NA. Lá descrevo o que já tive, consumo, minha primeira viagem com o carro cheio. Tudo tranquilo.
                      Já rodei mais de 5000km após o relato, sendo 3000km em viagens.
                      Me desculpe a colocação que farei, mas só se sente inseguro para fazer ultrapassagens quem não é hábil ao volante ou se arrisca sem necessidade!
                      Abç

                    • Darwin Luis Hardt

                      Com certeza já li teu relato, leio tudo dos renegades.

                      Eu acho que tu estás certo. Com meu fit 1.5 cheio eu tenho menos chances de ultrapassar, pois conheço o carro e sei que algumas vezes não terei como fazer a ultrapassagem e espero. É só termos mais paciência no trânsito mesmo… Acho que o Renegade é mais pra curtir a viagem confortável.

                      Queria ter um renegade, pegaria o longitude também, mas a grana tá curta, vou esperar alguém que reclamou do motor, vender daqui 2 anos, aí eu compro mais barato!

                    • Rodrigo

                      É uma boa!! Mas só vejo reclamar do motor do Renegade quem não o dirigiu ainda! Ou os pilotos de test drive! Rsrs
                      Mas confirmo que é mesmo um carro gostoso para curtir uma viagem legal, com conforto!
                      Boa sorte na sua procura!

                • Sigi Vilares

                  fiquei com um renegade por tres dias. achei o motor fraco Rodrigo.

                  • Rodrigo

                    Então, se não gostou, não compre!

            • _William

              Bem isso mesmo, no vídeo que assisti, o dono que dirigia o Renegade acompanhava tranquilamente uma SW4 no fluxo normal sem precisar “esgoelar” o motor pra manter o ritmo da estrada. Acho que quem compra carros dessas categoria não esta atrás de desempenho acima da média, pois pra isso temos alguns hatchs médios, como Golf TSI.

            • DougSampaNA

              mecanico? no automatico acho dificil..enfim, opniao de leigo.

              • Rodrigo

                Automático, afirmação de proprietário.

          • Newton Freitas

            O carro não é feito para correr ou seja ter desempenho de Ferrari.
            Creio que este motor flex é suficiente para o modelo ter um desempenho bom no dia a dia.

          • Franco da Silva

            Sim. Já andei numa Doblò 1.8 carregada com sete passageiros e malas no teto, achei que seria uma penúria, mas andou. Só o consumo… mas isso é geral nos 1.8 de todas as marcas.

            • Problema do Doblò é o comportamento dinâmico em velocidades um pouco mais elevadas (acima de 100 km/h). Andei com um algumas vezes em férias (alugado) para atender ao transporte de mais de 5 pessoas. É um carro utilitário, com única função de transportar um número maior de passageiros. Tendo-se em mente isso, a proposta funciona. A ergonomia dele também fica bem distante do ideal, em minha opinião: é muito botão fora do lugar, coluna “B” com um propensão para amassar dedo de passageiro que está acessando a segunda fileira pela porta corrediça que é uma beleza (a pessoa sempre se segura ali para acessar o carro – se o passageiro do banco da frente fecha a porta essa hora, o desastre é certo), o acesso pela porta traseira é triste, e o conforto na terceira fileira de bancos inexistente.
              O desempenho do motor 1.8 é até exagerado para o comportamento dinâmico do carro.

          • Lucas

            Confirmo: tem carros que andam mais, claro, mas o desempenho do renegade é totalmente compatível com o segmento que ele participa… o motor do hrv é enceradeira, o 2008 1.6 anda correto, ecosport e duster eu nem comento, são inferiores… agora, quem nunca andou, fica com uma impressão que não é verdadeira

            • Yuri Ravitz

              São os especialistas de internet rs

            • Peuooo

              inferiores no que? o eco é tão equipado quanto os concorrentes deles… não entendi… se má montagem do carro significasse algo, o mercaqdo seria muito diferente do que é hoje…

              • Lucas

                O ecosport é inferior em tudo, menos equipamentos, e tantos outros carros são criticados pela montagem irregular e materias ruins, pq a eco não? Ainda sem citar a versão powershitf atrás dos automaticos convencionais, espaço, manutenção… o uso do estepe fora do carro que a europa aboliu… duster e ecosport estão em.um degrau abaixo de hrv, renegade, 2008…

                • Peuooo

                  Pode ser inferior apenas no espaço (podia ter um entre eixos maior), um porta malas maior e que coubesse o estepe e uma montagem um pouco melhor do interior… Apenas isso, motor é top e a transmissão também. Vide que eles mudaram sua programação em relação ao fiesta. Então, só nestes aspectos acima pra mim ele peca, tamanho e estepe na traseira. Fora isso, ta ben ok!

                  • Lucas

                    Cambio ok? Cara, vai lá no MP tem mais de 2000 petições contra o PowerShit kkkk então, se vc preferi a eco pq diz que motor e cambio ok, blz, mas as vendas estão ai dizendo que montagem, equipamentos, acabamento o ecosport esta muuuuuuuuuuuuuito aquém, ganhando só do Duster, que é café com leite, nem conta. Kkkkkk

                • Paulo_Lustosa

                  Esqueceu de um detalhe, o Duratec 2.0 do EcoSport é anos luz a frente do E-Torq e o Sigma não deve nada em desempenho pra uma bigorna de peso que é o Renegade

                  • Lucas

                    A Ford tinha que ter algo melhor kkkkk e quanto custa um Duratec? Qual a participação nele no share de vendas da cocosport? Pelo preço do duratec, muuuuuuuito melhor pegar um Focus tittanium ou um hrv exl ou um renegafe longitude, com um pouco a mais, vai de renegefe diesel, que dei a cocosport parecendo um carrinjo de rolima… interessante que o motor da ecosport era o sigma antigo, se 115 cv, ai viram as vendas cairem, e atualizam para o sigma do new fiesta, de 130 ou 132 sei lá, ecosport já deu.

                    • Paulo_Lustosa

                      Focus Titanium sendo que EcoSport 4×4 Duratec custa 82K e Focus Titanium custa 103K? Bela lógica… pelo Renegade flex com um motor bastante insufciente pra subida de serra, que é onde moro, não cola de jeito nenhum, e pelo Diesel, 114K também não né cara. 114k já pego uma picape média que aguenta mais pancada ou uma Troller.

            • Darwin Luis Hardt

              e o 1.6 do S-cross da suzuki o que falarm? acho que é um dos melhores, pelo peso do carrinho.

          • Desempenho do Renegade é um pouco pior do que o do Jetta aspirado. É suficiente? Sim, assim como o do Jetta o é, contanto que a expectativa do consumidor seja adequada. Nada de arrancadas e retomadas vigorosas ou de respostas rápidas ao pedal da direita. É para um tocada tranquila, sem maiores pretensões.

            • Debraido

              Ubaldir, o problema é que vivemos num momento em que esportivos devem ser esportivos, SWs devem ser esportivas, SUVs devem ser esportivos, city cars devem ser esportivos, ônibus devem ser esportivos, tratores devem ser esportivos, colheitadeiras devem ser esportivas e por ai vai. Os especialistas online exigem isso do mercado.

              • ViniciusVS

                Exatamente… Esportivos para ir no Shopping ou andar a 50km/h ( quando consegue) aqui em São Paulo… Mesmo porque acho que nenhum pai ou mãe vai dar top speed no carro com o filho no banco traseiro até o colégio por exemplo.

                Mesmo caso do Cobalt, criticam por ter apenas 108cv mas esquecem o perfil de quem compra esse tipo de carro, além do mais a montadora faz carros para atender determinado publico alvo e vender seu produto. Não para satisfazer leitor que em sua maioria somente compra ou defende comprar carros usados por exemplo e exige esp até em palio fire.

                • Vinicius, seu comentário está correto mas faria um adendo: ESP faria um bem danado na linha Palio. Mas nele que em qualquer outro…
                  Mas milagre que ainda não veio o argumento de “segurança em ultrapassagem”. Tive poucos carros com bom desempenho e nunca passei problemas quanto à segurança. Ultrapassagem segura depende mais de bom senso que da potência do carro. Basta ver o tanto de acidente de Camaro, Porsche.

                  • ViniciusVS

                    Acho que o mais importante não é o carro ter desempenho mas sim a rodovia ser segura, a Rodovia dos Imigrantes por exemplo da para viajar nela tranquilamente com um Palio Fire, pode não ser confortável mas o 1.0 fica ali no canto dele sem atrapalhar ninguém pois caminhão fica nas duas faixas da direita e fazem ultrapassagens entre eles sem incomodar motoristas dos carros, e quem não quer correr consegue ficar a 100km/h tranquilamente nas faixas centrais ( velocidade tranquila para um 1.0) e ainda sobram as faixas da esquerda para ultrapassagem ou aqueles que querem levar o carro até o limite.

                    Agora pista simples pode ser o melhor carro do mundo a velocidade média será muito provavelmente 60 ~ 80km/h dependendo da quantidade de caminhões e curvas, além de ser obrigado aguardar o momento certo para ultrapassagem, pode ter uma reta ideal para ultrapassar e vir um caminhão sentido contrário.

                    Aqui em São Paulo os pedágios são abusivos mas pelo menos é seguro viajar( nas principais rodovias claro, pois tem algumas de pista simples que tem pedágio também o que é um absurdo) independente do carro.

                  • Zoran Borut

                    Certamente você não pega com frequência estradinhas de pista simples sem acostamento com vários caminhões velhos ou canavieiros andando lentamente, não é? Boa retomada é essencial nestas situações – mesmo quando há bastante pista para ultrapassar.

                    • Sim, tem retomada, tem uma alavanca na vertical chamada câmbio que muita gente não sabe para que serve, tem um pedal embaixo do painel que pode apertar até o fim, pode ter um instrumento no painel que quando passa do 5 o carro não desmonta, do lado de fora tem um sinal chamado “linha tracejada” e uma placa onde tem um carro do lado do outro…. E finalmente tem o bom senso. Se você precisou da potência do seu carro para realizar uma ultrapassagem segura com certeza você não deveria ter feito, não deveria ter carteira e deveria ter cuidado com a vida dos outros.

                    • David Diniz

                      No meu carro(um City Cvt) eu uso a Opção S+Modo manual(paddle Shift) para ultrapassagem e no carro da minha mãe(um Corolla XEI zero km) uso a opção manual do câmbio e os paddle Shift para ultrapassar ou brincar nas curvas :D

                    • Rzonta

                      Diferença é que um carro com 30kg de torque precisa de muito menos espaço pra uma ultrapassagem segura do que um com 10. Aí o tiozinho do 1.0 fica 20 minutos atrás da carreta esperando a reta de 1 km pra ultrapassar e quando chega nela ainda tem carro vindo no sentido contrário. Resultado? O tiozinho perde a paciência, liga o foda-se e faz cagada.
                      E sim, já vi isso acontecer várias vezes.

                    • Ponteiro dos 5… Kkkkkkk

                    • Zoran Borut

                      Neste caso, centenas de pessoas que conheço e que usam as mesmas estradas que citei, incluindo alguns policiais militares, deveriam seguir seu conselho dado com a autoridade suprema de quem não conhece essa situação diária e talvez não saiba a diferença entre um Siena 1.0 e um Gol 1.6 nessas horas.

                    • Reitero: Se você não consegue fazer uma ultrapassagem segura com o Siena, o problema não está no carro.

                    • clearboxer

                      O pessoal quer que o carro despeje potência suficiente para ultrapassar usando metade do curso do pedal da direita, aí fica difícil mesmo… Enquanto não entenderem que em carros comuns, a ultrapassagem deve ser feita com pé embaixo, que carros manuais precisam reduzir marcha e que rotação alta não explode, vão continuar a passar perrengue até com carros bons de retomada, como Golf TSi. É perfeitamente possível fazer ultrapassagem segura, seja com um DS3 de 165 cv, seja com um Peugeot 106 de 50.

                      É questão de ter perícia e conhecimento do carro que você tem. Ou não ter e ficar reclamando de carros cujo desempenho é perfeitamente suficiente, como o Renegade, por querer que um Suv compacto se comporte feito uma 335i. É óbvio que carros mais potentes ultrapassam mais facilmente, mas isso não tem a ver necessariamente com segurança, a menos que o cara se arrisque e aí precise de cavalos extras que o carro não tem.

                    • Potência pode dificultar ou facilitar uma ultrapassagem. Tornar uma ultrapassagem insegura? Não é falta de potência que faz isso, mas de noção e responsabilidade.

                    • Rzonta

                      Óbvio que é possível fazer uma ultrapassagem segura tanto com um 106 como com um ds3. O problema aqui é que o 106 precisará de muito ( e põe muito nisso) mais espaço que o ds3 pra realizar uma ultrapassagem segura. Como sabemos que nossa estradas não possuem retas infinitas, o trânsito costuma ser pesado e os motoristas não tem paciência pra ficar meia hora atrás de uma carreta esperando o momento para ultrapassar, concluo que um carro com mais torque é mais seguro em ultrapassagens.

                  • David Diniz

                    Os comentaristas da internet vivem falando que o corolla não tem ESP mas tivemos um Fusion por 6 anos e NUNCA foi usado o ESP. As vezes o controle de tração entrava. Hoje o fusion se foi e entrou um corolla zero e o carro é muito estável. Poderia sim ter apenas um controle de tração,mas ESP é totalmente dispensável.

                    • A questao não é: ter ou nao ter ESP, e sim exigir que tenha devido ao alto preço do Corolla (ao menos na versao Altis).

                    • David Diniz

                      me de 1 motivo que me convença então. Dizer que precisa é fácil mas quero um motivo. Sem papinho que lá fora ele tem ou é por causa do preço por que não caio nessa ladainha.

                    • alto preço é ladainha?…. e olha que nao sou muito de ficar endeusando o ESP, mas ai voce pegou pesado. rs

                    • clearboxer

                      O fato de nunca ter sido acionado (ou você achar equivocadamente que nunca foi, o que é bem possível) significa que você, felizmente, nunca passou por uma verdadeira situação de risco. E se tivesse passado e se safado, provavelmente ia atribuir isso à sua manobra para evitar o acidente, o que talvez não fosse nem possível sem o ESP atuar. E você muitas vezes não sabe disso, porque ESP nenhum te manda whatsapp avisando que entrou em ação, ele simplesmente entra e você pode nem perceber.

                      A grande diferença é que agora, com seu “ultra-estável” Corolla, se acontecer isso, você vai parar no mato dependendo da situação. Simples. Não acho ESP algo indispensável, a ponto de achar que vou morrer se não tiver. Até porque não tenho condições de comprar um carro com o equipamento hoje. Boa parte da vida tive só carros sem Airbag e sem ABS, e estou aqui, vivo. Mas entre ter ESP e não ter, eu não pensaria duas vezes em ter, pelo mesmo motivo que qualquer outro equipamento de segurança, o fator “se acontecer”.
                      Se TODOS os concorrentes têm ESP e só o Corolla não tem, é porque o Corolla é paladino da estabilidade, ou simplesmente porque a Toyota fez corte de custos, sem cortar no preço?

                    • David Diniz

                      Kra eu já fiz curva fechada a mais de 120km/h só para ver o ESP atuava sendo que a “velocidade de segurança” seria uns 60/70 NO MÁXIMO. E não atuou.

                    • Rzonta

                      Tenho carro com airbag há mais de dez anos e nunca utilizei. Seguindo seu raciocínio airbags seriam desnecessários e meu próximo carro não precisaria de tal item…

                    • Fabio

                      Vale também pro cinto de segurança..

                  • Rodrigo

                    Matou a pau!

                • Darwin Luis Hardt

                  eu até entendo alguns que reclamam de pagar 80 mil num carro sem motor.

                  Essas pessoas querem pagar 80 mil, na verdade, num carro “pau pra toda obra”. Além de usar na cidade, nas viagens em estrada também, com ultrapassagens em alta velocidade e carro cheio, com segurança.

                  Mas essas pessoas devem-se lembrar que aumentaram tanto o preço dos carros, que um popular custa 50 e poucos mil, se for automático, 60 mil. Imagina o que esperar de um SUV compacto entao? não poderia ser 80 mil 4×4 automático, por exemplo, ou com um câmbio excelente, ou diesel, etc.

                  hoje em dia tu é obrigado a escolher o que mais te importa: ou compra pelo motor, ou pelo acabamento, ou pela tecnologia, ou pela versatilidade, etc. Não fazem tudo em 1 por 80 mil. Isso só no mínimo se pagar 100 mil e olha lá

              • Lucas

                Melhor comentario do dia. Resumiu bem o que os especialistas da Internet tentam fazer de regra.

              • Eu tive um Jetta aspirado por 3 anos. É aquilo, tem muito usuário que tem outras prioridades além do desempenho puro e simples. Sem dúvidas que um carro respondendo de pronto ao acelerador é muito bom, mas há muitas ocasiões em que a escolha mais racional possa deixar de lado essa característica em troca de outros atributos do modelo. Cada um tem o direito de escolher dentro de suas prioridades, é o que defendo.
                Se tem um consumidor que tem em suas prioridades no ar mais robusto do Renegade, no seu ótimo acabamento interno, na sua aptidão off-road um pouco acima da média e não no desempenho, terá uma boa compra no Fiat-Jeep, como não?
                Há mercado para todos os gostos. Concordo com as palavras do amigo. Nem todos os carros precisam ter um desempenho diferenciado para agradarem a seus donos.

                • clearboxer

                  Cara, do jeito que esses comentaristas metidos a sabe-tudo falam, parece que o Jetta 2.0 anda igual Palio Fire, é um festival de baboseira que eu vou te falar viu… Quando tive a oportunidade de alugar um aqui nos EUA, foi um dos carros que mais me surpreendeu positivamente, de todos que já dirigi na vida. O desempenho é bem agradável, diria surpreendente olhando os 116cv do carro. Anda tranquilamente muito mais que a Fielder 4 marchas dos meus pais no Brasil, e o câmbio AT6 (no carro que aluguei não tinha borboletas) é uma aula de como bons câmbios automáticos devem ser.

                  Já dirigi Impreza CVT, Focus Powershift, Sentra CVT, Elantra AT, etc; e afirmo categoricamente que o Jetta é o que deu mais prazer em dirigir, disparado. Torcudo em baixas e médias, câmbio exemplar que responde quase perfeitamente ao que o motorista quer, direção com peso correto (nada daquela sensação ruim de volante molenga e pouco responsivo), posição de dirigir muito boa e dinâmica sensacional em curvas, mesmo com 5 pessoas e bagagem.

                  O porém é o acabamento, que realmente é pobre, e o consumo bastante alto. Além disso, todos os outros que citei andam mais que ele e bebem bem menos. Ainda que isso não se traduza em prazer de dirigir superior, é um fato. Talvez só o Sentra ande menos, mas lembremos que o Sentra americano é 1.8 de 130cv apenas, ou seja, o Sentra 2.0 brasileiro certamente anda mais que o Jetta. Por melhor que esse 2.0 seja, o 1.4 TSI deve tornar a experiência do Jetta muito melhor e de quebra bebendo bem menos. Já deveria ser o motor do carro há algum tempo, tanto no aqui nos EUA, quanto no Brasil. Por uma simples questão de que o tempo passa e é um motor há tempos superado, mesmo com todas as suas qualidades.

                  • Exatamente isso. Em poucas palavras, o Jetta aspirado é um carro “gostoso” de dirigir, mesmo tendo um desempenho digamos, acanhado. Tem posição de dirigir campeã, ótima estabilidade (a tocada dele parece com a de um carro pequeno), ar de requinte interior um tanto quanto falho, bom nível de montagem, ótimo espaço interno e um pota-malas excelente. Vale a compra dependendo da prioridade do consumidor.

                    • clearboxer

                      Pensando nisso tudo, imagino o quão prazeroso deve ser dirigir um Jetta Highline.

                    • Outro nível, outro nível… rs. É um carro de desempenho diferenciado, realmente.

              • ObservadorCWB

                Boa Ubaldir… http://www.noticiasautomotivas.com.br/maz-541-foi-um-monstruoso-seda-sovietico-com-motor-diesel-v12-38-8/ Para muitos da Internet este seria “o carro”…..diriam de boca cheia: “meu carro tem 500 CV e 12 cilindros…rsrrsrsrs

            • Darwin Luis Hardt

              eu acho que o renegade deve ser uma desvantagem apenas pra quem mora em cidades com muitos morros. Mas se morar no RS por exemplo, o estado todo quase é plano, se andar na manha, não terá problemas, será suficiente o motor.

              • Pois é, tudo depende do uso e das necessidades do consumidor. O comprador mais feliz é aquele que compra o produto que mais se adéqua às suas necessidades, e não aquele que compra um mega modelo que trás um milhão de coisas que ele nunca vai utilizar e que, ao mesmo tempo, deixa de trazer um detalhe que ele usaria todo santo dia.

          • Alexandro Henrico von Mann

            Mas ele não é esportivo. Eu não entendo uma pessoa querer um Jeep para ficar correndo por aí, ou achando que tá num esportivo. Para isso compre um hatch ou sedã mais top. Desculpa, não é critica direta para vc, apenas peguei gancho no seu comentário.

        • Renegade só é o melhor se for motor a diesel, que custa 99 mil.

          • Lucas

            O Renegade da banho em acabamento e equipamentos, o tracker deve andar um pouquinho a mais e beber igual, esse motor bebe pra burro…

        • Lucas

          Também gosto do 2008, acabamento muito top, o teto de vidro é um show a parte… a peugeot tá vacilando, devia lançar o aut no THP, melhor do segmento disparado.

          • Newton Freitas

            No caso nem sempre o produto bom vence o produto famoso.
            A Peugeot tem uma fama negativa da marca e isso provavelmente será difícil de mudar, por isso as vendas são fracas.
            Creio que investir mais em Marketing e Suporte ao cliente seria uma maneira de reverter esta situação.

            • Lucas

              Verdade, peugeot deu muito vacilo, mas tão querendo recuperar, vide a garantia de 5 anos no 2008 e 208 e divulgação da plano de manutenção da fabriga… mas precisa de um câmbio aut novo, o 208 é top demais, mas o cambio mata o carro…

              • Newton Freitas

                O carro segundo a empresa é global porém é claro que o modelo é para os europeus.
                A PSA Brasil tem que parar de depender da Europa em questão de produtos e focar em modelos locais.
                Este é a solução para crescer as vendas de ambas as marcas.

            • Marcelo Henrique

              Algumas concessionárias fecharam por causa das baixas vendas e as que ficaram abertas estão aprendendo que precisam atender bem os seus clientes.
              Hoje, se for financiar um 208 é mais tranquilo do que um Renault sem contar que o acabamento é muito superior ao de um Sandero.

              • Newton Freitas

                O 208 nasceu de uma forma diferente do Sandero.
                Ambos são europeus porém um nasceu para ser um compacto “premium” e outro nasceu para ser um carro barato de valor baixo. Então seu acabamento é para ser bem diferente.
                Aqui no Brasil a Renault ta vendendo relativamente bem então um cliente a mais ou a menos não faz muita diferença, já para a PSA faz uma grande diferença.

    • Pedro Rocha

      Se as opções fossem apenas Tracker LT e 2008, seria a primeira vez que eu optaria por um veículo AT4 em detrimento de um AT6.

      • Edson Fernandes

        Dureza esse nosso mercado. E a Peugeot vai perder muitas vendas porque não se esforçou mais em equipar antes o 2008 com cambio AT6.

    • Eu sempre achei o Tracker um carro interessante em suas formas, aparentemente muito bem construído, com vãos de carroceria bem uniformes e restritos em suas dimensões.
      Mas os preços pedidos pelos pacotes apresentados são absurdos frente à concorrência. Já era assim com a versão LTZ, que com preços estratosféricos entregava o que a concorrência apresentava a preços bem mais módicos. A LT veio no preço da concorrência, mas completamente desprovida de equipamentos. Nada mudou.

      • Marcos Souza

        Se com o dólar a essa coração, o preço da tracker mudou pouco, imagina o lucro quando estava com dólar baixo

    • Davidsandro18

      Nesse valor, com mais 2 mil iria de 2008 sem pensar duas vezes, é que possui equipamentos de conforto e segurança que esse GM nem sonha em ter, e olha quem nem entrei no mérito de mecânica a qual o francês tem um conjunto invejável. Não ligo pra desvalorização, prezo pela satisfação.

    • Flavio de Castro

      e o pior, o freio a tambor até no modelo top.. ehhe.. só na banalandia mesmo.

    • Carlo Ponzi

      Olha, tenho que concordar, essa versão não me parece atrativa!

  • _William

    O interior ficou muito “simples”, visualmente, sem o volante multifuncional e Mylink. E 76k ainda é caríssimo para o que oferece.. não tem nada e custa praticamente o preço das versões intermediárias dos rivais.

    • Gabriel

      sem falar que o motor não é la essas coisa pra este veiculo.. um 2.0 aspirado ou 1.5/1.4/1.6 turbo seriam melhor opções.

      • Marcelo Henrique

        Dos fabricantes nacionais, a GM é a única que não ofereceu um motor Turbo ou supercharger a gasolina.
        Mas isso tem haver com o gosto dos seus clientes que é de ter carros simples em motor e acabamento.

    • Junoba

      Custa 77k pra ser exato. Não esqueça dos R$990 no final…

      • 4lex5andro

        carro muito caro que nao oferece (importante para um suv) um assist de rampa, controle de traçao ou estabilidade ..

        desse jeito o renegade (e a fiat) continuarao a liderar o segmento ..

  • Whering Alberto

    Parece bem acabado…as rodas ficaram pequenas. Tirar o volante multifuncional foi triste.

    • Marcelo Henrique

      LT é para ser o mais simples possível, mas vamos ver se vai ser vendável.

      • Whering Alberto

        É, acontece que o suprassumo do momento (Renegade) tem mais itens e custa um pouco menos (assim também é com o HR-V). Por isso, 76.990 pelo Tracker LT é muito.

      • Whering Alberto

        Mas, como você mesmo disse, vejamos se vai ser vendável. Ouvi dizer que o Tracker vendia pouco porque as cotas pra ele eram pequenas.

  • Tosoobservando

    Isso ae é reflexo da limitação de importação do México, pois a Gm não irá fabricar esse carro aqui.

    • Vitor Barcellos

      Pois é. GM só terá um SUV com maior oferta em 2019, quando ira fabricar aqui no brasil um SUV compacto

      • Matthew

        O downgrade será igual ou pior ao visto na transição do Sonic pro Onix e, adivinha só, o preço absurdo do Tracker será mantido kkkkkkkk

  • V12 for life

    Quinta posição com uma só versão, não vai ameaçar nenhuma liderança, mas Ecosport e Duster que se cuidem.

  • Darlon Anacleto

    Caríssimo! Isso é bem mais que se pede por um 2008 Griffe, com aquele ótimo motor THP e uma porção de itens de conforto e segurança.

  • Wagner Lopes

    O preço ridículo, o interior simplório e a falta de equipamentos de segurança “básicos” para veículos deste preço transformam esta em uma das piores compras nos dias atuais. Praticamente 100% emocional.

    • Junoba

      Pior ainda quando a LTZ estava sendo vendida a mais de 90k. Mas como as vendas estavam fracas, tiveram que reduzir o preço. Algum tempo atrás ele estava sendo oferecido por 80k mais taxa 0%.

    • Fabio Marquez

      Prefiro um EcoSport do que isso que a GM quer empurrar para os consumidores.

  • Fábio Alisson

    Mais um “altinho da moda” caríssimo, pelado e sem graça.

  • CorsarioViajante

    As maçanetas são pretas, mas na foto são da cor da carroceria. A foto está errada ou a informação não procede?
    De qualquer forma, esta versão LT é pra lá de simplória, acredito que não vá fazer muita diferença no mercado.
    E o nome da cor roxa é de travar a língua entre ” Blum Perry” ou “Plum Berry”… rs

  • SDS SP

    Seguindo minhas necessidades, jamais compraria essas pseudo
    SUV’s, em especial essa da reportagem. Ridículo.
    Mas como não há uma verdade absoluta na aquisição de um carro, cada um sabe o que faz com seu respectivo dinheiro.

  • Marcelo SR

    Eu não compro.

    • Marcelo SR

      E que interior pobre. Arranca o painel logo de uma vez… Se é pra fazer economia porca, por quê não?!?

  • Marcelo SR

    Pneu biscoitão + roda de carrinho de rolimã do Cocôbalt fazendo escola.

    • _William

      Achei esse jeito de roda semelhante ao da Tucson.

      • Cesar Mora

        Para um Crossover isso faz muito mais sentido do que pneus perfil fita isolante em carros que não tem um desempenho esportivo…

        • _William

          E melhora o conforto também… perfil baixo nesse tipo de carro deve ser um pesadelo.

          • Cesar Mora

            O máximo eu julgo ser como os aro 18 da Sportage, Ix35 e CRV EXL, que se não me engano são perfil 235 55 r18, ficando com um conjunto “borrachudo”

  • Guilhe

    Pensei que não tinha como capar mais a LTZ…

    • Lucas

      Kkkkk são 2 cara, a GM é uma fanfarrona mermo

  • Wesley

    R.I.D.I.C.U.L.O

  • Rodolfo

    Rodas no tamanho correto (as de 18″ do modelo LTZ tornam o rodar duro, graças ao pneu de menor perfil), mas infelizmente, remover os controles do áudio do volante foi uma afronta.
    No geral, é um bom carro — mas que deveria custar R$70.000, o que não acontecerá graças ao dólar super valorizado.

    • Lucas

      Acho a medida correra desses “suvs” seria 17 que nem o hrv e o renegade longitude… pq querendi ou não, esses carros andam mas na cidade e estrada.

  • Ramom Alencar

    para os órfãs da opel esse é o opel mokka, bem o que da para perceber é que é o interior ficou muito simples, tão simples quanto o de um onix ls (sem exageros) de resto é tão bom quanto as ditas novidades do segmento, só cobra absurdamente caro mesmo vindo do México…

  • Lobo

    É direção hidráulica?

    • Lucas

      Isso mesmo, direção eletrica só no Cruze

  • 76 mil? sério mesmo que com os recém lançadoas 2008, HRV e Renegade alguém teria coragem de pagar 76 mil nesse GM?

  • Ramom Alencar

    para os órfãs da opel esse é o opel mokka,
    o interior ficou muito simples, tão simples quanto o de um onix ls (sem exageros) de resto é tão bom quanto as ditas novidades do segmento, só cobra absurdamente caro mesmo vindo do México…

    • Fábio

      Interior do Mokka abaixo. Na boa, não vi nenhuma diferença gritante entre os dois. Aliás, achei esse volante do Mokka horrível.
      Vcs não queriam a Opel de volta? O Trakker é um Opel com outro nome, oras.

      • Danilo

        Outro nome, interior totalmente diferente (muito mais bonito na minha opiniao) possui motores eficientes e nao esse 1.8 gastador e fora os recursos tecnologicos mais que na tracker inexistem.

        • Paulo_Lustosa

          Tracker 1.8 é só no mundo subdesenvolvido, nos outros lugares é o mesmo Família 0 1.4 16V turbo de 140 cv do Mokka/Encore

      • Luciano Barbosa

        Câmbio de Pampa. Legal.

      • celso

        Você deve estar com algum problema de visão pra não ver a diferença GRITANTE de acabamento entre o Tracker e o Mokka

      • Wagner Lopes

        Favor marcar um oftalmologista com urgência.

  • Rodrigo

    Com essse dinheiro dá pra pegar um 2008 Griffe 1.6AT com teto panorâmico e paddle shift! Ou então o Renegade Sport AT!
    São opções mais interessantes!

  • Henry

    Isso só pode ser uma piada de mau gosto da GM!!! Carro totalmente depenado e caro. Se fosse para eu investir em algo desse porte, certamente iria de Duster. Plático por plástico, na minha opinião, o Renault leva vantagem por ser mais robusto.

    • David Diniz

      O carro tem o mínimo para 95% das pessoas: Ar condicionado, Direção hidráulica,Vidros e travas elétricos e som além dos obrigatórios ABS e Air Bag Duplo. é o “Kit sobrevivência”.

    • Carlo Ponzi

      Não sei se realmente é mais robusto, mas com certeza é mais barato e deve ter revenda mais simples!

  • Airplane

    Pelado e caro. Passo!

  • Marcus Vinícius Andrade

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk piada msm
    R$:64,900 seria um preço razoável! por 77 mil vai vender igual a Freemont.

  • oscar.fr

    Vale lembrar que o Tracker está sendo vendido com muitos descontos, o preço da tabela não sendo o aplicado nos concessionários. Mesmo assim, continuam a existir opções melhores no mercado. O Tracker é caro e pequeno, melhor daí ficar com o 2008 que é um pouquinho pequeno, mas tem um ótimo preço (para a categoria), ou um HRV, que é caro, mas não tão pequeno assim.

  • Lucas

    Que volante bizarro! A GM enfia a galera aceita… como isso pode ser vendido mais caro que que um Renegade? Esse painel é uma afronta, pagar quase 80 conto em um painel de moto… não dá, já deu GM.

  • No_Name

    Volante de espuma num carro de R$ 77 mil kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!! Vou rir eternamente de quem pagar isso por um acabamento tão medíocre.

  • Fábio Henrique

    Que interior simples, a diferença pro LTZ nem é tão grande, mto melhor pegar a top de uma vez. Só vale a pena se a GM fizesse uma promoção por 70/72 mil

  • Hox

    77 mil e pelado desse jeito? Só sendo muito trouxa mesmo pra comprar.

  • Luiz Pereira

    ESP e air bags laterais? Só quando virarem itens obrigatórios. Vergonha das montadoras nacionais e de seus clientes ignorantes!

  • Christian Balzano

    Sem botãozinho no volante e telinha LCD no painel não vai vender não. Concordando com essas firulas ou não, carro hoje é gadget.

  • Rodrigo

    Deve ser bem legal comprar um carro de quase R$77 mil sem controle de som no volante nem cruise control, sendo que o irmão mais novo e quase R$20 mil mais barato tem.
    Economia besta GM. Melhore…

  • Rdassis

    Acho que vale a pena comprar daqui uns 2 anos como usado, estará valendo uns 35 mil.

    • Lucas

      Se fosse um tigoo ou m Jac, até concordava…

    • Junoba

      Que nada, não exagere. Eu lembro quando o Tracker ( LTZ ) chegou. Custava 72k, e depois foi aumentou o preço sem parar, até chegar a mais de 90k. E esse ano olhei um anúncio, o mesmo estava sendo vendido por 75k, pra um carro que chegou por 72k, mesmo ter sido usado. Enfim, nosso mercado é maluco.

  • Gran RS 78

    Esse interior ficou parecendo de carro popular, especialmente o volante sem comandos de som e telefonia, inadmissivel em um carro de 77 mil reais. Aliás, esse preço de 77 mil teria que ser a versão top do Tracker, e não da básica dele.

    • DTF

      fato

  • DTF

    Acho que poucos vão concordar comigo mas na minha opinião a TRACKER é a SUV compacta mais bonita do mercado, em segundo viria a HRV….no demais, incrível como a GM conseguiu estragar um produto que poderia ser líder de mercado no Brasil…
    Ok, não quer oferecer volante de couro, beleza, mas não oferecer controle de rádio e piloto automático em um carro de quase $80mil? Até os ultrapassados Onix e Cobalt tem!!!!
    Chevrolet, por favor, ofereça de série ESP, dir elétrica, 6 airbags e discos traseiros na versão LTZ e deixe apenas o teto como opcional. Na versão LT, pelo preço, mantenha o ESP, ofereça pelo menos 4 airbags, dir eletrica, discos traseiros e volante multifuncional e deixe como opção o couro por exemplo….não faz sentido um carro de $80mil ser privado desses equipamentos que pra mim são obrigatórios…até na igualmente falida Argentina ele vem completo!!! Andei em uma Tracker nos EUA antes dela vir para o Brasil e decidi que seria meu próximo carro….triste fui ver o que fizeram com o carro qdo ele chegou ao Brasil, design não é tudo Chevrolet….aguardei a HRV e tb me frustrei qdo vi que ela não vinha com airbags de cortina e sensores de farol e chuva…são equipamentos baratos e obrigatorios na minha opinião em qq carro acima de $80/90mil…mas como vende que nem pão quente, as montadoras embolsam o custo desses equipamentos em forma de lucro…lucro porco no caso.

    • Lucas

      O que acontece é que a GM manga da cara do consumidor… Cobalt elite a 70 mil, onix motor 1.4 a preço de sonic… tracker que não passa de um sonic alto, com painel de moto, ridiculo… eu acho que a tracker nem fede nem cheira, acho o renegade com mais personalidade, acho o hrv mais “modernistico” hehehe e o o tracker acho mais bonito que o duster e cocosport…

      • DTF

        O Duster eh um atestado do qto somos relegados a quinto mundo pelas montadoras, e talvez sejamos mesmo, mas o Duster tem design dos anos 90, acabamento patetico e segurança minima…deveria custar, no minimo, entre 15 a 20 mil a MENOS do que qq concorrente, so por isso….mas chega a custar quase o mesmo que um HRV por exemplo que eh bem mais moderno, apesar de depenado….o ecosport esta desatualizado e seu acabamento eh porco, vide volante meio couro meio plastico…qto ao RENEGADE, eh o unico que oferece, mesmo que opcional, todos os equipamentos de segurança e conforto, mas ai o custo vai para estratosfera, mas oferece e isso eh bom…mas o design, nao me desce a guela, achei pavoroso, so nao perde para o Duster na minha opiniao…

        • Lucas

          Realmente, Duster é osso, melhor comprar um Stepway que um Duster… cocosport tem até equipamentos bons, mas o acabamento deveria ser no minino do new fiesta mexicano…

          • DTF

            Ou da Eco eruropeia…volante inteiro de couro (como a Ford teve a audacia de forrar somente as laterais do nosso!!). Multimidia colorida de tamanho razoavel, etc etc

  • Jeremias Flores

    77k e não tem nem MyLink

    eu passo.

    • Junoba

      MyLink é o de menos, comprasse um similar por uns 200 conto ( pelo menos é o que deveria custar ).

      • Traveller

        Nem dá! Nem aquele “buraco” largo no painel, que comporta uma CMM genérica a LT tem!

        • Junoba

          Não é bem isso que eu quis dizer. Colocar um rádio touch como um possível argumento de compra pra um carro, não concordaria.

  • joel

    que vergonha, o Tracker LT de 76.990,00 tem o mesmo volante do meu Prisma LT de R$ 39.990,00 kkkkk

    • Colorado

      Nem pra mostrar pro vizinho presta!

      • Sassá

        Imagine, basta comprar as letrinhas LTZ e colocar por fora.

  • Sassá

    Trambolho largo por trambolho pega logo uma S10. 77k vc pega uma 2.4 e com mais 10k pega uma 2.5 flex. Sem falar que eita carro feio, é um onix gigante!

    • Junoba

      Anabolizado seria a palavra ideal, já que esses Crossovers nem são grandes.

  • CanalhaRS

    Mais uma palhaçada da GM….

  • Carolina Vieira

    Esse Tracker só vende porque é da Chevrolet e também por ter um visual acertado, pois comparado a concorrência, é caro, sem nenhum item de segurança (como o controle de tração), além de ter um péssimo custo-benefício. Existe opções no segmento como o Ford EcoSport e Jeep Renegade que são mais equipadas e mais baratas que esse carro (como a versão FreeStyle 1.6 e Sport 1.8).

  • Bittencourt

    Nossa, vc até anima com uma versão LT, mas quando vê a lista de equipamentos, desiste da compra.

  • Leandro Balmant

    Para mim, o Tracker é um dos SUV urbanos mais bonitos do mercado, mas esse preço está alto de mais, e bem que poderia ter uma versão ainda mais barata com câmbio manual. Nesse preço eu pensaria no Renegade ou 2008.

  • Baetatrip

    Que bela bost@!
    Nem tem 4×4 ou ESP….. Delet!
    Nao da para encarar um treco horroroso!

  • João Carlos

    Ao contrário do HR-V, mantém indicador de temperatura externa mesmo sem ter ar-condicionado automático.

  • Fanjos

    Lembro quando lançaram o LTZ em dois pacotes, o primeiro custava uns 72k, quando perguntei ao vendedor ele falou que não venderia pelo preço de tabela esse carro, ou seja, sempre teve ágio e preço absurdo desde o início, foi algo que beirava o ridículo, ninguém queria vender o Sonic com fermento no preço de tabela R ainda tinha fila de 90 dias.
    Hoje está tudo com o mesmo preço que era cobrado com ágio mas por algum motivo mágico… Crise petralha ….cof…cof… está tudo a pronta entrega …. Apesar que ainda vende muito pelo preço e itens que oferece.
    Mas fazer o que né, em terra de Fit de tamanco e de Jeep com motor Fiat capado… Mais uma porcaria capada para se juntar ao grupo não faz diferença.
    De qualquer jeito, ainda estou na torcida de ver em breve um mísero Up custando mais de 100 mil e vai lacrando mais!

  • André Luiz

    Que coisa ridícula esse interior, não merecia esse esculacho. Nem o Cruze LT é assim tão pelado, interior de carro popular basico.

  • sadogoat

    Ta aí mais um carro que não vale a pena mesmo, por esse preço peguei o meu 2008 THP, foram algumas semanas decidindo qual carro do segmento comprar e quando eu conheci todos e comparei optei pelo 2008 mesmo sem o câmbio automátio. A minha primeira opção era o HRV, mas depois que vi a fila de espera de 6 meses e o preço desisti na hora, o Renegade descartei justamente pelo desempenho, conheço dois donos e ambos reclamam do motor, a conversa é sempre a mesma, na cidade vai bem mas na estrada é muito ruim. Como ando com o carro cheio e pego a estrada praticamente todo fim de semana não dava pra ficar com ele.

    Por esse preço se comparar todos os concorrentes do segmento não vejo como outro escolhido a não ser o 2008. Só esse velha reclamação do pós-venda que pode fazer alguém desistir da compra.

  • FocusMan

    O que dizer deste carro no modelo LT?

    Parece meu Focus S… :-(

  • Fabiano

    Absurdo um carro desse valor sem pelo menos piloto aut. e comando de som no volante, olhar o volante com o conta giros e velocímetro parece estar olhando um onix 1.0 lt carro de casa dos 30k

  • Ar digital. controles de tração e estabilidade que é bom?

  • Pedro Cunha

    Absoluta e definitivamente um Sonic hatch com motor de Cruze e molas altas.

  • Paulo_Lustosa

    Só de pensar que esse mesmo Tracker LT com câmbio manual, rack de teto da Thule e bicicleta com marchas da Shimano custou 10 mil a menos é de chorar

  • Vinícius Lima

    Todo o mundo pensou que não, mas a Chevrolet conseguiu piorar o custo/beneficio desse carro.

  • Alberto

    Acho o seguinte,carro bom e aquele que seu dinheiro pode comprar. quem pode comprar uma brasilia, ou um corola ou civic,A brasilia chega aonde o corola e o civic chega, pode levar mais tempo, mas chega. Uma coisa e se voce pudesse comprar,outra e poder comprar,Quando voce tem dinheiro, seu leque de escolha aumenta pra mais de 20 opçoes, e quem nao tem ,nao tem tanto assim. chevrolet e pra quem gosta da marca,e e dificil quem tem chevrolet,trocar facilmente por outra marca,e pagam pelo produto, e como carro chines,muitos metem o pau, nunca teriam, que e um lixo,mas a maioria que tem, gosta e nao se arrepende,ate o golf novo ja deu problema,.
    O presidente de onde trabalho,anda de jac j5, mora em alphaville, e duas vez por ano,manda a familia pra passar ferias na FLORIDA.
    GOSTO E GOSTO, CADA UM DAR VALOR NAQUILO QUE TE SATISFAZ.

  • Paulo

    77 mil num mini suv pelado? é, o real não vale nada mesmo..

  • Rafael Trindade

    Mesmo sendo versão de entrada. Sem piloto automático ? Sem volante multi funcional ? E o resto? O correto para esta versão capada, seria na casa dos R$ 53,000 e mesmo assim, muito caro ainda!

  • Valdemir Souza

    Putz! que painel pobre, tem carro popular aqui no Brasil que entrega coisa melhor…

  • Thiago

    Meu sogro estava entre o Tracker e o Renegade… vendo essas fotos tenho cada mais certeza que ele fez uma boa escolha levando o Renegade… sem falar que mesmo na versão de entrada, ele ainda levou com câmbio automático…

  • rvmattos

    inaceitavel, revoltante!!!

  • JCosta

    Pelo menos o motor não é manco…

  • mauricio

    quem que compra isso?

  • Pedro Neto

    Esses painéis de motoca dos Chevrolet brazuca/Projetos Daewoo. Saudade dos Opel

  • 1945_DE

    Lamentável a pobreza dos carros no Brasil.

  • RyanSX

    kkkkkkkkk

  • Eli

    não ter nem como opcionais equipamentos que tem até em carro 1.0? Podem esquecer…furou.

  • disqus_pBdfTWrPox

    LIXO!