_Destaque Citroen Manutenção

Citroën lança programa para melhorar serviços de venda e pós-venda no Brasil

citroen servico pos venda 2

Além do novo C3 1.2 PureTech, a Citroën anunciou nesta semana uma outra novidade no mercado brasileiro. A fabricante francesa passa a oferecer no País o novo programa “Citroën & Você”, que já é aplicado globalmente pela empresa e quer “oferecer excelência na prestação de serviços em sua rede de concessionárias” tanto na venda como no pós-venda.

O programa consiste em cinco compromissos, sendo que o destaque fica por conta do Citroën Advisor, um canal entre as marcas de veículos no Brasil para que os clientes compartilhem suas experiências em relação aos serviços prestados pela rede de concessionárias.

No site, o proprietário pode identificar a concessionária onde esteve e classificar o atendimento em até 5 estrelas. Após isso, o cliente pode ainda escrever a opinião com base na nota de avaliação registrada. Em caso de notas baixas, a concessionária pode solicitar ao cliente uma segunda opinião que, caso o consumidor desejar, poderá ser registrada após resolver o problema.

“O Citroën Advisor é uma espécie de fórum on-line, que expõe em tempo real exatamente a opinião do cliente sobre os serviços da rede de concessionárias. É por ele que vamos conseguir acompanhar o dia a dia desta relação entre marca e consumidor”, explica Nuno Coutinho, diretor de Marketing da Citroën do Brasil, sobre a ferramenta.

citroen servico pos venda 1

Há ainda as revisões a preços fixos, apontados pela própria fabricante. Além da garantia de três anos, os modelos C3, AirCross e C4 Lounge oferecem o Plano de Revisão a R$ 1 Por Dia, com revisões de 10.000, 20.000 e 30.000 km a preços fixos de R$ 365.

Outra ferramenta é o retorno em 24 horas a reclamações por qualquer canal de atendimento ao consumidor da Citroën. Além disso, quaisquer serviços de manutenção adicionais só poderão ser realizados com autorização do consumidor. O cliente poderá ainda verificar a avaliação por meio de um vídeo disponibilizado no aplicativo iCheck, onde é possível também autorizar ou declinar o reparo.

Por fim, todos os veículos são devolvidos pela concessionária limpos. Segundo a marca, trata-se de “uma cortesia a favor do bom atendimento”.

“Queremos construir uma relação duradoura com os nossos clientes. Nosso objetivo é que a marca Citroën se torne a nova referência em atendimento ao cliente no Brasil”, destaca Paulo Solti, diretor geral da Citroën do Brasil. “O trabalho em conjunto com a rede de concessionárias é de extrema importância e estamos todos muito engajados para o sucesso do programa no Brasil”, conclui.

O Citroën & Você já está sendo oferecido em 50% da rede de concessionárias da marca no Brasil e deverá ser implementado em todas as revendas até dezembro deste ano.





  • Gurgelando

    Boa medida!

    • Deadlock

      Boa medida que deveria ter tomado quando colocou os pés por aqui. Agora vão ter que trabalhar muito mais para aumentar seu público.

      • Fábio

        Antes tarde do que nunca. Tem 4 marcas aí que estão meio século no Brasil, o pós-venda é uma porcaria e nem sinal que pretendem mudar pra valer!

        • Gurgelando

          É concordo, antes tarde do que nunca. De forma geral o pós venda de carros ainda não é levado muito à sério. Mas essa proposta do “Advisor” é algo que realmente pode fazer a diferença.

  • ObservadorCWB

    Extremamente válida. Desde que não haja censura no ‘fórum”…rsrsrs

    • André

      É o Uber ensinando como se pressiona o fornecedor do serviço a priorizar a qualidade do atendimento. Achei muito bom.

      • Janduir

        Pensei exatamente no uber…

  • Vitão

    As francesas acordando para a nova realidade?! A proposta é boa, mas essa eu quero ver se funciona na prática…

  • THE GUNSLINGER

    Parabéns pela iniciativa, espero que a medida seja também implantada na Peugeot.

    • João Cagnoni

      Provavelmente será, já que algumas concessionárias estão sendo unificadas entre as duas marcas.

  • zekinha71

    Está sendo oferecido em 50% das ccs, porque os outros 50% fecharam.

    • G.Alonso

      Então está sendo oferecido em 100% das concessionárias, pois se as outras fecharam elas não existem mais.

      • Thiago Fernandes

        É que o colega zekinha71 é tão inteligente que acho que ele quis dizer “fecharão” … porém faltou em aulas de português

  • FocusMan

    Olha, se isso funcionar será louvável.

    Os carros da Francesa são ótimos e o ponto mais fraco no elo era justamente o pós venda.

  • TijucaBH

    Só tem um problema: veio tarde demais! A fama (algumas vezes justificadas, outras não) do pós vendas ruim e caro já contaminou o mercado e com o mercado em baixa, acaba que o consumidor prefere nao arriscar. Vejam as vendas da PSA o quanto cairam. Enquanto isso Toyota, Hyundai, Honda e GM estao crescendo sua participação de mercado.
    Achei estranho a parte que diz que serviços adicionais tem que ser autorizados pelo cliente. Ué, desde que me entendo por gente sempre foi assim!!

    • Raphael Pereira

      Anter tarde do que nunca, e tudo e valido, e parabens a eles, reconhecer que o ponto fraco e o pos venda e mudar, e cativar o cliente ou reconquista aos poucos é o melhor caminho. Tenho PSA e desde quanto tirei da Bordeaux nao tenho reclamaçoes do atendimento.

    • João Cagnoni

      Veja as condições que a GM vende seus carros. Fazem qualquer carro em 60x ou 72x, na minha opinião só se sustentam com isso. A Toyota, Honda e Hyundai realmente são marcas bem vistas.

      • Daniel

        João, vou ser obrigado a discordar. O pós vendas da Gm tem sido muito bom. Tanto que desde 1988 sempre temos um Gm na garagem. As revisões relativamente baratas, com hora marcada para o serviço, que vc pode acompanhar, as peças sempre disponíveis na concessionária e a cordialidade dos funcionários é anos-luz a frente do que tenho na Citroën.
        Eu só não tenho um Gm pra mim hj pq o cruze não tem desempenho empolgante, bebe muito e aquele farol monoparabola é uma ofensa. Senão teria um facilmente… Estou considerando o novo cruze, único empecilho até agora é o preço…
        A Citroën precisaria pedir desculpas, resolver os problemas dos clientes e só depois disso resolvido, fazer anúncio de que vão melhorar.
        Fiquei a sexta-feira das 10:10 da manhã até as 18hs na concessionária (nem almoçar almocei, pois não tinha restaurante próximo) e, conversando com outros clientes, todos insatisfeitos… Um com o carro a 25 dias sem acharem a causa do problema e sem carro reserva, outra levando o carro pela 4a vez pelo mesmo problema, e que só foi resolvido pq Eu dei a solução! E a causa foi m… Do setor de acessórios!
        Muito fraco, e muito caro… Sem contar a empurroterapia com mentira (soltaram o fio pra dizer que tinha lâmpada queimada e querer cobrar 40 reais numa H7!) falar que tem que trocar pastilha traseira quando a mesma tinha ainda 3/4 de vida! (não é 1/4, é 3/4!) e querer cobrar 500 e pouco por isso!
        Não dá, muita palhaçada. Coisas que nunca passei na Gm, nem na vw, nem Ford, muito menos na Gurgel!!!

        • João Cagnoni

          1- Quais foram os problemas? 2- Provavelmente a maioria das pessoas da oficina tem problemas no carro, assim como você… Isso não é estranho. 3- Pastilha endurece, faz bem trocar por tempo. 4- Me cobraram R$50 em uma H7 fora de concessionária. Os preços subiram, pesquise o preço de uma H7 em outras marcas. 5- O caso do fio desligado daria um baita de um processo, apesar de parecer ter sido má fé apenas do mecânico.

          • Daniel

            1: Copiando o que coloquei em outra resposta abaixo:
            O problema da Citroen não é dar problema no carro (nisso ela está na média das concorrentes), o problema é que, quando dá problema, o cliente está FERRADO, pois eles demoram um tempão pra resolver e te deixam à pé! Isso sem contar a quantidade de retornos pra tratar do mesmo problema. Eu defendia a Citroen (pq, sim, os carros são apaixonantes), mas, sabe, como consumidor não dá. E, lá na concessionaria, sexta feira, conversei com outros clientes, e TODOS estavam insatisfeitos com o pós vendas:
            revisão demorada – não a revisão, mas seu carro fica lá imobilizado pra eles mexerem quando der na telha, e a pessoa que veio de outra cidade fica esperando feito trouxa (foi o meu caso e de mais 2 senhoras)
            retornos para refazer o mesmo serviço (meu caso, das 2 senhoras e de um senhor)
            carro imobilizado por 25 dias com problema na injeção (caso de um senhor que só estava esperando que eles liberassem o carro pra ele vender – tendo baita prejuizo – e ir comprar um honda, pq lá não era feito de palhaço)
            pessoal do acessorio fez m… afetando a segurança (instalaram G5 no parabrisas e a mulher não conseguia enxergar a noite… dai estavam procurando problema nos farois!)
            Isso só da sexta, sem contar os outros varios casos que já acompanhei em Macaé e em Curitiba.

            Não dá pra dizer que são problemas isolados. A exceção é não ter problemas com o pós vendas!

            2- Em outras marcas, vc vai pra concessionaria e vê pessoas elogiando os carros, contentes. É mais raro achar alguém reclamando.

            3 – trocar pastilha traseira com 22 meses de uso pq endureceu? Fale-me mais sobre isso!

            4- a lampada H7 da Osram ou Philips eu pago R$18-20,00 em curitiba. Em Macaé que tudo é mais caro, paguei R$28,00 há coisa de 1 mes atras.

            5- e vc acha que o mecânico (todo sujo de graxa, por sinal) iria fazer isso por conta própria? E, se ele faz isso, o responsável é a concessionária, e o fabricante é co-responsável, já que exige a revisão na autorizada para manter a garantia, mas não mantem controle de qualidade no atendimento, permitindo coisas desse tipo.

            • João Cagnoni

              1- A Toyota também costuma demorar na entrega dos carros, basta conversar com pessoas que precisaram. Veja os vídeos do ADG onde ele ficou mais de uma semana com o carro preso na oficina por demora na entrega de uma peça simples. Eu acho que as pessoas reclamam demais por tudo e muitas vezes sem motivo. A Toyota e Honda dificilmente dão carro reserva atualmente. Eu não sei em qual cidade você mora, mas não vi essa demora nas concessionárias aqui de SP. Parece um problema isolado e/ou da concessionária em questão, não é problema da marca. 2- Como assim? Eu estou elogiando um carro da Citroen… Não vale só porque é desta marca? Eu já vi um frotista reclamando da durabilidade dos freios do Corolla, justamente porque ele comprou 5 e todos tiveram o mesmo problema. 3- Eu troquei as minhas da frente após 3 anos, e ainda tinham metade do material. Vi MUITA diferença, principalmente na maciez do pedal. Pastilha não se troca só quando acaba, acho que nenhum item de borracha é assim. Idem ao suporte de motor, onde muitos só trocam quando estoura, mas um novo muda completamente o conforto do carro. 4- Pode ser, mas não é realidade de concessionária. Você está comparando o preço de uma coca-cola no mercado com um restaurante. 5- Na teoria sim, na prática não. Bom, não estou dizendo que os problemas que você relatou não acontecem, e sim que acontecem em todas as marcas. Veja o PowerShift da Ford, os Fiat vazando óleo, a Toyota com bicos entupindo (R$600 cada bico, são 4), a Honda frequentemente com válvulas desreguladas, os VW com problema em bobina (Passat/Jetta/Golf)… Enfim, porque sempre só a Citroen? Virou um senso comum isso, não vejo uma explicação pra essa “perseguição”.

              • Daniel

                1 – Olha, se é problema isolado… tá isolado em Curitiba, Macaé e Niteroi então…
                mas, pelos relatos que vemos por ai… é um problema isolado por todos os lados!

                Tem problemas com Toyota, Honda, etc? Sim, mas, qual a frequencia? Na Citroen tem um monte de dono e ex-dono com ódio do pós-vendas, e, pra mim, não é a toa!
                Espero que vc não tenha os mesmos problemas que eu e outros muitos clientes da Citroen tivemos. Mas, não dá pra vc querer defender uma fabricante que faz o que faz comigo e tantos outros.
                Sim, o “PowerSHIT” dá problema? Sim… e um monte! Por isso fico com um pé atras na hora de comprar, Fiat nem comento…
                Agora, vc assiste o ADG (eu tbm) e acha que é a referencia máxima? Por lá passam poucos carros da Citroen, mas vejo muito Pug 206/207, qse sempre com problema de suspensão… E, vc viu o caso dos problemas do DS3? Sim, motor THP tbm tem problema…
                Mas, novamente: como o fabricante te trata quando dá problema? Larga um “DANE-SE”? ou resolve seu problema?

                Veja as estatisticas, é muito dono e ex-dono reclamando dos PSA… e são poucos reclamando de Honda/Toyota e até mesmo GM!
                Mesmo a Renault não tem a quantidade de reclamação que tem a Citroen.

                2 – vc tá elogiando o carro, mas não está na concessionaria! (sem ofensas, vc é consumidor de carro usado, vai ter um nivel de exigencia muito menor do que consumidores de carro 0km que não admitem grilos, barulhos, falhas, etc)

                3 – Sua troca de pastilhas não entra como referencia… vc comprou um carro com 110mil km, que, certamente, já tinha trocado as pastilhas, e poderia estar com pastilhas paralelas. Roda pouco. Em 2 anos eu rodo 60mil km e troco as pastilhas dianteiras uma ou duas vezes. Mas, as pastilhas traseiras duram muito mais que isso (tanto é que eu examinei elas e ainda tem muito material)… o mexanico disse que as pastilhas iriam acabar antes da proxima revisão (daqui a 10mil km), o que mostra que, ou ele não entende, ou acha que eu nasci ontem e nunca tive carro. O que tem que ser trocado a cada 2 anos é o fluido de freio, serviço que foi feito na revisão dos 40mil, junto com a troca dos discos e pastilhas dianteiros, e isso sim pode alterar a maciez do pedal.

                4 – tá, na concessionaria é mais caro, então explica pq ele tentou sabotar o carro pra que eu pagasse por uma lampada nova (que ele iria cobrar e nem trocar, pq minha lampada não estava queimada!)

                5 – Na teoria e na pratica o fabricante é responsável pelas m… que as concessionarias fazem. Se não for por bem, vai pela justiça! CDC neles!
                Quando, numa revisão colocaram a vela errada e a mesma explodiu detonando cabeçote, pistão e tudo mais num Corsa que eu tive, a GM foi clara em me dizer que não era um problema de defeito de fabricação, e sim de aplicação incorreta de componente, e que a concessionaria iria arcar com o prejuizo e a GM iria acompanhar. E foi o que aconteceu… a concessionaria me deixou com um carro reserva (superior ao meu!) até que o meu ficasse pronto, fez a troca do motor por outro 0km e ainda de cortesia fez cristalização, deu brinde, vale troca de oleo, etc. Foram super cordiais e pediram 1milhão de desculpas, e a General Motors do Brasil acompanhou tudo, sempre me perguntando se eu estava contente com as soluções e ações tomadas. No final não tive nenhum prejuizo financeiro e fiquei satisfeito com o resultado (tudo foi resolvido em apenas 10 dias).
                Já no caso da Citroen, fiquei com 9mil reais de prejuizo (2 meses de aluguel de carro e passagens pra ir buscar o carro) por um problema mais do que conhecido de falha da caixa AL4/AT8.

            • Ricardo Mendes

              Fiz a besteira de trocar um Sentra por um Aircross.
              Fiquei cinco anos com o Sentra, fiz todas as revisões na rede de concessionárias no Rio de Janeiro, todas com excelente padrão e preços justos.
              Além das revisões, apenas itens de consumo foram substituídos nesse período como pastilhas, bateria e lâmpadas).
              Meu Aircross com um mês teve problemas de acabamento que a Citroen “cagou” para resolver. Um foi resolvido após quase 60 dias, o outro a concessionária resolveu em cortesia.
              Além do mais, o preço das revisões é extorsivo.

    • Joe

      Vc falou td TijucaBH, nem precisamos exemplificar pois todos conhecemos alguma historia. Eu tenho de um amigo e meu cunhado. Citroen na minha garagem, nunca.

  • Leonel

    Excelente ! É nesse caminho que a Citroen vai realmente conquistar e manter fiéis os seus atuais clientes. Eu mesmo, particularmente, sou fã do C4L THP. Pena não ser para o meu bolso rs.

  • João Cagnoni

    Um comprador insatisfeito de um Citroen faz sempre muito mais barulho que um de uma marca japonesa. Como dono de um carro da marca, eu acho as reclamações sobre o pós-venda da Citroen infundáveis. De qualquer forma, é uma boa medida que só vem a acrescentar.

    • GABRIELCSFLORIPA .

      Como ex dono de carroS da Citroen e Peugeot, posso afirmar que as reclamações sobre o pós-venda dessas marcas tem MUITO fundamento.

      • João Cagnoni

        Quais carros e quais problemas você teve?

        • GABRIELCSFLORIPA .

          Minha mãe e irmã tiveram C3 na mesma época e ambos deram muitos problemas. Após isso convenci minha mãe a comprar um Fit.
          Infelizmente minha irmã foi teimosa e comprou um C4 Picasso que a a deixou na mão tantas vezes que “entregou” o carro na Honda para pegar um HR-V. Ambas foram/estão felizes com seus Japoneses.
          Na mesma época em que minha irmã comprou o C4, minha esposa insistiu em comprar o C3 pois achava ele “bonitinho”. Foi o maior erro automotivo que cometi ao ceder a vontade dela. O carro deu problema desde de o primeiro mês e a lista foi grande até vende-lo bem desvalorizado.
          Recentemente (final e 2015) não pude ignorar o desconto de 27% no Peugeot 308, pois o preço (47 mil) era o mesmo de carros de entrada que eu estava cogitando para usar na empresa (HB20, Prismas, Ka, etc). O carro era bem completo (para o preço q paguei) e melhor do que eu esperava ao volante. Mas o motor veio com uma fissura na tampa do cabeçote por onde o óleo vazava.
          A má fama dos carros dessas marcas não vem apenas por conta da fragilidade dos carros, vem do péssimo pós-venda oferecido por elas.

          • João Cagnoni

            Por que sua irmã trocou o C4 Picasso por uma HRV ao invés de uma CRV? Quais foram especificamente os problemas encontrados com os carros? Já vi casos de falarem que o carro deixou na mão, mas foi a bateria que deu problema.

            • GABRIELCSFLORIPA .

              Trocou o C4 pelo HR-V pois não queria pagar mais de 100 mil pelo CR-V, até pq pagaram menos de 40 mil no C4, menos da metade do que ela pagou quando comprou o carro.
              Os problemaS específicos do carro da minha irmã eu não lembro, mas lembro que o que fez ela decidir se livrar do carro foi quando ele “apagou” em cima da ponte que liga a ilha ao continente aqui em Floripa.
              Já os problemas do carro da minha esposa eu até lembro de alguns, apesar de termos vendido o carro a 3 anos. Começou com o carro sendo guinchado no primeiro mês pois o motor de arranque parou de funcionar (alguns dias sem o carro), os limpadores de para-brisa pararam de funcionar, marcador de combustível travou no primeiro led, maçaneta externa da porta traseira soltou na minha mão, barulhos nos freios que o pós-venda dizia ser “normal” mas que resolvi trocando discos e pastilhas, etc…
              Com base em minhas experiências e de familiares com carros franceses e japoneses. Posso dizer com conhecimento de causa que os franceses são uma merd@ e os japoneses ótimos no pós-venda.

              • João Cagnoni

                Ah sim, sua irmã trocou um C4 usado por um HRV 0km e não teve mais problemas. Boa comparação.

                • GABRIELCSFLORIPA .

                  Vou tentar “desenhar” para você:
                  Todos os carros franceses que citei (três C3, um C4 Picasso e um 308) foram adquiridos 0km e deram problemas.
                  Nenhum dos carros chegou a ultrapassar 50 mil km antes de serem vendidos.
                  Neste mesmo período eu tive dois New Civic que nunca me deram problemas, fazia apenas a manutenção de rotina.
                  Após o C3, minha mãe ficou 2 anos com um New Fit e também não teve problema algum. Foi devido a isso que convenci minha esposa a trocar o C3 dela por um New Fit com o qual ela está a 3 anos e não tive problemas.
                  Minha irmã está com o HR-V a quase 6 meses e até agora nenhum problema.
                  Ainda estou com o Peugeot 308 (pouco mais de 10.000 km) e até o momento não tive nenhum problema além da tampa de válvulas que veio trincada como citei anteriormente.

                  • João Cagnoni

                    Quantos km andou no New Civic e Fit? Ela não sentiu nenhuma diferença de conforto entre o C4 Picasso e o HRV?

                    • GABRIELCSFLORIPA .

                      Eu rodo bastante, ambos os New Civic tinha mais de 60.000 km quando os vendi. O Fit da minha mãe estava pouco rodado quando ela o vendeu, menos de 30.000 km, mas o Fit da minha esposa está com quase 70.000 km.
                      Minha irmã diz que gostou do câmbio CVT do HR-V pois odiava o de 4 marchas do C4 Picasso, eu pessoalmente não gosto de CVT em carro aspirado.
                      A suspensão do HR-V é mais macia que a do Civic e do Fit (esse bate seco).

              • João Cagnoni

                Gabriel, seja mais claro em uma coisa. Os carros da Honda não deram problema na sua mão ou deram problema e a Honda resolveu? O que você acha sobre a qualidade/segurança em geral desses carros? Meu objetivo não é defender A ou B, só quero entender a história.

                • GABRIELCSFLORIPA .

                  Como citado anteriormente, os carros Honda nunca deram problemas, só foi feita a manutenção “básica”. Recomendo de olhos fechados.
                  Acho que os carros Honda e Toyota pecam pela falta de air-bags e controles de tração/estabilidade, disponíveis em alguns de seus concorrentes.
                  Tb tenho experiência com pós-venda de Audi, BMW e Land Rover, além de outras marcas que não são consideras “premium” no Brasil.
                  Exceto pelas marcas francesas (Citroen e Peugeot), eu ou parentes nunca tivemos grandes problemas com outras marcas, mas foi a Honda que deixou a melhor impressão no pós-venda.

    • Eu já vi dono de C4 Lounge THP esculachando com o carro porque a ventoinha fica ligada muito tempo depois que desliga o carro… tem muito nego sem noção, também.

      • Wilibaldo

        Se depois de desligar o C4 a ventoinha permanecer ligada; e, isso for um incomodo ao proprietário é só liga-lo novamente e desliga-lo que a ventoinha é desligada no mesmo instante em que é desligado o veículo.

        • Cara, deixe a ventoinha lá ligada e vá fazer o que tem que fazer como qualquer mortal normal que é muito melhor, kkkkkk. Nem precisa se dar ao trabalho de ligar e desligar o veículo.

    • Daniel

      João, vc comprou o carro usado, roda pouco, não faz serviço na concessionária… (e mesmo assim teve prejuízo com a AL4). Acho que, com todo o respeito, vc não tem base pra falar que é infundado. Eu estou completando 110mil rodados a bordo de veículos Citroën (1o um C4 1.6 e agora um C4 2.0), enquanto o primeiro não deu dor de cabeça (mesmo eu não gostando do método de revisao “secreta”), o 2o me deu muita dor de cabeça, e então, ao precisar do pós vendas ” pra valer” eles me sacanearam ao máximo, tanto que tive que colocar na justiça, já que eles não resolvem nada “amigavelmente”.

      • João Cagnoni

        Daniel, apesar de rodar pouco (20 mil km) meu carro já tem 130 mil km. Dentro do meu círculo próximo de família e amizades tenho contato com um 307 SW e um Xsara Picasso, ambos 2.0, então posso dizer que conheço bem esse motor e os carros da marca. Não preciso rodar 200 mil km pra dar a minha opinião. Além do problema no câmbio, bati feio o carro e visitei muito a concessionária em busca de peças e/ou reparos. Já fiz revisão em concessionária (básica), em outra ocasião até me fizeram serviços gratuitamente (atualização do software de injeção/câmbio, instalação de farol de milha, fixação do para-barro) e outras coisas. Normalmente compro as peças pessoalmente e levo na minha oficina, sempre que vou na Citroen o rapaz de peças chama um mecânico pra tirar as minhas dúvidas. Sinceramente, não tenho o que reclamar. Qual foi o problema do seu C4? O Corolla da minha irmã sempre fez revisão em concessionária, agora falaram que o carro falhar na partida e não pegar de primeira é “característica do carro”. Se fosse na Citroen, falariam horrores.

        • Daniel

          Seu carro tem 130mil, mas vc não sabe o que o(s) dono(s) anterior(es) passou com ele.
          Como eu disse, tive boa experiencia com o CARRO C4 1.6 com o qual fiquei 60mil km. (Mas sempre achei as concessionarias ruim, tanto em Macaé, quanto em Curitiba – e agora posso dizer também em Niterói). Já com esse outro C4 2.0 automático, tive problema com discos de freio que vieram empenados (e só foram substituídos na 4a visita pq eu armei o barraco – na 3a ida fizeram m… e deixaram pior), tive problema com o cambio (na primeira vez fiquei 28 dias sem o carro pra enviarem o cambio pra reparo em SP – nessa ocasião peguei mentiras do consultor, o que eu acho inadmissível; na segunda vez fiquei 30 dias sem o carro e só consegui que trocassem o cambio depois de muita briga – e mesmo assim, está dando tranco denovo), tem um problema de barulho de vento e infiltração de agua na porta do motorista que surgiu por volta dos 20mil km (ficaram “fazendo ajustes” só pra deixar a porta ruim de fechar e gastar meu tempo. Depois de muito estresse trocaram a borracha, solucionou o problema de infiltração, mas o de barulho de vento continua, acima dos 70km/h!)
          São problemas que qualquer carro está sujeito (o do cambio é mais grave e tinha que ter sido motivo de recall, ou ter uma solução mais rapida e menos traumatica – foram 9mil reais de prejuizo com aluguel de carro e passagens pra ir buscar o carro depois).

          Já na GM tive peças trocadas em “garantia estendida” com o carro com 3 anos de uso (a garantia era de 1 ano) e mais de 70mil km, sem nem precisar ligar pra 0800 pra abrir reclamação!

          O problema da Citroen não é dar problema no carro (nisso ela está na média das concorrentes), o problema é que, quando dá problema, o cliente está FERRADO, pois eles demoram um tempão pra resolver e te deixam à pé! Isso sem contar a quantidade de retornos pra tratar do mesmo problema. Eu defendia a Citroen (pq, sim, os carros são apaixonantes), mas, sabe, como consumidor não dá. E, lá na concessionaria, sexta feira, conversei com outros clientes, e TODOS estavam insatisfeitos com o pós vendas:
          revisão demorada – não a revisão, mas seu carro fica lá imobilizado pra eles mexerem quando der na telha, e a pessoa que veio de outra cidade fica esperando feito trouxa (foi o meu caso e de mais 2 senhoras)
          retornos para refazer o mesmo serviço (meu caso, das 2 senhoras e de um senhor)
          carro imobilizado por 25 dias com problema na injeção (caso de um senhor que só estava esperando que eles liberassem o carro pra ele vender – tendo baita prejuizo – e ir comprar um honda, pq lá não era feito de palhaço)
          pessoal do acessorio fez m… afetando a segurança (instalaram G5 no parabrisas e a mulher não conseguia enxergar a noite… dai estavam procurando problema nos farois!)
          Isso só da sexta, sem contar os outros varios casos que já acompanhei em Macaé e em Curitiba.

          Não dá pra dizer que são problemas isolados. A exceção é não ter problemas com o pós vendas!

          • MMM

            Meu C4 teve problemas de barulho de vento (bastante) e desisti de tentar resolver. A CCS tinha super boa vontade, trocou as borrachas por 2 vezes mas não resolveu.

            Nunca tive problemas no cambio mas o que me irritava bastante era a quantidade de lâmpadas que queimavam no carro. Em 2 anos tive que trocar umas 5 ou 6.

            • Daniel

              Ai ó… sabia que não era só eu com esse problema! O seu era na porta do motorista tbm, aparentemente proximo ao quebra-vento?

              Agora, imagina o saco que é dirigir 1100km com aquilo assobiando na tua orelha!

              E isso que uma das caracteristicas que mais me agradou no primeiro C4 era o silencio a bordo… andava a 180km/h e parecia que estava numa biblioteca na suécia de tanto silencio!

              • MMM

                Era exatamente ali, mas na porta do motorista E passageiro. Gostei muito do meu C4 mas sempre achei que entrava muito ruído externo. Nunca tive problemas graves com ele mas sempre achei a rede muito despreparada. Os caras faziam de tudo para te agradar mas simplesmente não conseguiam resolver problemas simples na 1a visita.

          • João Cagnoni

            Então lascou, pois os fornecedores dos discos de freio são sempre os mesmos em todas as marcas!

            • Daniel

              Entenda, o disco vir empenado é um problema que pode acontecer… Precisar levar o carro trocentas vezes e se estressar pra trocar um simples par de disco de freio é que é um absurdo!
              Vc assiste o ADG, viu o que ele falou sobre um fabricante de bieletas? As peças vieram com defeito e, pra trocar, além de burocráticos ainda demoram. Dai ele prefere comprar de outra marca, que é raro dar defeito, e, quando dá, trocam NA HORA!

    • Racer

      Já tive Citroen e não tenho do que reclamar. Foi por pouco tempo, mas voltaria a ter outro sem problema.

    • MMM

      Negativo. Eu fiz muito, mas muito barulho por causa da droga da Nissan. Quando tive Citroen sempre fui muito bem atendido, entretanto a capacitação técnica na concessionária que eu ia era sofrível. E a empurroterapia a pior que já vi.

      • João Cagnoni

        Isso varia de concessionária pra concessionária. A capacitação nas 2 concessionárias que eu levo é excelente.

        • Daniel

          João, vc leva em qual concessionaria? Me passa o endereço que mes que vem estou de férias e levo lá pra eles resolverem o barulho de vento já que são tão excelentes assim.

          Mas tem que resolver de cara, e, se precisar deixar o carro 2 dias lá pra eles verem o que é, vou querer um carro reserva!

        • MMM

          Meu problema não foi com a Concessionária, aonde fui muito bem atendido. Foi com a Nissan do Brasil. A Concessionária disse que meu carro tinha um problema crônico e tinha que acionar a engenharia da fábrica. A Nissan tentou consertar e não conseguiu, então meu deixou na mão com o problema.

  • animefriendsSP

    cade pesquisa pos venda?

  • Hélio

    2016, como você demorou hein

    • Rbs

      Eu tava procurando por esse comentário.

  • CanalhaRS

    Daqui a um ano voltaremos ao assunto e vamos descobrir se era coisa séria ou só golpe de marketing…se for realmente algo sério, bem planejado que envolva esforços de montadora e concessionários (e não jogar o rojão só para o revendedor) acredito que possa trazer mudança na imagem da marca a médio/longo prazo.

    • Daniel

      Se eles quisessem realmente melhorar o pós vendas, era só reembolsar os 2 meses que tive que alugar carro pq o meu ficou a disposição da Citroën… Além de me pedir desculpas e mandar os funcionários incompetentes e mentirosos para o olho do rua.
      Daí eu poderia pensar que estão querendo realmente se redimir

  • Daniel

    Tarde demais Citroën. Já conseguiu transformar os clientes em odiadores da marca. Além de todos os problemas que tive, ainda tem o péssimo atendimento que conseguem se superar…
    Na sexta viajei até outra cidade (200km) pra fazer a revisão de 50mil do meu C4, isso pq na concessionária da minha cidade já fui muito desrespeitado com mentiras e enrolaçoes… Pois minha surpresa foi saber que na concessionária da outra cidade, ainda conseguem ser mais desonestos. Citroën nunca mais!

  • Me pergunto o seguinte. Por qual motivo não fizeram isso no exato momento em que abriram a primeira concessionária no Brasil.

  • duhehe

    Finalmente
    Nissan e Hyundai já fazem isso desde 2010, depois da revisão ligam para saber se gostou e se tudo saiu como desejado.

    • Daniel

      Ligar até ligam, daí vc fala que não resolveram o problema é fica por isso mesmo

  • Zé Mundico

    Sei não, mas me parece mais uma manobra “eleitoreira” da Citroen prá sair bem na fita.
    Motivo: em muitas cidades só existe UMA autorizada da Citroen, deixando o cliente completamente refém daquela única autorizada.
    E onde não há concorrência….já sabem,né?

  • Felippe

    Se faz reclamam, se nao faz reclamam, é difícil agradar os brasileiros!!

  • Fabio Marquez

    Difícil ter carro no Brasil. Na sexta passada 16/06, fiz a primeira revisão do meu UP! Tsi em um css da VW, além do preço absurdo para apenas uma troca de óleo e filtro de oleo (não troca o filtro de ar com 10 mil km), o servicinho durou por cerca de 6 horas e não lavaram o carro, vindo inclusive com mancha de graxa na lataria… Espero que o clientes de outras marcas estejam sendo mais bem tratados.

    • Daniel

      cara, to querendo comprar um Tsi pra rodar no dia a dia, mas morro de medo do atendimento da VW…

      • Fabio Marquez

        Se for comprar, compre pelo carro, e pela tecnologia que oferece. É com certeza o melhor popular que temos hoje. Estou com o meu há 3 meses e já rodei 10 mil km, sem problemas até agora. Carro bom de guiar, silencioso (não tanto quanto o Ford Ka), anda muito bem e mesmo assim bastante econômico pelo desempenho que oferece. A versão Move já vem bem completa, se instalar rodas de aro 15 fica muito bom, já que as de aro 14 com pneus goodyear não é muito legal de guiar em velocidades mais altas. Com relação a marca é que fica a parte chata, já que parecem achar que estão fazendo favor para o cliente ao realizarem serviços de pós venda.

  • J_Eduardo

    Espero que ajude muitos os futuros consumidores, pq este aqui eles perderam. Em Niterói ÚNICA concessionária da cidade é um LIXO…serviços da pior qualidade. “empurroterapia” aplicada na cara grande. Serviços mal realizados, prazos não cumpridos, desculpas mil. Confiança no que eles dizem é algo impossível….pq eles jogam o tempo todo com vc….

    • Daniel

      Isso posso confirmar… sexta feira estive nessa unica concessionaria de Niteroi pra nunca mais!

  • Luccas Villela

    Sempre me devolveram o carro limpo, primeiro tentavam cobrar pela lavagem, dizia que nunca que pagaria… Aí me devolviam limpo. Sempre gostei muito do pos venda da citroen, até hoje ZERO problemas com eles.

    • Só de quererem te cobrar a lavagem em algumas vezes, já denota o perfil do pós-venda, cheio de “empurroterapia”.

    • Daniel

      até 2014 eles lavavam nas revisões (te faziam esperar mais umas 2 horas pra ver se vc desistia, mas lavavam), agora só pagando. Dessa ultima vez paguei R$60,00 pra lavar (o carro estava bem sujo e eu teria um evento no dia seguinte de manhã), me arrependi… lavagem porca, tive que pedir pra voltar e lavar as rodas de novo (melhorou uns 50%, mas ficou longe dos 100%… ) uma dessas duchas de 10 reais no posto seria melhor!!!

      • Luccas Villela

        As lavagens andam sendo muito ruim em qualquer lugar que eu tenho lavado :/ Eu fiz revisão no meu C3 esse ano, no começo e lavaram… Direitinho e de graça. Nunca que eu pagaria. Sempre faço tudo na Avenue (Barra da Tijuca, quase Recreio) e o serviço é bem agradável.

  • pedro rt

    a novo jeito de pensar das css citroen esta realmente dando certo, fui numa no ultimo sabado e gostei do q vi por la, o atendimento ao cliente esta no msm nivel de honda e toyota agora. um ambiente bem agradavel, e o c3 2017 ficou bem melhor em alguns pontos

  • GPE

    Antes tarde do que nunca

  • Thiago Fernandes

    Bem legal … só essa de fórum de discussão que não sou a favor, pois a maioria que entra para avaliar é sempre pessoa insatisfeita

  • Ricardo Mendes

    Revisões absurdamente caras!
    Não é só a qualidade do atendimento que tem que melhorar mas o preço tem que cair!