Carros Conceito Citroen Salões do Automóvel Veículos Comerciais

Citroën SpaceTourer Hyphen é apresentado para Genebra

citroen-spacetourer-hyphen-1

A Citroën revelou a van SpaceTourer Hyphen Concept, uma proposta descontraída para o comercial leve feito em parceria com a Toyota e Peugeot.

citroen-spacetourer-hyphen-2

A temática é o rock eletrônico e tem em seu visual acabamento exclusivo em tonalidade preta na parte inferior da carroceria e para-choques, tendo ainda rodas pretas aro 19 personalizadas e pintura em dois tons exclusivos.

citroen-spacetourer-hyphen-3

Por dentro, o ambiente reproduz bastante o design exterior, destacando-se tons de laranja Gradiente, verde Biton e cinza. Com tração nas quatro rodas, o SpaceTourer Hyphen tem motor diesel 2.0 BlueHDi de 150 cv, além de transmissão manual de seis marchas.





  • zekinha71

    É entrar e vomitar com um interior desses. Erraram feio.

  • Gavlan The BeerMaster

    Uma bela de uma quizumba esse interior…

  • Rafael Trindade

    É tanta cor, que é capaz de causar acidentes por causa de enjoos.

  • Felipe

    Uno College parece muito adulto perto desse Citroën.

  • edgar__rj

    Tirando a assimetria do uso das cores no interior, eu achei legal… Lembrando que isso é só um conceito…

  • Wesley

    É apenas “Concept” gente. Pode melhorar (ou não).

  • Franco da Silva

    “muito loko, mano!”
    Mas eu gostei!!

  • Natán Barreto

    Van do Scooby Doo

  • Giuliano Luchetti

    fantástico…a Citroen consegue sempre forçar um pouco mais a cada conceito por algo diferente…ja disse outras vezes, q a maioria vai falar mundos e fundos, mas não entendem nada daquilo q estão vendo…

    • Marcelo SR

      Então explica pra gente, gênio.

      • Giuliano Luchetti

        explico sim…e explico como designer industrial d produto a 20 anos no mercado…inicialmente estamos falando d um conceito! não é conceito d produção, mock up volumétrico e ou protótipo d avaliação! a Citroen tem por filosofia quebrar conceitos e paradigmas em todas as suas criações, proporcionando abordagens diferentes para um mesmo tema, no caso, o carro…essa ruptura faz com q sejam desenvolvidos inúmeros itens mecânicos e estéticos diferentes daquilo q a maior parte da concorrência aplica em seus conceitos…
        resumo: eles não embarcam só a tecnologia como os outros e mostram uma visão futurista da coisa…o objetivo é mudar a percepção com a estética…e neste momento não temos a preocupação com “se vão gostar ou não” ou se existe um nicho muito pequeno d mercado e o veiculo é inviável…é o momento d testar proporções, choque d cores e tons que possam ser utilizados num futuro pra qq item d um carro, seguir um conceito(por mais maluco q seja) com novas abordagens em peças q poderão fazer parte da gama d opcionais d toda a família…isso é aplicado no carro, tanto na arquitetura, quanto na plataforma, no desenho interno e externo, nas peças e seus encaixes/casamentos/processo d injeção/ferramental/problemas, no “cuts n trim”, etc…
        no caso externo: podemos ver nos detalhes d roda/pneu uma cinta q acompanha os raios e abraça ambos oq mostra um possível opcional adaptável para trafego em neve…na parte frontal percebe-se 2 cintas q podem ser ganchos para ser rebocado ou um suporte retrátil para acoplar um reboque…outra coisa a se notar na frente é o duplo chevron q desta vez não fica só contido à tampa mas agora sangra o farol (aposto q esta sera uma linguagem a ser aplicada nos próximos 10anos)…as barras d teto ou rack possuem um desenho bem elegante, moderno, aerodinâmico e diferente daquilo q tem por ai (mais uma aposta)…ainda pelo lado d fora o degrade da casca é uma aposta d diversas montadoras para veículos esportivos ou diferentes (acredito q o grafismo do degrade seja o mais importante)…
        no caso interno: é latente a preocupação com as cintas…aparecem no painel ,em cada banco e nas alças da porta, mostrando uma continuidade do Cactus e sua preocupação com um fino acabamento como uma bolsa Louis Vuitton, trazendo a atenção para um detalhe inexistente nos concorrentes…ainda nos bancos é possível ver q eles são razoavelmente simples como costuras mas o assento possui um interessante baixo relevo d meia esfera (pode ser q seja um novo tipo d espuma, pode ser q seja aplicado como grafismo, pode ser muita coisa)…existem vários itens pretos em meio ao colorido né? se reparar melhor, estas são peças d outros modelos adaptadas, oq me fez pensar numa aplicabilidade d custos e manutenção d itens(lembrando q a cor é o d menos agora)…ele tem teto solar bi-partido, mas tem coluna d teto com ar e iluminação (salvo engano isso foi apresentado no C4 Technospace)…percebeu q o veiculo tem HUD logo atras do painel? este item não aparece muito na Citroen…e o mais interessante d todos: o degrade d painel e bancos!!! e tem uma explicação pra q seja invertidos da frente pro meio e pra trás! é ter uma visão d como o grafismo se apresenta conforme a visão do observador…o mais bacana ai é q o interno é cheio d plásticos/tecidos/não-tecidos e cada um tem a função d parecer com borracha, couro, espuma e tals..neste caso o trabalho esta justamente ai !!! tecnicamente como aplicar o grafismo ou o degrade em peças injetadas/sobre-injetadas, feitas como tecidos ou couros e q não sofram desgaste…lembrando, q este degrade nos bancos é uma releitura baseada no Cactus e C4picasso onde a diferença d cores transita d um banco para o outro se apresente como uma coisa só…

        relembrando…é um conceito e a temática era rock eletrônico…

      • Martini Stripes

        Aprendeu? Gênio.

        • Marcelo SR

          Entendi sim, bicão.

      • Giuliano Luchetti

        relendo, percebi q inicio meu comentário d forma a parecer arrogante ou algo do tipo…não foi este o objetivo, apenas coloquei uma informação sobre minha formação q é relevante ao assunto…
        aproveito pra fazer 2 observações sobre bobagens recorrentes que vejo no site..
        obs1: “gosto não se discute, cada um tem o seu”…se discute sim, se da nome aos bois e se compara aquele q é passível d comparação!!! não existe mi mi mi…vc gosta mais d um celular por N motivos…fluxo d trabalho na OS, residencia do chassi, acabamento do aparelho, qualidade da câmera, pq todos, sem exceção, dão problema!!! não da pra comparar aparelhos q não são d uma mesma categoria, q não buscam o mesmo público ou q são feitos d materiais distintos…ai vai ser obvio q não iremos discutir o gosto, pois sempre gostamos do mais bacana mesmo…isto se aplica pra qq produto e vejo isto muito nos comentários do site. Cabe ao leitor filtrar as bobagens, os fans d certas marcas e os pipoqueiros q sonham com uma marca e modelo diferente a cada matéria…esse cara não tem gosto, tem impulso. todo mundo gosta d Porsche, Ferrari, Lamborghini e tantos outros, partindo deste principio, faço minha segunda observação.
        obs2: “pq design é subjetivo” …UMA OVA!!! pq vc compra por algum motivo!!! seja estético, mercadológico, preço, qualidade, ou por impulso!!! e particularmente já fiz muito isso com alguns produtos e reconheço isso em tantos outros no mercado!!! não é sem querer!!! fazemos d caso pensado!!!
        Não tem nada d subjetivo quando marcas d carro esporte fazem SUV…tem mercado. mercado este identificado pela Porsche…o cara tem bala, compra um 2 lugares pra tirar sarro no final d semana, olha pro lado e vê um utilitário d 4+lugares pra levar a família/malas/e a tralha toda , no mesmo luxo do esportivo…o cara leva 2 carros da marca!!! não tem nada d subjetivo na Ferrari FF ou na Lambo Urus…tem a necessidade apresentada do mercado e a resposta pro consumidor…ou por acaso, nesta 3 marcas, alguém não gosta dos modelos maiores??? coloquem o purismo d lado…são belos SUVs q vc pode preferir um ou outro…mas todos gostamos deles, pq são produtos q possuem a mesma linguagem q a gama apresentada pela montadora por dentro e por fora…todo mundo utiliza desta forma pra vender. Na VW, comparando com roupa, o voyage é um terno q se compra no atacadão das malhas, o jetta vem d uma tecelagem, o passat de uma costureira e o passat cc de um alfaiate…o desenho veste melhor em determinadas proporções do q outras e é ajustado para ser mais fino em um e pra identificar a marca no outro…
        outra função q temos e vejo q muita gente discute é q precisamos cumprir alguns objetivos…em carros, existem pre requisitos mínimos, principalmente em segurança…para a montadora é sempre bom inovar, melhorar e tudo mais, desde q venda…e 300 itens d segurança não vendem carro!!! oq vende é o desenho, a cor, estilo e função, preço, acabamento(e olhe la), multimídia, retrovisor com pisca q fecha sozinho, roda bacaninha, frisinho cromado aqui e ali e led diurno…sim, é aquilo q chamam d perfumaria…mas é isso q vende…pessoalmente vc pode achar isso ou aquilo quanto a esta realidade, mas a deles é 5mil carros/mês/modelo…e a função d tantos profissionais, como eu, é proporcionar isso no produto para q ele chegue nesta meta, seja melhorando um processo industrial para q fique mais fácil,mais barato e rápido, seja com uma forma q impulsione vc a comprar sem pensar e permita achar q é melhor q o do lado ou com um novo material q diferencie meu produto dos outros e agregue tudo aquilo q falei anteriormente…

        • Marcelo SR

          Bacana sua explicação.

  • Marcelo SR

    Que interior nojento. Enjoa depois de 5 minutos.