Governamental/Legal

CNH: confira os sete passos para tirar a carteira de motorista

cnh brasil

Está planejando tirar sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH)? Saiba que agora o processo para adquirir a carteira de motorista na categoria B, para dirigir carros de passeio, sofreu mudanças, com nova carga horária e novos conteúdos pedagógicos.

A especialista em segurança, educação para o trânsito e formação de condutores, Roberta Torres, deu detalhes a respeito dos sete passos necessários para conseguir a carteira de motorista. Confira abaixo:

1. A escolha da autoescola: O primeiro passo é escolher o Centro de Formação de Condutores (CFC), mais conhecido como autoescola, que prestará todo o apoio necessário ao candidato. No CFC, o aluno realizará outras etapas para chegar à CNH.

2. Exames: O candidato deve submeter-se a dois exames iniciais: psicológico e de aptidão física e mental, que serão realizados em clínicas e/ou com profissionais credenciados e indicados pelo Detran.

3. Curso teórico-técnico: O terceiro passo é o curso teórico. Nele, os candidatos à obtenção da CNH terão 45 horas/aula com conteúdo pedagógico determinado pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Neste momento, os candidatos aprenderão sobre regras previstas no Código de Trânsito Brasileiro, direção defensiva, primeiros socorros, meio ambiente e cidadania e mecânica básica.

4. Exame teórico: Em seguida, é a hora de realizar o exame teórico, aplicado pelo Detran, no qual serão avaliados os conhecimentos do futuro motorista acerca do conteúdo apresentado nas 45 horas/aula de curso.

5. Aulas no simulador de direção¹: Nesta etapa, os candidatos à CNH serão submetidos a treinamento simulado de acordo com conteúdo pedagógico determinado pelo Contran. Ele é apresentado a situações que não poderiam ser reproduzidas e treinadas em vias públicas em segurança. As aulas são evolutivas e o aluno vivencia ambientes que reproduzem a realidade, em situações com diferentes graus de dificuldade, e conhece a forma correta de reagir a estes eventos. Dessa forma o candidato pode fixar o conteúdo teórico aprendido, conhecer os comandos e controles básicos do carro e ter a experiência de conduzir em situações como direção em rodovias, serras, sob neblina, chuva e aquaplanagem, além de aulas em cenário noturno e sob efeitos do álcool no organismo, complementando assim a grade pedagógica para uma boa formação teórica e prática. Quem desejar pode ainda realizar mais três aulas facultativas no simulador, sendo elas de conteúdo noturno. Alguns estados² determinam que a aula no simulador aconteça depois da emissão da Licença para Aprendizagem de Direção Veicular (LADV). Em outros, elas podem acontecer antes. Os alunos devem verificar esta determinação junto ao CFC ou ao Detran.

6. Aulas práticas no veículo: Nesta etapa, o aluno realizará 20 aulas práticas no veículo, ou 17, caso tenho optado por realizar as três aulas de conteúdo noturno no simulador de direção veicular. O candidato será submetido à direção em vias públicas com fluxo de veículos e pedestres. Com o resultado da prática no simulador, que emite um relatório com incidências de erros de conduta, infrações de trânsito e pontos que o aluno teve mais dificuldade, pode-se intensificar a prática de situações que precisam ser aprimoradas.

7. Exame de direção: Finalizadas as aulas práticas, o último passo para a obtenção da carteira de motorista é o exame de direção. Nele, a capacidade dos futuros motoristas será avaliada a partir de uma série de critérios previamente determinados pelos órgãos responsáveis.





  • Wald Queiroz

    Esqueceram uma prática que, algumas vezes, torna irrelevante todas as demais. O Jabá no Bolso! Meu amigo, se o servidor do Detran pudesse ele imprimia a CNH dentro do veículo da autoescola e já te entregava na mesma hora. Mas isso é uma verdadeira infelicidade pois joga na rua pessoas que não tem a mínima condição de dirigir nem ” Pik em ú de doido “. No entanto o sistema não ajuda, enquanto nos EUA caso vc seja reprovado no teste, pode remarcar um novo brevemente e pagar uma pequena taxa, pelo que vi num site um rapaz falou que em 2012 pagou US$ 15,00. Aqui o cara tem que fazer mais 5 (cinco) aulas e tarara e tarara, quando o cabra termina já foi o salário mínimo desse mês e o do outro que vem!

    • Aristeu Junior

      Cara, até onde sei basta pagar outra taxa de exame que é uns 80 reais. No meu tempo era assim e não vi noticia falando que obriga a fazer mais 5 horas

      • Pacheco

        Eu tbm não vi noticia mudando não. E teve muita coisa que mudou no Detran. Hoje não são todos os que fazem esquema pra passar.

  • Vicente

    Nem vou citar a corrupção que existe por trás desses processos burocráticos em nosso país, a baixa capacitação de nossos CFCs, o assédio às mulheres por parte dos instrutores, os valores absurdos e imorais que envolvem o processo para tirar a CNH, entre outros fatores.
    Apenas digo: é impossível que alguém que não saiba dirigir saia de um curso de formação realizado no Brasil realmente apto para dirigir. Por exemplo, aqui um motociclista pode obter a CNH cat A sem nunca ter rodado um metro sequer em via pública. É um verdadeiro show dos horrores.

    • Pacheco

      A auto escola só te vende o serviço de habilitação. Vc que aprenda a dirigir sozinho.

      Infelizmente, é isso que ouvi uma vez.

      • Mas a algo de verdade nisso. Direção se apreende na prática. Aliás um bom piloto de avião não é aquele que recém se formou mas sim que tenha já muitas horas de vôo (por isso ele virá co piloto primeiro, no geral) . Para dirigir ônibus ou caminhão é preciso ter 2 anos de carteira para carro ( esses 2 anos teoricamente lhe dão experiência ). O mesmo vale para um advogado, o que recém se formou nunca vai ser tão bom quanto aquele que possui anos de experiência. Médico cirurgião é a mesma coisa. O correto seria a pessoa tirar a carta e nos primeiros meses andar com alguém experiente do lado até conseguir experiência. Opinião pessoal.

        • kravmaga

          Na França li certa vez que os motoristas novos de carteira só podem andar até um limite de velocidade, tipo 90 km/h, e isso é visto por todos porque ele é obrigado a colocar um adesivo no carro indicando isso.

          Se tomar uma multa grave, ele perde a licença provisória e tem que começar tudo de novo.

          O teste de moto eu acho ridículo. Treina o motociclista a ser um malabarista, não um motorista.

          O excesso de enfoque que dão também para a prova de baliza eu também acho errado. Traumatiza muita gente e é o principal responsável pela reprovação de muita gente.

  • Sergio Moro

    8° Passo: pagar propina para poder ser aprovado no exame prático, mesmo fazendo tudo certinho.

    • Aristeu Junior

      se cobram é pq pagam, hj com celular equipado com câmera e gravador de voz não é difícil registrar esse tipo de conduta e logo em seguida fazer a denúncia

      ps; fiz tudo e não paguei nenhum centavo de propina, isso é papo de barbeiro
      flw

      • Pacheco

        Eu também não paguei nada… Fiz tudo e passei de primeira. Minha esposa quando fez, todo mundo dizia que a cidade era corrupta. Passou de primeira e ainda foi elogiada pelo policial que conduziu.

      • Sergio Moro

        Caro colega.
        Fui reprovado por 3 vezes quando da minha classificação para a categoria D.
        Em todas elas colocava o carro certinho dentro da baliza mas o fiscal sempre inventava alguma infração…

        Não me vendi e passei por mérito.

        Quando na sala tentava convencer candidatos a não compactuarem com aquela prática, ouvia sempre ”infelizmente o Brasil é assim. Fazer o que? Se não for assim não passo. É melhor do que pagar o reteste”.

        Infelizmente na oportunidade que fui abordado para corromper o fiscal, não pude fazer a gravação. Até instalei depois um programa que deixa o celular gravando ocultamente para tentar flagrar esse ato ilícito, mas não ocorreu novamente a abordagem.

        Eu estava louco para gravar o fato e denunciar ao MP e imprensa.
        Lugar de corrupto é fora dos órgãos públicos. Ou melhor – na cadeia.

    • CignusRJ

      Isso acontece mesmo, independente dos méritos do aluno.
      Já vi caso, isso lá em 1988 e depois com um amigo meu em 1990 em que o corrupto do instrutor dizia cinicamente, não sou eu quem reprova, é vc.
      Meu amigo fez tudo certo mas o instrutor achou algo errado e logo depois dizia se desse uma graninha ele “esquecia” os erros.

  • Louis

    Máquina de tirar dinheiro do candidato.

  • João Cagnoni

    Segundo o item 3, são 45 horas por aula. Não pode dormir?

  • Bruno Silva

    Legal o post. Apesar de já ter dirigido vários carros, só fiz 18 agora e vou começar a autoescola em junho.

    • Pacheco

      Se prepara que agora vai até 6 meses pra tirar tudo. Na minha época, em 30 dias vc estava habilitado.

  • Maçaranduba o Porradeiro.

    Eu praticamente comprei minha carteira, já que tive que fazer o reteste 5 vezes o que totalizou um custo bem perto do valor da entrada no processo…
    Valeu a pena?
    Não saiu muito caro… Mas quebra o galho nas BRs…

    • Bruno Silva

      Nossa, 5 vezes?? Me fale onde você mora para eu não chegar perto kkkk. Brincadeira, conheço pessoas que repetiram o teste e dirigem muito bem.

      • Maçaranduba o Porradeiro.

        Meu problema era a pressão tirar essa carteira, na época era requisito para emprego que eu almejava, já entrava no carro nervoso, sem falar que meu pai que tinha pagado e eu estava querendo passar o mais rápido possível para poder ajudá-lo com sítio, já que foi por isso que ele ajudou bancar a carteira.
        Primeira vez que eu bombei foi por causa de uma seta no local errado e esquecido o freio de mão na baliza (estacionamento) botei o carro em movimento com o ferio de mão puxado…
        A segunda vez foi por causa de entrar errado na curva e lixado o quebra-molas…
        A terceira vez foi por ter avançado fora da delimitação do percusso por causa do excesso de buracos na via, com medo dos carro apagar nas crateras…
        A quarta vez, o fui inventar de tratar o pedal do acelerador como de pão-de-ló na ladeira e o carro apagou em cima do quebra-molas antes de fazer a curva…
        A quinta vez foi por ter passado direto na sinalização de PARE e ter avançado o cruzamento antes dos carros saírem do mesmo podendo provocar um acidente.

  • Tosoobservando

    Aqui na minha cidade Uberlandia – MG foi descoberto um esquema de pagamento que as proprias auto-escolas faziam com os examinadores, e passavam qualquer pessoa que pagasse, nao importavam as barbeiragens no exame final. Quando fui tirar a minha o instrutor da propria autoescola que eu fazia ofereceu por 600,00, a vista ou metade na hora em grana, outra metade cheque. Mas eu nao quis e passei. Depois descobriram o esquema pq uma das donas de autoescola foi pagar no Detran mas falou com a pessoa errada la tsc tsc tsc. Eu fiquei com medo a epoca de que iriam confiscar todas as CNHs do periodo, ainda bem que nao. Esse ano ficamos sabendo que o esquema continua normal.
    Queria ver se um destes condutores que eles passam por grana atropelasse um filho (a) de um destes instrutores/examinadores que fazem tal coisa, o que iriam pensar.

  • Diogo Oliveira

    Também não podemos esquecer da parte em que se aprende a usar o Extintor de incêndio:

  • celso

    Ser obrigado a fazer curso em autoescola pra tirar carteira é um absurdo, ainda mais tendo que pagar.
    Nos EUA, onde tem mais carros que pessoas, não é preciso fazer curso algum.
    É só fazer os exames e pronto.



Send this to friend