Tecnologia

Conectividade: saiba o que os carros nacionais oferecem

hyundai-hb20-bluemedia

Oferecidos anteriormente apenas em carros mais caros, os sistemas multimídias agora podem ser encontrados também em modelos mais em conta no mercado brasileiro. O recurso se popularizou entre os automóveis compactos há pouco tempo, sobretudo após a chegada do Chevrolet Onix, que se destacou por contar com o sistema MyLink. Agora, boa parte dos veículos à venda no País dispõem de pelo menos uma “telinha” no centro do painel, algo considerado de importância por diversos consumidores.

E para conhecer o que cada montadora oferece em seus automóveis produzidos no Brasil em termos de conectividade, confira abaixo uma lista completa:

Chevrolet

novo-cobalt-2016-mylink-NA (27)

Na linha da Chevrolet, o sistema multimídia MyLink é oferecido do Onix ao Camaro. No entanto, obviamente, os recursos variam de acordo com o modelo. No hatch, por exemplo, o equipamento está em sua segunda geração e dispõe de tela sensível ao toque de sete polegadas, Bluetooth, entradas USB e auxiliar, rádio AM/FM, Apple CarPlay e Android Auto. Há ainda a possibilidade de ver fotos e vídeos conectando o smartphone pelo cabo.

chevrolet-onix-prisma-2017-NA (16)

Em modelos mais caros, como o sedã Cruze LTZ (produzido na Argentina) e a picape S10 High Country, o sistema ganha uma tela de oito polegadas. Curiosamente, o MyLink que equipa o muscle-car Camaro ainda é o de primeira geração, com direito a um display de 7 polegadas, mas sem recursos como Apple CarPlay e Android Auto.

Outra tecnologia oferecida pela Chevrolet em seus modelos é o OnStar, que dispõe de serviços de segurança, emergência, navegação e conectividade ao toque de um botão no retrovisor interno do carro ou por meio de um aplicativo para smartphone. O recurso é oferecido no Onix, Prisma, Cobalt, Spin, Cruze, S10 e Trailblazer.

Citroën

citroen c3 style 2017 3

Nos carros nacionais da Citroën está disponível uma central multimídia com tela touchscreen de sete polegadas e função mirror-screen, que possibilita o espelhamento da tela do smartphone no painel do carro, além de reconhecimento de voz, capacidade de armazenamento de até 16 GB em modelos com navegador, rádio AM/FM, entradas USB, auxiliar e para iPod, Bluetooth, entre outros.

Fiat e Jeep

fiat_toro_volcano_NA (45)

Nos carros da Fiat e da Jeep (ambas pertencentes ao grupo FCA), os carros dispõem do Uconnect. No Punto, por exemplo, o equipamento conta com tela sensível ao toque de cinco polegadas, rádio AM/FM, CD, Bluetooth e USB. Já na picape Toro e no crossover Renegade, o sistema agrega reconhecimento de voz, visualização da câmera de ré e navegador GPS – no modelo da Jeep, há tela de 6,5 polegadas como opção.

Ford

ford ka samu

Entre os modelos da Ford, quando o assunto é conectividade há o sistema SYNC. O recurso é oferecido em toda a linha. No caso do Ka, modelo mais básico, há uma tela monocromática de 3,5 polegadas, USB, conexão Bluetooth, leitor de CD e MP3, AppLink (permite ao usuário utilizar apps do smartphone através de comandos de voz) e Assistência de Emergência (realiza chamada ao SAMU em caso de colisão com ativação do airbag).

Já nos modelos mais caros (e importados), o SYNC fica mais sofisticado, com direito a tela sensível ao toque, Apple CarPlay e Android Auto, como no caso do Focus 2017.

Honda

novo-honda-civic-2017-NA (62)

Na Honda, os modelos Fit, City e HR-V oferecem em suas versões mais caras apenas um sistema multimídia com tela de cinco polegadas, CD player, AM/FM e entradas USB, auxiliar e para iPod. No caso do crossover na configuração topo de linha, há ainda Mirror Link para espelhamento de smartphones, entrada HDMI, entre outros.

Já o novo Civic conta com uma central multimídia bem mais equipada nas versões EXL e Touring. O sedã dispõe de tela sensível ao toque de sete polegadas, compatibilidade com Apple CarPlay e Android Auto, navegador GPS integrado, entradas HDMI e USB, conexão Bluetooth, entre outros.

Hyundai

hyundai hb20 carplay

Ao contrário do Onix, o Hyundai HB20 foi lançado no mercado brasileiro em direito a uma central multimídia. Mas agora o compacto oferece o blueMedia, um sistema dotado de tela sensível ao toque de sete polegadas, espelhamento Car Link (permitindo reproduzir e operar apps como Waze, Google Maps e Spotify) para smartphones Samsung e LG e Apple CarPlay. Há ainda reprodutor de fotos e vídeos, Bluetooth, conexões USB e auxiliar e AM/FM.

Há ainda o sistema multimídia que equipa o utilitário-esportivo ix35, com direito a tela de sete polegadas touchscreen, GPS, câmera de ré, DVD, MP3, Bluetooth e entradas para iPod, USB e auxiliar.

Nissan

Versa ganha nova central multimídia e opções de pacotes

Um dos destaques da nova linha dos compactos March e Versa da Nissan é a central multimídia Multi-App. Segundo a marca, o equipamento funciona como um tablet, mas no painel do veículo. O sistema permite fazer download de apps através da PlayStore (Waze, Google Chrome, Search, Maps, YouTube, Spotify, Deezer, Weather Channel, Trip Advisor, TuneIn Radio, Foursquare, Skype e Onde Parar) e acessar a internet do celular sem precisar sincroniza-lo ao carro.

Há ainda reprodução de músicas, exibição de fotos e vídeos, armazenamento de 2 GB. entradas USB e auxiliar, rádio AM/FM, CD player e tela sensível ao toque de 6,2 polegadas.

Peugeot

novo-peugeot-2008-NA (34)

A Peugeot oferece nos modelos 208 e 2008 uma central multimídia com tela sensível ao toque de sete polegadas, mirrorscreen (espelhamento da tela do smartphone), computador de bordo, rádio, MP3, Bluetooth, entradas para iPod, USB e auxiliar, streaming de áudio, visualizador de fotos, configuração de parâmetros do carro de acordo com a preferência do motorista e app Link MyPeugeot, que envia informações do carro (consumo de combustível, alerta de revisões e última localização do veículo) diretamente para o celular.

Renault

renault-duster-oroch-impressões-NA (38)

Os compactos Logan, Sandero, Duster e Duster Oroch da Renault oferecem o Media NAV. O sistema multimídia da marca francesa é dotado de uma tela sensível ao toque de sete polegadas, MP3 Player, conexão Bluetooth, entrada para iPod, USB e auxiliar, sistema de navegação, aplicativo Siri para usuários de iPhone, Eco Coaching (orienta o condutor para dirigir de modo mais econômico), Eco Scoring (avalia a condução do motorista) e câmera de ré integrada como opcional.

Toyota

toyota-etios-2017-NA (9)

No caso da linha Toyota, os recursos de conectividade variam de acordo com o modelo. A linha Etios, nas versões mais caras, dispõe de sistema multimídia Toyota Play com tela sensível ao toque de sete polegadas, conexão Mirror Link (espelhamento) para smartphone, CD player, função MP3, entradas USB, HDMI, auxiliar e para cartão SD, Bluetooth, rádio AM/FM, entre outros.

Já no caso do Corolla, há uma central com tela sensível ao toque de 6,1 polegadas, DVD player, TV digital, câmera de ré, navegador GPS, controles de áudio e configurações do veículo.

Volkswagen

fox-track-4

Por fim, na linha da Volkswagen há o App-Connect. O sistema permite que a tela do celular seja espelhada no painel do carro (para usar apps como o Spotify), além de contar com Apple CarPlay e Android Auto, tela sensível ao toque de 5 ou 6,33 polegadas, entradas para CD e cartão SD, Bluetooth, auxiliar e USB. Há ainda a opção de navegador GPS.

Na VW, o sistema multimídia pode ser encontrado em toda a linha nacional, com exceção do up!, que oferece o “Maps & More”, com tela touchscreen de cinco polegadas, GPS, Bluetooth, pareamento para dois celulares, informações sobre o veículo, entre outros.





  • igomd

    Nos nacionais acredito que o MyLink é o mais bem acabado, mais modular, estar disponível em toda linha.
    De modo geral todos os nacionais estão no ok, exceção para o Ford e o Sync do Ka e do NF.
    Já preço e a partir de que versão estão disponíveis é outra saga.

    Já nos importados, o elejo o Sensus da Volvo como melhor de longe.
    Digam vossas opniões, senhores.

  • Freaky Boss

    Tenho iphone e no meu carro (VW) tem o apple car play, mas não consigo jogar na tela o principal para mim, que é o Waze, ou seja, pouca serventia.
    Se alguém souber o que fazer para resolver isso agradeço muito a ajuda, mas pelo que li não são compatíveis….

    • José Eduardo D’Acampora Guazzi

      Não tem como, sistemas como Apple Car, Android Auto e MirrorLink só aceitam aplicativos cadastrados pelo fabricante do sistema e nenhum deles inclui ainda ob Waze . Das centrais que estão listadas as únicas a aceitarem são da Nissan ( pois instala na propria central) e do HB20 pois o sistema dele espelha integralmente a tela.

      • Luis_Zo

        O sistema “novo” da fiat (live on), no lançamento do Mobi, prometia o uso do Waze. Só que acho que ainda não foi realmente lançado nos veículos, só na apresentação dos jornalistas.

        • Marcelo

          o da JAC tb prometia integração com o Waze. Não sei se funciona mas eles prometiam.

      • Freaky Boss

        Obrigado José Eduardo, acho que é isso mesmo.

      • Freaky Boss

        Aliás, porque TODAS as montadoras não fazem como o da hyundai que espelha a tela integralmente??? Resolveria tudo.

    • Zé Mundico

      De repente o Here Maps pode ser a solução, pois é um aplicativo “independente” que tem versões Android,Windows e Apple.
      Talvez voce possa usar no smartphone espelhando na CMM.
      No smartphone android o Here Maps dá um banho no Google Mapas, me parece bem mais “enxuto e amigável” .

      • Freaky Boss

        Obrigado, vou olhar esse here maps. Se tiver informação de tráfego vai ser ótimo, pois é isso que preciso no dia a dia.

  • mauricio

    sou mais uma central android paralela com obd

  • não consigo ver um atrativo nessas CMM quando com um som basico + celular + suporte + scanner odb tenho o mesmo resultado pagando muito menos
    mas todo mundo adora a telinha de esfregar dedo no painel

    • Louis

      Eu prefiro tudo que venha original no carro, já tive várias experiências com som colocado fora, 80% das vezes dá problema, mais cedo ou mais tarde.

    • Freaky Boss

      apesar de ter no meu carro, não comprei por isso. Também não troco segurança por telinha, embora é claro que vindo original é melhor.

    • pgoytaca

      Curiosidade. Vc usa o scaner odb para manutenção ou tem outra utilidade?

      • uso principalmente como computador de bordo para ver o consumo e outros parâmetros, mas dependendo do carro pode ver e monitorar muitas coisas
        por exemplo tava com um problema na marcha lenta, fiz a limpeza do corpo de borboleta e logo nos parâmetros da injeção apareceu uma mudança nos valores, antes de testar o carro já pude ver que tinha mudado alguma coisa

        • pgoytaca

          Bacana, nunca vi ninguém fora de oficina usar scanner odb, com seu comentário vi que tem vários bem simples a venda.
          Realmente parece ser bem útil.

          • o meu é um de 10 dolares comprado num site chines :)

  • Louis

    Falando em conectividade, um conselho: fujam do serviço de cobrança de pedágios CONECTCAR (concorrente do Sem Parar), do grupo Ipiranga.
    Só estou tendo dor de cabeça com esta empresa, produto não funciona, não resolvem o problema, não devolvem o dinheiro, nem retornam o atendimento para fechar o protocolo aberto. Uma das piores empresas com qual já tive contato. Basta uma pequena pesquisada no site Reclameaqui, dá para ter uma ideia da quantidade de reclamações abertas, são dezenas por dia. Empresinha medíocre.

    • Lucas Moretto

      Estou usando o ConnectCar. Ainda não tive problemas. Pode detalhar o que vc teve?

      • Louis

        Se você precisar de algum atendimento, prepare-se para passar raiva, fazem pouco caso do cliente e nunca retornam.
        Começou quando comprei o Tag pelo site. Já comprei muita coisa pela internet, e tudo chega bem rápido. Mas passou 1 semana, nada. Ligava lá, não sabiam informar o status do pedido. Pediam para aguardar mais 3 dias…Sempre aguardando e ligando, nunca sabiam informar nada, nem previsão. Passou mais de 1 mês, e eu continuava ligando. Até que me informaram que não tinham identificado o pagamento! Depois de 1 mês após eu pagar que descobriram que não tinham localizado o pagamento. Pois bem, mandei o comprovante de pagamento, resumo demora de mais de 40 dias para chegar (nesse tempo já tinha feito uma longa viagem que eu havia planejado utilizar o Tag)
        Chegou o Tag, coloco crédito, quando vou utilizar, cancela não abre. Já tentei umas 5 vezes, em locais diferentes, cancela nunca abre. Ou seja, Tag não está funcionando. Já faz quase 1 mês que abri a última reclamação sobre isso, e nunca me retornaram, ligo para cobrar e pedem para aguardar 3 dias…
        Torça para nunca precisar de atendimento por parte deles, porque se você reclamar para uma porta, o resultado é o mesmo: não fazem nada.

        • Lucas Moretto

          Bom saber, comprei a minha tag no posto diretamente. Coloquei crédito e usei ela esse fim de semana. Fiquei com medo realmente de não funcionar, pois pelo app não mostra nada (só o saldo).

          Você chegou a ativar a sua tag antes (pelo app ou site)?

          • Louis

            Sim, tag ativado

    • zekinha71

      O único problema que tive até hj com o Conectar, foi que já passei 3 vezes no pedágio, ele liberou a cancela, mas não descontou o valor, já estou com uns 50 temers de lucro.

      • Louis

        Que tenha lucro em cima desta empresa, pra compensar meu prejuízo….

    • Vinicius LMS

      Aqui em casa temos 3 carros usando Conect Car, é mais barato que o Sem Parar, e até agora de problema com eles, só com meu carro que foi o último a colocar tag, demorou muito para vir e a central não dava previsões, mas felizmente a tag veio, coloquei próxima ao retrovisor e funciona sempre, e todas as tags são vinculadas com uma conta só e dá para transferir crédito de um para o outro, isso é ótimo, só que infelizmente não são organizados quando dá algum problema.

      Espero que o atendimento melhore e que não tenhamos problemas, mas é uma pena o que aconteceu com você, demorou muito mais e a tag ainda deu problema.

    • Hélio

      uso conectar de boas, sempre funcionou!

  • Tadeu GF

    Eu acho interessante que as reportagens em geral sempre falam das funcionalidades das multimídias, mas esquecem de falar de uma das características principais, que é a se o sistema é ou não rápido.
    A central multimídia está cada vez mais popular nos carros, mas muitas delas são lentas e travadas. É como comparar um celular de 800 reais com um de 3000, ambos com o mesmo sistema operacional: as funções são basicamente as mesmas, mas o que diferencia é principalmente a rapidez de processamento.

    • Edson Fernandes

      Infelizmente as centrais dos carros atualmente estão bem simples. Essa limitação de não poder alguns aplicativos e ainda muitas não terem um espaço disponivel, mascara muito bem as limitações existentes.

  • V12 for life

    Não vejo nada de curioso no Camaro ter a primeira geração do MyLink afinal o modelo que é vendido aqui ainda é o de quinta geração, a atualização do aparelho vira junto com a do carro, exatamente como em todos os outros modelos.

  • BrPb

    Conectividade é sinônimo de coisa chique aqui no Brasil. Consumidores, troquem a telinha por mais airbags e ESP.

    • Acho que a questão vai até mais longe. Até que ponto essa conectividade é um risco para a segurança? A distração é uma das principais causas de acidentes, e um acidente que tem aumentado muito são as batidas traseiras. Operar um som por botões grandes e giratórios é muito mais seguro , só que se tornou antiquado. E o motorista ter inúmeras funcionalidades numa tela serve muito mais para distrair do que ajudar. A exceção são os motoristas que sabem ponderar , que creio não serem muitos.

      • Lucas Moretto

        Muito bem pontuado! Motorista não pode perder a atenção!
        É claro que muitos gostam de ter funções de entretenimento e alguns recursos úteis como GPS, ligações bluetooth, etc. Mas isso não pode tirar o foco do principal: CONDUÇÃO DO VEÍCULO.

        Já vi MOTORISTA com o celular + suporte de GPS jogando POKEMON GO! Inacreditável isso,

        Na minha opinião, a CMM deveria oferecer mais dados estatísticos que favorecem a manutenção do veículo (componentes do veículo). Que inclusive não precisariam ser acessados durante a condução.

      • BrPb

        Exato, André. Por isso que falei que o comando de voz é mais eficiente. Ele vai direto ao ponto, sem você tirar as mãos do volante e nem o olhar da pista.

        Meu sobrinho vai aprender a ler ano que vem, mas já usa o “ok, google” do smartphone e comanda por voz para ver videos do homem-aranha.

  • Tomtilt

    A central do Peugeot 2008 tem também GPS nativo, sem necessidade de usar um Smartphone. Creio que no 208 também seja assim, afinal a PSA usa a mesma central em toda a linha, muda apenas a “carcaça”.

    • BrPb

      Antes, todo 208 com central tinha GPS. Agora não é mais assim. Como você bem falou, restou a carcaça. GPS só nas Sport, Griffe e GT. Nenhuma tem comando de voz.

      • Tomtilt

        Bem que eu desconfiei da central de série no 208 com face lift mesmo na versão mais básica, que quando foi lançada não tinha nem som e depois passou a vir com um som comum.
        Até dezembro de 2015 todos os 2008 tinham GPS, peguei o meu nessa época e o “conteúdo” da central do Allure era o mesmo que o do Griffe, versão que acabei comprando porque por uma “ninharia” tinha seis airbags e outras coisas a mais.

        • BrPb

          Verdade. A Peugeot deixou uma diferença de preços bem próxima entre o Allure e o Griffe. Sinceramente eu acho que você fez uma boa escolha. Na época que você pegou o seu ele tinha um preço bem atrativo. Tirando o ESP e o acabamento obrigatorio de carro premium, um A3 sedan de mais de 100 mil vira Palio Fire em equipamentos.

  • Fernando S.

    CMM e Roda de Liga: estão aí 2 coisas que eu nunca me importei em ter. Claro, se vier no carro, melhor. Mas eu pagar a mais pra ter isso? Melhor, para mim, algum item mais prático (vidro traseiro, abertura elétrica do tanque de combustível, retrovisor elétrico etc)

    • fschulz84

      Exato… Eu sou do mesmo pensamento. Gosto muito de conectividade, mas não pago 1 centavo a mais por isso… Meu Fluence tem um único pecado que é não ter uma central (mas de resto, tem tudo, 6ABs, ESP, ASR, xenon, teto e etc), mas, mesmo assim o GPS Carminat (TomTom) dá conta do recado, apesar de desatualizado.

      Se viesse com central, ótimo, mas como não veio, não tenho interesse em colocar também.

      Meu vizinho pagou 4k a mais em um Prisma 1.0 só pelo MyLink (pagou algo perto de 46k há quase 1 ano atrás) sendo que dava para pegar um 1.4 com este valor.

      • Marcelo

        achei que o único Fluence que tem teto solar e xênon fosse o Privilege que obrigatoriamente tem a CMM também…

        • fschulz84

          Os primeiros Fluences Privilége (acredito que até 2013) vinham somente com o GPS TomTom Carminat. O meu é 2011.

          • Edson Fernandes

            Filipe… o “GPS Carminat” é a central multimidia do Fluence…rs

            Na verdade você tem todos os comandos e opera vendo naquela tela as funções. Na realidade, o que chamam de central multimidia para diversos aparelhos, é apenas um sistema de som que tem algumas funções integradas… e se parar pra pensar… não estão muito diferente do que o Fluence oferta.

            Repare que os unicos ganhos no modelo com facelift é justamente ter o R-Link que chamam de central, mas ele é uma tela de 7 polegadas e para diferenciar “do nosso” possui recurso touchscreen e aquele placar de consumo adicionais. Repare que não muda muito para um Mylink ou mesmo para alguns rivais.

            Quer ver o que seria uma central multimidia ao meu ver? O que é existente no Golf que aí sim tem integração com os sistemas do carro e uma série de parametrizações interessantes.

            • fschulz84

              Exato caro Edson.

              Eu não considero nosso Carminat como uma central, uma vez que ele é somente um GPS que mostra informações de rádio e temperatura.

              Para mim uma Central tem que ter pelo menos algum recurso de sincronismo (Android auto, etc) e que pelo menos seja compatível com periféricos externos, como uma camera de ré, por exemplo.

              O nosso é só um GPS sem touch com controle remoto hehe

              • Edson Fernandes

                Então, esse é o problema. A maioria não é assim.

                Podemos dizer que ele é um Receiver, assim como a maioria. Mas desde que eu li que o que importa é ter as entradas USB, bluetooth, integração com streaming e telefonia valeria dizer de ser uma central (oi, Sync), então ter um GPS é um ponto a mais! rs

  • Marcelo

    Há de se tirar o chapéu para a GM e a Renault que fizeram as centrais multimídias descer goela abaixo dos brasileiro. Ate então essas MM integradas só estavam disponível nos modelos top e mais caros. Com Onix e Sandero elas se popularizaram, tinha ônix com calota e sem ar mas com o Mylink.

  • Vinicius LMS

    Só corrigindo, o Punto, mesmo os que tinham o Blue-me, tem comando de voz, quando ganhou o rádio Uconnect, continuou tendo o comando, e funciona muito bem, pena que o BlueMe foi feito numa parceria Microsoft com Fiat, e a MS para variar, largou e deixou as outras empresas passarem na frente com o Carplay e Android Auto.
    Meu Punto tem o BlueMe e o ruim é que o leitor de SMS não funciona com aparelhos modernos e ele não reconhece direito as ligações por WhatsApp, se ainda tivesse suporte seria simples de resolver.
    Já com o Uconnect que veio na linha 16, espero que tenham solucionado isso.

    • Edson Fernandes

      Mas isso é algo que esta existindo agora. Infelizmente esses itens de aplicativos é algo complicado porque falta integração do sistema operacional do celular com centrais. Repare que a VW lançou a central dela que tem uma função de gravação de voz ou de responder whatsapp por voz… se amanhã o padrão de programa muda (ou outro programa se populariza) a central já perde tal interatividade.

      Ou seja… falta integração para esse tipo de uso.

      • Vinicius LMS

        E falta suporte também, e temos um exemplo ruim: Smartvs.
        Quando elas apareceram, prometiam vários recursos como Skype, Netflix, Youtube e outros serviços online, e sabe o que acontece agora? Na maioria das tvs o Youtube não funciona mais, a MS já anunciou que vai desligar o suporte ao Skype, e o Netflix felizmente ainda funciona.

        Eu torço e espero que com as centrais multimídia não façam a mesma coisa, mas o BlueMe já foi o primeiro exemplo de projeto abandonado, e o Sync nasceu pela MS e se não me engano o de segundo ou terceira geração usam S.O. da BlackBerry.

        No caso do WhatsApp, o que acontece no BlueMe: Alguém me liga, o carro toca, mas não aparece a pessoa na tela e o botão de atender não funciona, preciso pegar o celular e atender, aí o carro entende que a ligação foi atendida e a ligação sai no alto-falante, e depois de conversar, eu consigo desligar pelo volante.

        Se tivesse suporte, com certeza não seria tão difícil de implementar, já que pelo menos ele detectou a ligação.

        Agora, se essas centrais tiverem o destino das smartv, estaremos ferrados, imagina uma central dessas em 5 anos, ter alguma mudança de sistema ou protocolo e não terem compatibilidade com aparelhos novos? Só vai abrir o rádio FM e o pen drive e olhe lá.

        • Edson Fernandes

          Então Vinicius, mas repare que logo mais poderá acontecer isso sem muito esforço.

          Veja que interessante: Em um tempo atrás, a VW não atualizava mapas de suas centrais… depois que veio integrado ao site para como atualizar. (desde que pago como todas fazem)

          Mas esse negocio de compatibilidade, acredito que eles irão precisar manter isso compativel ao menos com protocolos. Assim se elimina nova ferramenta sem invalidar a antiga. Coisas como mirror link, android auto… isso tem que ser criado para ser mantido entre aparelhos. Se perder compatibilidade, pior para o sistema operacional.

          Hoje no IOS o que o pessoal mais gosta é ter compatibilidade entre versões. E por isso o car play é algo que veio para ficar como é a Apple TV. Espero que a google pense nisso.

          Mas fiquei ferrado da vida da minha “smart tv” perder a tecnologia que apresenta o youtube. E na minha sequer tem opção por netflix. E o pior… netflix pelo computador não admite 5.1 canais!

          • Vinicius LMS

            Será preocupante se não manter os protocolos, em 5 anos tem muita evolução nos smartphones, e tem marca que deixa a sua central esse tempo sem atualizar nada, e tem que pensar também nas pessoas que comprarão esses carros usados.
            O Mylink g1 mesmo só pode ter GPS com o Sygic que soube que é bem ruim, é capaz que nas próximas versões do SO do smartphone o app nem funcione mais.

  • Fabão Rocky

    O MyLink do Onix tem esse espelhamento da tela do cel tbm?

    • Edson Fernandes

      Não, o mylink 2 tem carplay e android auto. Isso não é espelhamento, mas sim um programa nativo que possibilita usar algumas aplicações da Apple e/ou Google.

  • Ronaldo Prado

    comprei um multimídia retrátil com 7 polegadas, espelhamento, bluetooth, TV, GPS e o escambal. muito melhor do que a original da maioria dos carros. e o melhor é que quando mudar de carro eu posso levar comigo.

  • Gabriel

    Até começarem com o espelhamento de Smartphone a maioria das centrais não passava de um rádio disfarçado e caro.

    A tela do Sandero é pessima, de que adianta ter tamanho se o touch é uma porcaria…várias ainda tem aquela cara de xingling…tem muito pra evoluir.

    • Edson Fernandes

      E é isso que ninguem percebe. Outro dia, vi um cara que instalou tv digital no mylink e a imagem era terrivel de ruim! E pela claridade, deu para perceber que tanto a recepção da TV (que deveria ser 1seg…. ou seja, sem qualidade HD) como o proprio display que era ruim para visualização.

      E todas as centrais dos carros mais simples seguem esse comportamento. Talvez porque eu não conheço, a do 208 seja melhorzinha assim como a do HB20 (a blueaudio completa), mas não boto minha mão no fogo.

      • Gabriel

        É impressionante como o consumidor comum gosta de uma telinha (ou telona, o que importa é ser enorme independente do uso que for fazer) sem se ligar que é um rádio afrescalhado. Se bem que até outro dia o que tinha de gente instalando centrais alternativas pra ficar rodando DVD enquanto dirige…
        Eu pessoalmente tenho uma aversão a esses sisteminhas em baixa resolução e com visual de menu de DVD pirata que muitas centrais ainda tem, se é pra ser porcaria acho preferível um rádio mesmo rss.

        • Edson Fernandes

          Olha, eu sou a favor de alguns receivers como da Pioneer por questão de recursos. Uma placa dedicada burr brown para sintonização e fidelidade de audio (ela codifica o sinal analogico de algumas radios que ainda não são digitais e digitaliza por esse processador), voltagem das entradas/saidas mais altas que alguns outros radios…

          E o melhor: Apesar de ser touchscreen tem botões fisicos. Então por esses aspectos (que citei exemplos) eu acho legal. Mas se isso é totalmente necessário?Não.

          Hoje eu tenho um carro que se diz ter uma central que não é touchscreen… tem a “telinha” lá… mas na pratica… o que me agrada é ter a minha mão todos os comandos necessários para mudança de radio, usar telefone, alterações de sinal (bluetooth, usb ou CD) e isso é suficiente. Para olhar a tela? somente se usar o GPS, caso contrário, é tudo pela minha mão sem olhar a tela.

          Ou seja…. perceba que eu faço pouco uso real do que a “telinha” poderia me fornecer…

  • Edson Fernandes

    Agora entendi…. carros fabricados no Brasil.

    Talvez o mais completo deles seja o da Nissan. Alias, seria muito bem vindo se conseguissem lançar um para o Fluence nos modelos do March e Versa.

    Mas é uma pena que a conectividade tenha sido algo em alta no lugar de outras melhorias nos compactos em especial na segurança. Mas estão ai, carros para cima de R$40000 com motor inadequado para se dizer novo e moderno.

  • Fernando

    esses carros que tem espelhamento do celular, que permite o uso do Waze, funciona com o carro em movimento? Pergunto pois minha HRV faz o espelhamento atraves de um cabo HDMI grosso que ainda nao funciona com o carro em movimento. Então, serve pra que???

  • Wilber

    Matéria bem ruim. os comentários são mais explicativos do que o texto do NA. podia abordar quais não leem WAZE, quais usam o OBD. enfim fraquinho!

  • Tosoobservando

    Ja?

  • Paulo Souza

    Faltou falar do R-Link do Renault Fluence