Daimler: Carros elétricos compensarão mais com autonomia a partir de 499 km

08/03/2016

Mercedes-Benz Classe B Electric Drive 1

Dieter Zetsche, CEO da Daimler, afirmou que os carros elétricos só compensarão em relação aos convencionais quando a autonomia de modo geral estiver na média de 499 km ou mais. Apesar da declaração, o executivo alemão não sabe ao certo se haverá um ponto de inflexão, onde os consumidores mudarão para veículos com baterias.

Para atingir um hipotético ponto de virada no curso da evolução do carro elétrico, Zetsche acredita que o desenvolvimento tem de ser contínuo. Mas, sabe-se que com o passar dos anos, o custo das baterias tem diminuído mais rapidamente do que as previsões do mercado.

Hoje, segundo Zetsche, o custo médio do kWh é de US$ 170. O chefe da Mercedes-Benz aponta que se o valor ficar entre US$ 110 e US$ 130, o carro elétrico já seria viável em termos de competitividade em comparação com os movidos por gasolina ou diesel.

chevrolet-bolt-2017-1

Essa conta do Dr. Dieter parece perto de ser alcançada. A GM em parceria com a LG, divulgou que o custo do kWh no Chevrolet Bolt é de US$ 145. O monovolume elétrico custa US$ 37.500 sem incentivos. Assim, apenas US$ 15 separam este modelo da faixa ideal de preço aponta pelo líder da Daimler.

Mas, devemos lembrar que o Tesla Model 3 será ainda mais barato, custando oficialmente US$ 35.000 sem ajuda fiscal. Ainda não se sabe o custo do kWh, mas levando-se em conta que terá autonomia semelhante e preço um pouco menor, pode ficar na casa dos US$ 135 por kWh.

[Fonte: Automotive News]









  • Marcio

    Só para deixar claro, os valore apresentados refletem os custos de capacidade de armazenamento das baterias em kWh. Por exemplo, as baterias do Tesla Model S tem capacidade para 90 kWh quando novas. Isto custa para o fabricante algo em torno de 12 a 18 mil dólares. Valor bastante significativo na formação do preço do veículo.
    O custo do kWh pago para a distribuidora de energia no Brasil flutua entre 50 centavos e um real, com impostos. No pior caso, você “enche o tanque” de um tesla com menos de 100 reais.

    • Partindo desse princípio até que ponto carro elétrico vale a pena em países onde a gasolina é barata, como os EUA. Pois gastar 100 , 00 para encher o tanque de energia e andar 350 km que é a autonomia média não chega a ser um preço tão vantajoso. Se a gasolina custasse uns 2 , 50 nem valeria a pena. Talvez o benefício maior seria a menor manutenção de um motor elétrico.

      • Pipo pipo

        Nessa análise pesa também o conceito “ecologicamente correto”, vai do pensamento de cada um.

    • GPE

      100 reais? Acho q é mt menos q isso. Creio q em reais, nao deve chegar nem perto de 30. To chutando pelo q me lembro de valores comentados em reportagens de carros elétricos no Brasil. Era sempre algo mt baixo em comparação com a gasolina

      • Khusller

        Calculei aqui, considerano o tesla (90kwh = 450km) custam pouco mais de 40 reais. Um carro comum (60 litros = 480km ) custam 222 reais. Um híbrido (40l = 1600km ) sairia 148 reais.

      • Marcos Medeiros

        Depende do “tanque” do carro, os city cars tipo nissan leaf, bmw i3 e ford focus eletric tinham baterias na casa dos 20~30 kwh enquanto que o tesla possui baterias na casa dos 80~90 kwh logo o “tanque” dele é mais caro mas anda mais.

        • Ramon Grigio

          O certo é sempre calcular o custo /km rodado. Pode-se fazer um calculo por tanque, ou definir um número e considerar aí também as manutenções… (aí o bixo pega…)

      • Ramon Grigio

        Veja bem: Se a autonomia ficar em 450km, com o preço do Kw/h aqui da minha cidade (Toledo Pr), em área urbana (R$ 0,70) ficaria 90*,07 = R$ 63,00 (claro que você não espera acabar para abastecer… mas enfim, considere uns R$ 60,00 a carga. 60,00/450km = 13,33 centavos/km rodado.
        Para abastecer meu carro 1.0 com gas adtv. seria: 53 litros (reserva) * 3,79 = R$ 200,87. Com esse combustível eu faço entre 780 a 820km. Considerando R$ 200,87/800km = 25,10 centavos/km rodado.

        O gasto com “combustível” no elétrico representaria apenas 53% do valor que seria gasto com um 1.0 à gasolina aspirado 4 cilindros.

        Agora a questão é o preço de compra e manutenção do bixo que, com certeza, não compete com carros populecos 1.0, e sim com carros de categorias superiores que, com certeza, consomem bem mais combustível.

    • Khusller

      Aí que tá… um híbrido (40+km/l) compensa mais , pelo menos por enquanto, por isso. Com 100 reais você anda (gasolina a 4 reais) mais de 1000 km. O tesla não chega a 500 km, e ainda tem o problema da falta dos pontos de recarga aqui no Brasil.

  • Louis

    Quero tem um elétrico dentro de 5 anos. Será que conseguirei ?

  • Veículos elétrico capazes de percorrer grandes distâncias, inclusive realizar viagens de médias distâncias certamente são muito mais úteis que esses que mal conseguem cumprir o leva e trás diário nas grandes cidades.