Home Marcas Citroen Desmistificando o Citroen C4 Pallas com câmbio automático de quatro marchas

citroen c4 pallas chumbo 2.jpg.pagespeed.ce.iJ RI7Maii Desmistificando o Citroen C4 Pallas com câmbio automático de quatro marchas




Possuo um Pallas AT 2008/2009 desde junho de 2010. Comprei-o do primeiro dono com 19.000km e atualmente está com 57.000 km. A sua versão é Exclusive BVA, ou seja, é a versão top e automática, com a tão difamada caixa AL4. No negócio dei em troca um Xsara Picasso GLX 2004, também AT e com a mesma caixa. Sempre compro carros com 1 a 2 anos de uso e fico com eles no mínimo 3 anos, assim, a desvalorização do carro zero não me afeta e uso um carro quase igual ao novo.

Vamos aos fatos sobre o modelo:

CONSUMO

Para um sedá médio-grande e pesado, acho o seu consumo aceitável. Ele já é Flex, o que piora as condições de consumo. Não uso álcool a quase dois anos por ser inviável aqui em Florianópolis. Na gasolina e em trajeto misto, rodo em trajeto de cidade mesclado com alguns trechos de estrada (BR101) ainda que muito congestionada, e faço de 8 a 9 km/l. Acho aceitável pelo porte do carro e os trechos utilizados. Em estrada, sempre ando pisando forte (110 – 120 km/h constante) e faço de 11 a 12 km/l sempre na gasolina.

MANUTENÇÃO

Até o 3º ano do carro, que é o período de garantia, efetuei as revisões de manutenção na concessionária Le Monde. Os preços cobrados foram os tabelados pela Citroen, em torno de R$510,00 por revisão dividido em 3 parcelas no cartão.

Logo após a aquisição, efetuei a revisão de 20.000 km, reclamei de um barulho na traseira que parecia ser algo solto no banco traseiro ou atrás do banco traseiro. A concessionária constatou que o suporte de um amortecedor traseiro estava partido, o que comprometeu também o amortecedor do outro lado, provavelmente algum impacto sofrido ainda com o proprietário anterior. Trocaram o par de amortecedores e suporte em garantia.

Após a revisão de 30.000km, feita na metade de 2011, não efetuei revisões na concessionária. As trocas de óleo e filtros foram efetuadas em loja de óleo de um amigo, utilizando óleo sintético original Total Quartz 7000 e filtros originais ao custo aproximado de R$200,00 a cada 10.000km.

Em relação a manutenção corretiva, precisei somente de troca de pastilhas de freio dianteiras em função do tempo e quilometragem(+-45.000km), a troca foi feita em oficina qualificada e especializada em linha francesa (Citroen, Peugeot e Renault) ao custo aproximado de R$250,00 colocado.

CAIXA AUTOMÁTICA AL4

Uns 2 meses após a revisão de 30.000km, e faltando um mês para vencer a garantia (outubro de 2011), o carro acusou a mensagem de alerta “Defeito Caixa Automática”. Parei, desliguei o carro e liguei de novo e estava tudo normal. Olhei o manual e falava para procurar a concessionária.

Na Le Monde, o consultor fez algumas perguntas sobre o que aconteceu, as condições de uso e diagnosticou 2 possibilidades: nível de óleo baixo decorrente de algum vazamento ou as eletroválvulas, que são solenóides de pressão.

Agendado o serviço, foi constatado que o defeito estava nas eletroválvulas e o reparo foi efetuado em garantia. Por curiosidade, verifiquei o valor do serviço no mercado paralelo (oficina especializada), o orçamento foi de aproximadamente R$800,00.

No mais a caixa não incomodou nada, assim como no Xsara Picasso que eu tinha anteriormente e não efetuei nenhum reparo ou manutenção. É importante destacar que rodei 50.000km com o Picasso e pouco mais de 40.000 km com o Pallas com essa caixa.

Sobre o comportamento dinâmico da caixa, acho a relação de marchas e a transição adequadas a uma condução tranqüila. Pelo perfil destes veículos familiares, acho adequado. Em estrada, o kick down sempre se mostrou eficiente e seguro para ultrapassagens. Provavelmente, num 307 ou 308 que são mais leves e com perfil mais esportivo se espere um comportamento mais ágil da transmissão o que não é correspondido.

Em suma, a caixa não é terrível e problemática como muitos afirmam sem experiência própria. Já dirigi Focus e Corolla automáticos, também 4 marchas, e senti as mesmas características do meu carro, não deixando nada a desejar. Hoje ela está defasada frente a evolução da concorrência e a própria PSA sabe disso.

Se eu fosse trocar de carro hoje, e por um carro com 1 ano de uso como sempre faço, provavelmente iria optar por outra caixa mais moderna. Já se você deseja comprar um carro automático de 3 ou 4 anos de uso, pode comprar um com AL4 sem medo.

ACABAMENTO E BARULHOS

O acabamento da Citroen, em especial o do Pallas, é bem refinado e com materiais de qualidade compatíveis ou superiores na respectiva categoria. Boa montagem, fixação dos componentes, inexistência de rebarbas, são características que sempre são respeitadas. Gosto muito do acabamento do meu carro.

Em relação aos barulhos, agora perto dos 60.000km, o carro começou com alguns pequenos barulhos no painel e, às vezes, uns grilos na porta do motorista. Tenho que levar na oficina para verificar, talvez algum reaperto seja necessário em função do tempo. No mais não tenho nada a relatar. Acho que para quase 60.000 km e quase 4 anos de uso, em vias deploráveis que trafego na Grande Fpolis, está ótimo! Em relação à suspensão, não há nenhum barulho presente. E olhe que é comum eu voar em lombadas.

Acho que é isso!. Não me ative a questões como torque e potência, capacidades de tanque, porta-malas, etc., os opcionais. Todos aqui já sabem a eficiência do motor em relação à potência e torque, o alto nível de equipamentos embarcado no carro, e o porte avantajado que traz bastante conforto aos ocupantes assim como grande capacidade de carga.

Estou satisfeito com o carro nesses pouco mais de dois anos e pretendo ficar com ele mais um bom tempo. Sobre uma futura troca, tenho somente algumas ideias, talvez um Grand C4 Picasso, Azera, Fusion, ainda não sei, mas não é nada para agora mesmo!

Abraço a todos e espero que a leitura sirva para desmistificar um pouco o preconceito que existe com o C4 Pallas e, principalmente com a caixa automática AL4.

Texto enviado por um leitor que pediu para não ser identificado.


  • marcelmay

    Eu gostava muito do C4 Pallas aqui em casa. Pouco a reclamar do carro. Ja com Xenon de fabrica, bancos eletricos… foi da primeira leva que chegou aqui , em 2008. Pena que foi um carro que nao vingou nas vendas e sua desvalorizaçao é altissima. Acho que pra tirar a ma fama com os brasileiros vai levar um tempo para as Francesas.

    Engraçado que o C3 2004 foi mto bem vendido este ano para uma CSS… 19mil achei um bom valor…

    • afonso200

      8km/l ta bom num 2.0 AT

      • http://www.youtube.com/watch?v=ifp3L0xYmF4 lucrobrasil_desisto

        Mais ou menos hein. Bom mesmo seria algo de 10km/l no trajeto misto. O mau do Pallas é a suspenção com desgaste acima da media, o consumo ruim. E o autor quis passar a mensagem que o cambio não é problematico, mas depois de ler o texto, cheguei a conclusão que é problematica mesmo. hehehe.

        • Mora17

          afinal ele mesmo relatou um problema no câmbio… o problema não é nem o defeito em si, já que foi arrumado na garantia.. mas com esse tipo de problema, vc fica alguns dias sem o carro.. e para quem tem uma rotina na qual o carro é o principal meio de transporte isso gera muitos transtornos.. por isso as pessoas preferem carros como o corolla, que tivemos um em casa que andou 90.000 km e nunca dormiu um dia na oficina em 4 anos!

        • Tripa-Seca

          heheh… Tive a mesma impressão…. A caixa não é problemática, mas deu problema! heheh

  • spok

    Nao posso afirmar em questao de manutencao, se ela é tao problematica. Mas um carro de 30mil dar problema em caixa de cambio, nao é tao normal assim, ainda mais pela fama, quer dizer que nao é raro.

    O que eu vejo é só uma questao de atraso do grupo PSA em trocar esse cambio que esta MUITO ultrapassado. No mais é uma caixa automatica como qualquer outra, e que TODAS as marcas ja tiveram tbm, mas ja substituiram(com raras excecoes) por mais moderna.

    • fbatti

      concordo plenamente, onde já se viu, 30mkm e já dar problema! Nunca ouvi falar de problemas em solenóides em caixa automática do corolla, talvez um corolla com 200mkm já deve dar problemas, mas nunca ouvi falar!
      Comprar sem medo uma al4 usada, dizer que é puro preconceito, meu amigo, não tem nada de preconceito, isto é fato, esta é a caixa menos durável das automáticas!!!!

      • quirelli

        tenho um conhecido que possuia até um mes atrás um corolla xei 2004 com 235.000km e o carro estava perfeito, intacto. única coisinha é que ele tava começando a fumaçiar quando frio, mas bem pouco. Só reparando muito mesmo pra perceber. Unica coisa que ele fez foi a manutenção normal, e em relação a caixa automática, ele trocava o óleo a cada 60.000km, que é como o manual informa se não me engano. O carro não fazia barulhos, nada. Eu ja estou no 3º corolla e podem falar o que for, o carro é confiável e não da manutenção de forma alguma. É resistente, é confiável, é econômico… Dai a fama dos japoneses…

        • Stark

          Também conheço inúmeros Corollas virando os 100.000 km com a Caixa Automática intacta, e se não me engano essa Caixa AT é compartilhada com Focus e Vectra, será que procede?

          • jpmocellin

            Pode até ser compartilhada, mas então a programação da caixa do Corolla é bem diferente. Acho o Toyota muito mais suave que os dois citados por você, mas pode ser uma questão de eletrônica.

            • Stark

              No Corolla o câmbio casou muito bem com o motor e simplesmente é muito bom, a Toyota deveria ensinar a fazer caixa AT4 pras outras asuhasuhasha e pelo que pesquisei, o Corolla/Vectra compartilham a identica caixa AT4 que conta com um tipo de inclinometro que detecta se o carro tá subindo, descendo ou em retas e detecta a marcha correta para aquela situação, ai em casos de subir serras ele evita aquela trocação excessiva de marcha. Se não me engano o Cruze e essa nova safra dos AT6 já vem com esse dispositivo, e não consegui saber sobre o Focus e 408 se contam com isso.

              • jpmocellin

                Iiiih, nem dê ideia da Toyota ensinar os outros a fazer caixa AT4, vai que os fabricantes persistam nessas 4 marchas em detrimento das 6 marchas. kkkkk Nem é bom brincar com uma coisa dessa auhauahauhauha

              • Edson Roberto

                Essas caixas citadas por ti, já tem esse dispositivo. Inclusive a leva anterior já tem esse tipo de controle. Te digo isso por mim, que tenho um Xsara hatch 2001 e ele controla exatamente como vc disse: Se estiver em serra ou subida ingrime, ele 'detecta' e segura mais a marcha. Além disso, pode variar o funcionamento dependendo das condições é bem bacana isso.

          • Edson Roberto

            Não. A caixa do Corolla é da Aisin também, mas é uma pouco mais moderna que as caixas citadas. Isso porque a lubrificação é intensa nas do GM e Ford que não é ideal usar o neutro para não deixar de lubrificar, ao contrário do cambio do Corolla que permite que se coloqueem N (gerando economia de combustivel) pois o cambio tem lubrificação mesmo no Neutro. Os demais, há desgaste excessivo do cambio se utilizado com frequencia por culpa da não lubrificação quando em N.

            Mas que fique claro que é o projeto da caixa automatica e não problema.

            • dougkmt

              Enciclopédia, caro Édson!

              Comentário esclarecedor! (Y)

            • Stark

              E o esquema do vectra que quando o pé no freio tá afundado joga pro Neutro Sozinho (até sente que o carro para de puxar), Todo semaforo, afundou o pé até sente no conta-giros o motor sendo menos exigido, aí ao terminar de soltar tudo o freio volta pro DRIVE sozinho….

              Isso será não pode ser prejudicial não??

              Em outros modelos é aconselhável evitar ficar jogando pro Neutro?? É isso que entendi?

              • Edson Roberto

                É tudo funcionamento da caixa.

                Eu não me lembro do nome do recurso que é em inglês. Mas realmente ele faz isso para poupar o conversor de torque atuando quando se está parado. Falando de funcionamento, ele simplesmente deixa os discos desengrenados para evitar desgaste do conjunto. O que faz automaticamente o impulsionamento junto a central eletrônica quando se solta do freio e pisa no acelerador (na verdade apenas o acelerador).

                Pode ficar tranquilo, é uma caixa bem robusta que só como referencia de cuidado, no minimo troque de 60000km em 60000km (ideal de 40000km em 40000km) trocar o oleo da mesma. Se não for cuidado, esse cambio sai bem caro. Coisa de R$6000 para reconserta-lo. Quando me referi ao N, falo da pessoa ficar "cambeando" no comando de marcha. Diferente desse tipo de funcionamento que é do cambio, no N por muitas vezes ao faze-lo, pode desgastar por conta de além de parar de lubrificar, o cambio não desacopla do conversor. Ou seja, melhor que pare e puxe o freio de mão caso necessário.

        • Mora17

          exatamente, em casa tivemos um corolla 2008 autom. vendido com 90.000km e que nunca foi para a concessionaria fora as revisões e todas elas entregues no mesmo dia, em 4 anos o carro NUNCA dormiu na oficina

        • fabioalisson

          É por essas e outras que os japoneses tem seu valor, podem até ser menos equipados, relativamente caros, porém tem seu valor quando o assunto é confiabilidade, qualidade, manutenção menos cara que a concorrencia e boa revenda. Estou com um Civic e quando for trocar, muito provavelemente, será por outro médio japonês.

        • http://jalopnik.com.br/ Fábio Vicente

          Onde está escrito que a caixa de marchas estragou? Ele relatou que o problema estava nas eletroválvulas, o que não compromete o câmbio como um todo! Pode perfeitamente acontecer com qualquer carro – e já vi Honda Accord ter um problema de câmbio muito mais grave, com 15.000 km, onde um erro na montagem da árvore primária comprometeu o câmbio. Por favor, vamos ser mais imparciais nos comentários…

          • http://jalopnik.com.br/ Fábio Vicente

            Vamos lá:
            1- Eu NÃO falei que as eletroválvulas não fazem parte do câmbio…
            2- Não tenho carro da PSA – tenho um Ford 16v câmbio manual;
            3- Não questiono a competência dos japoneses. Apenas questiono a parcialidade com que algumas marcas são tratadas aqui. E tenho um amigo que trabalha pra um fornecedor Toyota, e outro que mora próximo à fábrica da Honda em Sumaré. Se vc ouvir as histórias que eles contam, teria um conceito bem diferente desses fabricantes.

            • Tripa-Seca

              Histórias, histórias… Vamos agora acreditar em histórias de funcionários de um lugar, e outro que mora perto à fábrica da Honda (Meu primo trabalhou lá 3 anos, saiu em Julho)? Desculpa amigo, mas isso é ingenuidade! É que nem funcionário do McDonalds: Todo mundo fala mal de lá, mas está sempre entre as melhores empresas para trabalhar, e dá sim oportunidade das pessoas crescerem. Se for acreditar nessas histórinhas, vou contar as minhas do câmbio de Celta, Corsa, S10, Chevette, Caravan, Opala…
              E queria saber o que saberia da qualidade de um carro alguém que mora perto da fábrica da Honda. Aliás, eu moro lá perto. E não tem casas a uma distância suficiente para a pessoa ver alguma coisa que influencie no julgamento da qualidade do automóvel. E podia ser colado no muro da fábrica: Um proprietário de Civic de Manaus sabe mais da Honda que qualquer morador de Sumaré que não tenha o veículo…
              Que argumento…

              • http://jalopnik.com.br/ Fábio Vicente

                Olha, não peço que vc aceite meus argumentos – cada um é livre pra raciocinar da forma quiser. E não vou levar adiante um tema com quem tem procuração das japonesas para defende-los.
                Saudações.

                • Tripa-Seca

                  Interpretação de texto é um dom. Desafio a achar uma frase, onde "defendo" uma montadora "japonesa".
                  É mais fácil fugir da discussão alegando uma suposta "defesa", em vez de explicar o que um morador vizinho de uma empresa saberia da qualidade de um carro. E questionar isso virou defender fabricante.

  • Wilberson

    Que a caixa A4L é problemática, isso é fato. Mas como todo tipo de máquina e equipamento, vai ter gente que vai ter sorte e não ter nenhum problema, e ter gente que vai ter vontade de destruir o produto.

    Tenho um amigo que trabalhou na PSA, e a mesma possuía um contrato com uma empresa para dar suporte à essa transmissão. Todo mundo que eu conheço que tem carro com essa caixa teve problemas com as eletroválvulas.

    Temos um C4 hatch lá em casa, mas ele é manual. Não pegamos um automático por ser 4 marchas (não gosto, e como moro em BH, é horrível) e por causa da A4L

    • batendobiela

      Trabalho em uma loja de usados, e este mês demos garantia de 2 caixas dessa.
      Conclusão. a partir de agora não pegamos mais c4 e 307 automáticos com mais de três anos de uso ou com mais de 70.000km.

  • leandroppd

    Desde 2008 tenho um 307 2.0 Aut. Flex, ou seja, mesmo motor 2.0 flex e caixa AL4 do seu Pallas, e tb não tive problemas. Meu consumo urbano em SP capital fica entre 8 e 8,5 na gasolina com ar sempre ligado. Acho razoável, embora o melhor habitat deste 2.0 automático seja a estrada. Com aceleração comedida e progressiva dá pra tirar o melhor dos automáticos reduzindo a "taxa de conforto" do consumo mais elevado para aposentar a perna esquerda. Mas se conduzir o veículo igual a um com transmissão mecânica só vem frustração com o desempenho e números absurdos de consumo.

  • Lucca_635

    Um bom sedã médio, mas se fosse comprar preferiria 1000 vezes com a caixa manual.

  • MM_

    Tive um C4 hatch, também automático e vou colocar minha opinião sobre 2 fatores:

    - Caixa AL4 – Nunca apresentou defeitos. Quando comprei o carro, em 2009, todos os hatches médios possuím caixas de 4 marchas e considero esse cambio – dependendo do seu ponto de vista – tão ruim quanto ou tão boa quanto as outras. O maior problema desse cambio, no meu ponto de vista, é o "gap" entre 2a e 3a. Isso fica muito claro quando você dirige na cidade, alternando a velocidade entre 50-60km/h. Ele fica incessantemente mudando as marchas, entretanto nenhuma é adequada. 2a aumenta muito o giro, aí muda para 3a e o carro perde força, então volta para 2a e assim sucessivamente.

    - Acabamento / Barulhos: para mim é o calcanhar de aquiles desse carro. Com menos de 10.000km meu carro parecia uma escola de samba no painel. Em todas as revisões que fiz, reclamei disso, pedi para que fosse verificado, reapertado ou sei lá, mas isso nunca foi resolvido. Por isso que insisto que painel "emborrachado" não está relacionado com barulhos, pois aquilo é somente uma cobertura e o painel rígido continua alí embaixo. Se os encaixes forem ruins, vai fazer barulho.

    Ah, e sobre a revenda, não foi tão ruim como eu esperava. Paguei R$ 59.000,00 em Dezembro de 2009. Dei na troca em uma CCS GM por R$ 43.000,00, o que dá uma desvalorização de 26%. Levando em consideração que a venda não foi para particular, não achei dos piores, mas lógico que tem que pesquisar. Outra CCS, também GM, queria me pagar R$ 39.000. A Caoa por sua vez me dava R$ 35.000 na troca por um Elantra.

    • imagemdigitalcv

      Também concordo quanto a desvalorização não ser tão brutal assim, tem muitos carros por aí com percentual semelhante, quanto aos barulhos o meu não apresenta os defeitos que citou, ele tranmite muito aspereza do solo quando os vidros estão fechados se o piso não for bom, mas barulhos internos não tem.

    • jaderf

      Nunca apresentou defeitos…mas vendesse com quantos mil km?

    • Edson Roberto

      Nikolas, com quantos quilometros vc o vendeu?

      E pensar que hoje, se encontra 307 por R$28000 top de linha….

  • BCA_83

    Esse problema de solenoides nas caixas AL4 da PSA são tão comuns que em mercados mais sérios daria recall na certa! O mesmo para embreagem do NC, disco de freios da Hi-lux, etc… Mas por aqui, é rezar pra dar pau ainda na garantia!
    P.s.: Parabéns pelo texto!

    • mmcinza

      Meu irmão é gerente de pós venda de um CCS Citroen e ele fala que esse cambio dá pau direto.

      Seja o do C4 e pior ainda o que vai no C3.

      Bom mesmo, só o cambio que vai na 3008 !!

    • Tripa-Seca

      Mas será que resolveria? Trocar as válvulas por outras idênticas seria prorrogar o problema! Talvez seja uma questão de projeto da caixa..

      • BCA_83

        Claro que resolve… na verdade resolve duas vezes… você sai feliz com seu carro andando e eles garantem uma grana quando quebrar de novo fora da garantia! Por exemplo, a Honda trocava o cilindro mas não realinhava o garfo da embreagem (pois tem que desmontar aquele minúsculo painel, que toma um tempo de mão de obra absurdo) daí já viu né… você roda mais uns 30k e volta lá, fora da garantia e paga 600 paus de mão de obra pra realinhar o garfo (pois ai sim eles falam que tem que realinhar) além de trocar novamente o cilindro que não é de graça (acho que 280 pilas)!

  • vfreire85

    parabéns pela consciência de ficar com o carro um bom tempo. faz bem em não se render à tentação de "mostrar o carro novo pro vizinho".

    • jpmocellin

      Olha, não acho que essa quantia de tempo seja considerável. Tempo bom para um carro é 5 ou até 6 anos, isso se não ficar ainda mais.

      • Stark

        Também concordo, 3 anos é muito pouco com um carro!

        • Edson Roberto

          Talvez não para um C4 …rsrssrrs

          Só respondendo uma pergunta que vc fez lá em cima sobre cambio:
          Essas caixas citadas por ti, já tem esse dispositivo. Inclusive a leva anterior já tem esse tipo de controle. Te digo isso por mim, que tenho um Xsara hatch 2001 e ele controla exatamente como vc disse: Se estiver em serra ou subida ingrime, ele 'detecta' e segura mais a marcha. Além disso, pode variar o funcionamento dependendo das condições é bem bacana isso.

        • vfreire85

          não discordo de vocês, mas hoje em dia, para o consumidor médio, ficar 3 anos ou mais com um carro já significa ir contra a corrente.

  • Wilberson

    Que a caixa A4L é problemática, isso é fato. Mas como todo tipo de máquina e equipamento, vai ter gente que vai ter sorte e não ter nenhum problema, e ter gente que vai ter vontade de destruir o produto

    • Stark

      Mas a chance de problemas num Citroen C4 é bem maior do que num outro, tipo um Corolla, não concorda?

  • leocaldasbr

    Tenho alguns pontos a descordar do texto.
    Tenho um C4 Picasso 2011/2012 e Sim a caixa de marchas AL4 é um pesadelo de ineficiência.
    Praticamente tenho que andar entre 60~80Km e com o Cruise Control ligado para ter um consumo aceitavel com esse carro.
    Na cidade então, onde fico 95% do tempo andando em segunda, o conssumo fica na casa dos 4.5k/l. Ridiculo para um carro com "tanta tecnologia"
    E essa historia de acabamento com materiais de qualidade tambem não é bem assim não.
    Meu carro com 6000km começou a descascar o "couro" do volante, agora esta com uma "marca" onde colo as mãos.
    Boa qualidade essa.

    • epicentro01

      Cara, o meu pai teve problemas parecidos com o dele. O botão do destravamento das portas e dos vidros elétricos descascaram, a espuma do banco parece que desmanchou, gerando um "vazio" na lateral do banco, o tecido do banco começou a gastar prematuramente também, e outras coisas que nem me lembro mais.

    • Jorge_Eduardo

      Creative tecnologie….

  • carfanbra

    1. controle de tracao e estabilidade
    2. ABS nas 4 com EBD e AFR
    3. 6 airbags (na verdade 8 se considerar que os laterais se dividem em 2 em uma mesma bolsa)
    4. ac digital automatico de 2 zonas com saida traseira
    5. xenon direcional
    6. portaluva refrigerado
    7. todos os vidros um toque
    8. retrovisor interno fotocromo e externo com autorebatimento
    9. sensor de chuva
    10. sensor de obstaculo dianteiro e traseiro com visualizador grafico e ate fade do som que manda o "pi pi pi" ficar mais alto no falante de som que esta mais proximo do obstaculo
    11. sistema de som completo com bt, usb e streaming de audio
    12. couro em tudo e tudo emborrachado (diferente desses plasticos duros de textura tosca da concorrencia), acabamento impecavel.

    tirando o cambio na minha opiniao este carro é o melhor custo beneficio da categoria

    • JulienAvril

      concordo, o C4 pallas é um excelente carro.. completissimo e quase com porte de sedan Grande….
      com o conjunto mecanico do THP, daria pra manter ele vivo por mais alguns anos.. mas parece que a citroen não quer fazer isso… e seria talvez a melhor compra de sedan médio do mercado…
      mas com este cambio AL4, fica meio dificil nos dias de hoje.. se eu estivesse a procura de um sedan (que não é o meu caso), iria atras de um Fluence …

      • Jorge_Eduardo

        Melhor sedan médio é o Honda Civic. Indubitavelmente…

        • MM_

          "indubitavelmente" nao e.

          Nao existe essa de "o melhor" sedan medio. Existe o que melhor atende vc, o q e completamente diferente, pelo fato de ser irrelevante para os outros.

          O Civic e um otimo carro. Ja tive um e pensei em comprar o novo, mas ele nao e melhor q nenhum de seus concorrentes. Ele nao e o mais rapido. Nao e o mais seguro. Nao tem o melhor cambio. Nao tem mais equipamentos. Nao e o mais barato. Nem o mais bonito ele e.

          • Tripa-Seca

            Já disse, a sua opinião sobre beleza não conta aqui!! heheh… No mais, seus comentários são exemplos…

            • MM_

              Sacanagem, hehe, mas nesse caso, acho que meu gosto é parecido com o da maioria. Pelo menos nesse caso.

    • MM_

      O carro é ótimo, eu tive um (hatch), mas vamos a algumas considerações:

      3 – Na verdade são 6 airbags. Só a Caoa conta como 8.

      4 – Saída traseira do a/c: é uma coisa ruim nesse carro por 2 motivos:
      -1o pq não é saída de ar condicionado, somente ventilação.
      -2o pq como ali dentro fica o ventilador, vc perde o que poderia ser um ótimo porta objetos.

      12 – Couro em tudo e tudo emborrachado. Aqui tenho 2 observações novamente.
      1o- se vc comprar um Exclusive, vai vir com couro, o que é ótimo. No GLX vem um excelente banco em veludo (que eu prefiro), entretanto o volante é de uma borracha duríssima. Pela configuração do miolo fixo, ninguém desmonta aquele bendito volante para instalar couro nele. Nem a própria CCS.
      20 – Não se deixe enganar pelo "tudo emborrachado". Aquilo é apenas uma cobertura emborrachada. O painel de plástico rígido continua lá embaixo e pelo menos no meu caso, os encaixes eram muito ruins, o que acarretou uma escola de samba antes dos 10.000km. Além disso aquela cobertura emborrachada começou a soltar, fazendo uma "barriga" para cima, um pouco acima da tampa do air bag do passageiro. Por isso eu digo, se o intuito for ficar acariciando o painel, aquilo realmente deve ser muito útil, o que importa para mim é como o painel é encaixado e fixado..

      P.S. – Esses itens q vc citou são do Exclusive, pois a versão mais vendida é a GLX, que vem com menos itens.

      • Stark

        Certeza que aquela saída é só ventilador? O meu tem saída para os ocupantes traseiro mas é uma tubulação que sai direto do compressor do ar condicionado e sai ou quente ou frio, dependendo do que selecionar lá na frente.

        Não sabia que no C4 era só um ventilador…

        • i_like_clutch

          Também é ar condicionado, só depende do modo que voce seleciona a distribuição do ar no visor digital! Heheh tá no manual isso…mas muita gente não lê…

          • MM_

            Nao existe duto de passagem para a saida traseira. Aquilo e um simples ventilador. Pelo menos era ate o 2010 e inclusive o meu era GLX 2.0 automatico e nao tinha ar digital.

            • i_like_clutch

              Hmm estranho cara…porque no hatch Exclusive 2.0 2010/11 confirmo que sai ar refrigerado atrás, e como falei tá até no manual…

              Dependendo da seleção de distribuição do ar refrigerado/aquecido, a tubulação que desemboca perto dos pés do motorista e carona também vai para o circulador traseiro, onde a velocidade do ventilador pode ser controlada independentemente por quem vai atrás. Caso o ar condicionado esteja desligado, ou o método de distribuição selecionado seja outro, aí sim, vira somente um ventilador.

              • MM_

                Pô, então desculpa, pois opinei com base no que eu tive. Sei que o 2011 recebeu algumas mudanças, mas dessa eu não sabia.

                Aliás, o meu não tinha ar digital (que virou de série no 2011) e também não tinha entrada auxiliar/usb.

        • MM_

          Sim, é só ventilador. O meu hatch era assim. Inclusive quem vai atrás tem um seletor de velocidade/liga-desliga, mas é só pra circular o ar interno, não tem passagem de a/c para lá. Pra mim um porta objetos alí é bem mais útil.

      • riccorreasp

        Você ficou com o carro por 2 anos, não foi?

        Péssimo acabamento, então. Pois a questão da "escola de samba" ainda se pode tentar compreender pois depende do tipo de local que você circula. Mas em relação a borracha se soltar é inaceitável.

      • carfanbra

        3- sim por isso falei 6 e coloquei a ressalva para a qtde de 8

        4- sim falei apenas que tem saida traseira e agrupei o recurso no item do ac devido a proximidade do assunto. so isso. Sobre perder o porta objetos, vai de cada pessoa, pega estrada viaja 4 horas no banco de tras sem um ventinho mais direcionado, faz diferenca

        12- pela diferenca de preco vai de exclusive.

        20- descordo. Os encaixes, acabamentos e etc da Citroen e Peugeot sao sempre muito bem elogiados em todos os demontes da revista 4 rodas. Se é bom por fora por dentro é melhor ainda.

        • Tripa-Seca

          Encaixe de Peugeot é bom? Onde? Sou um ex proprietário de uma Escapade, e embora seja um excelente carro, tinha qualidade de montagem das piores chinesas. Painel com vão maior de um lado que de outro. No vidro traseiro basculante, de um lado passava u, dedo, de outro não. Aliás, isso a própria revista e o Bestcars comentavam. No show room eu vi que o problema também atingia o 307. Foi um dos meus melhores carros, principalmente ao excelente motor 1.6 16V. Mas qualidade de montagem passou longe da Peugeot…

          • carfanbra

            talvez seja do modelo pois vc tem de concordar que 207, 408 e 3008 sao perfeitos nesse quesito

    • flaviomm

      sim… verdade… mas carro sem cambio… é difícil.

      • imagemdigitalcv

        Sei que pode parecer tendencioso, já que tenho o carro "manual", e é um excelente carro, pretendo continuar na citroen. Não há carro com o mesmo preço oferecendo os mesmos equpamentos que o meu tem, fica difícil mudar de marca….

        • Edson Roberto

          Te digo que… hoje a Citroen vende o Pallas topo de linha acrescentando xenon por R$65000. Numa boa? Eu pagaria R$7000 a mais e teria o 408 THP no lugar dele. Você não deixa de continuar na Citroen (Grupo PSA) mas terá um powertrain moderno além de todos os itens que o Pallas possui. Exceto o visor digital e volante de cubo fixo.

    • Tripa-Seca

      Quero ver curtir isso tudo com um carro que não anda… "tirando o câmbio"… Detalhe esse, não é? Sem o câmbio não anda! Mas anda com som sem USB…

      • carfanbra

        O cambio é antigo mas nao eh ruim. Nao tem essa de "nao anda"

        Eh o tipo de coisa está bom assim, mas poderia ser melhor.

        Na epoca q ele foi lancado a maioria do at's no mercado eram de 4 marchas tambem.

        Agora os atuais tem cambio de 6 marchas embreagem dupla etc etc.. mas estao longe de oferecer a lista completa que um pallas oferece.

        • Tripa-Seca

          Câmbio que dá problema não anda. É isso que me referia…
          E qual carro médio não oferece o que o Pallas oferece?

  • zemarreta

    Não acho que seja necessário sentir na própria pele para se saber que algo é problemático. Eu acho que dá para sim se afirmar que um câmbio que com uma frequência preocupante quebra com menos de 50.000km é (bem) problemático.

    Há até um tópico bem extenso sobre o assunto no HTForum. Como não sei se podemos linkar aqui, deixo apenas a dica de como chegar lá: googlem "AL4 Slaine" (que é o cara que iniciou o tópico). O que há de comum é que todos os foristas reclamam de defeito das tais eletroválvulas que acabam arrebentando o câmbio todo, e com pouca quilometragem, muitos com apenas 20mil rodados.

    A PSA tinha de fazer era recall desse câmbio!

    • Leandro1978

      É, pelo relato do Slaine e por até ter uma página (não oficial) sobre o problema, me parece que a PSA deveria fazer um recall.

      • Edson Roberto

        Leandro, meu mecanico que trabalhou por 15 anos na Peugeot, diz que esse cambio começou no Xsara Picasso mas é um problema recorrente desde sempre.

        Segundo a propria PSA, "na Europa não deu problemas", pois obviamente, a exigencia de uso do cambio deve ser difernete, principalmente se considerarmos o asfalto e regulamentações do mercado.

        Aqui em SP, quando a PSA tem problemas com a eletrovalvula, se for em garantia, eles trocam as soleinoides. (e são se eu não me engano 8) mas é um problema que vai causando e chegando a outras peças do cambio. Quando esta fora de garantia, eles cobram R$4500 e levam em um lugar especializado que além de fazer a manutenção faz o reforço da caixa. Nesse caso, a caixa não volta a ter problemas. Curiosidade, esse mesmo lugar faz esse serviço por R$1500. Depois eu vou ver com meu mecanico, talvez seja de boa ajuda ao pessoal que possui a AL4.

        Confesso a vc que eu fico DOIDO para ter um 307 usado. Pois o preço dele está muito bom e se encontra modelos 2010 em diante por volta de R$28000.

  • LFCruz

    "Em estrada, sempre ando pisando forte (110 – 120 km/h constante)"

    Isso é pisar forte? kkkk :D

    • frodinho

      Acho que ele estava com o freio de mão puxado! hahahahahaha

    • CelKitem

      Para quem dirige consciente, dependendo da estrada ja seria pisar fundo, mas como muita gente aqui gosta de contar vantagem ai nao seria.

    • Tripa-Seca

      É pisar forte sendo responsável… ele esqueceu de completar…

    • hal_cwb

      120 é o limite, não estou certo?

  • TTropicthunder

    Consumo maravilhoso para o porte e cambio do carro… Será que o Focus faz pelo menos próximo disso?

  • Estevamm

    Boa tarde, Tenho um peugeot 307 hatch feline automático 307 2007/2008 partilha da mesma caixa de câmbio, hoje está com 94.000km. Troquei os solenoides em janeiro de 2010 aos 45.000Km após ter apresentado o mesmo problema relatado. E também fiz uma atualização de software que na peugeot chamam de "telecarregamento". Após isso o carro ficou nervoso, sem falhas e até hoje continua da mesma forma.

  • Armando_Perez

    Eu já não tive muitas experiencias muito boas com essa caixa, achei horrível o comportamento dela, no motor 2.0 os "defeitos" dessa caixa são acobertados pela potencia do motor então acaba não notando muito pelo menos no 307 aut. tive essa impressão. Já no c3 1.6 digo que é um carro que não há nenhum "casamento" entre a caixa e o motor pois as marchas são muito longas para a pouca potencia e torque do motor (ou o motor grita ou fica xoxo), precisaria uma caixa de 6 marchas para encurtar e fazer assim mais ágil e economico. Atualmente eu dirijo um carro com o cambio 6 marchas da vw, e digo com todas as palavras, JAMAIS, voltaria para essa AL4, mudança da água pro vinho…
    Mas tem uma coisa que me admira e muito nessa caixa é que ela "segura" bastante em descidas para se utilizar o freio motor, já o Corola por ex. larga para a 4ª marcha dando impressão de estar em ponto morto.

  • anderson_sp

    Acho que tem a questão sorte também, se fosse um fato isolado vai lá, mas esta caixa aí tem várias reclamações dela, isso acaba meio "queimando" a imagem da marca e do carro que parece ser ótimo.

  • mauricio

    o carro em sí é muito bom e confortável. Cheguei a cogitar a compra de um usado como esse mas acabei comprando outra marca
    Sempre digo… não existe mais carro ruim. O que é ruim são as autorizadas, disponibilidade e preço da peças que fazem um carro bom ou ruim.

    • imagemdigitalcv

      As peças já se encontra quase tudo na Net, do C4 pelo ou menos tudo que precisei por até 70 % mais em conta que na CC;;;;

  • oliveirajc

    Ótima caixa essa AL4, com 30 mil km já tem de ser internado na concessionária…

    Não é que a caixa tem má fama, é só uma questão de matemática, comparar carros vendidos versus problemas…

  • Sparcow

    Ótimo texto, é basicamente o que percebi nas vezes que andei com um C4 Pallas. Só acho que não "desmistificou" coisa nenhuma sobre o câmbio. Uma caixa que apresenta um problema e necessita de reparo antes dos 50mil km não é o que eu chamaria de confiável. Você teve sorte de estar dentro da garantia, mas se estivesse fora lá se iam 800 reais pro brejo por conta de um problema de fábrica e pelo visto de projeto da caixa, pois o problema das solenóides é conhecido há muito tempo. Acho o C4 um carrão, mas esse descaso da PSA com esse câmbio me tira todo o tesão de ter um carro das marcas futuramente.

    No mais, que venha o 408 THP com esse câmbio AT6 e acabe com o AL4 de vez!

    Ah, esse consumo aí até tá meio alto se for considerar, colega meu tem um Pallas monofuel e consegue 13,5 km/l andando na estrada de boa (até 120 km/h). Virar flex baixou 1,5 km/l no consumo, puta sacanagem!

    • https://www.facebook.com/tercilio.jr Tercilio Cotrim Junior

      Meu pai tem um 2007-08, fiz 13,5 indo para o Paraguai. Controle de cruzeiro no 115 Km-h, pista MUITO RUIM (quem já andou na PR 323 saberá), sem terceira faixa e com muito movimento, ou seja, vários momentos de kick-down e pé colado.
      Me surpreendi, pois o meu Polo, 1.6, faz isso também…

  • granrs78

    Carro muito bonito, nem parece que está a cinco anos no mercado, pois seu visual não envelhece, diferentemente como acontece com outros modelos no mercado.

  • RicardoSuroieck

    Vá me desculpar. Cambio dando problema com 30mil km e a pessoa acha normal. O grau de exigência do brasileiro realmente é lamentável.
    As reclamações a respeito desse câmbio são inúmeras, e há casos em que os indivíduos tiveram que fazer manutenção pesada em todo o câmbio por volta de 70mil km, principalmente em Meganes (lembrando que esse cambio é usado por Peugeot, Renault e Citroen). Não são todos os carros, mas são mais do que deveriam e essa informação deve, sim, assustar um possível comprador que esteja preocupado com durabilidade. Comprar um carro usado com essa transmissão é algo extremamente arriscado.
    Qualquer pesquisa no Google vai mostrar muita, mas muita gente descontente. http://automatiktrans.blogspot.com.br/2011/06/sob

    • O_Corsario

      Depois não entendem pq o carro desvaloriza.

    • MajorAutomotivo

      A Renault não compartilha esse câmbio. Onde você obteve tal informação?

      • RicardoSuroieck

        Qual o câmbio do Scenic?
        Há bastantes queixas de usuários a respeito do câmbio de 4 velocidades que a Renault utilizava (não sei se ainda utiliza). Também se chama AL4. Se é o mesmo igualzinho não sei, mas me parece que sim, pois a maioria dos que menciona o câmbio diz que ele é usado pelas três francesas. Estou enganado?

        • Petre

          O cambio Al4 foi desenvolvido em uma parceria entre Renault, PSA e Siemens. A unica diferenca é que a Renault chama este cambio de Dp0 e usa programacao um pouco diferente. Era usado no Megane e Scenic e atualmente é usado no Logan, Sandero e Duster.

      • Edson Roberto

        Major, pelo menos meu mecanico que trabalhou na Peugeot disse que houve compartilhamento entre as duas marcas. Uma fornecia o motor 1.0 16v e a outra para os modelos automaticos. Então, desde o Scenic até o atual Sandero, ele usa esse cambio.

      • zemarreta

        major, infelizmente a renault tambem usa esse cambio bomba!

  • Coringa

    Um "bom" carro para os donos e o engraçado é que na hora de especular o sucessor, ninguém quer outro Pallas ou o C4. Será que a alta cesta de peças, o péssimo pós-venda e a desvalorização galopante na revenda compensa andar num sedã terceiro mundista com câmbio dos anos 80?

    • MM_

      Eu já tive Civic e nunca cogitei trocar por outro Civic
      Tive uma ótima Palio Adventure e também não cogitei outra.
      Tive um C4 e também não cogitei outro.
      Tenho um Cruzee também não vou trocar por outro.

      Se vc notou não repito nem MARCAS de carros. Nunca repetiria um MODELO.

      • Stark

        Todos carros que tive cogitei ter outro por conta que eram bons pra mim e pro meu bolso, porém a minha vontade em sempre querer conhecer coisas novas me impediu de repetir modelos, mas nos ultimos 10 anos só tive VW e GM.. Hoje cogitaria em ter outras marcas.

        • Edson Roberto

          Mas sejamos justos… adianta trocar Celta por Celta? Mille por Mille? Se essa for a troca… que continue com o mesmo carro!

          Agora, se for Celta por Corsa, Mille por Punto… entre oturos exemplo não acho ruim continuar na marca SE essa ofertar custo x beneficio desejado por vc.

  • fkas

    Realmente o post só faz reforçar a questão dos problemas da AL4. E de cara porque NENHUM CÂMBIO AUTOMÁTICO DECENTE DÁ PROBLEMAS COM 30.000KM (foi de propósito!). E os problemas das válvulas dessa caixa são recorrentes. Eu tinha um Cerato automático com caixa de 4 marchas, e embora funcionasse de forma exemplar ela deixava claro as limitações de uma caixa com poucas marchas: várias vezes fica claro que ou a "marcha" está muito alta (o carro fica "chocho" porque tem desmultiplicação demais para o torque disponível) ou muito baixa (e o motor "esguela"…). A situação é até aceitável em uso leve, com o carro vazio e em relevos planos, mas piora muito se estas condições mudarem. Quanto mais, pior…Isto é inerente da pouca quantidade de marchas, e poucas empresas conseguem "casar" razoávelmente um câmbio assim. Só que a AL4 é errática, demora demais para fazer trocas e/ou as faz com trancos inaceitáveis. Te digo isso porque embora eu nunca tenha tido um carro equipado com ela, meu cunhado tem uma Grand C4 Picasso e antes teve uma Xsara Picasso, ambas com este câmbio, e eu uso estes carros com grande frequência (cheguei a ficar 15 dias seguidos com a Grand a pouco mais de um mês). Porque eu me irrito com este câmbio e você não? Talvez porque você esteja "sem referências"… Como você mesmo disse, você veio de um Xsara Picasso (que imagino tenha ficado com você por mais de 3 anos) e agora está a dois com o Pallas, e se neste meio tempo você não conviveu com um carro automático com um câmbio melhor, você tende a achar que o funcionamento da AL4 é satisfatório. E recalibre suas expectativas: Câmbio automático não deve dar nenhum tipo de problema em toda a vida do carro. Se der antes, mesmo que o conserto não seja absurdamente caro, é porque não presta…

    • Pedro Saddi

      Meu primeiro automático foi o C4 Pallas (mais abaixo eu publiquei os problemas). Concordo contigo: falta referência pra dizer que esse câmbio é bom. Meu próximo carro foi um Cerato, que tinha um câmbio confortável, mas super limitado pelo motor pequeno. O carro seguinte (e atual) foi um Corolla, que tem um câmbio muito parecido com do Cerato, porém casado com um motor muito mais eficiente. Resultado: estou muito satisfeito no momento.

    • zemarreta

      A questao da referencia eh realmente importante. Veja que tem gente que acha os automatizados bons. Eu, por outro lado comecei num fit cvt, que tem um funcionamento exemplar. Hoje estou com o AT6 da aisin (tenho um 3008), que todos dizem que eh excelente (especialmente se vieram do AL4 antes…). Pois embora eu ache a programacao dele muito boa ainda, ainda me incomodo com os solucos na passagem das marchas…

  • jpmocellin

    Cambio dando problema com essa km é vergonhoso. Se fosse um caso isolado, mas tenho um conhecido que ficou na estrada 2 vezes com essa caixa, isso em 20 mil km.

  • O_Corsario

    Ué, diz que a caixa não é problemáticas mas até a dele deu problema!
    Tudo bem, o problema foi resolvido, mas deu problema…
    Já meu cunhado teve um C4 igual a esse, mas no dele o que dava pau era o sensor do motor, que acusava superaquecimento e desligava o motor. E ninguém resolvia, nem resolveu.
    Isso vai minando a imagem do modelo. Quando meu cunhado pensou em comprar outro Citroen, lembrou das alegrias com o C4 e desistiu.
    Aliás, cá entre nós, se a Citroen quer mesmo pagar de "premium" no Brasil (pq lá fora é marca popular) deveria ao menos oferecer coisa mais elaborada.

    • Edson Roberto

      E sabe o que é legal do brasileiro?

      O carro fica parado, dá pau no motor, faz barulho interno, ai vem o cara e diz: "Mas o carro é robusto!". O Gol G4 era um carro problematico e barulhento e o pessoal sempre insistiu dizer que era "o carro". Quis dar apenas um exemplo de absurdo.

      Concordo contigo, eu também abriria mão. Felizmente eu tenho dois Citroen que não usa essa droga de caixa… e olha que um deles é automatico….rs

      • Tripa-Seca

        hehehe… Basta ver naquelas comunidades do 320… O carro cheira gasolina, perde freio, em ferrugem, morre do nada…. "mas foi uma boa compra, muitos populares também apresentam problema"…
        Não, não apresentam. A pessoa só estava tentando justificar a escolha errada. Claro, eu também já tive muitos problemas dos relatados lá… Com carros com mais de 10 anos de uso!
        Não sei se você lembra, da avaliação de um dono de uma Effa aqui no NA… Onde ele dizia que não tinha preconceito, porque tinha mudado o logo do carro para um Suzuki… O que foi respondido por alguém nos comentários "O autor não sabe o que é preconceito"

  • Vinicastro

    Rodei pouco mais de 55.000 km com meu antigo Pallas Exclusive automatico 2008. Sem dores de cabeça. Troquei ele por um Corolla a 2 anos e sinceramente, não que me arrependa, mas o Corolla não valeu o dinheiro que pedem a mais. O Corolla é um bom carro sim, mas o C4 me dava mais prazer principalmente na estrada. Gostava de "cambiar" ele no modo manual e os comandos no volante são muito bons. O motor respondia com vigor, mais que o Corolla. Consumo o Corolla bebe menos, mas não muito menos, nada que de para sentir no bolso. Se a Citroen lançasse um Pallas renovado eu consideraria ele quando trocar o Corolla. Alias só não troquei ele esse ano por um Cruze LTZ porque não consegui uma boa avaliação em nenhuma das 3 GM que fui, resolvi deixar para o ano que vem para ver como ficam as coisas.

    • Stark

      Ano que vem você pega um LTZ Semi-Novo!! #dica

  • spock_cwb

    Esse cambio AL4 de confiável não tem nada. Basta entrar nos fóruns de proprietários peugeot e citroen que tem até tópicos fixos para falar dessa maldita caixa.

  • Pedro Saddi

    Já tive um C4 Pallas Automático e vou te dizer… eu não tenho coragem e não indico Citroen pra ninguém.

    Com 15 mil km começou o problema com o câmbio. Com MUITA insistência e pelo menos 10 panes, resolveram trocar as benditas eletroválvulas.

    Pouco depois, aviso no painel: "Pane no cintos pirotécnicos/airbag". O carro não dá ignição com esse problema. Resultado: guincho duas vezes pra concessionária.

    E pra fechar, com 20 mil km foram trocados os 4 amortecedores.

    Vai um Citroen aí?

    • jaderf

      q buxa hein! sai de mim coisa ruim! fico nos americanos e japoneses mesmo…ja que nao consigo pagar pelos melhores alemães! hehe

      • MM_

        Nacionalidade é lenda.

        Tive um C4 automático que basicamente não deu problemas. Comprei 0k, fiquei 2 anos e rodei 30.000km.
        Tive também um Tiida, que comprei 0km, fiquei 10 meses, rodei 8.000km e me livrei dele. Somados todos os problemas, o tal japonês ficou mais de 3 meses na CCS.

        • jaderf

          bom, eu nao vou mudar minha receita, está funcionando muito bem! franceses que tiveram na familia que eu pude acompanhar, a maioria, nao todos, deram problemas…206 do cunhado teve que fazer o motor com 70 milkm! …ja meu pai ficou 5 anos com um astra 1.8 (98/99), vendeu com 130 milkm e estava ótimo, meu tio comprou dele, e ainda ta com o carro, ja passou dos 150 milkm, e tirando uma coisinha ou outra que realmente envelhece, nenhum problema sério, ranger diesel 07, quase 80milkm, perfeita, corolla 09 quase 70milkm, perfeito de mecanica, entre outros, nao da pra citar todos…entao, pra mim, esta otimo, vou continuar com essa receita.
          E outra, esse seu C4…"basicamente nao deu problemas" ? um carro com 30milkm NUNCA deveria dar problemas!
          Sobre o Tiida, realmente ruim ficar sem carro tanto tempo, mas a gente pouco houve falar de problemas em japoneses, entao, pode-se dizer que TALVEz seja um caso isolado, seila, produção em série as vezes pode um ou outro sair com problemas graves…nao é o caso desse cambio al4 da citroen, onde tem grupos de discussão sobre esse problema!!!

          • Edson Roberto

            Olha, eu acho que varia de caso a caso.

            Eu tenho um C3 com 80000km e sem problemas. Só agora que a Citroen (CSS) F**** meu teto. (teto solar). Tenho também um Xsara automatico 2.0 16v 2001 hatch e não tem problemas com 136000km. Ou seja, não podemos dizer que todos os carros são ruins. Mas digo que, eu fujo dessa caixa automatica e deixo de comprar os modelos atuais por conta dela.

    • Landrutt

      Temos Citroëns aqui em casa desde 2001, primeiro um Xsara Picasso 2001, que pertenceu a minha mãe, que ficou até 2005 com ela, minha irmã teve um Xsara hatch 2002, trocado por um C3 Exclusive 1.6 2005 e este por um XTR 1.6 em 2009 e nunca tivemos problemas mais sérios com os carros da marca, o pós venda não é tão eficiente e nem chega ao nível das japonesas, por exemplo, mas ainda está acima do da Peugeot e das 4 grandes.

      • MM_

        Pós vendas é uma coisa bem complexa. A não ser que o problema seja generalizado como Peugeot e Nissan, depende muito de cada CCS.

        Te falo pq a Citroen aqui perto de casa é muito boa, só que não chega aos pés da GM que tem aqui. Por outro lado tem uma outra GM que eu não passo nem na porta.

  • hugogyn94

    Afinal vale a pena comprar citroen c4 pallas seminovo ?

    • RicardoSuroieck

      Roleta russa.
      PS: E com bastantes balas no tambor.

      • jaderf

        hahahahah ótima resposta!!

      • imagemdigitalcv

        Gostaria de perguntar uma coisa, você já teve um C4? O meu como relatei em outro post, está com 46000 mil, e com certeza venderia para um amigo, o carro não me deu nenhuma depesa significativa até hoje e é um excelente carro, eu compraria outro tranquilamente, só que do modelo novo, pois em menos de um ano teremos o modelo 2013 e eu não venderei o meu antes disso. Além do fato de em algumas regiões vender muito, no MT como é o meu caso é dificil não topar com um a cada 5 minutos na rua e aqui você sabe que as ruas são mais brutas, estradas com mais buracos, você acha que venderia muito em uma região com condições tão desfavoráveis se fosse ruim. Concordo com o cambio automático, mas o manual é muito bom e o conjunto do carro também. Discordo do seu comentário;;;;

        • RicardoSuroieck

          Estatísticas. A sua experiência positiva não exclui a quantidade enorme de experiências negativas (estamos falando do câmbio automático aqui, somente) relatadas em diversos canais da internet. Não são todos carros que dão problemas, talvez a maioria não dê, mas grande parte deles, infelizmente, dá. Adquirir um (automático) vai ser sempre um risco que o comprador deverá assumir. Eu nunca tive um. Há anos atrás quando pensei em trocar até cogitei pegar um Megane ou C4, mas descartei os dois na ocasião exatamente pelo problema do câmbio automático. Não estava disposto a assumir o risco. Se vai ser uma boa ou má compra só o tempo dirá, mas dá para dizer se é mais ou menos arriscado.

          • Fungo

            Amig, voce fala em estatísticas. Ok não estou defendendo o carro. Mas na internete ja devemos ter visto algo em torno de mil pessoasl reclamando sobre este carro (isso jogando beeeeem pra cima).
            O carro desde sua estreia no país já deve ter vendido beeeeem mais que 50 mi unidades.
            O que seria mil reclamações em 50 mil pessoas?
            E se formos ver os carros que são equipados com este câmbio. desde peugeot até citroen teremos umas 10mil reclamações?
            E número de vendas? Uns 200 a 300 mil carros? mais até né?
            Isso nao daria nem 3% do total. Ou seja, de que estatísticas negativas voce fala? É ruim um carro com um cambio que tem 97% dos clientes satisfeitos?

            • RicardoSuroieck

              Não acho que seja só 3%, pois grande parte das pessoas não reclama na internet. Alguém que lide com manutenção do câmbio desses veículos vai poder te dar essa informação com maiores detalhes. Mas ainda que seja 3%, compare com os concorrentes. Quantas reclamações você acha a respeito do Cambio de Civics, Corollas, carros que vendem infinitamente mais, ou mesmo de Sentras ? Novamente, não é admissível. A mera possibilidade de um cambio automático dar problema de maneira tão precoce e grave é algo que deve pesar, e muito, na aquisição de um carro desses. E é uma pena, pois o carro parece bom no geral.

              • Fungo

                Concordo quando voce diz que os concorrentes podem ter um número menor de reclamações quanto aos câmbios. Mas pare um pouco pra pensar. Voce acredita, que uma fábrica que utiliza um cambio no mundo todo (chegou a utilizar antes dos novos modelos de veículos e motores) continuaria usando por um longo período se este produto de uma maneira geral nao tivesse no mínimo mais de 90% de efetividade positiva? Pode ser que o dos concorrentes sejam melhores, mas vejo pessoas que nem tem o carro, alias, nem te carro automático, falando do modelo como se fosse o pior carro do mundo, como se fosse algo inaceitável na indústria automobilística, quando na verdade, quando voce pergunta sobre o produto aos donos, a maioria é super feliz com seu carro e recomendaria a qualquer um.
                Aqui neste post é a maior prova disso. O DONO do carro está super feliz com o modelo e o recomendaria a qualquer pessoa pois ficou feliz com o produto. Ai vem um mont de oreia, quem muitas vezes nem carro tem, e quando tem nem é o produto em questão e fica falando que o carro nao é bom, que o carro nao presta, que nao sei o que, tudo embasado em meia dúzia de comentários na internet que nem mesmo sabem se é verdade ou não…

                • Tripa-Seca

                  Amigo, porcentagem muito, mas muito inferior de Gols deram problemas no motor, e menor ainda de Fiat´s que soltaram a roda ou pegaram fogo (54, na verdade). Mas a imagem fica…
                  E 3%, É MUITA, MAS MUITA COISA…

                  E donos de carros tende a valorizar a escolha do seu produto. Dúvidas: Veja uma avaliação de um EFFA aqui mesmo no NA.
                  Aliás, explica essa contradição: O câmbio não é problemático mas deu problemas? Se o dono falar que está contente com o carro, mas o motor caiu, o câmbio emperrou, começou a enferrujar, a injeção teve que ser trocada… O fato dele dizer que está feliz não dará margem para questionamentos?

                • RicardoSuroieck

                  O melhor e o pior parâmetro para verificar a qualidade de um produto é o consumidor. Ele é um bom parâmetro quando analisa de maneira crítica os pontos fortes e fracos do produto. Ele é um parâmetro ruim quando minimiza os problemas, ainda que os mesmos sejam graves e raros em outros produtos dentro do mesmo segmento.

  • imagemdigitalcv

    Gente, é difícil falar daquilo que não se conhece, alguns aqui relataram problemas. Este tópico é sobre o C4 Automático, eu acabei com este problema na compra, pois descartei um automático e comprei o manual. Muito mais elástico, mais econômico e quase sem nenhum problema relatado. Se tiver que comprar um automático, com certeza talvez parta para um Corolla, carro que gosto muito, mas por enquanto não estou seduzido a mudar, estou satisfeito com meu carro assim como o leitor do texto, meu carro ainda está em garantia até o final do ano, mas a próxima revisão de 50,000 vou fazer fora da concessionária.

    Manutenções do meu carro fora revisões: (aos 42.000 mil), hoje está com 46.000

    Troca de amortecedores dianteiros Cofap, buchas de bandeja, pivos, jogo de pastilhas TRW 4 rodas, Kits amortecedor, jogo de limpadores: Total. 1270,00 reais com a mão de obra inclusa em boa oficina de uma amigo. O Carro bateu alinhamento 100% depois, nem precisou corrigir. Sendo assim, como a recomendação é troca de amortecedores a cada 40000 mil, está bem dentro da medida…Os amortecedores trazeiros a oficina sugeriu a troca com 50,000 já que não apresentavam nenhum desgaste, vou tentar extender para 60000 pois estão realmente em ótimo estado. Os dianteiros só troquei pois um começou a vazar depois de um buraco que cortou um pneu. Pouca manutenção para um carro que esta com mais de 2 anos e meio. Peças todas compradas na Shuvarts auto peças (internet), com nota fiscal. Sendo assim sabendo procurar é possível manter um bom carro com pouco custo. Quanto ao conforto e tecnologia, tirando o cambio automático o C4 está uma distância bem grande do corolla, o conforto, porta malas e itens de série nem se compara, ainda mais quando se vê o preço quando novo, muito mais ou quase a mesma coisa dependendo do modelo por muito menos…

    • lexbh

      caçapa, amortecedor com 42mil pra um carro desse padrão é meio cedo , não? meus palios foram todos com 50 mil mas o punto e corollas nem perto ….

      • fabioalisson

        Também acho precoce. Tive um Palio 1.8R com o qual rodei 110 mil km cuidando criteriosamente da manutenção. A única coisa que troquei da suspensão foi um rolamento axial da suspensão dianteira, por volta dos 95 mil km rodados, provavelmente por pancada em algum buraco, segundo o mecanico. Tenho experiencia com outros Palios e Puntos e afirmo que de suspensão são muito bons.

    • Edson Roberto

      Sabe o problema que eu vejo ao vc comentar isso?

      É que a marca PERDE clientes que tem interesse pelo cambio autoamtico. No meu caso, não aceitaria um cambio manual por rodar mto em transito. Para mim, os meus novos carros tem que ter cambio automatico. Ou seja, se o cambio é ruim a marca já perde um cliente. E pense que, tenho dois Citroen. Certamente até o momento, não cogito a troca por nenhum modelo atual da marca.

      Além disso, o seu é o GLX certo? Pois Exclusive só com cambio automatico. Isso quer dizer que:
      - 2 air bags
      - Sensores crepuscular e de chuva não existem
      - Não há ESP

      Isso citando os principais itens. Eu não compraria hoje um Citroen principalmente pela falta desses itens se mopção de cambio manual no Exclusive.

  • marciors01

    Se fosse um defeito casual ok, azares acontecem, mas estes defeitos prematuros na caixas AL4 é algo recorrente, eu conheço três pessoas que possuem/possuiram carros com esta caixa e duas enfrentarem problemas, a outra vendeu com menos de 40.000km sem que houvesse apresentado defeito.

  • lexbh

    exato. ´é o famoso vender seu peixe. Fala bem do carro que tem( e eu acho isso certo mesmo) mas quem não tem tem que saber ponderar até quando é bom ou nao algum produto, levando em conta opinião dos donos

  • Jorge_Eduardo

    Ou seja: como já dizia a vovó… "Por fora, bela viola…Por dentro, pão bolorento…"

  • Edson Roberto

    Para mim, esse carro pode ter bons atriutos. Mas sinceramente, minha escolha ficaria no mais "em conta" e na minha opinião com o Fluence, seguido do 408 THP e em seguida o Fusion V6 FWD (pode até ser o AWD atualmente pelo preço atual).

    Não opto pelo Jetta TSI, pois considero muito caro para o que oferece. Pode ter um excelente powertrain, mas no preço que ele custa eu abro mão.

  • sebastian_185

    Para uso urbano o câmbio automático de 4 marchas está ótimo. Moro na cidade do Rio, e pego o trânsito na hora do rush a velocidade média é de 20 km/h, e é horrível o anda e para no trânsito. Ninguém consegue passar a 4. marcha.

  • wbianchi

    fica dificil saber se o cambio AL4 da psa realmente é problemático ou se foram 5 casos em 200.000 carros
    se o pneu de um citroen fura, o problema não foi ter passado por cima de um prego, e sim porque o carro é frances

    tenho certeza que os problemas em cambios AL4 são bem menores, tanto em quantidade como em porcentagem, do que os "tec-tec" em motores do gol, aquele irritante problema na mola do celta, os fox que não subiam ladeiras, etc
    mas ninguem lembra que o gol, celta, etc são problematicos, e sim que os franceses nao prestam

    • http://jalopnik.com.br/ Fábio Vicente

      Haters are gonna haters meu amigo!
      É o mesmo caso da vizinha gostosa que todo mundo fala mal, mas no fundo todos querem pegar, só que não têm competência pra isso.

      • MPPAES

        Caro Fábio, tive a "vizinha gostosa" por 4 anos… Vou te dizer que a separação me fez muito bem! haha.

        É bonita, cheia de atributos, mas não é chegada a trabalho… isso sem falar que é fácil levar para casa, mas é muito difícil de manter! No meu caso, a AL4 abriu o bico (Solenóides…) aos 38.500 km e me deixou quase R$ 4 mil mais pobre… (Xsara Picasso II BVA Exclusive 2008/2009).

        • http://jalopnik.com.br/ Fábio Vicente

          Aí sim!! hehehehe
          Vc fala com conhecimento de causa… dureza é pessoas que se deixam influenciar por opinião alheia e depois propagam aos 4 cantos o que não conhecem.

          • Tripa-Seca

            Ou seja: Se você não teve, o problema não existe?

            • http://jalopnik.com.br/ Fábio Vicente

              Não é porque não tive que o problema não existe. E não estou falando que o problema não existe. O que discordo é alguem relatar algo que ocorreu e outras pessoas pegarem carona sem ao menos procurar saber se de fato é um problema de fábrica ou foi algo que ocorreu esporadicamente. Eu conheço algumas pessoas que tiveram Peugeot, e todas elas elogiam seus carros – sendo que 3 delas possuem um 308 automático. E dessas 3, 2 fazem o trajeto São Paulo – Interior diariamente, e em 2 anos, nunca relataram problemas mecânicos graves com relação ao câmbio.

              • Tripa-Seca

                Desculpa, você nunca leu algo sobre esse câmbio? Olha aqui no fórum: Mais duas pessoas tiveram problemas, e um proprietário de dois Citroên não compraria o carro com esse câmbio. Comprei meu Gol com medo de que tivesse algum problema de motor. Não teve, mas não seria idiota de dizer que o problema não existiu. Parece que esse câmbio tem um problema crítico de projeto.

    • Tripa-Seca

      Ninguém lembra? Você não lê o NA?
      Lançam um Lada na Russia os caras lembram do Gol, do design do Fox.

  • MPPAES

    Apesar de ser um leitor asiduo, não tinha cadastro no NA. Fiz questão de criar um apenas para "participar das estatísticas".

    Tive um Xsara Picasso II Exclusive BVA "Automatique" 2008/2009 (cinza "Gris Fulminator", muito bonito, diga-se de passagem), com a caixa automática em questão. Com 38.500 km comecei a receber os avisos de "Falha Caixa Automatica". Após alguns dias, o cambio apenas engatava a primeira e a segunda marcha. Levei o carro na concessionária e tive o diagnóstico antes mesmo de ter o carro analisado! Advinhem… Solenóides da Caixa! Orçamento? R$ 3.600,00!

    Além do problema na caixa, também tive calços de motor quebrados (problema também comum nos C3) lá pelos 30 mil km; pane elétrica aos 20 mil km; ar com defeito antes dos mil km (!) e; superaquecimento aos 40 mil km. Me pergunta se eu volto a comprar um Citroën? haha.

    Já tivemos na família um C3, que chegou "nas coxas" aos 70 mil km, com um histórico enorme de problemas… Pelo que conheço e ouço de amigos e familiares, isso não parece ser a exceção…

    Quanto à eficiência da caixa, devo admitir que está um passo adiante das automatizadas (exceto, dentre as que tive a oportunidade de testar, a do Smart fortwo e a nova Dualogic II), mas é a pior automática que já utilizei (tivemos alguns automáticos em minha casa, mas já diriji muitos outros de parentes, amigos ou carros alugados).

  • Petre

    Esta caixa possui, sim, alguns problemas cronicos, pois foi mal projetada.

    O sistema de arrefecimento do cambio é muito ruim, leva a superaquecimento e consequentemente desgaste do conversor de torque. Dessa maneira, o oleo é contaminado, terminando no desgaste prematuro da caixa.

    Ha o famoso problema das eletrovalvulas, cujo tempo se desregula, o famoso cambio travado em terceira marcha. O fornecedor das eletrovalvulas foi trocado ha alguns anos, mas sem sucesso. Recomenda-se trocar as eletrovalvulas preventivamente, junto com o oleo do cambio.

    Alias, eis outro ponto fraco: o Al4 usa oleo lifetime – em teoria, um oleo que dura a vida toda da caixa. O problema é que este tipo de oleo requer inspecao periodica, o que raramente é feito, pois 1) este cambio nao possui vareta e 2) as tres fabricantes sao negligentes em relacao a cobranca desta inspecao no plano de revisoes programada (nos guias de reparacao, apenas a Peugeot instrui a fazer a inspecao e sabe-se la se as concessionarias seguem, dada a quantidade de reclamacoes). Esta inspecao é extremamente importante porque, como o oleo -teoricamente- não é trocado, caso seja constatada alguma contaminacao, a troca precisa ocorrer. O que acontece muitas vezes sao cambios que travam e, quando sao abertos, o reparador identifica que o oleo esta preto de tao sujo.

  • Mestre33

    Eu tenho um C4 Pallas desde agosto de 2008. Realmente, o câmbio dele apresentou problemas a partir de 50.000 km e foram trocadas as eletroválvulas dentro da garantia. Agora está com 80.000 km, já saiu da garantia e começou e dar problemas, novamente, só quando é ligado de manhã, que o motor ainda está frio. Provavelmente terá que trocar, novamente, uma eletroválvula.
    Independente deste problema, será difícil eu sair da linha Citroen. Eu tenho o exclusive/exclusive, top de linha. Conforto total, segurança total e dezenas de itens que você dificilmente irá encontrar em outro carro na mesma faixa de preço. Estou muito satisfeito com ele. Antes eu tinha um Corolla manual que dizia ter 02 airbags. Aquele carro nunca me deu sensação de segurança. Na serra de Curitiba-PR, antes de ser privatizada, os meliantes jogavam um produto na pista que virava um sabão quando estava úmido.Eu derrapei, bati na mureta de proteção e caí, no lado contrário da pista, num buraco de 20 metros. O sensor do airbag andou um palmo para trás e nenhum deles abriu. O policial rodoviário federal que atendeu a ocorrência, disse que já éra o terceiro ou quarto corola que batia alí e nehum deles abriu airbag. Toyota para mim nem de graça, pois, com a pancada, perdi a visão central da vista direita e a oportunidadede de processar a Toyota, pois quando me toquei, o seguro já tinha levado o carro sei lá para onde.

  • rafael

    Acho válido eu postar, tenho um C4 Pallas, 2008, exclusive. Comprei usado, está com 40.000Km. Apresentou problema no cambio automático, já fora da garantia. Na concessionária, o conserto custa aproximadamente 7.500,00. Logicamente procurei uma oficina paralela, que cobrou 4.700,00 pelo serviço! Talvez sirva de forma prática para alguém que esteja preiteando, comprar este carro, que o dono da oficina que reparou meu carro, afirmou que carros do modelo, e ano do meu carro, são os que mais frequentam sua oficina de reparos de câmbios! Não recomento este modelo, por este motivo, é muito possível que não aconteça. Mas, ao comprar você poderá se deparar com esta situação, ao que me encontrei.
    Espero ter sido útil.

  • Oberdan

    Boa noite,

    Também tenho uma lista de reclamações com o AL4.
    Tenho um XSara Picasso 2008 Exclusive 2.0 Automático, e amamos o carro, muito confortável, nos dá segurança e também o espaço necessário para eu, minha esposa e nossos 2 filhos, que ambos estão nas cadeirinhas.
    Já gastei uma grana com esse carro, com manutenções caras, sem falar no alto consumo de combustível (5km/l na cidade), porém esses custos são facilmente compensados pelos pontos que citei acima, agora…, essa caixa de câmbio é uma porcaria, NUNCA MAIS compro outro carro com AL4, aliás… Citroen automático, nunca mais tb.

    Gastei em dezembro do ano passado, 2.400,00 em uma oficina especializada, para resolver o problema dos solenoides (3ª marcha) e também porque o carro "desengatava" sempre que parava. O concerto dos trancos durou 3 meses, depois disso, efetuaram a troca das solenoides novamente, depois sensores de pressão, depois corpo de válvula e agora, na semana passada, morreram mais 3.5000,00 para abrirem e fazerem o câmbio inteiro!
    Bom, saindo da oficina, um pequeno problema no ajuste da alavanca do câmbio, mas esse foi resolvido rapidamente. Saí de férias e estamos a 250 km da cidade (SJRP) e percebi vazamento de óleo do câmbio, levei a um mecânico amigo e ele disse que era óleo vazando do retentor do semi-eixo. Bom, aí vamos ver o nível de óleo…. não consegui descobri quem sabia fazer isso em Minas, ai com ajuda do mecânico que fez o câmbio, ele deu a dica de abrir o bujão e ver se o óleo escorria, que, na minha opinião parecia ser algo muito no chute, sem certeza de que o nível estaria correto, porém, ao pesquisar, descobri que essa é a técnica utilizada.
    Bom, desculpem o texto extenso, mas agora vou tentar resolver esse problema do retentor, pra poder continuar minhas férias e, assim que voltar, vou rezar para que o problema não volte dentro dos próximos 6 meses, e depois vou vender esse carro, por uma mixaria, com muita dor no peito.

    []'s
    Oberdan

  • joelson freitas

    O meu C4 PALLAS 2010/2011 apresentou problemas na caixa automática com 38.000km. Trancos na primeira e travamento na terceira. Levei na concessionária e consertaram. O carro ficou parado 32 dias, devido falta de peças aqui em Manaus. Já peguei o carro e a caixa está uma manteiga de macia. Tudo funcionando perfeitamente. O melhor é que não gastei um centavo. A caixa estava na garantia de fábrica. O carro é excelente

  • Fábio Delatorre

    Não tive a mesma sorte com meu C4 Pallas.
    Está com 38.000 km rodados e a concessionária já trocou as eletrovalvulas, etc, tudo dentre da caixa de marcha.
    Já estou com o carro parado na concessionária a mais de 32 dias e agora estão aguardando se a fábrica autoriza ou não a troca do cambio (automático), pois o problema persiste. E olha que o carro ainda está na garantia.
    O meu carro é um GLX 2.0 Automático 2010/2011 com 38.000 km rodados.
    Não indico nem meu inimigo a comprar um C4 Pallas ou qualquer outro carro da Citroen.