_Destaque Dodge

Dodge Neon estreia como versão do Fiat Tipo no México

dodge neon 2017 3

Revelado no início deste mês, o novo Dodge Neon acaba de fazer sua estreia oficial no México. O novo sedã nada mais é que uma versão da nova geração do Fiat Tipo vendido no mercado europeu, com uma série de mudanças no visual e no acabamento interno para se enquadrar nos padrões da montadora norte-americana. A novidade está disponível por lá em três versões de acabamento, com preços entre 217,9 mil pesos e 279,9 mil pesos (R$ 38 mil e R$ 48,7 mil, respectivamente, numa conversão direta).

A variante de entrada do novo Neon, batizada de SE, é equipada de série com airbags frontais, freios ABS com EBD, controle eletrônico de estabilidade e de tração, sistema de monitoramento dos pneus, Isofix, assistente de partida em rampas, ar-condicionado, trio elétrico, sistema multimídia com tela de 3,5 polegadas, computador de bordo, entre outros.

dodge neon 2017 5

Já o intermediário SXT, que custa 260,2 mil pesos, se diferencia pelos faróis com acendimento automático, sensor de chuva, volante com revestimento em couro, sistema UConnect com tela sensível ao toque de cinco polegadas, controle de cruzeiro, sensor de estacionamento, faróis de neblina e rodas de liga-leve de 16 polegadas.

Por fim, o topo de linha SXT+ inclui airbags laterais e de cortina, câmera de ré, navegador GPS e rodas aro 17 com acabamento diamantado.

AU16_NEON 02

O motor que equipa o novo Dodge Neon é um 1.4 litro Fire (disponível apenas para a configuração mais básica da linha), que rende 94 cavalos de potência e 13 kgfm de torque, acoplado a uma transmissão manual de seis marchas, ou um 1.6 litro E.torQ, capaz de entregar 112 cv e 15,5 kgfm, com um câmbio automático de seis velocidades.

No México, o Dodge vai concorrer com modelos como Honda City, Kia Rio Sedan, Renault Logan, Peugeot 301 e Seat Toledo.

Galeria de fotos do Dodge Neon





  • Essa FCA virou uma salada que ninguém mais entende… é Fiat fantasiado de Dodge, Dodge fantasiado de Fiat…
    O preço na conversão direta é que nos dá uma noção dos preços dos carros por aqui: menos de 49 mil reais no top de linha muito bem equipado. Aqui se compra um Onix 1;0 com umas firulazinhas a mais.

    • Victor Hugo

      É Dodge que se chama RAM.

    • DiMais

      vai ver o histórico de carros Dodge no México, agora pelo menos a tendência é ficar tudo em casa e não mais a salada que era de modelos próprios/Hyundai/Nissan… … … todos com a logo da Dodge.

    • Martini Stripes

      o que dizer da VW com Audi, Seat… E a GM, com Chevrolet, GMC, Buick, Opel…
      Tudo normal, não entendi. Conversões diretas não servem de nada.

      • Mas no caso da VW, apesar do farto compartilhamento de mecânica, os modelos são exclusivos de cada marca.
        Agora na FCA, temos carros de uma marca com o emblema da outra, simplesmente. Veja a Journey (Freemont) ou o próprio carro da matéria, o Tipo europeu (Neon)… parece o que vimos na época da Autolatina, com Verona saindo com o emblema da VW, ou Santana com o logo Ford. É algo bem distinto do que vemos no caso do grupo VW.
        Mesmo no caso da GM, há uma distinção clara de cada uma de suas divisões. Há também farto compartilhamento de componentes, mas os modelos de cada marca são distintos.

        • Martini Stripes

          O tracker muda de nome é marca.
          O Leon é um Golf na Seat, muda roupa só. Até entendo o que vc diz, mas não vejo problema algum nisso. Estão usando o peso de cada marca em cada país. Acho uma estratégia inteligente e econômica.

          • Uma coisa é você usar a estrutura do Golf e fazer outro carro em cima, completamente distinto em estilo e design (Kia e Hyundai fazem muito isso). Outra coisa é pegar um carro de uma marca, colocar emblema de outra e trocar de nome.
            Agora, não disse que seria um problema, só fica confuso. Utilizando essa estratégia, vendendo bem e reduzindo preços, tranquilo. Só disse que fica confuso de vez em quando.

  • Luiz camurça neto

    Para variar, que porcaria de motores ein dona Fiat?!

    • Pacheco

      Seria otimo aqui com o motor 1.6 E-Torq pra concorrer com Cobalt e City.

    • Matthew

      Fiat é fraca em powertrain desde sempre, com raríssimas exceções. Na Europa dão demasiada ênfase aos motores Diesel desenvolvidos em parceria com outras marcas e os movidos à gasolina ficam de lado.

  • Ricardo Santos

    A FCA tá uma bagunça. Nos EUA só vendem Jeeps e picapes. Dart e Chrysler 200 saem de linha final do ano sem sucessores. 300 e Charger/Challenger com nova geração só em 2020 (se vierem). Novo Punto europeu com projeto cancelado.

    • Murilo Soares de O. Filho

      Só espero que repensem quanto ao Dart e Chrysler 200, não acho que simplesmente vão encerrar, acredito que será transferida a produção para o México. Quanto ao Punto, ainda acho que terá um sucessor sim, mesmo dizendo que não.

  • Mauro Moraes

    A Fiat definitivamente não sabe projetar carros médios. Estilo tosco, sem personalidade, pouco ousado, não inova em nada. Simplesmente mais um no mercado.

    • Talvez porque ele não seja um médio?

    • Gran RS 78

      Marea e Tempra estão para provar que vc está enganado a respeito disso.

      • Doccar

        Estao enterrados pra provar que ele ta certo

        • Gran RS 78

          O mesmo vale para o Santana, Monza etc, e foram excelentes carros para a sua época. O Tempra e o Marea estavam a frente de seu tempo, tanto em design quanto em modernidade mecânica.

          • André Flandres

            O Tempra até acho que sim. Mas o Marea, afora o design marcante para a época (depois envelheceu mal), foi um projeto mal pensado, muito acanhado por dentro, quebrando a tradição de bom espaço dos Fiat até então.

          • Walter Augusto

            E o que a dona fiat tem pra oferecer hoje ?

            • Gran RS 78

              Hj infelizmente nada. Ela tentou enganar o consumidor com o Linea, que de sedan médio não tinha nada, pois deriva do Punto e deu no que deu. Hj ela teria condição de trazer o Dodge Dart americano e vende-lo com a marca Fiat, mas parece que ela não tem interesse nisso.

          • Doccar

            Exatamente..vc descreveu perfeitamente a decadencia da Fiat pois, hj ela nao consegue emplacar um carro medio de forma alguma

            • Fábio

              serve uma pick up média?

              • Doccar

                Picape sim, SUV com porta malas exposto nao

            • Gran RS 78

              Na verdade ela nem tem sedan médio, pois o Linea foi uma enganação, afinal era um sedan derivado do Punto. A única opção da marca seria trazer o Dodge Dart e colocar o emblema Fiat nele, mas parece que ela não tem interesse nisso.

    • Murilo Soares de O. Filho

      Ou não quer…

    • Vinícius

      Esse carro não e’ um médio. Veja os concorrentes dele: 301, Logan, City… se formos compara-lo com esses carros, ele esta de ótimo tamanho.

  • Marco Antônio

    FCA tá meio rodada ou é cisma minha?

  • vicegag

    Bonito, mas com motores horríveis e um painel pobre, lá carro carro de $38k com controles de estabilidade e tração, aqui carro de $100k que não tem.
    E este etorq evo 1.6, tem o quê de melhor?

    • Pacheco

      Eu gostei do painel. A FCA deveria trazer como Chrysler e vender como concorrente do City e Cobalt. Venderia bem usando o 1.6 16V E-Torq e cambio automatico de 6 marchas.

      • Doccar

        Se trouxesse como Chrysler seria 1000 vezes pior que com o emblema Fiat..
        Chrysler eh uma marca que definitivamente nao pega aqui

        • Pacheco

          A Jeep tbm não pegava e hoje briga pela liderança amigo. Tudo vai do marketing e como ela desenvolve a rede.

      • Newton Freitas

        Acho que a Chrysler está situada num patamar acima dos 100k, se fosse para vender o tipo, teria que ser com o logo da Fiat mesmo. É claro, dependeria do custo x beneficio que o carro ofereceria no Br

        • Pacheco

          Acho que a Fiat deveria ficar somente com populares e compacto premium.

  • Mr. Car

    Um destes na versão topo por R$ 49.000,00 aqui, estava bom demais, he, he!

  • Gran RS 78

    Esse modelo seria um ótimo candidato para ocupar o lugar do Linea por aqui. Acorda Fiat!

  • Ederson Lima

    Olha o tamanho da tela da central multimidia! Toma vergonha Fiat!

    • Murilo Soares de O. Filho

      Nem tudo se define na central multimídia, mas enfim…

      • Doccar

        Pois eh, mas o design e a mecanica tb nao ajudam esse ai

        • dor53

          cara, como vc é chato

          • Doccar

            Por que ficou com raivinha?

            • dor53

              raiva de jeito nenhum
              desculpe pelo chato

    • Louis

      Parece um mini-game de criança.

  • Murilo Soares de O. Filho

    O carro é bonito sim…apesar das críticas de muitos, falta um motor “potente” e um acabamento mais refinado nas versões Top, mas é esse o propósito deste carro, custo benefício, quanto as medidas são superiores a City e Cobalt, e pouca coisa menor aos médios atuais. Agora realmente eu não entendo por que o Brasil sempre fica de fora, e isso não é só a Fiat, nossos vizinhos recebem os mesmos modelos feitos na Europa, e no Brasil não chega, quando chega vem depenado, e quando fabrica aqui é mais depenado ainda, e pior, quando fabricamos aqui e exportamos para nossos vizinhos, são melhores que os nossos…vai entender…Os executivos Brasileiros deveriam acessar o NA e ver o quanto o Brasileiro está decepcionado com as montadoras…

    • zekinha71

      Eles olham a tabela da Fenabrave pra ver o que está sendo emplacado.
      E quem são os líderes?
      Bingo, vende-se o que o povo quer.

  • Alexandre

    Que interiorzinho sem vergonha. Parece de uma botinha ortopédica, também conhecida aqui na nossa terra de Uno.

  • Vattt

    Nem Dodge Neon, nem Fiat Tipo, nem Dodge Dart e nem Fiat Viaggio. O negócio é Grand Siena e Linea com preços de 80 a 100 mil Temers. O futuro do Brasil tá ainda mais lixo e caro.

  • Vinícius

    Esse carro, na minha opinião, é bem superior em design ao nosso Linea e, na versão hatch, ao nosso Bravo. Precisaria de uma adequação em acabamento, alguns itens de serie a mais e ter apenas um motor, mais potente, para substituir os dois e começar em preço próximo ao City indo, na versão top de linha a R$ 79.000,00, que e’ o valor do City top.

    • Sam86

      O Bravo é um italiano legítimo. Duvido que o Tipo vendido na Europa tenha um acabamento interno igual ou melhor que o do Bravo.

      • Vinícius

        Também acho que nao, mas digo melhorar o interior, a nível do Bravo já vendido aqui. Lembrando que a própria Fiat melhorou e muito o interior do Bravo e do Linea para torna-Los mais atrativos aqui no Brasil.

  • Diogo Oliveira

    Fiat e sua mania de mudar a logo dos carros, quando se trata disso ela só perde pra GM, que todo carro provavelmente já foi um Chevy, um Opel, um Vauxhall, um Buick, um Pontiac e etc.

    • DiMais

      pesquisa Dodge Trazo e Dodge Attitude

  • Marcos Roza

    Carrinho interessante.

  • DiMais

    bom substituto para Dodge Trazo (também conhecido por aqui como Nissan Tiida) para o mercado mexicano.
    a FCA não está louca, só está eliminando parcerias desnecessárias (como Nissan e Hyundai) e ampliando a produção do Aegea na Turquia.

  • Kriofr

    C4 Lounge, é vc?

    • Maycon Farias

      Provavelmente os pneus sim colega. Esse Tipo tem mais linhas semelhantes a de uma BMW.

      • Doccar

        kkkk…ta falando serio?

        • Eu acho que não, mas de qualquer forma olha o comentário que ele respondei…

  • Lauro Agrizzi

    Estão certos. Podiam exportar para o Brasil também. Não sei porque estão reclamando. Faz o carro que quer e coloca o emblema que o pais quer. Estão reclamando porque?

  • Maycon Farias

    Muito bonito essa família de carro. Sucesso!

  • The Monster Man

    Por esse preço aqui dá iria vender igual a pão quente.

  • Fernando Bento Chaves Santana

    Este carro faz sucesso na Europa devido ao cxb. Onde custa cerca de 1000 Euros mais caro que um 500 ou Punto básicos. Tem preço de compacto e espaço interno melhor de que muitos médios. O mesmo fator deverá ser explorado no México.

    Se for pra trazer por preços absurdos melhor nem perderem tempo.

    • G.Alonso

      Depende do preço absurdo. 1000 euros é 4 mil reais, um Punto básico é 52 mil, ou seja, por aqui o Tipo custaria 56 mil reais com motor 1.4 Fire de 95 cv. Mas, como sabemos que não teria aceitação, o motor mais óbvio é o 1.8 de 139 cv do Toro, daí colocamos o preço do Punto 1.8 que é 63 e adicionamos mais 4 mil e temos o Tipo sedan básico por 67 mil, com câmbio manual. É um preço justo pelo carro. Ele tem medidas muito semelhantes a do Civic nona geração que era vendido até outro dia. Se ele começasse em 67 mil (64 o hatch) manual, passasse por 74 mil (71 o hatch) automático, e 85 mil (81 o hatch) um Top de linha com tudo que se tem direito, bancos de couro, ar digital, 6 air bags, ESP, rodas 17 polegadas, multimídia com GPS, faróis com LED, aí sim seria um preço justo pelo carro. E poderia ser bem vendido, o Toro está levando possíveis compradores para essa área do mercado. As vezes chega um com 85 mil e não quer levar um Toro com calotas, bancos de tecido e ar manual, e, por não precisar de uma camionete, leve o Tipo completão com couro, ar digital e tudo, além do excelente espaço interno e porta malas.

  • Diego Lip

    Ficou bem melhor na roupagem Dodge.

  • Marcos Drawer

    A Fiat poderia fazer um teste: Importa o Fiat Viaggio como Tempra e veja o resultado! (Claro, com um marketing decente, sem comerciais engraçados, e sim que mostre a qualidade do veículo). A galera tá comprando Fiat Toro (que beira a faixa dos 100K)! Por que não testar um “New Tempra”? Quem sabe…

  • Louis

    Externamente ficou bem bonito. Internamente feio, mas não chega a comprometer. Agora os motores…pfff zuou legal.

  • Ander33x

    Em pleno 2016 e a Fiat ainda não aprendeu a posicionar as saídas de ar no painel central.
    PQP… que carro mais tosco esse.

  • Miguel

    Pô, Fiat! Trouxe para o México trás pra cá também!
    Eu gostei do desenho, achei mais bonito que do Viaggio, por exemplo.
    Mas essa tela de celular e o painel não me agradaram muito, nem o volante.
    Mas a FCA vai lançar versão tupiniquim aqui é uma versão parecida no México! Por que não unificam logo esses modelos?

  • Tiago A.P.

    Lindo carro! Linhas agressivas, com uma bom conjunto mecmecâo vai ser tudo de bom!

  • dncmotors

    Gostei desse carro. FIAT cadê ele no BR? E pfv cadê os motores turbo na gama?



Send this to friend