Home Crossovers EcoSport, um carro bem resolvido (você concorda??)

ford ecosport propaganda EcoSport, um carro bem resolvido (você concorda??)




Matéria feita pela Agência Auto Informe  –  Cada vez que eu ando no EcoSport reconheço a genialidade da sua criação e a oportunidade do seu lançamento, em 2003. A Ford conseguiu fazer de uma plataforma de um modelo pequeno (Fiesta), um carro realmente diferenciado. Alguns críticos dizem que se trata apenas de um Fiesta com carroceria de jipe. Pode ser, mas essa classificação não me parece negativa. O grande mérito da empresa foi exatamente esse: fazer de um hatch como tantos outros – uma “commodity” do mercado de automóveis – um carro especial, único, com uma posição de dirigir alta, privilegiada, passando uma boa sensação de segurança e controle do veículo; um dirigir macio na estrada e eficiente no trânsito em caminhos de terra.

Não, não é um destemido fora-de-estrada como tantos jipes e utilitários esportivos que o mercado oferece. É limitado nas andanças em terrenos irregulares, especialmente na versão 4 X 2 avaliada. Mas penso que o comprador do EcoSport não busca no carro o veículo para enfrentar pesados desafios em trilhas e matas, daí talvez a razão do seu sucesso no mercado. É um carro bem dimensionado para o tipo de comprador.

Outro aspecto que me surpreendeu positivamente foi o tamanho do porta-malas. Quem olha por fora e vê a acanhada terceira janela tem a impressão que o compartimento de bagagens é muito limitado. Não é. Acomoda bem malas de viagem de uma família e pequenos equipamentos.

Agora chegou a vez das críticas. Pequenas e grandes. A maior é o consumo de combustível. Estamos falando da versão avaliada, com motor 2.0 a gasolina e câmbio automático. O carro faz apenas seis quilômetros (cravados, em duas marcações) com um litro de gasolina. Quer dizer: a cada quilômetro você paga R$ 0,42 centavos só para movimentar o carro. É um exagero, num período em que a tecnologia desenvolve veículos cada vez mais econômicos e não poluentes. Na estrada o consumo não é diferente. Eu fiz uma viagem de 300 quilômetros, em velocidade mais ou menos constante, entre 100 e 120 km/h. O resultado foi o consumo de um litro da gasolina a cada 8,2 quilômetros.

É verdade que o câmbio automático aumenta o consumo, quer dizer, você paga pelo conforto, mas é um exagero. Embora a Ford tenha anunciado que a diferença de consumo entre o câmbio manual e o automático fosse em torno de 3%, no nosso teste foi bem maior. Carros maiores com o mesmo sistema de câmbio têm um gasto menor. Eu fiz a mesma medição com uma Zafira Elite, que pesa 1.405 kg, 136 kg a mais do que o EcoSport. A minivan da GM fez 8,6 km na estrada.

Outra crítica é em relação aos defletores de ar. Eles não se movem para cima, de forma que o ar fica eternamente direcionado a o motorista ou ao passageiro da frente.

O EcoSport avaliado está quase saindo de linha. A Ford não confirma mas a nova versão já está quase pronta e deve chegar ao mercado até o final do ano, um mês antes do novo carro que deverá substituir o Ka. Há comentários de que estes dois lançamentos estão atrasados e que o EcoSport já deveria estar pronto para o seu lançamento nos próximos sessenta dias. Mesmo com o atraso todos apostam que a nova versão chega ainda neste ano.

[Fonte: Agência Auto Informe]





Se você não está vendo os comentários, desabilite extensões do tipo Adblock (que impedem a exibição dos comentários), ou adicione nosso site como exceção.