Antigos Chevrolet Clássicos Dodge Esportivos Mercury Segurança

Esportivos de luxo são apreendidos por causa de importação ilegal em São Paulo

viper

Uma operação policial apreendeu seis superesportivos de alto luxo em um galpão, localizado na cidade de Araçariguama, interior de São Paulo. Os veículos valem um total de R$ 2 milhões e foram levados por causa de importação ilegal. No local, foram apreendidos também 210 documentos falsos.

O dono do galpão e um empresário que mora na fronteira com o Paraguai foram presos por importação ilegal, já que o segundo facilitava a entrada dos veículos através do país vizinho. Os esportivos eram comprados usados nos EUA e trazidos de navio até o Uruguai.

De lá, os carros seguiam de carreta para o Paraguai, onde eram registrados e legalizados, sendo então enviados ao Brasil com placas do país vizinho. Na viagem até Araçariguama, os motoristas se passavam por turistas paraguaios.

No galpão, os carros tinham suas placas retiradas e recebiam documentação brasileira falsa, sendo então revendidos em outros estados. Neste mesmo local, a polícia encontrou muitos carros antigos, alguns clássicos e até veículos militares. Os veículos apreendidos eram três Dodge Viper, dois Chevrolet Corvette e um Mercury conversível antigo.

[Fonte: G1]

Agradecimentos ao Ricardo.





  • Diogo Oliveira

    Matou? Roubou? Não tem problema não.
    IMPORTOU CARRO SEM PAGAR IMPOSTO? CONDENADO À MORTE!!
    -Lema do STF

    • Caio

      Um não exclui o outro né? Mas esse brazil é uma piada de mal gosto, não vejo a hora de zarpar desse local.

    • Pedro Henrique

      isso na verdade só porque tem uma lei que proíbe importação de veículos usados com menos de 30 anos de uso…
      ou 0 km ou de coleção.. deixa brecha pra essas ilegalidades

    • Pedro Rocha

      “Tudo no Estado, nada contra o Estado, nada fora do Estado.” (ditado fascista)

    • Não sei qual a sua idade , mas a uns 20 anos atrás crimes cometidos por ricos não geravam penalização. Inclusive se tipificavá crimes assim como crimes do colarinho branco. Aí veio a operação lava jato , mensalao, polícia federal pra cá , Sérgio Moro pra lá. receita federal implacável e a coisa tem mudado. Políticos foram presos , empreiteiros também inclusive alguns a mais de um ano. Lógico que outros crimes também precisam ter penalização todavia crimes cometidos por pessoas com dinheiro não podem ficar impunes.

      • Zoran Borut

        Você me trouxe à memória algo nada agradável: o lendário Geraldo Brindeiro, “engavetador-geral da República” de 1995 a 2003. É bom refrescar a memória do povo de vez em quando, as pessoas esquecem muito rápido.

      • José Eduardo Borba

        O Lula ainda não foi preso!

  • Alexandre Santos

    Mas em qualquer lugar do mundo dá cadeia quem importar ilegalmente, e não pagar os impostos. Podemos sim reclamar das altas taxas de importação, dos impostos embustidos no frete, etc. O que não podemos é reclamar dessa operação. Quer ter um Mustang? Importa legalmente pagando todas as taxas e impostos. Aí sim. Obs: não estou defendeno este governo da tresloucada da Dilma.

    • Zoran Borut

      Você está certo, e aliás isso nada tem a ver com Dilma ou quem quer que seja na presidência, já que a lei é feita pelo Legislativo. Nós entusiastas criticamos porque queremos carros de sonho a preços baixos, porém nunca lembramos dos horrores que a permissão de importar usados poderia causar em um país com maioria da população sem recursos para adquirir um carro zero nos preços atuais e necessitando de transporte principalmente no interior do país. Viraríamos um depósito de lixo automotivo mundial.

      • Sergio

        ah é? é só liberar que vira deposito lixo aqui? não precisa de dinheiro pra comprar os carros? e qual o problema, quem decide o que, se quer, qdo e por qto comprar são as pessoas. os políticos não deviam intervir nisto. é claro que esta proibição é pra privilegiar os amigos da anfavea.

        • Zoran Borut

          Ah, é? E é só aqui no Brasil que a importação de usados é proibida? Aliás, há outras formas de proibição que os países desenvolvidos adotam, e a principal é o controle de poluentes, que não afeta somente importados, mas até mesmo os carros usados locais. Seria lindo um país sem políticos, né? Consigo até imaginar.

          • Sergio

            controle de poluentes tudo bem, é algo que afeta o coletivo. mas qq outra restrição não vejo pq defender. não defendi país sem políticos, só sua redução de área de atuação, digo isto caso vc não esteja sendo irônico.

            • Yuri Lima

              Prezado, estude primeiro sobre legislação tributária.
              Nenhum país do mundo permite importação de veículos usados “novos”. Se fosse assim, nenhuma fabricante de automóveis se sustentaria em lugar algum. É a lei do mercado.

    • Pedro Evandro Montini

      Temos que ser contra os governos e não a favor. Eles atuam contra nós!

      • Zoran Borut

        Governo de onde atua contra qual grupo que você denomina “nós”? Por exemplo, para ciclistas que fogem da Receita Federal, quem tomou a iniciativa de construir ciclovias na maior metrópole brasileira: empresários, cidadãos ou governo?

        • Bruce Wayne

          De que “nós” voce pertence?

          • Pedro Evandro Montini

            Pagadores de impostos e você?

          • Zoran Borut

            Certamente não ao “nós” que frequenta os hotéis sete estrelas de Dubai ou que tem apartamentos nem capitais europeias. Nem ao “nós” que recebe dinheiro público para salvar suas multinacionais e bancos privados. Há muitos “nós” com interesses distintos no Brasil, aqui no fórum, em uma cidade, em um bairro, em uma sala de aula.

        • Pedro Evandro Montini

          Todos os governos tem como prioridade a própria sobrevivência. Não são organizações de caridade, são organizações criminosas. Quando digo isso não estou me referindo aos superfaturamentos ou desvios de dinheiro dito “público”, estou falando de roubo, que é o ato de tomar recursos dos cidadãos mediante ameaça (multas, prisão, restrições de todo tipo e até assassinato, dependendo do país). Aos governos lhe interessam apenas os impostos e tudo o que se pode fazer com ele, incluindo a manutenção de seu poder, até mesmo mediante compra de votos e apoio através de migalhas como assistencialismo ou outras “bondades” como ciclovias, que deve ter sido suficiente pra comprar o seu também.

          • Zoran Borut

            Você já parou para pensar que o primeiro roubo é a propriedade privada da terra ,e por consequência, dos imóveis e do direto de morar para quem nasce em uma região, além de com isso impedir o acesso do nativo daquelas terras ao seu alimento e à sua riqueza, que fica concentrada nas mãos de um pequeno grupo de empresários que com o poder econômico manipulam os governos como lhes convier? É um outro ponto de vista sobre o que seja um roubo. O Brasil é um território roubado à base de armas de fogo, como todo o resto da América e da África. Nossos minérios que deveriam pertencer a todo o povo é roubado para a produção de automóveis e outros bens de consumo que estarão disponíveis somente para uma pequena parcela da população. É um roubo também. O dinheiro público do contribuinte norte-americano usado para salvar fabricantes privadas, bancos privados, também é um roubo – que beneficiou empresários. Usei o exemplo da ciclovia apenas por saber que você é ciclista e não gastaria seu dinheiro para fazer ciclofaixas de utilização livre. Simples assim.

    • Leonel

      Concordo plenamente. É aquele tipo que fura fila no trânsito, ultrapassa em alta velocidade e lugares proibidos, não respeitam sinalização, vão pela faixa do meio para lá na frente cortar a frente de alguém e virar à direita e por aí em diante. E depois, correm para uma rede social e/ou coisa parecida para dizer que o governo não faz nada referente a mobilidade urbana.

      Enfim, crime é crime e deve ser punido.

      • Bruce Wayne

        E de que “nós” você pertence também?

  • arzanette

    pelo menos a galera tinha bom gosto pra carros hehehe.

  • Zoran Borut

    Por coincidência, esta semana eu estava olhando alguns Corvette de segunda mão no Webmotors e estranhei que vários fossem de Araçariguama. Agora está explicado.

  • Rafael Ribeiro

    Esportivo de alto luxo? HAHAHAHAHA. chamar de esportivos tudo bem, mas alto luxo é sacanagem. Já entraram ou viram de perto um corvete e um viper? ainda mais os antigos. Tem nada de luxo ali.

    • Guilherme Eduardo

      É por que no Brasil se é caro é de luxo, mesmo que não seja de luxo.

      • Yuri Ravitz

        Sim; o problema é que esse tipo de colocação é até aceitável em um jornal “comum”, não em um especializado em carros.

      • Erick Terto

        Já vi Corolla e Vectra serem chamados de carro de luxo. Então um Viper ou Corvette são de menos.

    • A designação de luxo da matéria se refere a algo de valor alto, não a algo requintado.

  • Até hoje não compreendo o pq da proibição de importação de carros usados… Pois mesmo usados e baratos lá foram, chegam aqui caríssimos. Nem deveriam fazer cócegas na concorrência protegia brasileira..

    • Miro Saraiva

      Carros usados (antigos pelo menos) são mais poluidores isso afeta o coletivo. E se cada um resolve comprar as pechinchas de outros países? Não há planejamento (de mobilidade entao) urbano no mundo que dê conta

      • T1000

        Argumento falho disseminado para enganar as pessoas.
        Controle de emissões no exterior, principalmente UE, sempre foi muito mais rígido que o nosso.
        Essa medida é para proteger a arrecadação do governo. Uma diminuição do valor dos usados causaria diminuição de arrecadação por ipva, por exemplo.
        Também causaria diminuição do valor de 0km, que causaria diminuição de impostos sobre venda (icms, pis, cofins etc), diminuição dos lucros das montadoras que financiam campanha etc etc….

        • Zoran Borut

          Procure saber mais sobre o que acontece com muitos carros reprovados no controle de emissões dos EUA, por exemplo. Creio que você não sabe em qual México eles vão parar…

        • Miro Saraiva

          Mas mesmo mais eficazes os programas sobre emissões lá de fora não deixam de ser mais poluidores assim mesmo comparado com os novos. Em relação aos nacionais eles até levam vantagem muitas vezes. Seu ponto de vista tbm pode estar certo.

      • Matheus Marques da Silva

        Miro.. os veículos que mais poluem, que são os com mais de 30 anos de fabricação, podem ser importados legalmente. E acredite em mim, com as taxas aplicadas mesmo as melhores pechinchas morrem em taxas e afins.

  • Brenno

    No Ebay, um Viper 2003, pouco rodado, sai a ~150 mil reais. Já é caro pagar isso, mas imagina que pudéssemos trazer legalmente um carro desses. Somando as taxas+importações ele viria por quanto? 300 mil? Alguém tem noção do % sobre o preço?

    • Augusto

      Um tempo atrás, importar um carro zero era o valor dele + o valor dele em taxas e custos pra importação.
      Hoje não sei mais como funciona

      • PedroHMC

        Até pouco tempo atrás tinha isenção de IPI para pessoas físicas, mas a mamãe Dilma precisa do nosso dinheiro e a isenção foi removida. Lá se vai meu sonho de ter um mustang por um preço decente.

    • Matheus Marques da Silva

      Posso calcular para você uma estimativa.
      Vamos dizer que esses BRL150.000,00 sejam USD41.666,00, ok? Ou seja uma equiparação cambial de ~3,60, que é aprox. o valor de hoje. Vamos dizer também que não haja mais taxas locais (nos EUA) e esse seja o valor final de venda.
      Seu carro chegaria em sua garagem por aproximadamente BRL450.000,00.
      Vale saber também que carro 2003 não poderia ser importado (somente veículos com mais de 30 anos para colecionadores ou 0km).
      Se você pudesse receber o IPI de volta, nesse caso, o carro sairia em torno de BRL120.000,00 (isso mesmo, CENTO E VINTE MIL REAIS) mais em conta.
      Abs

  • fbl

    Essa brasólia petista…

  • Cassio

    Mandem para leilão, que eu quero arrematar aquelas duas unidades do Viper de primeira geração, por favor.

  • Luiz

    Bora comprar no leilão esses Viper

  • José Eduardo Borba

    Imposto é roubo! Sonegar é legítima defesa!

  • Zoran Borut

    Quem viveu aqueles anos em que a internet mal havia começado e o PT parecia que nunca iria chegar à Presidência lembra bem de tudo isso, meu caro. Se você considera “confiáveis” somente as empresas de mídia e entretenimento mais antigas, basta digitar no Google os seguintes termos: Geraldo Brindeiro processos engavetados Folha de São Paulo, ou usar as ferramentas do Google para limitar o intervalo ao período entre 1995 e 2002, quando talvez os blogs “pró-governo não confiáveis” não existiam. Geraldo Brindeiro arquivou sem investigação cerca de 600 processos contra políticos na época – incluindo 4 contra o presidente FHC. Imagine o que estampariam as “publicações confiáveis” em suas capas se isso ocorresse nos tempos atuais. Uma dica: não encare política como futebol.



Send this to friend