Australia Esportivos Ford Mercado Montadoras/Fábricas Sedãs

Falcon FG XR Sprint será o último carro feito pela Ford na Austrália

falcon

De acordo com o site CarAdvice, o Falcon Série X (geração FG) deverá ser o último modelo feito pela Ford na Austrália. Como já se sabe, os custos proibitivos tornaram as operações das montadoras inviáveis no continente da Oceania, que agora vê a extinção de seu parque automotivo.

Conhecido como projeto 201X, o Falcon FG X 2016 será composto pela dupla XR6 Turbo Sprint e XR8 Turbo, ambos repotencializados para se despedir dos australianos “por cima”. No caso do XR6 Turbo Sprint, seu seis em linha 4.0 vai entregar 435 cv e 58,5 kgfm, sendo o mais potente já feito. O acréscimo é de 73 cv e 4,5 kgfm. O câmbio será somente automático.

Já o XR8 Sprint terá 449/462 cv e 57,9/58,4 kgfm em seu V8 5.0, respectivamente com transmissão manual ou automática. Este ganhará também um pacote de performance com configuração de chassi GT RSpec, rodas aro 19 polegadas com pneus 275 R19 e freios Brembo de seis pistões na frente e quatro atrás.

[Fonte: CarAdvice]





  • Newton Freitas

    Muito fácil de ver o falcon nas ruas de Sydney.
    O commodore é mais visto em versões mais básicas.

  • O que aconteceu na Austrália?

    • ricmoriah

      As montadoras GM, Ford e Toyota estão saindo do país, que ficará sem produção nacional após décadas.

      • Franklin Clinton

        Mas mesmo hoje a maioria dos carros das 3 marcas são importados. Acho que só o Camry, Avalon (Toyota); Holden Commodore e Ford Falcon são fabricados localmente. Os outros são importados.

    • th!nk.t4nk

      Nao vale mais a pena fabricar carros na Austrália. Abriram totalmente o mercado e mataram a indústria nacional. Agora é tudo 100% importado.

      • PedroHMC

        Como eu queria que isso acontecesse aqui no Brasil, ver essas carroças pararem de ser produzidas para dar lugar a carros muito superiores e mais baratos importados

        • BlueGopher

          Pensando assim, o aço importado é mais barato, a energia elétrica idem, os eletrônicos, o petróleo, a mão de obra, os tecidos, e mais uma batelada de coisas.
          Talvez o feijão nacional ainda seja mais barato.
          E aí fazer o quê? Fechar o país?

          • invalid_pilot

            Nem feijão vale a pena por aqui… não sei se você sabia, mas importamos feijão até da China… pois é durma com essa

          • Matheus_P

            leia sobre liberalismo. vais gostar.
            mesmo a australia nao produzindo carros, veja o que ela é…

        • invalid_pilot

          Acho que não precisaria matar a industria nacional inteira, mas se abrissem nosso mercado veríamos preços caindo ou pelo menos deixando de subir – algo mais ou menos como em 2010 onde a Hyundai / Caoa criou a fama de hoje

          • BlueGopher

            Uma economia aberta seria o ideal para o Brasil decolar.
            O problema é que ninguém cede nada no que considera “direitos adquiridos”.
            E num governo tradicionalmente popular e paternalista como o nosso, proteções especiais existem aos montes…

        • Luis Burro

          Qm disse q ia ser barato?Duvido q as montadoras aqui iriam baixar a margem de lucro.Os carros podem ateh nao serem feitos no brasil, mas pras montadoras nao muda nd, pra elas ateh seria melhor, nao ter q construir , contratar.

          • Tosoobservando

            Iriam baixar por causa das newcomers. Uma das vantagens de abrir o mercado é trazer mais modelos e mais marcas. Se aqui fosse aberto teriamos varias chinesas, teriamos indianas, teriamos Opel, Mazda, Luxgen etc… isso obrigaria sim as montadoras que tem fabrica aqui a abaixar os preços e se adaptar.

            • Luis Burro

              Mas aih eh q tah!Apesar de entrarem varias outras marcas nos pais alem das quatro q jah tinha,as novas em vez de fazerem seus proprios preços e forçarem uma concorrencia,só igualaram.
              Q garante q isto não vá ocorrer novamente?

              • Tosoobservando

                Igualaram quando o mercado fechou, e o governo as obrigou a fabricar aqui, ae sim, a competitividade acaba. Mas antes do IPI majorado e Inovar Auto, tinha varios ex, Kia e Hyundai estavam vendendo muito bem importados da Coreia, e os chineses estavam começando sua invasão com Jac, Chery e Lifan. Ae o governo recuou.

      • 320i

        Austrália vive de serviços há mais de uma década. Tem prosperado por conta disso. Incrível…

        • th!nk.t4nk

          Pera lá. Austrália não “sobrevive de serviços”. A Austrália é fortíssima em mineração. Nosso vizinho Chile, idem. Tirando isso, ambos virariam um Uruguai da vida: um país só com serviços e praia, mas sem perspectivas de crescimento.

          • Tosoobservando

            Australianos dominam varias areas inclusive nos EUa (maior empresa de comunicação de la é de um australiano). Pra um país de 20 milhões de HAB é um desempenho incrivel, ate melhor que da Inglaterra.

            • th!nk.t4nk

              Exato. A Austrália é bastante forte em engenharia. Nao caiam na inocencia de achar que um país pode sobreviver unicamente de serviços internos, com exceçao óbvia dos paraísos fiscais.

      • Pedro Evandro Montini

        Não foi isso. Os custos trabalhistas e salariais crescentes aliados a um mercado limitado, maduro, de crescimento apenas orgânico, é que desestimularam a fabricação local. Fica mais barato trazer de fora.

        • th!nk.t4nk

          Mercado estagnado é “maduro” agora? Não posso concordar. Junto com a indústria automotiva, a Austrália está perdendo investimentos em engenharia. Querendo ou não, o setor metal-mecânico movimenta boa parte das maiores economias do mundo. O tempo dirá se a Austrália fez uma escolha inteligente em manter o mercado frouxo e viver de importações. Mas seu que é o sonho da maioria aqui no blog.

          • Fábio

            Lá a educação e saúde é de primeira e o IDH é altíssimo. Troco tudo o que o Brasil tem de PIB, “indústria nacional” e mercado forte, pelo mercado fraco e qualidade de vida da Austrália (menos os bichos bizarros e assassinos de lá rs).

          • Pedro Evandro Montini

            A Austrália, assim como muitos países desenvolvidos, há tempos atingiu o pico de vendas de automóveis. Já não possui mais o mesmo ritmo de crescimento que os países em desenvolvimento. Logo, é um mercado maduro. Além disso, a população é relativamente pequena em termos mundiais. Consequentemente, isso ajuda a limitar o tamanho do mercado local. Não estou dizendo que é pequeno, porém não compensa mais a produção local, ainda mais sabendo que existem países em que se é mais barato de se produzir e exportar, graças aos custos trabalhistas e tributários mais baixos e à escala bem maior.

          • Tosoobservando

            A população da Australia é menor que a de Minas Gerais e tem um PIB per capita altissimo (maior que dos Eua). Eles devem se especializar em serviços, alem do que a Australia tem altissimo potencial pra turismo.

            • th!nk.t4nk

              Só nao confundam populaçao com mercado consumidor. Um país pode ter 5 milhoes de habitantes e um mercado de bilhoes. A Austrália está no meio da Oceania, tem um mercado gigantesco ao seu redor. É um erro justificar como “mercado saturado” e dar as costas para os vizinhos. Tem competiçao forte da China? Tem. Mas a longo prazo nao é motivo pro governo local jogar a toalha. Seu vizinho, a Nova Zelandia, está desesperada pra atrair indústrias, justamente porque já sabe que só turismo nao sustenta o crescimento que eles desejam pro futuro.

    • DinhoRoxxx

      O valor do dólar australiano esta muito valorizado, não compensando mais a fabricação local.

      Também vale lembrar que apenas a Toyota, Ford e Holden (GM) possuíam fabricas por lá, a toyota fechou a fabrica e o custo da matéria prima aumentou, encarecendo ainda mais a fabricação e fazendo com que a Ford e a holden pegassem carona.

  • vicegag

    Aqui se despediria com uma versão Ka 1.0, que acrescentaria um adesivo, last edition.
    Para se despedir dos brasileiros “por baixo”.

  • Marcus Vinicius

    O Governo da Oceania precisa dar incentivo fiscais montadoras automotivas instaladas no país a fim de manter à produção no país !

    • Diegooh

      Oceania não é um pais, portanto não tem governo. É um continente.
      Austrália, esse sim é um pais.

    • Matheus_P

      governo da oceania::::::: forte demais essa hein

    • Tosoobservando

      Acredito que eles nao querem fazer igual um certo país na America do Sul, que abre as pernas para as multi fazerem o que quiserem e cobrar caro seus produtos. Se a Ford sai, outras entram.

  • Marcelo SR

    Esses australianos curtem carros potentes.

  • 320i

    Seis em LINHA… Há quanto tempo não leio isto… uahuahuahuahuauh

    • Rafael Yashiro

      Pensei seriamente que esse tipo de motor sequer fosse fabricado (para carros de passeios), mas vejam só, ainda tem um que roda por ai em perfeita saúde.

      • Marcos Medeiros

        A BMW ainda usa I6, tanto é que o novo M2 é um I6 de arregaçar.

  • DiMais

    por quanto tempo serão produzidos?

  • Denis

    Enquanto a Ford diz Tchau para a Austrália, o da Brasil amarga o inicio do ano em sua 6° colocação.
    Hyundai e Toyota nunca ficaram tão felizes e satisfeitas com esta noticia!!!!!