Home Governamental/Legal Farol de xenônio legalizado? Veja dica de um leitor

farol xenon Farol de xenônio legalizado? Veja dica de um leitor




UPDATE: O tema sobre a legalidade do uso de xenônio em faróis de automóveis gera muita polêmica. Alguns leitores entraram em contato com o NA para esclarecer alguns pontos estabelecidos pelo Contran. Assim, logo abaixo do texto original, inserimos um capítulo das resoluções sobre o uso de xenônio publicadas pelo Detran-RJ.

Há muita polêmica em torno da legalização dos faróis de xenônio que não são de fábrica. Há quem não consiga deixar o equipamento de forma legal e sem dor de cabeças, mas há quem consegue oficializar o uso do equipamento através de trâmites legais.

Neste último caso, o leitor Giovanni Marchese relata que conseguiu legalizar o equipamento em seu veículo e sem gastar muito dinheiro com isso. Abaixo, ele comenta como instalou o farol de xenônio sem ter problemas com autoridades de trânsito:

Hoje sou um usuário muito satisfeito com a iluminação do meu carro, tanto em estradas quando na cidade e também com a estética. Vou dar uma breve descrição de quais foram os procedimentos que tive p/ legalizar o veículo.

Primeiro obviamente comprei e instalei o Xenon 6000 K, feito isso fui ao DETRAN e iniciei o processo de mudanca de caracteristica do veiculo (so ai R$90,50), fiz uma pre vistoria no proprio detran e fui encaminhado para SETA INSPECAO VEICULAR, para em nome do immetro ser feita uma vistoria mais aprofundada (R$180,00), feito isso retornei ao DETRAN e fiz a pós-vistoria. Tanto vai e volta, e agora só falta ir ao setor de veículos e emitir outro documento (R$65,00). Lembrando que o valor do meu Xenon + Instalacao = R$350. 90,5+180+65 = 335.. Fica aí a minha sugestão e como consegui legalizar.

Agradecemos ao Giovanni por seu relato de como conseguir legalizar o xenônio.

Faróis de xenon – as resoluções n° 227 e n° 294 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) determinam que, desde janeiro de 2009, tanto os veículos saídos de fábrica quanto os modificados para o uso de farol de descarga de gás xenônio (farol de xenon) deverão possuir dispositivos de limpeza (lavador ou limpador) e de regulagem do conjunto ótico. O facho de luz emitido por esses faróis deve ser de cor branca. Para instalar faróis de xenon em um veículo, o usuário deve entrar em contato com o Detran e obter uma autorização para realizar o serviço em uma oficina credenciada pelo Inmetro e homologada por uma Instituição Técnica Licenciada (ITL). O Inmetro informa, por meio de seu site (www.inmetro.gov.br/infotec/oficinas), quais são as oficinas que fazem o serviço. Após a troca dos faróis, a ITL inspeciona o veículo e emite o Certificado de Segurança Veicular (CSV). De posse do CSV, o usuário deve quitar débitos do veículo, pagar taxa de serviço e vistoriar o veículo no Detran. Os documentos do veículo (CRV e CRLV) serão emitidos novamente, informando sobre os novos faróis. Veículos fabricados com o farol de xenon antes de 01/01/09 poderão circular normalmente. Já os veículos modificados antes dessa data sem autorização do órgão competente devem regularizar a documentação do veículo, apresentando o CSV no Detran e fazendo o serviço de alteração de característica, como explicado acima. Telefones do Detran: 3460-4040 e 3460-4041 (região metropolitana) e 0800-0204040 (interior).



Se você não está vendo os comentários, desabilite extensões do tipo Adblock (que impedem a exibição dos comentários), ou adicione nosso site como exceção.