Finanças Governamental/Legal Trânsito

Fechamento da Avenida Paulista gera multa de R$ 50 mil para prefeitura de São Paulo

Avenida_Paulista

O Ministério Público multou a prefeitura de São Paulo em R$ 50.101,49 pelo fechamento da Avenida Paulista, símbolo da metrópole brasileira. A prefeitura teria descumprido um termo de ajuste de conduta de 2007, que previa o fechamento da famosa avenida apenas três vezes ao ano.

No entanto, a prefeitura quer proibir o tráfego de automóveis na Paulista nos fins de semana, a fim de transformar a via em um espaço público para lazer para a população. A administração municipal rebate a acusação de que teria descumprido o TAC, pois o mesmo se referia a eventos. O que não é o caso do fechamento da avenida para veículos no domingo.

A prefeitura quer fechar a via das 9h às 17h em todos os domingos, mas promete cadastrar moradores da avenida para que possam circular na área restrita. A administração diz que a ação faz parte do Plano Nacional de Mobilidade, aprovado em 2012.

[Fonte: Estadão]





  • Rico & Orgulhoso

    Estadão tá sensacionalista hein…
    O MP também finge pra mídia que tem poderes que na realidade não tem.
    Quem decide isso é a Justiça…
    A prefeitura, supostamente, descumpriu um mero acordo feito com o MP.
    Cabe a um juiz dizer se esse acordo é razoável, proporcional (leia-se constitucional), se essa multa vale, se o fechamento da via é proporcional (const.) etc
    Isso tudo SE for adotado o pensamento de que o judiciário pode interferir na gestão de políticas públicas em razão da regra alemã da proporcionalidade… Tem muito juiz que entende que isso é papel da Administração (legitimada pelo povo) e ponto final.

    • Corvo

      Vamos ver no que isso vai dar, porém só sei que aqui em SP a Prefeitura piorou ainda mais o transito. Daqui a pouco vamos ver só as bikes andando nas Marginais.

      • Thiago Porto

        piorou como exatamente?
        Caiu os índices de mortes, caiu os congestionamentos e inacreditavelmente reduzindo a velocidade, aumentou a velocidade média.

        Como piorou?

        • Pablo

          Thiago na visão de muitos, obra que não é voltada para a mobilidade dos 16 porcentos, a preferencial SUV é atrapalhar o trânsito. Nunca toque no carro, é uma ofensa um ônibus passar na frente da. Sw4.

          Engraçado, cara sair com 5 metros de carro não atrapalha em nada, tudo normal, uma maravilha. Agora quando vc tenta incentivar um cara a usar um meio de transporte público ou limpo….. Absurdo atrapalhando o trânsito…. Minha bike causa altos congestionamento, seu carro é só vítima.

          • Mardem

            Concordo com quase tudo que você disse, exceto a parte do “incentivar um meio de transporte público…”. É difícil incentivar alguém que tem carro a utilizar o transporte público oferecido hoje em São Paulo (insuficiente, lotado, impontual), então optou-se por um método coativo para “frear” quase que compulsoriamente o uso do carro (o qual há poucos anos tinha isenções para, aí sim, incentivar sua compra). Se o processo de obliteração do uso carro na cidade viesse acompanhado de uma revolução na política dos transportes públicos, não haveria motivo para reclamar. Retira-se, de um lado, o direito do uso do carro, mas do outro, se ressarce com um transporte público digno e eficiente. Entretanto, infelizmente, o que vemos é a praxe da política brasileira de executar sem planejar e, sempre que possível, aumentar a arrecadação nesse ínterim.

            • Martini Stripes

              Cara, é muito difícil incentivar. Na Holanda não foi fácil, tem uma matéria muito bacana no site “outra cidade “.
              É um processo lento, não rola de um dia pro outro.
              Muitos dizem que melhorou, a maioria que diz que piorou, reclama pq é o Haddad. Se fosse o candidato de escolha deste estaria goumetizando São Paulo. Enfim…
              Acredito que esta melhorando e servindo de exemplo positivo.
              Um abraço

              • Mardem

                Pois é. Não é querendo criticar o objetivo, que é louvável. São Paulo indubitavelmente precisa de novos modais de transporte. O maior problema é a maneira como é feita essa mudança: a toque de caixa, sem um estudo mais profundo e de maneira muito superficial. Eu acredito que as ciclovias deveriam, nas vias de maior movimento, ter um isolamento físico maior, em prol justamente do ciclista, que é mais vulnerável, mas o que vemos são apenas faixas pintadas (!), quando muito com um olho de gato. Casos de ciclovias no meio da pista, em locais onde transitam ônibus e caminhões, sem isolamento físico, beiram a negligência com usuário. Sem contar os casos de ciclovias desviadas para não passarem em frente às casas do secretário de trânsito (tsc tsc tsc). A questão da redução da velocidade na capital, por exemplo, é justificável, principalmente pelo trânsito de pedestres. Já nas marginais (expressas, principalmente), é ridícula, já que não deveria haver, teoricamente, trânsito de pedestres nessas vias. Como diz o ditado, ” de boas intenções, o inferno está cheio”. Creio que o prefeito estava bem intencionado, mas executou o projeto de maneira afobada, o que causou a revolta em grande parte da população. Cabe agora aprimorar o que foi feito, reparando o que poderia ter sido evitado caso um projeto mais profundo tivesse sido elaborado antes das obras, mas acredito que isso deverá ficar a cargo do(s) próximo(s) a ocupar(em) o cargo, já que a popularidade do prefeito não indica que ele será reeleito. E aí reside o perigo, já que os “representantes do povo” não costumam dar continuidade à nada. É mais um dos vícios da política brasileira não pensar a longo prazo.
                Abraço!

                • Martini Stripes

                  Eu não discordo de vc em nenhum ponto. Mas ser pioneiro em algo do tipo no Brasil, era óbvio que daria errado pra muito lado e que enfrentaria barreiras e choques populacionais.
                  Enfim, espero que estejamos no caminho certo.
                  E como disse, a Europa e suas lindas ciclovias já tem mais de 70 anos! Não foi de um ano para outro que tudo simplesmente passou a funcionar. A matéria do site outra cidade explica a história de apenas um dos países, achei bem interessante. De lá uma lida. @EdsonFernandes leia também. Abraço.

              • Edson Fernandes

                Discordo. Vc tem uma avenida gigante cujo serve de conexão para muita gente sair um canto de SP para outro. A avenida tem espaço suficiente para comportar lazer e movimentos. Poderia existir diversas operações para saber lidar com os dois… o ruim é fechar tudo, porque a consequencia da Av Paulista fechada é com certeza saturar o que já é saturado em SP para ir no mesmo lugar.

          • MMM

            Incentivar o transporte publico infernizando o motorista e sem oferecer esse transporte de maneira confiavel pra agradar militantes? Sou ciclista desde 1985 e estou muito feliz q esse prefeito vai embora no ano q vem.

            • sheldonDS3

              Também sou ciclista, adoro pedalar…. mas pintar a rua sem qualquer planejamento e chamar de ciclovia é piada. Eu não me sinto seguro em utilizá-la.

              • Christian Balzano

                Se você fosse ciclista não falaria isso não… MENTIRA DETECTED

          • Edson Fernandes

            Ah sim, porque a Av Paulista é uma avenida pequena…. realmente só dá para rodar uma faixa de ida e outra de volta…. atrapalhamos a mobilidade de quem tem bicicleta (e eu também sou ciclista) tendo uma faixa do meio só para isso…. realmente…

            Mas pouco importa ambulancia, outros meios de transporte, o lazer para quem está de lazer é mais importante.

          • DougSampaNA

            Amigo, pela caral….a de impostos e taxas que pagamos sobre o direito de TER ou CIRCULAR com os carros, temos que ter algum privilégio, agora se como bikeiro vc só quer ter privilégio…que tal uma plaquinha na bike, sujeição a multas e IPV alguma coisa pra pagar? Aí eu não reclamaria de ninguem , todos seriamos iguais..

        • CharlesAle

          NA crise, evidentemente há menos carros nas ruas, então vai cair os índices mesmo!! O método de reduzir a velocidade só provou que a prefeitura quer é arrecadar com multas. Pois, de vido a meia dúzia que não respeite os limites, como os rachadores, e que causam acidentes, todos pagam!!!

          • tjbuenf

            A culpa é da crise, de acordo com CharlesAle….

            • Rogerio Silva

              CharlesAle não está de todo errado. Historicamente, momentos de crise culminam em menor volume de trânsito, seja pelo menor volume de emprego, menor circulação de bens e serviços e, principalmente, maior impacto do preço do combustível no orçamento de cada um, sem contar o reajuste do combustível em si.

            • CharlesAle

              Lógico. Os números de acidentes caíram também nas estradas comparadas aos anos anteriores, apesar do aumento da frota. Vai me dizer que foram os radares do malddad que causaram isso nas estradas também?????? Ou foram menos carros viajando devido aos aumentos brutais de combustíveis aliado a essa crise nefasta??

              • tjbuenf

                Os acidentes nas estradas do país tem seus índices flutuantes. O percentual, em outras épocas, sempre oscilou, mesmo o país sempre estando em crescimento nesses anos.
                O Brasil está em recessão desde o segundo trimestre de 2014 e estes números aparecem agora após ações locais do governo de acordo com você sendo reflexo da situação econômica do país. Eles não apareceram tarde demais? Será que em todo país está acontecendo isso?
                Talvez pela sua aversão a este tipo de política você se nega a acreditar em seus benefícios. Este murmúrio foi como também teve com a Lei Seca.

                • CharlesAle

                  Com o enorme aumento da frota nesses últimos anos, há evidentemente mais pessoas viajando e mais acidentes nas estradas, isso é óbvio.. E vai cair muito mais, pois o desemprego só aumenta e não sobra dinheiro para por o carro na estrada, ainda mais com essa gasolina bem mais cara! Os acidentes nas estradas só vinham aumentando e tiveram uma brutal queda nesse 2015! Basta jogar o google e verá que a redução é no País inteiro.. menos carros, menos caminhões, menos acidentes..
                  https://www.google.com.br/webhp?sourceid=chrome-instant&ion=1&espv=2&ie=UTF-8#q=Caem+os+acidentes+nas+estradas+em+2015

          • Rico & Orgulhoso

            Vc forçou a amizade aí.
            “devido a meia dúzia que não respeitam os limites”
            Das duas uma: ou vc tirou a CNH agora, ou não conhece SP/SP.
            Se vc realmente já dirigiu em São Paulo antes da “febre” dos radares (sei lá, coisa 15 anos atrás ou mais), vc deve saber que nas marginais se andava a 100, 120 normalmente.
            Era uma farra para os nativos adoidados e um inferno para os menos experientes, forasteiros, pedestres e ‘bicicleteiros’.
            Por conta desses abusos é que hoje a coisa é tão amarrada assim.

            O valor do século (por que não do milênio?) é a fraternidade. Igualdade e liberdade ainda não atingiram patamares ideais, mas já caminharam bastante. A fraternidade (solidariedade) ainda engatinha.
            O caminhão precisa respeitar o carro (na prática ocorre o inverso). O carro precisa respeitar o pedestre (na prática ocorre o inverso). O homem precisa respeitar o animal sob seu domínio (na prática ocorre o inverso).
            É necessário reverter esse inverso (lei bárbara, lei do mais forte etc), pois não está de acordo com a solidariedade humanitária (fraternidade).

            Não sou religioso tampouco crente em deus(es) mitológico(s), mas as ideias de Cristo acerca do amor são cada vez mais contemporâneas e necessárias para o progresso!

            • CharlesAle

              Ok. Tá certo. Só acho que divulgar os dados da queda dos acidentes ,ignorando aqueles que já deixaram carro na garagem, por simplesmente estar inviável e custoso(estacionamento, gasolina cara, emprego q foi pro espaço…)…é que me revolta..A prefeitura omite isso pois sabe que é uma verdade..Dirijo em SP, capital, desde 1991, quando tirei carta.. Apesar de morar no ABC, e realmente saber que não só nas marginais, mas sim várias avenidas virarem pistas de corrida de irresponsáveis, mas os irresponsáveis são minoria..A grande maioria, trabalhadores q só querem chegar em casa..Mas infelizmente, hoje, os radares viraram caças níqueis, dinheiro fácil em época de crise..

            • Edson Fernandes

              Opa, andar a 50km/h numa marginal tietê é para “ter fraternidade” com o proximo?

              então quer dizer que apenas respeitar a sinalização sendo a 70km/h nas marginais e 90km/h na via expressa era um sinal de não fraternidade ao proximo???

              Rapaz do céu… então logo mais vmaos todos caminhar 30km para ir e voltar do trabalho porque temos que ter fraternidade ao proximo. Digo mais: Eu vou ter que caminhar 140km para onde eu estou trabalhando atualmente por fraternidade.

              Olha, fraternidade é uma coisa, respeito é outra. Fraternidade podemos praticar em ações e gestos, mas temos de ter respeito com todos e inclusive quem está motorizado. Ser fraterno é permitir um espaço, dar passagem, ser educado no transito, longe de polemizar e colocar como se carros fossem um demonio na terra.

          • Thiago Porto

            Olha cara, é uma boa explicação, mas acho pouco provável no caso de SP que a totalidade dos índices tenha sido alcançado somente pela Crise.
            30% de redução de acidentes é uma redução bastante abrupta e significativa, principalmente se vc levar em consideração que foi no período de 1 mês.

            E vou além, comparativamente aqui em Curitiba não houve redução na velocidade das vias mas já houve redução no transito diário em função da crise.
            Mas o choque de cortes de emprego aqui foi gigantesco, nos 6 meses só o fechamento da GVT e HSBC está jogando milhares ao desemprego.
            Tá sinistro.

            • CharlesAle

              OK Thiago, a redução da velocidade tem sua influência na queda do número de acidentes. Mas o que me deixa p*to da vida, é que eles simplesmente ignoram que há menos carros nas ruas, e dão todo o mérito a medida de simplesmente reduzir a velocidade, como que justificando a enorme quantidade de radares que esse pesadelo de prefeito implantou em SP, e consequentemente a enorme quantidade de multas! Esse prefeito tá pouco se lixando para os acidentados, a vida humana, mas sim só em arrecadar multas. Se estivesse preocupado com vidas humanas, faria algo para diminuir os atropelamentos nas avenidas e esquinas mais perigosas. Faria campanha séria para educação no trânsito, mas nunca fez nada!!!O foco só é arrecadar e pronto..

            • sheldonDS3

              Achar que reduzindo de 60 p/ 50 vai reduzir acidentes é no mínimo engraçado. Todos aqui sabem que os acidentes fatais, normalmente estão ligados ao excesso de velocidade. O sujeito que causava o acidente não estava no limite anterior 60, ao causar esse tipo de acidente. Assim, nada muda alterando o limite de velocidade. Eu era a favor sim, de se manter os limites anteriores e aumentar a fiscalização. Isso sim trás resultado.

          • Speed12345

            Como dizia o Arnaldo: A regra é clara. Desrespeitou a lei, toma multa.

            • Edson Fernandes

              Só que a multa não ensina e não faz quem anda acima dela, deixar de andar.

        • Corvo

          Dia 04/09 SP bateu recorde de congestionamento: 861 km.
          Ciclovias e faixas de ônibus são feitas sem planejamento nenhum pelo Haddad. Minha opinião é que o transito piorou em base a experiencia própria nos trajetos que utilizo

          • Pablo

            Por curiosidade. Vc ja procurou as pesquisas? Posso te mandar, estão todas em domino púbico, são somente 30 anos de estudo. O povo tem esse discurso que não existe pesquisa mas não procura.

            Sp claro que vai bater recordes, e te falo mais, não vai parar tão cedo… Aaa mas pq então as obras não funcionam? Não mas pq afetar o trânsito de massa demora, com um governador parado então….. Mas os resultados quando vc procura acha, a média dos recordes,quanto tempo demoram? Agora demora mais. Atropelamentos. A velocidade dos carros diminuio, as do ônibus também, afinal usam a mesma via, grande erro, mas onde tem corredor a velocidade subiu. Tem n exemplos. A questão é q transporte povo acha q é sub engenharia, historicamente todo mundo acha q é engenheiro, técnico e sai dando pitaco, não digo vc, vc é usuário, quer a coisa funcionando, não quer saber como e está no direito. A questão é quem manda não está nem aí. Os poucos bem intencionados entram em uma guerra quase q só. Hadda hoje tenta com ônibus fazer o trabalho do governador, que é o transporte de massa…. Enquanto em faz isto, vai melhorar pouco, entendo que é melhor que nada, vc ajuda no que pode, mas só o dia que a real responsável agir, vc notará uma enorme mudança rápida. No mais Hadda segue sendo aquele cara que não pode fazer muito nessa área mas se nega a só assistir, quer ajudar como pode.

            • Edson Fernandes

              Te pergunto, com base nessas pesquisas, como pode colocar uma ciclovia a esquerda da pista e colocar linhas de onibus (corredores) a direita?

              Então o estudo cujo vc diz ter 30 anos só aprova bons projetos?

              O mesmo que estipulou imediatamente no mandado do Haddad a redução de velocidade é em base desse estudo de 30 anos?

              Lembre-se que nesse estudo de 30 anos, as vias tiveram sua velocidade aumentada… e depois inicialmente reduzidas pelo prefeito anteiror e o atual piorou a situação. Pois ele em um primeiro momento colocou o corredor de onibus cujo locais possuem na esquerda e na direita. Tudo isso é de estudos?

        • disqus_tHjSUs6BnQ

          Você acreditou nos dados divulgados pela Prefeitura?

        • sheldonDS3

          Com essa crise, caiu o número de pessoas empregadas e consequentemente o número de pessoas utilizando seus carros…. Justifica a queda em alguns números…

        • Marco Schneider

          Então você acredita no conto de fadas da CET? Legal, um “estudo” que a CET fez para avaliar os resultados que ela mesmo aplicou, muito confiável, não?

          Amigo, o trânsito piorou sim, é só pegar os valores de congestionamento. Mês passado chegou a bater 2 recordes históricos seguidos, passando pela primeira vez de 1000km de congestionamento.

          Eu acho que o caminho certo é transporte público, mas a execução disto está completamente desastrosa. Ora, o correto seria melhorar o serviço de transporte público prestado para que as pessoas que utilizam carro optem pelo transporte público graças à MELHORIA do mesmo, mas infelizmente hoje o transporte público é precário, hiperlotado e lento, e o prefeito quer forçar meios alternativos de transporte não melhorando estes, mas apenas piorando para quem usa carro.

        • DougSampaNA

          dirija 100 kms por dia só dentro de bairros, aí vc vai ver a merda que vira uma avenida de 4 ou 5 kms dentro da cidade; um caos, nos bairros nem os onibus conseguem andar nas tais faixas de onibus porque encheram as avenidas com faróis burros de meio de quateirão; aqui na Av Washington Luiz da ponte do Socorro até a Sabará há 1 congestionamento de 15 min pra andar 1 km graças a 2 faróis de meio de quarteirão que puseram no início da Sabará…é estupidez sobre estupidez.
          O índice de morte caiu, faz de conta; informação vinda de empresas que prestam serviço ao PT são iguais a Dilma dizer que Lula não sabia de nada sobre coisa alguma..

          • Corvo

            Pois é, quem mora nessa cidade e anda pela Capital e Periferia sabe quão ruim está planejada e a piora do transito é uma realidade. Vejo muita gente opinando do assunto e nem mora em SP. Não que não possam opinar, porém argumentar se baseando só em estatísticas da Prefeitura petista é um tanto simplista.
            A realidade é que em muitos lugares as ciclovias só foram feitas para chegar nos 400 km que Haddad quer, assim como a faixas de ônibus

      • Ricardo

        Procure reportagens sobre o assunto na Suécia e Noruega!

      • Speed12345

        Com qual embasamento você fala isto? A redução de velocidade das marginais reduziram os acidentes e o trânsito. Além disto, o espaço que as ciclovias tiraram dos motoristas foi mínimo.

        Ciclovia existe em outras metrópoles, porque não pode existir em SP?

        • Pablo

          Pq SP sempre e mais, diferente de tudo…. Sempre tem algo, um detalhe…. Vc vai ouvir um milhão de desculpas.

          Povo quer q o trânsito mude, mas ela não, sua rotina continuar intacta. Esqueceram de avisar q o trânsito é a soma de rotina.

        • Corvo

          Meu foco da conversa não são as ciclovias e sim o transito. Não vejo nenhuma melhora no transito como Haddad diz. Ciclovia existem em outros países desenvolvidos com planejamento adequado. Em SP em alguns lugares estão feitas só pra cumprir a meta do Prefeito de 400 km.

        • sheldonDS3

          Sim, ela deve existir em SP. Mas ela foi feita sem qualquer planejamento. Dê uma olhada na ciclovia dos três tombos perto da Anchieta, ou mesmo a ciclovia na região da Sumaré, aquilo é piada. Ciclovia em meio as ladeiras, só vai servir para atletas.

          • Edson Fernandes

            Não, mas ela tem 30 anos de estudo… vc não sabia?

    • Holandês Louco

      “proporcional (leia-se constitucional)”

      Não é constitucional, não está na constituição;;;

      • AHSOliveira

        Em “juridiquês” proporcional se refere a medida estar em harmonia, ajustada, em “proporção” com a constituição.

        • 4lex5andro

          bem por aí a ideia seria de coerencia, na etmologia do termo : pro (a favor, ao lado) porçao (conjunto, do todo, no caso , ‘constituiçao’ das leis) ..

      • Rico & Orgulhoso

        Art. 5º, § 2º Os direitos e garantias expressos nesta Constituição não excluem outros decorrentes do regime e dos princípios por ela adotados

        Tá fraco, hein? Nem o art. 5º da Constituição… Tem que comer muito feijão com arroz

        • Holandês Louco

          Não estou fraco não, muito pelo contrário… tenho 39 anos, 102 kg, 19% de gordura, já comi muito arroz, feijão, batata, picanha, alcatra, pernil e outras coisas boas ;-), por outro ponto de vista, também acumulo 2 diplomas universitários.

          Como não estudei direito, meu voto+ vai pro AHSOliveira, que explicou e não esculachou

          • Rico & Orgulhoso

            Era pra esculachar mesmo
            Achei que fosse um advogado de 1º semestre querendo dar uma de sabidão

            • MG

              Você faz o quê Rico e Orgulhoso?

              • Rico & Orgulhoso

                Eu sou Ganhador de Dinheiro. E você?

                • MG

                  Eu ganho e gasto… kkkk

    • DougSampaNA

      Sou contra o fechamento, e se numa emergencia vc precisa de um hospital e seu médico só aceita te atender em algum deles ali na região? Vc morre porque é domingo e os outros querem passear de bike? Tem Ibirapuera pra isso, tem lugares melhores pra isso.
      Não concordo com as ações arbitrárias desta Bosta de prefeito.

  • Claudio Abreu

    Também quero minha rua fechada no domingo só pra quem mora aqui – ‘não aguento mais esse trânsito dessa gente que vem sei lá de onde entupir a minha rua…’
    Tá boa, prefeito. Política pública de qualidade passa longe disso.
    Teve que vir MP pra lembrar que a rua é de todos – em todas as formas.
    Vá cuidar dos parques, vá melhorar a qualidade do ensino das escolas.
    Vá cuidar do trânsito como se deve – e não ‘fechando’ a cidade em seu próprio centro.
    Os ‘relógios’ de rua (antes fossem os antigos, esses novos são ridículos, com base curva, atrapalham as calçadas) agora não divulgam mais a temperatura, só as horas e uma ‘mensagem carinhosa do mês cor-de-rosa’. Máfia reguladora publicitária – fizeram o ‘cidade limpa’ e agora só a prefeitura pode divulgar publicidade nesses relógios ridículos e nos (não menos ridículos) novos pontos de ônibus – queria aproveitar e convidar a mamãe Haddad para experimentar ficar fritando ao sol à sombra de um teto de vidro. Quando chove, também é uma delícia (os tetos mal cobrem meia dúzia de pessoas).
    Os tais “novos pontos” são modulares: pra cada 2,5 metros de cobertura, um putsa painel publicitário luminoso, vertical, rente ao chão, que atrapalha horrores os transeuntes e quem tentar enxergar o trânsito. Algumas grandes avenidas, com corredores de ônibus (Ibirapuera, por ex) está uma aberração, cheia destes painéis intercalando as partes cobertas dos pontos.
    Olha, é tanta ignorância que daria pra um edital só das *agadas dessa gestão.

    • tjbuenf

      As pessoas reclamam tanto que o Brasil não segue os exemplos do primeiro mundo e quando tenta vem outros reclamar.

      • Bruno Alves

        Esse é o problema amigo, o Brasil só tenta mesmo. Porque não consegue nunca.
        Sempre pulam a parte mais difícil, que é a parte do planejamento.
        Fica óbvio que o que esse energúmeno está fazendo em São Paulo tem o único objetivo de se autopromover, passando uma imagem de prefeito à frente do seu tempo, defensor do meio-ambiente… mas o principal a prefeitura não faz, que é plantar árvores.
        São Paulo só perde milhares de árvores antigas todo ano, ou porque estavam doentes, ou porque a chuva derrubou, ou porque estava atrapalhando o caminho, podas mal feitas… E assim a cidade vai ficando cada vez mais poluída e quente, mas os iludidos estão tranquilos, achando que o prefeito esta salvando a cidade…

        • tjbuenf

          Mas você tem certeza que a Secretaria de Meio Ambiente já não tem projeto como este? Vendo você falar da suposta intenção de automopromoção do prefeito me parece bem claro a intenção de ser apenas um reclamão…

      • Rodrigo

        Acharia ótimo se o prefeito adotasse o exemplo de prefeitos de outras metrópoles no mundo e fosse trabalhar de transporte público ou bicicleta, so pra sentir na pele o que muita gente passa todos os dias. Mas no caso dele o meio de transporte escolhido é o helicóptero (nem o Alckmin, que é governador, utiliza-o tanto).

        • tjbuenf

          Considero de muita inocência comentários como este. O Haddad não revolveu o problema de transporte na cidade, apenas está no começo da implementação de uma opção de mobilidade. E certamente também sabe o que é ir trabalhar de bicicleta porque ele mesmo já foi. Acredito que de transporte público também, se não me falha a memória.

          • Rodrigo

            Realmente, muita inocência acreditar que um sujeito arrogante e pernóstico como o Hadad se submeteria a tamanho exemplo. Ele quer mais mamar enquanto tem tempo…
            Mais inocente ainda é quem acredita que o que ele faz é para o bem da sociedade, kkkkk. Procura no Google sobre os familiares do Hadad e a especulação imobiliária.

          • leitor

            Se não vai mais perdeu a moral pra argumentar.

      • Antonio

        Exemplos de primeiro mundo você se refere ao que? A Europa? Eu até agora não vi nenhum país europeu fechando uma avenida de tamanha importância para a cidade como a Paulista para São Paulo. Normalmente o que eles fecham são as ruas do centro histórico da cidade, que possui um tamanho, importância e fluxo bem menores que a Paulista. Seria algo semelhante a Madrid fechar a Gran Via.

        • tjbuenf

          O fechamento ocorreu em uma parte do domingo onde o trânsito foi desviado para vias próximas. E não faz muito tempo que foi noticiado que Oslo tem intenção de fechar todo o centro da cidade para carros até 2020.

          • Antonio

            O trânsito foi desviado para vias próximas e provavelmente a CET disse que deu tudo certo e você acreditou né? Mesma coisa quando eles fecharam o Minhocão em um dia que não estava previsto e a CET alegou a mesma coisa enquanto os telejornais filmaram o trânsito que isso tinha ocasionado. Não sei se você costuma andar de carro pelos arredores da Paulista, o que eu duvido, mas a Alameda Santos que é a via paralela a Avenida com sentido a Zona Sul normalmente já tem um fluxo intenso de carros, o que inclui os domingos visto que lá se concentram uma grande quantidade de restaurantes e hotéis. Imagine quando fecham a avenida como isso fica. Isso sem contar que a cada quarteirão da Paulista uma rua cruza ela, como a popular Augusta, e então todo o trânsito dessas ruas que a cruzam seria concentrado em ruas como a Alameda Santos. Se a pessoa tentar descer para pegar outra paralela é pior ainda porque aí você fica na região da Oscar Freire que é ainda mais congestionada aos fins de semana. É um tanto quanto difícil que uma rua com apenas 3 faixas não fique congestionada com esse fluxo não acha?
            E independente do trânsito a Avenida Paulista como já diz o nome é uma AVENIDA. Isso significa que ela foi concebida para receber o trânsito tanto de pessoas quanto te veículos, então interromper o fluxo destes é tirar da Paulista a sua principal função como tal. O Estado deve garantir o trânsito de pessoas em todos os meios de transporte.
            Sobre Oslo saiba que eles também declararam que até 2020 querem tirar as cédulas de circulação. Duvido que isso aconteça. A Noruega adora fazer projetos extremamente ambiciosos que são completamente insustentáveis. Para de sentar no asfalto quente ou nas calçadas feito um mendigo e passe a frequentar os parques, esses sim construídos para o lazer.

          • sepchampions

            Meu amigo com a quantidade e qualidade do sistema de transporte Europeu pode fechar a cidade inteira para carros pequenos que o impacto não será tao grande. Ontem eu estava no estádio do Benfica em Lisboa e depois do jogo desci pra estação do metrô e por duas estações seguidas entraram vários dos 63.000 mil torcedores e nem assim ficou tão apertado como alguns ônibus de Salvador e metrôs de SP e RJ.

            • tjbuenf

              Dia de jogo no Maraca também tem esquema especial do metropolitano….

      • Claudio Abreu

        Desculpe, tjbuenf, mas vamos falar de agenda de primeiro mundo? Não precisa ir até as áreas de ponta: enquanto sonhamos com práticas de bom senso de uso de espaço (concordo), o Brasil tem uma agenda sanitária do século XVII. É de chorar: só 1/3 de nossas construções urbanas têm esgoto tratado; temos 3% da população mundial e 11% das mortes por violência; analfabetismo funcional, obesidade e desnutrição de mãos dadas, impunidade crônica e por aí vai.. Não dá sequer pra citar o termo ‘primeiro mundo’ aqui. A não ser sonhando – e estamos anestesiados, não sonhando..
        Voltando a SP: nosso digníssimo prefeito vaticinou que “cada bairro dessa cidade terá uma grande avenida fechada aos domingos”. Essa anta (me desculpe) parece não conhecer a realidade dos vários bairros periféricos daqui – quase todos conurbados, formados ao redor de beiras de estradas e antigas rotas ou fundos de vale, urbanizados sem qualquer planejamento, sem malha viária permeável. Em muitos deles, a avenida principal é a artéria básica do lugar (não há binários ou paralelas que as supram; todas as travessas são coletoras). Diferente do que acontece na Av. Paulista, nas periferias não há alternativas de trajeto. Ambulâncias, viaturas, taxis, serviços – e, por que não, os próprios moradores – estariam privados de acesso principal. E em nome de quê, mesmo?
        Resumindo: em nome de uma política ‘igualitária’, ele estende o ‘benefício’ à toda cidade, sem que nos demos conta de que, às vezes, tábula rasa é a atitude mais injusta. Outorga pra si o benefício de dar a rua ao povo (olha que bonito) 5 horas por semana, pra atenuar as outras 163 em que o povo se lasca. Cosmética anti-ética, enganação.
        Equipar o centro, repovoar o centro, azeitar o transporte metropolitano, diminuir as distâncias, tudo isso era promessa, pelo que só vemos ‘cosmética’ até agora – o que, de fato, me envergonha como cidadão desse lugar.

        • tjbuenf

          Claudio, não temos que resolver um problema por completo para começar a implementar melhorias para outras áreas. No Brasil TUDO é urgente, então vamos fazer paulatinamente um pouco de tudo para o país crescer mais sólido.
          Sobre as modificações feitas pela prefeitura, não devemos esperar por mudanças que não desagradem de alguma forma a alguém porque ela não existe. Quando eu estava na escola à época da mudança de moeda no país lembro de muitos adultos reclamando porque não entendiam o modo como se faria a conta de conversão, já pensou se os reclamões tivessem ganhado pela não mudança da moeda? Desagrados sempre haverá em qualquer ação, mas sempre podemos lutar para melhorar e afetar negativamente cada vez menos pessoas.

          • Claudio Abreu

            Mas, amigo, não dá pra comparar: a reorganização das finanças com o plano Real foi cirúrgica, necessária e de extremo sucesso. Não dá pra comparar com a cosmética que nosso prefeito vem proferindo: essa cidade é uma metrópole, afinal! precisa de ações metropolitanas, sérias, sem maniqueísmo. O maior problema de SP é a dívida do município frente à União, que impede qualquer investimento aqui. Haddad (pra mim e pra muitos) entrou porque conseguiria renegociar essa dívida absurda (afinal, sendo do mesmo partido da presidente). O que vimos depois? Recrudescimento das máfias dos transportes (ônibus, CET), do lixo, do asfalto, dos impostos prediais.. tudo à sombra da ideologia – não sou só eu, que me considero de esquerda, que me sinto enganado. Mas, sim, temos muito que evoluir e reivindicar. Vamos em frente.

            • tjbuenf

              Não foi uma comparação de importância, Cláudio, mas apenas para argumentar que toda mudança traz todo tipo de consequência, e que devemos nos habituar a elas.

      • leitor

        Primeiro mundo com essa educação e saúde, saneamento, transporte público desse jeito? Está ficando mais parecido com metrópoles africanas, seriços ruins em tudo quanto é área e quem puder algo melhor que isso não pode usufruir, tem que ser como pobre mesmo.

        • tjbuenf

          Você não deve ter lido atentamente meu comentário….

          • leitor

            Está escrito que o Brasil quer imitar o primeiro mundo e as pessoas reclamam. E eu pergunto imitar o quê? Cadê que não imita a parte dos bons serviços? Serviços ruins e quem pode ter como superar não pode porque não é permitido.

            • tjbuenf

              Você tem sérios problemas em compreender texto ou é do tipo de muda a conotação propositalmente para desqualificar o comentário.
              Mas note que usei as palavras quando e tenta.

              • leitor

                E isso quer dizer o quê então?

      • sheldonDS3

        São Paulo seguindo o exemplo do primeiro mundo……

        • tjbuenf

          Nossa, uma árvore no meio.. que absurdo isso numa cidade de 12 milhões de habitantes que cresceu sem qualquer planejamento….

          • sheldonDS3

            Não é o fato de haver a árvore, mas sim fazer uma ciclovia aonde já existia a árvore….

            • tjbuenf

              O verbo haver está no tempo certo.De fato será existia pois amanhã mesmo já arranco todas…

  • Mr. Car

    R$ 50.000,00? Que fortuna, heim? O Haddad deve estar no alto do Mirante do Vale prontinho para se atirar de lá, se é que já não pulou.

    • Rico & Orgulhoso

      Não faz cócegas… Ele já é bem de vida desde meados de 80, quando se associou a uma incorporadora de imóveis, muito antes de adentrar na política…

  • BorisAWD

    Haddad, nao adianta fechar a Paulista se a cracolândia estiver aberta 24h

  • Pablo

    Hadda dando um choque de gestão na cidade. Ele infelizmente é mais a frente do que muitos que governa…. Em alguns anos seus feitos vão ser reconhecidos. Aqui político que olha para o lado do povo é logo execrado, planos de poder é só para quem joga no ibope, sangue e para multidão.

    Como Curitiba, em uns anos vc será reconhecido, mas vamos ver quão atrapalhar as obras o futuro prefeito de SP fará.

    • CharlesAle

      Esse prefeito só será reconhecido pelas inúmeras idiotices que fez!! Aliás, o TCU já constatou obras superfaturadas em sua gestão! e ai…

      • Christian Balzano

        E as obras do metrô? Passou deboa né?

        • CharlesAle

          Ué. O assunto é o prefeito, se formos falar de tudo que é corrupção aqui, haja texto..A já começar por Brasilia!!!!

    • Rogerio Silva

      Quer ver o choque de gestão que esse prefeito está dando na cidade? Vá à Cracolândia e começará a pensar porque maldição esse cara pinta faixa e reduz velocidade se aquilo existe.

    • Rodrigo

      Olhar para o lado do povo? Aonde cara-pálida? Fala pro povo lá de Guaianases ou Itaquera ir até a zona sul ou oeste trabalhar de bicicleta, vamos ver o que eles acham… Levantam 4h da manhã pra pegar 2 ou mais conduções pra chegar a tempo no trabalho. Tá sabendo legal heim.
      Pra mim o Hadad não é visionário, é imediatista. Está deslumbrado com sua síndrome de pequeno poder. Ano que vem ele cai, vamos ver o rombo que ele deixará nos cofres…
      Ah, época de chuvas está chegando, será que esse ano iremos bater recordes de vias alagadas novamente? Porque a única medida que ele vem tomando contra isso é espalhar placas escritas “Área sujeita a alagamento” pela cidade.

      • Christian Balzano

        Tomara que a época de chuvas ajude a encher a Cantareira. Um probleminha meio esquecido aqui da turminha anti-PT.

        • Rodrigo

          Típico comentário de MAV socialista de Nike. Devem receber aulas sobre como desviar o foco de um assunto usando outro assunto, de preferência de partidos opositores. Não me admira não terem falado das contas do Cunha na Suíça, mas enfim.
          Ambos problemas são graves (embora na minha casa nunca tenha faltado água) e a solução de um problema não depende do outro. Logo, seu comentário me soa como apelativo. Melhore seus argumentos.
          Ah, cabe frisar que a manutenção de galerias pluviais e esgoto é prerrogativa do município. Só pra deixar registrado isso, caso não saiba.

          • Christian Balzano

            Não sou socialista. Tenho Nike sim, não vejo problema nisso. Mas se o problema da água fosse pelas galerias o problema seria bem mais simples de resolver. Por enquanto a Sabesp é um órgão estadual e está mais relacionado a má administração pública estadual que qualquer outra coisa que possa contra-argumentar.

            Você tem razão, desviei o foco. Existe uma ciclovia em Itaquera, na Radial Leste começando no estádio e indo até a Salim Farah Maluf, não é uma exclusividade da Paulista. Me parece ser um dos trechos mais longos de ciclofaixas na cidade. O trabalhador é muito mal servido de estações e linhas de metrô naquela região, ocorrendo superlotação todos os dias. Outra responsabilidade exclusiva do governador do estado. O prefeito tem sua parcela de culpa, tenta resolver com faixas exclusivas para ônibus, que estatisticamente apresentou melhorias no tempo médio de deslocamento. Mas a jurisdição do prefeito termina aí. O resto meu amigo, é o outro amigo aí. Mas os ataques partem para um único lado, então colega, não sou comunista assim como você não seria um coxinha, mas precisa abrir os olhos!

    • Gabriel

      Espero que sua opinião seja baseada em algo além de ciclovias e reduções de velocidade (assim como quem odeia deveria ter mais motivos que isso).

    • Antonio

      Olhar para o lado do povo? Para mim quem faz ciclovias como o Haddad quer a morte do povo (ciclistas). Completamente mal feitas, inseguras, cheias de irregularidades, mal planejadas…

      • Christian Balzano

        Voce anda de bike? Muitos que reclamam delas não pedala há décadas, a ultima vez foi na infância. Eu ando, elas não são perigosas. O que é perigoso são lugares que ainda não tem ciclovia para conectar.

        • Antonio

          Não preciso andar de bike para dizer que elas são perigosas. Tenho dois pares de olhos. Se você acha que uma ciclofaixa com um desregulamento do asfalto no meio dela a tal nível que pode claramente provocar um acidente é algo seguro eu realmente nem tenho mais o que dizer. E essa situação lamentável eu não encontrei só na ciclofaixa do meu bairro (Perdizes) como também em Higienópolis com uma ciclofaixa cheia de buracos. Claramente “o melhor prefeito da história de SP” só pintou o lugar de vermelho pensando no votinho de pessoas como você, que aplaude de pé as coisas que ele faz e não percebe o quão pouco ligando ele ta para os ciclistas.

  • Diego Lip

    Queria um Haddad em Joinville, minha cidade. A coisa tá feia aqui.

    • Romulo Moreira

      Kkkkkkkkk o pessoal vai te oferecer gratuitamente e sem possibilidade de devolução…..kkkkk

      • Diego Lip

        O pessoal de São Paulo não valoriza o que tem, se metade dos prefeitos fossem preocupados com a mobilidade urbana, como Haddad, o país seria um lugar melhor.

        • David

          Você tem algum problema mental ou o que? Esse cara conseguiu acabar com a cidade com essas porcarias de ciclovia e imposição de limite de 50km/h e tantas outras atrocidades.

          • Christian Balzano

            Aff mano! Voce fala muita asneira cara. Acabar com a cidade? A cidade vive seu melhor momento. O trânsito diminuiu… já não se vê mais notícias daqueles congestionamentos recordes… A redução da velocidade, a restrição de caminhões, varias atitudes favoreceram você que não quer sair do conforto do seu automóvel.

            • David

              TRANSITO DIMINUIU? AONDE CARA? Eu moro nesse inferno chamado SÃO PAULO! e TE GARANTO QUE O TRANSITO PIOROU E MUITO. Você não sabe o que é levar 4HORAS QUATRO HORAS para trafegar do aeroporto de Congonhas até a região da paulista, Não sabe como é demorar 2h só para chegar perto da Rodovia Raposo tavares não sabe MESMO.

          • Diego Lip

            Se você não larga do carro e não quer dividir uma via com ciclista, quem tem problema mental é você, não eu. Cidades europeias já estão restringindo o uso do carro, atitudes bem mais radicais que Haddad e todo aplaudem. agora se ele faz aqui, ele é um maluco doente. Pensamento legal.

            • David

              Não largo o carro mesmo. Por que trocaria o conforto do meu carro para correr risco em cima de um brinquedo? Eu tenho noção do perigo. E fora que eu tenho problema de articulação.

  • Leandro Santos

    MP coxinha. Pode faltar água, pode fechar escolas, mas se fechar a paulista, multa.

  • Rodrigo

    Prevejo a CET e Guarda Civil multando ainda mais, pra compensar.

  • Gabriel

    Eu acho legal a idéia de fechar a Paulista, não é como se as pessoas nao conseguissem se movimentar de carro como alguns exagerados dizem. O problema é que temos aversão a esse sentimento de “perda” que fechar uma via causa.
    O que eu acho foda de tudo isso é a análise estatística ridiculamente superficial que muitos fazem pra falar que as reduções deram certo.

    • Rodrigo

      Legal vai ser a hora que uma grávida e seu bebê morrerem no caminho das duas maternidades lá existentes por conta de não conseguirem entrar na Paulista numa situação de emergência. Daí a prefeitura indeniza, né?!

      • Rodrigo

        Além disso, acho que os moradores da Paulista (sim, há prédios residenciais lá) nem consultados foram.
        Já morei em rua que tinha feira e lembro bem o inferno (e a sujeira) que era. Mas a “máxima” da coletividade é “os incomodados que se mudem”, né?! Não interessa se ralou muito pra comprar, o que importa é o coletivo. Mal sabem estes que por trás desse “espírito coletivo” encontra-se especulação imobiliária por conta do zoneamento. Já viu quanto está custando o metro quadrado no Baixo Augusta? Entre R$12 e R$15 mil. Aqueles prédios abandonados no centro de São Paulo, acha que a prefeitura é “ruim” por não transformá-los em moradia populares para os invasores ou estão lá só esperando valorizarem-se mais para virarem grandes empreendimentos?
        Pense fora da caixa, por ações “populares” assim que os políticos ganham um “por fora” das incorporadoras.

        • Gabriel

          Isso é verdade, acho que principal ponto de fechar a Paulista é quanto a vida de quem mora ali. É um ponto complicado, até onde o bem comum vale em detrimento dos prejudicados pela medida? Ou até onde as pessoas prejudicadas valem para não oferecer algo pra uma maioria? Não sei se há uma resposta certa.

      • Gabriel

        Bom, a cidade é um bocado grande e duvido que alguém vai morrer por não conseguir chegar a qualquer outra maternidade.

        • Pablo

          Se o cara tivesse boa vontade, olhava as audiências públicas, o q foi acordado….. Mas o negocio é reclamar, nem li o q é…. Não gostei do título então tô reclamando.

          Veículos em atendimento e hotel terão acompanhamento da CET.

        • Christian Balzano

          Verdade, ainda mais no domingo! Hahahaha esses comentários dessa galera parece do Datena!

    • David

      A sim é legal mesmo e quem prefere o carro que se dane né? Por causa de um bando de ZÉ POVINHO que acha que a Paulista é a 25 de março…

  • Microamp

    Pessoal dizendo que o cara é visionário…Curioso ele fechar a PAULISTA, que tem inclusive um parque, e não avenidas da periferia, é porque periferia não dá audiência né?

    Sobre as ciclovias: acho ótimo seguir novas tendências, mas vamos com calma: quem já foi para a Europa sabe MUITO BEM que as ciclovias NÃO SÃO faixas vermelhas no meio da rua, algumas até são, em locais de pouquíssimo movimento, mas a maioria tem lugar reservado e não atrapalha nem os pedestres nem os carros (tem ciclovia em São Paulo que no meio da curva toma uma faixa da rua sem mais nem menos). O que nosso ilustre prefeito tem feito é pagado de bom moço com essas tais tendências mundiais, mas pintar faixa e colocar radar é fácil, porque ele não segue a tendência de serviço público de qualidade, educação de qualidade, tecnologia de ponta disponível para os professores, fim da cracolândia…a lista é gigante.

    E falem o que quiser, mas não venham dizer que o monstro do SUV é o perseguido por essas políticas: vai dar uma volta nos bairros nobres (Higienópolis, Morumbi, Jardins) e depois nos pobres e veja onde o trânsito de bicicletas é maior. Até hoje não vi praticamente nenhum ciclista vestido de forma humilde em uma ciclovia, o que vejo é sempre o cara com roupinha e bicicletinha cara, cheia de frufru na sexta feira à noite (basicamente é monstro do SUV, que guardou o carro em casa depois de voltar do trabalho e então foi dar uma volta de bike). Tanto é verdade que surgiram um monte de lojas hipster de bicicletas e que cobram verdadeiras fortunas pelas bicicletas.

    Eu racho de rir quando o prefeito critica os coxinhas, porque é justamente esse povo que tem usufruído e defendido as políticas dele (porque pro cara que tá bem de vida dane-se o sistema público, o que importa é ter ciclovia como na Europa).

  • leitor

    Coisas de comunista. Não faz nada de novo, apenas muda as coisas para aparecer. Politicagem pura. E assim os moradores locais se transformam nos donos da rua, podem andar de bicicleta e de carro. Quem é de outro lugar mais distante não vai de bicicleta e nem pode usar o carro.

    • 4lex5andro

      fato que as ciclovias e areas destinadas a parques, deveriam ser mais presentes nos bairros distantes do centro, da zL e Zoeste, e que demandam de fato, areas de lazer e esporte, mas nao..

      dariam menos ‘ibope’ do que intervir na av paulista, que fica num bairro caro e predominantemente comercial ..

    • Christian Balzano

      tem metro, linha verde… cruza de ponta a ponta!

  • Louis

    Quer passear, vai no Parque Ibirapuera!
    Tem muitos outros lugares públicos praticamente abandonados, mas pessoalzinho “maria-vai-com-as-outras” quer tomar sol na Paulista só porque está na mídia…

    • Essa a primeira coisa que pensei, tipo… Como que vai transformar a avenida em local de lazer se a avenida por si só já é um local turístico, com opções de lazer como os shoppings, o MASP e o Parque Trianon… O pessoal quer fazer pique-nique no meio da Paulista??

      Li uma matéria há alguns meses que vários escritórios (principalmente de micro e pequenas empresas) estão saindo da Paulista e indo pra região de Pinheiros, porque a Paulista tem sofrido com esse tipo de medidas que reduzem e dificultam o movimento (além dos protestos)…

  • Fanjos

    Nem falo mais nada sobre esse prefeito doente mental esquerdoso.

  • Speed12345

    Engraçado, a Prefeitura consultou a população, que apoiou a ideia, e o MP vem com essa multa? Outro detalhe, por que o NA não publicou a noticia que a redução de velocidade das marginais reduziu o número de acidentes e o trânsito?

    • CignusRJ

      Pronto, já pareceu mais um MAV dos que atacam quem questiona as atitudes dos PTistas.
      Só um aviso, o Haddad tá pensando em deixar o PT ir para o REDE. Segundo li, na opinião do alcaide, o PT esta queimado perante o povo.

      E consulta popular que a prefeitura fez foi entre grupos “amigos” e o MP tb deveria ser consutado e não foi, o prefeito mentiu ao dizer que tinha acordado com o MP sobre o fechamento.
      .

      • Rico & Orgulhoso

        Quem disse que o MP deveria ser consultado?
        O povo é que tem o poder em questões de gestão pública, jamais o MP.

        • CignusRJ

          O Ministério Público (MP) é um órgão de Estado que atua na defesa da ordem jurídica e fiscaliza o cumprimento da lei no Brasil e não possui vinculação funcional a qualquer dos poderes do Estado.Algumas das atribuições do MP.
          – Promover a ação de inconstitucionalidade ou representação para fins de intervenção da União e dos Estados, nos casos previstos nesta Constituição;
          – Zelar pelo efetivo respeito dos Poderes Públicos e dos serviços de relevância pública aos direitos assegurados nesta Constituição, promovendo as medidas necessárias a sua garantia;
          – Promover o inquérito civil e a ação civil pública, para a proteção do patrimônio público e social, do meio ambiente e de outros interesses difusos e coletivos;
          – Expedir notificações nos procedimentos administrativos de sua competência, requisitando informações e documentos para instruí-los, na forma da lei complementar respectiva.

          .

          • JonathamRJ

            O MAV lá em cima deveria saber que o Ministério Público representa o povo que ele tanto fala. Não por outra razão a promotoria é denominada “o povo” nas cortes dos EUA. Mas na mente de um MAV o povo é apenas o aglomerado de militantes mortadela com camisa da CUT.

    • David

      Eu não me lembro de ter sido consultado sobre o fechamento da av paulista, não me lembro de terem me consultado na imposição de 50km/h em avenidas que deveriam ser pelo menos 80km/h não me lembro de ter sido consultado para a onda de radar novinho que multa até a cor da cueca/calcinha da pessoa, eu não me lembro de ter sido consultado antes de pintarem faixas sem o menor critério. Assinado um morador da cidade de São Paulo.

      • Christian Balzano

        Não consultaram os donos de puteiros se podiam fechar os bordeis. Simplesmente fecharam. Eles são moradores também. Que absurdo!

        Não consultaram os donos de bingos, cassinos clandestinos… Mas chegou a prefeitura e fecharam todos.

        Não consultaram as agências de publicidade e simplesmente removeram todas as propagandas da cidade. Que absurdo, não consultaram nem a minha vó que adorava ver as ofertas do supermercado no outdoor.

        Amigo, algumas decisões não cabem consultar a você para saber que elas são boas. Se liga!

  • Valdemir Souza

    Prefeito amador, governa a cidade de São Paulo como se fosse uma cidade pequena do interior, em vez de se preocupar com mobilidade (de verdade, não essa faz de conta), limpeza, combate a criminalidade, saúde e educação, fica dando uma de grafiteiro e nos fins de semana vai brincar de bicicleta nas vias que ele manda pintar de vermelho (que por coincidência é da cor do partido dele).

    • Pablo

      Vc precisa ler mais ao invés de só reclamar e reclamar baseado em discursos dos outros. Indico começar pela separação das obrigações.

    • Christian Balzano

      Criminalidade quem cuida é a Policia Militar, quem cuida da policia militar? O Estado. Quem governa o estado? Geraldo Alkmin.

      O estado é responsável pela saúde. Quem governa o estado? Geraldo Alkmin.

      Educação? Bom argumento. O estado decidiu fechar algumas escolas, quem governa o estado? Geraldo Alkmin.

      Melhorar o transporte? Criando mais linhas de metrô e trens? De quem é a responsabilidade? Do estado! Quem governa o estado? Geraldo Alkmin.

      Tem um monotrilho com obra parada ali na Espraiada. Com promessa de entrega na Copa! Além da linha amarela com algumas estações fantasmas. Quem cuida disso? O Estado! Quem governa o estado? Geraldo Alkimin.

      E você fica nervoso porque a Paulista fechou aos domingos para recreação? Sinceramente você faz parte da alienação pública política que se instaurou na mídia e nas redes sociais. Pensa e reflita!

  • Thiago

    Que beleza, os militantes pagos da prefeitura de SP chegaram até aqui.

    • Marco Schneider

      Pior que muitos nem ganham o pão com mortadela… são apenas alienados mesmo

  • Cesar Mora

    Porque raios não cuidar dos inumeros parques e praças jogados as traças na cidade inteira? já tem os locais certos para lazer.. não precisa desse tipo de atitude que visa só chamar a atenção para o aparecido do prefeito



Send this to friend