Brasil Fiat India Sedãs

Fiat Egea deve ser fabricado no Brasil e na Índia, de acordo com sites europeus

fiat-aegea-turquia-5

De acordo com os sites europeus Just Auto e Auto Monitor, o Fiat Egea será fabricado no Brasil e na Índia. Aqui, o local reservado seria a fábrica de Goiana/PE, onde atualmente são feitos os modelos Jeep Renegade e Fiat Toro, esta última ainda em pré-produção.

fiat-aegea-turquia-1

O projeto Aegea começou a ser feito em Bursa, Turquia, através da Tofas-Fiat e logo chegará aos principais mercados da Europa. O sedã compacto tem 4,50 m de comprimento e 2,64 de entre-eixos, sendo equipado com motores 1.4 MultiAir e 1.6 E.torQ, bem como os diesel Multijet II 1.3 de 95 cv e 1.6 com 120 cv.

fiat-aegea-turquia-2

No Brasil, de acordo com as publicações, a missão do Egea é substituir Linea e Bravo, assim como na Europa. Se não houver alterações na gama de motores, o principal propulsor deve ser o 1.8 Flex com até 132 cv ou talvez algo mais, podendo quem sabe chegar a 140 cv no etanol.

fiat-aegea-5

Câmbio automático de seis marchas seria uma opção interessante para retirar o Dualogic. A informação fala na chegada do modelo por volta do terceiro trimestre de 2016.

[Fonte: Just Auto/Auto Monitor]





  • Airplane

    Tomara que venha logo para substituir o jurássico Linea.

  • Eric

    Poxa, esse carro tem um design excelente e se for mesmo fabricado na fábrica do Renegade é um bom sinal, pois o Aegea (como está escrito na placa do veículo na concessionária) poderá herdar motor e câmbio (automático) do modelo da Jeep.

    • EuMeSmObYmYsElF

      o Renegade usa o fraco E-Treco 1.8…

      • Mauro Schramm

        O motor não é lá essas coisas, mas o Renegade é bem pesado. Em um modelo mais leve esse motor teria um desempenho bem mais interessante.

        • Alligator

          o punto um 1.8 tem um bom desempenho?

          • Mauro Schramm

            Não sei. Mas a FCA diz que o motor do Renegade foi bastante modificado em relação aos anteriores.

            • Matafuego

              A Fiat dizia também que o ETorq tinha bastante torque antes do lançamento. Mostrou-se um motor manco em baixas rotações.

          • Rafael

            A strada Adventure sim, com peso próximo ao Punto se não for um pouco mais pesada. Tudo depende do carro que você toma como referência. Diria que ela anda mais que um Gol 1.6 (modelo leve), bem mais que a Saveiro 1.6 8v.

          • Alvaro Augusto Rocha

            Ótimo desempenho. Esse motor já equipou Mini e BMW, a Fiat comprou a fábrica em Santa Catarina. O Renegade é que é muito pesado, mas Punto, Bravo e Línea andam bem e será bom pra esse Egea também. O nome dele é que é feio, enjoa.!!!

            • Gustavo73

              Esse motor Nunes esteve em um Mini ou BMW. Se você estivesse falando do 1.6 poderíamos concordar sobre o bloco. E isso já tem bastante tempo.

            • Não é pq já equipou Mini e BMW que temos que ficar parados no tempo.

              • Evilázio

                Na verdade é um projeto abandonado da BMW, é um motor que em seu ano de lançamento já tinha 10 anos de projetado para serem utilizados, mas nem chegaram a entrar pra família!

              • Evilázio

                Sem contar que o projeto era do motor 1.6 , o 1.8 foi uma armengue que a FIAT fez

            • Mauro Schramm

              A fábrica fica no PR, em Campo Largo.

              O “ótimo desempenho” talvez pudesse aplicar-se nos anos 90, quando esse motor recebeu as aplicações que você cita. Acontece que isso faz 20 anos…

            • Jean Lehn

              A Fabrica da Antiga TRITEC atual FPT é em Colombo na Grande Curitiba nao em SC, em SC fica a BMW , os E-torque são evolução dos Tritec que eram 1,4 e 1,6 foram usados em todos os Minis, Pt Cruiser no México e Europa e no Neon Chrysler Americano, o 1,8 e o 1.6 arrombado!

            • Alexandro Henrico von Mann

              Campo Largo – Paraná! ;)

          • Jose Silva

            Mais que o necessário pelo peso do carro, carrega 5 pessoas com ar ligado com desempenho de sobra. O consumo não é nenhuma maravilha por conta da relação do cambio, poderia ter 6 marcha que abaixa 1000rpm em relação a 5 marcha que o motor carrega o carro tranquilamente e iria melhorar d+ o consumo.

      • Eric

        Verdade, mas pelo menos o câmbio seria um automático de verdade, o que poderia alavancar as vendas.

      • Fábio

        Mas vai usar o bom 2.0 Tigershark em breve.

        • Ric53

          Tomara!

    • Alexandro Henrico von Mann

      Na verdade está Ægea, esse carácter é nórdico e a pronúncia é igual a Ê, portanto, o certo de pronunciar o nome deste carro é Êgueá. ;)

  • Fernando Coelho

    Substituir o Bravo com este carro é a mesma coisa que considerar o Logan e o Sandero carros médios. Ele é um compacto superdimensionado. Para ser um médio como o Bravo, ele precisa de um tipo de construção completamente mais esmerada e diferente. Ele só é um bom substituto ao Linea.

    • Alligator

      mas ele vai ser o substituto do bravo inclusive na Europa, só não pode custar a mesma coisa que um médio de verdade

      • Gabriel Torque

        errado, este é o viaggio, o aegea é inferior

        • Tosca16

          a imprensa local chegou a noticiar que é pra dá fim a dois de uma só vez, Linea e Bravo .

        • Alligator

          Viaggio não é vendido nem vai ser vendido na Europa, e se viesse a ser vendido já estaria ultrapassado

          • tiago

            por que ultrapassado?

            • Alligator

              O modelo começou a ser vendido em 2012/2013 na China, se chegasse no mercado Europeu já vai estar com 3/4 anos nas costas

        • Ric53

          Se eu não me engano o Viaggio é só para a China

      • DiMais

        na Europa a Fiat tirou o Bravo de linha sem deixar sucessor, o hatch do Egea está mais para ocupar o espaço do Punto que ficará vago na próxima geração já que ele vai sair de cena para dar espaço para o 500 4 portas.

        • motstand01

          Pode até ser que você esteja certo, mas o fato é que a imprensa europeia tem dito que a versão hatch desse carro (que é a que importa para os europeus) será sucessora do Bravo.
          Se você olhar pelas medidas, o Bravo tem entre-eixos menor e a mesma largura, um Jetta tem mesmo entre-eixos e mesma largura (porém uns 14cm a mais de comprimento), o Golf tem entre-eixos menor e largura menos de 2cm acima.
          No fim das contas, a briga desse carro é com Seat Toledo e Skoda Rapid, entre os compactos e os médios. Eu ainda acho meio confuso, então pra entender mesmo só quando sair o lançamento oficial e os preços.

          • DiMais

            não é confuso, assim como a Dacia popularizou os supermini mais espaçosos com o Logan e família se aproveitando da lacuna deixada pelos compactos (nossos médios) que cresceram nas últimas gerações, o Egea e família chegaram pra fazer parte desse time, é uma categoria bem definida para os europeus.

            • motstand01

              Tanto é confuso, que você nem sabe o que está dizendo… Esse carro não concorrerá com Dacia algum. Um Sandero na Alemanha custa 7mil euros, o próprio Fiat Panda já parte dos 10 mil, o Egea JAMAIS irá custar menos que um Panda, portanto não tem como concorrer com Dacia. Vamos pesquisar um pouquinho pra falar… Dizer que não é médio eu até concordo, mas concorrente de Logan e Sandero, não dá nem pra cogitar.

              • DiMais

                Supermini: pode ser tanto um Logan como um Clio, o caso é que foi a Dacia que popularizou o maior espaço dos carros dessa categoria, mesmo sendo totalmente baseado na plataforma do Clio que preza mais pela qualidade.

                • motstand01

                  Não pode ser tanto um Logan quanto um Clio, pois o primeiro custa seus menos de 8 mil euros, enquanto o Clio parte de mais de 12, é muita diferença. O Aegea é maior que o Clio, maior que o Logan, tem dimensões altamente semelhantes com médios, qualidade construtiva pretensa a ser do mesmo nível do Clio, então, levando em conta esses fatores: tamanho e qualidade construtiva, aposto que esse carro na versão hatch será posicionado acima do Clio, portanto acima do Punto, mais precisamente num lugar mais próximo daquele que o Bravo tentou ocupar um dia. Será mais barato que um Golf ou Focus, certamente. Mas mais caro que Punto e Corsa. Algo como na faixa dos 15 mil euros iniciais, onde estão Skoda Rapid e Seat Toledo, muito semelhantes ao Egea em concepção. Lembrando que o Golf parte dos 17~18 mil euros.

                  • Guilherme Eduardo

                    Acho que o colega quis comparar apenas a questao do tamanho, e nao preço, tecnologia, motor, etc. Os carros foram crescendo e ficou uma lacuna entre os compactos e os médios. Pelo onque eu entendi, ele quer dizer que a Dacia aproveitou e lançou carros “compactos por fora e grandes por dentro”, e nao que Fiat Aegea vai concorrer com os Dacias.

                    • motstand01

                      Acredito que não, pela forma que ele colocou, me pareceu que achava que o Aegea ou Egea ia concorrer com Logan. Nos termos que você diz, é fato esse processo. Na Europa, essa lacuna entre compactos e médios começou a ser preenchida por Skoda Rapid e Seat Toledo. No Brasil, o mais próximo que temos disso seria o Cobalt.

                      Porém, em comparação a todos os citados, o Aegea é maior em todas as dimensões. Por isso eu insisto, o Aegea e variações está mais para médio que para compacto. Tanto é que a imprensa europeia coloca sua versão hatch como sucessora do Bravo, enquanto o sedan viria na lacuna do Marea, onde a Fiat não tem um produto há quase 15 anos, e a perua no lugar do Stilo Multiwagon, que saiu de linha na Europa há vários anos também. Esse carro vem com o objetivo de ressuscitar a Fiat no mercado europeu.

        • Offspring

          O novo HB da Fiat, para encarar Golf e cia, será um 600 – tipo um 500, mas maior. O Punto também terá um substituto ao mesmo “tipo”.

          • DiMais

            sim, a tal linha “emocional” que a Fiat vai ter (no caso a linha europeia e que Brasil nenhum vai ver)… algo como os Renault Twingo, Clio e Megane praticamente restritos ao mercado europeu e alguns poucos outros sortudos.

        • Filipe Augustus

          A Fiat está precisando se reinventar, lançar modelos novos globalizados, e deveria focar mais nos pequenos e nos mono volumes como o Idea por exemplo, e nos veículos comerciais, como Fiorino, Doblo e Ducato!
          Deixar os sedans com a Chrysler, os SUV com a Jeep e as pickups e alguns esportivos brutos com a Dodge! Arrumar a AlfaRomeo, fazendo com que ela seja desejada novamente (Uma oportunidade seria fazer a Alfa Romeo ser uma Equipe B da Ferrari na Formula1) Relançar o Lancia Delta Integrale, lançar um SUV da Maseratti, e a Ferrari continuar sendo Ferrari como sempre foi!

    • Junoba

      Ele apenas vai entrar no lugar do Linea na posição de preços, talvez. Mas tendo tamanho de Siena.

    • joao vicente da costa

      Falou tudo que eu ia dizer… é exatamente isso: é um compacto grandão que tem no custo-benefício seu principal argumento na Europa.

  • Mr. Bola de FOGO!

    Esse é o modelo da Fiat mais interessante até agora, lógico fora a linha 500 que dificilmente virá pra cá.
    1.4 turbo seria bem interessante para aquecer o mercado assim como UP TSI fez.

  • pedro rt

    OBA! finalmente a confirmacao do EGEA vir pra ca, pena q custara a partir de 60mil pelo q da pra ver deveriam por nele o 1.6 e o inedito 1.6 tjet

  • Gabriel Torque

    se vier pro lugar do linea brigar com city, new fiesta etc pode ser um sucesso

    se tentarem emplacar pra brigar com os médios de verdade novo fracasso

    não sei pq nao fabricam o dodge dart, seria um sucesso aqui

  • Miguel

    Mas não seria mais um erro trazer um outro sedã que não é médio pra competir nesse mercado?
    De pequeno já tem o Gran Siena, e agora esse outro? Não entendi essa jogada. Tudo bem que ele é um pouco maior de entre eixos e comprimento, mas pra ele e sua versão hatch disputarem com os médios do mercado fica difícil, né?
    Vai competir com City e Cerato?

    • Fábio

      Provavelmente vai competir com o City, Cerato e Fiesta Sedan. Muita gente vai fazer confusão achando que ele vai competir com o Corolla, Civic etc mas o Egea é 5 cm maior que o City, 10 cm maior que o Fiesta Sedan, e 3 cm menor que o Cerato. Dá impressão que ele é maior, pq o Egea parece ser bem largo.

      • Ric53

        Cerato????? Categorias diferentes né

        • fschulz84

          Exato… Cerato é um médio de verdade, não um compacto maior.

          • Luccas Villela

            Não entendo porque no Brasil acham que o Cerato não é um médio de verdade… A Honda joga um preço absurdo no City e aí a Kia que jogava um preço bacana no Cerato da época pagou o pato.

    • Guilherme Batista

      Egea tem 1.78 m de largura e 2.69 m de entre-eixos, não deve nada a nenhum carro médio por aqui

      • pedro rt

        os concorrentes dele e o new fiesta sedan, cobalt e city

        • Guilherme Batista

          Tem alguma informação privilegiada que não estamos sabendo?

    • Marco Douglas de Paula

      Esse carro passa uma impressão muito melhor que o Siena, siena é carrinho popular, sempre será!
      Já esse parece bem superior. Nunca compraria um siena, já esse aegea compraria, sem dúvidas!

      • Miguel

        Com certeza ele parece ser melhor que Siena, mas fica a dúvida se ele vai concorrer com um City ou um Civic…

  • Fábio

    Pelo amor de Deus Fiat, não estrague esse carro dessa vez. Não inventa de por dualogic, e se por o 1.8 flex, que ao menos tenha o 1.4 T-Jet como opção. Esse carro tem muito potencial, não desperdice ele por bobagem. E aproveita e traga a versão perua, como opção (bem) mais barata ao Golf Variant!
    ps: esse Egea preto é show de bola!

  • F Antonio

    lindo de mais !!

  • Filipe Machado

    Lá vem o E torq 1.8 com dualogic plus blaster master

    Se a Fiat não quiser micar mais um médio tomara que coloque câmbio e motores mais convincentes. Câmbio sabemos que tem o at do Renagade.

    Falam no Tigershark 2.0 tomara que venha

  • Claudio Abreu

    Isso explicaria o tal Novo Siena que consta na planilha da FCA para AL.
    Mais que isso, dele talvez viria o tal novo Palio / Punto e o tal SUV (argh!) que substituiria Idea/ Weekend de uma só vez.
    Parece boa notícia. Mas tomara que, no andar da carruagem (crise braba em curso), eles não inventem de levar pra Betim e re-re-re-re-re-reciclarem a plataforma do Palio..

  • afonso200

    só de tirarem o dualogic, ja pode trazer,,,,,fico pensando no pessoal que em 2011 comprou o bravo dualogic na casa dos 80mil reais e nao pegou Fusion 2.5 ou azera V6 que custava, 82mil, uahsuhasuhaus

    • gveralonso

      Bravo dualogic não custava 80 mil em 2011, 80 mil custava o T-Jet completo e olhe lá.

      • Jose Silva

        t-jet era 68.000

    • duda moraes

      Não era isso tudo não… Pesquisei na época… Mas, acabei levando um Bravo 2012 essence manual… Estou com ele até hoje… Me serve bem… E o seguro julgo relativamente barato… Agora, um seguro de um Fusion ou Azera é muito salgado.

    • BillyTheKid

      Em 2011 o Bravo 1.8 Dualogic custava R$ 58,5 mil enquanto o Fusion 2.5 era R$ 82,5 mil. Nada a ver essa comparação aí…

    • KevinGR

      comprei um t-jet ano passado por 69, isso com banco de couro, som com subwoofer e emplacamento

    • Jose Silva

      2011 o Bravo absolut dualogic custava 60.000, muito distante de 82.000.
      O bravo de entrada custava 52.000.

  • Eduardo Brito

    É um carro interessante, desde que a Fiat faça dele um concorrente do Logan, do Cobalt. Não adianta chegar aqui e tentar concorrer com Corolla e Civic que não dara certo.

  • Filipo

    Mas que lixo, hein!
    Será que a Fiat ainda não aprendeu?
    Este carro, vendido a preço de Corolla/Civic/Cruze/Sentra não tem nenhuma chance. Tem que cobrar bem menos. Olha esse interior! Não compete com Corolla, Civic, Sentra.
    E olha que ano que vem virão os novos Civic e Cruze.
    Fiat, desista dos médios!

    • tiago

      onde divulgaram os preços? não estou sabendo…estou por fora…

  • rafael maximo

    Lindo o carro!

  • Tosca16

    FIAT tá elevando o “patamar” da marca ou é precipitação minha em dizer isso ? Toro, Egea … será que daqui a uns dez anos poderemos não ter mais Sienas, Unos e Stradas ?

  • Autofahrer!

    Na boa, será mais um Tempra/Marea/Linea da vida. Aquele inicio “revolucionario”, final penoso e oneroso para as “vitimas” que o comprarem. Anotem aí…

  • CorsarioViajante

    Tá igual ao Bravo… Quando lançaram o carro era bacana, mas foi demorando, demorando e quando chegou já não tinha muito mais impacto. Vamos ver.

    • Cesar Mora

      Que aliás, está virando uma ótima opção de usado… desvaloriza bastante, tem umas versões legais de entrada e outras bem completas… é bonito..

  • Evilázio

    Designe matador com motorização antiquada típico da Fiat. Carro que tem todo potencial pra ser ótimo de vendas mas não vai ser!

  • Rodrigo

    Carro bonito, parece ter um acabamento legal!
    Mas só quando o vir pessoalmente é que dará para ter uma opinião sincera e objetiva.
    Se vier mesmo pro Brasil, terá certo êxito!

  • gustavo

    O casco e bonito, vamos ver um motor Renault, Honda,Toyota ou PSA debaixo desse capo !!

  • Whering Alberto

    O problema é que o EtorQ tem pouco torque em baixas rotações – só acima das 3500 rpm ele embala -, mas aí o barulho do motor ja invade a cabine sem pedir licença. Sem contar que ele não é a última palavra em tecnologia, né? O ideal para um carro novo (e principalmente se a FIAT quiser colocá-lo na disputa dos médios – que ela com certeza vai fazer -, porque o que é emergente no mundo todo aqui é visto (e vendido) como superior) é utilizar um motor novo, moderno e eficiente. O câmbio também. Nada de dualogic plus. Não conheço o AT6 do Renegade, mas já seria melhor do que o automatizado. A lista de itens de série também precisa ser recheada. O design já ta bom (mudaria isso ou aquilo na traseira), mas o interior merece ser melhor elaborado.

    • Jose Silva

      já foi melhorado pela JEEP.

      • Whering Alberto

        Mas será que é suficiente?

        • Jose Silva

          Para equipar um carro de 1250kg ? Mais do que suficiente meu caro.
          No EUA Corolla e civic tem motor 1.8 com 132cv e 135cv com 17kgf torque a 4500rpm. Esse Etorq tem 19,2 kgf torque a 3500rpm, é até exagerado para motor 1.8.

          • Whering Alberto

            Bom para quem comprar, então. ;)

  • Paulo Bianchini

    Único defeito dele é ser FIAT.

  • EJ

    Se a Fiat herdar a morosidade que teve com o Bravo, quando o carro chegar aqui ele já estará passando pelo facelift de meia vida na Europa. Que a Fiat seja mais ágil, mesmo para aprender com os erros do passado.

  • Marcos Lopes

    ta mais pra substituto do siena…

    • Marcus Fenix

      Também acho. Aposenta o Siena El pé de boi, coloca o Grand Siena como entrada e trás esse para competir com City e Cerato e trás também o Dart e o Chrysler 200 pra disputarem com Corolla!!!

  • Lucas

    A Fiat tem problema de identidade. Existe uma infinidade de modelos e variações, comparado às outras, e toda hora ela lança um carro, o mesmo não faz sucesso e então tira-se ele e coloca outro totalmente diferente.
    Exemplo:

    Jetta: desde 2008? 2 gerações. OK
    Polo: desde sempre? Várias gerações OK
    Vectra: muito tempo no nosso mercado e depois substituído. Várias gerações OK

    Linea: desde 2008, não emplacou, não teve outra geração e não existirá mais.
    Bravo: mesma coisa
    Doblò: idem (até que vendeu), mas não ganhou outra geração.

    Falta tradição. Lança o carro A, não vendeu, lança o B, não vendeu lança o C.
    Não tem aquele carro feito há bastante tempo, com várias gerações, como Ford Focus e Vw Golf.

    • Victor Porto

      Tem o Uno.. =p

      • Lucas

        Haha que tbm voltou recentemente. Mas por que eles não têm tradição em sedans? Pq eles sempre o param de fabricar.

        Tempra, agora o Linea. O problema das vendas do Linea, garanto que não é o nome (vai ver é que um carro de 70 mil com câmbio dualogic não rola) haha

        • Victor Porto

          Cara, o problema do Linea é simples: carro caro que concorre com outros carros caros, mas infinitamente superiores. Eles quiseram posicionar o coitado no segmento dos médios, mas n supera nem os pequenos (vide City, Fiesta, Cocobalt, HB20S, etc). Portanto o problema da Fiat é simplesmente falha no planejamento do posicionamento dos produtos. (Minha opinião)

  • Cesar Mora

    Preferia o Dart, mas ok, ficou bonito o carro… tem chances de competir dependendo do conjunto mecânico…

  • Mario

    Traga os carros da Chrysler !!!

  • Anthony Fernando

    Esse logo FIAT é muito feio véi, deveriam colocar o logo antigo ////

  • Jeremias Flores

    pra mim é muita onda pra um carro muito sem graça.

  • Pedro Cunha

    Do jeito que a fiat trata seus próprios modelos, será lamentável vê-lo “esquecido” pelo marketing após 5~6 meses de mercado.

  • Romulo Moreira

    Meio BMW inspirated essa frente não?



Send this to friend