Fiat Hatches Minivans Sedãs Segredos-Flagras

Fiat pode deixar de produzir os modelos Uno Vivace, Idea, Linea e Bravo, segundo site

fiat-bravo-t-jet-2016- (1)

Depois da picape Toro, a Fiat prepara o lançamento do compacto Mobi no mercado nacional. No entanto, para a chegada dos novos modelos, a montadora italiana deve deixar de oferecer outros quatro carros no País. Segundo uma fonte ligada às concessionárias da marca, os modelos Uno Vivace, Idea, Linea e Bravo deverão deixar a linha de produção em breve.

No caso do Fiat Uno Vivace, assim como o Palio Fire, vai dar lugar ao Mobi, com preço na casa dos R$ 30 mil. Já o monovolume e o hatch e sedã médios devem ser descontinuados devido as baixas vendas.

linea-2015-1

O Idea teve 687 unidades emplacadas no acumulado de 2016, abaixo do rival Citroën Aircross, por exemplo, que vendeu 890 exemplares nos dois primeiros meses do ano. E esse número registrado pelo modelo da Fiat deve cair ainda mais, visto o crescimento dos crossovers compactos no mercado.

Já o Fiat Linea deve sair da linha por demonstrar fortes sinais de cansaço, mesmo após ter sofrido sua primeira reestilização. O sedã já soma oito anos de mercado e neste ano conseguiu somar 449 unidades, ficando na 11ª posição no ranking do segmento de sedãs médios.

Fiat Idea Sublime 1

O Bravo, por fim, sofre o mesmo mal do Linea, mas sua situação ainda é um pouco pior. Foram 401 exemplares vendidos em janeiro e fevereiro, ficando com a sexta colocação no ranking da categoria.

Fiat Uno Vivace

Caso o Idea seja realmente descontinuado, a Fiat deve ficar sem um representante para o segmento. Já o Linea e o Bravo devem ser substituídos pelos novos Tipo sedã e hatch, apresentados recentemente lá fora, que podem chegar por aqui com produção na Argentina ou até mesmo em Goiana (PE), já que os novos modelos dividem plataforma com a Toro e o Jeep Renegade.

[Fonte: Quatro Rodas]





  • Felipe

    Se a previsão se concretizar, pode ser que a Fiat reveja os planos para o Tipo hatch e sedan para o Brasil. Quanto a SW… Essa dificilmente viria.

    • Mario

      Concordo. Esta é uma ação global da FCA. Nos EUA também vão tirar alguns modelos. Não duvido nada, se retirarem também o novo Uno por completo, não apenas o Vivace, após o lançamento do novo Pálio, pois as vendas andam bem fracas. Nos próximos 3 anos, as vendas só farão cair.

      • G.Alonso

        O Uno terá novidades no final do ano, reestilizado e novo motor 1.0 3 cilindros e 1.4 da família GSE, nova linha da Fiat, ainda deverá ter ESP de série nas versões 1.4. Já o Palio deverá ter sua nova geração como sendo essa especulada para ser do Punto, o Punto deve sair de linha e o Palio entrar no seu lugar, já que é um nome mais forte no mercado nacional.

        • pedro rt

          nao e reestilizacao e so um face lift, mudança bem leve

        • Sedici

          Reestilização… de novo?

      • Edson Fernandes

        Sempre tive a visão que ter muitos hatches se canibalizando poderia ser ruim para a fabricante. Essa confusão na hora da escolha para se manter em uma marca não é tão saudavel principalmente em linha de produção.

        Minha visão sempre foi que poderiam se prejudicar financeiramente e agora com a crise um excesso de linha de produção para pouca venda.

        Curiosamente o Uno melhorou muito no facelift de interior. O que falta para ele é preço. Ok, se compra o Uno 1.4 a preço de carros 1.0, mas ele é um degrau abaixo em outros aspectos como a segurança que não é feito para ser o mais seguro possível (como o Mobi)

    • Marcus

      A SW jamais virá, meu caro. Só em blogs que aparecem alguns pingados dizendo que comprariam. Mas aposto que a maioria dessas pessoas, na hora H, arregaria, pois pensaria na revenda difícil, no preço, e etc. Não é a toa que os SUVs estão bombando. Os SUVs não só mataram de vez as peruas como estão matando agora os hatches médios. Enfim, apenas um exemplo concreto da lei da oferta e da procura em ação.

      • Felipe

        Dificilmente viria, por diversas razões! Mas não digo que “jamais viria” por que pode não ser rentável pra Fiat, mas pode ser bom pra imagem dela como as variantes do 500 aqui no Brasil (Lê-se 500c e 500 Abarth) são: vendem pouco mas estão aí no lineup pra atender um público de um nicho ainda menor que o do 500 Cult.

        Brasil não tem mais mercado de massa – replay: de massa – para SW… e a própria Fiat sabe disso vendo as vendas da Weekend caírem mês a mês. Aliás, ela é outra que provavelmente está com os dias contados nas linhas de montagem.

        Ademais, não está confirmada nem a vinda do 3 volumes e do hatch para o Brasil, quiçá a SW.

        • Miguel

          Bem que a Fiat poderia trazer essa SW sim, pensando em descontinuar a Weekend, afinal com a reestilização do Palio ou reposicionamento na linha, eu não sei em que lugar a Weekend poderia ter. Tira logo também, renova essa linha, dona Fiat!

    • DiMais

      a Fiat já tem o projeto X6 em andamento, hatch e sedã, que serão maiores e mais refinados que o Palio (e Punto) e que pode ser considerado o equivalente tupiniquim para o projeto Aegea.
      Acima disso não acredito que teremos a Fiat investindo novamente no Brasil com essa marca, assim o caminho fica livre para as outras marcas do grupo FCA que podem ter melhor aceitação no nosso mercado.

      • Felipe

        Sim, tem! Entretanto, em tempos de globalização de motores dentro mesmo da FCA (Vide GSE e GME), trazer algo pronto pra cá pode ser mais vantajoso que custear o desenvolvimento “do zero” ou à partir de convergência do que já existe dentro do grupo mas está defasado…
        Nada no mercado é “concreto”! Os rumores desta matéria estão aí pra embasar isso.

        • DiMais

          o X6 está em fase bem avançada de desenvolvimento e tem condições de ser apresentado no próximo ano (talvez um FCC5 no Salão de SP deste ano possa mostrar algum fruto dessa família), já que para esse ano as estrelas são Toro, Mobi e Uno GSE.
          sabemos que o Brasil tem demanda por projetos locais e que trazer veículos totalmente desenvolvidos para os europeus é mais arriscado do que vantajoso (PSA é a prova viva, quase morta, disso) e que os modelos mais vendidos aqui são criações ou adaptações locais, de forma que abortar o X6 a essa altura seria loucura da FCA.

          • Felipe

            “…trazer veículos totalmente desenvolvidos para os europeus é mais arriscado do que vantajoso…”
            Mais uma vez, sim e não. A Fiat Argentina tem boa parte da gama europeia disponível nos showrooms.

            Agora, comparar uma Fiat que investiria em projetos menos regionais à PSA foi forçado heim brother?

            Só pra deixar um exemplo do que pra muitos é o calcanhar de Aquiles da PSA no Brasil, a Fiat como ela é ou mesmo com gama menos regional, tem uma rede de pós vendas maior e mais estruturada que a PSA… Pra não citar mais exemplos…
            Ambas tem qualidades, defeitos e cada uma tem uma estratégia. Mas mesmo que a estratégia fosse a mesma em ambas, desculpe, sua comparação foi infeliz.

            • DiMais

              Argentina é outra realidade de mercado, enquanto alguns segmentos se assemelham em outros nos dá uma surra além de quase sempre levar os projetos mais sofisticados para lá (médios e picapes), lá a PSA é uma das líderes, também tem o Chile que recebe carros da Europa e não do Brasil (mesmo o Linea que era feito aqui), na América Latina nosso país é praticamente uma ilha isolada.
              GM tem Ônix como líder no Brasil enquanto mundo afora vende Sonic e Corsa, Hyundai nos presenteia com o HB20 (de Hyundai Brasil) enquanto o mundo tem i20, pela VW até o up foi temperado pra chegar no Brasil (e temos Fox, não Polo) e a Ford mesmo vendendo Fiesta em sintonia com o mundo tem no Ka seu favorito… talvez o carro mais em sintonia com a Europa que temos entre os mais vendidos seja o Logan, esse sim feito para emergentes porque a Renault Europa vende mesmo é o Clio.

              • pedro rt

                o ka foi lançado primeiramente aqui mas ele e um carro mundial

              • Felipe

                Você não entendeu meu comentário… Eu quis ilustrar que Fiat que
                deveria ser comparada à PSA é a Fiat Argentina, não a Fiat Brasil.

                E completei querendo dizer que mesmo que a Fiat Brasil adotasse um lineup europeu, ela não se tornaria o que a PSA se tornou…

              • Edson Fernandes

                Nem podemos dizer sobre os Sandero e Logan… porque os de lá tbm são mais seguro desde a versão de entrada…

  • Minerius Valioso

    O cômico é eu ver essa notícia na Fiat brasileira, enquanto na Europa a marca foca nos modelos Tipo…

    • Debraido

      Lá Tipo, aqui Toro. Nós ficamos com inveja e eles também estão com inveja. Impossível agradar a todos.

      • Pedro Cunha

        Acho que mais invejamos os europeus do quê o contrário. O mercado de lá não tem tanta predileção por picapes nem pseudo-aventureiros. Limitações de espaço e legislação inibem a circulação de “picapossauros” nas áreas urbanas de muitos países da UE.

        • Debraido

          Se tratando de mercado geral, sim, nós invejamos os europeus. Porem a discussão estava em torno da FIAT somente. Em todos os Blogs italianos, os comentários eram de pesar pelo fato de não haver previsão da Toro ser comercializada em solo Europeu. Da mesma forma que nós ficamos lamentando a Familia Tipo.

      • pedro rt

        sejamos sinceros, muito mais agradavel ao mercado e ao olhos termos o TORO q qualquer um da familia 500 ou TIPO

        • Edson Fernandes

          Discordo.

          Eu gostaria de um hatch como o Tipo. Eu gostaria de um 500X. E curiosamente, ter a Toro para que? Fazer carreto para os outros de graça?

          • Artur

            Tem razão. Eu compraria uma caminhonete apenas se realmente necessitasse (para trabalho ou se tivesse uma fazenda, por exemplo).
            Sou muito mais um SUV para uso mais urbano ou mesmo um hatch ou sedan.

          • Rafael Prado

            Quem quer Tipo!!! ele não é melhor que o Golf,, pra que isso, só mais um que logo sairá de linha e vira problema aos seus donos.

            • Edson Fernandes

              Até porque o Tipo não irá disputar diretamente com o Tipo.Se a Fiat colocar ele para disputar,ela vai trazer algo que vai pouco vender.

              Esse carro se vier para cá, vem para disputar com certeza com os compactos premium em nosso mercado.

  • Rude Voleur

    Queria que o Tipo SW viesse pra ficar no lugar do Idea. Pena que ninguém mais compra perua…

    • Minerius Valioso

      Aí se você importar de maneira independente não pode também, porque “não atende às legislações locais” ou “para proteger a indústria nacional”.

      • Gustavo73

        Ficaria mais cara que a Golf Variant, não valeria a pena até pela dificuldade de peças.

        • G.Alonso

          Se comprar com motor 1.6 E-torq e AT6 não seria tão difícil.

          • Gustavo73

            Mas não é so powertrain, custando o mesmo que a Variant c o 1.4 Tsi não rola. E infelizmente a categoria está morta. A VW tem pois trás do México a conta gotas.não deve vender mil unidades ano com a queda no mercado. Até vejo algimas no Rio.

          • pedro rt

            o motor e.torq 1.6 vai sair de linha no 2° semestre, so teremos o 1.8 e.torq evo de 139cv

            • G.Alonso

              Fonte?

            • Rafael Prado

              Pode sair os 2 não!!! porcarias mesmo.

        • pedro rt

          depende, se fosse feita no brasil custaria na casa de 70mil

          • Gustavo73

            70mil? Duvido, o Bravo carro já datado custa 66 básico. Um carro novo com custos maiores custari bem mais, falando do Tipo hatch lembrando que uma SW custa mais.

            • pedro rt

              mas o foco do TIPO e diferente do bravo, e ser um carro mais racional e de melhor custo x beneficio assim como ultimamente esta acontecendo com alguns modelos no país

              • Gustavo73

                Isso na Europa, o Linea também teve esses objetivo por lá. Mas aqui foi lançado apesar de ser um compacto para brigar com os médios. Só agora no final da vida já queimado ele passou a apresentar o cxb melhor. Ainda espero qie a Fiat lance o Tipo hatch e sedan por aqui, mas SW duvido. A VW só trás pois tem ela vinda do México dentro das cotas.

            • Edson Fernandes

              Lembrando que o tipo é compacto e o Bravo um médio.

              • Gustavo73

                Edson achei que esse Tipo seria um médio.

                • Edson Fernandes

                  Ele é um produto feito para disputar justamente com carros como Cobalt, City, entre outros.

                  Ele em numeros se aproximam sim de médios (e de alguns é até maior) mas em largura, estrutura, concepção, percebe-se que ele veio para disputar no “pelotão de baixo”.

                • É um “compacto metido”, estilo Cobalt.

      • Rude Voleur

        Não sabia que não podia importar de maneira independente

    • pedro rt

      duvido q venha mas se vier pode ser considerado um milagre e ai ate a weekend saira de linha

    • Juliano

      Eu não entendo o mercado, tirando o golf variant não sobrou mais nenhuma opção de perua. A Grand Tour vendeu muito bem quando era fabricada, a Fielder também teve boas vendas. Os amantes dos SW estão sem opções por menos de 70 mil.

      • radiobrasil

        Os amantes de SW partiram pros crossovers!

        • Bruno Wendel Marcolino

          eu não parti…

          Unico Crossover que compraria é o 2008 por se parecer perua hehe

          • radiobrasil

            Na verdade me expressei mal.. o “consumidor” que comprava peruas agora compra crossovers.. rs
            Os “fãs de sw” não necessariamente.

          • pedro rt

            consumidor raro e exemplar vc!

      • afonso200

        i30 CW 2011 top por 45mil usada,,,,,ja tive PUG 407 SW V6 , tesãooooo, hoje estou no Azera 2011 TOP

      • Astolfo

        Tem a palio adv kkk

        • pedro rt

          hj se chama weekend adventure somente

          • Astolfo

            me questionei isso hoje , fiat tem essa mania de mudar o nome dos carros. Lembra do Uno Mille q passou a se chamar Mille?

      • pedro rt

        por menos de 100mil so tem spacefox/spacecross e a weekend

      • Felipe

        Sem ironias… não resta quase nada que valha a pena por menos de R$70mil.
        As opções que se salvam são contadas nos dedos.

    • pedro rt

      so quem vende razoavelmente bem nesse segmento e a WEEKEND pq a spacefox/spacecross e a jetta variant vendem pouquissimo. outra q vende bem mas no segmento premium e a a4 avant e a classe C estate

  • Gustavo73

    Isso já era esperado. Não me lembro da última vez que vi uma Idea 0km, Linea vi um punhado e Bravo um só tem pouco tempo. O Vivace sai, mas vamos ver se o Fire saí também. Ele representa mais da metade das vendas do Palio. Se ele sair o Pálio vai vender menos de 3 mil unidades ano.

    • Mauro Schramm

      Finalmente a Fiat vai lançar um produto novo e descontinuar o predecessor…

      • Gustavo73

        Por enquanto ainda não. Afinal o Mobi só irá substituir as versões de entrada do Uno. Isso é o quadrado redondo ficará mais caro.

        • invalid_pilot

          Já ta mais caro… Uno 1.4 completo beira 50 conto

          • Gustavo73

            Vai ficar mais. Com o motor novo a previsão é um tapa no visual e inclusão de mais equipamentos. Assim abre espaço para mais versões do Mobi.

            • invalid_pilot

              Podiam matar o 1.0 do Uno, deixar só o 1.4 (que até pouco tempo atrás era vendido a preço dos 1.0 modernos – Ka, Hb20 e etc)

              • Gustavo73

                Primeiro tem que ver o que ela fará com o “novo” Palio e Punto. E o Uno teria um problema ao “subir” de categoria, seu espaço interno.

                • Lucas086

                  Justo, uno espaço mais ou menos na frente, atrás peca muito, mal cabe 2 adultos.

                  • Gustavo73

                    Na categoria está dentro, mas se começarem a cobrar preco de Ka e cia a coisa complica. Problema que atinge o Up nas versões mais caras.

                    • Lucas086

                      Pois é, acho o Up mais espaçoso na frente, atrás achei um uno um pouco mais arejado.

                    • Gustavo73

                      Mas é isso um subcompacto. O Up é uma lasca mais largo e uns dedos a mais no entreeixos. Prefeito para uso urbano e no máximo com “conforto” 4 pessoas

              • Lucas086

                Comprei um Uno Sporting 1.4 pelo preço de Onix 1.0, e só não comprei o Atrattive por causa da diferença do preço ser nem 2 mil, era isso que a Fiat devia fazer, abusar nos preços e equipamentos para suprir os outros defeitos do Uno.

              • PEDAORM

                Uno, o nome já diz, na minha opinião, só devia ter era o 1.0. E procurar um novo Punto com motores mais fortes.

            • Bruno Wendel Marcolino

              Nem vamos citar os opcionais que a Fiat gosta de colocar :X

        • Mauro Schramm

          Então eles terão Novo Pálio, Velho Pálio, Uno e Mobi? G-Zuiz…

    • BillyTheKid

      Menos de 3 mil unidades por mês, você quis dizer, né? Mas realmente, esses modelos da Fiat são bem raros. Acho que na minha cidade tem mais Evoque que Bravo.

      • Gustavo73

        Sim, mês… rsrsrs
        Como o Bravo tem bastante tempo de mercado se vê com frequência. Mas o com facelift com o nome bravo no meio do carro e abaixo da janela traseira (localzinho estranho) só vi um e tem pouco tempo.

        • Felipe

          Nome no centro da tampa do porta-malas não é algo tão incomum assim…
          A propósito, BillyTheKid, esse abaixo do Sandero é o “novo” Bravo.

          • Gustavo73

            “com o nome bravo no meio do carro e abaixo da janela traseira (localzinho estranho) ” disse em baixo do vidro e no meio do carro. E não no mwio da tanpa. E o Billy não vai ver o que você escreveu

            • Felipe

              A peça onde o nome está colado é a quinta porta do carro, conhecida como tampa do porta malas… O vidro traseiro, não é uma janela.
              Não tem problema se o BillyTheKid não ver, suponho que ele saiba como é o “novo” Bravo embora veja poucos em sua cidade.

    • Mais uma vez a Fiat vai descontinuar, dai quem comprou fica com carros sem valor (vide os preços atuais de Marea, Tempra e cia) e ao mesmo tempo o povo fica com medo de comprar Tipo 0km e depois ver um carro de R$ 50.000 cair pra R$ 10.000 na hora de revender.

      • AlfaB

        Igual quem comprou o vectra depois passou a ser cruze,

        • pedro rt

          a maioria q comprava vectra passou pro cobalt nao pro cruze

          • Murilo Soares de O. Filho

            Sim por que o Cruze custa o olho da cara.

          • Ediomar

            Só pelo preço talvez,porque comparar Vectra com Cobalt é covardia,em muitos quesitos é até superior ao Cruze,começando pela suspensão Multi-link da geração B e o bom espeço interno da C,o Cruze não acrescenta nada de extraordinário ao segmento,por isso figura como coadjuvante entre a dupla nipônica Honda e Toyota.

        • Ediomar

          Mas o Vectra ficou praticamente 20 anos no mercado e tem uma boa reputação entre os usados,agora tenta vender um marea ou tempra pra ver,tem gente trocando ate por Honda biz usada de mano.

        • Artur

          Pior é quem comprou o Sonic… rsrs

      • Robson Rogerio

        Também não entendo por que não seguir o exemplo de Honda e Toyota, elas modernizam, fazem facelift, mas o nome continua por anos, vejam Civic, Corolla, Hilux, CR-V, Fit, Rav4, estão a anos no mercado, são nomes fortes na cabeça dos consumidores e não sofrem quedas vertiginosas nas vendas, tirar de linha para que? Por que não manter a estratégia do Uno nos outros modelos? Que usa o nome e o conceito a anos? E o pior, daqui a alguns anos voltam com os nomes de modelos antigos para novos carros, como está acontecendo com o Tipo agora, e o próprio Bravo, ou como a volks fez retornando com o Voyage.

      • Felipe

        Isso é comum em quase todas as montadoras.

        Renault Megane, Ford Mondeo e Verona, VW Santana e Quantum, Citroën Xsara e Xantia, Fiat Brava, Marea e Stilo, Chevrolet Astra, Vectra e Corsa…

        Ter um nome “forte” é importante para um produto mas depende da estratégia de cada montadora. Quando a idéia é tentar passar a sensação de evolução, a troca do nome é necessária, como ocorreu nos exemplos que citei aqui.

        Sobre o Tipo, ele não foi confirmado para o Brasil e se for, não sabemos quanto custará e nem se ele vai receber esse nome por aqui.

    • T1000

      Idea 0km você vê muito na Localiza.
      Mas concordo, faz muito tempo que não vejo um 0km pessoa física na rua. Idem para Linea e Bravo.

      • pedro rt

        verdade, o carro mais caro da fiat q se ve nas ruas com frequencia e o freemont e a strada adventure CD

    • DiMais

      Uno vai tomar lugar do Palio enquanto esse fica no banho Maria e cai no esquecimento esperando a chegada do X6H… vai despencar nas vendas igual o Gol, mas a Fiat pode compensar pelas novidades Mobi e Uno repaginado com novo motor.
      se for agressiva nas vendas vai conseguir o mesmo que a GM que limpou a linha de produtos no segmento de entrada e colocou o Ônix no topo do ranking dos mais vendidos.

    • Edson Fernandes

      E essa foto da Idea Sublime ficou bem bonita.

      Nunca vi uma pessoalmente.O que me incomoda é o comportametno do motor 1.8 Etorq e o interior dos carros. Hoje eu não teria um Fiat.

      • Gustavo73

        Hoje pelos valores não teria comprado o Punto mesmo ele indo pro quinto ano não ter me dado um único problema e estando em estado de 0km.

        • Edson Fernandes

          Bem…. são experiencias. A Fiat não é uma fabricnate de problemas cronicos.

          O problema é que vejo hoje outros modelos melhor equipados pelo mesmo preço. Eu gosto do rodar do Punto, só sinto falta de versões mais bem equipadas que a Fiat insiste em opcionais que as vezes são absurdos.

          • Gustavo73

            A questão é justamente o preço vs a lista de equipamentos. O carro em si é gostoso de dirigir, suporta bem as nossas ruas apesar da dianteira um pouco bicuda. Iria conhecer de perto o 208 por exemplo. Agora com um bom desconto a história poderia mudar.

  • Fábio

    Duvido que o Tipo SW virá. Somente o hatch e sedan e olha lá! Nenhuma marca se dá ao luxo de fazer uma aposta num segmento que está despencando nas vendas, ainda mais a Fiat.
    Acredito que a Fiat vá focar nos novos Puntos hatch e sedan.

  • birchip

    Fiat Strada também poderia deixar de ser produzido.
    Apesar de vender bem, mostra sinais de cansaço.
    Em produção desde 1998, só sofreu reestilizações.

    • Raimundo A.

      Essa tenha a certeza que não irão tirar, pois com projeto mais que amortizado, vendendo muito bem obrigado, era só sairia de cena de houvesse algum obrigação a cumprir tornando caro demais novo produto vide o ocorrido com a Kombi. Duvido que a VW tiraria ela se não houvesse a obrigação do ABS, air bags e outras exigências para melhorar a segurança ativa e passiva do veículo. Saiu forçada como foi o Uno Mille. A diferença é que a Fiat com outro projeto antigo, porém mais novo e apto a ter os recursos obrigatório permitiu atender na questão de preço, isso feito com o Palio Fire, pois o novo Uno chegou num patamar similar e com o face-lift ficou acima. A VW precisaria trazer uma geração mais nova da Kombi, mas viria com preços bem mais altos exigindo investimento elevado num mercado com boa concorrência.

    • Gustavo73

      Tirar o líder da categoria e um dos carros mais vendidos do pais por vontade própria? Só se fossem loucos.

    • invalid_pilot

      Certeza que aquelas versões de 70k devem sumir (Adventure e etc)

      Agora a Working 1.6 dificilmente morrerá pois é única opção de picape pra trabalho 0km e que aguenta o tranco

    • pedro rt

      a strada vai ser a ultima a sair de linha de todos os carros velhos da fiat, so vai ficar o uno, mobi e TORO o resto vai tudo sair de linha e alguns serao substituidos com o tempo

  • Kaian Reis

    Ouvir dizer que a Dobló também sairá de linha, será que é verdade?

    • EJ

      Não devia, pois há uma parcela da população que precisa muito de um veículo com portas de correr e fabricação nacional para pessoas com necessidades especiais (PCD). Carro importado não serve porque ultrapassam o preço limite. Fora que Dobló segue firme na Europa.

      • Kaian Reis

        Acho que a Fiat poderia trazer para o Brasil a nova geração que é vendida na Europa, pois a nossa está ainda na primeira geração só que com facelift

        • DiMais

          volume de vendas não compensa o custo da atualização, mesmo o facelift foi meio a contragosto.

      • pedro rt

        o doblo segue firme na europa pq esta na terceira geracao enquanto aqui continua na primeira

      • kravmaga

        Não é somente isso. Tenho alguns amigos que compraram 3 ou 4 Doblós consecutivamente porque eles têm uma porr@da de filhos e eles mesmos dizem que só a Dobló consegue levar a molecada toda (considerando que eles acham carros maiores como Freemont p.ex. muito caros). É uma espécie de kombi da Fiat.

        • 0terceiro

          Eu, que não tenho carro, considero comprar um Doblò futuramente,
          por esse motivo: filhos.
          Na verdade nem são tantos assim, mas eu olho pros carros “compactos” e não consigo imaginar duas crianças (com cadeirinhas) no banco de trás e um adulto entre elas.

          Então, a “solução” neste caso é um carro com pelo menos 6 lugares,
          aí entra a Doblò Adventure.

          Se precisar de mais lugares, tem a Doblò Essence, com 7.

          A propósito, alguém aqui sabe me explicar porque hoje o Doblò Adventure vem com apenas 6 lugares? Sempre foi assim?
          Falo de configuração de fábrica, pois já vi anúncio de Doblò adaptado na net com 8 lugares (e o dono dizia que tava até regularizado no documento do carro).

          • O motivo é segurança: No teste de crash traseiro chegou se a conclusão que o estepe exposto ameaçava o sétimo banco em caso de impacto nessa região.

    • Raimundo A.

      O Doblo atua no segmento VUC como Fiorino, Ducato, etc. Se ele sair de cena, a Fiat perde mais, fora que o Doblo vende mais que os Berlingo e Kangoo.

      • pedro rt

        kangoo so tem furgao e berlingo saiu de linha ha muito tempo

    • pedro rt

      sim, ela, a weekend, o punto e o siena EL sairao de linha ao longo desse ano e do proximo tmb

  • dallebu

    Ótimo! Gosto da Fiat mas sou obrigado a concordar que o portfólio de modelos precisa de uma “podada”, tirando produtos obsoletos e/ou sem força no mercado e colocando modelos como Tipo Hatch e Sedan, carros bonitos por fora, sem inúteis extravagâncias, espaçosos e honestos por dentro, que apostam no custo/benefício.

  • invalid_pilot

    Bravo micou por não oferecer um Automático de verdade – algo que o Focus tbm está sofrendo nessa geração.

    Idea custa caro demais, fora isso concorre com SUVs tipo Duster, Ecosport HR-V e etc

    Linea foi lançado com posicionamento errado e motor inadequado (aquele 1.9 argentino) – depois que adotou o E Torq sofreu do mesmo mal do Bravo.

    Uno Vivace já vai embora sem fazer falta

    • Lucas086

      Uma Ideia comcorre com Fox, Fit, tem ideia adventure por 56 mil nas concessionárias, bom carro que a Fiat abandonou.

      • Gustavo73

        Fox é um hatch, não concorre com a Idea. O Fit tem uma proposta parecida mas também é um hatch a ideia está mais para uma minivan compacta, como a C3 Picasso.

        • Lucas086

          Realmente cara, o concorrente da idea é o C3 picasso mermo, errei em dizer Fox.

      • invalid_pilot

        Então o configurador da Fiat ta com preço absurdo… Tipo Adventure por quase 70k

        • Lucas086

          Mas todo carro da Fiat é assim, preço nas alturas no site e descontos na ccs, Punto atrattive pacote Itália custa 51 no site, minha amiga pagou 45,500.

    • pedro rt

      o 1.9 16v era uma mistura do 1.6 16v corsa lunga do marea com o 1.6 16v high torque do palio e bravo

      • invalid_pilot

        Só que por ser um motor exclusivo do carro não tinha lá boa aceitação, ai que a porca torce o rabo. Consumidor brasileiro é conservador (infelizmente)

    • radiobrasil

      Bravo micou também pq demorou muito pra chegar por aqui…

    • O líder da categoria está sofrendo por não oferecer câmbio automático de verdade? E os que vendem menos que ele?
      E se a Idea concorrer com os carros que citou, então ela está é barata!

      • invalid_pilot

        Golf vende mais que o Focus e vai ver o preço da Idea Adventure vs Duster

        • Ah, está comparando uma versão específica da Idea com a básica da Duster.
          E onde você viu o Golf vendendo mais? Vi as vendas desse ano e ano passado aqui no NA e o Focus lidera.

  • Joaquim Grillo

    O Idea é uma pena para mim é um ótimo carro espaçoso baixa manutenção e tudo mais mas a fiat que cobrar caro ai fica dificil

    • mauricio

      IDEA horrivel

    • T1000

      o Idea depois do facelift ficou um lixo, pioraram isolamento acústico, subiram a altura, só que para isso deixaram os amortecedores mais duros. A versão 1.4 é uma desgraça, não anda e bebe muito.

      • Joaquim Grillo

        tenho uma 1.4 não bebe muito nem anda pouco anda e bebe de acordo com o pé do usuário a minha tá com 150 mil km no alcool ando do tatuapé até itaquaquecetuba em sp faz média 10 a 9 km/l não acho pouco se tratando de ser alcool e se uma mini van, comprei com u medo terrivel dessas criticas mas não foi o que eu vi não.

        • T1000

          que bom que você não poe em rodovia, comigo era no máximo 8km/l no etanol ou 11 na gasolina. Dava agonia sair de Campinas e não conseguir chegar em Araçatuba sem parar pra reabastecer. Fora a tortura de dirigir 5/6hs com o motor urrando. Era chegar no destino com o ouvido zunindo…

          • Joaquim Grillo

            mas na estrada com ar condicionado ligado faz 12km/l na gasolina acho muito bom

            • Edson Fernandes

              Só para te dar uma comparação…. eu faço de 12 a 14km/l na gasolina com um Fluence 2.0. Achei esse consumo alto.

              Só outra comparação, com o meu ex C3 eu fazia 17km/l na estrada (ele era 1.4)

  • Raimundo A.

    O CEO já relatou que não teríamos os Tipo vindo a ter produtos projetados pela Fiat local. É mais sensato pensar que nos novos Punto e Grand Siena atualizados e crescidos assumirão as funções exercidas pelo Bravo e Linea. Se o projeto do Toro foi concebido aqui e tem tudo para dar certo, deixar a cargo da Fiat local criar ou subir de categoria alguns produtos para explorar outras faixas atendendo melhor os gostos locais é válido e com um custo menor provavelmente.
    Eu defendo a ideia que a unidade de Goiana será focada em utilitários até por ela atualmente ter capacidade para quatro produtos. Já faz o Renegade e o Toro. Começará a fazer o Jeep 551. O quarto produto pode ser um crossover, o tal B-CUV divulgado no planejamento, esse como Fiat.

    • Gustavo73

      Algo que eu não entendo. O Tipo e suas variantes dividem a plataforma com Renegade e Toro. O motor seria o 1.8 etorq que eles também usam. A Renegade deve vender umas 60 mil unidades ano, a Fiat espera 50 mil Toro, mas digamos que os dois juntos vendam 120 mil carros. O novo Jeep não deve vendermais de 40mil mas novamente valos colocar números maiores. Que os 3 vendas 170 mil/ano. Se não me engano a capacidade de Goiana seria de 250 mil/ano teria espaço para o crossover e pelo menos o sedan do Tipo. Todos dividindo componentes e o powertrain.

      • Raimundo A.

        Nobre, há duas projeções de vendas que ainda não estão claras. O Renegade estaria no patamar de 50mil unid/ano e pode passar, mas será também exportado. Assim irão fazer com o Toro, então as vendas do mercado interno somadas as exportações podem duplicar ou até mais quanto a produção. O 551 deve ir para o mesmo caminho. Outra é que a unidade foi projetada para trabalhar com quatro veículos, a priori, na mesma plataforma.
        Se dizem que um novo sedan será feito na Argentina e eu apostaria ser o Grand Siena ocupando o lugar do Linea aqui. Se houver sucessor para o Bravo, seria o Tipo hatch que poderia ser feito em Goiana, mas há espaço em Minas. Se for o novo Punto vindo a ocupar o lugar do Bravo, então deve ficar em Minas onde a base vem do Palio e Siena, Uno e Mobi.
        Daí eu digo que a unidade da Goiana tende a ficar restrita aos utilitários. Recordo que a Jeep especulou fazer um suv menor que o Renegade. A Fiat tem o Panda Cross. Alguns falam aqui num derivado do Uno ou novo Punto. Digamos que esse produto seja o B-CUV do planejamento e utilize a plataforma do Renegade, Toro, etc, mas encurtada.

        • pedro rt

          goiana e uma unidade exclusiva a fzer produtos de entrada da jeep e os top da fiat, la alem do renegade e TORO serao feitos o novo COMPASS e o suv medio derivado da toro q sera lançado nos proximos anos e q ira suceder o freemont. ja betim fara o novo punto e o mobi e cordoba/argentina fara o novo grand siena q sucedera o atual grand siena e o linea

        • Gustavo73

          Li que esse novo Punto usaria a plataforma do Palio. Mas se usar essa noba muito melhor. Tenho o carro e gosto dele. Tá novo ainda 55 mil km sem problemas e silencioso como 0km. Então agora é esperar. Realmente exportando Renegade e Toro venderam bem mais.

          • pedro rt

            exatamente, o novo punto usara plataforma do new palio mas com entreeixos alongado e estrutura mais reforçada, o mesmo valerá pro novo grand siena

        • pedro rt

          o B-cuv sera uma versao suv do uno, a plataforma sera dele mas toda a estrutura, motor, suspensao e cambio serao diferentes. e serao parecidos com oq se usa no renegade/toro

          • Tommy

            E o Siena EL? a Fiat ainda terá sedãs abaixo do Gran Siena? uma variante do Uno? Numa renovação da linha de compactos eu passaria a Strada para uma picape Uno(com as mesmas opções de carroceria,motorização e com câmbio AT),um sedã,a Fiorino e um jipinho. O Palio morre(o Fire continua até onde for possível)Mobi como city car,500 o carro imagem,o substituto do Punto vira o hatch mais caro(e maior)da marca,o Gran Siena idem. E acho que ainda caberia nessa conta fácil fácil um jipinho da Toro com até 7 lugares,podendo ser vendida como Dodge lá fora.

            • pedro rt

              o siena vai sair de linha e o seu sucesor sera um carro do mesmo nivel do prisma e ka+, sera menor q o X6S = novo grand siena e vai chegar ao longo de 2018 nao se sabe de q familia ele sera ainda mas nao sera do uno

            • Edson Fernandes

              Toro 7 lugares?

  • Lucas086

    Devia aproveitar e encerrar a Palio Weekend também, agora o maior erro da Fiat é não colocar um câmbio automático no Bravo e Linea, podia ter uma sobrevida ainda, e também renovar Punto e Palio, colocar Esp e Tsc nos carros.

    • Luis_Zo

      Provavelmente não deve dar payback colocar AT nesses carros, vide o número baixo de vendas…

    • pedro rt

      a weekend, doblo, punto e siena EL serao os proximos da lista a fecharem o caixao…

    • Nova geração do Punto chega ano que vem. Acho que aqui mesmo já noticiaram flagras dele em testes.

      • DiMais

        Projetos X6H (hatch) e X6S (sedã) que vão acabar organizando a linha da Fiat hoje abarrotada de Palio, Siena, Grand Siena, Punto, Linea e Bravo (fim de linha para médios Fiat no Brasil).
        Acredito que façam um crossover sobre essa plataforma, mais barato que o Renegade, para suprir a semana de Weekend, Idea e Doblò Passageiros e não canibalizar as vendas do primo rico.

  • Murilo Soares de O. Filho

    Uno Vivace faz sentido, Idea, provavelmente irá ser substituído pelo pequeno Crossover/B-SUV seja lá como chamam. Bravo e Linea, a Fiat simplesmente abandonou a própria sorte. Mas já que é preciso preciso enxugar, que assim seja…Quando a Strada, não sei ao certo o que a Fiat pretende fazer, possuo na Empresa uma Strada 1.4 CE, 2015, no final de 2015, uma empresa ligada a Fiat, me ligou, se puderia responder algumas questões sobre o modelo, mas não verdade, foram muitas questões, que envolvia de desde disign, motorização, tipo de uso até comparação com suas concorrentes, foi um questionário bem amplo, o que leva crer que a Fiat está colhendo informações para o desenvolvimento de uma Futura Strada. Quanto ao Doblo, deveria fazer o modelo Europeu aqui.

    • zekinha71

      Nossos vizinhos já tem o novo Dobló faz tempo e aqui nem sinal.

    • pedro rt

      ja e certo q a fiat nao vai mais investir de forma alguma em nenhum carro medio, a unica excecao e o TORO e o seu futuro derivado SUV de 5 ou 7 lugares

  • A Fiat precisa de uma racionalizar toda a linha, tem modelo que existe por existir e se sair não fará diferença, o Tipo, 500X deveriam ser lançados aqui principalmente o 500X a demanda por SUVs é enorme e ele se diferente muito do Renegade.

    • pedro rt

      o 500X e certeza de q nao vira assim como a familia TIPO, o lançamento da marca nesse segmento de suv sera um derivado do uno e um medio derivado do TORO

    • Rodrigo

      Vi o 500x pessoalmente e achei muito, mas muito mais atraente visualmente que o Renegade.
      Seria um dos poucos carros Fiat que eu teria.

  • Jad Bal Ja

    Uno Vivace, Idea, Linea e Bravo já estão fazendo hora extra no mercado a um bom tempo. Nenhuma novidade ai. A sobrevida do Vivace sabia-se que era temporária mesmo. O Ideia esta em segmento que simplesmente desapareceu, esta virando mosca branca. E Linea e Bravo são zumbis no mercado.

  • Kaian Reis

    Para o lugar do idea a Fiat poderia trazer o 500L para o lugar do attractive e essence e o 500L trekking para o lugar do adventure

    • pedro rt

      o 500X nao vem oq dira entao o 500L… familia 500 e familia TIPO pode esqueçer q nao vem!

  • Fiat Idea, um dos melhores carros que já tive, uma pena a Fiat não ter atualizado o mesmo.

    • pedro rt

      a idea saiu de linha ha uns 5 ou 6 anos na europa, demorou muito por aqui

      • Três anos e meio que saiu de linha na Europa, mais precisamente em Julho de 2012.

  • Túlio Leal

    Podia era renovar completamente o Doblo, cuja versão atual já passou da prorrogação e dos penaltis.

  • pedro rt

    ja vao tarde… agora quem esta surpreendendo na longevidade sao os matusalém siena EL e weekend

    • 0terceiro

      Cara, me responde: você trabalha ou não na fábrica?
      Porque, pra ter tanta informação e tanta certeza assim, só trabalhando lá dentro
      ou tendo uma boa fonte.

  • pedro rt

    os proximos a sairem de linha sao; weekend, doblo, punto e siena EL

  • mariostefa

    Seria uma otima troca, abrindo espaço para a linha Tipo

  • Blessa

    Já vão tarde.

  • Pedro

    Bom, tomara que seja um começo de organização da embaralhada linha FIAT no Brasil. Acho que o ideal seria (obs: não estou dizendo que esses preços são os ideais, estou dizendo que esta seria a linha ideal. Botei os preços apenas a título de sintetizar a ideia):

    Mobi 1.0 GSE – R$ 30.000 à R$ 40.000 (COMPACTO DE ENTRADA)

    Uno 1.0 e 1.4 GSE – R$ 40.000,00 à R$ 50.000,00 (COMPACTO INTERMEDIÁRIO)

    Palio (X6H) 1.4 GSE e 1.6/1.8 E-torQ – R$ 47.000 à R$ 65.000,00 (COMPACTO “PREMIUM”)

    Acima dos 65k teríamos espaço para o novo Tipo, com quem sabe, um hipotético 1.4 GSE Turbo.

    Temos então uma linha enxuta sem aquela confusão de modelos que vemos hoje. Acho que o ideal para cada marca seria ter três compactos e nada mais do que isso.

    • Artur

      Já li em outro lugar que tanto o 1.0 e o 1.4 GSE receberão turbocompressor, sendo que, nesse caso, terão cabeçotes com 4 válvulas por cilindro (12 no 1.0 e 16 no 1.4).
      Não sei se é verídica essa informação, mas acho bem provável, considerando que, por serem fabricados aqui, compensaria muito mais do que continuar importando os motores turboalimentados italianos…

      • DiMais

        sendo uma família de motores global é bem possível que isso aconteça, como já ocorre na Europa onde um mesmo motor recebe várias calibrações.

  • Diogo Oliveira

    GRAÇAS A DEUS!! Agora só falta matar o Palio Fire, diminuir (bastante) esses preços absurdos e melhoras os motores e equipamentos. Mas claro, como aqui é o Brasil, a república das bananas, o país do cada um por si, o pais do futebol, o pais do jeitinho, isso é só sonho mesmo.

  • A Fiat já divulgou oficialmente, o Linea só será aposentado ano que vem. E o Bravo deixaram em aberto, sugerindo que também pode ser somente ano que vem. Confirmaram para 2017 tambem a nova geraçao do Punto.

    • Davi Reis

      Nunca vi divulgação oficial de aposentadoria de carros com tamanha antecedência e tampouco de modelos que ainda estão em fase de desenvolvimento (que não sejam as etapas finais)… Não sei onde você viu isso, pode até se tornar realidade, mas divulgação oficial da Fiat sobre o assunto, passa longe de existir.

      • Essas informações foram passadas aos repórteres no evento de lançamento da Toro.

    • pedro rt

      eu li no site 4RODAS e ja esta confirmado os 4 modelos, ja SAIRAM DE LINHA… nao e um evento futuro, e um FATO no PRESENTE

  • Rodrigo

    Em breve 4 “novos” carros honestos e injustiçados (ironico)…

  • Bruno Wendel Marcolino

    Linea, sedã médio?

    Então tá né….

    • Edson Fernandes

      Assim como insistem em dizer que o Tipo hatch e sedan são médios.

      • Bruno Wendel Marcolino

        Sem dúvida, outro erro.

  • Alexandre

    Só porcari4… Arranca esses l1x0s do mercado!

  • Fábio Pereira

    A saída do Uno Vivace e do Palio Fire era esperada, pois o Mobi mataria os dois (ainda acho que ele pode brigar com o próprio Novo Uno, mas enfim…). Acho a saída do Idea uma forte perda tanto para a Fiat quanto para a categoria. Queria ver a Fiat trazer o 500L no lugar do Idea, pois a briga com o Citroen Aircross seria muito boa, mas o que vai acontecer no máximo é ela “elevar” o Novo Uno e lançar uma versão mini-SUV do bocudo….

  • Denis

    Se tivéssemos uma maquina capaz de captar os desejos de cada um, saberíamos o qual tipo de carro que o brasileiro mais gosta!!!!!

  • Leandro Santos

    Trazer a Tipo com apelo ao nome, mas a preço de ouro não dá.

  • Murilo Rodrigues

    O Fiat Linea é enquadrado como sedã médio? Ele não é montado sobre a mesma plataforma do Punto que é compacto? (No BR leia-se compacto premium)

    • É a mesma plataforma porém alongada. Mas o espaço está bem aquém dos concorrentes. Enfim, é sim considerado medio, o compacto da Fiat é o Grand Siena.

      • Murilo Rodrigues

        Pra mim os concorrentes do Linea seriam Honda City, New Fiesta sedã, Cobalt mas enfim…….Linea é o compacto que é Médio mas é compacto rs………….mas é Médio que pelas dimensões até concordo!

    • DiMais

      no Brasil sim, na Europa não.
      no velho mundo ele substituiu o Albea (nosso Siena 3 alongado), o novo Tipo, ou Aegea, é sucessor deles e por isso também não concordo com os que consideram ele um médio (na Europa os preços são equivalentes ao Logan).

  • Compro Vidro de Perfume Vaziou

    Espero que se realize e a Fiat invista em novos projetos e de quebra novos motores pq ta dificil

    • Artur

      Os 1.0 e 1.4 serão substituídos ano que vem pela família GSE. O 1.6 Etorq parece que vai ser aposentado pelo futuro 1.4. Já o 1.8 Etorq continuará em linha com as modificações introduzidas no lançamento da Toro.

  • afonso200

    que tragam o 500L e 500X e não essas coisas aee

    • Artur

      O 500X canibalizaria as vendas do Renegade e seria vendido no mesmo preço desse último, que por ser Jeep é considerado de marca “premium” e, provavelmente, ambos não iriam conviver bem.
      Já o 500L, por ser uma minivan, categoria quase extinta no Brasil, não sei se venderia bem se trouxessem. Acho mais provável que não.

      • Gustavo73

        A Spin vende bem sozinha, principalmente pea quem precisa de mais de 5 lugares. Não acho que o 500X roubariam as vendas do Renegade os desenhos são bem diferentes mais urbano. Mas teria que ter preço menor iguap ao Golf e A3 por exemplo.

        • Artur

          Sim, isso é verdade. O Renegade é um SUV e o 500X mais crossover.
          Mas acho difícil o 500X vir num preço muito menor que o Renegade, até porque plataforma, nível de acabamento e equipamentos são semelhantes.

          • Gustavo73

            Golf e A3 também, mas existe uma diferença nos preços. Mas a diferença no desenho seria ótimo para a FCA pois pegaria consumidores diferentes. Falando da 500L que vi pessoalmente em Buenos Aires é bem mais bonita que a Spin. E sendo uma variação doa outros produtos de Goiana dividiria os custos de produção com eles. Poderia ter até uma versão de entrada com o 1.6 16v.

  • DiMais

    com certeza são produtos que mais dão prejuízo do que vendem, por baixo já é esperada a faxina na linha para dar espaço para o Mob que sendo novidade vai vender bem e a Fiat sendo inteligente canaliza as vendas para ele. Linea, Bravo e Idea (bem como a Weekend) já fazem hora extra no catálogo, as vendas são baixas e com a Toro por aqui também pode suprir a demanda mesmo sendo carro de outro segmento (assim como o Grand Siena para o Linea).
    Resta esperar a chegada dos novos modelos do projeto X6 para enxugar o meio de campo das linhas Palio e Punto.. acredito que o crossover da Fiat venha baseado nessa linha por preços abaixo dos R$80.000,00 e não no projeto da Toro pois canibalizaria com Renegade e Compass.

  • Pedro Cunha

    Todos modelos listados como estando no “corredor da morte” sofrem de um mal crônico de sua própria “mãe”: ESQUECIMENTO.
    São ótimos carros, mas a fiat age com eles como uma criança. A criança conforme vai acumulando brinquedos novos, simplesmente deixa de lado os mais antigos e a fiat, á cada novo modelo que traz ao mercado, vai esquecendo do restante de seu portfólio. E é assim desde sempre aqui no BR. Tanto no pós-venda quanto no marketing para promover esses modelos mais “veteranos”.
    Claro que os rumos do mercado influenciam o desempenho nas vendas, mas a preocupação da marca na promoção de seus modelos pode influenciar e até mesmo reverter baixos nºs de vendagem.

    • Artur

      Concordo. Se lançarem uma versão do Bravo, por exemplo, com motor Etorq 1.6, uma boa lista de equipamentos e preço abaixo dos R$ 60 mil, acho que venderia bem.

  • Dick Buck

    Finalmente mais carros jurássicos (idea e talvez palio fire) sairão do mercado. Pra fechar com chave de ouro o clio e o classic deveriam sair de linha esse ano também.

    • pedro rt

      o clio sai de linha daqui pra julho e o classic daqui pra junho

  • Airplane

    Espero que estes modelos jurássicos realmente sejam retirados do nosso mercado além do que, com exceção do Uno Vivace, já não vendem quase nada mesmo.

  • Raul

    FIAT sendo FIAT só porcarias..

  • kravmaga

    Aqui no Rio há muitos táxis Idea e eu acho um carro com um aproveitamento muito bom de espaço, assim como a antiga Meriva.

    Mas já reparei que os taxistas estão comprando mais Spin e Cobalt.

    • pedro rt

      spin e cobalt e passado, a moda agora dos taxistas e comprar versa e etios sedan

  • V12 for life

    Quanto a Uno Vivace e Palio, é informação conhecida e já divulgada no NA desde que se tem noticias do Mobi, e os outros era apenas questão de tempo com tantos lançamentos alguém tem que ir para a cova.

    • Artur

      Lembrando que o Palio Fire não sairá imediatamente de cena. Vai ficar um tempo convivendo com o Mobi.

  • Lucas Soares

    Tira o doblo tambem.

  • Saulo Gomes

    Não consigo entender isto, o Uno já está encalhando pq é pequeno demais e a Fiat tira ele e coloca um carro menor ainda ?!?!? Não era mais fácil baixar o preço? O mercado está querendo compacto com bom acabamento (onix, hb20, ka) e vão lançar algo “pior” que o uno? Se não for bem mais barato que a concorrência vai micar. Linea já nasceu morto, até um bom carro, mas muito caro, igual a Toro. Já a idea é uma pena, uma das ultimas alternativas de mono volume.

    • Lucas086

      Posso concordar com o espaço do Uno, menor que onix e ka, não muito menor que o espaço traseiro do hb20, agora acabamento? O uno melhorou muuuuuuito na linha 2015, sem contar equipamentos que carros mais caros da mesma categoria não tem, como 3 encostos de cabeça, cinto 3 pontos central e apoia braço para o motorista. Ouso a dizer que o acabamento do do uno é melhor que o ka, sem contar os vidros um toque, porta mais da metade de tecido e não se vê rebarbas.

      • invalid_pilot

        Uno novo melhorou o acabamento da agua pro vinho… O Ka apesar de bonito tem qualidade lamentável.
        Falta motor competente pro Uno ao meu ver , Fire já deu a muito tempo

        • Artur

          Novos motores para a linha Uno e similares já estão sendo desenvolvidos e chegam ano que vem (GSE 1.0 e 1.4). Resta saber se de fato serão melhores e mais econômicos que os Fire, mas acho que isso não será tarefa difícil… rsrs

      • Saulo Gomes

        Até o painel é opcional! Nunca compraria, principalmente após aquele crash test que rompeu o assoalho, mas concordo que fica bem legal todo equipado, porém ainda fica faltando o espaço, é muito pequeno para concorrer com onix e hb20. Seria mais lógico a Fiat usar o uno na categoria de entrada e criar outro carro entre o uno e o palio para concorrer nos premiums. Pensando nisto será que não vão acabar com o uno de vez e criar outro carro?

        • Lucas086

          O painel do novo, com computador de bordo e tela lcd, é de serie em todas as versões, coisa que o onix só tem na ltz e os vidros são um toque, coisa que o hb20 só tem na versão style 2016… sobre espaço, hb20 ser maior? Só se for por um dedo, tirando o acabamento, que nas portas traseiros é plastico puro, sem contar a regulagem do banco do motorista, piada, agora onix é maior sim, mas nunca pegaria um onix pelo preço de um uno 1.4 ainda mais equipado, mas gosto é gosto… sobre o uno, acho que a fiat deve era atualizar palio e Punto e deixar ele concorrendo até os 40 mil, essa seria, ao meu ver, a melhor estratégia.
          Não tou lembrado agora, quem rasgou o assoalho foi o onix, não? Realmente não lembro.

  • Lucas086

    Off: como faço para participar do usado da semana?

    • invalid_pilot

      Em algum canto tem o email do Marlos… Manda um email que ele responde rapidão

  • jkpops

    já vão tarde esses modelos aliás o vivace nem deveria ter sido lançado…

  • Evandro

    Não irão fazer a menor falta…..

  • Fernando Bento Chaves Santana

    É a cara do Marchionne: mandar ao diabo o que não está vendendo.

    Os potenciais compradores das versões mais luxuosas de Idea, Linea e Bravo de serão convidados a testarem a Toro. E aqueles que não se interessarem pela picape provavelmente serão conduzidos a uma concessionaria Jeep para fazer um test drive no Renegade.

    Os interessados nas versões mais acessíveis do Linea serão persuadidos a testar as versões mais luxuosas do Grand Siena para verem como ele é mais espaçoso do que o Linea.

  • GPE

    Já vão tarde!

  • Diego Amaral

    Tipo vindo da Argentina, esse incendeia o mercado.

  • Diego Amaral

    Se o Tipo vier mesmo da Argentina vai incendiar o mercado.

  • Bittencourt

    Creio que o novo Punto será o maior hatch da Fiat à venda no país.
    Nem sei se ela terá algum sedan “médio” (no porte do Tipo) mais por aqui.
    Bem, achismo meu…

  • William Gabriel

    gosto do Idea, mas é muito caro, mas é bonzinho