Fiat Preços

Fiat reajusta preços para o mês de janeiro

fiat-linea-absolute-2015 (3)

A Fiat reajustou os preços em janeiro, mas nem todos os modelos tiveram aumento, sendo estes Uno Vivace, Siena EL, Fiat 500, Fiat 500 Abarth, Uno Furgão e Freemont. Nos demais, os valores subiram.

Confira abaixo os antigos e os novos preços da Fiat para janeiro de 2016:

• Palio Fire 1.0 2P – R$ 28.360 – R$ 28.790
• Palio Fire 1.0 4P – R$ 30.780 – R$ 31.260
• Palio Fire Way 1.0 4P – R$ 32.090 – R$ 32.590
• Uno Vivace 1.0 2P – R$ 29.610 – Sem aumento
• Uno Vivace 1.0 4P – R$ 31.880 – Sem aumento
• Uno Attractive 1.0 4P – R$ 37.840 – R$ 38.460
• Uno Evolution 1.4 4P – R$ 41.870 – R$ 42.620
• Uno Sporting 1.4 4P – R$ 43.450 – R$ 44.230
• Uno Way 1.0 4P – R$ 38.900 – R$ 39.540
• Uno Way 1.4 4P – R$ 41.870 – R$ 42.620
• Palio Attractive 1.0 – R$ 40.540 – R$ 41.210
• Palio Attractive 1.4 – R$ 43.960 – R$ 44.690
• Palio Essence 1.6 – R$ 48.550 – R$ 49.420
• Palio Sporting 1.6 – R$ 50.950 – R$ 51.870
• Punto Attractive 1.4 – R$ 48.020 – R$ 48.880
• Punto Essence 1.6 – R$ 52.060 – R$ 53.000
• Punto Sporting 1.8 – R$ 56.580 – R$ 57.600
• Punto Blackmotion 1.8 – R$ 59.700 – R$ 60.770
• Punto T-Jet 1.4 – R$ 69.310 – R$ 70.560
• Fiat 500 Cult 1.4 – R$ 56.900 – Sem aumento
• Fiat 500 Cult Dualogic 1.4 – R$ 59.900 – Sem aumento
• Fiat 500 Cabrio 1.4 – R$ 64.900 – Sem aumento
• Fiat 500 Cabrio Dualogic 1.4 – R$ 67.900 – Sem aumento
• Fiat 500 Cabrio Automático 1.4 16V – R$ 82.000 – Sem aumento
• Fiat 500 Abarth 1.4 – R$ 94.000 – Sem aumento
• Bravo Essence 1.8 – R$ 64.760 – R$ 65.930
• Bravo Sporting 1.8 – R$ 71.720 – R$ 73.010
• Bravo Blackmotion 1.8 – R$ 72.780 – R$ 74.090
• Bravo T-Jet 1.4 – R$ 82.800 – R$ 84.290
• Siena EL 1.0 – R$ 36.260 – Sem aumento
• Siena EL 1.4 – R$ 39.020 – Sem aumento
• Grand Siena Attractive 1.4 – R$ 47.140 – R$ 47.960
• Grand Siena Essence 1.6 – R$ 51.950 – R$ 52.890
• Grand Siena Tetrafuel 1.4 – R$ 56.870 – R$ 57.890
• Linea Essence 1.8 – R$ 62.770 – R$ 63.900
• Linea Absolute Dualogic 1.8 – R$ 73.530 – R$ 74.850
• Weekend Attractive 1.4 – R$ 50.710 – R$ 51.620
• Weekend Trekking 1.6 – R$ 52.980 – R$ 53.930
• Weekend Adventure 1.8 – R$ 64.240 – R$ 65.400
• Idea Attractive 1.4 – R$ 52.090 – R$ 53.030
• Idea Essence 1.6 – R$ 54.570 – R$ 55.550
• Idea Adventure 1.8 – R$ 63.470 – R$ 64.610
• Doblò Attractive 1.4 – R$ 66.630 – R$ 67.800
• Doblò Essence 1.8 – R$ 71.100 – R$ 72.340
• Doblò Adventure 1.8 – R$ 77.750 – R$ 78.980
• Strada Working CS 1.4 – R$ 42.400 – R$ 43.150
• Strada Working CE 1.4 – R$ 46.240 – R$ 47.060
• Strada Working CD 1.4 – R$ 53.020 – R$ 53.960
• Strada Treking CD 1.6 – R$ 60.330 – R$ 61.400
• Strada Adventure CE 1.8 – R$ 61.650 – R$ 62.700
• Strada Adventure CD 1.8 – R$ 68.020 – R$ 69.180
• Freemont Emotion 2.4 – R$ 109.590 – Sem aumento
• Freemont Precision 2.4 – R$ 119.900 – Sem aumento
• Uno Furgão 1.0 – R$ 37.460 – Sem aumento
• Fiorino 1.4 – R$ 48.090 – R$ 48.960
• Doblò Cargo 1.4 – R$ 52.940 – R$ 53.890
• Doblò Cargo 1.8 – R$ 59.050 – R$ 60.110
• Ducato Multi TA 2.3 – R$ 100.390 – R$ 101.590
• Ducato Cargo 7,5 2.3 – R$ 87.350 – R$ 88.400
• Ducato Cargo 9,0 2.3 – R$ 90.350 – R$ 91.430
• Ducato Cargo 10,0 2.3 – R$ 94.680 – R$ 95.820
• Ducato Cargo 12,0 2.3 – R$ 96.740 – R$ 97.900
• Ducato Minibus TB 15L 2.3 – R$ 104.770 – R$ 106.030
• Ducato Minibus TA 15L 2.3 – R$ 113.050 – R$ 114.410

Agradecimentos ao Lucro Brasil.





  • Le chat noir

    Tão querendo invocar o Fanjos kkk

    • Preparem-se para aumento!
      aumento em dobro!
      Para proteger o mercado da inovação!
      para mandar os lucros para outra nação!
      Pra denunciar os males do mercado aberto e do trabalhador!
      Pra estender nosso cartel as estrelas!
      Fanjos/Lucro Brasil
      Equipe Anfavea aumentando na velocidade da Luz!
      Rendam-se Agora
      Ou prepare-se Para aumentar!
      Junoba: É isso aí.

      • Le chat noir

        Muito bom kkk

      • Jorge

        PQP kkkkkkkkkkkkk

      • Alex

        Boa, cara! Mandou muito bem kkkkk

        • Na verdade eles só querem capturar alguns pokemóns raros e levar para a “chefa”. E os pokemons mais raros são: Nissan bonitos, Fiat com câmbios bons, VW baratos, Ford bem acabados, Chevrolet sem aumentos, Chineses com boas notas nos crash tests, carros japoneses bem equipados e baratos…

          • Murilo Rodrigues

            Impressionante como os câmbios da Fiat é ruim, com destaque para a 3º marcha que nunca ta afim de ser engatada rs…..sempre achei que era um problema só do Uno mas já dirigi Grand Siena e Punto ambos 1.4 e é pior ainda. Atualmente tenho uma Spacefox 2009 e pode falar tudo de ruim da VW mas aquele MQ200 é uma maravilha!

            • Bem, para falar a verdade, dos Fiat’s que tive, Tipo e Mille tinham câmbio razoáveis. Alguém com maior conhecimento que eu pode chegar em mim e falar “Mas você alivia desses Fiat’s mas o outros carros da marca que você critica tem o mesmo câmbio e blá blá blá”. Sim, mas a operação do câmbio em si envolve outros itens: Tramulador, cabo ou varão, embreagem… Até a posição da alavanca em relação ao banco e volante influencia (O Del Rey tinha um péssimo curso de alavanca aliado a uma posição inadequada que o fez ter fama de “câmbio de ônibus”. Escort tinha tramulador de garrafa Pet dessas fininhas da Coca-Cola, que foi imitado pela primeira Sportage). Então somando tudo isso, salvaram se Mille do fim da década de 90/Começo de 2000, Tempra, Tipo e Marea. Família Palio nada é bom e a recente reforma manteve o nível razoável do câmbio (O Gol também pisou na bola com o Gol G4). GM nunca gostei embora tenha colocado comida na minha mesa durante 7 anos.

              • Edson Fernandes

                E pensar que eu gostava do cambio do Escort…

                • Ele era bom, uma evolução do câmbio do Del Rey. Mas tinha o tramulador frágil.

          • Bruno Luís

            Faltou os franceses ai kkkkkk

      • Fanjos

        Estamos aqui para Detonar!!!

        • Que droga! Escolheram o PTmón do Tipo Mercado fechado (tóxico), Etanol (Tipo Água) e Dilmachu (Tipo dragão).
          Contra ataque: Mercado aberto, Gasolina sem álcool, Bolsonaxu, Eu escolho vocês!
          Mercado aberto, ataque com a diminuição de alíquota. Gasolina sem álcool, ataque com o consumo; Bolsonaxu, choque de gestão!

        • Junoba

          Kkkkkk, quase engasguei aqui…kkkkkkkkkkkkkkkkkk… So falto minha carinha fanjos ! kkkkk

      • Ramon Grigio

        O ano está só começando, mas acho que já temos um comentário candidato ao TOP10 2016…

      • 0terceiro

        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

        Doidi+, cara!

        • 0terceiro

          Custei lembrar quem que fala assim,
          mas eu lia com as vozes de Jesse e James
          na cabeça, hauhauhauaha

          • Sabe o que é pior? Eu vim conhecer isso agora!
            Com uns 15 anos de atraso, meu filho de 8 anos pegou gosto por isso… Aí fui atrás de todas as temporadas, cartinhas, brinquedos, Netflix… E o pior que no início de cada episódio toca a música de abertura, mas essa ainda muda de temporada para temporada (Ok, ok… Confesso que gosto da versão brasileira da primeira temporada). Mas esse diálogo não muda nos quase mil episódios que tive que assistir! Fora os filmes!

      • Junoba

        As ideia mano… agora que vi aqui… Kkkkkkkkkk

  • Em dizer que eu paguei R$ 54.500 no meu Fiat 500 dualogic 0KM com teto solar + Kit convenience 1 + banco de couro.
    Estou muito satisfeito com o carro, já com a Fiat… é uma bo$#@…

    • Fabricio Conchon

      Somos 2. Meu 500 cult tem todos os kits e não chegou a 46 mil. (2012…. quando o basico era 39900,00).. Vai vendo, rumo aos 90 mil km…… (A fiat é fraca mesmo… o único carro deles que aceito é o 500)

      • automotivo

        é por isso que existem outras marcas, é por isso às vezes o pessoal só compra corolla (pra desespero dos comentaristas), talvez já tenha comprado outro médio (não que eu tenho um ou queira comprar, mas..).

        • Fabricio Conchon

          Sim… na mesma marca podem haver carros bons e ruins… e a galera vira fã de um, e acha que tem que defender até a morte…

          • automotivo

            sei disso. O que quero dizer é que se não gostou de uma marca, experimenta outra.

            • Fabricio Conchon

              Sim… e eu também acho isso.. já tive carro de outras 4 marcas. Compro o carro, e não a marca..

  • Vinicius

    Enquanto tiver quem paga, colocam esses preços astronômicos. A política do “Se colar, colou” e o protecionismo desta nação e seus governantes.

    • João Cagnoni

      Reparei que a versão de entrada em qualquer país desenvolvido (2.0 automático) não está disponível nem nas versões mais caras. E sim, tem gente que paga (muita gente).

  • HugoCT

    Não é só os carros que estão subindo os preços, alimentos, equipamentos tambem, praticamente tudo. Graças ao PT

    • Zé Mundico

      Até os impostos estão aumentando, imagine só!!!

    • Louis

      Graças aos acéfalos que colocaram o PerdaTotal no poder. Viva o socialismo, o assistencialismo, o bolsa-preguiça. Metade da população que trabalha carrega a outra metade “nas costas”.

      • shdn2010

        E ainda tem mula nesse país que defende a unhas e dentes esse partido de b**sta

        • Wellington Myph13

          Pode notar que ninguém defende partido nenhum, mas quando pega um PTista, pqp, é igual torcedor de time…

          • ObservadorCWB

            Bem por aí… o brasileiro consciente quer que TODOS, independente de partido, paguem pelos seus crimes e devolvam o fruto do roubo….agora, petista, acha que outros petistas estão acima das leis. Eles roubam praticando algum tipo de “justiça social” ????

            • Vocês dois não estão errados (Na verdade acho que a OMS deveria determinar o PTismo como doença), mas tenho reparado em um comportamento comum em fórum e redes sociais. Ao concordar que a Dilma era a pior candidata de todos no primeiro turno (A única que vivia em um país sem crise) um comentarista falou que qualquer um teria sido melhor. Aí falei da Marina, no que fui rebatido “Cara, quem manda nela é a dona do Itaú”. Aí perguntei se era o mesmo banco que tinha contribuído com a campanha da Dilma e Aécio. Sem resposta. Ao perceber qual era a dele, comecei a provocar: “E a genro? Ela parece que entendeu que o PTismo é uma doença e se livrou disso” no que tive a resposta: “Ela é cria do PT, posa de oposição e é pior que a Dilma” (Mas a Dilma não era a pior de todas?). Eduardo Jorge? “O cara é uma piada”. Aí perguntei do Aécio: “Acho a opção menos pior”. Ficou claro para mim que para ele qualquer um era melhor que a Dilma. Desde que qualquer um fosse o Aécio. Ele não queria o melhor para o país. Queria que seu candidato ganhasse.

            • beto

              Meio contraditório, não?

  • Rodrigo

    R$94 mil num 500 Abarth é triste demais… Deve vender menos que o Suzuki Sport.

  • Lobo

    Confesso que tenho um pré-conceito em relação a Fiat, não consigo gostar da marca, pra mim é a pior das 4 grandes, acho os painéis dos seus carros horríveis (exceto a do Bravo), motores velhos, cambio é uma porcaria, não tem cambio automático de verdade, (exceto alguns 500 e Freemont), não inova em nada, chega de Uno, Palio, Strada, … meu Deus, parece que estou nos anos 90 falando desses carros. Me desculpe quem é fã da marca, mas eu não gosto, é apenas minha opinião.

    • Fernando

      tive fiat e passei para vw. Gosto mais do vw.

  • Fernando

    Gostaria de Consultar os senhores a cerca de um ponto interessante.
    É publico e notório para entusiastas automotivos que uma das teorias mais difundidas entre os mesmos é o boicote ao carro 0 KM.
    Campanhas na Internet, no boca a boca sempre diziam: ” Quando deixarmos os pátios lotados as montadoras serão obrigadas a baixar o preço …”
    Minha pergunta é:
    Só no ano passado as vendas caíram 25% e na verdade os preços aumentaram ainda mais.
    Por favor me expliquem. Essa teoria é balela? As montadoras perderam a noção? Qual a porcentagem de queda para que a teoria funcione efetivamente?
    Gente estou preocupado.
    Alguém quer opinar?
    Obrigado e um abraço a todos.

    • Minerius Valioso

      Resumidamente o problema está no protecionismo, subsídios governamentais e na inflação.

      • Luis_Zo

        Não esqueça da nossa culpa, de consumidor.

        • Fanjos

          A Crise Externa também tem culpa
          O FHC tem culpa
          A elite burguesa que não gosta de ver o filho de pobre andando de carro zero é o que mais tem culpa.

          Não se esqueça

          • Luis_Zo

            Concordo, menos com a parte “A elite burguesa que não gosta de ver o filho de pobre andando de carro zero é o que mais tem culpa.”

            Não colocaria a culpa numa balança e julgaria quem tem MAIS culpa. Se assim eu o fizer, tenho direito também de dizer quem tem MENOS culpa, e a chance de ser Eu mesmo é grande, o que provavelmente não seria uma verdade…

        • Luis, nossa culpa existe até a página 2. Eu não tenho o poder de baixar alíquota de carro importado que influencia uma concorrência que mexeria nos preços (Sem entrar no mérito se é bom ou ruim). Sim, quem pode fazer isso está lá com a ajuda do meu voto, mas meu voto por si só não elege ninguém sozinho. Falar que escolher opção A em B melhora o mercado não é uma mentira, mas há tantos fatores além de preço e lista de equipamentos para a compra de um carro que não dá para julgar quem optar por um item em detrimento de outro. O grande problema dessa discussão é que ela não evolui: Alguém posta que prefere “A” em vez de “B” (E “A” pode ser usado, 0km, Importado, Coreano, japonês, nacional, turbo etc), alguém irá defender que “B” é uma opção melhor e colocar argumentos mas no dia seguinte a pessoa que falou que “A” é melhor irá postar as mesmas coisas desprezando completamente os argumentos que foram colocados.

          • Luis_Zo

            Alessandro… como tu mesmo concordou, nossa culpa existe. Mas somos uma sociedade com uma carga “cristã” muito alta, onde o mal está la fora, e o bem aqui dentro. Logo, tudo que é de bom fui eu que fiz, meu mérito. Se algo acontece de ruim, foi alguém que me ferrou , alguém tem que fazer alguma coisa… (difícil o cidadão ver que o mal que ele recebe vem do mal que ele faz)

            Minha critica é essa, a “culpa” do preço alto é sempre impostos e lucros dos outros… mas sinceramente vamos cair na real, impostos (e morte) é algo que nunca poderemos escapar, e lucro é algo que todos queremos… mas parece que o brasileiro só aceita a ultima parte desde que seja lucro dele, e não “dos outros”!

            Sobre a discussão de A e B, concordo. Ainda temos também essa carga “monarquica” de sermos os “pensadores” e “formadores de opinião”… pros outros!

            Um exemplo pra corroborar o que tu disse:: Se eu acho que um Renegade (pra citar um da moda) é o melhor carro pra mim, sinceramente f od a-se se cidadão X acha que não é o melhor carro pra mim, porque ELE acha que o carro não anda…

            Eu diria: mais ação e menos discussão inútil, quem sabe o que é melhor pra mim sou eu! Ai quem sabe as discussão nem comece :);

            • Você foi perfeito nos raciocínios e conclusões, mas eu acredito que poderíamos sim pensar no que é melhor para gente e ainda assim ter um pensamento coletivo. O próprio movimento de compra usados eu acho uma idéia de pensar nas suas necessidades e no coletivo, se seus defensores não fossem tão arrogantes, retrógrados e ignorantes, achando-se superiores por pegar sobras. No mais o consumidor brasileiro tem pouco poder de negociação, e todas as soluções apresentadas são “cobertor curto”, e ainda tende a valorizar coisas supérfluas. Vamos a um exemplo clássico: O embate japonês do México vs Japonês caipira (Nissan “Escolha dos Inteligentes” Sentra vs Toyota “Versão Única de 120 mil para idiotas” Corolla). A Nissan te oferece um carro mais equipado e tão seguro quanto por quase um popular a menos, mas cobra uma desvalorização maior, menor liquidez e uma manutenção mais salgada, além de uma rede de atendimento menos qualificada. Pessoalmente acho que não vale a diferença, mas nesse caso eu não estaria vendendo uma eventual tranquilidade por dinheiro? Não é uma questão tão simples quanto se faz supor.

    • Filipe Melo

      Fernando, em vez de baixar o preço e lucrar com a quantidade, as empresas preferem em um único produto lucrar a venda de vários juntos. É essa a impressão que tenho.

    • Zé Mundico

      Amigo, as montadoras não podem baixar o preço dos carros porque tem custos (mão de obra, energia, matéria-prima, fornecedores, serviços gerias, etc) que TAMBÉM estão aumentado. Então por qual motivo elas vão baixar o preço? Por falar nisso, você pode me dizer alguma coisa que esteja baixando de preço atualmente? (alimentação,energia, combustíveis, escolas, serviços,etc.)
      Infelizmente as pessoas imaginam que ‘baixando preço” vai “vender mais”, ,como se baixar o preço fosse solução para tudo nessa vida….rsrsrsrs

      • 0terceiro

        Você falou de um ponto importante e que nem todo mundo leva em consideração: custos.

        A montadora (todas elas) tem custos com mão-de-obra, energia, fornecedores e etc.
        Se a demanda cai, ela não consegue cortar custos de uma vez só.
        Além disso, baixar mão-de-obra não é um custo “legal” para as montadoras,
        pois além dos custos de uma demissão em massa (olha os custos aí de novo)
        a montadora tem que re-dividir o trabalho entre os funcionários que restam e,
        quando a situação do mercado melhorar, vai ter que recontratar e treinar pessoal.

        Na minha opinião, acho que as montadoras preferem não demitir, preferem segurar os empregos enquanto for possível, pois o custo e o trabalho de recontratar e re-treinar pessoal não deve ser baixo.

        Ouvi falar de montadora aí que deu férias coletivas em Dezembro, voltou agora no começo de Janeiro e já vai dar férias coletivas de novo, pra não ter que demitir mais funcionários.

        O trem tá feio, véi!

      • Cvrtlik

        Sim, meu caro, mas você ou qualquer outro aqui, que tem algum comércio ou empresa, se o produto não está vendendo bem e sabemos que tem uma margem de lucro fora da realidade mundial o que fazer? Aumentar preços nunca seria a resposta para qualquer uma pessoa normal, mas devido ao oligopólio que essas empresas tem aqui nunca baixam preço, não há disputa pelo mercado, não existe respeito pelo consumidor. Aqui se vende lixo por preço de ouro, e sabemos bem quando comparamos os preços dos mesmos carros em outro lugares….4x menores…, que custo justifica isso?

    • Luis_Zo

      Não é um movimento de deixar de comprar carro novo porque esta mais caro.

      É a inflação fazendo montadoras corrigirem os valores para manter as margens, e como esta acontecendo isso com tudo (alimentos, serviços, etc etc) o consumidor adia a troca de carro, pois a prioridade é outra. Veja bem, adia a troca, ele não vai deixar de comprar, eventualmente, quando sairmos da crise, ele vai la e compra o carro novo, de novo.

      A teoria não esta sendo aplicada.

    • Wellington Myph13

      Quanto mais o mercado cair, mais eles vão subir os preços. Eles podem até chegar a ponto de reduzir a margem de lucro ao minimo possivel pra eles, mas isso ainda assim quer dizer aumento.
      Se vendia 100 carros por mês a R$ 10.000 = 1.000.000,00, se no mês seguinte vender 75 carros, eles tem que subir o carro de 10.000 pra 13.333,33, pois os 1mi já estavam na conta de custos e lucro…
      Em caso extremo que a venda caia DEMAIS, eles podem reduzir um pouco a margem de lucro deles, mas isso deve cair de 1mi pra 900mil.
      digamos que caia 50%, 900.000 / 50 = 18.000,00, o carro ainda teve aumento de 80%…
      Claro que com a venda a 50%, eles fecham CSS, reduzem trabalhadores, margens e pode reduzir bem o custo a ponto de chegar a supostos 700mil que ainda daria 14.000,00, aumento de 40%…
      Mas isso vai LONGE… até porque se não vende aqui, exporta, então o custo não reduz…
      É uma maracutaia só que não tem fim…

      • Cvrtlik

        A coisa é complicada, porque quem já leu um pouco sabe que essas empresas trabalham com redução drástica de custos, utilizam peças padronizadas justamente para diminuir os custos…., então essa coisa que aumentou o preço do aço…., eles compram com desconto, diferente de empresas menores…, eu falo, a coisa é mais embaixo, só quando forem divulgados os custos totais que saberemos,,,,e duvido que eles façam isso.

    • Lexfamulus

      Infelizmente penso que este bonde (boicote) já passou. Com a economia apresentando um cenário bastante desfavorável, com retração do mercado, aumento da inadimplência (crédito mais caro), inflação e aumento de tributos, as empresas – que não são o papai noel, diga-se – tentam compensar estas “perdas” aumentando o valor do produto. Está mais caro para produzir e estão vendendo em menos quantidade (não dá pra ganhar no volume), então o preço aumenta.
      Diferente seria caso o boicote ao carro zero acontecesse em economia aquecida e cenário econômico favorável, como o que tínhamos – mesmo que de forma artificial – há poucos anos atrás. Neste caso, em um ambiente racional (que, em regra, não é o caso do Brasil), não haveria muito embasamento para aumentar os preços e afastar ainda mais o consumidor.

    • SK15

      Eu acho que ainda tá vendendo muito, por isso tudo esta OK, é só olhar a parcial desse mês onde se vendeu +6.000 Onix é de f8d8r o pião, carro horroroso (fui ver um esses dias só por ver e não deu pra ficar 2 minutos dentro) … então é isso acredito que terá que vender 0 (zero) carros por uns 3 meses ai a “coisa melhora”.

    • automotivo

      Se caiu 25%, ajusta-se a real demanda, diminiu um turno, se tiver fazendo, e ou demite.

  • Kaian Reis

    Quase 68k em uma Dobló com motor 1.4??? Deve ser só para empresas, não é possível que sem ser empresa alguém compre isso

  • Bruno Alves

    Ah, nada como pagar R$ 115.000,00 em um carro de 1993 (23 anos), que é tão velho que até a geração seguinte que é vendida na Europa, já ficou velha. E vem de série com um acabamento porco e segurança 0.
    E o pior, vende. E tem milhares de defensores. A última vez que eu falei do Ducato aqui, fui apedrejado. O cara me xingou dizendo que Ducato é carro pra trabalho e não era pra ser que nem meu Hyundai, que é carro de viado (exatamente com essas palavras). Toda aquela ladainha tipica de brasileiro que pensa pequeno e que faz o pessoal aqui trabalhar sorrindo com essas latas velhas, e em países de primeiro mundo o cara trabalhar em carros como Sprinter, Transporter, RAM, F-Series… Todos com projeto moderno, extremamente seguros e completos.

    Primeira foto é o Ducato brasileiro 2016 e a segunda é o Ducato 1993. Simplesmente ridículo, só brasileiro pra aceitar isso aí.

    • CorsarioViajante

      Prevejo respostas do tipo “mas o bichinho aguenta o tranco viu” ou “pode falar o que for mas é guerreira” e etc etc…

    • Mas o bichinho aguenta o tranco viu. E pode falar o que for mas é guerreira etc etc (Para o Corsário Vidente! Heheh).
      A questão para mim é: Compra-se o que for mais barato/melhor que a concorrência. Se não tem, será que o culpado é o consumidor?
      Muitos dos que defenderam a Ducato com certeza são detratores da Kombi. E cai na mesma questão: Como ele pode dizer para o pequeno/médio empresário que um carro de mais de 100 mil é opção a um de 45? Claro, isso considerando apenas preço de aquisição. Consumo e manutenção entram na conta. Mas temo que nesse comparativo o cenário para Kombi seria ainda mais favorável.
      O que adianta falarmos de um concorrente mais barato/moderno com um custo de rodagem superior? Ou onde a diferença entre o preço de aquisição paga anos de rodagem do carro mais barato?
      Não é que eu discorde de você. Só estou tentando mostrar outro lado. Pode ter certeza que se esse carro custasse 40 mil os empresários que dependem dele ficariam mais felizes. É simplista culpar o consumidor pela falta de opção.

      • SDS SP

        É a dura realidade de um país pobre…
        Muita gente compra uma moto como meio de transporte (como em muitos países pobres) por não ter condições comprar e manter um carro…Ou mesmo um carro usadinho surrado com 15 anos de uso, não é por ser mais “esperto” do que o cara que compra um 0km (como muitos aqui falam), mas sim por falta de opção (orçamento apertado)…

    • SDS SP

      Infelizmente somos um país pobre, não há outra opção…
      Para chegar ao mesmo nível dos países desenvolvidos, talvez daqui algumas ou várias décadas, sendo otimista…

  • Leandro Santos

    Uno 45, palio 50 e strada a 70 mil. E esse é o primeiro aumento do ano. Em dezembro eu volto.

  • Gabriel Santos

    Coitado do Linea… Já passou da hora dele descansar em paz

  • Fábio

    Acho bom a Fiat renovar seu line-up urgente. De moderno aí só o Uno, Palio, 500 e Freemont.

    • Uno e Palio modernos? Onde, cara pálida? Ambos são derivados do projeto 178, que começou a ser desenvolvido em 1992 e chegou ao mercado em 1996!!! Tudo requentado daquela época.

  • San German

    Fazendo uma pesquisa de carros ainda em série(com bom custo benefício, potência média e já quitados) até 29000 dilmas (Palio Fire 1.0 2P – R$ 28.360 – R$ 28.790), encontrei no OLX até 60000 km e acima de 2011(l): March 1.6, Versa 1.6, Palio 1.6, Punto 1.6, Siena 1.6, Idea 1.6, Weekend 1.6, Idea 1.6, Sandero 1.6, Logan 1.6, Gol 1.6, Fox 1.6

  • Anderson Lemos

    Quero dois palios e um linea, com bastante calda de chocolate por favor!!!

  • Subiu pouco ainda, eu quero mais…

  • Anselmo

    E ainda me lembro de ter pago R$ 49.900,00 em meu Punto Blackmotion 13/14…
    Hoje? R$ 60.770,00



Send this to friend