Brasil Fiat Governamental/Legal Hatches

Fiat registra nome Mobi, que deve ser usado em seu novo compacto nacional

fiat-mobi-inpi

A Fiat registrou no INPI – Instituto Nacional de Propriedade Industrial – o nome Mobi, que de acordo com o site Blogauto, será a identificação definitiva do novo compacto da marca italiana, conhecido até o momento como projeto X1H.

fiat-x1h-1

O novo compacto Fiat Mobi deve chegar ao mercado nacional até abril de 2016, mas ainda usando o atual motor 1.0 Fire Flex de até 75 cv, mas com câmbio manual de seis marchas. Não é a primeira vez que a Fiat combina motor 1.0 e seis velocidades na caixa de mudanças, tendo feito isso no final dos anos 90 no Siena e Weekend, por exemplo.

fiat-x1h-2

O novo motor GSE 1.0 6V de três cilindros, de acordo com o site Automotive Business, só deve chegar ao Fiat Mobi mais tarde, já que a produção começa por volta de agosto de 2016. Ele vai entregar 80 cv e será bem mais eficiente que o atual quatro cilindros da velha família Fire.

fiat-x1h-4

Menor que Uno e Palio, o Fiat Mobi será fabricado em Betim/MG e deverá ter duas ou quatro portas, ocupando um lugar de destaque na gama de entrada e custando abaixo de R$ 30.000. Assim, modelos como Palio Fire e Uno Vivace dariam lugar ao produto mais recente, que ainda deve ganhar versão aventureira Way, ampliando assim a oferta no mercado.

[Fonte: Blogauto/Automotive Business/Ferd]





  • invalid_pilot

    Estranho nome, me lembra mobilete kkkk
    Poderia ser Mille mesmo

    • Bruno Wendel Marcolino

      Achei o nome fraco, não gosto disso na Fiat, poderiam usar carros com nomes mais conhecidos, como Mille e até o 147 kkkk

      Ou 500BR

      • invalid_pilot

        Percebeu que a Fiat esta usando nomes de 4 letras Toro e Mobi (coincidência talvez)

        Também prefiro nomenclatura mais clássica.
        Mobi alem de mobilete lembra mobile(telefone celular em inglês)

        Acho pouco sonoro, apesar de ser moderninho.
        Palio, Ducato, Siena, Bravo e etc evocam tradições italianas.

        VW usa nome de esportes Golf, Gol, Polo, Saveiro(tipo de barco esportivo)
        Enfim não curti o nome do carrinho

        • Leonardo Teixeira

          Rapaz, ta ai uma coisa que nunca ia me passar na cabeça, a vw usar nomes de esportes hahahha

        • CorsarioViajante

          VW também usava muitos nomes de ventos: PAssat, Eos, Bora, Jetta, Scirocco… Acho bem bacana quando existe uma lógica por trás dos nomes. Outro exemplo era a GM com seus nomes todos terminados em “a”: Astra, Vectra, Zafira, Corsa, etc.

          • Impala_67

            Fora os Chevrolet com C,
            Corsa, Chevette, Corvette, Cruze, Camaro, Captiva, Chevelle, Cobalt, Classic, Celta, Caravan, C10, C20, Calibra, Caprive, Comodoro, Cavalier, Cheyenne, Chevy 500… etc. etc…

          • Gian

            uma curiosidade: esses nomes terminados com A vieram com os modelos Opel. Quando a GMB parou de fabricá-los por aqui, não permitiram mais utilizar os nomes da Opel (por isso não chamaram o Cruze de Vectra, Onix de Corsa, Spin de Meriva ou Zafira).

            • DTF

              Acho que não tem ligação alguma o que vc disse…o que acontece é que a chevrolet parou de montar os carros da OPEL no Brasil e portanto não tinha nada a ver chamar seus outros carros mundiais com os nomes de carros da Opel…ex: Cruze é Cruze no mundo inteiro e o Vectra era um outro carro que hj nem existe mais, sendo trocado pelo Insigna…

              • Gian

                No Brasil, o ultimo Vectra que tivemos era o Astra no resto do mundo.

                • DTF

                  Sim, pq o Vectra na europa foi substituido pelo Insigna….

                  • Gian

                    O que não justificaria mudar o nome do Astra para Vectra!

                • Matheus Conrado

                  A decisão de trazer o astra 2005 como vectra se deu por que o mesmo subiu de categoria, cedendo espaço pra o Astra,o último Opel vectra virou um Sedan grande(mais tarde substituído pelo Insígnia)o novo não se encaixaria no mercado naquela época,aí a GMB fez um astra Sedan e chamou de vectra,e Até certo tempo teve sucesso, mas logo depois civic e corolla se renovaram aí se tornaram imbatíveis, e atualmente temos o Cruze que é o equivalente mundial dele.

                  • Gian

                    Sim. E naquela época ela poderia ter chamado o Astra de Astra, mas optou por chamar de Vectra (contrariando o nome mundial)!

          • Victor Hugo

            Santana, também

          • Diegooh

            Inclusive tem o proprio “Vento” kkk! Nome do Bora/Jetta em alguns paises, como Argentina.

        • 0terceiro

          Se você for lá no site do INPI e pesquisar, verá que a Fiat tem muitos outros nomes com pedido de registro.
          E muitos deles tem mais letras.
          Não sei se há um padrão ou se esses dois foram coincidência.

        • 0terceiro

          Talvez a graça do nome Mobi seja lembrar mesmo
          esses ‘trem’ de celular, mobilidade e etc.
          É um carro pequeno, talvez passe a idéia de ser um carro fácil de se locomover por aí.

          • invalid_pilot

            Conectar com os jovens que cada vez mais não ligam pra carro… Sei lá, só tendo um papo com a galera do Marketing e de Produtos da Fiat pra descobrirmos.

            Esse carrinho se desenha como maior lançamento de 2016 até agora…veremos se vai agregar ou ser mais do mesmo com cara nova.

            • 0terceiro

              “Conectar com os jovens que cada vez menos não ligam pra carro…”

              ficou confuso este trecho do seu post.

              • invalid_pilot

                Kkkk cada vez menos se importam com carro… Esse sentido

                Preciso parar de beber aqui no feriado / recesso kkk

            • Gian

              Ainda acho que a Toro vai ser o maior lançamento de 2016…

              • invalid_pilot

                Esse Mobi tem missão de ser carro de volume… Toro querendo ou não é algo mais nichado e pelo preço menos acessível.

                Falo pq no segmento de entrada teremos no máximo o Kwid como novidade.

            • Bruno Wendel Marcolino

              Maior lançamento de 2016?

              Toro, Civic e Cruze mandaram abraços.

              • invalid_pilot

                Será que Civic venderá tanto quanto um possível popular ?

                A ver

            • 4lex5andro

              ta ‘serto’ ..

              mesmo com o contra de ser caro, e parar muito em congestionamentos, o carro dá uma mobilidade e independencia de trajetos, que por muito que o transporte onibus/metro/bike sejam ‘politicamente corretos’, nao compensam nem de longe essa vantagem ..

          • 4lex5andro

            deve ser essa a ideia mesmo, mobi é um nome facil de entender em varios paises, e ‘linka’ ao mesmo tempo com tecnologia movel ..

            na parte do nome, a fiat mandou bem, só falta o carrinho ser tao bom quanto ..

        • Bruno Wendel Marcolino

          Putz, nunca pensei nisso kkkk

          • Matheus Conrado

            Não duvido, já que o corolla por diversos meses ficou como o sedan mais vendido do Brasil!

        • Pedro Cunha

          …se a lógica das “4 letras” se aplicar á toda linha, imagina só:
          “DUCA” – “SIEN” – “PALI” – “PUNT” – “BRAV”
          Seriam aspectos econômicos até na logotipia dos carros…??

          • Alexandro Henrico von Mann

            Pra isso trouxeram de volta o nome TIPO. ;)

        • Eduardo Fujiwara

          cara, os saveiros não são embarcações esportivas, eles são parecidos com as escunas

    • 0terceiro

      De início achei o nome estranho.
      Agora começa a fazer mais sentido pra mim, pensando como o amigo disse abaixo,
      num nome lúdico.

      Vamos ver como esse carro chegará ao mercado.

    • Pedro Henrique

      provavelmente vai ser tão pelado que vai lembrar mesmo uma mobilete kkkkkkkkkkkkkk

    • Victor Hugo

      Por isso que se chama mobi, vai ser a mobilete dos carros.

  • SDS SP

    Simpático o nome. Agora, pelo menos o Palio Fire precisa sair de linha o que deverá acontecer conforme o novo compacto for se estabelendo no mercado.
    Agora uma pena será a adoção do velho 1.0L recauchutado aliado a imprecisa transmissão.

    • invalid_pilot

      Mesmo com esse motor pífio irá vender bem… Pode apostar

      Quando lançar quero ir fazer um Test Drive pra ver qual é

  • Poperon

    Um motor manco desses, com 6 marchas não vai ficar estranho não?

    • No_Name

      É que o motor é ruim, beberrão… De certo fizeram isso para não ficar mal no teste de consumo do Inmetro.

      • Matheus Conrado

        Beberrão? Cof..cof..

        • Adherbal

          mandou bem pra dedéu. calou o sabe tudo do no_name ou será neném?

        • Mas qual foi o percurso? No meu Palio 1.3 eu zerei o odômetro e deixei-o engatado em uma descida de mais ou menos 2 km. A média ficou em mais de 20 km/l. Mas surreais.

          • Matheus Conrado

            Então, foram 23 km zerados após abastecimento com percurso metade cidade e metade estrada com velocidade máxima de 60km/h com alguns sinais de trânsito e sem ar condicionado,o carro era um Siena El,apenas eu no carro pesando 75kg,eu tinha boas médias pois usava muito o Cut-off(usar a ultima marcha possível) e o percurso era razoavelmente plano.

    • Matafuego

      Acho que fica melhor, não? Hoje as montadoras estão com mania de deixar cinco marchas bem curtas para fazer os carros 1.0 ficarem mais espertos, porém mais beberrões. Acho que as seis marchas irão ajudar nesse sentido.

      • Daniel

        Lembrando que Siena e Weekend 6marchas tinham as ultimas 5 marchas “normais” e a primeira era uma super-reduzida.

    • Fernando S.

      As 6 marchas desse carro devem ser 5 à frente e 1 à ré hahaha.

      • Bruno Wendel Marcolino

        sem dúvida.

    • Bruno Wendel Marcolino

      Acho que a sexta que ele se referiu é a ré…

    • Pedro Rocha

      Como a própria reportagem informou, não é a primeira vez que a FIAT faz isso. Lembro-me de um colega que andou em um Siena 6 marchas (tem até um aqui perto de onde trabalho) e ele comentou que não via nenhuma vantagem, pois as 6 marchas eram curtas e só dava mais trabalho passar uma marcha a mais.
      Acho que a impressão que ele teve foi generalizada, pois rapidamente a FIAT descontinuou esses modelos.

      • vin_cius_carvalho

        As seis marchas foram colocadas nos Siena e Palio Weekend 1.0 em 99, pois o motor FIASA, na época, era ruim demais de torque em baixa, tanto que tinha 61 cv e era o 1.0 mais potente do Brasil. Com relação de marchas curtas, os dois carros (mais pesados) conseguiam se equiparar em desempenho a outros 1.0 do mercado.

    • Diogo

      Se as seis marchas formarem um câmbio 5+E, com a 6ª longa para estrada e privilegiando o consumo, não vejo problema algum. As vezes sinto falta de uma 6ª marcha no meu carro para andar em velocidade de cruzeiro na rodovia.

  • No_Name

    Se a transmissão 6 marchas for a mesma do Bravo deverá ser melhorzinha que as de 5 marchas da FIAT.

    • SDS SP

      Eu ainda aposto na velha caixa de 5 marchas. Não me lembro de ter visto nenhuma especulação a respeito da caixa de 6 marchas.

      • Bruno Wendel Marcolino

        eu aposto como a sexta marcha que a matéria se referiu seja a marcha ré.

        • SDS SP

          Também acho, ajuda ai NA! rs. Não faz sentido usar uma caixa incomum ao restante da linha popular da Fiat (salvo ela estar desenvolvendo uma nova caixa, o que acho improvável). A economia de escala é mandatório nesta categoria de carro.

          • Matheus Conrado

            Não faz sentido a materia citar algo que é corriqueiro,se estão falando que serão 6 marchas é óbvio que são á frente,ou você compra um carro sem ré? Ou como a finada Kombi com 4 marchas á frente e uma á re? E lembrando que o Mobi é só o começo de uma renovação que a Fiat está fazendo.novos punto e Pálio e Grand Siena vem aí,(X6H/X6S)e o Mobi deve inaugurar essa nova transmissão, assim como o motor GSE.

            • SDS SP

              Foi apenas uma piada, mas vocês levam a sério rs.
              Falando sério agora, não me recordo de ter lido a respeito dessa suposta caixa de 6 velocidades (melhor assim, ne rs) e sim, na atual de 5 velocidades que é comum à linha popular Fiat. A confirmar.

              Quanto aos motores GSE (a empresa onde trabalho está desenvolvendo o PCU para o motor 1.0L e 1.3L), não serão aplicados no Mobi por enquanto, e sim será equipado com uma versão updated do atual 1.0L de produção. Uma pena, diga-se de passagem, pois queria ver o desempenho desse 3cyl. com 2V por cyl. e comando do tipo SOHC.

    • 4lex5andro

      na propria fiat ja´teve compacto com caixa de 6 marchas , siena e palio, nao é algo tao impossivel de se fazer ..

      • No_Name

        A transmissão do Bravo é outro modelo e importada da Itália.

        • 4lex5andro

          o comentario foi no sentido de a empresa ja ter know-how nesse tipo de cambio;
          decerto a do bravo é outro modelo mesmo, ate por utilizar um motor maior ..

  • Ediomar

    Deve ser aquela caixa que equipou algumas Weekend e Siena 1.0 pra dar conta do peso,a 1º é reduzidíssima,pode se arrancar em 2º marcha dependendo o local.

    • CorsarioViajante

      Também acho que a idéia será essa, para tentar arrancar o máximo possível deste 1.0 cansado.

    • Marcelo Henrique

      A título de curiosidade, o Siena 6 marchas usa o motor Fiasa e a capa seca desse câmbio não casa com o Fire.
      Mas como estamos falando de fabricante, para a Fiat fazer uma capa seca se adaptar é mamão com açúcar. Assim, a lógica de reutilizar um projeto antigo não é tão absurda quanto se parece.

  • natan ravel

    3 cilindros e 6 valvulas só , isso vai dar merda!!!
    Não vai acompanhar nunca os valores de torque e potencia de um Ford Ka ou Up aspirados

    • light_wz

      Se tiver injeção direta, acompanha com os pés nas costas.. agora, quantos km vai durar antes de começar a queimar óleo com a altíssima taxa de compressão necessária para isso, eu não sei..

      • Gustavobrtt

        Não entendi a relação entre injeção direta e maior taxa de compressão. Não vai ser um motor diesel.

      • Matthew

        Duvido que a Fiat vai usar injeção direta nesse motor. Já é um parto pra colocar um comando variável no E-treco, imagina uma tecnologia dessas num carro de massas. Pra mim ela vai seguir a receita dos VHC da GM, taxa de compressão no talo. Não faria sentido miguelar o cabeçote multi-válvulas e investir na injeção direta.

  • Mr. Car

    Nome de brinquedo. Mais apropriado para uma baleiazinha de pelúcia. “Pai, me dá uma Mobi”? He, he, he! E motor 1.0 com seis marchas foi um retumbante fracasso, não sei se a Fiat se lembra.
    Outra burrada, é já não lançar com o motor novo.

  • Tosca16

    Um Fiat de 30 mil reais deve ser completo, completo de itens faltando kkkkkk .
    Ainda sou mais o New QQ, que em janeiro começa a fabricação nacional; New QQ e QQ que tem a manutenção muito baratinha, num vídeo lá no youtube o cara comprou as coifas para um QQ 2012 por R$ 8,00 reais cada uma, amortecedor traseiro serve o para VW Fusca, todo mundo vai de Cofap e por aí vai. Eu gostei destes vídeos do mecânico, mostrando algumas peças do New QQ e o modelo por debaixo do chassi; se brincar o modelo da Fiat de 30 mil reais não será nadinha muito diferente, aliás não duvido ser bem inferior:
    https://www.youtube.com/watch?v=Bncgre5hHPQ
    https://www.youtube.com/watch?v=mcDAHXEWsi8

    • automotivo

      espero q o New QQ, seja melhor q o velho QQ de meu vizinho, senão será tosco mesmo. (desculpe o trocadilho, não resisti)

  • Whering Alberto

    Opaaaaaa…6 marchas…

  • CorsarioViajante

    O nome é simpático e lúdico, acho bem “combinado” com a Fiat e sua postura de marca.
    Mas o carro em si até agora dá indícios de seguir a máxima de que “é preciso mudar para ficar igual”. O motor será o mesmo 1.0 ultrapassado. O câmbio de seis marchas talvez venha para ajudar a dar mais fôlego para um motor tão limitado. O entreeixos aparentemente será o mesmo que o do MIlle (2361mm), menor portanto que do Ka (2491) ou do Up (2421 mm), e o capô grande parece um detalhe anacrônico: gastar tanto espaço para um pequeno motor e penalizar os passageiros com pouco espaço.
    Ou seja, lança-se um carro que, pelo conceito, já está ultrapassado em diversos aspectos, sendo que só dentro de alguns anos vai se equiparar ao que os concorrentes já oferecem hoje (ou ainda menos devido ao três cilindros com 6v). Vale lembrar que o Up já tem uma excelente opção de 1.0 turbo e o Ka, aparentemente, logo também ganhará uma versão turbo. Ao mesmo tempo, para quem quer um motor do tipo “velho conhecido”, com manutenção manjada, é um acerto. Finalmente, talvez ogrande alvo da Fiat nem seja o Up ou Ka, mas sim o futuro Kwid, que ao contrário destes dois terá seu foco no preço baixo.
    Mas me parece que está fazendo o mesmo que a VW fez com a Saveiro (demorar muito para lançar a versão CD e depois lançar numa versão inferior que a concorrência oferece) ou com o motor 1.6 16v (demorar muito para lançar e, daí, equipar poucos modelos com o motor e de forma sempre muito cara).

    • Gustavo73

      Também achei o nome interessante para a proposta. Mas realmente parece mais uma variação do mesmo.

      • CorsarioViajante

        Consta que vai subsituir o Uno Vivace, que ainda mantém a cara antiga. Vamos ver qual vai ser o “encaixe” dele.

        • Tosca16

          Eu acho que a Fiat vai reviver a categoria abaixo dos atuais “populares” colocando um modelo realmente “popular” com a velha proposta de sempre, simples e funcional… Claramente eu vejo que a Fiat vai por o Mobi abaixo do UP, só que com a mesma proposta de compacto urbano . Eu o colaria numa categoria com Geely EC2, Chery New QQ e olhe lá, só que não duvido, aliás posso até queimar a língua mas um Fiat de menos de 30 mil não será melhor montado que um New QQ que agora em janeiro começará a ser fabricado em Jacareí … O máximo que espero deste compacto da Fiat é ter forração das portas, não ter a fiação aparente e quem sabe um design mais atual, falando em comparação ao antigo Mile .

          • ViniciusVS

            Subcompacto, ficará no lugar do Palio Fire ( que faz a função de Subcompacto por ser defasado)

            Fiat poderia ter uma linha mais enxuta, tem muito compacto em linha ( Palio, Uno, “novo” Palio, Punto) sendo que compartilham mecânica.

            Mobi, Uno e Punto são mais que o suficiente

            • invalid_pilot

              Punto vai morrer em breve e será substituído pelo outro projeto da Fiat em 2017… Chuto que será chamado de Palio, mas com tamanho e acabamento melhores que o atual e preço maior tbm (ocupando o lugar do Punto atual)

              • 0terceiro

                Ouço/leio por aí que a Fiat vai dar uma enxugada na sua linha em 2016/2017.
                Mobi, Uno e mais um devem ser os compactos da marca.

            • Daniel

              muita coisa embolada…

              Hj é:
              Palio Fire – Uno Vivace – “Novo Uno” – Novo Palio – Punto.

              Dá pra reduzir para:
              Mobi – Punto…

              Mas dai como vai justificar o preço nas alturas do punto?

          • Matthew

            A Fiat já cumpre esse papel com o Palio Fire e o Uno Vivace. É a única que manteve em linha os populares depenados de tudo.

            • Tosca16

              Mas era um projeto antiquado, eu acho que agora vai fazer um novo Uno; no papel é excelente na prática nem tanto, mas ao menos será um compacto de proposta moderna, na prática só Deus sabe rsrsrs .

            • CorsarioViajante

              Take Up também é depenado de tudo… Daí se tira que nem tudo são equipamentos de série.

    • invalid_pilot

      Kwid com motor 0.8 de 65cv vai ser de doer a alma

      Hoje ninguém mais quer passar nervoso, mesmo com milzinho e ainda mais com todos os carros vindo com ar condicionado de série.
      Renault deveria adotar o 1.0 Nissan e fim de papo, mesmo não tendo muita potencia (77cv) é moderno e robusto.

      • CorsarioViajante

        Pois é, alguma coisa não fecha nesta conta do Kwid. Dizem que terá ou um motor exclusivo de 0.8 ou o motor 1.0 da Renault… Não vejo vantagem nisso nem para a Renault nem para o consumidor, até porque como você disse a Nissan apresentou faz pouco tempo um 1.0 novo. Só se pretendem cada vez mais separar Renault e Nissan, mas daí perdem a tal sinergia (e consequente corte de custos e etc) do grupo.

        • Gian

          É uma pena mesmo a Renault e a Nissan não se integrarem mais. As duas possuem seus motores 1.0, March e Sandero utilizam pneus completamente diferentes (imagina o poder de barganha se somassem o volume dos dois modelos para pneus em comum), cada uma possui sua cor branca, sua cor prata, sua cor preta, etc… Um monte de coisas duplicadas por pura falta de integração das duas empresas. Dinheiro indo pro ralo.

          • CorsarioViajante

            Isso é uma receita delicada, se uniformizar de menos não vale a pena a união, se uniformizar demais perde a identidade. Então é um equilíbrio delicado, até por serem empresas com personalidades bem distintas.

        • SDS SP

          Acredito que o Kwid será equipado com o B4D 1.0L que estão validando.

        • Diogo

          O que fecha é a ocupação da fábrica de motores da Renault no Paraná. Ela produz basicamente os motores da linha D4D (o 1.0 dos Clio e Sandero/Logan nacionais e o 1.2 do Clio para o Mercosul) e K7M (os 1.6 8 e 16v da família Sandero e Kangoo). A tendência é o Sandero usar, mais cedo ou mais tarde, o 1.0 Nissan (para subir de faixa de mercado). A Captur já deve vir com motores Nissan também. Se perder o fornecimento para o Clio e seu substituto, vai ficar extremamente subutilizada a fábrica, não sendo viável.

      • Icarix-Ace

        Dizem, segundo a Auto Fácil da Editora Escala (a revista semanal que ‘recicla’ alguns assuntos da Car and Driver e colocam outras coisas), que vão aumentar a capacidade cúbica no Kwid-BR para 1.0 nesse 0.8, para tentar chegar aos 80cv, por isso a demora no lançamento para o final de 2016 / começo de 2017; depois vão tentar ver se encaixam esse 1.0 da Nissan (se bobear, “recauchutado” para 3 cilindros)

        • Gustavobrtt

          O 1.0 d4d já tem 80cv, para que mudar o motor indiano?

      • Hugo Borges

        O Kwid indiano tem apenas 660kg.

    • Tosca16

      A ficha técnica engana muito, o New QQ e QQ anda relativamente bem para um 1.0 de 69cv; e o antigos 1.1 DOHC também não faziam feio; o importante é saber a real proposta do modelo e usá-lo naquilo que se propuseram a fazer. O que desconfio muito sabendo como é a Fiat será do pacote de equipamentos de série e da qualidade do acabamento; um Fiat de 30 mil reais não será pode ter certeza melhor montado que um New QQ, New QQ que janeiro começa a ser produzido em Jacareí …

  • Gavlan The BeerMaster

    Pra quem anda de fusca tá de boas, é trocar 6 por meia dúzia.

    • 4lex5andro

      brincadeiras a parte, os alvos desse mobi deverao ser (por segmento, porte de carro) ka e up ..

      mas pensando em mercado, vendas, a fiat tem que ter um produto ao lado do palio e uno (que nao esta vendendo tao bem) para derrubar o onix e o hb20 ..

      • Gavlan The BeerMaster

        Palio e Uno não vendem bem por que são praticamente o mesmo carro como nomes diferentes…
        Já mas do que na hora da Dona Fiat lançar um motor mais eficiente e um carro que se enquadre nos padrões de segurança.

  • Gustavo73

    A Fiat vai tirar o Fire de linha? Duvido, de cara as vendas do Palio cairiam para menos da metade. O Uno deve encarecer e o Mobi assumir os preços das versões Vivace, mas custando mais de 30 vom kit dignidade. Quanto ao novo motor tenho curiosidade em saber como será…

  • EuMeSmObYmYsElF

    Fiat Playmobil

    • kravmaga

      É tão pequeno que os bonecos que vão ser usados no crash test (os dummies) serão bonecos Playmobil…

  • Samuel_RO

    Estão dizendo que ele vai custar menos de 30 mil hahahahahahaha
    Piada pronta.

    • Kaian Reis

      Vai custar menos de 30k sim, vai chegar custando R$29,990 KKKKK

      • Fred

        E aumentar no segundo mês!

  • CanalhaRS

    Nomezinho safado…parece brinquedo.

  • afonso200

    30 completo né……nao vem com 28 mil PELADO e completo por 37mil;;;;;;;;;;;lembra do novo Logan, pelado por 28,990, em 1 mes ja foi a 31mil pelado, em 5 meses pelado ja estava 34mil, aushauhsuahsua

  • Adrian

    Acho um grande erro a fiat abandonar o nome dos seus carros de sucesso, com certeza se usasse o nome mille, conseguiria mas sucesso.

  • Lucas Soares
  • Pedro Evandro Montini

    Poderia ter aproveitado o nome Brio, que foi uma versão do Uno no começo dos anos 90.

    • Icarix-Ace

      Mas já tem o Honda Brio na Índia, portanto, é bom não arriscar esse nome, mesmo se sabendo que a Honda nem pensou em trazê-lo pro Brasil, (o que faz bem, ninguém vai querer um mini-carro que mistura os visuais de um Picanto com os de um March, só que piorados, vendido a uns 40 mil no Brasil “só porque é um Honda”)

  • Pedro Cunha

    Tremenda piada-pronta!
    mobiLETE
    mobiXONA
    mobiLENTO
    mobiLESMA
    mobi…o quê sua imaginação desejar!

  • mauricio

    cade o motor turbo? vai lançar ano que vem e ja ta atrasado

  • Lucas de Paula

    A realidade é que se não for um carro com características modernas ( CONECTIVIDADE) vai ficar parado. Hoje eu compro o carro se vir completo. O Onix só vende bem devido ao Mylink, só por isso atrai os jovens que é o público alvo agora o Hb 20 atrai mais mulheres que não ligam tanto para conectividade devido o multimidia não vir na versão de entrada mas se viesse ninguém pegava.

  • .. ..

  • Peter Bishop

    Ele manda mensagem de texto como p antigo mobi?

  • MIN💀S

    Para esse nome, a FIAT poderia adotar essa trilha sonora.
    https://www.youtube.com/watch?v=ICjyAe9S54c

  • leitor

    Mobi é nome de animal grande, dos maiores, Mobi Dick, uma baleia enorme. E vai para um carrinho compacto?