África Fiat Pickups

Fiat Toro será vendida na África do Sul

nova-fiat-toro

A Fiat Toro será comercializada na África do Sul, de acordo com o site IAB. Apesar da grande presença de picapes de porte médio de outras marcas e da chegada ao mercado europeu do modelo Fullback, baseado no L200 Triton da nova geração.

A Toro a ser vendida naquele mercado terá motores a gasolina ou diesel, bem como cabine simples ou dupla. A chegada ao país deve acontecer ainda no primeiro semestre de 2016, importada do Brasil.

Comenta-se que pode surgir uma versão de cabine estendida com tração 4×4, mas até o momento a Fiat só está testando a cabine dupla. A Fiat Toro pode ainda ganhar produção na Índia, onde seria um diferencial e bateria de frente com uma provável Renault Oroch local.

[Fonte: IAB]





  • Guilhe

    Seria legal ter versões de cabine estendida. Sinto falta das primeiras gerações da S10 e da Ranger com essa opção

    • Matheus Marques da Silva

      Isso não é uma crítica, ok? É uma pergunta sincera de quem não usa pick-ups ou similares: Qual a utilidade da cabine estendida que não pode ser suprida pela cabine dupla ou cabine simples? Seria levar pequenos objetos sem precisar “condenar o volume da caçamba”?
      Abraço!

      • Marcello Caetano

        Gosto.

        • 0terceiro

          Isso não é uma crítica, ok?

          Gostei da frase do Matheus, e sem querer ser chato, Marcelo,
          mas o Matheus perguntou ‘qual a utilidade’ e você respondeu ‘gosto’.
          Acho que “gosto” pode ser um monte de coisas, menos “utilidade” :p

          • Marcello Caetano

            Essa é a sua verdade.

            • 0terceiro

              Não é questão de falso ou verdadeiro =P
              Mas como medir a utilidade do gosto?

              • Matheus Marques da Silva

                Pensei nisso também, mas preferi não levar adiante pra evitar a fadiga. Outra pessoa me respondeu acima sobre a diferença de cobrança do IPVA em algumas UF.

      • Prof.X

        A maior utilidade da cabine estendida é a perda minima de espaço na caçamba adicionada a capacidade de por pequenos volumes como mochilas e caixas de ferramenta dentro da cabine onde ficam mais seguras

        • Matheus Marques da Silva

          Faz sentido. Eu não gostaria de levar uma mochila na caçamba também! hehehe
          Abraço!

      • Diogo Trombini

        Aqui no Paraná, a vantagem é aliquota do IPVA, camionetes cabine dupla tem imposto de 3,5% enquanto que veículos espécie “carga” com cabine simples e estendida é de 1%

        • Matheus Marques da Silva

          Aí eu vi vantagem! hehe
          Obrigado pela resposta!

  • Debraido

    Cabine estendida é o que ha.

  • zekinha71

    A cabine estendida foi justamente a causa do sucesso da Strada.
    E a Oroch para o primeiro mês de venda, está vendendo bem, já está passando a Ranger.

    • Oroch não concorre com Ranger.

      • Marcello Caetano

        Concorre com quem, então?

        • A Oroch inaugurou um novo segmento de pick-ups e por enquanto é a única opção dentro dele.

          Trata-se de um segmento entre as pick-ups pequenas (Strada, Montana, …) e as pick-ups médias (Ranger, Hillux, S10, Frontier, L200, …)

          A Toro será a primeira concorrente da Oroch.

          • Marcello Caetano

            Mas sempre que um produto rouba venda de outro também se torna um concorrente.

            • Mas ela está roubando vendas das caminhonetes maiores?

              • Marcello Caetano

                Difícil comprovar, mas acho perfeitamente possível, principalmente no caso das médias que tem opção 4 cilindros flex.

              • RAFAEL C.

                Conheço quem tem Frontier 2014 esperando a Oroch e a Toro para decidir, pois não precisa de uma caminhonete de “grande” porte para rodar na cidade, e principalmente a Toro talvez irá satisfazer suas necessidades (4×4).

            • Matheus Marques da Silva

              Mas, nesse caso, seria um concorrente setorial, não um concorrente de marca, em termos de mercado.
              No meu caso, que não me prendo em categoria pra escolher o carro, todos que se enquadram no orçamento pré-disposto estão concorrendo! hehehe

          • Pedro Rocha

            No que diz respeito ao tipo – picape “quase média” monobloco – a primeira foi a Subaru Baja, pouco conhecida por ter sido um fracasso comercial nos EUA.
            No que tange ao porte, várias modelos já tiveram tamanho e capacidade semelhantes, embora fossem picapes convencionais montadas sobre chassis: a Ranger de 1ª geração é a mais conhecida delas por aqui.

            • DiMais

              e a Honda Ridgeline, que inclusive inspirou a tampa da caçamba da Toro.

              • Heisenberg

                Qual foi a inspiração da porta da Ridgeline?

                • DiMais

                  a Ridgeline tem abertura lateral, a Fiat só deu um plus e partiu ela em duas partes.

                  • Heisenberg

                    Tem razão, fiz confusão com a Avalanche. E bote plus nisso… pq a quantidade de abertura que tem é fora do normal (e se não testaram bem isso pode dar um problemão futuramente).

          • Edson Fernandes

            Na realidade as atuais concorrentes por mais que sejam indiretas são as picapes compactas (e baixas).

      • Adam Lewis Charger

        Acho que ele apenas quis colocar um exemplo no número de vendas.

  • Hox

    “A Toro a ser vendida naquele mercado terá motores a gasolina ou diesel, bem como cabine simples ou dupla.”

    E a Toro vai ter cabine simples aqui no Brasil ou será produzida apenas para exportação?

    • Pedro Rocha

      Se eu fosse estrategista da FIAT, deixaria a CS para 2017 e dedicaria o ano de lançamento às versões CD, que são mais lucrativas.
      Não sei se uma e-torq CS teria saída, dado o motor e a tração dianteira. Entretanto, uma Toro CS diesel 4×4 MT6 seria interessante não só para frotistas como também para pequenos agricultores.

      • Adam Lewis Charger

        Cara, acho que seria bem interessante uma dessa Diesel, com pneu de terra, suspensão elevada para pegar algumas trilhas.

        Mas acho que uma gasolina também seria interessante, mas acabaria com as versões mais caras da Strada de vez. Por teria uma caçamba bem maior.

    • DiMais

      vão fazer o caminho inverso do sucesso da Strada, que começou com cabine simples, depois veio a estendida e o boom nas vendas e por fim a cabine dupla que apesar de a crítica ‘especializada’ ter odiado ela foi tanto sucesso que acabou com as vendas da estendida.
      agora conforme for caindo o interesse pela Toro e for passando o efeito novidade, vão lançando as outras opções de cabine.

  • Antonio

    A Fullback, baseado no L200 Triton, seria uma boa concorrente junto as grandes que brigam aqui, icluindo a própria triton

    • Heisenberg

      Seria se a Mit, sabiamente, fez o contrato para não vender aqui rs

  • DTF

    Provavelmente tb terá mercado em Serra Leoa…

  • Aires Jone

    Feia demais!!

  • DiMais

    depois dos Adventure (e todos os falsos trilheiros que vieram na onda do sucesso) e da EcoSport, mais um segmento brasileiro ‘para exportação’



Send this to friend