Honda Tecnologia

Fit e City devem usar motor 1.0 i-VTEC Turbo em 2017, de acordo com site

honda-10-turbo

O motor 1.0 i-VTEC Earth Dream Turbo faz parte de uma família de motores com turbocompressor e injeção direta, que ainda se beneficia da famosa tecnologia VTEC.

O pequeno motor de três cilindros está sendo avaliado no Japão a bordo de um Civic hatch, mas deve estrear em breve na versão global do roadster S660.

honda-s660-oficial-24

No entanto, ele já foi confirmado para a próxima geração do Civic Hatch europeu e deve chegar ao Brasil por volta de 2017, de acordo com o site UOL.

O propulsor entrega 130 cv e 20,4 kgfm. Com bom torque em baixas rotações, como é comum aos motores deste tipo, o pequeno motor deve impulsionar os modelos Fit e City por aqui, substituindo o atual 1.5 i-VTEC.

novo-civic-hatch-2014-1

Associado com o câmbio CVT de sete posições virtuais, sem dúvida o 1.0 i-VTEC Turbo conseguiria – mesmo com a tecnologia Flex – enorme eficiência energética, entregue junto com uma performance invejável.

No caso do HR-V, o crossover utiliza no Japão um 1.5 i-VTEC – inclusive na versão Hybrid – mas aqui usa o 1.8 i-VTEC de 140 cv. Originalmente, o 1.0 i-VTEC Turbo foi apresentado com 140 cv, assim como o 1.5 tinha 200 cv e o 2.0 em torno de 280 cv.

novo-honda-fit-exl-avaliacao (21)

Nesse caso, ele poderia entregar a potência divulgada anteriormente (140 cv) em uma configuração exclusiva. Da mesma forma, o HR-V poderia também adotar o 1.5 i-VTEC Turbo, mas com 150 cv, assim como visto nos modelos StepWGN e Jade RS. O mesmo número pode ser também apresentado para o Novo Civic nacional, eliminando assim a presença dos atuais 1.8 e 2.0.

[Fonte: UOL]





  • Celeritate

    Torcudo esse motor!

  • Hiboria

    Parece que a Honda realizará uma revolução em sua mecânica, espero que mexa muito com o mercado, só tenho medo de os preços saltarem para níveis astronômicos….

    Quanto a Toyota ainda permanece colhendo os frutos de sua última mudança.

    • V12 for life

      Não se preocupe com os preços eles não vão saltar pois já estão astronômicos.

      • Hiboria

        Nunca duvide da capacidade da “faca”, ela sempre pode te surpreender, uns anos atrás, quando o fusion mais caro éra 105k, não se imaginava um corolla nesse preço, mas hoje…..

  • Freaky Boss

    Nossa, aí é que os carros da Honda vão ser os mais caros de seus segmentos. E enquanto isso o resto dorme e se bobear vai lançar turbo só depois disso (Nissan, Ford, etc). Depois não adianta reclamar da vida!!

  • V12 for life

    2017, isso torna o City particularmente interessante para mim no ano seguinte.

  • Wellington Myph13

    Duvido que venha esse motor 1.0 com 20,4kgfm de torque. O motor pode até render tudo isso, mas na hora de atender os limites de emissões, tem que baixar, fora calibrar pro consumo
    Chuto que eles farão o motor 1.0T ficar parecido com os 1.5, 115cv e uns 17kgfm de torque aos 1500rpm, o que já deve ser MAIS que suficientes pro Fit e City serem considerados de pista igual fazem com o up! TSI…
    O único ponto ruim que vejo em motores turbo, é que a galera vai a loucura, “chipa” o carro, faz o kraio com ele, dai estoura cambio e tudo mais porque o carro não foi calibrado pra tudo aquilo… E se isso ficar acontecendo mesmo, vai acabar com aquela ideia de comprar Honda usado porque é inquebrável, porque você nunca vai saber o que o cara fez no carro antes de colocar pra vender…
    Sou totalmente a favor dos motores turbo, mas como controlar a cabeça do Brasileiro que nunca viu o motor Turbo ser usado civilizadamente?

    Vamos esperar pra ver, e tomara que até lá eu tenha uma graninha guardada pra poder comprar alguma dessas novidades… (De preferência se o mercado já estiver melhorzinho até lá…)

    • Bruno Brasil

      Uma coisa é vc ter uma pequena parcela dos carros vendidos ser turbo, outra coisa é quando se tornar normal, sendo a maioria sendo turbo, dai vai acontecer o mesmo com o aspirado, apenas tendo um bom mecânico para analisar o carro antes e boa. Nem Honda vc pode comprar hj de olhos fechados só porque tem fama.

      • Wellington Myph13

        Concordo, e estou esperando que venha mais e mais turbo, pra conscientizar o publico que o Turbo veio pra dar mais conforto, economia e até segurança em certos pontos.
        Ainda acho que a VW esta dormindo no ponto em não colocar esse 1.0 TSI no Fox (que na minha opinião devia ter ido nele primeiro, já que é agora “premium” que venha com toda tecnologia nova)

    • Luis_Zo

      Cara, cada faz o que quer com o seu dinheiro e motor. Por que tu quer ficar controlando o que é dos outros? (tipo cabeça do Brasileiro, como tu comentou?) relaxa…

      • Wellington Myph13

        Tipico comentário de quem pensa ” Fod@-se o mundo, faço o que eu quero, é meu mesmo “…
        Não quero “controlar” ninguém, mas não custa nada o cara que vive em sociedade pensar nos outros também… Se ele não vai por o carro dele em pista, nem ficar dando de best@ fazendo rachas por ai, só quer “chipar” porque dizem que é muito bom, ele podia entender que pode ser bom sim, mas outros componentes do carro não aguentam a diferença de potência e torque ganhos, e dai com 50mil km vc já passou sua “bomba” pra frente e deixa o próximo que se exploda com ela…
        Lembrando que esse cara pode ser você, deparar com um baita carro, com cambio estragado porque o dono anterior fez o que não “devia”…

        • Luis_Zo

          Ué, mas é exatamente isso. Eu faço o que eh melhor pra mim, pq eu deveria ficar pensando no que h melhor pra você? Olha você ai tentando controlar o que os outros deveriam fazer com seus carros, com as palavras “podia entender”, “nao devia”. Relaxa cara, se tu e se preocupa em deixar teu carro ok pra hora q passar pra frente, parabéns, tu ta mais do que certo. Só não ache q todo mundo deve ser igual a você.

    • Rodrigo

      Concordo completamente com seus argumentos. Mas a julgar que o perfil de quem compra Fit e City é um pouco mais conservador, acredito que o preço de venda e de seguro sejam fatores limitantes para a ‘manolada’ começarem a festa. Lembrando que a versão mais barata do Fit começa em quase R$60 mil e o City quase R$70 mil. É muita grana para geral sair comprando e chipando o carro.

      • Wellington Myph13

        Acredito que 50% dos Golf 1.4T na rua hoje são chipados… Nem é questão da “manolada” fazer isso, e sim a propaganda que envolve “Melhora Desempenho, Baixa o Consumo, etc, etc, etc” Tudo isso é real, mas esquecem dos outros componentes do carro que foram feitos pra suportar o que a fabrica fez.
        Pode ser que nos deparemos com carros chipados que nunca deram ou darão problema? Sim, as vezes os componentes que a marca colocou ainda aguentem bem o ganho extra, mas tem outros que não… O cambio DSG7 do Golf é um deles, só aguenta 25kgfm de torque (que convenhamos, é um POUTA torque), que é o que vem de fabrica, Chipou vai pra 28kgfm, o cambio faz mais barulho (que o normal) e tem casos até de travar…

        • Rodrigo

          Eu acho que 50% um número exageradamente alto, já que chipar implica em perda de garantia e isso é algo muito valorizado pela maioria dos clientes, ainda mais donos de modelos importados (cujas peças não são nem um pouco baratas e não se encontra facilmente no mercado paralelo).

  • Poperon

    O Futuro está ai, os Motores com turbocompressor. Mas é o futuro do Brasil, que já está no passado de diversos outros países desde muito, muito tempo atrás.

  • Andrex2501

    Nossa, esse 1.0 tem 20,4 kgf.m, mt forte! O 1.5 tem 22,4

  • Mauro Schramm

    Poizé Honda, só não “esqueça” (de novo) do ESP e dos airbags de cortina para Fit/City…

  • Bruno Brasil

    1.0, turbo com VTEC “kick in you” ! Economia, força em baixa e força em alta:

    • Eduardo Barreto

      tb curti cara… caracaa

  • Seria ótimo!

    Esta estratégia já vem sendo adotada na Europa por outras montadoras há uns dois anos.

  • Diego

    Já achei a nova versão do city bonitinha, agora com motor turbo (mesmo que 1.0) ficaria bem mais interessante…

  • Luis_Zo

    Lembro da primeira vez que saiu uma noticia dizendo que a Honda estava desenvolvendo esses motores (1,0 – 1,5 e 2,0 turbo).

    Os comentários dos “hondeiros” eram ótimos, eles estava reclamando que era um “absurdo” a Honda ter motor “1.0”…

    • 0terceiro

      Deve ser porque 1.0 é “motor de popular” e Honda é “status”.
      E status não combina com “motor de popular” :P

      • Luis_Zo

        Poise, imagino que seja mais ou menos por ai mesmo, como se 1.0 nao fosse “digno”…

    • Emilio

      Não eram Hondeiros de verdade porque a Honda tem a fama de tirar leite de pedra. Motores de baixa cilindrada e alta potencia. Basta se lembrar dos lendários VTIs (1.6/160HP) ou dos S2000 (2.0/240HP).

      Lembro muito bem da primeira vez que acelerei um VTI, é incrível o que esse motor faz lá na casa dos 7500RPM.

      • V12 for life

        Além do primeiro Type R que era um VTI aliviado e com 170cv no 1.6

      • Luis_Zo

        Bom, nao saberia dizer o que é um “hondeiro de verdade”, mas concordo contigo que acelerar um vti eh divertido mesmo :)

  • Joildo Dias

    Acho que depois que a Honda chegar ao mercado com seus motores turbos a concorrência vão ter que correr atrás do prejuízo e com certeza a toyota já deve está pensando ou trabalhando em seus motores, pois sempre que uma inova a outra costuma seguir, ou será que o corolla vai continuar com motor aspirado, mesmo depois que o Civic vier com motor turbo, vamos aguardar as cenas dos próximos capítulos kkkkkkk……

  • Rodrigo

    O City e o Fit nacionais receberem o 1.0 Earth Dream me parece uma possibilidade mais razoável no médio prazo. Já o HR-V receber esse mesmo propulsor, acho improvável. Não apenas pelo porte, mas também pela característica de nosso mercado. Talvez o 1.5 Earth Dream (com potência de 150 cv) seja a opção mais provável, mas meu palpite é que não virá na atual geração do modelo (quem sabe numa futura reestilização ou mesmo geração).
    Quanto ao Civic, é quase certo que a versão top (EXR) e a intermediária (LXR) receberá o propulso 1.5 Earth Dream. Já a versão de entrada (LXS) deve permanecer com o motor aspirado, só que o 2.0 FlexOne. Isso é o que acho que vai acontecer. Seria ótimo se a Honda mudasse o benchmark do segmento introduzindo o 1.0 Earth Dream no Civic de entrada, mas acho que eles não teriam essa coragem…

    • Emilio

      Seria sensacional o 1.0ED nos Civics de entrada…

      • Deadlock

        Aliás, iria preferir o 1.0 se o torque for mesmo de 20,4 kgf.m, já que não tem muita diferença com o 1.5 (só 2 kgf.m).

    • Deadlock

      O 1.0, com torque de 20,4 kgf.m seria suficiente também para a HR-V. E seria a opção mais racional pela tributação favorecida.

      • Rodrigo

        Dizem que em time que está ganhando não se mexe. Nesse ponto eu concordo que mudar o HR-V pode significar a perda da liderança no segmento. Como eu disse, uma nova motorização somente faria sentido em uma nova geração ou remodelação. Ainda assim, o 1.0 ED seria a escolha mais improvável (pra não dizer impossível) para esse segmento. Lembra da primeira Ecosport com motor 1.0 supercharger, o fiasco que foi? Pois então… Acredito que o 1.5 ED seja a escolha mais acertada.

  • Lucas Irrthum

    A tendência dos propulsores de baixa cilindrada equipados com turbocompressor, já passou da hora de ser seguida em nosso mercado. O que para a gente é uma novidade, no mercado europeu já se tornou uma realidade. Estou ansioso para ver esta nova gama de motores que as montadoras adotarão. Sem dúvidas será uma reviravolta no mercado automotivo nacional.

    • Brasil_MG

      A Fiat poderia seguir o exemplo das outras montadoras e também renovar sua linha jurássica de motores. ( principalmente o fraco 1.0, e o 1.4 de 88cavalinhos )

      • Lucas Irrthum

        Tenho um primo que foi engenheiro de automação e controle na Fiat, em Betim/MG. Por isto, conheço vários amigos dele que ainda trabalham na empresa. Eles me disseram que a Fiat tem muitas novidades para o mercado, tanto em termos de 3 cilindros quando em turbo.

  • Rodrigo

    O que me preocupa não é nem um carro médio carregar um motor 1.5 ou 1.0 Turbo. O que me preocupa é o Governo mudar a regra do IPI por cilindrada para arrecadar mais de motores sobrealimentados.
    Daí vai acabar a festa rapidinho… Vão querer colocar regras do tipo, cilindrada E potência ou cilindrada e tamanho / segmento. Querem apostar que vai acontecer isso? E pode apostar que o lobby virá ou de Fiat ou de GM, pra manterem os motores jurássicos em suas linhas por um pouco mais de tempo…

    • Marco Antônio

      perfeitamente. Colocação mais feliz de todos os comentários sobre essa matéria. Já já algum burocrata dos infernos cria um “MP” para conter esse “abuso” de poder econômico e proteger a indústria nacional..

  • Elton Lopes

    Alguém me responda: o que é i-VTEC ou VTEC nos motores Honda? Desde já agradeço.

    • Rodrigo

      Nada mais é que um comando variável de válvulas controlado eletronicamente e um pouco mais elaborado que o da maioria dos carros com sistema de variação de tempo de abertura de válvulas. Nesse vídeo mostra em detalhes:

      • Elton Lopes

        Obrigado, depois manda o link do vídeo.

        • Rodrigo

          Já colei, mas alguém da moderação do N.A. Precisa aprovar para aparecer.

  • Léo Hung

    Virá no Fit DX de 75 mil reais (em 2017). :P

    HUE!!!!



Send this to friend