Ford Lançamentos Mercado

Ford promete seis lançamentos e motor 1.0 EcoBoost fará parte das novidades

Ford 1.0 EcoBoost

A Ford aumentou o percentual de participação no mercado brasileiro em 2015, alcançando até o momento um ganho de 1,3% em comparação com 2014. Só em novembro, a marca americana registrou 10,5% de market share, totalizando 236,2 mil automóveis e comerciais leves vendidos.

Mesmo com bons resultados em 2015, a Ford não espera um 2016 muito bom. Ainda assim, pretende fazer seis lançamentos, sendo que o Novo Edge é um deles. Uma das principais novidades é a chegada do motor 1.0 EcoBoost, que finalmente vai equipar alguns modelos no Brasil.

O 1.0 EcoBoost será fabricado em Camaçari/BA e vai equipar inicialmente o New Fiesta, que ainda terá o 1.6 Ti-VCT por mais algum tempo, sendo posteriormente retirado. O propulsor com turbo e injeção direta também vai equipar o EcoSport e o Novo Ka. Ele vai entregar 125 cv, provavelmente apenas nos dois primeiros modelos, enquanto o compacto de entrada terá em torno de 100 cv.

[Fonte: Automotive Business]





  • Marcelo Venssa

    Finalmente uma boa noticia em termos de motorização. Já que a GM continua fazendo seus lançamentos e mantendo seus motores jurássicos, fracos e beberrões.

    • V12 for life

      Jurássicos e beberrões não da pra discordar, agora fracos é forçar demais.

      • Doyle

        comparados à concorrência, são fraquíssimos

        • V12 for life

          Quantos 1.8 aspirado tem todo o torque disponível a 2600 rpm? não adianta nada ter 130cv e torque só estar disponível a 4500, e o 1.4 é mais potente que qualquer outro 8v de mesma cilindrada, e chega próximo a alguns 1.6, esse motores tem sim muitos defeitos mas fracos nunca foram.

          • Doyle

            nossa, amigo, vai mesmo defender esses motores 8V da década de 80? Pelo visto tem um monza super fixa

            • V12 for life

              Pelo jeito você não conhece muito de carros, o família II do Monza e o família I que são os atuais 1.0, 1.4 e 1.8 não tem nada em comum e esses chegaram aqui nos anos 90.

              • Pedro Neto

                tem sim, são do mesmo projeto da década de 80, que na verdade já veio lá da Opel na vieram dos anos 70. Seria mesmo que dizer que um AP não teve suas origens na década de 70.
                NO cado da GM, projeto da década de 90 é o ECOTEC da Opel

                • V12 for life

                  A origem é dos anos 80 mas eles não tem nada em comum, pesquise e você vai perceber que em lugar algum tem informações relacionando ambos, e os primeiros motores a receber os nomes Ecotec ainda faziam parte das famílias I e II, que aliás ainda são a base dos motores atuais assim como na VW, obviamente separados por décadas de evolução tecnológica, e a Opel ainda separa seus motores por família, atualmente os motores de 1 a 1,5 litro são família 0, de 1,6 a 2 litros são família I e de 2 a 2,5 litros são chamados de família II.

                • Marcos Souza

                  Eu nunca vou entender pq vcs acham ruim um motor ter sido projetado na década de 70 ou 80, se nesses anos todos ele teve atualizações.
                  também não entendo essa ânsia de falar que o motor é um projeto totalmente novo…quer dizer, por acaso o pistão mudou de desenho? o desenho básico dos motores a combustão interna tem poucas variações. Pistões são parecidos, o modo de lubrificação, o posicionamento das peças varia muito pouco.
                  E por mais que vocês falem que tal empresa lançou um motor novo, na verdade ela pegou a base de um motor antigo, mudou o material de ferro fundido pra alumínio, colocou um cabeçote 16v onde era 8, mas na base é tudo igual!
                  E falar que esse motor gm é o mesmo da década de 80 além de ser no mínimo errado, não e descrédito. Quantos monzas e opalas por ai que já passaram por mais de 300mil km com esses motores sem nenhuma retifica?
                  te garanto que tem muito motor desses que já rodou muito e o dono nem sabe, ainda mais pela “cultura” brasileira de baixar a quilometragem do carro pra vender.

                  • CharlesAle

                    Eu nem acho tanto que o problema é a idade dos motores GM, mas sim o que a GM cobra por eles..Veja o exemplo de Onix 1.4 completo, e compare com um Fiesta de mesmo preço, por exemplo. Veja o que o produto Ford é muito mais aprimorado, de melhor motorização, segurança nem se fala, tamanho e medidas de ambos semelhantes..É descarado que a GM cobra caro por um produto que deve pelo menos um motor mais moderno..

                  • Perfeito. Sempre bato nessa tecla. Como engenheiros os comentaristas do NA levariam muitas empresas à falência. Eles querem que se jogue décadas de know-how fora para dizer que o projeto é 100% novo.

            • Fábio

              Nos apresente um motor 1.4 8V mais potente que do Onix.

              • Victor Hugo

                Te apresento o 1.6 da VW com 120 CV, mais do que o 1.8 da gm

                • Fábio

                  Eu falei UM PONTO QUATRO, e 8V!

                  • Matheus_P

                    O problema eh q a concorrencia na mesma faixa de preco usa 1.6 16v

                  • Ué, você sai de casa para comprar carro pela litragem? Então ficaria em dúvida entre Cobalt, Punto TJet e Golf? Se a concorrência oferece no mesmo preço motores 1.3 16V, 1.5 16V, 1.6 16V, 1.6 8V, 1.0 Turbo etc. muito mais eficientes méritos deles e demérito da Chevrolet. O que adianta ser o melhor motor ineficiente em uma determinada cilindrada? A VW tem o melhor motor 1.0 8V. E daí se ele custa o mesmo que os motores 1.0 3 cilindros 12V da mesma VW, da Hyundai, Ford e Nissan, sendo muito mais ineficientes que esse, inclusive em relação ao 1.0 16V da Renault?

                  • Victor Hugo

                    Cara eu prefiro o 1.0 TSI da vw do que esse 1.4 8v. A questão não eh litros, e sim o desempenho.

              • jorge

                Eu já dirigi um corsa 1.4, um agile , e uma fiorino, dessas novas, com motor 1.4 TB. O q eu tenho a dizer é que são motores bem ruins, o da GM do mostra sua potência e torque em alta rotação, ou seja, pra andar normalmente por aí não são tão bons. Varias pessoas que andam com o onix 1.4 na cidade dizem nao perceber mta diferença em relacao ao 1.0 da própria gm.O da fiat TB, sendo que o novo ka 1.0 anda melhor e o up anda igual, sendo o consumo do fiat e inferior a todos eles.

                • Christian Sant Ana Santos

                  Ka anda melhor que Uno 1.4? O Ka 1.5 sim…Ka só aluguei 3 vezes, duas vezes 1.0 e uma o 1.5 Up! tenho um, nenhum dos dois supera o Uno 1.4, no máximo empatam em algumas situações, com o start stop desativado…

                  • pHn!XZApfXAt

                    dirigi um uno e um gol alugados, ambos 1.0. peguei estrada e tal. achava q ia ficar atrás de tudo qto é caminhão, mas q nada… andam bem. ainda mais se vc souber como conduzi-los de forma eficiente e segura…

                  • jorge

                    Na minha empresa tem uma fiorino 1.4 que dirijo as vezes e minha namorada tem um novo ka, que TB pego as vezes. Sinceramente nunca vi um motor tão ruim quanto a da fiorino. Barulhento, Gastão e bem farco em baixa…só começa a funcionar bem acima de 3.500 rpm no dia a dia o motor da Ford e melhor.

                • pHn!XZApfXAt

                  dirigi um uno e um gol alugados, ambos 1.0. peguei estrada e tal. achava q ia ficar atrás de tudo qto é caminhão, mas q nada… andam bem. ainda mais se vc souber como conduzi-los de forma eficiente e segura.

                • Hugo Borges

                  O 1.4 da GM é ruim que dói, tenho um e sei bem, o carro só anda bem na estrada( e como ) porém na cidade eu sofro, consumo lá encima também.

                  No Onix, esse motor está atualizado e ficou um pouco melhor, porém, os 1.0 3L andam quase parecido na cidade e gastam muito menos. Hoje os 1.4 estão morrendo, melhor ter 1.0 3L e um 1.5 4L para as versões de topo como o Ka faz.

              • Filipo

                Pois não: Fiat 500

              • Filipo

                Fábio, motores 8v estão em extinção!
                Não os defenda. Defendê-los é como defender motores carburados.

                • Matheus_P

                  Nao adianta… deve ser fanboy ou ligado à gm brasil.

              • Matheus_P

                Te apresento qualquer motor 1.6 16v da concorrencia. Ah va

              • Iran Borges

                Não existem tantos dinossauros hoje em dia kkk

              • Vanderley Almeida

                UP! TSI1.0 tem 105cv só um a menos rsrsrs

                • Victor Hugo

                  Sem contar o torque. Estou pra te falar que anda mais que o 1.6 aspirado.

              • Alessandro

                O motor 1.0 do Up já dá pau nesse 1.4 do péssimo Onix.

          • DougSampaNA

            CONCORDO e assino embaixo; prefiro duzias de vezes 16 kgf a 2500 rpms do que 19 kgf a 5 mil rpms.
            É uma pena que este motor já deu o que tinha que dar uma duzia de vezes..mas em torque em baixa realmente é animador.
            Só discordo na questão da potencia, este com 108 cvs tem torque melhor que alguns 1,6 de mais de 115 com 16v.
            O que mata nos 16v em baixa é a falta da injeção direta, que auxilia a queima e melhora o torque, aliado a um comando variável bem ajustado, claro!
            O CVVT da honda por exemplo é uma m….., abre 100% admissão só acima de 4800 rpms..

            • V12 for life

              Parece que super trunfo ainda domina a cabeça do povo, mas realmente já de oque tinha a muito tempo.

              • everton nogueira

                Na boa o povo se liga muito em cv, mas na minha opinião a gm so mantém esses 108 cv’s do cobalt/spin para não abafar a potência do motor ecotec do cruze se a gm quisesse aumentar essa potência ela faria, esse mesmo motor ja rendeu 115 cv poderia render até mais.

            • David Diniz

              Meu City 1,516v discorda…. Já dei muito trabalho para onix e outros motores da era dos dinossauros sem problema e olha que meu carro tem câmbio CVT.

              • pHn!XZApfXAt

                “dei trabalho”. o q isso significa?

                • David Diniz

                  que eu troquei o U pelo i :)

            • Alessandro

              Por certo o motor que oferece 19kgf a 5 mil rpms apresenta 16kgf a 2500 facilmente….

              • Exatamente! O que importa é a curva de torque. Não os números absolutos.

          • Pedro Neto

            nisso você está certo,

            meu carro tem 73cv e eu nunca usei essa potência, quando muito uso a metade dela , afinal não dirijo à 6300 RPM nem n subida. Importante é o torque máximo em baixa

            • Alessandro

              Dirige um trator então que você vai adorar…

            • Mais importante que o “torque máximo em baixa” (?) é saber quanta potência determinado valor de torque em determinada rotação proporciona.

          • Filipo

            Você não está errado, o torque (maior volume) em baixa é bom, deixa o carro prazeroso ao dirigir na cidade. Mas você se esquece do outro lado da moeda: estes carros com estes motores se tornam muitas vezes perigosos em ultrapassagens em auto-estrada, quando carregados (toda a família e respectiva bagagem a bordo) justamente por serem muito fracos em alta.
            Em minha opinião, um motor deve ter equalizada todas as características. Não só forte em baixa ou em alta, mas um misto de ambos. E por isso sou amplamente favorável as novas tecnologias.

            • anderson

              Com certeza, já tive um vectra GTX, e n tenho nada positivo para falar do motor, bebe um absurdo, tem força na cidade porem na estrada horrível em ultrapassagem, 4 marcha o carro n tinha força, tinha q jogar 3 direto, simplesmente n gostei, consumo horrível e desempenho inferior a 1.6 16v

            • pHn!XZApfXAt

              há formas seguras de fazer ultrapassagem, não? por que haveria risco se uma condução correta estiver sendo adotada? há trechos de ultrapassagem de veículos lentos em todas as estradas e pra isso não é preciso muita potência, não? quando pego estrada, vejo que usam a velocidade pra ultrapassar carros que dirigem dentro do limite legal e não apenas veículos lentos. não à toa morrem motorista, família e os outros que não tem nada a ver com a história.

            • Alexandre

              Talvez o THP prince se inclua num modelo de equalização, pois eu tenho um e não vi nada de ruim em retomadas. O problema dele é o consumo, que poderia ser bem melhor.

          • Matheus_P

            Acontece q um 1.8 16v moderno, como qualquer 16v moderno, tera sempre mais torque que um 8v, e, alem disso, usualmente 85% do torque maximo estara disponivel a 1500rpm nesses motores, superando o torque do 8v em todas as rotacoes.

            • V12 for life

              Só se esse motor tiver coletores de admissão variável, e esse não é o caso da maioria, porque acha que as 4 maiores relutaram tanto em aposentar seus dinomotores. Olha a VW mesmo com os EA 211 1.0 e 1.6 ainda usa os 8v na maioria de seus modelos, bem diferente de Toyota e Honda que preferem as tecnologias mais adequadas, graças a Deus alguém pensa nesse governinho de merda que temos, e as metas de consumo vão obrigar todas a terem motores de ultima geração, se não eles ficariam por mais 20 anos.

              • Alessandro

                A Ford, Hyundai e Peugeot te mandou um abraço.

            • Guilherme Eduardo

              Sua observação está correta, mas o problema é que muita gente ainda acha que os 16v de hoje são iguais os de alguns anos atrás; A admissão variável junto com novos câmbios e em alguns casos turbo e injeção direta fazem com que ele trabalhe bem em baixas rpms também.

          • Roger Rosato

            Filho… defender motores tão ultrapassados quanto esses é pedir para continuar sendo feito de palhaço.

            • V12 for life

              Leia toda a conversa.

              • Roger Rosato

                Eu li e a defesa de motores ultrapassados continua inaceitável.

          • Vitorugo V.

            Me fez lembrar do motor 2.0 do Astra e do Vectra. Mais de 19 kgfm de torque à 2.800 rpm. à 110 na rodovia era só pisar em 5 marcha mesmo que o bicho deslanchava.

          • Leandro Balmant

            Tem bastante força em arrancadas, concordo. Mas não consegue manter a velocidade por ter apenas 108 cavalos.

            • V12 for life

              ??????? Isso nem faz sentido, se fosse assim motos de 50cc nem sairiam do lugar com seus menos de 5cv.

              • Leandro Balmant

                Você estava falando de torque, e isso significa a força que o motor tem de fazer arrancadas. Já os 108 cavalos que o motor tem, significam a falta de disposição do motor em manter velocidades mais altas, então tem que ficar reduzindo marcha.

                • V12 for life

                  Pelo jeito você não sabe o que é oque, o Cobalt chega a 170 Km/h e isso é função dos seus 108cv, leva-lo de 0 a 170Km/h é função dos 17,1 Kgf/m de torque que ele tem.
                  Se você não quer ou acha errado reduzir marcha, somente os carros 100% eléctricos vão te atender porque até o Veyron precisa de redução para ter boa retomada.

          • Derek

            Pela quantidade que bebe este motor, tinha que entregar mais potencia mesmo… Minha irmã tem um cruze 1.8 e se arrepende até a alma, o carro é bom mas é muito gastão.

            • V12 for life

              Realmente mesmo sendo muito mais econômico que os ultrapassados que vem nos modelos menores o Cruze ainda bebe bem mais que a concorrência, a esperança é a nova família mas só saberemos quando chegar.

          • Jose Silva

            Muito relativo essa comparação de torque. O 8v tem torque máximo a
            2800rpm, mas após isso sua curva de torque despenca chega nos 4500rpm
            com 40% de torque a menos que a 2800 rpm. Acima de 4500 rpm torque
            despenca 40%. É ai que o 16v faz toda diferença, a 2800rpm um 16v tem
            90% do torque disponível chegando a 100% em 3700 a 4000rpm se mantendo
            estável até 5500 rpm. É ai que faz toda diferença, esse torque
            disponível a mais nos 8v em baixa da uma pequena vantagem
            desconsiderável hoje em dia na cidade pois os 16v possuem mais torque e
            potência e os valores já se igualam ou são até superiores que os 8v, e
            acima de 3000 rpm o 16v cresce e faz o 8v passar vergonha.

            Foi
            citado o motor de 130cv 16v e outro 107cv 8v . De 107cv 8v tem 17kg de
            torque a 2800rpm totalizando 100%, o 130cv tem 90% de torque a 2800rpm
            totalizando os mesmo 17kgf de torque. Só que acima de 3000 rpm o torque
            do 16v cresce e se mantém estável até 5500rpm em 19kgf, já o 8v o
            torque cai até 40% em 5500rpm ficando em 10kgf (torque de 1.0).

            Motores
            8v não compensam mais, além da maioria deles serem velhos, poluidores
            possuem baixa potência e torque consomem até mais combustível. Até mesmo
            os simples motores 16v são bem superiores.

      • Marcelo Venssa

        1.4 com 102cv e 13kg/f do ‘novo’ cobalt não é fraco?

        • V12 for life

          Quantos 1.4 8v vc conhece com essa potencia.

          • th!nk.t4nk

            Por essa lógica, então se a GM lançar um 1.1 8b de 50 cv ser o melhor do mercado, afinal “quantos 1.1 8v você conhece com essa potência?”

            • V12 for life

              Em momento algum disse é o melhor do mercado, para isso precisaria no mínimo ser o mais econômico.

          • xyzR2

            DS3 1.4 turbo de 122cv, Golf 1.4 turbo de 140cv.
            Ok o da GM não é turbo, mas é justamente por isso que é antiquado e beberrão.

            • V12 for life

              Você querer comparar comparar médio com compacto de baixo custo é no mínimo ingenuidade.

              • Alessandro

                Já disse em cima, o Up 1.0 (Nem é o TSI) já dá um pau nesse 1.4 da GM

                • V12 for life

                  Mostre as provas disso e não só eu como muito aqui ficarão felizes em discutir isso com vc, csdo contrario volte pro car blog que lá ê lugar de sonhadores alienados.

                  • Alessandro

                    É fácil. Basta você ver que a Relação Peso/Torque e a Relação Peso/Potência do Up Aspirado é parecida com do Onix 1.4. Se levar em consideração a Curva de Torque e de Potência do Up vs do Onix aí que o Up ganha de lavada. Não vou nem comentar do TSI né? Pq aí já é humilhação demais. Mas me disseram que os proprietários do Onix que que ao adiquirir a telinha Mylink o carro ganha 50cv, é isso mesmo???? Aí realmente, Onix com Mylink não tem comparação nem com Corolla….

                    • V12 for life

                      Se a relação peso potencia é próximo o Ônix vai levar vantagem na relação peso torque com seus 3Kgf/m a mais, e em vários comparativos com o Gol, verdadeiro concorrente direito, o Gol ganhou por muito pouco no teste do oficina motor, e perdeu por muito pouco no teste do Rubinho, isso mostra que apesar de menor deslocamento esse motor ainda se equivale ao bem mais moderno VHT, agora quanto ao TSI realmente não tem nada que se equivalha no momento, mas procure a coluna opinião de Boris Feldman e veja a comparação que ele faz entre o 1.0 Ecotec Turbo e os 3L oferecidos no país, principalmente a parte que fala do uso no dia a dia pois na época não existia Up! TSI e assim fica injusto.

          • Triton

            O 1.3 16V da JAC tem 113CV e 14,4Kgf/m de torque…

            • V12 for life

              Por isso perguntei de 1.4 8v, esse não é um motor de ultima geração mas ta anos luz a frente de família I, EA111 e Fire, esses três se equivalem, e esse motor da JAC com Injeção direta e turbo se torna de ultima geração, os outros 3 só aposentando mesmo.

        • Renato Duarte

          o 1.4 da Fiat tem 88cv e 12,5 kgfm

          • Pedro Neto

            o mais importante para o uso no dia a dia, pé o torque em baixa e não a potência máxima, se claro um cambio bem escalonado

            • Filipo

              O mais importante não é só o torque em baixa, mas principalmente o consumo. Em tempos de crise ou não, mas principalmente nestes, um motor econômico é o melhor.

            • Marciofilho Santos

              Concordo, veja o up tsi, são 105 cvs, e o torque já a 1,5 rpms, que dirige o carro se assusta com a força dele em baixa, bem vaior que muito carro com 150 160 cvs

        • Guilherme Eduardo

          Depende. Com o carro vazio anda tranquilo até em ladeira, o problema é com o carro cheio. Imagina ele com 05 ocupantes e o (grande) porta malas cheio? OBS.: Meu carro anterior era um Peugeot 207 Sedan 1.4 8v Flex manual de 5 marchas.

          • Marcelo Venssa

            Se o carro é espaçoso e com bom porta malas justamente para usar com a família toda, e o motor não anda quando a família toda está no carro, serve para que? hehe

        • Daniel

          O motor em si não é ruim… Já tive 2 Corsa C 1.4 e achava o motor fantastico para o carrinho… consumo de 12,5km/l com etanol e 17,5 km/l com gasolina e tudo com muita disposição… um foguetinho.
          Mas, no Cobalt não ficou legal. Assim que lançou fui fazer test drive… é um carro bastante amarrado. Até a Meriva anda melhor com o 1.4 (temos uma em casa). Já com esse 1.8 estrangulado o carro anda bem, mas nada empolgante. E, sinceramente, o Cobalt não tem nada de empolgante. Foi feito para ser confortavel e espaçoso, e nisso não tem como reclamar. Para o publico do Cobalt, o motor 1.8 é “suficiente” (e tem manutenção fácil e barata).
          Claro que eu acho que o Ecotec 1.6 16V ficaria mais legal (dirigi o Sonic Sedan e achei legal em termos de desempenho).
          Se olhar para a concorrencia… City, Linea, Logan… Bom, esses tbm não tem nada que empolgue e o desempenho de nenhum deles é referencia (nem o consumo)…

          Mas sempre tem um maluco achando que é beberrão e compara com o consumo do Up TSi na descida de serra… ou falando que é manco, e comparando com o Fusca 2.0 TSi

          • Hugo Borges

            12,5 km/l no etanol em quais condições?

        • Leandro Balmant

          Deve responder bem em carros mais leves como Onix e Prisma. No Cobalt não deve ser lá essas coisas.

      • ObservadorCWB

        Pessoal lê de boca cheia 125CV….mas esquece de “quando” estes pocotós aparecem. Dia desses dirigi um Astra Sedan elite 2.0 todo original, o carro tem uma disposição no arranque inicial semelhante ao meu V6 nas arrancadas.

        • Filipo

          Não exageremos! Um 4 cilindros de 2L ter disposição semelhante a um V6? Seu V6 deve ser bem antigo e seu carro muito pesado.

          • ObservadorCWB

            É pesadão sim. E esse é fator importante. Se vc pegar um Buggy (fusca 1600 – original) e rachar com qualquer V6 atual, é quase certo que nos primeiros metros o fuscão vai chegar antes….mas a partir da segunda/terceira marchas o V6 irá buscar fácil. Carro não é só isso….claro…. minha primeira preocupação é segurança, depois vem conforto, prazer ao dirigir, e só depois vem preço de peças e seguro, autonomia, depreciação, consumo etc Mas reafirmo que a disposição inicial é semelhante. Ainda estes dias vi no youtube uma brincadeira onde o C200 (dos novos turbinados) saiu na frente do classe E. A filmagem era dentro dos dois carros. No C tudo começou como festa e terminou de maneira mais humilde. Depois a bordo do E tudo começou em silêncio e terminou com uma simples risada.

            • CharlesAle

              Opa, isso é verdade. UM fuscão 1.6 85 que tive, era um canhão na saída de semáforo. O duro era equalizar os dois carburadores rsrs..E naquela época(1993), não tinha essa “febre” de radares como hoje..

        • radiobrasil

          Eu tive um Astra Hatch 2.0… fazia 0-100 em uns 9,8 – 10 seg

        • Marcelo Ceno Dutra

          Que V6 é o seu ? uma blazer ?

        • Guilherme Eduardo

          Tem questão de câmbio também. Câmbios com relações mais curtas geralmente tem acelaração mais forte, mas não é muito bom quando é exigido em velocidades mais altas.

      • TijucaBH

        Concordo com ti, jurássicos sim, fracos nao! Nao dá pra entender, hoje estao com uma plataforma atual, um cambio automatico de verdade de 6 marchas e estao voltando a fazer as pazes com o design (veja novo Cobalt). Só falta motor atual (nao vou entrar na questao do preço porque é questao do mercado e em todas as marcas).

      • Marcelo Ceno Dutra

        O 1.4 da GM não é fraco é anêmico, onix/prisma não andam se arrastam.

        • V12 for life

          Se arrastam igual aos 1.6 VHT da VW e melhores que os FIAT.

    • pedro rt

      em 2017 todos os velhos motores da chevrolet vao sair de linha e chegara os novos 1.0 com 90cv e 1.0 turbo de 115cv

      • Le chat noir

        Sério? tem fonte ai para a galera? (não to duvidando só fiquei curioso hehe)

        • SDS SP

          Sem chance. Sou fornecedor da GMB e sequer há cotações de peças para esses motores. Considerando que a validação de um propulsor leva em torno de dois anos, no mínimo teremos alguma coisa lá para 2018 e 2019. Ainda mais neste mar de incertezas.

          • Kiyoshi Yamashiro

            Parece que A Chevrolet só vai lançar o 1.4 turbo para o Cruze, e a própria disse que não há planos de equipar o Onix/ Prisma com motor 1.0 3 cilindros nessa geração

          • CharlesAle

            E o mais engraçado é que a GM fez uma fábrica moderníssima( tem até um tal de jardim filtrante, ou algo assim..) em SC..E produz motores datados!! Que baita paradoxo…..

    • FocusMan

      Rapaz…a galera pega no pé da GM com esse motor viu!

    • Clovislauro

      E esse EC7, continua feliz com ele?

      • Marcelo Venssa

        Cara,sendo bem sincero, ja tive outros 8 carros, de diversas marcas e esse é o melhor carro em todos os quesitos até agora( guardadas as proporções de categoria/preço). Tive zero de incomodação, pos venda muito bom e consumo médio de 10,5 km/l.

        • Clovislauro

          Pois é, fiz uma viagem de 200km com um e gostei muito por me parecer um bom carro, ainda mais pelo preço que custa, no mínimo 25mil a menos que um sedã médio tradicional. Ainda comparando com Logan, Versa, Cobalt, Etios sedã e City, acho uma opção interessante. Meu único senão é o banco muito alto, mesmo regulado todo para baixo. Estou bem acostumado com sedãs médios, tenho 2 em casa e utilizo 1 da empresa onde trabalho e não achei que o EC7 destoa deles. Já com o J5, logo percebi que ainda tem muito a melhorar para se equiparar aos outros. Acho que um EC7 ainda vai ocupar minha garagem, ainda mais que, por coincidência, tem uma css na minha cidade.

          • Rodrigo

            Também tenho um há pouco tempo, e com ccs na cidade recomendo a compra, a atenção deles comigo no pós venda foi muito boa. A posição de dirigir precisa melhorar, acho que está mais ajustada par estatura um pouco mais baixa dos chineses, mas não é algo que chegue a me atrapalhar no dia-a-dia. Tenho um amigo que tem um também e tem as mesmas boas impressões que eu.

          • Marcelo Venssa

            Cara, conversei na concessionaria e reclamam da falta de apoio do Sr Gandini ( importador) que só da valor a Kia, deixando o marketing todo do carro nas mãos das CCS( sem injetar $$). Mas estão otimistas, devem chegar a 25 CCS até fev de 2016, cambio automático no final do ano. PS: o EC7 vendeu 79 carros este mês, muito pouco mas subindo, contrario a tendência nacional

    • JP_SP

      Além dos motores beberrões, não vamos esquecer da Montana que usa foi “desevoluida” em relação ao modelo anterior e passou a usar a plataforma do Corsa 95 kkk
      É rir pra não chorar…

    • gtry

      quem vai galopar com 3 patas? aqui não maldito ponei

  • Uhuuuuuuu!!!!!!!!!! Japao tem 3 cilindros com turbo desde anos 95, e isso nos carros populares. Antes tarde do que nunca. New Fiesta 1.0 Ecoboost por 49mil, o supra sumo!!!!!!! É possivel esse valor, vai pagar menos IPI pela cilindrada, e vai receber bonus pelo consumo no inovar. Só querer que dá. Vamos que vamos, chega de motores velhos beberroes. (alo GM, Fiat)

    • Paga menos IPI ai a Ford engole essa diferença pra ela e todos ficam felizes.

      • Rodrigo Pasini

        É bem por aí, até parece que iriam investir pra não ter um retorno extra.

      • Mas isso nao ocorreu com o Up. Esse custava 50mil na versao top com 1.0 aspirado, e hoje custa os mesmos 50 mil, mas agora com 1.0 TSI.

        • V12 for life

          Olha o que você escreveu, trocaram um 1.0 aspirado por um turbo, ou seja mesma cilindrada e mesma carga tributária, o TSI tem consumo melhor que o aspirado e isso não foi repassado, mas esperança é a ultima que morre então torço para que esteja certo.

          • Como se repassa consumo? Tipo o carro faz 10 km/l, passa a fazer 12 km/l e por isso fica mais barato para a VW?

            • V12 for life

              Olha ainda não entendi direito essa parte do Inovar auto, mas as tributação parrariam a ser feita em relação ao consumo e não mais sobre a cilindrada, em teoria mais justo, agora como tudo aqui é diferente, temos que ver se realmente será aplicada dessa forma.

              • Então entenda o seguinte: Um eventual desconto que a fábrica pudesse receber teria que cobrir os custos extra que a fábrica teve para transformar o 1.0 aspirado em TSI
                -Turbina
                -O carro é alguns cm maior, o que implica em mais material para fazer
                -Dimensionamento de componentes.

                Por ser um carro mais caro, a saída será menor e obviamente o fabricante terá que obter uma margem maior por veículo. Não é regra da VW, sequer do mercado automobilístico, mas da manufatura. Então: Acha mesmo que o fato do consumo de um carro baixar ele deverá ser vendido mais barato?

        • Martini Stripes

          a cilindrada é a mesma

      • ObservadorCWB

        Bingooooooooooooooo…..embora nem “todos” ficarão felizes…

    • Adriano

      Comparar mercado japones com aqui é covardia, estao a anos luz na nossa frente, quem me derá estar la fazendo drift nas montanhas kkkkkkkkkkkkk

  • Marcelo Ceno Dutra

    E a chevrolet insistindo naqueles dinossauros 1.4 e 1.8.

    • Rodrigo Pasini

      Enquanto vender, pra quê mudar?

      • th!nk.t4nk

        Olha o cara lá em cima defendendo esses dinossauros. Os consumidores brasileiros são os responsáveis pelo desastre que é o mercado nacional.

        • Pedro Neto

          no Brasil, avanço tecnológico é sinônimo de fracasso comercial. A própria GM lançou em 1994 o Corsa GSi 1,6 16V e o Vectra GSi 2,016V, isso mais de 20 anos e até hj ainda insiste nos monzatec

      • Marcelo Ceno Dutra

        “Se eu roubando continuo me elegendo” assim pensou o politico, não tem jeito o brasileiro reclama, reclama, reclama mas não muda os seus hábitos.

    • Marcos Souza

      Com essa crise, já era o investimento.
      Só q eu sempre digo isso e ninguém percebe. A gm vende muito bem em cidades pequenas que não tem CSS e tem poucos mecânicos…e os mecânicos que tem são aqueles que aprenderam com o pai a mexer em motores.
      Ai o cara compra um clio 1.0 16v e na hora de levar no mecânico, o cara olha torto pro motor…”ihhh, esse ai vai sair caro pra arrumar, não sei que peça é essa e etc…”
      o vizinho compra um ônix que tem o mesmo motor do corsa de 94 com poucas variações…o mecânico arruma de olho fechado, acha peça ali na loja da esquina barata e etc…o motor dura tranquilo até os 200mil km sem fundir, o cara que comprou o ônix vai querer o que melhor que ele???
      Lembrando que: GM tem fama de carros duráveis, então é bem mais fácil de uma pessoa querer gastar seu suado dinheirinho comprando um gm com motor antigo que é certeza que não vai dar dor de cabeça, do que um sandero, ou um march e por ai vai…

  • afonso200

    e os de entrada vao ter cambio AT

  • V12 for life

    1.0 EcoBoost é sem dúvida uma ótima noticia, mas e os motores Dragon oque aconteceu?

    • Paulo Reis

      Continuam em processo, 1.5 e 3 cilindros, da qual vai matar o sigma. Trabalho em um forncedor e, notei que pode chegar final do ano que vem. Não estão com pressa, o target era outro tempos atrás….

      • V12 for life

        Infelizmente essa crise atrapalhou muito a evolução dos motores nacionais.

        • Kiyoshi Yamashiro

          A Fiat congelou o desenvolvimento do motor 1.0 novo

          • V12 for life

            Ta ai um motor que tinha tudo pra fazer frente a qualquer 3 cilindros, mas se as especificações de torque a 4500rpm e 6 válvulas estiverem corretas, tenho minhas dúvidas se terá desempenho satisfatório.

  • CorsarioViajante

    MUito legal ver que a Ford não está em parada. O ecoboost será muito bem-vindo. Para mim parece hoje ser uma das marcas que está com uma linha mais completa e atualizada.

    • th!nk.t4nk

      Pior que é. De patinho feio, a Ford passou a ser referência. Que as demais sigam.

      • Dp Som

        Acho que tb depende de qual quesito, pq se formos ver em termos de estabilidade e prazer ao dirigir,faz pelo uns 15 anos que eh referência… já em outros pontos, como assistência ao consumidor … :(

    • Luiz Felipe Mello

      Pena que a qualidade na linha de montagem seja péssima, fora o fiasco do Powershift. Não fosse isso, a Ford seria referência no mercado.

      • Kiyoshi Yamashiro

        A Ford tá fazendo o certo para quem quer aumentar as vendas

    • CharlesAle

      Pois é. A Ford conseguiu ganhar market share(noticia ruim para aqueles que torciam para a Hyundai tomar seu quarto lugar) E ainda vem com essa boa notícia de ter o ecoboost até no Ka..O Fiesta 1.0 Turbo pode dar um bom salto de vendas se ficar com ótimo desempenho e muito econômico( enquanto a VW vacila em oferecer só no UP o superlativo 1.0 Turbo..) Creio que a Ford, a se continuar a crise e popularizar ainda mais os 3 cilindros( só o HB20 tem conseguido bater o Ka na preferência de 3 cilindros,mas tem produção menor e é mais fraco em cidades menores), que ela possa até chegar a um terceiro lugar no ranking de vendas. É a montadora que mais aposto em crescimento..

      • CorsarioViajante

        Sim, mas falar é fácil, vamos aguardar pois enquanto a ford promete a VW já lançou, ainda que apenas no Up. Não sei se o gol com facelift vai ganhar o 1.0 TSI, parece que não, mas acho que em breve a VW também vai espalhar este motor pela sua linha, embora realmente esteja devagar – vide a lerdeza em popularizar o 1.6 16v.

  • EJ

    Que a Fiat, Renault e a GMB copiem a Ford. Criticam tanto a Ford nos sites automotivos, mas é uma das que mais investem em powertrain no Brasil. E essas 3 que citei aí acima são o extremo oposto.

  • Doyle

    vai ser igual o ESP e aquele monte de assistentes de segurança-> ninguém vai dar valor. Brasileiro vai chegar e dizer que tem plástico duro e falta tela touch “de qualidade”

    • Le chat noir

      Na minha opinião oque pesa contra o novo KA é a qualidade de montagem e acabamento, tirando isso é um ótimo carro de “entrada”, uma pena mesmo porque com esse motor 1.0 turbo vai ficar bem bacana. Para quem não precisa de muito espaço acredito que o New Fiesta vai ficar melhor do que já é…

      • Doyle

        HB20 muito melhor, pois é o carro mais estável do mundo não precisando nem de ESP

    • Chicão

      Tela touch pra ver layout de rádio.
      ::::::::::::::::::

      • Doyle

        uhuuulll, e isso com os plásticos bem macios, quase moles, porque é um insulto plásticos duros. Não vou querer carro com ESP porque eu dirijo muito bem, então, se eu bater, tomara que o plastico macio me salve

        • Edilson

          Dirigindo muito bem, nem sempre irá evitar acidentes pq você pode dar de cara com um embriagado e aí vai precisar mais do que um plástico mole para salvar.

        • DougSampaNA

          hahahahahhaa…ri litros disso…

      • Mas e se os números forem em 3D? heheh

    • Iran Borges

      Embora a sopa de letras seja importante, o consumidor comum é levado pelo prazer que ele sente quando senta no banco, pega no volante, olha para o painel…. e não tem como negar: as pessoas normais se importam mais com as sensações que elas podem sentir de fato, como um painel emborrachado, uma tela grande que enfeita o painel (mesmo que não tenha quase função nenhuma), e esses tipos de coisas que passam a sensação visual e tátil de modernidade e requinte.

      Neste caso as pessoas sentem que estão gastando num produto que vale o dinheiro.

      Eu mesmo, quando fui pesquisar alguns sedãs médios, não tive dúvidas de qual eu me senti melhor dentro: O corolla. Apesar de ser justamente aquele que tem menos tecnologias, foi o mais requintado para mim e que fez eu me sentir bem, e PARECIA valer o dinheiro cobrado (mesmo com o tão criticado reloginho, mas não ligo, eu gosto dos carros da década de 80! haha).

      O segundo colocado foi o civic. O terceiro foi um empate entre cruze e c4. O quarto foi o fluence. O quinto lugar foi uma briga feia entre o jetta e o focus, sendo difícil determinar o mais fraco deles na sensação de requinte visual e tátil.

      Concordo com você: o mais importante é a questão de segurança. Mas a carga sensorial acaba contando demais nesse tipo de compra, ainda mais para o consumidor comum que nem tem ideia de quão defasado é o motor do cruze ou jetta perto da concorrência.

      Acho que a culpa é do brasileiro que é um mau consumidor, mas também das fabricantes comuns que não oferecem tudo o que poderiam em um carro.

      • Edson Fernandes

        Creio que então o Focus que vc conheceu não era o topo de linha. Porque internamente ele é bem diferente do de entrada.

        Eu mudaria um pouco sua posição, mas claro que essa é suapercepção.

        • Iran Borges

          Eu conheci praticamente todas as versões do focus desde o lançamento dessa geração, antes do facelift recente. É inegável o conforto da condução, dos bancos, do câmbio manual e do powershift, a dirigibilidade impecável, aliado o bom motor 1.6 e o excelente 2.0. Teria um tranquilamente, até porque já tenho um focus e é só alegria.

          Mas sinceramente, as versões mais baratas eram sofríveis internamente, apesar do bom design do painel, e a titanium não me impressionou (fora a central da sony), talvez pelo fato de eu já ter me decepcionado com a versão intermediária (acho que foi a SE na época).

          A primeira impressão foi a que ficou, e digo isso em relação a todos os carros que eu vi e relatei no comentário anterior. Mas é como você disse: é uma questão de percepção individual.

          • Edson Fernandes

            Não… mas eu concordo contigo. É impressionante como a Ford quis piorar o carro. Não precisava empobrecer as versões menos equipadas só para dar enfase que a topo de linha seria superior. Eles poderiam ter apelado para outras soluções mais inteligentes.

      • Você está corretíssimo e eu também tenho um exemplo prático. No meu último casamento procurava um carro na faixa de 20 alto/ 30 baixo. Ao ver alguns usados, minha ex entrou em um Sandero pré remodelação e começou a falar: “Esse então é o Sandero? Minha colega comprou um, falava tanto, achei que fosse bem melhor”. Depois enquanto olhava uma Picasso, vi que ela entrou em um Ágile. Ao sentar no banco do passageiro do lado dela ouvi a frase “Carrão é outra coisa. Bem melhor que o Sandero”. Não entro no mérito do que seria melhor ou não. Mas a percepção dela. E pessoas como ela assinam cheques para comprar carros.

        • Iran Borges

          É… ágile e carrão são 2 palavras antagônicas kkkk, mas é isso aí que você disse. E a empresa que se esforça mais para passar essa imagem de requinte/sofisticação e estimular os sentidos do consumidor (pricipalmente nesse ramo) já sai na frente. No passado era exatamente a chevrolet quem tinha essa imagem e, não por acaso, emplacou o monza, o ômega e o vectra, que eram ícones em suas épocas.

          Por isso hoje entendo a Toyota e sua posição no mercado com o (tão criticado aqui no NA) corolla, pois nesse carro ela oferece essa sofisticação (na minha percepção, claro.. e pelo jeito, na maioria das pessoas também) aliado ao bom pós venda e confiabilidade mecânica tão aclamados (aqui eu já não posso confirmar isso, pois nunca tive toyota). Talvez tudo isso, no imaginário das pessoas, faz o corolla parecer valer o preço que se paga e ser tão valorizado.

          E acho que, numa análise fria, a toyota tem todo o direito de cobrar o que cobra no corolla, porque ela se diferenciou como empresa, e soube cativar o público com seu produto e entregar o que ele quer, ao contrário da concorrência que, em decorrência do desleixo de anos, agora fica apenas batendo cabeça, sem expectativas de alcançar a toyota no segmento dos sedãs médios. A única que ainda chega perto é a honda.

          Quanto ao ESP? Ninguém “vê ou sente” isso… nós entusiastas é que sabemos o que é e para que serve. O povo nunca precisou disso e até pouco tempo atrás andava em carro sem abs e air bags, ar condicionado, direção assitida e etc. A grande verdade é que o povo não sabe o que quer até você mostrar a ele o que ele deve querer rsrs.

          Obs: Apesar de tudo o que eu disse, jamais compraria um corolla 0km pelo preço que é cobrado… a menos que tivesse a sopa de letras e equipamentos nível focus/golf haha.

        • CharlesAle

          Ai quando ela disse ser o Agile um “carrão”, foi a gota dágua para o fim da relação rsrsrs

          • Hahaha… Isso eu tolerei… Mas o problema foi que ela dizia que me achava bonito… E diz que achava o Étios o carro mais bonito do Brasil…
            Nem no primário fui tão ofendido assim…

  • Chicão

    EcoBoost no New Fiesta.

    Os HB20teiros piram!!!!111

    • CharlesAle

      Vai sacudir e balançar muita gente em favor de comprar o Fiesta, isso com certeza!!!

  • Doyle

    OLHEM O UP! TSI PERDENDO PRA HB20 E ONIX! FORD, É PERDA DE DINHEIRO. BRASILEIRO NÃO DÁ VALOR EM DUAS COISAS: EQUIPAMENTOS DE SEGURANÇA E MOTORES MAIS TECNOLÓGICOS. COLOQUEM PLÁSTICOS MACIOS E TELA TOUCH QUE VÃO VENDER

    • Mateus

      Up! é subcompacto, carro mais urbano. Categoria com pouca procura.

    • Rodrigo

      Mas o up não vende por outros motivos, não é por causa do motor. A VW apostou no motor turbo no up para alavancar as vendas que estão muito aquém do esperado.
      No caso da Ford, pode ser que haja melhora, pois o Fiesta é bem mais interesante que o up!

  • PEDAORM

    Esse 1.0 Ecoboost no Focus aqui seria uma ótima pedida, como já acontece em outros mercados.

    • Doyle

      “focus 1.0? O que? Eu to pagando esse valor pra comprar 1.0? Olha aonde está o nosso governo! Carro 1.0 por 70 mil! Melhor pegar um cruze 1.8 com mais torque”

    • Martini Stripes

      o mondeo (fusion) tem 1.0 ecoboost!!!

      • PEDAORM

        Eu aceitaria numa boa, mas acho difícil que pegasse aqui. Colocar no Focus de entrada já seria uma aposta ao ignorante consumidor brasileiro.

        • Igor Faragó Jardim

          Acho que seria valido um 1.0 ecoboost pra substituir o 1.6 e o 1.6 ecoboost pra substituir o 2.0 !! Mas o Brasileiro é ignorante teria preconceito de um carro 1.0, mesmo que turbo..

          • PEDAORM

            Seria totalmente válido, foi o que aconteceu na Europa. O bloco 1.0 é 20% mais economico e ainda anda na frente do 1.6, tem um ótimo vídeo do Fifth Gear sobre isso, exatamente no Focus.

            https://www.youtube.com/watch?v=20FVyIYy3NE

    • E se a Ford repassar a redução do imposto para o consumidor final tornaria o Focus mais vantajoso que qualquer outro da categoria.

      2016 só não será bom para a Ford se ela não quiser.

      • Edson Fernandes

        Bem… se ela fizer isso sim. Mas para mim, o Focus de entrada precisa melhorar o interiro. Ele comparado as verões mais completas, não condiz com o preço uqe custa.

    • CharlesAle

      Problema não é o produto, que seria muito bom. Mas sim a mentalidade do Brasileiro, que acha que capacidade cúbica do motor tem que ser proporcional ao tamanho do carro!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      • PEDAORM

        É uma loucura, eu até entenderia a desconfiança se fosse uma tecnologia nova, mas já é amplamente utilizada em mercados mais maduros, consome menos, tem melhor desempenho e de quebra a montadora paga menos impostos. Não dá para entender.

  • No_Name

    Na Europa o motor de 140 cv agora pode equipar os demais Fiesta sem ser a edição especial Black/Red. Seria bem interessante um Fiesta Titanium com esta configuração por aqui.

  • Leandro Santos

    Falta aprender a alinhar o acabamento dos carros.

    • Doyle

      falta aprender a colocar plástico mole nos veículos também

      • Igor Faragó Jardim

        Falta aprender não, falta colocar em todos os modelos, pqe meus dois fusion tem um puta acabamento. Os melhores que eu já vi nos carros até 140k. Só falta a ford querer levar pros outros modelos!

    • Doyle

      e uma tela touch de 40 polegadas, tirar o esp/hla que isso é só pra encarecer carro, tirar direção elétrica porque hidráulica é a mesma merda, e pronto! Brasileiro tá satisfeito à beça

  • pedro rt

    a ford vai lançar tmb o 1.5 16V DRAGON ,sera o sucessor do 1.6 16v

    • CharlesAle

      Ou seja. 1.0 Turbo nas versões mais baratas e esse 1.5 Dragon na mais cara……Vixe maria..

  • Frederico

    Já passou de hora desse motor ser oferecido no mercado nacional.

  • Peter Bishop

    Eco 1.0. É a volta do supercharger.

    • CharlesAle

      Duas coisas bem diferentes..Veja o Fiasco do 1.0 Turbo do gol, e a excelência mecânica do Up TSI!! A engenharia evoluiu muito..

  • Será excelente ter um Mini-Suv como o ecosport com motor econômico, só espero que a Ford não pegue o vírus do preço irreal que acomete a GM, a VW e a FIAT hoje em dia.

  • Marco Antônio

    E o torque da criança? : queria mais números pra brincar psicologicamente. kkk

  • BillyTheKid

    Muito bom! Ano que vem parece que vai ser interessante no quesito de motores em praticamente todas as marcas: 1.5 turbo no novo Civic, 1.4 turbo no novo Cruze, esse 1.0 EcoBoost e o 1.0 três cilindros 6V no novo Fiat de entrada, só lançamento top!

    • DiMais

      O lado bom da crise já que são exatamente as velharias que estão despencando nas vendas.

  • Adriano

    Ai sim hein, caraca, que venha logo.
    Espero ainda mais pelos médios com turbo.

    • Igor Faragó Jardim

      Um focus 1.6 ecoboost pra substituir o 2.0 em, Ia ser um foguete! Dar pau em golf, cruze e companhia! haha

  • Edson Fernandes

    Muito boa a vinda do motor Ecoboost. Só fico pensando em que faixa de valor.

    Descontinuando o motor 1.6 16v, qual é o motor que vai recebero cambio Powershift? O 1.0 ecoboost? Se for…. será uma grata e otima surpresa. O torque ele suporta já que o Focus 2.0 tem mais torque para isso tbm.

    • Alexandre Maciel

      Na verdade eu gostaria que a Ford colocasse um câmbio automático de verdade no Fiesta para acabar com essa problemática bisonha do PS. Com aquele cofre para o motor, privilegiado em detrimento do espaço para os ocupantes, acredito que não seria problema. Se for, a Ford precisa contratar o engenheiro da Honda que colocou o câmbio AT5 no Fit de geração anterior num cofre apertado.

      • Edson Fernandes

        Consegue sim. E já te dou uma solução imediata: Cambio do Sonic de 6 marchas.

        Lembrando que esse cambio foi um compartilhamento de desenvolvimento entre Ford e GM. Só que o cambio Powershift espero que a Ford consiga resolver. Infelizmente tem problemas nos atuais, mas é interessante ela dar a cara tapa para tentar resolve-los.

    • Thiago Porto

      A Ford vai aumentar a margem significativamente.
      Vendendo 1.0 ela se apropria do beneficio Fiscal do IPI menor (7%) em carros que anteriormente pagavam alíquotas maiores (11%) .
      Teoricamente era pra ficarem mais baratos que na época do beneficio do Imposto que tinha baixado de 11% para 9% mas na pratica a gente sabe que isso não vai ocorrer. rs

  • Fábio

    Quando de 2016 Ford? Desculpe mas tenho pressa.

  • Matheus Conrado

    A FIAT,já anda testando o seu 3cil. Turbo.. até 2017 todos os motores pre históricos darão adeus ao Brasil..

  • Franco da Silva

    Agora tem que caprichar para as folgas da lataria serem menores que 1 cm! Aqui na família tem uma Ecosport de 85 mangos e parece que a tampa do porta malas está aberta de tanta folga!

    • DiMais

      o que acho mais estranho na Eco é que parece que uma das lanternas já sai quebrada de fábrica.

      • Franco da Silva

        Ahaha – é a abertura do porta malas.

        • DiMais

          sim, uma solução de design muito estranha.

  • Filipo

    Não entendo esse povo que fica defendendo o indefensável!
    “Ah, mas é o 1.4 8v mais potente que tem”.. “Ah, mas o torque em baixa é fenomenal”.. “Ah, o torque chega mais cedo que qualquer outro 16v de mesma cilindrada”.. etc..
    Tudo bem que torque a baixas rotações é bom, mas não é tudo para um motor. Esses motores contam com altíssima taxa de compressão, para poder se chegar a um melhor rendimento e por consequência relação de r/l mais alta (prejudicial à durabilidade do motor) e que torna o funcionamento do motor áspero. Não adianta ter rendimento bom em baixa, se o consumo é ruim e em alta o motor é fraco (perigoso em estradas).
    Motores que na europa já aboliram há décadas e aqui o povo ainda bate palma. É por essa e por outras que nosso povo é muito atrasado. Vejam quantos motores a gasolina com bloco de ferro, cabeçote de 8v e comando simples e sem variação existem na europa ocidental.
    Este carro (Cobalt) só está aqui com estes motores por conta do povo. Não reclamem de fabricante X ou Y, reclame do povo.

  • Perneta

    Na falta de Ford ST o jeito é ir de Renault RS ou outra marca.

  • Diego

    VW e Ford se armando com downsizing e turbo, GM e Fiat abram o olho e façam o mesmo, ou vai ser muito mais caro correr atrás do prejuízo.

    E VW cadê os Gol/Voyage/Saveiro/Fox como motor 1.0 TSi ???

    • DiMais

      Fiat inaugurou um novo centro de pesquisa e desenvolvimento (com foco em software), para melhora na eficiência de motores e transmissões. Isso em Recife ontem, nenhum site automotivo publicou isso.

  • Jônatas Abreu

    Ué substituir o 1.6? E o 1.5 continua? 1.0 < 1.5 < 1.0T e matando o 1.6, vai fazer besteira dona Ford!!!

  • sandroma

    Alguém realmente bom de mecânica poderia explicar a lógica em manter o 1.0 turbo e o 1.6?

  • Renato Texeira

    E o ka automático (ou automatizado), não será lançado aqui em 2016? Quase toda a concorrência oferece estas opções de câmbio para o mesmo segmento, já que o aumento por estes câmbios só aumentam.