Ford Lançamentos Pickups Test Drive zslider

Ford Ranger 2017: Impressões ao dirigir

ford-ranger-2017-impressões-NA (1)

A Ford Ranger 2017 chegou com visual repaginado na parte frontal e interior, mas seu maior destaque fica por conta da segurança. Com novos sistemas de atuação ativa e passiva, a picape da marca americana também chama atenção pela garantia ampliada para cinco anos.

Disponível nas versões XLS, XLT e Limited, a Ford Ranger 2017 chega inicialmente apenas com cabine dupla. O modelo oferece motor 2.5 Flex de até 173 cv com tração 4×2 e transmissão manual de cinco marchas.

ford-ranger-2017-impressões-NA (14)

Com diesel, as opções são o 2.2 TDCi de 160 cv e 3.2 TCDi com 200 cv, ambos da família Duratorq, com quatro e cinco cilindros, respectivamente. Nesse caso, a transmissão pode ser manual ou automática, ambas com seis marchas, além de tração 4×4.

Custando entre R$ 99.500 e R$ 179.990, a Nova Ranger 2017 vem com um bom pacote de equipamentos de série, incluindo direção elétrica e o pacote AdvanceTrac, além de sete airbags, cintos de três pontos e apoios de cabeça para todos, Isofix e alerta de atar cintos.

O AdvanceTrac inclui controles de tração, estabilidade, anticapotamento e carga, além de assistente de partida em rampa e controle de descida, este último apenas nas versões diesel. Luzes de emergência e assistência de frenagem de emergência também foram introduzidos. Câmera de ré e medidor de pressão dos pneus estão disponíveis a partir da XLT.

ford-ranger-2017-impressões-NA (8)

A Ranger Limited 2017 ainda recebeu alerta de colisão, faróis adaptativos (com facho alto e baixo alternando de acordo com o trânsito) e controle de cruzeiro adaptativo. O destaque, no entanto, fica para o alerta de mudança de faixa, que vibra o volante e, caso não haja reação do condutor, corrige a direção de forma automática. A tecnologia foi recentemente vista no Novo Jaguar XF.

Em termos de conectividade, a Ford Ranger 2017 vem com o sistema SYNC em tela de 4,2 pol. na versão XLS e 8 pol. nas XLT e Limited. O dispositivo vem com CD/MP3/USB/Bluetooth/SD, navegador GPS (tela maior), comandos de voz e AppLink com aplicativos dedicados.

Visualmente, a Ranger ganhou uma importante mudança de estilo na linha 2017, destacando-se os novos faróis com projetores tipo canhão, além de grade cromada (XLT e Limited) mais parruda. O para-choque também ficou mais moderno e recebe dois faróis de neblina. Novas rodas, incluindo aro 18 polegadas, também foram adicionadas.

ford-ranger-2017-impressões-NA (3)

No interior, o novo painel da linha 2017 ficou mais moderno e funcional, recebendo melhor acabamento e dois tons de cinza, bem como um cluster análogo-digital com displays configuráveis para funções do veículo e do SYNC, devidamente ajustáveis através do novo volante multifuncional, revestido em couro nas versões mais caras.

A multimídia SYNC com tela de 8 polegadas se destaca no conjunto, que ainda conta com ar condicionado dual zone e túnel central com alavanca de câmbio, modos de tração (caso das versões diesel) e seleção de sistemas de condução e segurança. As maçanetas das portas possuem aspecto semelhante ao de alumínio, dando um ar mais sofisticado ao modelo.

O interior continua com bom espaço para as pernas de quem vai atrás, além de confortáveis bancos revestidos em couro (versão Limited) com ajuste elétrico para o assento do condutor. Não houve mudanças na traseira e nem na caçamba de carga, cujo santantônio estilizado e a capota marítima reforçam o compromisso da versão Limited, diferentemente de algumas opções “top” da concorrência, que excluem estes e outros itens.

ford-ranger-2017-impressões-NA (19)

Impressões ao dirigir

No test drive realizado pela Ford na quente região fronteiriça de Puerto Iguazu, Argentina, pudemos experimentar a versão topo de linha Limited. Por enquanto, ela está disponível apenas com motor diesel 3.2, embora unidades Flex tenham sido vistas no evento. Essa última opção chega ao Brasil mais adiante e custará R$ 118.500.

O estilo atualizado caiu bem na Ranger, ganhando em robustez na parte frontal e mantendo o bom conjunto de antes, reforçado por belas rodas cromadas aro 18 polegadas. Com santantonio e capota marítima de série, ela lembra que picape topo de linha não pode dispensar esses e outros itens. Barras no teto e soleiras também estão presentes.

No interior, chama atenção o melhor acabamento e o painel mais vistoso, que inclui um moderno quadro de instrumentos com displays configuráveis e ajustáveis no volante. A multimídia SYNC poderia ser mais moderna, dotada de Android Auto e Car Play. Pelo menos tem GPS, câmera de ré e alguns aplicativos instalados.

ford-ranger-2017-impressões-NA (16)

No restante do ambiente, a Ranger 2017 mantém o que é bom: espaço, conforto e praticidade, agora reforçados por um nível de segurança não visto na concorrência. Falando nisso, surpreende o sistema de alerta de invasão de faixa que, além de vibrar, corrige, se necessário, a direção de forma autônoma. O controle de cruzeiro adaptativo é ajustável no volante, assim como a função acima.

Com boa posição de dirigir, a Nova Ranger 2017 surpreende logo pela leveza da direção elétrica, que permite realizar manobras sem o menor esforço. Na estrada, ela é bastante progressiva. O motor Duratorq 3.2 TDCi de 200 cv e 47,7 kgfm tem funcionamento bastante suave e linear, respondendo prontamente ao acelerador.

Nas retomadas, o propulsor da Ford obedece de forma eficaz, garantindo agilidade no trânsito e força extra nas ultrapassagens. Há um modo manual e o Sport, mas não chega a ser necessário uma intervenção no trabalho da caixa automática de seis velocidades, cujas trocas são suaves e no tempo certo. A Ranger apresenta boa estabilidade e controle direcional na estrada, ampliando conforto e segurança.

ford-ranger-2017-impressões-NA (5)

Rodando a 110 km/h, a picape argentina marca 2.000 rpm em sexta marcha, rotação boa, apesar de ser mais alta que suas principais rivais. O nível de ruído interno é condizente com a proposta e os freios atuam de forma muito eficiente, dando assim maior controle ao condutor, que não é pego de surpresa.

No off-road, a Ranger 2017 mostra sua valentia com pouco esforço do motor de cinco cilindros 3.2, que garante bastante força em baixa, suficiente para sair de qualquer situação ruim. A suspensão tem bom ângulo de ataque e saída, assim como curso mais do que adequado para buracos, valas e outros obstáculos. Mesmo com meio metro de água, a picape mantém o ritmo sem pestanejar.

ford-ranger-2017-impressões-NA (22)

Na lama, o sistema de gestão do 4×4 reduzido atua firme na leitura de cada roda, garantindo a saída sem maiores preocupações. A Ranger ainda dispõe de bloqueio eletrônico do diferencial traseiro para situações mais extremas. Nos quilômetros de terra, lama e água da floresta de uma base militar argentina, a picape mostrou ser realmente de casa, nos dois sentidos.

No geral, a Ranger ficou muito bem com a nova cara e melhor ainda em seu interior. O pacote de equipamentos é bastante generoso e os sistemas de segurança são realmente o grande destaque da picape, que ainda tem cinco anos de garantia de fábrica e redução nos preços das revisões. Quanto aos preços, estão na média salgada do mercado e, no caso da Limited, coloca o modelo em destaque entre as rivais. Vale a pena conferir, quem estiver interessado.

Galeria de fotos da Ford Ranger 2017:

Viagem a convite da Ford.





  • Ailton Junior

    ficou muito bom e acima da concorrência, apesar de caro.
    Acho que deviam testar a 2.2 pelo maior volume de vendas

    • Ailton

      Tô doido pra ver o teste da 2.2 automática.

  • ####Carlao GTS

    Visualizar às fotos FICOU SHOW agora.

  • Lucas086

    Bonita e completa, apesar de cara, como as outras, mas com equipamentos dignos de marcas premium, parabéns a Ford, ainda com diminuição no valor das revisões.

  • Rafael Henrique Arruda

    Na minha opinião, a ranger está um passo a frente das concorrentes, muita tecnologia embarcada, ótimo desempenho, 5 anos de garantia, o preço das revisões estão mais competitivos e não é a mais cara. Não tenho dúvida de ser a melhor compra.

    • th!nk.t4nk

      Sempre foi a melhor compra. O problema é que o povo só quer saber de Toyota, e ignoram o resto. Até entendo a ressalva quanto a algumas concessionárias, mas há muitas que têm um atendimento decente hoje em dia.

      • Robinho

        com certeza.

      • Paulo Reis

        Eu li testes em outras mídias que, inclusive, acabaram de testar a hilux, e foram unânimes, é a pick up que mais parece um sedam ao volante.

      • Edson Fernandes

        Pera… não é bem por aí. Uma das coisas mais importantes e precisam ser pensadas numa picape que pode ser usada para o trabalho pesado é ter peça de reposição.

        E apesar da Hilux não ser expoente em itens de série, devo dizer que tranquilamente a fabricante dispõe de tais peças para reposição em um tempo interessante. Justamente o que falta na Ford além de ser uma das mais caras de manutenção.

        Você vai até argumentar sobre o preço da Hilux já compor esse aspecto, só que tem muita gente que fica por um bom tempo com a mesma picape e isso se traduz para a pessoa no custo x beneficio. Eu nunca imaginei pensar em dizer isso, mas é fato que o despreparo da Ford para lidar com sua grande picape é o que queima o mercado dela.

        • rodrigo

          lembro que quando foi lançado a nova ranger em 2012, aqui na regiao estavam em falta ate mesmo de filtros da picape pra fazer revisoes basicas.. tempo de fazer revisao da minha ranger na concessionaria é de 1 dia, 2.000 reais me cobraram pela primeira revisao. muita gente so conta oq sai ou entra do bolso e esquece de contar o tempo perdido e o prejuizo tomado pelo tempo perdido, assino embaixo sua opiniao!

          • Edson Fernandes

            Pois é… meu cunhado teve um Fiesta que reclamava desse aspecto tbm. Mas como eu observo sempre a Ranger, já vi mtas reclamações, além de meu pai ter trabalhado como vendedor e me contar muitas historias do dia a dia.

  • Tosca16

    Me desculpem os Toyoteiros de plantão mas a Ranger a muito tempo já era a melhor do segmento, mas infelizmente a Ford não tem conseguido extrair tido o potencial dela nas vendas .

    • Alessandro Rodrigues

      Piá… acho que nenhuma consegue extrair o potencial de todas nas vendas. Se estivessem 40 mil mais baratas, venderiam igual Uno…

      • Tosca16

        Proporcionalmente ao preço e quantidade de itens de série mais a qualidade, conforto e tecnologia embarcada no conjunto da obra pelo que oferece a Ford deveria vender ao menos igual a GM com a S-10, e a Toyota não deveria ser líder com tamanha folga.

  • Luis Burro

    Acho q cromado enjoa muito rapido.Prefiro a frente da wildtrack australiana,com a grade cinza.

    • leomix leo

      Plotagem líquida nela. Tb não gosto de cromados.

  • Thalles

    Só faltou lâmpadas de led ou xenon

    • Alessandro Rodrigues

      Ao que parece, a Ford tem nojo disso, vide Fusion…

  • cepereira2006

    Só eu estou besta com o preço?

  • Alessandro Rodrigues

    Absolutamente a mais bonita da categoria. Pra variar, S10 resolveu virar o patinho feio (ao menos até aquela L200 xunada vir para o país).

  • Felipe Coelho

    Ficou feio pra railuke agora!

    • Robinho

      bem isso msm, a Hilux é muito feia.

  • Robinho

    Claro que não a testei…mas aparenta estar muito melhor que a concorrência.

  • Artur

    Ela é linda, exceto pela grade gigante cromada na versão Limited. Gostei muito mais da grade cinza da versão mais simples. Poderiam ter mantido também nas versões top.
    De resto, disparada a melhor do segmento. Embora cara, a quantidade de equipamentos compensa (principalmente se for comparar com a Hilux).

  • Jaspion

    HILUKONA, TE CUIDA, tem alguém chegando perto no retrovisor

  • Rafael Ribeiro

    Caramba, por 180k e com todos esses itens, ela é muito superior a Hilux em tudo. Eu já gosto da atual,agora então. Pena que o valor justo seria pelo menos uns 120mil

  • rodrigo

    unica picape com 5 anos de garantia, VW tinha que ver isso tambem, as 2 sao as qe mais precisam..

  • Marcelo Amorim

    Se fosse comprar uma cabine dupla top,seria minha opcao.A Toyota nao foi feliz no preço cobrado nem no design da Hilux.