Home Cupês Fusion Hybrid – Fusion 2.5 = smart fortwo brazilian edition. Vale a...

ford fusion hybrid 2010 chega para brigar por baixo consumo 1 Fusion Hybrid – Fusion 2.5 = smart fortwo brazilian edition. Vale a pena pagar mais no híbrido?




A conta acima parece não ter sentido, mas na verdade ela revela uma infeliz realidade do mercado brasileiro, o alto custo das novidades.

Já estamos cansados de ver lançamentos internacionais chegando ao país com preços irreais, até mesmo dentro da própria linha de produtos da marca.

Um desses produtos que chegam por um preço bastante alto, aposta na inovação para compensar seu valor. Mesmo sendo um híbrido, o Ford Fusion custa muito mais que a versão mais em conta do modelo, o 2.5.

Essa diferença de preço é tão salgada que se a proposta for economia de combustível e alguma tecnologia para ajudar nisso, então daria para ter um segundo carro com proposta semelhante na garagem. Mesmo levando um Fusion 2.5.

Por R$133.900, o Fusion Hybrid chega para ser o híbrido mais vendido. Afinal, quem acha que o Mercedes-Benz S400 Hybrid vai vender mais que o Fusion igualmente ecológico?

smart fortwo brazilian edition Fusion Hybrid – Fusion 2.5 = smart fortwo brazilian edition. Vale a pena pagar mais no híbrido?

Bom, em relação ao smart fortwo brazilian edition – citado no título dessa matéria – não podemos dizer que o mesmo seja um híbrido, pois ele não conta com ajuda de um motor elétrico.

Mesmo assim, com o sistema Start&Stop para desligar o motor quando o veículo está parado, o pequeno da Mercedes não só consegue um excelente consumo urbano, como também um reduzido nível de emissão de CO2.

Com uma diferença de R$51.700, a escolha do smart ainda gera um pequeno “lucro” devido ao preço sugerido de R$49.900 do micro carro urbano.

Se colocarmos o consumo dos dois produtos, teremos uma média de 17,4 km/litro para o Fusion Hybrid e 19,7 km/litro para o fortwo brazilian edition.

Enfim, o comparativo de preço e consumo feito acima mostra apenas uma das tristes realidades do mercado nacional, o alto preço das novidades tecnológicas. Além disso, mostra também uma opção alternativa para esta mesma realidade.

No final quem decide é o consumidor, que pode desejar luxo e sofisticação com baixo consumo, ou preferir ter o mesmo carro e não pagar tudo isso, optando por um segundo carro até mais econômico.

As duas opções também oferecem a exclusividade de tecnologias voltadas para redução dos poluentes. Se fosse você, o que escolheria?



Se você não está vendo os comentários, desabilite extensões do tipo Adblock (que impedem a exibição dos comentários), ou adicione nosso site como exceção.